Arquivo da tag: Bíblia

Cunha impõe agenda da bancada BBB: “bala, boi e bíblia”

cunhaO presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), tem conseguido unir três grupos de forte poder de pressão num só bloco, que passou a atuar conjuntamente em defesa de seus próprios interesses e na maioria das vezes contrários aos do governo da presidente  Dilma Rousseff. É a bancada “BBB”, uma alusão às iniciais de “bala, boi e Bíblia”.

Nas principais comissões e no plenário, as demandas dos três setores têm obtido vitórias graças ao apoio mútuo e à liderança do presidente da Câmara. Segundo reportagem do Estado de S. Paulo, a bancada da bala tem 275 parlamentares. A ruralista, 198, e a evangélica, 74. Vinte parlamentares atuam nas três, entre eles Cunha, que é evangélico. Nas frentes da “bala” e do “boi” há 105 deputados simultaneamente. E 22 congressistas estão nas frentes da “Bíblia” e da “bala” ao mesmo tempo. O presidente da bancada evangélica, João Campos (PSDB-GO), por exemplo, é delegado de polícia e vice-presidente da bancada da bala. Ao todo, 373 (73%) dos 513 deputados estão inscritos em pelo menos um dos três grupos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Entre os resultados já obtidos pela ação conjunta, o mais robusto foi o da aprovação pela Comissão de Constituição e Justiça da Proposta de Emenda à Constituição da redução da maioridade penal, que estava parada na Câmara havia 22 anos. A comissão formada para redigir a PEC foi dominada pelos integrantes da Frente Parlamentar de Segurança Pública: 15 dos 27 membros decidirão qual será o conteúdo a ser levado ao plenário.

Uma grande vitória dos ruralistas com apoio de evangélicos e integrantes da bancada da bala foi a criação de uma comissão especial para elaborar um texto final sobre a PEC que transfere do Executivo para o Congresso a demarcação das terras indígenas. “Eles atuaram de forma unificada. Essas três bancadas têm uma lógica fundamentalistas”, crítica a deputada Erika Kokay (PT-DF).

Já a bancada da bala teve apoio para aprovar o projeto que torna crime hediondo assassinato e agressão a policiais com aumento da pena para quem usar menor em crimes.

Evangélicos tentam também garantir o apoio dos outros dois bês para que seja aprovado pela CCJ e, posteriormente, em plenário, o Estatuto do Nascituro, que dispõem sobre a proteção integral ao recém-nascido e prevê benefício para feto fruto de estupro. Também trabalham para barrar qualquer tentativa de avanço na Casa de pautas como a descriminalização do aborto. Têm ainda por objetivo a aprovação do Estatuto da Família, que define família como núcleo formado por homem e mulher.

A afinidade “BBB” aparece na lista de doadores de campanha. O presidente da frente ruralista recebeu a tradicional ajuda do agronegócio – dos grupos Cosan e Cutrale – e também contribuições de duas grandes empresas de armas, a Companhia Brasileira de Cartuchos, que doou R$ 15 mil, e a Taurus, que entregou o mesmo valor.

Já o deputado Alberto Fraga (DEM-DF), presidente da bancada da bala, recebeu R$ 80 mil da Taurus, mas também foi agraciado pelo agronegócio com R$ 50 mil da Avícola Catarinense.

Campos, líder da bancada evangélica, recebeu R$ 350 mil da Gentleman, empresa especializada em escolta armada.

 

brasil247

Após polêmica com evangélicos, P. Fernandes pede respeito e cita Bíblia

Foto: AgNews
Foto: AgNews

Paula Fernandes está decidida a acabar com a polêmica causada após declarar que é espírita. Procurada pelo Terra, Paula, por meio de sua assessoria de imprensa, declarou apenas:  “o respeito é um exercício diário difundido pela Bíblia. Preconceito é algo que devemos evitar e, quem sabe, substituí-lo por conhecimento e compreensão!”

A confusão começou após uma entrevista concedida pela cantora a João Dória Jr no programaShow Business, a cantora revelou que é seguidora da religião, mas acabou desagradando aos seus fãs, principalmente aos evangélicos, que a criticaram de modo incisivo nas redes sociais.

Respeito é um exercício diário difundido pela Bíblia

Paula FernandesCantora, em resposta após ser criticada por fãs evangélicos

 

Desde que declarou que é espírita, Paula tem sido alvo de comentários como “recebi um e-mail ontem dessa entrevista e joguei tudo que tinha as músicas dela fora… Temos que tomar muito cuidado” e “que coisa horrível, eu gostava dela e ouvia suas músicas, não quero mas nem saber dela”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

No início da tarde desta quarta-feira (20), ela quebrou o silêncio em seu Twitter. “O que a Bíblia prega? Respeito ou preconceito????? Viva a liberdade de expressão!”, escreveu a cantora no microblog.

 

Ainda segundo a assessoria de imprensa, a postagem de Paula na rede social causou efeito, já que ela recebeu muitos e-mails de fãs evangélicos se desculpando pelas críticas. “Depois da postagem dela no Twitter, começamos a receber alguns e-mails com testemunhas de Jeová contrárias a este movimento”, informou.

 

Em uma das mensagens recebidas por Paula, uma mulher identificada como Annik afirma que a opinião de algumas testemunhas de Jeová não reflete a postura do grupo como um todo. No final da mensagem, ela ainda indica o site oficial da religião evangélica, na página que ressalta a importância do respeito por outras crenças citando trechos dos evangelhos de Pedro e Mateus.

