Arquivo da tag: aulas

Instituições paraibanas de ensino superior prorrogam suspensão das aulas

As instituições de ensino superior e técnico de Campina Grande decidiram prorrogar a suspensão das aulas devido às medidas preventivas contra a disseminação do novo coronavírus. Uma reunião foi realizada na manhã desta sexta-feira (3), por videoconferência, e os gestores das instituições entraram em acordo para prorrogar a suspensão das aulas presenciais até o dia 26 de abril em todas as suas unidades/câmpus.

Inicialmente, as aulas foram suspensas no dia 17 de março e os gestores realizaram uma reunião na qual suspenderiam as aulas até o dia 12 de abril, mas antes que as aulas retornassem no período estipulado, seria realizada uma nova reunião para avaliar o quadro de situação da propagação do vírus.

Visto que as medidas preventivas ainda estão em vigor, os gestores entraram em consenso e prorrogaram a suspensão. Nessa reunião, estiveram os reitores da UEPB, UFCG, IFPB, e gestores da Unesc, Unifacisa, Uninassau, Cesrei e da Faculdade Rebouças.

Contudo, uma nova reunião será realizada no próximo dia 17 para uma análise sobre o cenário da Covid-19 no estado da Paraíba e se haverá condições de saúde pública para voltarem às atividades no dia 27 de abril. As informações foram obtidas pela TV Correio. As aulas das escolas de Campina, tanto públicas quanto particulares, estão suspensas até o dia 27 de abril.

 

portalcorreio

 

 

Suspensão de aulas em Campina é prorrogada até 27 de abril

A suspensão das aulas nas redes pública e privada de Campina Grande foi prorrogada para o dia 27 de abril. A medida anunciada nesta terça-fera (31) pela Prefeitura de Campina Grande ocorre por causa da pandemia do novo coronavírus. As aulas na cidade estão suspensas desde o dia 18 de março.

A prefeitura avalia, junto com órgãos e sindicatos, os impactos no calendário letivo e as alternativas para a retomada das aulas, dentro de um novo ritmo, inclusive com a adoção de plataforma virtual.

Até o começo da tarde desta terça-feira (31), Campina Grande registrava dois dos 17 casos confirmados de coronavírus, causador da Covid-19, no estado.

 

portalcorreio

 

 

Prefeito de Guarabira decreta cancelamento de eventos e suspende aulas; confira medidas

O prefeito em exercício de Guarabira, Marcus Diogo (PSDB), reuniu a imprensa na manhã desta terça-feira (17), no auditório da Associação Comercial e empresarial de Guarabira (ACEG) para anunciar as medidas adotadas pela gestão para evitar possível contaminação com a pandemia do novo coronavírus.

Marcus leu um decreto que foi publicado no diário oficial do município, estabelecendo uma série de medidas como o cancelamento de todos os eventos de massa que estavam previstos para serem realizados na cidade, a suspensão das atividades escolares e qualquer outra atividade para evitar aglomeração de pessoas, como orienta portaria do Ministério da Saúde.

Perguntado sobre medida econômica para conter a desaceleração das vendas no comércio local como a antecipação de parcela do 13º salário, como fez o Governo Federal com os aposentados e pensionistas, o prefeito disse que ainda não há estudos nesse sentido, mas adiantou que se houver a necessidade de incremento na economia, o município está financeiramente preparado e que não hesitará em adotar essa providência.

Presente na entrevista coletiva, o secretário de Saúde, Wellingon Oliveira, disse que todas as providências estão sendo tomadas para dotar os postos de saúde das condições necessárias para atender os possíveis pacientes e que os profissionais também estão sendo preparados com equipamentos de proteção como máscaras e outros para garantir a saúde deles e dos pacientes que necessitarem de atendimento.

O decreto não previa a suspensão das atividades escolares, visto que a gestão aguardava um posicionamento do Governo do Estado. Somente depois de o Estado anunciar a suspensão das aulas, o prefeito decidiu também acompanhar a medida e as escolas estarão fechadas a partir desta quarta-feira (18) para evitar aglomeração.

