Arquivo da tag: Beneficiados

Beneficiados por auxílio-doença devem ser convocados pelo INSS para nova perícia

previdencia-social-inssO Governo federal publicou portaria que define sobre como será o “pente-fino” nos benefícios de aposentadorias por invalidez.

A expectativa é que 1,1 milhão de aposentados e 530 mil trabalhadores que recebem auxílio-doença sejam convocados pelo INSS. Os beneficiários terão que passar por uma nova perícia e as informações cadastradas no sistema serão atualizadas.

Se ficar comprovado que há condições de trabalhar, o benefício será suspenso automaticamente.

As convocações serão feitas por idade começando dos mais novos para os mais velhos. Quem possui mais de 60 anos, não precisará passar pela revisão dos benefícios.

Para comprovar a necessidade do recebimento do benefício, será preciso apresentar exames e laudos atualizados que comprovam a incapacidade.

O Governo estima que o “pente-fino” pode significar uma economia de R$ 6,3 bilhões por ano.

*Informações do repórter Anderson Costa

jovempan

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Beneficiados por auxílio-doença e aposentadoria por invalidez vão passar por nova perícia no INSS

INSSO Diário Oficial da União publica hoje (5) portaria que regulamenta a convocação de beneficiários de auxílio-doença e aposentadoria por invalidez para uma nova perícia médica. De acordo com o texto da portaria, a convocação não inclui os aposentados por invalidez que já tenham completado 60 anos de idade. O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá convocar para a realização de perícia médica  os segurados que estão em gozo de benefício por incapacidade mantidos há mais de dois anos.

O agendamento das perícias médicas e a convocação dos segurados deverão observar a viabilidade técnico-operacional de cada agência da Previdência Social. O agendamento das perícias deverá ocorrer sem prejuízo do agendamento das atividades ordinárias da agência, diz o texto.

Para a definição da ordem de prioridade no agendamento e convocação nos casos de benefício por incapacidade, a portaria destaca que o INSS dará, preferencialmente, prioridade ao “benefício concedido sem data de cessação” ou sem data de comprovação da incapacidade. Segue ainda, na ordem o tempo de manutenção do benefício, do maior para o menor e, finalmente, a idade do segurado, da menor para a maior.

No caso de benefício de aposentadoria por invalidez, a portaria informa que os critérios serão a idade do segurado, na ordem da menor para a maior; o tempo de manutenção do benefício, do maior para o menor.

A medida provisória que institui um pente-fino nos benefícios foi anunciada no início de julho.

O pente-fino em benefícios previdenciários e assistenciais deve gerar uma economia de R$ 7,1 bilhões por ano, de acordo com cálculos do governo. As projeções do impacto se referem aos gastos atuais da União com auxílio-doença, aposentadoria por invalidez de longa duração e com o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

As agências da Previdência Social, nos dias úteis de trabalho, poderão agendar até quatro perícias médicas por dia, por perito médico previdenciário que tenha aderido à realização das perícias. Nos dias não úteis, as perícias médicas poderão ser realizadas em regime de mutirão, até o limite de vinte perícias por dia, por perito médico previdenciário, nos termos definidos em ato do presidente do INSS, diz o texto.

 

Agência Brasil

 

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Solanenses são beneficiados com curso oferecido pela Fundação Ulysses Guimarães

cursoSolânea recebeu na noite da última quinta-feira (01) o curso Dicção e Oratória através da Fundação Ulisses Guimarães de Guarabira. A iniciativa partiu do empresário solanense Walter Júnior que contou com o apoio do deputado estadual Raniery Paulino (PMDB). O curso recebeu jovens, adultos e professores de vários municípios da região e foi realizado no Clube das Mães.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Para Walter Júnior esse foi mais uma oportunidade dada não só aos solanenses, mas aqueles que vieram de outras cidades, para poderem se expressar melhor nas suas diversas áreas profissionais. “Foi uma oportunidade nos oferecida através do deputado Raniery e que com muita alegria trouxemos aqui para nossa cidade. Fico grato à todos aqueles que aproveitaram e realizaram o curso com essa equipe maravilhosa que representa a Fundação Ulisses Guimarães”, disse.

ulissesCada um dos participantes recebeu o material totalmente grátis como também todos tiveram direito a receber o certificado cedido pela Fundação.