 

“Nós seguimos o conselho da Bíblia de ‘respeitar todas as pessoas’, não importa sua religião” (Pedro 2:17) e “Nem fazemos campanha para que sejam aprovadas leis que obriguem a comunidade a seguir nossas convicções morais e religiosas. Em vez disso, nós tratamos os outros com o mesmo respeito com que gostaríamos de ser tratados” (Mateus 7:12).

 

Terra 

Padre troca Bíblia de papel por iPad em missas em Maceió

Das páginas amareladas e empoeiradas à moderna tela touchscreen. O monsenhor Pedro Teixeira, deixou de lado a tradicional bíblia de papel e adotou aplicativos litúrgicos para tablets durante a celebração de suas missas, na Igreja Divino Espírito Santo, localizada no bairro da Jatiúca, em Maceió.

Com mais de 300 aplicativos instalados no seu iPad 3, o monsenhor chama a atenção dos fiéis que frequentam a igreja onde é pároco. “No início, o aparelho eletrônico em minha mão gerou um pouco de estranheza, mas depois as pessoas se adaptaram. De vez em quando algum fiel me conta que comprou um tablet ou que baixou algum aplicativo litúrgico”, disse.

Padre utiliza aplicativos litúrgicos durante celebração de missas (Foto: Jonathan  Lins/G1)

Padre utiliza aplicativos litúrgicos durante
celebração de missas (Foto: Jonathan Lins/G1)
Entre a lista dos seus aplicativos preferidos, estão A Liturgia, O Cristão Orante, A Bíbila Sagrada Católica, Calendário Católico, dicionários em dezenas de línguas e ebooks sobre teologia. De acordo com o monsenhor Pedro, os programas o ajudam não só em sua missão religiosa, mas também em sua vida pessoal. “Sempre quando viajo, faço listas de pertences e anotações no bloco de notas, envio emails com rapidez, pesquiso coisas na internet”, contou o padre.

Praticidade
Aos 76 anos de idade e 54 de sacerdócio, o monsenhor Pedro é a prova de que não existem barreiras de idade quando o assunto é tecnologia e afirma que seu interesse por aparelhos eletrônicos começou cedo. “Desde moço eu gostava de computadores e fui acompanhando a evolução das máquinas. Sempre curioso, aprendi sozinho a mexer nas funções”, disse.

Segundo ele, a troca da bíblia de papel por aplicativos no tablet só trouxe benefícios, inclusive para sua saúde. “O papel da bíblia acaba juntando ácaro e poeira, o que é péssimo para quem é alérgico como eu. Sem falar do peso, pois o iPad está cada vez mais leve”, afirmou.
Conectividade religiosa
Antenado com o mundo da internet, o monsenhor Pedro Teixeira também é adepto aos aplicativos de redes sociais, como o Twitter, Facebook e o Youtube. “Sigo o Vaticano no Twitter e já soube que o Papa Bento XVI também entrou na rede social”, contou.

Ele afirma que as redes o mantém conectado com o mundo e incentiva outros padres a aderirem aos aparelhos eletrônicos. “Acredito que isso nos aproxima com a sociedade, que está cada vez mais conectada, principalmente com os jovens”, disse o monsenhor.

 

 

 

G1

Pastor da igreja Batista Lagoinha ‘cheira’ Bíblia e gera polêmica

Pastor Lucinho, da Igreja da Lagoinha, faz evento às quartas, em Vila Velha. Presidente da Missão Praia da Costa afirma que intenção é atrair jovens. A imagem do pastor Lúcio Barreto, mais conhecido como Lucinho, “cheirando” a Bíblia no convite para um culto de jovens na Igreja Missão Evangélica Praia da Costa, em Vila Velha, no Espírito Santo, gerou polêmica nas redes sociais e fora dela, nesta terça-feira (28/08/2012), por conta de uma alusão ao consumo de drogas.

O pastor é da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, e há três anos prega na igreja em Vila Velha, no culto ‘Quarta Louca por Jesus’, às quartas-feiras. “O pastor Lucinho tem um projeto especial com a juventude. A ideia da imagem é mostrar que a Bíblia dá mais prazer do que qualquer droga. Nosso objetivo não é alcançar os já cristãos. É alcançar os que estão longe. Tirar as pessoas do lugar onde a maioria está, nas drogas, no vício, para dentro dos princípios de Deus, onde há prazer e alegria de verdade”, afirma o pastor presidente da Missão Evangélica Praia da Costa, Simonton Araújo.

Nas redes sociais, a foto foi compartilhada por pessoas de diferentes religiões, algumas fazendo trocadilhos como “carreira gospel” e “ao pó voltarás”. Muitos cristãos criticaram a foto por entender que a imagem associa o Evangelho com o vício ou as drogas.

Segundo Simonton Araújo, a foto foi retirada do site do pastor Lucinho para confeccionar o convite. “A intenção é das melhores. Mas criticar é um direito democrático. Nós, entretanto, aprendemos com a Bíblia a tratar com cuidado aqueles que estão proclamando o nome de Cristo e a respeitar mesmo quando não gostamos ou concordamos com algo”, diz.

O presidente da Missão Evangélica Praia da Costa afirma que cerca de 1,5 mil jovens por semana participam da pregação, que começa às 20h e termina às 22h. “O nosso objetivo está sendo alcançado: os jovens estão buscando a Deus e estudando a Bíblia”, defende.

A assessoria de comunicação da Igreja Batista da Lagoinha informou que não se manifestaria sobre o assunto porque o pastor Lucinho tem assessoria de imprensa própria.

O G1 tentou falar com o pastor Lucinho e com a asessoria de imprensa dele. A mulher e o irmão dele disseram que o missionário está em pregação nos Estados Unidos e que voltará ao Brasil na tarde desta quarta-feira (29/08-2012).

G1