Arquivo da tag: Banco

Banco faz nova cobrança indevida a servidores da PB, e sindicato orienta que prejudicados acionem o Procon

Os Servidores do Estado da Paraíba, por meio do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Estado da Paraíba (Sintep-PB), denunciaram o banco Bradesco por cobrança indevida de parcelas de empréstimos consignados em suas contas bancárias pela segunda vez, na manhã desta segunda-feira (29). Os valores dos dois descontos já foram estornados. De acordo com a diretoria executiva do Sintep, os servidores prejudicados devem acionar o Procon, já que temem que na terça-feira (30), dia de pagamento dos profissionais ativos, os valores sejam novamente debitados de suas contas.

Segundo a lei estadual nº 11.699, que determina a suspensão da cobrança dos empréstimos consignados por 120 dias, entretanto, o banco que é responsável pelo pagamento dos funcionários, efetuou os descontos do mês de junho antes mesmo de os servidores receberem o salário do mês. Segundo o sindicato, os servidores ativos recebem somente na terça-feira (28) e tiveram valores descontados e depois devolvidos.

G1 tentou novamente entrar em contato com o banco Bradesco por telefone, mas até a publicação da matéria, não obteve respostas para saber qual motivo da cobrança e quando os valores seriam estornados.

No sábado (27), após a primeira cobrança, uma liminar foi deferida pelo juiz João Machado de Souza Junior, obrigando o banco Bradesco a devolver todos os valores indevidamente descontados, a título de empréstimos consignados, dos servidores públicos associados à Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia do Estado da Paraíba (Adepdel-PB) e determinando a abstenção de descontos futuros.

Os valores de todos os servidores foram estornados na tarde do mesmo dia, mas voltaram a ser cobrados na manhã desta segunda-feira (29) e também foram estornados horas depois.

De acordo com texto da lei, a suspensão da cobrança vale para todas as instituições financeiras, de todos os empréstimos consignados contraídos por servidores públicos civis, militares, aposentados, inativos e pensionistas do Estado da Paraíba.

Segundo nota do Sintep-PB, o banco Bradesco será novamente acionado para que os descontos dos empréstimos consignados não sejam efetivados. Informam também que o departamento jurídico do sindicato já foi acionado para tomar todas as providências necessárias no intuito de que a previsão de débito constante dos extratos bancários não ocorra.

A Secretaria de Administração da Paraíba informou que está cumprindo a lei desde que entrou em vigor e que os contracheques dos servidores não estão sendo emitidos com a cobrança das parcelas dos consignados. O Estado orienta os servidores a procurarem a instituição financeira.

G1

 

Banco do Brasil é condenado a pagar R$ 500 mil de indenização por deixar de disponibilizar saques em agência de Alagoa Grande

O juiz José Jackson Guimarães, da Vara Única da Comarca de Alagoa Grande, determinou o restabelecimento total do funcionamento da agência do Banco do Brasil no Município de Alagoa Grande. O magistrado ainda condenou o Banco em danos morais coletivos no valor de R$ 500 mil, a serem destinados ao combate do novo coronavírus nos municípios de Alagoa Grande e Juarez Távora.

Em sentença proferida nos autos da Ação Civil Pública foi proposta pelo Ministério Público estadual.

Na ação, o MP alega que a instituição financeira deixou de disponibilizar saques de valores em espécie à população local, devido a uma explosão criminosa ocorrida em 23.02.2016. Pleiteou, portanto, a condenação do promovido na obrigação de pagar, consistente em indenização por danos morais coletivos/difusos no valor de R$ 500 mil. Já a parte contrária apresentou contestação, pugnando pela improcedência de todos os pedidos e, alternativamente, em caso de procedência da ação, a fixação de prazo razoável para o restabelecimento total da agência bancária.

Juiz José Jackson Guimarães

Na sentença, o juiz José Jackson Guimarães ressaltou que os argumentos apresentados pela parte promovente são pertinentes e revelam haver uma linha tênue entre os postulados constitucionais da livre iniciativa, do dever inerente ao setor privado de garantir a função social em seus empreendimentos e do direito da população de Alagoa Grande em acessar os serviços bancários de natureza essencial. De acordo com o magistrado, a instituição financeira priva os seus clientes de usufruir serviços bancários essenciais.

“Com a explosão e a posterior disponibilização parcial de serviços da agência local, os consumidores e empresários de Alagoa Grande passaram a ter basicamente alternativas de deslocar-se ao município vizinho de Areia ou Guarabira, acessar o serviço de internet banking e utilizar os correspondentes bancários (serviço terceirizado)”, ressaltou.

