Arquivo da tag: Beira Rio

Inter levanta prejuízos com protestos e quebra-quebra fora do Beira-Rio

É hora de contabilizar o prejuízo no Beira-Rio. Depois ver o Beira-Rio virar uma praça de guerra na noite da última quinta-feira após o empate em 1 a 1 com a Ponte Preta, com direito a quebra-quebra promovido por alguns torcedores e conflito com a Brigada Militar, a direção do Inter analisa os destroços nesta sexta e contabiliza os prejuízos causados pela torcida, além de tentar identificar os vândalos pelas imagens de câmeras de segurança.

Tão logo acabou a partida, torcedores revoltados começaram a depredar o patrimônio do clube. Não satisfeitos em bradar palavras de ordem e arremessar cones, pedras e gradis contra seguranças do clube, os colorados promoveram um quebra-quebra no pátio do estádio. A Brigada Militar precisou entrar em ação e houve confronto com os torcedores.

Na manhã desta sexta-feira foi possível observar melhor os estragos no pátio do estádio. A entrada do Conselho Deliberativo foi toda danificada. As portas de vidro estão contorcidas e há estilhaços por toda a parte. Situação semelhante se vê no portão que dá acesso aos skyboxes, área mais nobre do estádio. O vice de patrimônio Emídio Ferreira diz que o clube ainda contabiliza os estragos e vai tentar identificar os vândalos

– Estamos terminando de ver. São mais vidros quebrados. Achávamos até que seria mais. Estamos buscando os vídeos para tentar descobrir os infratores.

Conselho deliberativo Beira-Rio Inter (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)Entrada do Conselho Deliberativo foi depredada pela torcida do Inter (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)

O presidente Vitorio Piffero também comentou sobre o tumulto. Principal alvo da ira dos torcedores, o mandatário, que estava em um local protegido durante a confusão, condenou a atitude dos vândalos:

– O torcedor está conosco. Quem estava de touca ninja não é torcedor – definiu.

Os protestos viraram prática comum em razão da turbulenta campanha no Brasileirão, seja após jogos, seja durante treinos. Na noite da última quinta, a revolta culminou em um conflito entre aficionados e o Pelotão Choque, que, para conter os mais exaltados, devolveu com gás de pimenta, bombas de efeito moral e balas de borracha.

Skybox Beira-Rio Inter  (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)Acesso aos Skyboxes do estádio também foram alvo de vândalos (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)

O empate com a Ponte Preta em casa culminou com a demissão de Celso Roth. Nesta sexta, foi apresentado Luiz Carlos de Lorenzi, o Lisca, que tenta evitar o primeiro rebaixamento da história do Inter. Atualmente, o Colorado ocupa a 17ª posição, com 39 pontos, os mesmos do Vitória, que fica à frente, em 16º, pelo número de gols marcados:45 a 33.

Lisca terá pela frente mais apenas mais três jogos para evitar o descenso, contra o Corinthians (fora), Cruzeiro (casa) e Fluminense (fora). O duelo com o Timão está marcado para a segunda-feira, às 20h, na Arena Corinthians, pela 36ª rodada.

Globoesporte.com

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Corinthians afunda o Inter no Beira-Rio e pressiona o Palmeiras

Depois de dois empates seguidos dentro de casa, o Corinthians enfim voltou a vencer. Neste domingo, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, a equipe comandada por Cristóvão Borges não apresentou um futebol de encher os olhos dos torcedores, mas fez o necessário para aumentar a crise no Internacional e assumir provisoriamente a liderança da competição, pressionando o arquirrival Palmeiras. Elias, titular pela primeira vez após se recuperar de uma fratura na costela, garantiu o triunfo por 1 a 0 no Beira-Rio.

Com a vitória, o Corinthians assume a liderança provisória do Campeonato Brasileiro, já que soma 33 pontos, um a mais que o Palmeiras, mas que ainda entra em campo neste domingo para enfrentar o Botafogo, no Rio de Janeiro, às 18h30. Já o Internacional despenca para a 13ª posição, com apenas 21 pontos somados e, agora, com nove jogos sem saber o que é vencer na competição.

Quem foi bem: Elias, titular e decisivo

Ricardo Duarte/SC Internacional

Elias voltou ao time titular do Corinthians neste domingo

Depois de ficar afastado por mais de 40 dias após sofrer uma fratura na costela, Elias voltou ao time titular do Corinthians neste domingo. Recuperado há duas semanas da contusão, ele ficou no banco contra Figueirense e São Paulo para recuperar ritmo de jogo e voltou a ganhar uma chance na equipe inicial de Cristóvão Borges. Apesar de não demonstrar um bom volume de jogo, apareceu na hora decisiva, marcando o gol da equipe no primeiro tempo.

