Arquivo da tag: Bispos

Em carta aos bispos de todo o mundo, papa Francisco pede tolerância zero com pedofilia

papaO papa Francisco enviou uma carta aos bispos de todo o mundo em que pede a proteção de crianças e para que “o sofrimento, a história e a dor dos menores que foram abusados sexualmente por sacerdotes” não sejam esquecidos. Ele ainda pediu “tolerância zero” aos religiosos. As informações são da agência de notícias Ansa.

“Escutar o choro das crianças significa também escutar o choro e o lamento de nossa mãe igreja, que chora não só pela dor causada em seus filhos mais pequenos, mas também porque conhece o pecado de alguns de seus membros. Pecado que nos causa vergonha. Pessoas que tinham a responsabilidade de cuidar destas crianças, destruíram a dignidade delas”, escreveu o papa.

Ele pede “coragem para proteger a infância dos novos Herodes dos nossos dias, que roubam a inocência de nossas crianças”. O pontífice referia-se ao rei que mandou matar todos os primogênitos de Belém após o nascimento de Jesus Cristo.

“Hoje, na lembrança do dia dos santos inocentes, quero que renovemos todo o nosso empenho para que essas atrocidades não ocorram mais entre nós. Que encontremos a coragem necessária para promover todos os meios necessários para proteger de todas as formas as vidas de nossas crianças porque tais crimes não podem mais se repetir”, disse.

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Ricardo se reúne com bispos para discutir ações de enfrentamento à estiagem

ricardo-coutinhoO governador Ricardo Coutinho se reúne, nesta quarta-feira (1º), às 10h, com os bispos da Paraíba e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adriano Galdino, para discutir ações de enfrentamento à estiagem.

Durante o encontro, que acontece no Palácio da Redenção, serão discutidos os problemas dos municípios que sofrem com a longa estiagem e as ações de enfrentamento aos efeitos da seca. Na ocasião, o governador vai apresentar ações do Plano Emergencial de Enfrentamento à Estiagem, lançado pelo Governo no mês de junho.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Secom-PB

Santuário Nacional inicia novena da Padroeira do Brasil, bispos marcam presença

missa-de-abertura-novena-henrique-ribeiro-3 640x454Teve início no último da 3 a novena de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil. O Santuário Nacional, em Aparecida (SP) realiza, até o próximo dia 12, extensa programação com celebrações de missas e novenas, acolhendo devotos e meditando o tema “Com a Mãe Aparecida, seguimos Jesus, nossa luz”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com o prefeito de Igreja do Santuário Nacional, Irmão João Batista de Viveiros, a temática segue a meditação dos mistérios do Rosário, iniciada no ano passado. Em entrevista ao Portal A12, ele explicou a reflexão deste ano de 2014. “Nesse processo, queremos contemplar a vida de Jesus. O terço é uma oração mariana, mas é Cristocêntrica também. Por isso vamos refletir sobre a vida, a missão e a pessoa de Jesus. Consequente, vamos refletir sobre a nossa missão na Igreja, em função dos Mistérios da Luz”, esclareceu.

Programação

São diversos horários de missas no Santuário Nacional. As novenas são celebradas em dois horários: às 15h, presidida pelos Missionários Redentoristas, e às 19h, sob a presidência dos bispos. Mais de 1.600 colaboradores atuam nestes dias no acolhimento dos devotos, com o reforço de diversos voluntários, 400 apenas para as coreografias.

Durante a novena e Festa da Padroeira, os fiéis são convidados a realizar um gesto concreto, com a oferta de itens de alimentação e higiene que são doados às instituições sociais de Aparecida e região. A cada dia, é pedido um tipo de doação que os participantes entregam durante o ofertório das celebrações da novena.

A primeira novena, celebrada na tarde desta quinta-feira, 3 de outubro, foi presidida pelo Superior Provincial dos Redentoristas de Goiás, padre Fábio Bento da Costa. A novena solene da noite será presidida pelo bispo auxiliar de São Paulo, dom Sérgio de Deus Borges.

No dia 12 de outubro, o Santuário Nacional estará em comunhão com outros 10 Santuários marianos do Mundo, com a oração do Santo Terço, às 14h. Na ocasião, será veiculada uma mensagem do Santo Padre, o Papa Francisco.

