Arquivo da tag: baterias

Dono de rede de baterias tem mais de 80 produtos roubados em terceiro assalto, em João Pessoa

Mais uma loja de baterias foi arrombada, na madrugada desta segunda-feira (29), no bairro do José Américo, em João Pessoa. O estabelecimento faz parte da mesma rede que foi alvo de suspeitos duas vezes na semana passada. No assalto desta segunda, mais de 80 baterias foram roubadas, causando um prejuízo de mais de R$ 50 mil, conforme o proprietário. No último sábado (27), houve a inauguração da loja.

De acordo com informações da Polícia Militar, o assalto aconteceu por volta das 3h. Os suspeitos chegaram em um carro, engataram a marcha ré e conseguiram arrombar a entrada do estabelecimento. Duas barras de ferro que faziam o reforço na porta da entrada foram retorcidas com o impacto.

Na madrugada da última sexta-feira (26), uma loja da mesma rede de baterias também foi arrombada, no município de Santa Rita, na Grande João Pessoa. Os suspeitos conseguiram roubar 27 baterias, no entanto, acabaram capotando o veículo durante a fuga.

Eles chegaram em um carro, arrombaram o portão e roubaram as baterias. No entanto, durante a batida no portão para abrir o estabelecimento, a suspensão do veículo foi quebrada. Na fuga, os suspeitos bateram em uma pedra e o carro acabou capotando. As 27 baterias que estavam no veículo foram recuperadas, no entanto, algumas estavam danificadas.

Primeiro roubo aconteceu na madrugada da quarta-feira e foi registrado por câmeras de segurança, em Santa Rita, na Paraíba — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Primeiro roubo aconteceu na madrugada da quarta-feira e foi registrado por câmeras de segurança, em Santa Rita, na Paraíba — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Um vídeo de câmera de segurança mostra também que na madrugada da última quarta-feira (24), a mesma loja foi alvo de assalto. Durante a ação, os suspeitos roubaram cerca de 50 baterias, um prejuízo superior a R$ 30 mil.

A polícia está em busca não só dos suspeitos de realizarem a ação, mas também dos receptadores dos materiais, que podem estar vendendo os produtos sem a documentação necessária.

G1

 

Loja de baterias é arrombada e mais de 90 produtos são roubados, em João Pessoa

Uma loja de baterias automotivas foi arrombada e mais de 90 produtos foram roubados na Av. Ruy Barbosa, no bairro da Torre, em João Pessoa. O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (7). Este foi o terceiro caso semelhante registrado nas últimas duas semanas, de acordo com a polícia.

Na semana passada, também no bairro da Torre, na Av. Nossa Senhora de Fátima, suspeitos invadiram outra casa que trabalha com venda de baterias e já no fim do mês de abril outro caso aconteceu na cidade de Bayeux. A suspeita da Polícia Civil é de que se trata de um mesmo grupo especializado neste tipo de crime.

Segundo relato do proprietário da loja, ele foi avisado pelo vizinho do estabelecimento por volta das 3h e, ao chegar no local, encontrou sinais de arrombamento e grande parte do estoque de baterias roubado. Ele estima um prejuízo de quase R$30 mil.

A polícia foi acionada e uma perícia foi feita o local. Câmeras de segurança podem ajudar na identificação dos suspeitos. Até as 8h, nenhum suspeito havia sido preso.

G1

 

Loja de baterias inaugurada há menos de um mês é arrombada com carro em marcha ré, na PB

Uma loja de baterias foi arrombada na madrugada desta quarta-feira (4), na cidade de Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos usaram um carro, roubado na última terça-feira (2) no bairro do Catolé, em marcha ré, para quebrarem a entrada do estabelecimento.

O assalto aconteceu por volta das 4h, na avenida Assis Chateaubriand, no bairro da Liberdade. Os suspeitos deram marcha ré no carro e aceleraram várias vezes na entrada da loja. Quando quebraram a entrada, conseguiram levar as mercadorias do local. Eles fugiram em seguida. A Polícia Civil não soube estimar quantos homens participaram da ação.

