Arquivo da tag: Bananeiras

Nova avaliação aponta que Bananeiras, Solânea e mais 180 municípios da PB estão com bandeira amarela

Dados apontam que 182 (82%) municípios da Paraíba possuem bandeira amarela; 23 (10%) bandeira verde; e 18 (8%) bandeira laranja, de acordo com o ’Plano Novo Normal’, do Governo da Paraíba. Nenhum município da Paraíba obteve a bandeira vermelha na terceira avaliação, que tem vigência entre os dias 13 e 27 de julho. Estes números foram neste sábado (11) e as novas bandeiras que estabelecem a matriz de orientação para a retomada gradual das atividades no estado estão disponíveis na página oficial do plano.

Na avaliação passada, 136 municípios estavam com a bandeira laranja; 79 com bandeira amarela; oito bandeira vermelha; e nenhum obteve a bandeira verde. Nos municípios classificados com bandeira amarela residem 86,95% da população paraibana. Estão inseridos na bandeira, João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Guarabira, Bananeiras e Solânea. A classificação permite o funcionamento do comércio varejista e do transporte coletivo municipal, de acordo com os protocolos obedecidos pelas autoridades competentes.

Já Bayeux e Santa Rita, na Grande João Pessoa, se mantiveram com bandeira laranja. Princesa Isabel, Matureia e Bonito de Santa Fé, que antes estavam na bandeira amarela, passaram agora para a bandeira laranja e devem manter apenas o funcionamento de atividades essenciais, sem a necessidade de restrição de circulação de pessoas.

Os municípios de Barra de Santana, Belém do Brejo do Cruz, Matinhas, Santo André e São João do Rio do Peixe estão com sinalização verde, o que permite a retomada de todos os segmentos da atividade econômica, exceto atividades escolares e acadêmicas presenciais, levando em consideração os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias para cada área.

As cores das bandeiras ajudam os gestores municipais na tomada de decisões acertadas para evitar o aumento da propagação do novo coronavírus, permitindo o retorno seguro e paulatino das atividades econômicas, levam em consideração as taxas de obediência ao isolamento, progressão de casos novos da Covid-19 e ocupação hospitalar e são analisadas cumulativamente em intervalos de 15 dias.

Laranja e Vermelha

Nos municípios sinalizados com bandeira laranja e vermelha, podem funcionar atividades essenciais, como agropecuária; cadeia produtiva e atividades acessórias essenciais; bancos, casas lotéricas, correspondentes bancários e seguradoras; empresas de telecomunicação, comunicação e imprensa; distribuidoras e geradoras energia, atividades de extração, produção, siderúrgica e afins; transporte, armazenagem, empresas de logística, Correios e manutenção de veículos automotores; supermercados e afins; serviços de Saúde; tratamento de água e esgoto e coleta de resíduos; administração pública (observada a adoção regimes home office), além dos já sinalizados com adequações para funcionamento.

Amarela

Nos municípios com bandeira amarela, funcionam os já autorizados nas bandeiras vermelha e laranja, além de hotéis, pousadas e afins; comércio; shoppings centers; comércio popular (camelôs) e serviços em geral; escolinhas de esporte sem contato físico (natação e tênis, por exemplo).

Verde

Todos os segmentos da economia e da sociedade podem retomar suas atividades nos municípios que se encontram na bandeira verde, observando a adoção de protocolos operacionais para funcionamento das diversas atividades, que terão como foco a proteção do indivíduo, que deve evitar o contato entre pessoas; ambientes fechados e confinados e aglomerações, mesmo ao ar livre.

Flexibilização

Estão liberados para o funcionamento, em qualquer bandeira, salões de beleza e barbearias, atendendo exclusivamente por agendamento prévio e sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e observando todas as normas de distanciamento social; shoppings centers, exclusivamente para entrega de mercadorias por meio de (delivery), inclusive por aplicativos, e como pontos de retirada de mercadorias (drive trhu), vedado, em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências; as lojas e estabelecimentos comerciais, exclusivamente para entrega de mercadorias (delivery); missas, cultos e demais cerimônias religiosas poderão ser realizadas online, por meio de sistema de drive-in e nas sedes das igrejas e templos, neste caso com ocupação máxima de 30% da capacidade e observando todas as normas de distanciamento social; hotéis, pousadas e similares, exclusivamente para atendimentos relacionados à pandemia do novo coronavírus; estabelecimentos que trabalham com locação de veículos; e treinamentos de atletas profissionais, observando todas as normas de distanciamento social.

