Arquivo da tag: básica

CBF acaba com mata-mata na Série C e divulga tabela básica para 2020

Mudanças significativas foram anunciadas para a Série C do Campeonato Brasileiro a partir da temporada de 2020 na tarde desta segunda-feira (02).

Após reunião entre os 20 clubes participantes do torneio, a proposta sugerida pelo Santa Cruz venceu por 14 votos contra 6 pela permanência do atual formato, e já a partir de maio, quando começa a edição deste ano, a nova configuração será adotada.

A primeira fase permanece da mesma forma. Dois grupos de 10 clubes regionalizados com jogos de ida e volta, com os quatro primeiros de cada chave classificados para a segunda fase e os dois últimos rebaixados para a Série D. Botafogo-PB e Treze, representantes do estado, vão duelar no Almeidão na 9ª rodada e em Campina Grande na 18ª, a última da fase de grupos.

Fica para o acesso a novidade. Em vez do mata-mata adotado nos últimos anos, agora serão formados dois quadrangulares para decidir quem sobe de divisão. O primeiro grupo será formado pelo 1º lugar do grupo A, 2º lugar do grupo B, 3º lugar do grupo A e 4º lugar do grupo B. O segundo terá o 1º lugar do grupo B; 2º lugar do grupo A; 3º lugar do grupo B; 4º lugar do grupo A.

Os dois primeiros colocados de cada chave do quadrangular sobem para a Série B, e os líderes de cada grupo se enfrentarão para definir o campeão da terceira divisão.

A Confederação Brasileira de Futebol, além do novo regulamento, também divulgou a primeira rodada da competição em 2020, que acontecerá nos dias 2 e 3 de maio:

Grupo A

Paysandu x Santa Cruz
Treze x Imperatriz
Manaus x Vila Nova
Ferroviário x Botafogo-PB
Jacuipense x Remo

Grupo B

São José-RS x São Bento
Brusque x Ypiranga
Ituano x Tombense
Boa Esporte x Volta Redonda
Londrina x Criciúma

Na primeira fase, a sequência do Belo será Ferroviário (F), Manaus (C), Santa Cruz (C), Jacuipense (F), Imperatriz (F), Vila Nova (C), Remo (F), Paysandu (C) e Treze (F).

Por sua vez, o Galo da Borborema enfrentará, na ordem, Imperatriz (C), Santa Cruz (F), Paysandu (F), Ferroviário (C), Remo (C), Manaus (F), Jacuipense (C), Vila Nova (F) e Botafogo-PB (C).

Confira a tabela básica da Série C de 2020 completa.

Voz da Torcida

 

 

Enfermeiros da PB organizam protesto contra decisão que restringe atuação na Atenção Básica

 O Conselho Regional de Enfermagem realiza nesta terça-feira (17), a partir das 14h uma manifestação contra a decisão judicial que restringiu a atuação da enfermagem na atenção básica.

As manifestações acontecem em todo o Brasil e em João Pessoa, a concentração está marcada para acontecer no Cassino da Lagoa.

O protesto é contra a decisão liminar da Justiça Federal que proibiu que enfermeiros possam requisitar exames durante os atendimentos. A ação foi interposta pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) que alegou que “a Portaria nº 2488/2011 do Ministério da Saúde permite, indevidamente, que enfermeiros realizem consultas e exames, usurpando, assim, as atribuições do profissional médico, único habilitado para realizar consultas, exames e prescrever medicamentos”.

O juiz da 20ª Vara da Justiça Federal de Brasília, Renato Borelli, deferiu a tutela antecipada para suspender parcialmente a portaria, “tão somente na parte que permite ao enfermeiro requisitar exames, evitando, assim, que realizem diagnósticos sem orientação médica”.

De acordo com o Coren/PB, essa liminar afeta diretamente o diagnóstico precoce de algumas doenças, como as infecções sexualmente transmissíveis, sífilis congênita e outras anomalias para o bebê e a mãe, e tuberculose, por exemplo, já que os enfermeiros não vão poder mais solicitar exames.

Veja a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE DECISÃO LIMINAR SOBRE A PROIBIÇÃO DA SOLICITAÇÃO DE EXAMES

O Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB) vem a público reiterar a orientação do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) acerca da decisão liminar deferida, no dia 20/09/2017, pela 20ª Vara/DF em processo movido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Esclarecemos que, nesta quarta-feira (04/10), o juiz que assinou a liminar autorizou ao Cofen o ingresso no processo. A partir de agora, será solicitada a reconsideração da decisão.