Raniery Paulino agradeceu a equipe da Fundação e parabenizou a todos que souberam aproveitar essa oportunidade. “Nós temos procurado qualificar profissionalmente a todos aqueles que estão localizados em nossa região polarizada tanto por Guarabira como também por Solânea. Sempre que somos solicitados pelo amigo e companheiro Walter Júnior temos procurado ajudar da melhor maneira possível, porque sei que nossa região necessita de todo apoio possível, e digo aos solanenses que tudo aquilo que estiver ao nosso alcance vamos fazer”, prometeu o deputado.

Redação/Focando a Notícia

Governo do Estado oferece 12 mil vagas para o PBVest; Araruna, Bananeiras e Remígio estão entre os municípios polo

vagasO Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), divulgou no Diário Oficial do Estado (DOE) de sábado (7) o edital do Processo Seletivo para o Projeto Pré-Vestibular Social do Governo do Estado (PBVest). O curso objetiva reforçar e ampliar os conhecimentos dos alunos do 3º ano do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e egressos das escolas da rede pública do Estado da Paraíba que pretendam concorrer às vagas dos cursos de graduação por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou de outros processos seletivos. Estão sendo oferecidas 12 mil vagas.

As inscrições começaram na segunda-feira (9) e se prolongarão até as 23h59 do dia 19 de março. Para se inscrever o candidato deve estar cursando o 3º ano do Ensino Médio ou uma das modalidades ou ser egresso das escolas públicas do Estado da Paraíba e possuir RG e CPF. O candidato deverá acessar o site pbvest.pb.gov.br e preencher a ficha de inscrição e, ao final da inscrição, imprimir o recibo para controle do recebimento do material didático, cuja entrega ocorrerá na instituição polo escolhida.

Das 12 mil vagas oferecidas, 6 mil são em pólos de apoio presencial e 6 mil para acesso fora do polo presencial. As vagas do polo presencial serão ocupadas pelos primeiros 6 mil inscritos. Os 12 mil inscritos terão direito ao recebimento do material.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

As aulas online acontecerão aos sábados, das 7h30 às 12h30, a partir de 21 de março até 8 de novembro de 2015. As aulas também serão disponibilizadas no portal pbvest.pb.gov.br a partir da segunda-feira subsequente a cada sábado, não só para os alunos, mas para o público em geral.

Os polos do PBVest estão localizados nos seguintes municípios: Alagoa Grande, Alagoa Nova, Alhandra, Araruna, Baía da Traição, Bananeiras, Bayeux, Cabedelo, Cajazeiras, Campina Grande, Catolé do Rocha, Conde, Coremas, Cruz do Espírito Santo, Cuité, Guarabira, Itabaiana, Itaporanga, João Pessoa, Juru, Mamanguape, Monteiro, Patos, Pedras de Fogo, Piancó, Picuí, Pombal, Princesa Isabel, Remígio, Rio Tinto, Santa Luzia, Santa Rita, São Bento, Sapé, Serra Branca, Soledade, Sousa, Sumé e Taperoá.

WSCOM Online

Guia Eleitoral: Cássio volta a acusar desvio do Empreender; RC desmente denúncias e mostra beneficiados

ricardo-e-cassioO Guia Eleitoral dos dois candidatos ao governo do estado desta quarta-feira (22) investiu num misto de propostas e denúncias. O guia de Cássio Cunha Lima (PSDB) reafirmou denúncias de desvios no programa Empreender Paraíba. Enquanto isso,  guia de Ricardo Coutinho (PSB) negou os desvios e mostrou vídeos com depoimentos dos beneficiados.

O programa de Cássio, reforçando denúncia que já havia sido veiculada no portal do candidato e em outro guia eleitoral, voltou a atacar o que considerou irregularidades no programa Empreender Paraiba.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O guia alegou que houve escolha de contemplados e fraudes para encobrir desvios de recursos. De acordo com a denúncia, foram fraudados endereços, onde pessoas de um cidade estavam recebendo como se morassem em outra. A cidade de Rio Tinto, localizada no Litoral Norte, é um desses municípios.

