Arquivo da tag: autoescolas

Prefeitura articula parceria com PM/PB para difusão da educação ambiental nas escolas

Nesta segunda-feira (26/08), o prefeito de Bananeiras Douglas Lucena (PSB) encaminhou ofício ao comando do Batalhão de Policiamento Ambiental da PM/PB para formalização de parceria entre a corporação e a prefeitura. O objetivo é a realização de palestras pela Polícia Ambiental sobre educação ambiental nas escolas da rede pública municipal de ensino.

Na semana passada (20/08) dois policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental, Cabo Soares e Cabo Fabrício ministraram palestra e também montaram stand de taxidermia (empalhamento) para os alunos conhecerem algumas espécies da fauna paraibana. Tanto a palestra quanto a exposição seguiram em clima foi euforia. Os alunos ouviram com total atenção as informações e puderam sanar suas dúvidas perguntando diretamente aos policiais que responderam os questionamentos, um a um, com visível satisfação.

Este momento foi a culminância do projeto de pesquisa intitulado “Projeto Natureza” de um grupo de 22 (vinte e dois) alunos da escola Nossa Senhora do Carmo mediado pela tutora da escola que é, também, Secretária de Meio Ambiente de Bananeiras, Kerssia Melo. “Nesse período identificamos mais uma vez a grande preocupação das crianças e adolescentes pelas causas ambientais e a vontade de sensibilizar colegas e a comunidade sobre a importância da preservação ambiental”, disse.

O referido projeto faz parte da metodologia de ensino da escola, que busca a curiosidade do educando como ponto de partida de toda a ação pedagógica bem como o protagonismo, a empatia, a criatividade e o trabalho em equipe como fundamentos da proposta pedagógica. Destaca-se que a escola tem sido referência nacional pelo trabalho educativo desenvolvido.

“O evento foi tão bem-sucedido que, apesar de ter sido previsto para acontecer apenas pela manhã, foi estendido para o período da tarde para que todos os 280 (duzentos e oitenta) alunos pudessem participar naquela ocasião. No mesmo sentido, entendo ser de grande relevância fazermos esta parceria com o Batalhão para abrirmos a oportunidade das demais escolas também serem contempladas. O Secretário de Educação de Bananeiras Genival Azeredo estará junto conosco nesse trabalho”, finaliza a secretária.

Cabo Soares e Cabo Fabrício destacaram o quanto se sentiram felizes ao chegarem a Bananeiras e terem encontrado tamanha receptividade por parte dos alunos e da comunidade escolar. “As crianças estavam querendo saber sobre o nosso trabalho, como se faz para entrar na polícia ambiental”, lembrou Soares.

O policial destaca ainda a importância do efeito multiplicador. “Através das palestras que fazemos as pessoas tiram fotos, divulgam pelas redes sociais e isso termina espalhando o nosso trabalho. Hoje o foco são os jovens para que no futuro sejam multiplicadores da educação ambiental, sejam ambientalistas. Com a educação ambiental isso está mudando. Começou com um projeto tímido, nós não tínhamos ainda muito incentivo, mas isso deu uma visibilidade tão grande para o batalhão que terminou abrindo os olhos dos comandantes e hoje o carro chefe do batalhão é a educação ambiental”, finaliza.

A presidente da Cooperativa de Desenvolvimento Social que é mantenedora da escola, Gitânea Rocha explanou sobre a realização do evento. “Depois da palestra já surgiu a proposta de alunos que querem estudar sobre a atuação do Batalhão Ambiental na Paraíba. O interesse começou depois que assistiram a palestra”.

“Momentos como este nos reavivam e reafirmam que estamos no caminho certo nesta caminhada trabalhando pelo presente e pelo futuro das novas gerações. A cada ação de educação ambiental sentimos que os frutos irão brotar por meio desses jovens que logo irão se destacar como cidadãos conscientes e participativos”, avalia Kerssia.

Ascom – PMB

 

Detran-PB suspende atividades de autoescolas por irregularidades

O Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) suspendeu as atividades de duas autoescolas após constatar irregularidades. Portarias com as decisões foram publicadas na edição desta quarta-feira (08) do Diário Oficial do Estado.

Ao Portal MaisPB, o superintendente do órgão, Agamenon Vieira, explicou que a suspensão ocorreu porque os estabelecimentos não apresentaram todas as certidões negativas exigidas pela fiscalização. “É uma suspensão provisória, até que elas paguem e apresentem as certidões. A autoescolas precisam funcionar totalmente legalizadas”, frisou.

