Arquivo da tag: Azevedo

Em nota assinada por Azevêdo, governadores do NE repudiam fala de Eduardo: ‘ditadura nunca mais’

Em nota enviada à imprensa na tarde desta quinta-feira (31), os governadores do Nordeste condenaram a fala do deputado federal Eduardo Bolsonado (PSL-RJ) de que “se esquerda radicalizar, resposta pode ser via um novo AI-5”.

“Os governadores do Nordeste repudiam ameaças autoritárias, a exemplo da absurda sugestão de edição de um novo AI-5. Defender a democracia é fundamental para que haja paz e prosperidade no Brasil. Ditadura nunca mais”, diz o documento.

A nota é assinada por todos os governadores da região, incluindo o líder paraibano João Azevêdo (PSB).

O AI-5

O Ato Institucional 5 foi baixado no dia 13 de dezembro de 1968, durante o governo de Costa e Silva, um dos cinco generais que governou o Brasil durante a ditadura militar (1964-1985).

O AI-5 é considerado um dos atos de maior poder repressivo tomados durante a ditadura, pois resultou na cassação mandatos políticos e suspensão de garantias constitucionais.

Voltou atrás

Nesta quinta, Eduardo voltou atrás e pediu desculpas pela fala.

“Eu peço desculpas a quem porventura tenha entendido que estou estudando o retorno do AI-5 ou achando que o governo, de alguma maneira, estaria estudando qualquer medida nesse sentido. Essa possibilidade não existe. Agora, muito disso é uma interpretação deturpada do que eu falei”, disse Eduardo, que ressaltou não fazer parte do governo.

http://paraiba.com.br/

 

 

‘Aqueles que não concordam com o governo, saiam’, alerta Azevêdo após reunião com equipe

O governador João Azevêdo (PSB) revelou que, durante a reunião com os secretários, deixou muito claro que devem ficar no Governo aqueles [auxiliares] que acham que a gestão está no caminho certo e que sigam outro caminho aqueles que não concordam.

“Na reunião, ficou muito claro que aqueles que acham que o governo está no caminho certo, fiquem no governo, aqueles que não concordam, deixem”, ressaltou Azevêdo.

Ainda durante o encontro, que aconteceu na manhã desta segunda-feira (7) no Centro de Convenções, no Altiplano Cabo Branco, João avisou que o Governo é uno e precisa ter uma equipe voltada aos interesses da Paraíba.

Na ocasião, o governador, ainda, cobrou dos secretários que trabalhem dentro de uma contensão de gastos e redução de desperdícios.

“Entendo, claramente, que o governo é uno. Ter uma equipe voltada aos interesses da Paraíba se dar de forma planejada, com contensão de gastos, redução de desperdícios, planejando e executando, para que não gere impacto nem surpresas”, reforçou João Azevêdo, em entrevista ao programa de Rádio “Arapuan Verdade“.

Paulo de Pádua/Fernando Braz

 

 

João Azevêdo autoriza, nesta segunda-feira, realização do concurso com 400 vagas na Fundac

O governador João Azevêdo lança oficialmente e autoriza, nesta segunda-feira (20), às 10h, a realização do concurso público com 400 vagas para agentes socioeducativos da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac). A solenidade de formalização do certame acontecerá no Palácio da Redenção, no Centro de João Pessoa.

Como o ClickPB havia adiantado, o concurso terá 400 vagas para agente socioeducativo. As vagas serão destinadas para os municípios de João Pessoa, Sousa e Alagoa Grande.

Com a assinatura e formalização do contrato, deverá ser divulgado o edital do concurso e todos os detalhes das vagas.

Atualmente, o agente socioeducativo possui uma remuneração de R$ 1.500, mais gratificações e auxílio alimentação.

Esse já é o quarto concurso que João Azevêdo lança em seu mandato, que começou em janeiro de 2019. Inicialmente o governador lançou edital com vagas para o Magistério e depois foi anunciado certame para a Procuradoria Geral do Estado e outro para engenheiros da AESA.

 

clickpb

 

 

“Podem começar a estudar porque isso é real” diz Azevêdo ao anunciar assinatura de edital com 1.000 vagas para professores

O governador João Azevêdo (PSB) anunciou para a próxima quarta-feira (17) a assinatura do edital do concurso público para a Educação estadual, com 1.000 vagas para professores.