Ainda estavam presentes na entrevista coletiva os secretários de Educação (Raimundo Macedo), Esporte (Humberto Santos) e Administração (Douglas

Leia a íntegra do Decreto

 

portal25horas

 

 

UFPB suspende aulas presenciais para evitar contaminação com o novo coronavírus

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) suspendeu as aulas presenciais na instituição por tempo indeterminado. A medida foi tomada nesta segunda-feira (16) para evitar o possível contágio da comunidade acadêmica com o novo coronavírus e é válida a partir desta terça-feira (17).

A Paraíba não tem casos confirmados da doença, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Até a noite desta segunda, haviam sido feitas 48 notificações, sendo 15 casos descartados e 33 em investigação.

Conforme a instituição, as atividades do semestre letivo 2019.2 dos cursos de graduação que estava previsto para ser finalizado no próximo dia 1° de abril, serão desenvolvidas por meio de ferramentas online.

A instituição manteve ainda o veto sobre a realização de eventos acadêmicos e permitiu o trabalho na categoria home office para técnicos-administrativos.

A decisão foi respaldada pela Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da UFPB, criada na última quinta-feira (12), e é resultado de reunião emergencial do Conselho Técnico-Administrativo (CTA) da universidade.

Todas medidas e suas especificações serão reunidas e certificadas pela Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da UFPB na manhã desta terça-feira (17) e encaminhadas para o Ministério da Educação, em Brasília. De acordo com a reitora da UFPB, professora Margareth Diniz, os residentes terão suporte para permanecer na universidade.

As recomendações consideram o status de pandemia da doença Convid-19, causada pelo novo coronavírus, que foi reconhecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na última quarta-feira (11); a situação de emergência decretada pelo Governo do Estado da Paraíba e pela Prefeitura Municipal de João Pessoa, na última sexta-feira (13); e uma série de recomendações e instruções normativas dos Ministérios da Saúde, da Educação e da Economia brasileiros.

Casos notificados de coronavírus na Paraíba

  • Nenhum caso confirmado
  • 33 casos suspeitos
  • 15 casos descartados

Medidas adotadas por outras instituições

A Prefeitura Municipal de João Pessoa, por meio de um ofício publicado nesta segunda-feira (16), suspendeu temporariamente os estágios curriculares, internatos de medicina e visitas técnicas que seriam realizados por estudantes de instituições de ensino técnico e superior na rede municipal de saúde.

O Centro Universitário Maurício de Nassau (Uninassau) também decidiu suspender todas as atividades a partir desta terça-feira (17), nas cidades de João Pessoa e Campina Grande. De acordo com a instituição, a previsão é de que as aulas sejam retomadas até o dia 30 de março, de acordo com a situação da pandemia. Os alunos poderão realizar atividades de maneira remota, por meio de plataformas digitais.

O Uniesp Centro Universitário, em nota, informou que também suspenderá as aulas e atividades acadêmicas presenciais dos cursos de graduação e pós-graduação, a partir desta terça-feira. A previsão de retorno da instituição também é 30 de março.

Já o Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) divulgou, por meio de redes sociais, que todas as atividades acadêmicas presenciais para os cursos de graduação e pós-graduação serão suspensas entre os dias 17 e 29 de março. As atividades também serão realizadas de forma remota.

A Faculdade Cesrei, localizada em Campina Grande, informou que manterá as atividades acadêmicas referentes ao semestre letivo 2020.1. A instituição disse também que está tomando medidas preventivas para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Governo decreta situação de emergência

O governador João Azevêdo decretou situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

Prefeitura de João Pessoa decreta suspensão de eventos e medidas preventivas

Após anunciar medidas administrativas de prevenção e cuidados contra o novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal de João Pessoa anunciou neste domingo (15) um decreto que determina a suspensão de eventos culturais ou esportivos que reúnam mais de 250 pessoas além do cancelamento de férias dos profissionais da saúde do município e outras medidas.