Confira a agenda final da programação com a presença dos bispos na novena solene, às 19h:
10/10 – Dom Geraldo Lyrio Rocha, arcebispo de Mariana (MG)

11/10 – Dom Leonardo Steiner, bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB

12/10 – Dia da Padroeira do Brasil
9h – Missa Solene da Festa, presidida pelo Cardeal Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da CNBB

Fonte: CNBB

Bispos refletem revitalização das paróquias, Ano da Fé e comunicação nas Assembleias Regionais

Assembleias_RegionaisNos meses de maio e junho, diversos regionais da CNBB realizam Assembleia anual do Conselho Episcopal Regional (CONSER). Temas atuais estão na pauta das discussões apresentadas pelos bispos do Brasil. Os bispos do Regional Sul 1 (São Paulo), durante a 76ª Assembleia, de 10 a 12 de junho, trataram do tema “Ano da Fé – A Transmissão da Fé”. O subsecretário Adjunto de Pastoral da CNBB, Pe. Francisco de Assis Wlock acompanhou os trabalhos. O presidente do regional, cardeal dom Odilo Pedro Scherer apresentou constatações em documento da Igreja sobre a fé e a Nova Evangelização. “Não se pode considerar a Evangelização como algo consumado, mas é necessário evangelizar de novo, evangelizar sempre”, disse o cardeal.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB, dom Raymundo Damasceno Assis falou da alegria em receber a Assembleia em Aparecida, em especial refletindo um tema tão propício ao momento de renovação em que vive a Igreja. Em uma das intervenções, dom Luis Demétrio Valentini, bispo de Jales (SP) destacou que “a América Latina é o continente que quer ser cristão, o continente que se assume como cristão; somos um povo que quer ser Igreja”.

Nesta mesma perspectiva sobre a evangelização, realizou-se a Assembleia do Conselho Episcopal do Regional Leste 2 (Minas Gerais e Espírito Santo), de 03 a 05 de junho. Cerca de 40 arcebispos, bispos e bispos eméritos participaram do encontro para Análise de Conjuntura. O bispo de Colatina (ES) e vice-presidente do Regional Leste 2, dom Décio Sossai Zandonade presidiu as sessões de trabalho junto com o secretário e bispo de Sete Lagoas (MG), dom Guilherme Porto. Concomitante à Assembleia, o Encontro Regional dos Coordenadores Diocesanos de Pastoral apresentou estudo “Paróquias Revitalizadas à luz de Aparecida: Subsídio para buscar a revitalização das paróquias do Regional Leste 2”.

Já a problemática da situação carcerária em Minas Gerais esteve na pauta da Assembleia do Conselho Regional do Leste 2 (Belo Horizonte). Em 6 de junho, os bispos emitiram nota manifestando preocupação com o sistema penitenciário, onde reafirmaram total apoio à Pastoral Carcerária. O documento foi entregue ao governador do Estado, Antônio Anastasia, em audiência. “A insuficiente atenção para com o sistema penitenciário, sem dúvida, não contribui para essa paz social e é pouco eficaz para realizar um autentico processo de reeducação e reinserção dos detentos na vida da sociedade, embora reconheçamos os esforços inclusive de policiais e agentes penitenciários, no árduo serviço da segurança pública”, conforme nota.

Por outro lado, o Regional Nordeste 5 (São Luís), os bispos foram motivados pelo tema “O papel da comunicação e sua influência na cultura”, onde refletiram os conflitos e confrontos culturais presentes na região. Durante a Assembleia, de 3 e 5 de maio, os bispos acompanharam uma análise da conjuntura social do Maranhão. Entre os desafios levantados pelos participantes, os grupos debateram os grandes projetos que causam graves impactos na região, sobretudo nas terras indígenas e nos territórios dos camponeses e das comunidades tradicionais (quilombolas, pescadores, extrativistas, ribeirinho). Dom Armando Guttierre, bispo de Bacabal, apresentou síntese dos trabalhos de grupos com respostas aos desafios para dioceses, movimentos e pastorais considerando o Plano de Pastoral.

E, motivados pelo Documento de Aparecida, “Paróquia Rede de Comunidades” foi tema da Assembleia do CONSER do Regional Nordeste I (Ceará), de 4 e 5 de maio. Os bispos se reuniram com coordenadores das pastorais, organismos, movimentos da diocese. Uma reflexão pastoral sobre o cenário religioso no Brasil foi apresentada ao episcopado. O presidente do Regional Nordeste I, dom José Haring disse que o CONSER “ajudou a perceber que nós católicos devemos superar nossas falhas de estarmos pouco nas periferias das cidades”.

