Arquivo da tag: áudio

É falso áudio de suposta médica dizendo que morte na Paraíba foi causada por H1N1

É falso o áudio que anda circulando nas redes sociais com uma suposta médica afirmando que a morte de uma funcionária da Maternidade Frei Damião, em João Pessoa, foi causado por H1N1. A morte dela também foi descartada para Coronavírus.

A secretaria de saúde do Estado (SES), conforme publicação do site Paraíba.com, afirmou que o áudio gravado por uma suposta médica afirmando que o exame da funcionária testou positivo para H1N1 é falso.

“Esta informação é inverídica, uma vez que foi testado no LACEN-PB para COVID-19, ainda aguardando o resultado para outros vírus respiratórios. A investigação de um óbito pela vigilância epidemiológica dura até 60 dias”, diz a nota da secretaria.

 

fonte83

 

 

Bolsonaro vê ‘desonestidade’ se foi grampeado em áudio no qual fala em afastar líder do PSL

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (17) que não discute “publicamente” a disputa pela liderança do PSL na Câmara e que, caso seu telefone tenha sido grampeado, tratou-se de “uma desonestidade”.

O presidente comentou na saída do Palácio da Alvorada um áudio, revelado pela revista Época e pela revista Crusoé, no qual ele fala com interlocutor sobre lista de assinaturas para tirar o deputado Delegado Waldir (GO) do cargo de líder do PSL na Câmara.

Waldir é ligado ao presidente da legenda, deputado Luciano Bivar (PE), e tem feito críticas públicas a Bolsonaro.

Ao ser questionado se articulou para tirar Waldir da liderança do partido na Câmara, o presidente disse que não comenta o assunto publicamente.

“Eu não trato publicamente desse assunto. Converso individualmente. Se alguém grampeou telefone, primeiro é uma desonestidade”, disse.

Na semana passada, o presidente abriu uma crise com o comando do partido ao qual é filiado ao orientar um apoiador a esquecer Bivar que, na opinião dele, está “queimado”. Bivar disse que a fala era “terminal” na relação entre Bolsonaro e o partido, ao qual o presidente é filiado.

Revistas divulgam áudio que seria do presidente Jair Bolsonaro

Revistas divulgam áudio que seria do presidente Jair Bolsonaro

Troca de liderança

Bolsonaro foi questionado sobre o áudio ao sair para conversar com simpatizantes no Palácio da Alvorada, hábito das manhãs antes de seguir para o Palácio do Planalto.

“Falei com alguns parlamentares. Me gravaram? Deram de jornalista?”, indagou Bolsonaro, que depois criticou o vazamento do áudio. O presidente não respondeu se pretende pedir investigação do episódio.

O áudio divulgado traz uma conversa na qual Bolsonaro articula para que Waldir seja retirado da liderança do PSL na Câmara.

“Olha só, nós estamos com 26, falta só uma assinatura pra gente tirar o líder, tá certo, e botar o outro. E gente acerta, e entrando o outro agora, em dezembro tem eleições para o futuro líder a partir do ano que vem”, afirma o presidente.

Na noite de quarta, o líder do governo na Câmara, deputado Major Vítor Hugo (PSL-GO), anunciou que 27 dos 53 deputados do PSL assinaram um requerimento para tornar o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, líder da bancada.

Logo em seguida, Waldir apresentou uma lista com 31 de assinaturas para retomar a liderança. Somadas, as duas listas continham 58 assinaturas, cinco a mais que o número de deputados do partido

Pelas regras internas da Câmara dos Deputados, a escolha do líder partidário é oficializada por documento endereçado ao presidente da Casa, atualmente Rodrigo Maia (DEM-RJ). O documento deve ser assinado pela maioria absoluta dos integrantes da sigla. O PSL tem 53 deputados.

Cabe ao líder, por exemplo, orientar os votos da bancada e negociar com os deputados os projetos de interesse do partido.

G1

 

PF envia a Temer 84 perguntas sobre áudio com Joesley

A defesa do presidente Michel Temer levou um susto ao receber 84 perguntas da Polícia Federal sobre o áudio de uma conversa de Temer com o empresário Joesley Batista, dono da JBS.