Segundo ele, cerca de 10 autoescolas foram notificadas, entretanto as irregularidades persistiram na autoescola Livramento, cujas atividades foram suspensas por 60 dias, e na Rainha do Vale, suspensa por 30 dias.

A suspensão ocorreu após instauração de processo administrativo e relatório emitido pela Comissão de Credenciamento, Recredenciamento, Auditoria e Fiscalização dos Centros de Formação de Condutores. Foi concedido um prazo para que as duas autoescolas sanem as irregularidades.

“Toda a documentação tem que ser renovada anualmente ou assim que vençam”, alertou o superintende. Segundo ele, funcionam atualmente na Paraíba cerca de 78 autoescolas e todas elas são fiscalizadas frequentemente pelo Detran.

MaisPB

Simulador é obrigatório na PB e taxa em autoescolas de JP pode variar até R$ 100

Assuero Lima (Jornal Correio da Paraíba)
Assuero Lima (Jornal Correio da Paraíba)

O uso do simulador de direção veicular é obrigatório na Paraíba desde setembro do ano passado e a cobrança pelas aulas com o equipamento nas autoescolas de João Pessoa pode apresentar uma variação de até R$ 100.

O diretor do Procon da Capital, Helton Renê, disse na tarde desta quarta-feira (18) que para desfazer dúvidas sobre a questão da obrigatoriedade e da cobrança pelo serviço, está agendando para esta sexta-feira (20) uma reunião com o sindicato das autoescolas e dirigentes do Detran-PB.

Helton enfatizou que serão discutidos durante o encontro os valores, procedimentos e todas as questões relacionadas a obrigatoriedade do uso do equipamento. “O objetivo é orientar o consumidor paraibano, uma vez que tivemos, por conta dessa dúvida, muitos pedidos de reembolso do valor pago pelas aulas com o simulador”, revelou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Alguns consumidores, conforme Helton, que pagaram pelas aulas antes de setembro, ou seja, da data em que o uso do equipamento deixou de ser facultativo e passou a ser obrigatório, estão se sentindo lesados porque no entendimento deles foram obrigados a pagar quando as aulas simuladas ainda não eram obrigatórias. O diretor do Procon disse que a situação será analisada em conjunto e se for preciso será assinado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

O diretor do Procon disse ainda que está preparando uma pesquisa de preços que deve ser divulgada na semana que vem com os valores cobrados pelas principais autoescolas de João Pessoa. “A informação que temos é que a cobrança pelo uso do simulador de direção nas autoescolas está entre R$ 300 e R$ 400, mas estamos preparando uma pesquisa para orientar o consumidor sobre essa questão”.

O Detran da Paraíba, através da assessoria de comunicação, informou que, no estado, ficou estabelecido o uso obrigatório dos simuladores de direção veicular através da portaria 496/2014, sendo obrigatório por parte dos alunos que das 25 horas aulas práticas, cinco devem ser realizadas em simuladores.

 

portalcorreio

Seis autoescolas da PB têm atividades suspensas pelo Detran; uma delas é de João Pessoa

Lúcio Bernardo Jr/ Câmara dos Deputados
Lúcio Bernardo Jr/ Câmara dos Deputados

Seis Centros de Formações de Condutores, mais conhecidos como autoescolas, tiveram o pedido de recredenciamento negado e suas atividades suspensas junto ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB). A resolução foi publicada na página 16 da edição do dia 30 dezembro do Diário Oficial do Estado (DO).

Segundo o DO, a decisão foi tomada pelo diretor-superintendente do Detran-PB, Rodrigo Augusto de Carvalho Costa, já que as autoescolas não haviam preenchido os requisitos do Edital Nº 001/2013 e da Portaria 590/2013, que previam o recredenciamento de Centros de Formação de Condutores, para Formação, Qualificação e Habilitação Profissional de Condutores de Veículos Automotores no âmbito do Estado da Paraíba.

As autoescolas que tiveram o recredenciamento negado e as atividades suspensas são: a autoescola Livramento, em João Pessoa; Campina autoescola e Rodar autoescola, em Campina Grande; autoescolas Santo Expedito e Cristo Rei, em Patos; e a Sertão Autoescola, em Cajazeiras.