 

 

cnbb

Bento XVI nomeia dois novos bispos para o Brasil nesta quinta-feira

NovosbisposOs monsenhores Marco Aurélio Gubiotti e Gabriele Marchesi foram nomeados, nessa quinta-feira, 21 de fevereiro, novos bispos para o Brasil. Monsenhor Marco Aurélio  como novo bispo da diocese de Itabira-Coronel Fabriciano (MG) e para a  diocese de Floresta (PE), foi nomeado o monsenhor Gabriele Marchesi.

Monsenhor Marco Aurélio Bubiotti é mineiro de Ouro Fino (MG), e tem 49 anos de idade. Cursou filosofia no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre, e a teologia no Instituto Teológico Sagrado Coração de Jesus, em Taubaté (SP). Foi ordenado presbítero em 1989, e exerceu a missão paroquial nas cidades de Brasópolis, Jacutinga, Tocos do Mogi, Bela Vista e Santa Rita do Sapucaí. Obteve o título de Mestre em Estudos Bíblicos pela Faculdade Nossa Senhora da Assunção, de São Paulo (SP). Colaborou com a formação no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre e foi diretor do Instituto Teológico Interdiocesano São José (2000 a 2005) e da Faculdade Católica de Pouso Alegre (2006 a 2009). Atualmente, padre Marco Aurélio era pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Pouso Alegre.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Monsenhor Gabriele Marchesi nasceu em Incisa Valdarno, na Itália, e está com 59 anos de idade. Cursou filosofia no seminário diocesano de Fiesole, e a teologia em Fiorentino. Ordenado sacerdote em 1978, atuou como pároco na diocese de Fiesole até 2003, quando veio para o Brasil. Desde então, está na diocese de Viana (MA) como sacerdote “Fidei Donum”. Atualmente, era o pároco da Paróquia São Pedro Apóstolo e Nossa Senhora do Rosário na cidade de Pedro do Rosário (MA), e também o coordenador de pastoral da diocese.

 

CNBB

Bispos da Paraíba e de outros Estados participam do 16º Crescer

 

 

Dom Petrini - bispo de Camaçari
Dom Petrini – bispo de Camaçari

As 15 edições anteriores do Crescer – O Encontro da Família Católica, o segundo evento a ser realizado em Campina Grande durante o período do Carnaval, atraíram milhares de famílias católicas e devido a sua grandiosidade, o encontro foi incluído nos calendários de eventos do município e do Estado. Neste ano, quando será realizada a 16ª edição do Crescer, o encontro confirma a sua abrangência estadual e regional, atraindo participantes de outras cidades paraibanas e de outros Estados do país, a exemplo do presidente da Comissão Episcopal para a Família e à Vida da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e bispo de Camaçari-BA, Dom João Carlos Petrini, que participa do encontro pela primeira vez.

 

Dom Eraldo - bispo de Patos
Dom Eraldo – bispo de Patos

Quem também já confirmou a presença foi o bispo de Caruaru-PE, Dom Bernardino Machió e o bispo eleito para a Diocese de Patos, Dom Eraldo Bispo da Silva, que celebrará a Santa Missa de encerramento da segunda-feira, 11, o segundo dia do Crescer. O bispo de Campina Grande, Dom Manoel Delson, e o arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto também estarão presentes ao Crescer, o maior encontro católico da Paraíba, que será realizado neste ano entre os dias 10 e 12 deste mês, domingo, segunda e terça-feira de Carnaval, das 8h às 18h, no Clube Campestre, tendo como tema “Fé na família”.

Entre os pregadores do 16º Crescer, estarão Vicente Machado, da RCC (Renovação Carismática Católica) de Goiânia-GO, Jorge Gomes, da Comunidade Católica Kairós de Taquaritinga do Norte-PE, Fellipe Felizardo, da RCC de João Pessoa e padre Carlinhos, da Paróquia Sagrada Família de Campina Grande, além de Romero Frazão e Gustavo Lucena, ambos da comunidade de São Pio X. A programação, que será dividida Crescer na Fé, Crescer com as Crianças, Crescer no Conhecimento, Crescer na Oração e Crescer na Alegria, ocupará vários espaços do Clube Campestre, além do ginásio onde acontecem as pregações e missas.