G1

 

Pré-candidata a vereadora de Bananeiras abandona barco da oposição e se alia ao grupo de Douglas Lucena

O grupo político do prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena, ganhou um grande reforço. A pré-candidata a vereadora pelo MDB, Elza Oliveira, abandonou o barco da oposição na cidade e se incorporou a situação.

Filiada desde março ao MDB e na pretensão de concorrer a uma vaga na Câmara de Vereadores, Elza afirmou que a decisão se baseou no fato de reconhecer o trabalho que vem sendo desenvolvido por Douglas na cidade.

“Temos que reconhecer o trabalho deste grupo, especialmente para o homem do campo. Estamos juntos, o trabalho continua”, disse Elza.

A liderança foi recebida pelos pré-candidatos à sucessão municipal, Guga Aragão e Ramom Moreira e pelo vereador Biu do Tabuleiro.

 

FN com assessoria

 

 

Em Bananeiras: pesquisadores da UFPB buscam evidências de remédio natural para Covid-19

Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) buscam evidências de remédio natural para Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2). O estudo é fruto do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da estudante de Ciências Agrárias aluna Roberta de Lima, no campus III, em Bananeiras, no Brejo paraibano.

De acordo com Marcos Barros, orientador do estudo, o trabalho tem o intuito de compreender se o uso concomitante e/ou preventivo de plantas medicinais e aromáticas podem interferir na transmissão e no quadro clínico antes, durante e após a infecção pelo novo coronavírus.

A ideia é encontrar evidências para criar um remédio natural que amenize os sintomas, melhorando o quadro sintomatológico ou diminuindo os efeitos maléficos do vírus, estimulando a imunidade do paciente  e  eficácia no combate à doença.

“Queremos procurar informações e conhecimentos relacionados ao emprego de ervas medicinais  e aromáticas, a partir da criação de uma  bases  de  dados correlacionada ao contexto da Covidd-19”, afirma Marcos Barros.

Se forem encontrados indícios, eles serão apresentados à comunidade científica, aos governos e à sociedade, a fim de formular estratégias para o emprego de plantas medicinais e aromáticas no enfrentamento da enfermidade. “Essas estratégias poderão resultar em alguma medida comunitária concreta que sirva para mitigar os efeitos maléficos da doença, evitar mais transmissões, reduzir os impactos do surto e apoiar medidas de controle”.

Roberta de Lima defende que a pesquisa é importante, uma vez que poderá contribuir com a ciência. “Visamos outras alternativas para o tratamento da Covid-19, como o uso de fitoterápicos. Ou seja, queremos saber qual o tipo de planta e formulação foram usados e se houve alguma melhora depois do uso”, conta a pesquisadora.

Os resultados da pesquisa poderão ser centrais no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). “Poderemos conceber tratamentos por meio do Programa Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS), que trabalha com técnicas que envolvem a fitoterapia, acupuntura, aromaterapia, homeopatia, entre outras etnociências que são importantes para o desenvolvimento de remédios e de cura de muitos males humanos”, argumenta o professor Marcos Barros.

As contribuições de qualquer adulto brasileiro podem ocorrer por meio do preenchimento e envio de questionário on-line, que reúne perguntas sobre a história de vida, saúde, hábitos e o uso ou não de plantas medicinais.  O objetivo é agrupar pelo menos mil respostas.

Conforme os pesquisadores, quanto maior o número de voluntários por estado, maior será a segurança e fidelidade das informações coletadas com a realidade, permitindo, assim, um nível de garantia estatística e menor margem de erro.

A pesquisa será efetuada durante este mês de julho. Antes de empreender alguma análise detalhada, serão verificadas a consistência e a integridade das respostas. Serão comparados o grupo de portadores e não portadores do novo coronavírus.