O microempresário José Antônio Ferreira, dono de uma pequena funerária na cidade, informou no guia como funcionaria a operação. Ele recebeu um financiamento de R$ 10 mil do Empreender, mas no endereço onde consta o contrato, está Rua Com Ventania, S/N, no município de Casserengue. Comprovante de domicílio falso, já que o empresário reside e manteria o negócio em Rio Tinto.

Segundo José Antônio, o presidente do PSB e coordenador do Orçamento Democrático de Rio Tinto, Fernando Naia, controla a liberação de todos os contratos e viabiliza a falsificação dos comprovantes de residência.

Outro caso seria de Simone Costa da Silva e o filho Felipe, proprietários de uma pastelaria, também receberam cheques no valor de R$ 2.042,82, cada um, se utilizando de endereços da cidade de Baia da Traição.

O Guia de Ricardo, que foi reprisado, rebateu as informações, informou que os comprovantes apresentados por José Antônio correspondem exatamente a cidade onde funciona a funerária. “Ele já fez três empréstimos e todas as notas de pagamento confirmam o endereço em Rio Tinto, mas numa atitude política tenta enganar a população”, frisou o apresentadora Dani Monteiro. O vídeo com o empresário mostra ele falando que está com Cássio e não vota mais em Ricardo.

Outro beneficiário do Empreender, Evaldo Gonzaga, teria sido enganado numa ligação telefônica. “Estava na minha casa e uma ligação tocou dizendo que era o pessoal do empreender. Eu vim aqui, porque eu fiquei indignado com o que fizeram com a minha pessoa. Eu assisti a gravação e vi que aquilo foi totalmente uma montagem”, informou.

A apresentadora também disse que o programa de Cássio acusou “levianamente Felipe e sua mãe, Simone da Costa, dona de uma pastelaria, de forjarem o programa que oferece crédito. Se apresentaram como funcionários do Empreender e filmaram escondidos. A própria Simone conta qual é a verdade dos fatos”.

“Meu filho acordou de manhã com uma pessoa chamando. Quando ele abriu a porta o rapaz se identificou como era uma pessoa do empreender. Me senti muito humilhada, porque eu sou uma trabalhadora, pago meus impostos em dia, sustento meus filhos com isso. A gente somos pessoas humildes. Como uma pessoa de Rio Tinto eu sou muito conhecida e sabem a minha luta. Passei muita dificuldade para chegar onde eu estou e queria que essa pessoa tivesse um coração bom.e não usasse de má fé, principalmente do meu filho, ele é um menino bom. Usasse a imagem dele para querer ganhar campanha”, desabafou Simone.

A empresária garantiu que não estava usando enderenço de outra cidade. “Eu tenho provas. Ali não é uma fraude”, pontuou.

Paulo Dantas

Alunos beneficiados por programas sociais têm aprovação maior

 

Estudantes beneficiados pelo programa governamental Bolsa Família nas regiões Norte e Nordeste têm rendimento melhor do que a média brasileira no ensino médio das escolas públicas. A taxa de aprovação desses alunos é 82,3% no Norte e 82,7% no Nordeste, enquanto a taxa brasileira é 75,2%.

 

EstudantesAlunos beneficiados pelo Bolsa Família no Norte e Nordeste têm aprovação maior que média brasileira.

Os números são do cruzamento de dados de 2011 do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) apresentados na quinta-feira (16) pela ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, no 14º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Os mais pobres tiveram um desempenho melhor do que a média”, constata Tereza Campello. “Não só conseguimos garantir que essas crianças não saiam mais da escola, mas conseguimos garantir que elas consigam ir melhor na escola”. Ela atribui o rendimento ao fato de que os estudantes beneficiados pelo programa não podem ter uma taxa de frequência inferior a 85%. Para os demais alunos, a taxa é 75%. “Além disso, esses estudantes são superestimulados, as famílias entendem que é um ganho muito grande”, diz a ministra.

No Brasil, esses estudantes também se destacam. A taxa de abandono escolar brasileira no ensino médio era 10,8% em 2011, mas entre os alunos beneficiados pelo Bolsa Família, a taxa foi 7,1%. A taxa de aprovação entre os beneficiados foi 79,9% em comparação à taxa nacional de 75,2%.