Diante dos questionamentos, o Cofen elucida que a Lei 7.498/1986, que regulamenta o exercício da Enfermagem, encontra-se em plena vigência, sendo privativa do enfermeiro a realização de consultas de Enfermagem e “a prescrição de medicamentos estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada pela Instituição de Saúde”.

A solicitação de exames de rotina e complementares é realidade consolidada no Brasil desde 1997, quando foi editada a Resolução Cofen 195/97 (em vigor), contribuindo para a melhoria da qualidade da assistência à Saúde da população brasileira.


A restrição imposta pela decisão liminar proferida no processo movido pelo CFM prejudica a efetividade do atendimento na Atenção Básica e no pré-natal de baixo risco, atrasando ou inviabilizando exames essenciais como VDRL, em um momento crítico no qual o Brasil enfrenta uma epidemia declarada de sífilis, associada a complicações graves, inclusive cegueira e morte neonatal.

O atendimento realizado por enfermeiros (as), dentro dos protocolos de saúde pública, nas linhas de cuidados prioritárias na atenção primária em saúde (APS), vigentes hoje no Brasil, tais como: doenças crônicas não -transmissíveis (HAS e DM), tuberculose, hanseníase, saúde da mulher (rastreio para CA de colo de útero e mana – citologia e mamografia), abordagem sindrômica para as ISTs dentre elas sífilis. Estas ações sofrerão descontinuidade na assistência, além de ferir um princípio básico do SUS, a acessibilidade do usuário, apenas para garantir uma reserva de mercado para a categoria médica brasileira, causando prejuízos graves à população

Desse modo, zelando para que a Enfermagem se resguarde de possível responsabilização Ética e Administrativa, o Coren-PB orienta que, enquanto perdurar a tramitação do processo da decisão liminar, as demandas assistenciais relacionadas à solicitação de exames, incluindo testes rápidos para HIV, hepatites e sífilis não sejam realizadas pelos enfermeiros e encaminhadas à direção de cada Distrito Sanitário, para que seja assegurada a continuidade do tratamento de saúde da população.

Solicitamos ainda, que notifiquem ao Coren-PB através da nossa ouvidoria (corenpbouvidoria@uol.com.br), todas as situações e circunstâncias que acarretem a descontinuidade na atenção aos usuários em decorrência desta decisão, para que possamos junto ao Cofen subsidiar no contraditório da liminar.

 Paraíba.com

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Cesta básica nordestina cresce 3,6% em julho, mas segue com menor preço entre regiões

cesta-basicaA cesta básica no Nordeste apresentou o maior crescimento entre as regiões em julho (3,6%), mas manteve-se com o valor mais baixo do país, custando R$ 386,65. Os maiores aumentos foram verificados em João Pessoa (5,7%), Fortaleza (4,4%) e Salvador (3,7%), que detém a cesta mais cara da região (R$ 400,95).

As informações são oriundas de levantamento do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de pesquisas do Banco do Nordeste, com base em informações divulgadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Segundo o levantamento, feijão (14,8%), leite (10,0%) e tomate (4,2%) foram os itens que mais contribuíram para a elevação do preço da cesta básica nordestina no mês. A única variação negativa foi do óleo (-0,7%). Outros alimentos que têm participação relevante na cesta, registraram variações abaixo da média: carne (0,3%); pão (1,3%) e banana (0,1%).

O valor da cesta básica regional em julho subiu em todas as capitais pesquisadas do Nordeste, em comparação com junho. Em João Pessoa e Fortaleza, verificou-se as maiores elevações, de 5,7% e 4,4%, respectivamente. As menores variações ocorreram em Aracaju (0,7%) e Recife (2,4%).

Na variação em 12 meses, os maiores aumentos ocorreram em Aracaju (24,6%), Salvador (18,6%), Fortaleza (17,4%) e João Pessoa (17,5%). Natal e Recife apresentaram os menores índices, 12,5% e 12,4%, respectivamente.

Assessoria do Banco do Nordeste

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Prefeitura de Dona Inês entrega Unidade Básica de Saúde a população

INAUGURACAOPelo menos 2 mil pessoas serão assistidas pela Unidade Básica de Saúde construída no Loteamento Tapuio, em Dona Inês, atingindo cerca de 600 famílias. O equipamento foi entregue à população na tarde deste sábado, 04 de julho, em solenidade que contou com a presença do Prefeito do Município, Antônio Justino.