“Esperamos que nossa pesquisa resulte em informações significativas e que motive a realização de trabalhos científicos de base, no âmbito da iniciação científica e da pós-graduação”, diz Marcos Barros.

O estudo está sendo realizado no Laboratório Clínica Fitossanitária e Etnomedicina, que desenvolve pesquisas para o desenvolvimento de produtos defensivos naturais para plantas e animais e preparados homeopáticos como fitoterápicos para o uso humano em comunidades rurais.

Também participam do estudo os pesquisadores Natanaelma Silva, Maria Veronica Lins, Elisandra Ribeiro, Viviane de La Rocca e Renata da Silva.

Bananeiras Online com Assessoria

 

 

Deputado Hervázio Bezerra declara apoio a Guga Aragão na disputa em Bananeiras

Em entrevista concedida na Rádio Integração do Brejo na manhã desta sexta-feira, o Deputado Estadual Hervázio Bezerra declarou apoio ao vice-prefeito Guga Aragão na disputa pela Prefeitura Municipal de Bananeiras nas eleições deste ano.

“O candidato que vou apoiar tem nome e sobrenome, Guga Aragão”, destacou Hervázio, ao mencionar que Bananeiras precisa de alguém com capacidade de governar e Guga, que já foi vereador, Presidente da Câmara e atualmente é vice-prefeito, demonstra preparo para conduzir os destinos da cidade, para continuar no rumo do desenvolvimento.

Hervázio destacou a gratidão que tem ao grupo que lhe apoiou na eleição de 2018, lembrando a grande liderança de Marta Ramalho e Ramalho Leite, e que trabalharia com todas as suas forças na eleição deste ano para eleger Guga Prefeito de Bananeiras.

Guga agradeceu o apoio e a parceria de sempre de Hervázio não somente no campo político, mas principalmente trazendo benefícios para Bananeiras.

 

FN com assessoria

 

 

Bananeiras receberá alça de acesso urbano, medida está dentro do pacote de obras anunciado pelo Governo Estadual nesta segunda

O governador João Azevedo anunciou, nesta segunda-feira, a execução de mais de 200 obras no Estado da Paraíba através do ‘Programa de Investimentos em Obras Públicas’, uma injeção de recursos estimados em R$ 798 milhões no Estado. Dentre as obras incluídas está a licitação da alça rodoviária de Bananeiras, no valor de aproximadamente R$ 8 milhões de reais.

O projeto foi encaminhado ano passado pela gestão, após o levantamento topográfico das áreas de intervenção e garantido publicamente pelo governador João Azevedo na abertura do Caminhos do Frio de 2019. A alça vai garantir um maior desenvolvimento para Bananeiras, impactando todo o Brejo Paraibano. A obra também tem apoio e articulação dos Deputados Efraim Filho e Hervazio Bezerra.

A gestão do Prefeito Douglas Lucena se destaca na realização de grandes pavimentações, resolvendo problemas históricos do município, a exemplo da Pavimentação da Integração, que liga Bananeiras a Solânea; a pavimentação de Bananeiras ao Tabuleiro e mais de 23 ruas pavimentadas na Cidade Alta. Ao longo dos anos da gestão, são 63 mil metros de pavimentação entregues.

Um dos projetos criados pela gestão foi o “Caminhos de Bananeiras” que visa melhorar o acesso das comunidades rurais, facilitando o escoamento de mercadorias e o deslocamento de pessoas. Nos últimos dias o Angelim está recebendo as trilhas de concreto que vão garantir o acesso à localidade, uma demanda antiga da comunidade que está sendo realizada pela gestão.

Ascom – PMB

 

 

Bananeiras e mais 50 cidades estão sob perigo de acumulado de chuvas

Bananeiras e mais 50 municípios da Paraíba estão sob alerta de perigo potencial de acumulado de chuvas até as 23h59 desta segunda-feira (6).

De acordo com o Centro Virtual para Avisos de Eventos Meteorológicos Severos, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), pode chover entre 20 e 30 milímetros por hora ou 50 milímetros ao longo do dia. Há risco de alagamentos e deslizamentos.

