Arquivo da tag: bateu

Poupança bateu recorde de retiradas no ano passado

(Thinkstock/VEJA)
(Thinkstock/VEJA)

Depois de 11 meses seguidos de resgate líquido (descontados os depósitos) da poupança, os brasileiros voltaram a aplicar dinheiro em dezembro. No último mês do ano, a captação líquida (depósitos superiores aos saques) ficou em R$ 4,789 bilhões. Apesar do resultado positivo, essa foi a menor captação líquida registrada em dezembro desde 2011 (R$ 3,589 bilhões).

Mesmo com o resultado positivo de dezembro, no acumulado do ano a poupança registrou a maior retirada líquida, na série histórica iniciada em 1995. O saldo negativo do ano ficou em R$ 53,567 bilhões. O BC não registrava retirada líquida anual desde 2005 (R$ 2,720 bilhões).

Em 2015, os depósitos somaram R$ 1,906 trilhão e os saques, R$ 1,959 trilhão. Os rendimentos chegaram a R$ 47,430 bilhões e o saldo ficou em R$ 656,589 bilhões.

O diretor da Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac), Miguel de Oliveira, lembrou que no último mês do ano é comum haver mais depósitos em poupança devido a renda extra com o décimo terceiro salário.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Segundo Oliveira, três fatores explicam o resultado negativo de 2015. Um deles é que a poupança está rendendo menos que fundos de investimento.

“A rentabilidade dos fundos é maior, o que levou muita gente a resgatar dinheiro da poupança e ir para os fundos.”

De acordo com o diretor, o rendimento da poupança está em 8,07%, enquanto dos fundos é de 11,48% ao ano.

“Se forem descontados Imposto de Renda e taxa de administração, que varia em cada instituição a partir de 0,5%, o rendimento dos fundos fica em cerca de 10%”, acrescentou Oliveira.

Além de perder para os fundos de investimento, o rendimento da poupança é corroído pela inflação. A expectativa é que a inflação tenha alcançado 10,5% em 2015, acima, portanto, dos rendimentos da poupança.

O terceiro fator que explica a retirada dos recursos da poupança é a menor renda da população, com o aumento da inflação e do desemprego.

“Tivemos um ano muito difícil, com inflação alta, queda de renda das famílias, juros e impostos elevados e agora com o desemprego crescendo. Isso fez com que muita tivesse que resgatar recursos da poupança para complementar o orçamento. De outro lado, com essas dificuldades menos pessoas tinham dinheiro para guardar.”

Para 2016, a expectativa é “piorar esse quadro porque o desemprego vai crescer e a inflação continuará elevada”. “O que gerou esse resgate maciço de recursos da poupança estará presente em 2016.”

Conforme Miguel de Oliveira, a expectativa é que o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC volte a elevar a taxa básica de juros, a Selic, para conter a inflação. A alta da Selic torna os fundos de investimento ainda mais atrativos.

FONTE: Agência Brasil

Mestre que bateu em mulheres durante treino está deprimido

professorO que era pra ser apenas um vídeo de treinos na internet acabou chocando o Brasil e o mundo. As imagens do professor Fernando Nogueira espancando alunos em uma aula de muay thai ganharam repercussão mundial e foram duramente criticadas nas redes sociais. Fernando faz parte da equipe de lutas Inside, chefiada por Munil Adriano, nome respeitado no meio das artes marciais.

Em entrevista ao Hoje em Dia, da Record, Munil Adriano condenou a prática realizada pelo discípulo e ainda revelou que Fernando está a base de calmantes.

— Eu não ensinei esse método. Na verdade, foi um fato isolado. O Fernando quis fazer o treino e convidou as pessoas que queriam participar. Com certeza eu não concordo com esse vídeo. Todas as quintas-feiras eu dou aulas para o Fernando e a gente conversou muito. Inclusive ele está até tomando calmantes, passando por problemas, porque com certeza ele não fez esse treino na maldade.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Munil aproveitou para reforçar que os treinos de muay thai são completamente diferentes do que aparece no vídeo de Fernando.

— O muay thai é totalmente diferente daquilo. Aquilo não é praticado, nunca foi e nem nunca mais vai ser.

Preocupado com o futuro das artes marciais, o mestre ainda aconselha a população a procurar por profissionais capacitados. Em defesa de Fernando, Munil explica que ele é sim capacitado, mas que errou em escolher aquele tipo de treino.

— Eu aconselho a todos a procurarem uma academia onde o profissional seja capacitado para dar a aula. E, por incrível que pareça, o Fernando é totalmente capacitado para dar aulas. Esse vídeo foi gravado em uma academia numa comunidade carente de São Paulo, onde o Fernando dá aulas há 5 anos de graça para mais de 100 pessoas. Quantas pessoas ele já tirou das drogas, das ruas? Aquilo foi uma fatalidade. O Fernando é capacitado porque eu dei o grau preto para ele, mas realmente ele errou naquela ação.

Fernando Nogueira dá aulas em uma filial da academia Inside em comunidade carente na região do Parque Bristol, em São Paulo.


“Mestre” de Muay Thai espanca alunos em treino… por danteoliveira7
R7

Consumo de energia no país bateu novo recorde na quarta-feira

luzO consumo de energia no país bateu novo recorde na quarta-feira (5), segundo boletim divulgado nesta quinta-feira (6) pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

De acordo com relatório preliminar diário da operação, às 15h41 foi registrado recorde de carga de energia demandada com um valor de 85.708 MW (megawatts), superando o recorde anterior, registrado na segunda-feira (3), quando o consumo de energia atingiu 84.331 MW.

Ainda de acordo com o ONS, a região Sul atingiu pelo segundo dia consecutivo sua maior marca. Às 14h30 de quarta foi registrado o recorde de carga de 17.771 MW, batendo o alcançado no dia anterior, quando a região consumiu 17.412 MW às 14h, exatamente 3 minutos antes do início do apagão que atingiu 13 estados do país e o DF.

Também na quarta-feira, foi registrado recorde de carga no Sudeste e Centro-Oeste, segundo o relatório. Às 15h41, a demanda de energia chegou a 51.187 MW, superando a marca anterior de 50.834 MW, obtida na segunda-feira (3).

Especialistas apontam a onda de calor e o maior consumo de ar-condicionado nas capitais como principais fatores para que o pico de demanda de energia esteja ocorrendo no período da tarde.

Segundo o relatório, não foi registrado nenhum incidente na operação de quarta-feira.

O ONS informou ainda que no dia seguinte ao apagão o intercâmbio de energia da região Norte para o Sudeste foi menor do que o que havia sido programado “para controle de carregamento de linhas de transmissão de 500 kV da interligação” – eixo no qual ocorreram os curtos-circuitos na terça-feira.

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse na quarta-feira que o sistema elétrico brasileiro está preparado para suportar os picos de consumo deste verão.

“O sistema foi concebido para operar com esse tipo de carga e de dificuldade. Nós já tivemos anos em que se exigiu mais ainda do sistema e não houve problemas. Portanto, este ano, o que houve é um acidente. E tem havido em anos anteriores. E também ocorre em todos os países do mundo. Não é só do Brasil. Nós temos tido picos de consumo nos últimos 15 dias. Cada dia um pico diferente. E não aconteceu nada. Até pode ter ocorrido hoje, hoje mesmo, outro pico de consumo sem nenhuma intercorrência. Portanto, não há relação entre uma coisa e outra”, disse o ministro.

G1