Sobre os danos extrapatrimoniais coletivos, o juiz José Jackson disse que o fechamento momentâneo de agências bancárias é causa suficiente de enormes transtornos que ultrapassam a esfera meramente negocial, além de promover ofensa à função social da propriedade. Ele condenou o Banco do Brasil a pagar a importância de R$ 500 mil, a ser revertida ao combate do coronavírus, sendo que 20% do valor será destinado ao Município de Alagoa Grande e 5% ao Município de Juarez Távora, e serão administrados pelo Ministério Público e Judiciário local e, caso tenha acabado a pandemia, no momento da execução da sentença, para o Fundo Estadual de Defesa dos Direitos do Consumidor (FEDDC), instituído pela Lei Estadual 6.649/1998.

Da decisão cabe recurso.

 

clickpb

 

 

Bandidos atacam Banco do Brasil em Remígio/PB

A agência do Banco do Brasil do município de Remígio foi alvo da ação de criminosos na madrugada deste domingo (22).

De acordo com Informações da Polícia Militar, os criminosos um maçarico para tentar abrir um dos caixas eletrônicos da agência. Apesar da tentativa, os bandidos não conseguiram roubar o dinheiro.

A PM foi acionada, mas quando chegou ao local os bandidos já haviam fugido. Ao todo, ainda de acordo com polícia, três ladrões agiram na ação.

Paraíba Urgente

 

 

Banco do Brasil confirma concurso público em 2020, diz site

O Banco do Brasil confirmou a realização de um concurso público em 2020. A informação é do site especializado em concurso público, Folha Dirigida.

De acordo com informações da assessoria de imprensa, a previsão de divulgação seria em março.

A banca organizadora do concurso para contratação de escriturários para a área de tecnologia já foi escolhida como também o edital está sendo elaborado. Também é possível que tenha vagas para o escriturário generalista, aquele com o perfil mais tradicional, com atuação em atividades bancárias/administrativas.

Os interessados precisam ter o ensino médio.

O escriturário deve receber um salário de R$4.036,56, valor que já inclui os auxílios refeição e alimentação, para carga de 30 horas por semana. Além disso, ainda terá direito a auxílio-transporte, participação nos lucros, que geralmente, paga duas vezes ao ano, planos de saúde e odontológico, previdência privada com participação do banco, auxílio-creche/babá, auxílio ao filho com deficiência e tem possibilidade de crescimento dentro da empresa.

Ainda segundo o site, o concurso acontece em diversos estados do Brasil, incluindo o Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

O site não divulgou a quantidade de vagas a serem oferecidas no concurso público.

 

clickpb

 

 

Banco do Brasil isenta clientes de tarifa do cheque especial em 2020

Os correntistas do Banco do Brasil (BB) não pagarão a tarifa sobre o cheque especial que entrará em vigor em junho do próximo ano. Em nota oficial, a instituição financeira informou que optou pela isenção para os atuais e os novos clientes ao longo de 2020.

Segundo o BB, a medida tem como objetivo fortalecer a relação com os clientes. “A isenção da tarifa no cheque especial demonstra proporcionar a melhor experiência para nossos clientes está no centro da nossa estratégia. A medida demonstra que buscamos cada vez mais aliar a oferta de produtos e serviços de qualidade, com a definição de preços e taxas ainda mais competitivos”, disse o presidente do banco, Rubem Novaes, em nota.

Em novembro, o Conselho Monetário Nacional (CMN) limitou os juros do cheque especial a 8% ao mês, o equivalente a 151,8% ao ano. Atualmente, a taxa está em 12,4% ao mês, o equivalente a 305,9% ao ano.

O teto dos juros entrará em vigor em 6 de janeiro. Para financiar em parte a queda da taxa, o CMN autorizou as instituições financeiras a cobrar, a partir de 1º de junho do próximo ano, tarifa de quem tem limite do cheque especial maior que R$ 500 por mês. Equivalente a 0,25% do limite que exceder R$ 500, a tarifa será descontada do valor devido em juros do cheque especial.

Cada cliente terá, a princípio, um limite pré-aprovado de R$ 500 por mês para o cheque especial sem pagar tarifa. Se o cliente pedir mais que esse limite, a tarifa incidirá sobre o valor excedente. O CMN determinou que os bancos comuniquem a cobrança ao cliente com 30 dias de antecedência.

 

Agência Brasil

 

 

Explosivos que seriam usados em ataque a banco são apreendidos em Mamanguape, PB, diz polícia

Uma sacola com explosivos que seriam usados em um ataque a um banco foram apreendidos no final da tarde desta quinta-feira (10), no distrito de Camaratuba, em Mamanguape. Entre o material encontrado estão duas bananas de dinamite.