 

portalcorreio

Detran vai fiscalizar uso dos simuladores nas autoescolas

simuladoresO Departamento Estadual de Trânsito (Detran) vai fiscalizar e exigir a utilização do simulador de direção veicular nos Centros de Formação de Condutores em funcionamento na Paraíba. De acordo com Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os estados tinham até 1º de dezembro para as adequações ao cumprimento das resoluções referentes à exigência de, no mínimo,cinco aulas utilizando o simulador de direção veicular, para candidatos à carteira nacional de habilitação categoria “B”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em princípio, os simuladores deveriam estar disponíveis em todos os centros de formação de condutores do país desde o dia dois de janeiro de 2014, mas o prazo foi prorrogado atendendo aos pedidos das empresas para compra e recebimento dos equipamentos.

O superintendente do Detran, Rodrigo Carvalho, afirmou que o Detran da Paraíba adotou várias medidas para cumprimento das resoluções do Contran. Ele lembrou que o equipamento chegou a ficar em exposição em João Pessoa e Campina Grande, a fim de que fosse testado e conhecido pela população e por donos de centros de formação de condutores.

No final do mês de janeiro deste ano, foi assinado um termo de ajustamento de conduta no qual os representantes dos centros de formação de condutores se comprometeram a instalar os equipamentos no prazo de 120 dias.

Rodrigo Carvalho explicou que as aulas com o simulador de direção veicular só serão exigidas para os candidatos inscritos no Renach (Registro Nacional de Carteiras de Habilitação) a partir de 1º de novembro.

Atualmente, existem 63 centros de formação de condutores em funcionamento na Paraíba. A empresa que ainda não tem o equipamento, pode oferecer as aulas por meio de parceria com outro centro de formação de condutores, desde que cumpra a carga horária de aulas com o simulador exigida pela resolução do Contran.

Segundo a advogada do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores, Giordana Coutinho, os CFC´s em funcionamento na Paraíba estão providenciando o equipamento. Alguns compraram os simuladores e outros solicitaram o equipamento por meio de comodato. Ela disse que 15 simuladores já foram entregues e os demais devem chegar dentro de 20 dias.

Simulador – O objetivo da implantação do simulador de direção veicular é utilizar a tecnologia para que os candidatos tenham noções de direção veicular antes do acesso real ao veículo, que só acontece nas aulas práticas.

Utilizando os equipamentos, os futuros condutores passam por situações que permitem o domínio da máquina, como se estivessem dirigindo um veículo de verdade. A simulação da prática de direção veicular deve ser ministrada em equipamentos homologados pelo Denatran, sob a fiscalização dos órgãos executivos estaduais de trânsito e do Distrito Federal.

Serão exigidas cinco aulas com conteúdo didático, como conceitos básicos de condução, marchas, aprendizado de circulação em avenidas, curvas, estradas, vias de tráfego, regras de segurança, congestionamento e em situações climáticas e de risco.

Os futuros condutores só vão poder utilizar o simulador após o cumprimento da carga relativa às aulas teóricas. As aulas serão ministradas pelo instrutor de trânsito, o diretor de ensino ou o diretor geral do Centro de Formação de Condutores (CFC), que deve acompanhar e supervisionar cada candidato.

 

portalmidia

PB começa a usar simuladores em janeiro e aulas em autoescolas ficam R$ 300 mais caras

Assuero Lima (Jornal Correio da Paraíba)
Assuero Lima (Jornal Correio da Paraíba)

Entrou em vigor ontem a resolução nº 493 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que aumenta a carga horária das aulas práticas da primeira habilitação na categoria B (para carros). O pacote passa de 20 horas/aulas para 25 horas/aulas, sendo cinco delas com uso de simulador, aumentando os custos para o aluno em cerca de R$ 300. A intenção dos simuladores seria para substituir aulas à noite, testando a habilidade do aluno na penumbra, porém não há obrigatoriedade disso, apesar da necessidade do uso do equipamento.

A resolução é contestada por Claudionor Fernandes, presidente do Sindicato das autoescolas da Paraíba. “Estão criando custos desnecessários, porém iremos cumprir, mas não há lógica em aqui no estado termos simuladores e biometria nos 63 Centros de Formação de Condutores – CFCs e em Pernambuco ou no Rio Grande do Norte não ter, como nós sabemos”, diz.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Aluno pagará 5 aulas a mais

Um simulador tem investimento médio de R$ 40 mil e a manutenção R$ 2 mil. Na Paraíba, os equipamentos serão adquiridos por comodato, o aluno pagará em separado pelas cinco aulas um valor que pode ser encontrado de R$ 300 a R$ 350. Tudo isso acrescido aos valores que variam de R$ 1,1 mil a R$ 1,3 mil para habilitação A e B ou de R$ 800 a R$ 900 para categorias A ou B.