Segundo a prefeitura, uma campanha de mobilização vai ser feita em Unidades de Saúde da Família (USF), creches, escolas, abrigos e restaurantes populares. O órgão também informou que o Procon municipal vai ficar responsável por realizar operações em farmácias, distribuidores e outros estabelecimentos comerciais com o objetivo de identificar e coibir abusos ao consumidor na venda de produtos relacionados à prevenção ao vírus, como o caso do álcool em gel.

G1

 

Por que você já deve se preocupar com a volta às aulas?

Entenda como a volta às aulas pode impactar o seu orçamento

A época de final de ano é corrida para todo mundo, até mesmo para quem é super organizado esse é um período de correria e confusão financeira. Por conta disso, muitas pessoas estabelecem metas para o ano seguinte.

Certamente, economizar em 2020 será uma das metas mais populares entre os brasileiros. Não só por conta da crise financeira, mas também pela época propícia para pensar em gastar menos. As pessoas costumam começar um novo ano pensando em como fazer o dinheiro render mais.

É possível economizar antes do final do ano?

Economizar sempre é possível, principalmente em dezembro, quando tudo parece ser um convite às compras. Para evitar desperdiçar dinheiro em itens desnecessários é necessário ter e manter um planejamento.

Como dezembro e janeiro são meses com muitos gastos – Natal, ano novo, IPVA, IPTU – é indispensável que se faça uma lista com as prioridades. Pode parecer besteira, mas colocar na ponta do lápis o nome de cada familiar que irá receber um presente ou quais os itens que deverá comprar para a ceia de ano novo podem te fazer economizar bastante dinheiro.

Listar detalhadamente tudo o que você tem a intenção de comprar te ajuda a não ser pego de surpresa com a fatura do cartão.

Um bom planejamento inclui o preço dos itens, mesmo que aproximado. Outro ponto essencial é: não fugir da lista feita. Muita gente se perde na hora de comprar presentes ou durante uma ida ao supermercado e sai do planejado, o que com certeza vai impactar negativamente em uma tentativa de economia.

Organize todos os gastos

Para evitar surpresas desagradáveis e gastos desnecessários, só existe uma palavra: organização. Além da lista dos presentes e dos itens da ceia, olhe mais atentamente para todos os pagamentos que deverão ser realizados nos meses de dezembro e janeiro.

Pode parecer um super planejamento, mas isso só acontece porque são muitos os gastos que ocorrem durante esses meses. Presentes, ceia, impostos, férias e a organização para a volta às aulas: cenário de caos financeiro. Para evitar perder dinheiro, a solução é se organizar.

Assim como fez com as lembrancinhas de natal, faça com tudo que pretende pagar durante esse período. Se puder, antecipe algumas compras e pagamentos. A chegada do décimo terceiro salário pode ajudar bastante, se for bem utilizado.

Muita gente acaba desperdiçando essa oportunidade de colocar as contas em dia e começa o ano com algumas dívidas. Para evitar esse tipo de situação é importante saber no que gastar esse dinheiro a mais.

Por que antecipar pagamentos é uma boa escolha?

Quando recebemos o décimo terceiro salário, normalmente, nos encontramos em uma situação financeira bastante confusa.

Nessa hora, é preciso calma para seguir o planejamento realizado anteriormente. É ideal que essa organização de gastos seja feita antes da chegada do salário, para evitar pequenas compras ou possíveis descontroles.

Separe o dinheiro dos impostos

Apesar de os impostos serem somente em janeiro e não haver a possibilidade de serem pagos antecipadamente, é interessante separar o dinheiro que será gasto nos mesmos. É possível prever o valor do IPVA e IPTU e, dessa forma, reservar o necessário para quitar essas dívidas importantes no começo do ano.

Pague as férias com antecedência

Viajar em janeiro é realidade para muitas famílias brasileiras. O período de férias escolares e pleno verão é propício para esse tipo de atividade. Apesar de ser um momento de descanso, viajar custa dinheiro.

Uma boa alternativa para não ficar no vermelho durante esse mês tão conturbado é pagar as férias da maneira antecipada.

