Arquivo da tag: bandeiras

Bananeiras, Solânea e mais 142 municípios terão toque de recolher das 22h às 5h

O novo decreto a ser editado pelo Governo do Estado com medidas mais duras para controlar a disseminação do novo Coronavírus irá determinar toque de recolher das 22h às 5h nos municípios com bandeiras laranja e vermelha, conforme anunciou o governador João Azevêdo nesta terça-feira (23). Bananeiras e Solânea estão na lista.

Conforme o plano de monitoramento divulgado essa semana com o boletim atualizado sobre as cores das bandeiras, 144 municípios estão enquadrados nas bandeiras laranja e vermelha, sendo 138 na laranja  e seis, na vermelha.

Clique aqui e veja os municípios com bandeira laranja.

Clique aqui e veja os municípios com bandeira vermelha.

Covid-19: “Alguns municípios podem recuar” aponta João Azevêdo sobre 2ª etapa de bandeiras de flexibilização na PB

O governador João Azevêdo, do Cidadania, declarou que dependendo da taxa de letalidade, transmissibilidade e disponibilidade de leitos de UTI, alguns municípios paraibanos poderão sim ter que recuar no esquema de bandeiras apresentado pelo governo da Paraíba na busca de flexibilizar as atividades por conta da covid-19.

Ainda segundo o governador, como o esquema não é fixo, não há como definir exatamente que a cada 15 dias haja mudança total e para melhor nas cidades, o que resta ao governo é analisar e verificar como cada cidade paraibana deverá se comportar para ir aos poucos adotando o ‘novo normal’.

“Esse plano é baseado em alguns pilares,  que vai desde as taxas de isolamento, de letalidade, disponibilidade de leitos de UTI e a transmissibilidade. Esse modelo não estabelece regra fixa, não existe a lógica de que a cada quinze dias as coisas vão ser flexibilizadas, se o município não atingir os parâmetros dentro dos eixos, terá que recuar” reforçou.

As novas cores das bandeiras das cidades paraibanas devem ser apresentadas aos gestores municipais em breve.

PB Agora

 

 

Na Folha, repórter conta como bandeiras de Aécio se desgastam em MG

Senador Aécio NevesReportagem do jornalista Paulo Peixoto na ‘Folha de S. Paulo’ desta segunda-feira (20) mostra como, após dez anos de gestão do PSDB no Estado, ao menos duas bandeiras do partido sofrem desgaste: o combate à desigualdade regional e à criminalidade.

“Sobre a distribuição regional da riqueza, dados mais recentes revelam que 47% da riqueza de Minas em 2010 era produzida na região central, que inclui a capital. Em 2002 a região respondia por 43%”, diz o texto. O avanço deve-se sobretudo à mineração.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Além disso, a participação das regiões menos desenvolvidas no PIB ficou estagnada ou até diminuiu. O norte mineiro, por exemplo, manteve sua participação em 4% de 2002 a 2009, e agora caiu para 3,8%. No Jequitinhonha/Mucuri, foi de 1,9% para 1,8%.

O texto de Paulo Peixoto afirma que dupla Aécio-Anastasia continua sendo a referência da gestão, que manteve diretrizes e os núcleos técnicos e políticos nesses dez anos.

Entretanto, também no quesito criminalidade a situação piorou. Na época do governo de Aécio, houve recuo significado. “A taxa média mensal de crimes violentos por cem mil habitantes caiu de 45 em 2005 para 20,8 em 2010. Mas, no mês passado, chegou a 36,4”, pontua a reportagem.

As razões seriam o narcotráfico e também a perda de qualidade do policiamento ostensivo e o desmantelamento da ação integrada das duas polícias.

 

 

cartamaior