Segundo o governador, o concurso, que fez parte do seu programa de campanha, será o primeiro de quatro, já que seu objetivo é lançar a cada ano de governo um edital com 1.000 vagas para a área.

“Dentro daquilo que foi promessa de campanha e nós estabelecemos no nosso governo que é nos 4 anos de governo termos concurso para mil professores a cada ano. Então na próxima quarta-feira nós lançaremos o primeiro. Podem começar a estudar porque isso é real, não é promessa não, é realidade” destacou.

As vagas serão divididas da seguinte forma:

72 para Artes

150 para Biologia

68 para Educação Física

56 para Filosofia

47 para Física

72 para Geografia

78 para História

18 para Língua Espanhola

71 para língua Inglesa

195 para Língua Portuguesa

199 para Matemática

28 para Química e

6 para Sociologia

A informação repercutiu durante o programa Fala Governador desta segunda-feira (15).

PB Agora

 

 

 

Azevedo admite apoio do PSB da Paraíba a Ciro em caso de Lula ser barrado no TSE

Candidato ao Governo do Estado com o apoio do governador Ricardo Coutinho,, João Azevedo (PSB), admitiu a possibilidade do partido da Paraíba caminhar com a candidatura presidencial de Ciro Gomes no caso do ex-presidente Lula ser barrado da disputa pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com a declaração, ele praticamente sepulta o apoio dos socialistas ao presidenciável do PDT da vice governadora Lígia Feliciano.

“A partir do momento que não se concretizar, se não se concretizar a candidatura de Lula o partido tem que tomar outra decisão aqui na Paraíba”, destacou

Ele apontou que a decisão teria que passar pelo crivo da executiva estadual em reunião após a possível concretização da inelegibilidade de Lula.

“Pode ser, o partido vai se reunir com a executiva estadual para definir o posicionamento”, disse.

PB Agora

Lígia diferencia candidatura da de Azevêdo: “Sou leve”

Defendendo as mesmas propostas que o candidato do governo, João Azevêdo (PSB), a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) respondeu, na noite desta segunda-feira (23), o que vai diferenciar uma candidatura sua da do socialista.

“O que vai diferenciar talvez seja a visão do futuro, Eu sou leve e aprendi a escutar e cuidar das pessoas. Como o médico, que a primeira coisa que faz é escutar o paciente”, afirmou a pedetista em entrevista ao programa Frente a Frente, da TV Arapuan.

Lígia disse ainda que não se sente diminuída com declarações do governador Ricardo Coutinho (PSB) que tem enfatizado que ele é que foi eleito na Paraíba.  Para Lígia, ela sabe o seu tamanho e responsabilidade dentro da gestão.

“Eu posso dizer que posso ser pequena, posso ser humilde, mas eu vou à luta, eu não me curvo. Sou forte, determinada e com uma vontade enorme de trabalhar. É isso que me move. Essas outras questões de vaidades pessoais não me atingem”, pontuou a vice-governadora.

A vice-governadora avaliou a situação de disputar uma eleição imprensada entre as candidaturas de João Azevêdo e Lucélio Cartaxo (PV) e disse que fará um chamamento a quem acredita em suas propostas e não descartou conversar com a oposição na Paraíba.

“Vou conversar com qualquer um que queira escutar nossas propostas e que comprem também essas idéias que estão mudando a Paraíba. Não estou discutindo quem, mas o que nós podemos fazer pelo Estado”, argumentou.

Questionada sobre a possibilidade de participar de outras composições, sem necessariamente ser cabeça de chapa, Ligia repetiu que a pretensão do seu partido é lhe colocar na disputa para governadora.

“O PDT está colocando meu nome como pré-candidata ao governo do Estado. Eu estou conversando para dar continuidade a essas políticas. Acho que essas questões de coligações devem ser definidas durante as convenções no mês de agosto. Estou colocando nas conversas o meu nome porque tenho muita vontade de governar esse estado, mas isso vai depender dos paraibanos, das paraibanas e da força de Deus”, avisou.

