Arquivo da tag: atira

Suposto taxista atropela ciclistas e, irritado, atira em bicicleta no meio da rua; assista

videoUm suposto taxista atropelou três ciclistas por volta das 20h da noite deste domingo (11) no bairro de Manaíra, em João Pessoa.

Irritado com a reclamação dos ciclistas, o acusado saiu do veículo e atirou a esmo na direção de uma das bicicletas que estava no chão. Ele ainda recolhe os três veículos e os amontoa antes de ir embora.

O presidente do Sindicato dos Taxistas em João Pessoa, Adalto Braz, afirmou que não viu o vídeo, mas que ao questionar os taxistas de João Pessoa,todos negaram.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Bando arranca criança do colo de jovem e atira nele na Paraíba

(Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)
(Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Um jovem de 22 anos foi assassinado a tiros dentro de casa na noite de domingo (10) no Distrito Mecânico, em João Pessoa. Conforme informações repassadas pela Polícia Militar, os bandidos chegaram à casa e chamaram a vítima. O jovem saiu com uma criança no colo, e por isso, o criminosos mandaram ele soltar a criança.

De acordo com o sargento Daniel Firmino, da Polícia Militar, a vítima não atendeu a ordem dos atiradores e foi atacada. “Entraram e derrubaram ele, tomaram a criança. Quando ele correu para dentro da casa, os suspeitos acompanharam e executaram. A esposa dele até agora não contou nada, só falou que foram invasores”, comentou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A polícia trata inicialmente o caso como execução. Os parentes da vítima não informaram as possíveis causas para o crime. O corpo do jovem foi encaminhado para a Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), no bairro do Cristo Redentor. Até as 8h30 desta segunda-feira (11) nenhum suspeito tinha sido localizado.

Do G1 Paraíba

Dupla persegue jovem, atira e acaba atingindo motorista de prefeito no Sertão da PB

Reprodução/Folha do Sertão
Reprodução/Folha do Sertão

Um homem de 42 anos, que atua como motorista do prefeito André Gadelha, de Sousa, no Sertão da Paraíba, a 438 km de João Pessoa, foi atingido por um disparo de arma de fogo na região abdominal na casa da namorada, no Bairro Popular, área periférica da cidade. O fato ocorreu na noite desta quinta-feira (2).

De acordo com a Polícia Militar, a vítima estava na residência da companheira quando um parente desta chegou correndo e entrou na casa. Em seguida, uma dupla de encapuzados chegou de moto ao local, invadiu a casa e efetuou vários disparos de arma de fogo, possivelmente contra o jovem que tinha acabado de chegar. O motorista, ao tentar fugir da situação, acabou atingido. Os suspeitos fugiram em seguida para destino até então desconhecido.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionado e socorreu a vítima ao Hospital Regional de Sousa, onde passou por cirurgia e, conforme os profissionais de saúde, estava fora de perigo.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Policiais interrogaram o parente da namorada da vítima, que seria o possível alvo dos bandidos. Ele disse que não conhecia a dupla e não sabia quais os motivos do atentado. A PM realizava diligências até o fim da noite desta quinta e ninguém havia sido identificado ou detido.

 

 

portalcorreio com colaboração de Pereira Jr. da Folha do Sertão

Homem atira na mulher e mata padre dentro de igreja

igrejaUm padre foi morto a tiro e uma mulher foi baleada na manhã desta sexta-feira (22) em Tapera, no Norte do Rio Grande do Sul, dentro da Paróquia Nossa Senhora do Rosário e Pompéia. Conforme a Polícia Civil, o padre Eduardo Pegoraro, de 33 anos, foi atingido pelo marido da mulher.

Testemunhas relataram que o atirador, identificado como Jairo Kolling, também disparou contra a companheira, Patricia Kolling, e depois atirou em direção ao próprio rosto antes de ser preso pela Brigada Militar.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Igreja tapera crime padre (Foto: Dulci Sachetti/RBS TV)Crime chocou a comunidade de Tapera,
diz polícia (Foto: Dulci Sachetti/RBS TV)

A mulher foi socorrida e encaminhada ao Hospital Roque Gonzalez, mas acabou transferida ao município de Passo Fundo. O suspeito não corre risco de morte, está sob custódia da polícia e também foi transferido a Passo Fundo. O casal mora em Selbach, na mesma região.