Os explosivos foram achados em cima do guarda-roupa da casa de uma mulher, de 35 anos, que foi presa em flagrante pela Polícia Militar, suspeita de ser dona do material. Em outro imóvel, que também pertence a ela, foi encontrada uma motocicleta roubada.

“Segundo a Coordenadoria de Inteligência, o material estava guardado para ser usado em um ataque contra banco que provavelmente ocorreria ainda nesta madrugada”, explicou o major Alberto Filho.

Segundo a PM, a mulher tem familiares envolvidos com crimes semelhantes. Ela foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Mamanguape, onde permanece à disposição da Justiça.

G1

 

Polícia frustra ação e prende suspeito de tentar arrombar cofre de banco

A Polícia Militar frustrou a ação de um grupo que pretendia arrombar o cofre do banco do Brasil da cidade de Rio Tinto, na madrugada desta segunda-feira (2), no Litoral Norte da Paraíba, e prendeu em flagrante um suspeito com vários materiais usados no crime. O homem, de 22 anos, passou o fim de semana juntamente com os comparsas em uma clínica vizinha ao banco, planejando toda a ação criminosa.

“No sábado, eles arrombaram a clínica, ficaram dentro dela e passaram o domingo planejando a ação contra o banco. Fizeram um buraco na parede da agência, tiveram acesso durante a madrugada desta segunda-feira, cobriram as câmeras de monitoramento e neste momento, quando eles estavam tentando abrir o cofre, fomos acionados através do Copom e conseguimos frustrar a ação, com um cerco montado por várias viaturas da região”, detalhou o comandante da 2ª Companhia Independente, major Alberto Filho.

Ao perceberem que estavam cercados, os suspeitos fugiram em um carro vermelho, mas foram perseguidos e um deles foi preso após o carro perder o controle. Dois dos suspeitos fugiram por um canavial. Com o preso, foram apreendidas todas as ferramentas usadas na ação criminosa.

Ele foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil, em Mamanguape, e os outros dois suspeitos seguem sendo procurados.

 

portalcorreio

 

 

Diretor de banco revela sistema com reconhecimento facial para prevenir ataques

O Diretor de Segurança do Banco Santander, Douglas Prehl, detalhou, nesta terça-feira (27), durante a primeira edição do fórum do Instituto Brasileiro de Segurança e Justiça (iBRAJUS), como funciona o sistema desenvolvido pela instituição bancária para prevenir ataques criminosos a agências bancárias.

“Antes a gente usava apenas a base histórica para fazer a repressão, a gente identificava e depois corria atrás. Agora eu faço o preditivo. Eu identifico quem é e já começo a usar o reconhecimento facial para fazer o contra-ataque. Quando tem uma pessoa na região que eu já sei, aciono as forças públicas e faço o monitoramento dedicado daquele ponto. Quando a pessoa chega para fazer o ataque, minha agência já está efetivamente protegida”, contou.

De acordo com Douglas, outras empresas têm procurado o Santander para compartilhar informações em relação ao sistema. “Nessa área não existe concorrência, o nosso concorrente é a criminalidade e o objetivo é encarcerar ao máximo”.

Yves Feitosa

 

 

Caixa e Banco do Brasil iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

A partir da próxima segunda-feira (19),  inicia-se o calendário de disponibilização dos recursos Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). Neste primeiro dia, os cotistas que possuem contas na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil terão dinheiro depositado em conta corrente ou em poupança. Os demais cotistas poderão fazer os resgates conforme calendário divulgado pela Caixa e Banco do Brasil.

Essa liberação das cotas do PIS/Pasep foi feita por meio da Medida Provisória 889/2019, anunciada pelo governo no início do mês. Pela MP, também houve liberação de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A liberação das cotas é diferente do pagamento anual do abono salarial. Esse pagamento do calendário 2019/2020 começou no final de julho.

No caso das cotas do PIS/Pasep, os recursos ficarão disponíveis para todos os cotistas, sem limite de idade. Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro, lembrou o Ministério da Economia.

Segundo o ministério, as novas regras previstas pela MP facilitam ainda o saque para herdeiros, que passarão a ter acesso simplificado aos recursos, sendo necessário apresentar declaração de consenso entre as partes e a declaração de que não há outros herdeiros conhecidos.

Têm direito ao saque todos os cotistas da iniciativa privada cadastrados no PIS e servidores públicos cadastrados no Pasep até 4 de outubro de 1988.
O PIS e Pasep constituem um fundo único, cujo saldo pode ser sacado pelo trabalhador cadastrado entre 1971 e 4 de outubro de 1988 e que ainda não tenha retirado o valor total das cotas na conta individual de participação.