Ao comprar as passagens ou reservar o hotel, por exemplo, faça o pagamento desses itens antes da data programada para a viagem. Assim, você não terá que se preocupar com a fatura do cartão em um mês com tantos gastos.

Antecipe as compras de material escolar

Pode parecer estranho, mas se preparar para o início de 2020 significa pensar em todos os possíveis gastos em dezembro e janeiro. Assim, além do pagamento dos impostos no início de janeiro, no final do mês já é hora de se preocupar com a volta às aulas.

Dessa forma, por que não se antecipar e economizar? Ao se programar para comprar no início de janeiro, ou até mesmo em dezembro, a maior parte do material necessário para o ano letivo de 2020 é possível economizar.

Isso ocorre porque as papelarias e livrarias ainda não reajustaram os preços dos itens e ainda não deram início na campanha de volta às aulas. Além disso, é pouco provável que produtos muito requisitados estejam esgotados, o que normalmente acontece no final de janeiro.

Dessa maneira, é possível observar que a chave para não perder o controle sobre as contas e evitar gastos desnecessário é organização. Antecipar o máximo de pagamentos possíveis também pode ajudar bastante na economia, como no caso do material escolar, que pode evitar muita dor de cabeça no início do ano.

Assessoria

 

 

UFPB, UFCG e UEPB paralisam aulas em protesto pela educação

Professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) vão parar as atividades nesta terça-feira (13) em adesão ao Dia Nacional de Greve da Educação, que se manifesta contra o programa Future-se, do Governo Federal, e a favor de pautas sociais.

Em João Pessoa, os professores da UFPB vão promover uma manifestação a partir das 14h em frente ao Lyceu Paraibano, Centro da Capital.  Do Lyceu, os manifestantes vão seguir em passeata pelo Centro até o Ponto de Cem Réis. Estão programadas apresentações culturais com a participação de artistas locais.

UFCG e UEPB

Em Campina Grande, professores e estudantes da UFCG e da UEPB vão promover uma manifestação conjunta a partir das 8h em frente ao portão principal da UFCG. Em seguida, ocorrerá um ato público em frente a Reitoria da universidade e às 9h30 sairão em marcha até a Praça da Bandeira, para uma manifestação a partir das 10h30.

 

portalcorreio

 

 

Contran reduz aulas práticas e acaba com obrigatoriedade de simuladores para emissão da CNH

O Contran (Conselho Nacional de Trânsito) anunciou mudanças para a formação de condutores da categoria B (automóvel, caminhonete, camioneta, utilitário) em reunião na quinta-feira (13).

Entre as mudanças está a redução do número de aulas práticas obrigatórias, que vai de 25 para 20 horas. A exigência de aulas práticas noturnas foi a mais atingida, diminuindo de cinco para uma hora.

Outra mudança é o fim da obrigatoriedade de aulas práticas em simuladores. O uso do equipamento em autoescolas volta a ser facultativo.

No Twitter, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a redução do preço para tirar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação). “O custo da CNH será reduzido em aproximadamente R$ 300 reais”, afirmou.

Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a decisão tem como objetivo desburocratizar a formação do condutor. “Estamos muito alinhados às diretrizes que o presidente Bolsonaro tem nos mostrado, de desburocratizar os processos, retirar entraves e facilitar a vida do cidadão”, disse.

Ciclomotores

O Contran também retirou a necessidade de condutores que queiram emitir o ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotores) de realizarem aulas teóricas e práticas.

As práticas, por exemplo, só serão obrigatórias caso o candidato seja reprovado. O número de horas necessárias, porém, foi reduzido de 20 para 10 horas.

Os ciclomotores são veículos motorizados de duas ou três rodas que não excedem 50 km/h.