No ensino fundamental, estudantes beneficiados do Norte e Nordeste tiveram taxa de rendimento um pouco inferior à taxa nacional. No Norte, a taxa de aprovação dos beneficiados foi 84,4% em 2011 e 82% no Norte, em comparação à taxa nacional de 86,3%. No Brasil, a taxa geral de aprovação dos beneficiados foi 83,9%. O abandono nacional nessa etapa do ensino foi 3,2%. Entre os beneficiados, também foi inferior, 2,9%.

A ministra também apresentou dados que mostram a maior presença dos 20% mais pobres da população brasileira no sistema de ensino. Em 2001, 17,3% dos jovens com 16 anos, que fazem parte desse grupo, tinham ensino fundamental completo. O número passou para 42,7%, em 2011. No Brasil, em 2001, 43,8% dos jovens nessa faixa etária tinham o ensino fundamental completo, e em 2011, 62,6%.

Entre os 20% mais pobres do país, os jovens de 15 a 17 anos na escola passaram de 71,1%, em 2001, para 81,1%. No Brasil, a porcentagem de jovens nessa faixa etária na escola passou de 81% para 83,7%. Entre os 20% mais pobres de 15 a 17 anos no ensino médio, – a idade adequada a essa etapa de ensino – a taxa passou de 13,6% para 35,9%. A variação nacional foi 37,4% para 51,7%. “Houve uma melhora no fluxo escolar e são os mais pobres que estão puxando esses indicadores para cima”, constata Tereza.

Fonte: Agência Brasil

Assentados serão beneficiados pelo Minha Casa, Minha Vida

O benefício é exclusivo para assentados incluídos na relação de beneficiários do Incra. A expectativa é que, em 2013, sejam atendidas 60 mil famílias de assentados, entre construção e reforma de casas

 

Os agricultores familiares assentados da reforma agrária também poderão fazer parte do Programa Minha Casa, Minha Vida, por meio do Programa Nacional de Habitação Rural. A decisão foi publicada nessa quarta-feira (13) pelo Diário Oficial da União.

O benefício trazido pela nova portaria é exclusivo para assentados incluídos na relação de beneficiários do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Foram identificados 909 assentamentos prioritários, com demanda para as moradias. Essas áreas foram priorizadas porque já estão na rota do Plano Brasil Sem Miséria. A expectativa é de que, em 2013, sejam atendidas 60 mil famílias de assentados, entre construção e reforma de casas

Divulgação/Caixa Econômica FederalAssentados podem receber subsidio de até 96% sobre o valor da casa

  • Assentados podem receber subsidio de até 96% sobre o valor da casa

Caberá ao Incra definir a relação dos agricultores que serão beneficiados, bem como os assentamentos prioritários para a implantação do programa em 2013 e 2014. O Instituto também irá orientar os agricultores sobre as regras de acesso ao programa, estimular o envolvimento das equipes de assistência técnica e fornecer documentos, estudos e mapas necessários à elaboração dos projetos habitacionais.

Para acessar os recursos do programa, os assentados devem apresentar projetos de habitações por meio de uma entidade organizadora (associação, cooperativa ou outra modalidade de organização) que deverá demonstrar capacidade técnica para atuar por meio do Programa Nacional de Habitação Rural. Ela é a responsável pela elaboração dos projetos e de toda a mobilização das famílias interessadas com as entidades financiadoras, como a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. Os estados e municípios, por meio das secretarias de habitação, também poderão propor projetos.

 

Financiamento

Os assentados contemplados no Minha Casa, Minha Vida serão enquadrados no chamado Grupo 1, que recebe o maior subsídio do programa, de 96% sobre o valor da casa. As famílias beneficiadas vão pagar apenas 4% do valor financiado, em quatro parcelas anuais, no valor médio de R$ 280. O valor do financiamento da casa pode chegar a R$ 28,5 mil em todo o País, e R$ 30,5 mil para a Região Norte (em razão da dificuldade de logística).

O valor do financiamento é de R$ 28,5 mil para o Brasil, mais R$ 1 mil para assistência técnica; R$ 30,5 mil para a Região Norte (em razão da dificuldade de logística); e R$ 28,5 mil podendo ser acrescido de até R$ 2,5 mil, em aporte do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), para a construção de cisternas, destinado ao Semiárido brasileiro ou outra região em situação de seca.