Moradores de áreas onde a previsão for confirmada devem evitar enfrentar o mau tempo e ficar atentos a possíveis alterações em encostas. Não é recomendado o uso de aparelhos eletrônicos ligados a tomada durante as chuvas.

Em casos de emergências, devem ser acionados o Corpo de Bombeiros (telefone 193) ou Defesa Civil (telefone 199).

Municípios sob alerta para acumulado de chuvas

  1. Alagoinha
  2. Alhandra
  3. Araçagi
  4. Bananeiras
  5. Bayeux
  6. Baía Da Traição
  7. Belém
  8. Caaporã
  9. Cabedelo
  10. Caiçara
  11. Caldas Brandão
  12. Capim
  13. Conde
  14. Cruz Do Espírito Santo
  15. Cuitegi
  16. Cuité De Mamanguape
  17. Curral De Cima
  18. Dona Inês
  19. Duas Estradas
  20. Guarabira
  21. Gurinhém
  22. Itabaiana
  23. Itapororoca
  24. Jacaraú
  25. João Pessoa
  26. Juripiranga
  27. Lagoa De Dentro
  28. Logradouro
  29. Lucena
  30. Mamanguape
  31. Marcação
  32. Mari
  33. Mataraca
  34. Mulungu
  35. Pedras De Fogo
  36. Pedro Régis
  37. Pilar
  38. Pilõezinhos
  39. Pirpirituba
  40. Pitimbu
  41. Riachão
  42. Riachão Do Poço
  43. Rio Tinto
  44. Santa Rita
  45. Sapé
  46. Serra Da Raiz
  47. Sertãozinho
  48. Sobrado
  49. São José Dos Ramos
  50. São Miguel De Taipu
  51. Tacima

FN com portalcorreio

 

 

 

Vereador Pedrinho Batista lamenta atitude da oposição de Bananeiras por aprovar aumento desigual na contribuição da Previdência 

O vereador de Bananeiras, Pedrinho Batista, lamentou a atitude da bancada de oposição por votar um aumento desigual na contribuição da Previdência Municipal, prejudicando o servidor em contrapartida a classe patronal.

De acordo com Pedrinho, o Poder Executivo enviou ao Parlamento o Projeto de Lei Complementar 01/20, que prevê a adequação das alíquotas do Instituto da Previdência Municipal – a reforma da Previdência local.

Ele esclareceu que o texto principal enviado pela prefeitura indicava a alteração da alíquota do servidor público de 11% para 14% e, em contrapartida, a patronal seria alterada de 17% para 28%.

Contido, ainda conforme o vereador Pedrinho, a bancada de oposição apresentou uma emenda substitutiva para aumentar a contribuição do servidor de 11% para 14% e manter a patronal em 17%, “retirando do pequeno e deixando no mesmo patamar anterior a contribuição patronal, indo de encontro a moralidade. Ofertamos a possibilidade de aumento isonômico de 3% para o servidor, bem como da parte patronal, proposta não aceita pela oposição que estava irredutível em manter em 17% a contribuição patronal”.

O parlamentar lamentou a atitude da oposição. “Mais uma vez a oposição tenta atingir a gestão e atinge a população, colocando em risco o futuro dos servidores. Todos os municípios estão aumentando ambas as alíquotas para 14% e 28%. Bananeiras se torna um ponto fora da curva”, enfatizou.

FN com assessoria

 

 

Ministério Público recomenda que Bananeiras e mais seis municípios não flexibilizem isolamento

O Ministério Público da Paraíba recomendou aos prefeitos de Bananeiras, Borborema, Belém, Logradouro, Serraria, Dona Inês e Caiçara que se abstenham de flexibilizar o isolamento social em desacordo com o Decreto Estadual nº 40.304/2020 (e suas prorrogações) e às Classificações-Bandeira atribuídas por avaliações do setor competente do Governo do Estado da Paraíba. As recomendações foram expedidas pela promotora de Justiça de Bananeiras, Ana Maria Pordeus Gadelha.