Para quem vai fazer a adição para a categoria B, é necessário ter 20horas/aulas, das quais quatro devem ser no período noturno, de acordo com a nova resolução. No caso da categoria A (moto), é exigido 20 horas/aula e quatro dessas devem ser no período noturno. Para a adição da CNH na categoria A, é exigido 15 horas/aula, três no período noturno.

Aparelhos ainda estão chegando à PB

Como os simuladores ainda estão chegando nos CFCs da Paraíba, o início do uso deles está previsto para janeiro, afirma Fernandes. Isso para quem efetuou seu Registro Nacional de Carteira de Habilitação (Renach) após 1º de novembro. Para quem fez antes, as aulas com simuladores não necessitam ser realizadas. O superintendente do Departamento de Trânsito (Detran) da Paraíba não foi encontrado para comentar sobre como será e quando começa a fiscalização da nova resolução.

Projeto de Lei pede retirada da resolução

O Projeto de Decreto Legislativo 1496/2014, que está pronto para pauta na Comissão de Viação e Transportes (CVT), pede a sustação da aplicação das resoluções nº 493 do Conselho Nacional de Trânsito – Contran. Ele está sujeito ainda à aprovação do plenário.

 

Por Jornal Correio da Paraíba

Autoescolas da PB estariam coagindo alunos a cometerem irregularidades por descontos

auto escolaA Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) deu prosseguimento à investigação da operação ‘Instrução Real’, que envolve a denúncia de que vários Centros de Formação de Condutores na Paraíba, mais conhecidos como ‘autoescolas’, estariam praticando um suposto golpe na identificação biométrica em troca de desconto nas mensalidades.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
De acordo com Valberto Lira, corregedor do Detran-PB, as autoescolas envolvidas estariam coagindo alunos e professores a realizarem falsos registros de comparecimento as aulas teóricas e práticas, além de atrasarem, de forma proposital, os testes. Segundo o corregedor, alguns alunos que participavam apenas de aulas de carro, também registravam comparecimento nas aulas de moto. Lira informou que professores estariam em cidades diferentes na mesma data e no mesmo horário. “Esses professores não podem dar aulas na Capital e em Campina Grande ao mesmo tempo, estamos investigando isso”, informou.

Valberto Lira, disse que o suposto golpe está sendo investigado através de depoimentos de alunos e professores que estariam envolvidos no caso. “Após a coleta dos materiais que foram levados a pericia, demos inicio a segunda fase da investigação e iremos procurar esclarecer os fatos principais que são as duplicidades de constatação biométrica, com a participação de alguns funcionários e alunos das autoescolas”, afirmou.

Segundo a corregedoria do Detran-PB, dentro de três semanas os resultados das investigação serão divulgados, com a indicação de alunos, professores e donos de autoescolas suspeitos de envolvimento com o suposto golpe.

 

portalcorreio

Operação apreende 120 computadores em autoescolas de João Pessoa e Campina Grande

auto escolaA corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), em conjunto com o Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil, desencadeou nesta quarta-feira (24) a Operação Instrução Real. O objetivo foi apreender materiais que serviam para forjar informações oficiais em Centros de Formação de Condutores (autoescolas) de João Pessoa e de Campina Grande.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De posse de mandados de busca e apreensão, os policiais recolheram 120 computadores, entre desktops e notebooks, em oito estabelecimentos: quatro na Capital e quatro em Campina Grande.

De acordo com o delegado Tiago Sandes, titular do GOE, as investigações começaram via corregedoria do Detran – PB, que ao ter subsídios sobre as fraudes ocorridas no sistema de biometria de algumas autoescolas, acionou a Polícia Civil para dar cumprimento aos mandados de busca e apreensão nos oito estabelecimentos, recolhendo materiais que possam servir para a investigação como um todo.

“A perícia nos equipamentos eletrônicos iniciará de imediato. Assim que conseguirmos identificar quem está encabeçando essa prática criminosa, vamos chamar para prestar depoimento”, afirmou o delegado.

A autoridade policial disse ainda que a corregedoria do Detran recebeu denúncias de alunos informando que os instrutores que deveriam estar dando aulas em João Pessoa, conforme foi acertado com o Centro de Formação, no dia da aula prática, estavam em outra cidade, mas eram registrados como se estivessem na Capital.