A estrutura da UBS conta com salas de espera, triagem, imunização, nebulização, procedimentos, consultórios de enfermagem, médico e odontológico, além de copa, banheiros e depósitos. Parte dos recursos foram destinados pelo Fundo Nacional da Saúde, numa parceria com a Prefeitura do Município.

A Secretária de Saúde do Município, Tarciana Lucena, informou que a UBS conta com uma capacidade instalada de acordo com o que pede as diretrizes do PMAQ, das Legislações em vigência e dos órgãos Fiscalizadores, onde cada seu procedimento tem seu espaço físico.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O Vereador Demétrio Ferreira, Presidente da Casa Legislativa, disse que a Prefeitura está urbanizando o setor onde a UBS foi construída, lembrando que já há uma Escola Infantil funcionando no local e que já existe um projeto de construção de uma área de lazer.

O Prefeito Antônio Justino que, oficialmente entregou o equipamento, disse que a entrega da obra representa uma ampliação na oferta de saúde na cidade, garantindo uma melhor atendimento a população e que o equipamento descentraliza o atendimento à saúde.

Encerrou informando que está sendo elaborado um projeto a fim de buscar recursos para a construção de pavimentação na área.

Assessoria

Câmpus de Guarabira oferta oficinas sobre saberes afrobrasileiros para docentes da Educação Básica e licenciados

uepbAté o dia 30 de abril, o Câmpus III da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), situado em Guarabira, inscreve professores do Ensino Básico e estudantes de licenciaturas nas oficinas de saberes afrobrasileiros. Trata-se de uma iniciativa do projeto de extensão “Coisas de negros/as, Coisas de brasileiros/as”, coordenado pelo professor Waldeci Ferreira Chagas. As inscrições estão sendo realizadas na Secretaria da Direção de Centro.

De acordo com o docente, as oficinas têm como objetivo proporcionar saberes e metodologias voltadas para a aplicação, na sala de aula, dos conteúdos que versam sobre a história e cultura afro-brasileira e dos povos africanos, a partir do uso de linguagens artísticas, como teatro, artes plásticas, música e dança.

“Desde 2003, com a instituição da Lei 10.639, que ressalta a importância da cultura negra na formação da sociedade brasileira, as escolas da rede básica de ensino estão obrigadas a implementar no currículo escolar a temática acerca da história e cultura afrobrasileira e africana. Portanto, nosso intuito é de colaborar com a formação de professores na perspectiva de que trabalhem na sala de aula tais conteúdos”, explicou Waldeci.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

As atividades serão realizadas aos sábados, no Auditório do Centro de Humanidades, das 8h às 12h. Ao todo, serão quatro oficinas trabalhadas, com início marcado para o dia 9 de maio.

CALENDÁRIO DAS OFICINAS

Oficina de Teatro
Ministrante: Tiago Salvador
Dias: 9, 16 e 23 de maio

Oficina de Teatro de Boneco
Ministrante: Luís Dantas Cabral
Dias: 30 de maio, 6 e 13 de junho

Oficina de Música e Dança
Ministrante: Fernanda Mara
Dias: 20 e 27 de junho e 4 de julho

Oficina de Artes Plásticas
Ministrante: Ibson Roberto Moares Saraiva
Dias: 11, 18 e 25 de julho

 

 

uepb

Estudo revela que Brasil eleva escolaridade e qualidade do ensino na educação básica

todos_pela_educacao-Os brasileiros têm estudado e aprendido mais. A conclusão faz parte do relatório Indicadores de Desenvolvimento Brasileiro 2001-2012, lançado nesta terça-feira, 27, em Brasília.

O diretor de estatísticas educacionais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Carlos Eduardo Moreno, explicou que os indicadores educacionais resumem os avanços sociais conquistados pelo Brasil desde 2001. “Os dados são resultado da decisão estratégica do governo federal de articular políticas públicas para garantir o acesso à educação e melhorar a trajetória regular e o desempenho dos alunos na educação básica”, disse. De acordo com ele, os dados refletem os avanços e os desafios que estão sendo enfrentados para garantir o direito à educação.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O secretário nacional de avaliação e gestão da informação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Paulo Jannuzzi, afirmou que a publicação “apresenta um conjunto mais amplo de indicadores que de forma sensível e expressiva dão conta de refletir todo o esforço e investimento do governo brasileiro em sofisticadas políticas públicas de inclusão social, aliadas ao crescimento econômico”.