Foi recomendado ainda que os municípios fiscalizem o cumprimento pleno e irrestrito de todas as recomendações de prevenção e controle para o enfrentamento da covid-19, expedidas pelas autoridades sanitárias competentes, inclusive a Organização Mundial de Saúde, para prevenção ao contágio e contenção de infecção viral relativa ao novo coronavírus.

Segundo a promotora de Justiça, o município de Dona Inês obteve a bandeira vermelha (em que são permitidas apenas as atividades essenciais com restrições adicionais de locomoção), na segunda avaliação implementada pelo Estado, com vigência a partir dessa segunda-feira (29/06). Os demais municípios obtiveram bandeira laranja, em que são permitidas apenas as atividades essenciais.

Além disso, os sete municípios não detêm hospital de referência para pacientes acometidos pela covid-19, bem como leitos em UTI para atender sua população, dependendo, portanto, exclusivamente, do setor de regulação do Estado.

Ainda conforme a promotora, o restabelecimento das atividades não essenciais nos municípios, nesse momento, implicaria em potencial massificação do contágio e sobrecarga do sistema municipal de saúde, com real possibilidade de ocorrência de danos irreparáveis e o colapso da rede.

Mais medidas recomendadas

Os municípios devem ainda, de acordo com a recomendação, fiscalizar o cumprimento de ato administrativo editado pelo Poder Público Municipal que determinou a quarentena das pessoas suspeitas e das que com elas coabitem, sobretudo o uso de máscara quando, em situações excepcionais, se fizer necessário o deslocamento da pessoa em quarentena, sob pena de prisão dos desobedientes, nos termos do que disciplinam os artigos 268 e 330 do Código Penal, se o fato não constituir crime mais grave.

Também devem comunicar divulgar amplamente o teor da recomendação por todos os meios de comunicação. O descumprimento das medidas levará ao ajuizamento das ações cabíveis e sinalizará o dolo para fins de responsabilização pessoal pelo gestor municipal.

*Do MPPB

Câmara de Bananeiras aprova criação de medalhas de méritos para homenagear quem trabalham pelo bem comum

A Câmara Municipal de Bananeiras aprovou projetos e decretos legislativos durante Sessão Ordinária Remota. Com as aprovações, foram instituídas medalhas de méritos de agropecuária “Celso Dantas”, da caridade Padre Cristiano Muffler, do esporte “Vereador Cândido”, e ambiental “Cidade Sustentável”.

As medalhas buscarão engrandecer e reconhecer cidadãos, entidades e membros da sociedade que realizam atividades nas áreas citadas, uma maneira do Poder Legislativo de estar mais perto da sociedade e reconhecendo quão relevantes são os serviços prestados por nossa gente.

 

Redação FN

 

 

Ramom oficializa pré-candidatura a prefeito de Bananeiras e busca unidade do grupo da situação

O Vereador Ramom Moreira, do Democratas, oficializou sua pré candidatura a prefeito para as eleições 2020 em Bananeiras, durante entrevista concedida ao radialista Fabio Dutra, na rádio Talismã FM.

Ramom afirmou, durante a entrevista, que trabalha pela unidade do grupo político da situação, que é liderado pelo prefeito Douglas Lucena e ex-deputado Ramalho Leite, e informou que estaria dialogando com todas as lideranças políticas visando consolidar seu nome para a próxima eleição. “Estamos dialogando com o Vice Prefeito Guga, que também é pré candidato a prefeito, os vereadores, lideranças comunitárias e pessoas do povo, para construir uma candidatura forte, que represente os anseios dos bananeirenses e seja vitoriosa, visando a manutenção do projeto de desenvolvimento do nosso município”, destacou.

A informação divulgada através da radio Talismã FM é de que o grupo situacionista deverá realizar uma pesquisa de opinião pública, para homologar a escolha popular e definir o nome do candidato a prefeito do grupo.

Ramom está exercendo o segundo mandato de vereador e sempre recebeu expressivas votações nas eleições que disputou, sendo inclusive o vereador mais votado da história do município.

Bananeiras possui aproximadamente 14 mil eleitores, que decidirão o futuro do município na próxima eleição.

 

Com assessoria