Temer tem 24 horas para prestar os esclarecimentos, mas o ministro Luiz Edson Fachin já disse que o presidente não é obrigado a responder aos questionamentos.

As perguntas fazem parte do inquérito aberto para investigar o presidente em razão do que os delatores da JBS informaram ao Ministério Público Federal.

O presidente passou a ser investigado pelos crimes de corrupção passiva, obstrução de Justiça e organização criminosa.

Desde que se tornaram conhecidas as delações da JBS, Temer tem feito pronunciamentos à imprensa, concedido entrevistas e divulgado notas para rebater todas as acusações. Ele tem dito, por exemplo, que não atuou para beneficiar a empresa junto ao governo.

No Congresso Nacional, parlamentares da oposição e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) apresentaram pedidos de impeachment do presidente nas últimas semanas, mas Temer já afirmou que não vai renunciar ao mandato.

Soube-se, somente agora, que, na noite de 17 de maio, quando estourou a crise política, o presidente pensou seriamente em deixar o governo.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Áudio em celular apreendido pela PM aponta suspeito de latrocínio na PB

sireneQuatro pessoas foram detidas na manhã desta quinta-feira (27) suspeitas de assaltos em João Pessoa. De acordo com a PM, entre os detidos está pelo menos um dos suspeitos de matar um vigilante durante uma tentativa de assalto na noite da quarta-feira (26). Segundo a PM, a relação entre o grupo e o crime se deu após os policiais encontrarem um áudio com uma suposta confissão no celular de um dos detidos.

As prisões e apreensão aconteceram entre os bairros do Cristo Redentor e Cruz das Armas. Durante a abordagem, a polícia encontrou dois revólveres calibre 38 com munições, documentos e celulares de vítimas de assalto. Três jovens, de 20 e 22 anos e um adolescente de 16 foram detidos. Segundo a PM, no celular de um deles havia um áudio onde o dono do aparelho explicava para outra pessoa que na noite da quarta-feira foi realizar um assalto e acabou atirando e acertando o peito da vítima.

O vigilante, de 34 anos, foi morto na frente de casa, no bairro da Torre. De acordo com a Polícia Militar, ele estava conversando com um amigo quando dois homens em uma moto se aproximaram e anunciaram o assalto. Ele teria reagido e o homem que estava na carona do veículo atirou. A vítima chegou a ser socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma, mas não resistiu ao ferimento.

Ainda segundo a PM, um levantamento vai ser feito para tentar descobrir quais dos suspeitos detidos estavam no momento do crime na noite da quarta-feira, uma vez que testemunhas relataram ser apenas duas pessoas. Os suspeitos e o material apreendido foram levados para a Central de Polícia Civil.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Dilma: Áudio de Jucá deixa claro caráter ‘golpista’ do impeachment

DilmaA presidente afastada Dima Rousseff afirmou na noite desta segunda-feira (23) que a divulgação de conversa gravada entre o ministro do Planejamento afastado, Romero Jucá, e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado deixa “evidente” o caráter “golpista” e “conspiratório” do processo de impeachment.

Dilma deu a declaração ao participar, em um parque de exposições em Brasília, da cerimônia de abertura do IV Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar do Brasil.

No último dia 12, o plenário do Senado Federal aprovou a abertura de processo de impeachment de Dilma Rousseff, o que a deixa afastada do mandato por até 180 dias.

Diálogos entre Jucá e Machado divulgados nesta segunda pelo jornal “Folha de S.Paulo” indicam que Jucá sugeriu na conversa que uma “mudança” no governo federal resultaria em um “pacto” para “estancar a sangria” representada pela Operação Lava Jato.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Agora, mais que nunca, está claro o caráter golpista, e verdadeiramente golpista deste processo de impeachment. A gravação que escutamos hoje […] mostra o ministro do Planejamento interino Romero Jucá defendendo meu afastamento como sendo parte integrante, fundamental, de um pacto nacional, e tinha por objetivo interromper as investigações da Lava Jato. Deixa evidente o caráter golpista e conspiratório que caracteriza este processo de impeachment”, afirmou Dilma.

Para a presidente afastada, o episódio demonstrou que o processo de impeachment, que tramita no Senado, é a “melhor estratégia”, para paralisar a Operação Lava Jato.