Quem foi mal: Ariel, desperdiçou bons ataques

Mais famoso pela presença de área do que por uma movimentação constante no ataque, Ariel pouco contribuiu para evitar um tropeço do Internacional neste domingo. Apesar da pouca criatividade do setor ofensivo colorado, o atacante argentino teve boas chances de gol, mas ou pecava no domínio, ou errava no tempo de finalização. O lance mais claro aconteceu no primeiro minuto da etapa final, quando ele aproveitou um vacilo de Balbuena, mas se enrolou e desperdiçou uma ótima chance na frente de Cássio.

Tensão, erros e pouca criatividade

Internacional e Corinthians demonstraram muita tensão nos primeiros 20 minutos de bola rolando. Com muitos erros de passe, o jogo ficava travado na marcação no meio de campo e pouco evoluía no setor ofensivo. Apesar do clube paulista ter mais posse de bola, foram os donos da casa que chegaram com perigo pela primeira vez. Ariel tentou dominar a bola dentro da grande área e a bola sobrou para Valdívia, que bateu para uma defesa estranha (de manchete) de Cássio. Já os visitantes tiveram uma oportunidade com André, que desperdiçou um ótimo cruzamento com um cabeceio sem direção.

Vacilo colorado e oportunismo alvinegro

Quando a etapa inicial parecia que terminaria empatada por 0 a 0, um simples lance de lateral, somado a uma desatenção da zaga do Internacional, resultou no gol corintiano. Uendel cobrou o lateral, Giovanni Augusto recebeu na área e deixou para Romero, que serviu Elias para abrir o placar no Beira-Rio. Com categoria, o camisa 7 bateu chapado no canto do goleiro, sem chance para Marcelo Lomba.

Inter melhora, mas não consegue empatar

Logo na volta do intervalo, Falcão promoveu as entradas de Sasha e do estreante Nico López, nos lugares de Vitinho e Valdívia, respectivamente. As alterações até que melhoraram o futebol apresentado pelo Internacional, que ficou mais com a bola e chegou com mais perigo ao gol defendido por Cássio. No entanto, a maioria delas terminava no pé de Ariel, que não teve uma tarde feliz e desperdiçou boas oportunidades.

Jejum de vitórias

O Internacional não sabe o que é vencer há nove rodadas, sendo dois empates (Coritiba e Ponte Preta) e sete derrotas (Figueirense, Botafogo, Flamengo, Grêmio, Santa Cruz, Palmeiras e Corinthians). O último triunfo aconteceu no longínquo 16 de junho, contra o Atlético-MG, então oitava rodada. Na época, os três pontos davam aos gaúchos a liderança da competição. Hoje, a equipe comandada por Falcão, que assumiu após a demissão de Argel, ocupa apenas a 13ª posição.

Agenda

Na próxima rodada, o Corinthians visita o Atlético-PR, quarta-feira (3), às 21h45 (de Brasília), na Arena da Baixada. Já o Internacional vai ao Independência enfrentar o Cruzeiro, quinta-feira, às 21h, pela penúltima rodada do primeiro turno da competição.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 0 X 1 CORINTHIANS
Data: domingo, 31 de julho de 2016
Horário: 16h (de Brasília)
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires e Leone Carvalho Rocha (ambos de GO)
Cartões amarelos: André e Yago (Corinthians); Ariel e Paulão (Inter)
Gol: Elias (Corinthians)
INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Ernando, Paulão, Leandro Almeida e Artur; Anselmo (Jair), Fabinho, Seijas e Valdívia (Nico López); Vitinho (Sasha) e Ariel
Técnico: Paulo Roberto Falcão
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Elias (Rodriguinho), Romero, Giovanni Augusto (Danilo) e Marquinhos Gabriel; André (Luciano)
Técnico: Cristóvão Borges
Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Desconhecidos invadem residência e executam homem a tiros; outro assassinato na Beira Rio

A noite de sexta-feira (9) começou violenta com o registro de dois assassinatos na Capital. Por volta das 19 horas desconhecidos invadiram uma residência e assassinaram um rapaz com apenas um tiro. O crime aconteceu na comunidade Colinas do Sul II.

Segundo informações da polícia Rodrigo Ferreira de Assis, 25 anos, que trabalhava na construção civil estava no terraço da residência jogando dama com um cunhado quando dois homens de capacete invadiram o local.

Os desconhecidos efetuaram vários disparos e um deles acertou a virilha de Rodrigo Ferreira que morreu no local.

A polícia foi acionada e iniciou as investigações, mas até agora são desconhecidos os autores e os motivos do crime. A família contou que Rodrigo Ferreira disse era um trabalhador e não sabe o que levou os desconhecidos a cometerem o crime.

O segundo assassinato aconteceu por volta das 20h40 na Avenida Beira Rio. A Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de disparo de arma de fogo e quando chegou em terreno baldio nas proximidades da antiga sede da Legião Brasileira de Assistência (LBA) encontrou um homem agonizando.

A vítima foi identificada como sendo Francinaldo de Oliveira Santos, 26 anos. Ele foi atingido com cinco e disparos e ainda chegou a ser socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu dentro da ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A polícia desconhece os autores e os motivos do crime.

Paulo Cosme\Vinícius Henriques