O delegado Marino Franceschi, que investiga o caso, conta que testemunhas relataram que Jairo entrou na igreja e pediu para conversar com o religioso e a mulher. Os três teriam ido a uma sala na casa paroquial ao lado da igreja, onde ocorreu o crime. A suspeita é de que a motivação seja passional.

“O atirador alega motivo passional. Mas ainda não confirmamos essa informação. Ele não consegue falar, mas contou através de gestos. A situação é que os dois estavam na igreja, e ele foi até lá pediu para conversar. Entraram numa sala, que ele trancou. Em seguida, teria atirado”, relatou o delegado.

Ainda segundo Franceschi, a comunidade local está chocada com o crime. A igreja foi isolada para a realização de perícia e muitos curiosos cercaram o local. “Ele era muito querido aqui. É uma tragédia. Há muita comoção”, acrescentou o delegado.

O padre nasceu na comunidade de Vista Alegre, em Tapejara, e foi seminarista em Passo Fundo, também no Norte do estado. Jairo é empresário em Selbach, enquanto Patrícia é é professora de uma escola estadual. Ela também dá aulas de violão na paróquia.

Padre é morto dentro de igreja no RS (Foto: Fábio Crestani/JE Acontece)Polícia suspeita que crime tenha motivação passional (Foto: Fábio Crestani/JE Acontece)

G1

Homem é multado por estacionamento irregular, se irrita atira em guardas e incendeia viatura

Foto:  WhatsApp O DIA
Foto: WhatsApp O DIA

Inconformado por ter seu carro multado por guardas municipais, por volta das 23h desta quarta-feira, um homem ainda não identificado, de revólver em punho, resolveu tomar satisfação com os agentes da prefeitura do Rio. Ele saiu do prédio onde estava, na Rua Jaime Poggi, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, e disparou duas vezes contra eles. A arma falhou e os guardas se abrigaram na tentativa de se proteger contra novos tiros.

Nesse tempo, o homem ateou fogo na viatura da Guarda Municipal. Outros guardas que estavam próximo ao local, reprimindo o estacionamento irregular, foram alertados por pedestres e correram até o veículo. Um dos guardas, identificado como Rinaldo, tentou retirar documentos e pertences do interior do carro em chamas, e acabou se ferindo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O incendiário fugiu do local e a polícia está tentado idenficá-lo. A Guarda Municipal, por sua vez, contactada pela reportagem, ainda não se pronunciou.

O Dia Online

 

Após ser agredido, árbitro de futebol atira em jogador e por pouco não é linchado

JOGOO ex-vereador de Taperoá, Salomão Marinho, quase foi linchado, na tarde deste domingo (06), durante uma partida de futebol no estádio municipal O Ribeirão. A confusão aconteceu, quando Salomão, que apitava o jogo, foi agredido.  Depois de ser agredido, o árbitro Salomão Marinho teria pegado uma arma, que estava em sua bolsa, e começou a briga. Na briga, ocorreu um disparo, que atingiu uma das pernas do atleta, que agrediu o árbitro. O jogador demorou a perceber que havia sido atingido (no vídeo abaixo é o de camisa vermelha que ferido é carregado por colegas). Nas imagens do vídeo é possível notar que jogadores encurralam o ex-legislador depois do tiro e que ele teria sofrido várias agressões. A vítima do disparo foi levado para o Hospital Geral de Taperoá e o ex-vereador teria sido encaminhado direto para unidade de tratamento fora da cidade.

MaisPB com Taperoá em Foco

Menor filho de PM atira contra a própria irmã com a pistola do pai policia

Arma de fogoNa tarde deste domingo (1) um crime entre familiares chamou a atenção de quem mora no bairro do Prado, em Maceió. O irmão atirou na própria irmã. O rapaz é menor de idade e os dois são filhos de um policial militar.

De acordo com o Centro Integrado de Operações da Defesa Social (Ciods), Deysiane Fernandes da Silva, de 25 anos de idade, foi atingida por um disparo de arma de fogo na região do tórax. O fato aconteceu na Rua Edgar Góes Monteiro, nas proximidades do Parque da Pecuária.  O autor do disparo, um menor de 16 anos que é irmão da vítima, fugiu do local após praticar o crime. Ferida, Deysiane foi socorrida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital Geral do Estado (HGE).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A arma utilizada na tentativa de homicídio foi uma pistola calibre 380, pertencente ao próprio pai da vítima e do autor do crime. A pistola foi encaminhada à Central de Flagrantes por policiais do 1º Batalhão da Polícia Militar (1º BPM). Ainda não se sabe qual foi a motivação do crime.