Segundo o proprietário da loja informou à TV Paraíba, foram roubadas do local cerca de 20 a 30 baterias de veículos. O valor exato do prejuízo ainda será avaliado por eles. O dono do estabelecimento ainda informou que a loja foi inaugurada há menos de um mês.

O caso foi registrado na Central de Polícia de Campina Grande e, segundo a polícia, até às 7h desta quinta-feira nenhum suspeito foi localizado.

G1

Foto: Reprodução / Tv Paraíba

Mulher é barrada em presídio com celular e duas baterias escondidos na vagina

Divulgação/ Seap
Divulgação/ Seap

Uma mulher identificada como Valclécia Alves da Silva foi flagrada tentando entrar na Penitenciária Padrão de Campina Grande, a Máxima, com um celular e duas baterias escondidos na vagina. O fato ocorreu neste domingo (5) durante a revista íntima.

Ao entrar na penitenciária para visitar o marido, que está preso por assalto, durante a revista, as agentes encontraram os objetos nas partes íntimas de Valclécia Alves, segundo informou Anselmo Vasconcellos, diretor da unidade prisional.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– A Valclécia Alves foi barrada durante a revista íntima, que é minuciosa e de praxe. As agentes quando começaram a revista encontraram de imediato o aparelho celular e duas baterias na vagina dela – disse o diretor.

Valclécia Alves foi levada para a Central de Polícia Civil de Campina Grande onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e liberada. Entretanto, ela está proibida de entrar da penitenciária.

– Como esse crime cabe apenas um TCO, a Valclécia e o seu esposo sofrerão algumas punições administrativas como, ela não pode mais entrar na penitenciária e ele vai responder a um procedimento administrativo – adiantou Anselmo Vasconcellos.

 

portalcorreio

Norma para controle, uso e descarte de pilhas e baterias é fixada pelo Ibama

O controle sobre a fabricação, o uso e o descarte de pilhas e baterias é fixado em decisão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), por meio da Norma Instrutiva número 8, publicada nesta terça (4) no Diário Oficial da União. Pela norma, há uma série de regras para o descarte do material, o transporte, a reciclagem e o acondicionamento, assim como a determinação para que os fabricantes e importadores elaborem um relatório anual, informando em detalhes os procedimentos adotados.

Nas embalagens e manuais das pilhas e baterias, os fabricantes terão que informar sobre a adaptação às novas regras contidas na norma para o descarte e a reciclagem. O material deve ser descartado em coletas seletivas próprias, que podem ser encontradas em postos de vendas e em fábricas, mas jamais em lixos comuns.

No texto publicado hoje há uma ressalva sobre a necessidade de usar símbolos, como o “x” sobre os recipientes de lixo, para evitar o descarte do material nesses locais. Pela norma, a coleta de pilhas e baterias descartadas deve seguir uma série de regras, como o acondicionamento, a frequência do recolhimento do material, a destinação e as empresas envolvidas.

O rigor também existe para o transporte do material, informando sobre os envolvidos no processo e os locais de origem e destino. As empresas envolvidas na etapa da reciclagem também são submetidas à norma fixada pelo Ibama.

Devem ser informados os nomes das empresas fornecedora e responsável pela reciclagem, a destinação, o aterro utilizado pelas companhias e os procedimentos adotados no processo.

A preocupação das autoridades é com as ameaças à saúde e ao meio ambiente causadas pelas substâncias contidas nas baterias e pilhas. Nelas há, por exemplo, mercúrio, cádmio, chumbo, zinco-manganês e alcalino-manganês.

Há estudos que mostram que algumas substâncias podem levar à anemia, a problemas neurológicos e ao desenvolvimento de câncer. No meio ambiente, o descarte das pilhas e baterias pode atingir os lençóis freáticos, o solo e a alimentação.

A Norma Instrutiva número 8 está publicada na Seção 1, páginas 153 e 154 do Diário Oficial.

Agência Brasil