Hoje, segundo o secretário, o governo brasileiro investe 25% do Produto Interno Bruto (PIB) em políticas sociais. O relatório apresenta também dados sobre o aumento da renda e redução de desigualdades, mercado de trabalho, saúde e acesso a bens e serviços.

 

Gráfico 1

Qualidade – Em todas as faixas etárias, os dados apontam crescimento constante nas taxas de frequência, com destaque na faixa de 4 e 5 anos, de 55% em 2001 para 79,1% em 2012. Também indicam a universalização do acesso, com 98,3% das crianças de 6 a 14 anos frequentando a escola.

A permanência na escola também aumentou no período, em todas as faixas. O dado revela que está cada vez maior a proporção de estudantes com escolaridade adequada para sua idade. Nos anos iniciais do ensino fundamental, por exemplo, 77,4% das crianças de 12 anos têm, pelo menos, quatro anos de estudo. Em 2001, essa proporção era de 68,8%.

 

por Davi Lambertine

Gráfico 2

O aumento nos anos de estudo, a queda no analfabetismo e a melhoria na qualidade do ensino também receberam destaque na publicação. Para aferir a qualidade, o Inep criou o índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb). O indicador é calculado a cada dois anos, levando em conta o desempenho do estudante em avaliações nacionais e as taxas de aprovação. “O Brasil avançou com destaque para os anos iniciais do ensino fundamental”, apontou Moreno.

O relatório foi elaborado pela Assessoria Econômica do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, com a participação do MDS e dos ministérios da Educação, Saúde e Comunicações; Inep, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Secretaria de Planejamento e Investimentos Estratégicos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Guarabira: Atenção Básica em Saúde e 2ª CPTran realizam ação conjunta, nesta quarta (6)

pressãoA Secretaria Municipal de Saúde de Guarabira, através da Coordenação de
Atenção Básica em Saúde, em parceria com a Segunda Companhia de Pelotão
de Trânsito (2ª CPtran) sediada em Guarabira – estará realizando, na
próxima quarta-feira (6/11) uma ação de promoção e prevenção em saúde
focando os militares, familiares de militares e outros profissionais da
instituição.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O ato que dispõe do apoio da Prefeitura de Guarabira está previsto para
acontecer a partir das 8:00 h na sede da 2ª CPTran, que fica localizada
na Av. Padre Geraldo Pinto, s/n – Bairro da Primavera (prédio do Centro
Social Urbano).

De acordo com a coordenadora de Atenção Básica, Fernanda Macedo – os
serviços serão efetivados através das equipes da Unidade Básica de Saúde
(UBS) do bairro da Primavera e do Núcleo de Apoio de Saúde da Família
(Nasf). Ainda conforme Fernanda, durante a ação – serão realizados
testes de Glicemia e de PA (Pressão Arterial), atendimento médico e de
enfermagem, além de palestras multidisciplinares.

“Esperamos um público acima de cem pessoas” – prevê a coordenadora.

Por Codecom-Gba

Bolsa mensal de médicos do Programa de Atenção Básica será reajustada

O Ministério da Saúde anunciou nessa sexta-feira (12) o aumento do valor da bolsa mensal paga aos médicos do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab), que leva profissionais para atuarem na atenção básica das regiões onde faltam profissionais, como no interior e periferias dos grandes centros. O valor passará dos atuais R$ 8 mil mensais para R$ 10 mil. O reajuste começa a valer a partir de setembro.

Blog da Saúde Bolsa passará de R$ 8 mil para R$ 10 mil por mês. A medida beneficia 3.568 profissionais que atuam por meio da iniciativa em cidades do interior e periferias dos grandes centros

  • Bolsa passará de R$ 8 mil para R$ 10 mil por mês. A medida beneficia 3.568 profissionais que atuam por meio da iniciativa em cidades do interior e periferias dos grandes centros

“O Provab, como parte do Mais Médicos, já é o maior programa de interiorização desses profissionais que o país já teve. Queremos manter essa iniciativa, para melhorar a formação dos médicos com sua atuação mais perto da população e fazer com que o atendimento no interior e periferias seja de maior qualidade”, destaca o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Atualmente, há 3.568 médicos atuando pelo Provab, sob supervisão de universidades e hospitais de ensino em 1.260 municípios. Além da bolsa mensal, outro benefício do programa é a pontuação adicional de 10% nos exames de residência médica, caso o profissional cumpra todos os requisitos, a carga horária do programa e seja aprovado na avaliação final. Com o reajuste, o investimento mensal no programa passa de R$ 30,7 milhões para R$ 38 milhões.