Vice-governadora foi entrevistada no programa Frente a Frente, da TV Arapuan (foto: Wallison Bezerra)

Roberto Targino – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Ricardo reforça candidatura de Azevêdo em 2018 e critica política feita pela oposição

O governador da Paraíba Ricardo Coutinho voltou a ratificar a candidatura do atual secretário de Estado de Recursos Hídricos, João Azevedo, ao cargo de governador da Paraíba nas eleições de 2018.

O chefe do Executivo estadual alfinetou a oposição, que tem feito várias críticas ao nome de João para governar a Paraíba. Segundo Ricardo, a oposição está cansando de perder. “Cansaram de ficar evidente para a população que eles não fazem nada”, argumentou Ricardo.

Enumerando a quantidade de obras e investimentos que vêm sendo realizados na Paraíba, o governador declarou que o desenvolvimento do estado tem deixado a oposição inquieta. “Todo dia o Governo do Estado tem coisa. Eles estão doidinhos que acabe, só que para o povo não. A polícitica para eles não é a arte da transformação. A política pra eles é a arte da ocupação de espaços para que eles dividam entre o grupo entre os amigos, entre os familiares. É assim que eles funcionam”, afirmou

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Policial Civil Sérgio Azevedo é executado a tiros quando saia de churrascaria em Bayeux

disparoO policial Civil Sérgio de Souza Azevedo, 51 anos, foi executado a tiros na noite desta segunda-feira (25) no município de Bayeux, região metropolitana de João Pessoa.

De acordo com a Ppolícia, o policial estava em uma churrascaria comemorando o aniversário de 51 anos com os amigos. Ele deixou o estabelecimento comercial e no momento em que estava subindo na moto foi cercado por vários homens.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os desconhecidos já chegaram atirando e o policial não teve a menor chance de defesa. Sérgio foi atingido com vários disparos e morreu no local enquanto que os assassinos fugiram em um carro.

A Polícia Militar foi acionada e durante as buscas e investigações conseguiu prender três suspeitos pelo crime.

Sérgio Azevedo trabalhou em várias delegacias da Capital e do interior do Estado e estava sendo apontado pelo deputado Luiz Couto como um dos integrantes do Grupo de Extermínio.

Paulo Cosme \ Vinícius Henriques

Giseliane Azevedo protocola liminar no TRE e requer permanência no cargo de vereadora de Solânea

 

A vereadora do município de Solânea, Giseliane Azevedo Fernandes de Melo (PSD), protocolou na tarde desta quinta-feira (14) no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) uma Ação Cautelar, em medida de liminar, requerendo a sua permanência no cargo de parlamentar. Giseliane teve o seu mandato cassado na última quinta-feira (09) pelo juiz da 48ª Zona Eleitoral, Ozenival dos Santos Costa, por suposta prática de captação ilícita de sufrágio. Também foi protocolado recurso contra a decisão de primeira instância.

O advogado Joacildo Guedes disse estar confiante de que a decisão será revista pela Corte Regional. “Estamos confiantes e acreditamos que a decisão vai ser reformada pelo TRE porque estou comprovando que não houve compra de votos por parte da vereadora”, afirmou o jurista.

A vereadora Giseliane Azevedo também mostrou confiança de que o processo será revertido. “Não houve compra de votos e isso foi comprovado, por isso, estamos entrando com essa liminar e com esse recurso. A liminar pede a nossa permanência no cargo e o recurso a reformulação da decisão do juiz local”, disse em entrevista ao FOCANDO A NOTÍCIA.

Ela esclareceu, também, que o fato da suplente Josefa Rodrigues do Nascimento (Carmézia), do PRTB, ter tomado posse na Câmara Municipal em nada interfere na amizade existente entre as duas. “Carmézia tinha que ser empossada porque isso foi uma determinação da justiça. Ela não podia fazer nada com relação a isso. Mas, eu quero deixar bem claro que a posse dela na Câmara em nada interfere em nossa amizade”, explicou Giseliane.

Sobre inelegibilidade – Joacildo explicou, ainda, que a decisão de cassação contra Giseliane em nada interfere na questão do seu registro de candidatura, já que não houve, no entendimento do juiz, caso para pena de inelegibilidade e multa.

“Essa decisão não tem reflexo na candidatura de Giseliane. Ela não está impedida de disputar as eleições deste ano porque a decisão não prevê pena de multa ou inelegibilidade”, esclareceu o advogado.

Redação/Focando a Notícia