 

Minha Casa, Minha Vida

O Minha Casa, Minha Vida é um programa do governo federal que tem por objetivo promover a produção ou aquisição de novas unidades habitacionais, ou a requalificação de imóveis urbanos, para famílias com renda mensal de até R$ 5 mil. Em geral, o programa acontece em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos.

Na primeira fase, foram contratadas mais de um milhão de moradias. E a meta para a segunda fase do Minha Casa, Minha Vida, que teve seu decreto de regulamentação publicado no último dia 28 de agosto, é construir dois milhões de casas e apartamentos até 2014. O programa contará, nesta etapa, com R$ 71,7 bilhões de investimentos, sendo R$ 62,2 bilhões do Orçamento Geral da União e R$ 9,5 bilhões do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Na área urbana, o Minha Casa é dividido por três faixas de renda mensal: até R$ 1,6 mil para a faixa 1;  até R$ 3,1 mil para a faixa 2; e até R$ 5 mil para a faixa 3. Já na área rural, as faixas de renda são anuais: até R$ 15 mil (1), até R$ 30 mil (2) e até R$ 60 mil (3).

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

Fonte:
Ministério do Desenvolvimento Agrário
Portal Brasil
Com Agência Brasil

Mais de 1,6 mil presos serão beneficiados com a saída temporária na Paraíba

Cumprindo determinação judicial e o artigo 122 da Lei de Execução Penal (Lep), a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) libera 1.685 detentos que têm direito à saída temporária. Os apenados se enquadram nos pré-requisitos da Justiça, entre eles, cumprir um sexto da pena total (se for primário) ou um quarto (se for reincidente), além de apresentar boa conduta carcerária.[bb]

As cidades com maior número de presos beneficiados são João Pessoa, com 451 liberados, e Campina Grande, onde 163 detentos passam as festividades de fim de ano com a família. Na Capital, a Gerência Executiva do Sistema Penitenciário (Gesipe) vai disponibilizar uma listagem com as fichas dos apenados, trazendo dados pessoais e fotos. A ficha será entregue aos órgãos de segurança que atuam na região.

De acordo com o responsável pela Gesipe, tenente coronel Arnaldo Sobrinho, a Seap vai manter o Centro de Operações Penitenciárias (Copen) em vigilância permanente durante o período, que se estende desta sexta-feira (21) a 2 de janeiro. O Centro vai funcionar 24h e através do telefone: 3218-4480.

Secom/PB

Brejo e curimataú beneficiados:Paraíba deverá receber R$ 50 milhões para implantação de fibra ótica

 

A Paraíba deverá receber recursos no total de R$ 49.515.663,85 em investimento para implantação de redes de fibra ótica. Os recursos são orinudos do Projeto Nacional de Fibra Ótica em Domicílios e deverão beneficiar 51 municípios paraibanos.

Segundo o presidente da Associação Nacional para Inclusão Digital – Anid -, Percival Henriques, cerca de 50.780 domicílos residienciais espalhados por todas as regiões do Estado deverão receber os benefícios da fibra ótica. Entres esse municípios estão Sumé, Taperoá, Pombal, Campina Grande, São João do Rio do Peixe, Santa Rita, Monteiro, João Pessoa, Bayeux, Cabedelo, Pedras de Fogo e Remígio. (Confira lista completa da matéria).

“Para a realização dos trabalhos de implantação da rede, foi assinado um convênio entre a Anid e a multinacional chinesa Comba-Telecom, que garantirá o investimento total de R$ 350 milhões visando beneficiar a população brasileira, por meio de associados à rede de internet estruturada atualmente pela Anid, que alcança de Uruguaiana (RS) na fronteira entre Brasil e Argentina, à Fortaleza (CE)”, destaca Percival Henriques.