 

 

clickpb

 

 

Vereador Marcelo Bezerra destaca preocupação com relação ao início das aulas na Escola Estadual “José Rocha Sobrinho”

O vereador Marcelo Bezerra (PSB), fez uso da tribuna na última Sessão Ordinária para expor sua preocupação como pai e representante do povo bananeirense, ao relatar a falta de informação por parte dos responsáveis administrativos da escola Estadual “José Rocha Sobrinho”, que segundo o mesmo, até o momento nenhuma nota de esclarecimento foi expedida por parte da gestão da referida escola, a fim de respeitar os adolescentes assistidos pela unidade, que precisam e tem o direito a uma educação de qualidade e no cumprimento dos dias letivos proposto. Colocou para todos os presentes, alguns pontos de suma importância no processo educativo dos estudantes, que encontram-se em dano ao comparar como os demais estudantes do ensino regular.

Ainda sobre o tema colocado, o parlamentar acrescentou que a unidade passa por processo de reforma inacabável há meses e segundo informação esse seria o motivo apresentado para justificar o atraso ao início das aulas. Uma obra que tem prejudicado não apenas alunos locais como também das cidades circunvizinhas que enviam seus filhos para a citada escola, por ter o município uma educação de qualidade.

O vereador ainda complementa afirmando que apenas os alunos serão prejudicados, pois terão pouco tempo para adquirir os conteúdos em atraso, enquanto os professores estão em sua zona de conforto.

Ascom-CMB

 

Professores da rede estadual decidem encerrar greve e retomam aulas na PB

sala_de_aulaApós 13 dias com as atividades paralisadas, os professores das escolas estaduais da Paraíba decidiram encerrar a greve e vão retomar as aulas nesta terça-feira (28). A decisão foi tomada em uma assembleia geral realizada na tarde desta segunda-feira (27), em João Pessoa. A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Escolas Públicas (Sintep), no fim da tarde.

Segundo o coordenador do Sintep, Carlos Belarmino, a decisão seguiu a deliberação feita nas 14 regionais de ensino da Paraíba, em assembleias realizadas na última sexta-feira (24).

“Das 14 regionais, 12 decidiram por encerrar o movimento grevista e apenas duas votaram pela continuidade. Depois disso, em assembleia geral nesta segunda-feira, decidimos encerrar”, disse Carlos Belarmino.

Ainda segundo o coordenador, a greve havia sido deflagrada em vários estados do Brasil, exigindo reajuste do piso nacional dos professores, o cumprimento dos Planos de Cargos Carreiras e Remuneração (PCCR), e em contrariedade à reforma previdenciária.

Para discutir as questões de relações diretas entre o Governo do Estado e os professores da Paraíba, foi marcada uma reunião entre o Sintesp e o secretário da Educação do Estado da Paraíba, Aléssio Trindade, para esta quinta-feira (30), em João Pessoa.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Aulas práticas de direção serão monitoradas por câmeras na Paraíba

auto-escolaAs aulas práticas ministradas pelas autoescolas da Paraíba deverão contar obrigatoriamente com monitoramentos biométrico e facial dos alunos e dos instrutores. De acordo com o Superintendência do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), Agamenon Vieira, o sistema deve ser implantado no estado dentro de um mês e em seguida, órgão iniciará a inspeção nos Centros de Formação de Condutores.

Conforme portaria nº 10/2017 do Detran, o objetivo da medida é diminuir o índice de fraudes no processo de obtenção de Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O monitoramento é realizado a partir da telemetria com imagem para reconhecimento facial e biométrico.

O sistema será acionado assim que o aluno e o instrutor entram no veículo da autoescola e monitora quilometragem inicial e final da aula, horário, localização exta, velocidade, percurso, realização de manobras como baliza e garagem, além de verificar o cumprimento de carga de 25 horas de aulas práticas.

A telemetria também tira fotos em diversos momentos das aulas para mostrar que o treinamento é realizado pelo mesmo aluno. Todos os dados captados pela telemetria serão arquivados por até cinco anos, e um relatório eletrônico de avaliação do candidato que é encaminhado pelas autoescolas para o Detran antes da prova prática.

“Isso é para evitar fraudes no treinamento dos alunos, além de garantir que os eles sejam bem capacitados”, ressaltou Agamenon  Vieira.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br