O acesso ao local é gratuito, mas os coordenadores pedem aos participantes que doem fraldas descartáveis ou alimentos não perecíveis, que serão destinados para as ações sociais promovidas pela comunidade São Pio X, a exemplos do Faça por mim e AMO (Apoio às Mães Órfãs).

Mais informações sobre o encontro podem ser obtidas no número: (83) 3341-7017, no site: http://www.piox.org.br, ou pelas redes sociais, através do Twitter: @comunidadepiox ou Facebook: www.facebook.com.br/comunidadepiox.

 

 

Assessoria para o Focando a Notícia

Igreja permite sacerdotes gays se tornarem bispos na Inglaterra

Londres, 4 jan (EFE).- A igreja da Inglaterra retirou a proibição que impedia os sacerdotes homossexuais se tornarem bispos, mas com a condição dos religiosos manterem o celibato.

O anúncio foi feito pela House Of Bishops, a Câmara dos Bispos, que faz parte do legislativo da Igreja Anglicana. A decisão permite que os sacerdotes gays que atualmente mantêm uniões civis se transformem em bispos se prometerem ser celibatários.

A iniciativa recebeu uma forte oposição dos anglicanos conservadores, que disseram que resistirão a esta modificação. A ordenação de bispos gays é um assunto polêmico que divide a igreja anglicana desde 2003, quando um clérigo homossexual, Jeffrey John, celibatário, foi nomeado bispo de Reading.

O religioso foi forçado a deixar o bispado diante dos protestos do setor mais tradicional da igreja anglicana. Em 2010, John, na atualidade deão de St. Albans, foi rejeitado como candidato para o bispado de Southward.

Segundo informou hoje a cadeia pública britânica “BBC”, em função da tensão que cerca a questão sobre a sexualidade na igreja da Inglaterra, a decisão de permitir homens com uniões civis se tornarem bispos foi uma enorme concessão por parte da instituição anglicana.

EFE

Bispos que defendem índios recebem Prêmio Direitos Humanos

A Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) vai entregar nesta segunda (17) o Prêmio Direitos Humanos a pessoas e entidades que tenham trabalho relacionado a causa em todo o país, entre elas, os bispos Dom Pedro Casaldaliga e Dom Tomás Balduíno.[bb]

Serão premiados trabalhos em diversas categorias, como assistência a pessoas em situação de rua e a crianças e adolescentes, erradicação do trabalho escravo, enfrentamento à violência e à tortura, entre outros.

Casaldaliga, que tem 84 anos e sofre de Mal de Parkinson, é conhecido pelo trabalho em comunidades indígenas na região de São Félix do Araguaia (MT). Ele já recebeu diversas ameaças de morte por atuar em defesa dos índios da região e teve que ser retirado de sua casa para local desconhecido depois que uma decisão judicial a favor dos índios Xavante tornou o clima mais tenso no município matogrossense.

Dom Tomás Balduíno também será homenageado por sua atuação pelos direitos indígenas. É fundador do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e atualmente é bispo emérito de Goiás, onde continua o trabalho com os índios. Dom Tomás também é conselheiro da Comissão Pastoral da Terra.

As homenagens e os prêmios serão entregues no Itamaraty, em Brasília. A solenidade contará com a presença da ministra da SDH, Maria do Rosário. O Prêmio Direito Humanos está na 18ª edição.

Agência Brasil

Conferência Nacional dos Bispos do Brasil divulga nota sobre a seca no Nordeste

“Somos afligidos de todos os lados, mas não vencidos pela angústia; postos em apuros, mas não desesperançados” (2Cor 4,8)

Nós, bispos do Conselho Episcopal Pastoral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil -CNBB, reunidos em Brasília-DF, nos dias 27 e 28 de novembro de 2012, vimos manifestar nossa solidariedade aos irmãos e irmãs que sofrem com a seca no Nordeste. Esta situação, que se prolonga de forma desalentadora, exige a soma de esforços e de iniciativas de todos: governo, Igrejas, empresários, sociedade civil organizada – para garantir às famílias a superação de tamanha adversidade.

Os recursos liberados pelo governo e o auxílio das Cáritas Diocesanas e de outras entidades são, sem dúvida, imprescindíveis para o socorro imediato dos afetados por tão longa estiagem, considerada a pior nos últimos 30 anos. Estas iniciativas têm contribuído para diminuir a fome, a mortalidade infantil e o êxodo. Sendo, porém, a seca uma realidade do semiárido brasileiro, é urgente tomar medidas eficazes que possibilitem a convivência com este fenômeno. Considerem-se, para esse fim, o desenvolvimento de políticas públicas específicas para a região e o aproveitamento das potencialidades das populações locais.