“Ele [Jucá] acabou de revelar que o impeachment é a melhor estratégia de paralisação da Lava Jato. Eles, que diziam que era para continaur a Lava Jato, por trás, evitavam e tomavam todas as medidas para paralisar”, completou. “Fui afastada por até 180 dias, para que seja julgado pedido fraudulento. Um dos principais articuladores confessa involutariamente ‘sou golpista, somos golpistas e o golpe está em curso’.

Críticas a Temer
Ao se referir ao presidente em exercício, Michel Temer, Dilma afirmou que o “presidente provisório” não foi autorizado pelo povo a “mexer” em programas sociais e “diminui-los”.

“Não podemos deixar que isso aconteça. Não foi autorizado pelo povo do nosso país a sair por aí privatizando a torto e a direito. Não foi autorizado pelo povo a mudar o regime de exploração do pré-sal. Ninguém deu a ele o direito de ser neoliberal na economia e conservador em tudo mais, em especial na área social”, declarou.

A petista citou como exemplo das “mexidas” de Temer a unificação dos ministérios do Desenvolvimento Social e do Desenvolvimento Agrário. À plateia, formada por trabalhadores da agricultura familiar, ela disse que ficará atenta para “desfazer todas essas iniciativas” do atual governo.

“Nós temos memória e quem tem memória tem capacidade de lutar, tem por que lutar. Sabemos quem são esses que não olham e não dão importância à agricultura familiar. Eles desconhecem que a grandeza deste país está nos pequenos agricultores capazes de assegurar inclusive a dimensão democrática, a dimensão de inclusão social no nosso país”, acrescentou.

G1

Ex-diretor da Petrobras diz em áudio que propina abastecia PT, PMDB e PP

paulo roberto ex-diretorO ex-diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, preso em regime domiciliar no Rio, afirmou na quarta-feira (8), em depoimento à Justiça Federal do Paraná, que parte da propina cobrada de fornecedores da estatal era direcionada para atender a PT, PMDB e PP.

O G1 obteve o áudio no qual Costa diz ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo da Lava Jato na primeira instância, que a Diretoria de Serviços da estatal, na época comandada por Renato Duque, cobrava 3% de propina sobre contratos da área. Desse percentual, disse o ex-dirigente, dois terços abasteciam os cofres do PT.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com o Jornal Hoje, a assessoria do PT informou que por enquanto não se manifestará sobre as denúncias. A assessoria do PP informou que desconhece o conteúdo das denúncias, mas o partido está disposto a auxiliar nas investigações. O PMDB informou que não vai se manifestar porque não teve acesso ao conteúdo da delação.

Segundo Paulo Roberto Costa, os ex-diretores Renato Duque e Nestor Cerveró (área internacional) participavam do suposto esquema de pagamento de propina montado na empresa, do qual ele próprio se beneficiava.

Paulo Roberto Costa também destacou que o antigo colega da diretoria de Serviços havia sido indicado para o cargo pelo ex-ministro José Dirceu, condenado no processo do mensalão por corrupção ativa. Segundo ele, Cerveró foi indicado pelo PMDB.

“Olha, em relação à Diretoria de Serviços [comandada por Renato Duque], todos sabiam que 2%, dos 3% [cobrados de propina], eram para atender ao PT. Através da Diretoria de Serviços. Outras diretorias, como Gás e Energia e Exploração e Produção, também eram PT”, declarou Costa à Justiça Federal.

Advogados de ex-diretores contestam
Em nota enviada ao G1, o advogado de Renato Duque, Alexandre Lopes de Oliveira, afirmou desconhecer o teor dos “inúmeros” depoimentos prestados por Paulo Roberto Costa. Ele disse que, caso o ex-diretor da Petrobras venha a acusar seu cliente por qualquer prática ilícita, ele “será responsabilizado no campo cível e criminal”.

Segundo Oliveira, Renato Duque, que trabalhou por mais de 30 anos na Petrobras, “sempre pautou sua atuação na empresa pela correção e não admitirá injurias, difamações e calúnias em detrimento de sua honra.”