PIS beneficia 10,4 milhões

Serão disponibilizados para saque R$ 18,3 bilhões, referentes a 10,4 milhões de trabalhadores que possuem cotas do PIS. Para os cotistas que possuem conta corrente ou poupança na Caixa, os créditos serão realizados de forma automática.

O cotista que não é correntista da Caixa e tem idade a partir de 60 anos poderá realizar o saque das cotas do PIS a partir do dia 26 de agosto. Já os cotistas com até 59 anos e que não possuem conta no banco podem receber o benefício a partir do dia 2 de setembro.
 Os saques das cotas do PIS com valor até R$ 3 mil podem ser feitos com o Cartão do Cidadão e a senha Cidadão nos terminais de autoatendimento, nas unidades lotéricas e correspondentes Caixa Aqui, com documento de identificação oficial com foto. Os valores acima de R$ 3 mil e de cotistas que não possuem Cartão do Cidadão e senha devem ser sacados nas agências, mediante apresentação de documento oficial de identificação com foto.

O beneficiário legal, na condição de herdeiro, pode comparecer a qualquer agência da Caixa portando documento oficial de identificação com foto e outro que comprove sua condição de sucessor para realizar o saque.

O representante legal do cotista está apto a retirar o saldo, mediante procuração particular, com firma reconhecida, ou por instrumento público que contenha outorga de poderes para solicitação e saque das Cotas do PIS.

Para atender aos trabalhadores com direito a cotas do PIS, a Caixa disponibilizou o site www.caixa.gov.br/cotaspis, onde é possível consultar o direito às cotas, além de valores, cronograma e locais mais convenientes para o saque.

O cotista também pode acessar as informações pelo aplicativo Caixa Trabalhador, pelo telefone 0800 726 0207, terminais de autoatendimento, por meio do Cartão do Cidadão e agências da Caixa. Os correntistas do banco podem utilizar o Internet banking Caixa, na opção “Serviços ao Cidadão”.

Como sacar o Pasep

Os cerca de 30 mil cotistas do Pasep que possuem conta corrente ou poupança no BB terão o depósito feito automaticamente nesta segunda-feira (19), à noite.

Os cotistas clientes de outras instituições financeiras, com saldo de até R$ 5 mil, poderão transferir o saldo da cota via Transferência Eletrônica Disponível (TED), sem nenhum custo, a partir de terça-feira (20). A opção de TED disponibilizada pelo BB pode ser realizada tanto via internet, pelo endereço eletrônico www.bb.com.br/pasep, quanto pelos terminais de autoatendimento.

Os demais cotistas, assim como herdeiros e portadores de procuração legal, poderão realizar os saques diretamente nas agências do BB, a partir do dia 22 de agosto, quinta-feira próxima. Ao todo, estão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas.

O beneficiário legal, na condição de herdeiro, pode comparecer a qualquer agência do Banco do Brasil portando documento oficial de identificação e outro que comprove sua condição de sucessor para realizar o saque.

Também está apto a retirar o saldo o representante legal do cotista, mediante procuração particular, com firma reconhecida, ou por instrumento público que contenha outorga de poderes para solicitação e saque de valores.

Para o participante saber se tem direito às cotas, basta acessar o portal www.bb.com.br/pasep. As soluções de consulta e saque da cota para envio de TED também estão disponíveis nos terminais de autoatendimento do BB. O cotista ainda pode obter informações por meio da Central de Atendimento BB pelos telefones 4004 0001 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 729 0001 (demais localidades).

 

 

Agência Brasil

 

 

Banco Bradesco em São João do Rio do Peixe é explodido por quadrilha

A Polícia Militar da Paraíba, foi acionada, na madrugada desta quarta-feira (14), para investigar mais uma explosão de banco, desta vez bandidos fortemente armados explodiram, uma agência do Banco Bradesco na cidade de São João do Rio do Peixe, na Paraíba.

De acordo com moradores, os criminosos estacionaram os veículos na porta do banco, entraram na agência, colocaram os explosivos nos caixas eletrônicos e detonaram.  Com o impacto da explosão, a agência ficou parcialmente destruída.

Segundo informações, os bandidos pegaram os malotes com dinheiro. Na fuga, incendiaram um veículo e espalharam grampos na estrada. Três guardas municipais foram feitos reféns, porém foram liberados.

A Polícia foi acionada, mas ao chegar no local os bandidos já haviam fugido.  Ninguém ficou ferido e ainda não se sabe se os criminosos conseguiram levar o dinheiro e se levado quanto foi a quantia roubada.

pbagora