O policial militar pai dos dois irmãos, que não teve o nome divulgado, foi à Central de Flagrantes, no bairro do Farol, prestar depoimento e logo após foi liberado. A ocorrência foi concluída às 19h45 deste domingo.

Tribuna Hoje

Dupla tenta assaltar grupo de mulheres e atira em criança de 6 anos, em João Pessoa

Policial .Uma criança de 6 anos de idade foi baleada na noite desta sexta-feira (9), no bairro Jardim 13 de Maio, em João Pessoa. A tentativa de homicídio ocorreu quando o menino tentou fugir de um assalto.

Familiares informaram à equipe da TV Correio HD que dois homens chegaram em uma motocicleta e anunciaram o assalto a um grupo de mulheres, que estava conversando em frente de uma residência.

Ainda segundo as vítimas, a criança ficou em estado de choque e tentou correr para dentro da casa, quando um dos bandidos atirou contra ela. O menino foi atingido na perna e socorrido para o Hospital da Unimed. O estado de saúde da vítima ainda não foi divulgado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com o aspirante Vinícius da Gama, do 1º Batalhão da Polícia Militar, o suspeito que pilotava a moto foi detido pela Guarda Municipal de João Pessoa com a motocicleta que, segundo o policial, tem restrição de roubo.

“O responsável por efetuar os tiros conseguiu fugir correndo. Mas, o piloto da motocicleta foi preso pela Guarda Municipal e levado para o Distrito Integrado de Segurança Pública, o Disp, no bairro de Manaíra”, disse o aspirante Gama, informando que a polícia está em diligência para prender o segundo suspeito.

 

Por Hyldo Pereira

Luís Carlos da Silva: Janot “atira” em Azeredo, ricocheteia em Aécio e desmonta armações do tucanato

quartetoNessa sexta-feira, 7 de fevereiro, o Procurador-Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) as alegações finais à Ação Penal 536, o chamado mensalão tucano, que a mídia insiste em chamá-lo de mensalão mineiro.

Janot manifesta-se pela condenação do deputado federal Eduardo Brandão de Azeredo (PSDB) e sugere pena de 22 anos de reclusão e 623 dias-multa.

As chamadas alegações finais da Procuradoria Geral da República (na íntegra, ao final deste texto) trazem toda a argumentação que sustenta a tese de que Eduardo Azeredo, de fato, foi o líder do mensalão tucano.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Além disso, trazem um um roteiro completo que deixa, de cabelo em pé, parte dos que festejaram as condenações na AP 470. O passo a passo que será lido a seguir mostra também o potencial desmonte de vários pilares da ação que levou petistas à condenação. O negrito das imagens abaixo são do próprio procurador-geral, Rodrigo Janot.

PGR rejeita a tentativa (da defesa de Azeredo) de desqualificar testemunhas e documentos

Primeiro, porque o texto de 84 páginas mostra os nexos concretos e materiais que vinculam o então governador Eduardo Azeredo ao esquema de desvio de recursos públicos para fins de financiamento de campanhas eleitorais. Há uma referência direta à autenticidade da assinatura de Cláudio Mourão, tesoureiro da campanha, na confecção da lista de beneficiários da operação criminosa. Isso é importante porque uma das atitudes mais contundentes do alto tucanato, nacionalmente, em todo esse período, foi tentar desqualificar planilhas e listas como sendo produto de falsificação.

Neste afã, os tucanos tinham um alvo prioritário: o lobista Nilton Monteiro. Lembremo-nos que, no caso da afamada Lista de Furnas, eles contrataram por 200 mil reais um perito estadunidense, que já fora preso por perjúrio, para fazer um laudo por sobre cópias xerox a ele enviadas. Lógico que o tal perito, Larry F. Stewart, conclui ser uma montagem a tal lista, em face dos interesses de seus contratantes. No caso da “lista do Mourão”, a PGR é conclusiva: a lista é autêntica. E seu divulgador foi Nilton Monteiro. No caso da de Furnas, laudo do mesmo Instituto Nacional de Criminalística (INC/PF) também a considerou autêntica.

Montante arrecadado pelo esquema em 1998 ultrapassa  R$ 365 milhões (valores atualizados)

Segundo, porque o que se arrecadou salta aos olhos: “mais de 100 milhões de Reais”, de acordo com o próprio tesoureiro da campanha de 1998, em documento também considerado autêntico pelo INC/PF. Se atualizados, esses valores chegariam, em janeiro de 2014 a cerca de R$ 365 milhões! E isso é o que vem à tona.