Preocupa-nos o risco de colapso hídrico urbano devido à falta de planejamento para um adequado fornecimento de água. Especialistas na área vêm nos mostrando que há meios mais baratos e de maior alcance social do que os megaprojetos, como a transposição dos recursos hídricos do Rio São Francisco, construção de grandes açudes, dentre outros.

No meio rural, as cisternas para a captação de água de chuva, iniciativa da Igreja Católica, mostraram-se eficientes para enfrentar períodos de estiagem prolongada. É importante ampliar essa iniciativa e também investir na construção de cisternas “calçadão” para a produção de hortaliças. Já a aplicação dos recursos financeiros e técnicos necessita ser ampliada e universalizada, levando-se em conta o protagonismo das populações locais e de suas organizações, no campo e na cidade. Torna-se necessário o controle para que os recursos sejam otimizados e cheguem realmente aos mais necessitados. Um planejamento adequado pode garantir soluções permanentes e duradouras que assegurem as condições de vida digna para todos.

A fé e a esperança, distintivos de nossos irmãos nordestinos, animem seus corações nesta hora de sofrimento e de dor. “Esperando contra toda esperança” (Rm 4,18), confiem-se ao Deus da vida e por seu Filho clamem: “Fica conosco, Senhor, porque ao redor de nós as sombras vão se tornando mais densas, e tu és a Luz; em nossos corações se insinua a desesperança, e tu os fazes arder com a certeza da Páscoa” (DAp 554).

Que o Divino Espírito Santo e Maria iluminem e inspirem a todos na esperança e na construção do bem.

Brasília, 28 de novembro de 2012.

Cardeal Raymundo Damasceno Assis
Arcebispo de Aparecida
Presidente da CNBB

Dom José Belisário da Silva
Arcebispo de São Luís do Maranhão
Vice-Presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário Geral da CNBB

CNBB

Começa a 13ª assembleia geral ordinária do Sínodo dos Bispos

Começa neste domingo, 7 de outubro, a 13ª assembleia geral ordinária do Sínodo dos Bispos. Os participantes do Brasil são: cardeal dom Odilo Scherer, dom Geraldo Lyrio, dom Sergio da Rocha, dom Leonardo Steiner eleitos pela assembleia da CNBB e dom Benedito Beni dos Santos, nomeado pelo Papa.

Dedicado ao tema “A nova evangelização para a transmissão da fé cristã”, o Sínodo vai reunir centenas de bispos, majoritariamente designados pelas conferências episcopais, a que se juntam peritos e outros convidados, incluindo representantes de outras Igrejas cristãs. Segundo informações da agencia Ecclesia, o Sínodo tem como presidentes delegados os cardeais John Tong Hon (bispo de Hong Kong, China), Francisco Robles Ortega (arcebispo de Guadalajara, México) e Laurent Monsengwo Pasinya (arcebispo de Kinshasa, República Democrática do Congo).
O cardeal Donald William Wuerl, arcebispo de Washington (Estados Unidos da América), vai assumir a função de relator geral e D. Pierre-Marie Carré, arcebispo de Montpellier (França), será o secretário especial. O Papa Bento XVI nomeou 12 cardeais, 20 bispos e quatro padres para participarem no Sínodo e aprovou a escolha de 45 peritos (‘adiutores secretarii specialis’), entre os quais 7 religiosas e 3 leigas, e 49 ouvintes (‘auditores’), incluindo 19 mulheres.
Entre os participantes estarão, por exemplo, Kiko Arguello, iniciador do Caminho Neocatecumenal; a irmã Mary Prema Pierick, superiora geral das Missionárias da Caridade, fundadas por Madre Teresa de Calcutá; Maria Voce, presidente do Movimento dos Focolares, e o padre Julián Carrón, do Movimento Comunhão e Libertação.
O Sínodo dos Bispos, convocado pelo Papa, pode ser definido em termos gerais como uma assembleia consultiva de representantes dos episcopados católicos de todo o mundo. O Sínodo vai ser inaugurado pelo Papa na Praça de São Pedro numa missa com início marcado para as 9h30 (hora local) de domingo, prolongando-se até ao próximo dia 28.
CNBB