Nesta semana, o governo federal anunciou o Programa Mais Médicos, um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), com objetivo de acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde e ampliar o número de médicos nas regiões carentes do País, como os municípios do interior e as periferias das grandes cidades. A iniciativa prevê a expansão do número de vagas de medicina e de residência, o aprimoramento da formação médica no Brasil e a contratação imediata de médicos com foco nos municípios de maior vulnerabilidade social e Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dsei).

 

As atividades

 

Os participantes do programa participam de curso de especialização na atenção básica ofertado por instituições federais de ensino ligadas à Rede Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS). As atividades práticas realizadas nas unidades de saúde da família são supervisionadas por médicos especialistas remunerados com bolsa federal no valor de R$ 4 mil. Para receber a bolsa e a pontuação adicional de 10% nos exames de residência, os profissionais cumprem 32 horas semanais de atividades práticas nas unidades básicas e 8 horas de atividades acadêmicas a distância.

 

Suporte

 

Os médicos participantes têm acesso às ferramentas do Telessaúde Brasil Redes, programa do Ministério da Saúde que promove a orientação dos profissionais da Atenção Básica, por meio de teleconsultorias com núcleos especializados localizados em instituições formadoras e órgãos de gestão.

Outra ferramenta disponível é o Portal Saúde Baseada em Evidências, plataforma que disponibiliza gratuitamente um banco de dados composto por documentos científicos, publicações sistematicamente revisadas e outras ferramentas (como calculadoras médicas e de análise estatística) que auxiliam a tomada de decisão no diagnóstico, tratamento e gestão.

 

Fonte:

Ministério da Saúde

Governo Municipal investe em capacitação dos profissionais que atuam na assistência básica

 

saudeA Secretária de Saúde de Cajazeiras já realizou várias capacitações para todos os profissionais da Assistência Básica Municipal. O objetivo segundo o secretário Henry Witchael foi esclarecer aos profissionais e à rede da atenção básica que a cidade de Cajazeiras aderiu ao Programa de Acesso e Melhoria de Qualidade (PMAQ) do Ministério da Saúde, que propõe uma maior acessibilidade, valorização profissional e melhoria de assistência para os usuários do Sistema Único de Saúde – SUS.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

As orientações foram feitas a fim que todos os profissionais tomassem  conhecimento dos passos que tem que seguir e as metas a cumprir. Os profissionais que compõem a Atenção Básica, médicos, enfermeiros, dentistas, auxiliares de saúde bucal, técnicos de enfermagem, auxiliares, agentes comunitários de saúde, recepcionistas e até porteiros receberam também cartilhas e informações sobre os convênios com o governos estadual e federal.

 

 

Secom/PMC para o Focando a Notícia

Lagoa de Dentro: Secretaria de Saúde revitaliza farmácia básica do município

Após mais de três meses passando por dificuldades no abastecimento de medicamentos a farmácia básica do município já está em funcionamento e com estoque suprido, segundo o que informa a secretária de saúde, Eliane Santiago.

Eliane disse que nesses primeiros dias a frente da secretaria foi feita uma compra de emergia para suprir o estoque que é oferecido à população. Ela disse que esta sendo dada uma maior prioridade aos usuários de medicamentos psicotrópicos.

A secretária também falou que buscou revitalizar a farmácia básica logo nos primeiros dias de suas atividades a frente da saúde do município.

A Farmácia básica funciona na sede da secretária de saúde e atende toda a população do município com a distribuição de medicamentos, desde que seja apresentada a receita médica.

Recadastramento

Eliane informa que está sendo feito um recadastramento dos usuários de medicamentos psicotrópicos, ou seja, medicamentos controlados e que todos os beneficiados devem se dirigir a secretaria de saúde com seus dados pessoais.

Leonaldo Ferreira / ASCOM para o Focando a Notícia