“O patrimônio adquirido pelo sr. Renato Duque está devidamente declarado à Receita Federal e lastreado em anos e anos de trabalho”, completa o comunicado da defesa de Duque.

Por telefone, o advogado de Nestor Cerveró, Edson Ribeiro, disse à TV Globo que a delação de Paulo Roberto Costa “não foi obtida de forma voluntária, como determina a lei”. Para ele, esse é um “momento de muita cautela” e o ex-diretor da Petrobras deu uma declaração “sob pressão” para voltar para casa e ter penas e processos diminuídos.

Segundo Ribeiro, a Constituição estabelece que toda delação tem que ser feito de acordo com o devido processo legal e o Estado possui compromissos com os direitos de cada cidadão, entre eles, o “de ficar calado” para não produzir provas contra si mesmo. Por isso, segundo ele, as declarações devem ser analisadas “com cuidado”.

“Quanto a Nestor Cerveró, em 2010, ele não estava mais na diretoria da Petrobrás. Ele saiu em 2008. Não tivemos acesso às denúncias feitas por Paulo Roberto Costa. Até hoje não existe qualquer investigação contra Cerveró. Quando houver alguma investigação, a defesa vai se manifestar”, concluiu o advogado.

G1

Eleição em 2014 terá urnas com áudio para deficientes visuais

As pessoas com deficiência visual de todo o país contarão com um novo recurso de acessibilidade nas próximas eleições. O Superior Tribunal Eleitoral (TSE) vai modificar o software de votação das urnas eletrônicas implantando um sinal sonoro com a indicação do número escolhido pelo eleitor que necessitar da tecnologia. Com a mudança, as máquinas estarão aptas a liberar o áudio aos eleitores possibilitando maior autonomia para a escolha do candidato.

urna_eletronicaConforme a presidente da Comissão de Acessibilidade do TRE, Magda Andrade, não vai haver motivo, em outubro, para que os votantes em condição de baixa visibilidade ou cegueira deixem de ir às urnas.

“O que acontece é que muitas pessoas não avisam o cartório eleitoral e acabam deixando de votar. Mas a partir de agora, o mesário poderá digitar um código que vai liberar o áudio na urna, que se encerrará logo após a confirmação do voto”, garante.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antonio José Ferreira, da Secretaria dos Direitos Humanos (SDH), avalia a adaptação das urnas como uma conquista importante da política nacional para as pessoas com deficiência.

“Esta é a diretriz do desenho universal que objetivamos, para que não só os equipamentos de votação, mas tudo o que nos cerca, seja desenvolvido para servir a todos, que não sejam necessários outros dispositivos de apoio ou um equipamento específico. Um grande passo para o exercício da cidadania e para a participação política plena das pessoas com deficiência”, afirmou.

A nova medida tende a solucionar o problema da abstenção das pessoas com deficiência que deixaram de votar em outras eleições por conta da falta de acessibilidade enfrentada na hora da votação.

A Secretaria de Tecnologia de Informação do TSE segue implantando a tecnologia nas urnas de todo o Brasil. A decisão foi tomada pela Corte no fim do ano passado, após uma solicitação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do estado de São Paulo.

Da Redação em Brasília
Com informações do TSE

IFPB vai ofertar cursos de Locutor e Operador de áudio pelo Pronatec

Guarabira/PB –Neste segundo semestre o campus avançado do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), em Guarabira, vai ofertar cursos pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), na modalidade Formação Inicial e Continuada (FIC). Serão aproximadamente 100 vagas para os cursos de Locutor apresentador, Operador de áudio e Técnico de Informática.

O ato que marcou a parceria entre IFPB e Pronatec aconteceu na quinta-feira (02) no prédio da pró-reitoria, com participação da coordenação estadual do Pronatec e de professores e coordenadores da Unidade do IFPB de Guarabira.

A nova proposta da capacitação profissional será apresentada à comunidade na próxima quarta-feira (08). Os cursos são de curta duração e marcados pela capacitação rápida da demanda e pala facilidade de encaminhamento dos estudantes ao mercado de trabalho. Os cursos de Locutor apresentador e Operador de áudio, por exemplo, serão ofertados em parceria com o núcleo de Rádio do IFPB.

com ascom do IFPB