O procedimento será receber os laudos da perícia, para só depois identificar se houve de fato irregularidades na carga horária e nas supostas aulas fictícias dadas por instrutores. Caso sejam comprovadas as fraudes, os responsáveis serão acusados dos crimes de estelionato e adição de informação falsa em sistema oficial.

Fonte: Secom/PB

Polícia apreende documentos e computadores em autoescolas suspeitas de fraudes na Paraíba

detranUma operação denominada ‘Instrução Real’ foi desencadeada na manhã desta quarta-feira (24), nas cidades de João Pessoa e Campina Grande, no Agreste do estado. O objetivo é combater fraudes em Centro de Formação de Condutores, conhecidos popularmente como ‘autoescolas’. A ação é conjunta entra a Corregedoria do Detran-PB e o Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil da Paraíba.

De acordo com o delegado Valberto Lira Filho, corregedor do Detran-PB, há mais de um mês que o órgão estava investigando fraudes no sistema de biometria de duas autoescolas na Capital e outras em Campina.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Alunos denunciaram que instrutores que deveriam estar dando aulas em João Pessoa, conforme foi acertado com o Centro de Formação, no dia da aula prática, eles estavam em outra cidade, mas os pontos eram marcados como se estivessem aqui na Capital. Isso é fraude”, explica o delegado.

Estão sendo cumpridos nove mandados de busca e apreensão. “Estão sendo apreendidos materiais de duas autoescolas na Capital e outras em Campina Grande, que vão ajudar nas investigações criminal. Já foram recolhidos documentos e computadores”, adiantou Valberto Lira.

Uma entrevista coletiva será concedida na tarde desta quarta na sede do Detran-PB, em João Pessoa.

Por Hyldo Pereira

 

Diretor do Detran culpa autoescolas por espera de até seis horas para candidatos fazerem prova prática

detranO Diretor de Operação do Departamento de Trânsito da Paraíba (DETRAN-PB), Orlando Soares, disse que os problemas enfrentados pelos candidatos que vão ao Detran fazer a prova prática de carro são de responsabilidade das autoescolas. Indagado sobre o tempo de espera dos candidatos para fazerem o teste, que chegou à 6h na última sexta-feira, 04.

Soares disse que os centros de formação de condutores já foram informados pelo Detran para não levarem todos os alunos ao mesmo tempo, “porque eles levam ônibus cheios de alunos e as pessoas têm que esperar mesmo, nós informamos que eles levem mais tarde. Se o atendimento acontece durante todo o dia, não existe a necessidade de todos chegarem às 8h da manhã”, justificou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Questionado sobre as acomodações para quem aguarda o momento de seguir para a pista de provas, o diretor de Operações afirmou que existe um espaço com assentos para vinte pessoas próximo à pista, “mas as pessoas preferem ficar embaixo de uma tenda”. Ele afirmou ainda que já foi aprovada e licitada a construção de um espaço confortável para os candidatos esperarem de forma adequada, “essa obra deve começar em breve e vai melhorar muito o cenário que temos atualmente, mas não haverá espaço para 200 pessoas”.

Orlando Soares disse que serão adotadas medidas para reduzir o número de candidatos por dia no Departamento, haverá um agendamento com horários diferentes para as autoescolas, assim como um limite de candidatos para a prova prática. O diretor informou que o sistema é aberto e as autoescolas agendam as provas livremente, mas, segundo ele, enquanto o agendamento não começa a valer o Detran vai limitar a 160 pessoas por dia para fazer a prova de carro. “A culpa não é do DETRAN, é das autoescolas que levam os alunos ao mesmo tempo para fazer a prova, mas vamos limitar. 100 pessoas farão a prova pela manhã e 60 farão a tarde”, explicou.

Ele disse que atualmente o expediente é ‘corrido’, sem intervalo para o almoço, e os funcionários querem terminar as provas, assim como os candidatos, o mais cedo possível. Soares afirmou que nas próximas semanas os dois expedientes serão respeitados.

Outro problema citado pelo diretor de Operações foi o número de veículos levados pelas autoescolas para o Detran, segundo ele, os centros levam poucos veículos e forma-se uma fila de alunos que terão que usar o mesmo carro para fazer a prova. “As autoescolas não têm o menor respeito pelos candidatos. Já fizemos reuniões com o sindicato e os centros já receberam advertência, se não resolverem os problemas haverá centros suspensos.”

Orlando Soares disse que será construída outra unidade do Detran no bairro Valentina de Figueiredo. Lá, segundo ele, haverá outra pista de provas e acomodações para descentralizar da sede em Mangabeira.

Ívyna Souto do Blog do Gordinho