Confira a relação de cidades contempladas na 1ªetapa do Projeto:

CIDADE

DOMICÍLIOS

INVESTIMENTO

Alagoa GrandeAlhandra

Araruna

Areia

Bananeiras

Barra de Santa Rosa

Bayeux

Belém

Boqueirão

Cabedelo

Cacimba de Dentro

Cajazeiras

Campina Grande

Catolé do Rocha

Conde

Cuité

Esperança

Guarabira

Ingá

Itabaiana

João Pessoa

Juazeirinho

Junco do Seridó

Lagoa Seca

Mari

Matureia

Monteiro

Nova Floresta

Patos

Pedra de Fogo

Piancó

Picuí

Pilar

Pombal

Queimadas

Remígio

Santa Luzia

Santa Rita

São Bento

São João Do Rio do Peixe

São José de Espinharas

Sapé

Seridó

Serra Branca

Serra da Raiz

Solânea

Soledade

Souza

Sumé-PB

Taperoá

Teixeira

589

386

214

508

455

204

2012

547

432

1158

353

1179

7864

621

427

405

589

1118

366

503

14895

410

154

527

407

204

609

214

480

534

348

200

179

653

833

356

212

2438

642

348

205

2438

221

252

113

340

374

1321

334

394

215

R$ 609.332,32

R$ 420.051,52

R$ 271.525,71

R$ 533.620,00

R$ 494.360,62

R$ 250.260,68

R$ 1.934.297,92

R$ 569.751,32

R$ 485.159,85

R$ 1.139.318,56

R$ 389.155,53

R$ 1.158.246,64

R$ 7.396.101,96

R$ 639.201,43

R$ 457.907,68

R$ 448.550,20

R$ 609.332,32

R$ 1.101.462,40

R$ 401.008,08

R$ 539.442,84

R$ 13.967.217,64

R$ 452.477,40

R$ 203.978,54

R$ 550.863,48

R$ 449.609,87

R$ 311.142,94

R$ 638.398,84

R$ 259.787,47

R$ 517.607,88

R$ 557.829,01

R$ 384.580,00

R$ 247.010,86

R$ 227.163,80

R$ 668.331,15

R$ 836.469,28

R$ 391.659,40

R$ 257.986,91

R$ 2.331.787,60

R$ 658.724,18

R$ 422.585,20

R$ 251.189,20

R$ 1.025.750,08

R$ 266.249,69

R$ 295.372,26

R$ 225.891,32

R$ 376.822,47

R$ 408.520,30

R$ 1.301.260,20

R$ 371.898,48

R$ 548.603,32

R$ 260.807,50

 

Assessoria

diariodobrejo.com

Beneficiados com projetos produtivos de avicultura em Lagoa Seca recebem pintainhas e equipamentos

 

Os dezesseis beneficiados do município de Lagoa Seca com projetos produtivos de avicultura do Projeto Rio Mamanguape, patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental, receberam na manhã do último dia 04, na Comunidade do Retiro, 1.600 pintainhas e todos os equipamentos necessários para a implantação dos projetos.
A entrega foi realizada pela coordenadora do Projeto Rio Mamanguape, Maria José Santos e pelo presidente do Comitê Local do Projeto em Lagoa Seca, Noaldo Andrade, com a presença da maioria dos beneficiados. Na ocasião, a coordenadora repassou várias orientações sobre o desenvolvimentos dos projetos e as contrapartidas que os avicultores devem oferecer ao Projeto Rio Mamanguape.

Maria José ressaltou que o principal objetivo do Projeto Rio Mamanguape são os beneficiados e a Cooperativa de Projetos, Assistência Técnica e Capacitação – Coopacne, se empenhará para atingir o sucesso dos projetos produtivos. A Coordenadora solicitou que qualquer dificuldade, eventualmente enfrentada pelos produtores, seja rapidamente relatada à coordenação ou ao Comitê Local do Projeto, para que se busque uma solução.

Nos projetos produtivos de avicultura de Lagoa Seca serão beneficiadas 16 famílias, nas comunidades do Retiro, Campinote, Combe e Mineiro. O projeto produtivo terá caráter coletivo, já que cada galpão oferecido como contrapartida da comunidade, terá a gestão de quatro famílias envolvidas.
O Projeto Rio Mamanguape vem trabalhando para também implantar, em breve, novos projetos produtivos de avicultura em Esperança e São Sebastião de Lagoa de Roça.

Fonte: Ass. de Imprensa (Fred Oliveira)

Focando a Notícia