Há robustas provas documentais, testemunhais e circunstanciais que ligam Azeredo a Valério

O terceiro motivo para tirar a tranquilidade do alto tucanato é que as provas documentais (vários documentos declarados de fé pública e a lista de telefonemas dados entre Azeredo e Valério), somadas às testemunhais e às circunstanciais, vinculam o líder tucano ao esquema, de forma robusta. O que contrasta com as alegações na AP 470, que indicavam José Dirceu mentor do mensalão petista. A não ser a acusação de Roberto Jefferson, nada há em relação a Dirceu que se assemelhe às provas contra Azeredo.

O desvio de recursos públicos, no caso tucano, é irrefutável

Em quarto lugar, o desvio de recursos públicos para as campanhas tucanas é comprovado à exaustão nas “alegações finais” da PGR. A conclusão, expressa na imagem abaixo, é inequívoca quanto a isso. Isso contrasta com a afirmação, na AP 470, de que teria havido recursos públicos no chamado mensalão petista. Segundo Gurgel e Barbosa, o Fundo Visanet seria a prova disso. Pizzolato e outros réus já demonstraram que a Visanet é uma entidade jurídica de direito privado e que foi esta empresa que repassou recursos à agência de Valério. E não o Banco do Brasil.

Neste caso, o uso do “domínio do fato” foi distinto daquele dado à AP 470

Longe da teoria original de  Claus Roxin, inadequadamente usada na AP 470, teve-se na peça acusatória a Azeredo o uso do princípio do domínio do fato, nos termos previstos pelo Código Penal brasileiro (art. 29) e não na doutrina germânica. Nesta, o domínio do fato era uma “forma” de encontrar a responsabilização (desde que igualmente com provas) do partícipe no crime. No caso em evidência, partiu-se para o “conteúdo” da responsabilização, exaustivamente demonstrado. Isso tudo contrasta também com as ilações e generalidades que “fundamentaram” a AP 470.

A validação do testemunho de Nilton Monteiro

A tentativa de desqualificação, por parte da defesa de Azeredo, dos depoimentos de Nilton Monteiro, foi considerada primária e carente de razoabilidade pela PGR. Os supostos fatos narrados e atribuídos a Nilton Monteiro, em ações distantes daquelas que o envolvem com o mensalão tucano, não invalidam o conteúdo de seus depoimentos. A PGR destaca, em itálico, a expressão “suposta” pratica de ilícitos por ele, para dizer que nem isso invalidaria seu testemunho. Ou seja, para a PGR é preciso manter distância dessa tentativa de descrédito da testemunha, pela parte interessada na absolvição de Azeredo.

Detalhe off topic: as recentes operações da cúpula da Polícia Civil mineira, tentando incriminar Nilton Monteiro e Marco Aurélio Carone, aparecerão também como uma armação tucana…

O STF ante uma “sinuca de bico”

Diante de robustas provas e argumentações, o STF terá que condenar Azeredo. Mas, se o fizer estará “condenando” também boa parte das argumentações e condenações oriundas da AP 470. Se não o fizer, cairá a máscara da justiça e aparecerá, oficialmente, o emblema da partidarização e politização do Supremo. As consequências disso são imprevisíveis.

A PGR atirou e acertou no que viu: o mensalão tucano. E, involuntariamente, atingiu o que não viu: a AP 470 e suas incongruências. Isso aí, somado ao inquérito 2474 e ao provável julgamento de Pizzolato pela Corte italiana, pode levar às desmoralização da mais alta instância do judiciário brasileiro.

Viomundo

Traficante não encontra pai em casa e atira em filha de 5 anos por dívida de R$ 60

Plantão de PolíciaUma criança, de 05 anos, foi baleada por volta das 18h, desta sexta-feira (3), na cidade de Campina Grande, a 112 quilômetros de João Pessoa.

As primeiras informações repassadas pela polícia são de que a menina teria sido baleada por um homem que estava tentando atirar no pai dela. Ele estaria devendo R$ 60 a um traficante.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O suspeito teria invadido a residência, no entanto, como o pai da menina conseguiu fugir da ação criminosa, o traficante teria atirado na criança para se vingar. A menina foi socorrida ao Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga, em Campina Grande.

 

 

portalcorreio