Arquivo da tag: atendimento

Enfermeira do Samu é atropelada durante atendimento a acidente em rodovia na PB

(Foto: Reprodução/TV Paraíba)

Uma enfermeira do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi atropelada por um carro, enquanto realizava o socorro de duas vítimas de um acidente, entre as cidades de Esperança e Areial, no Agreste paraibano. O atendimento estava sendo feito no acostamento da rodovia PB-121, quando um carro que trafegava na pista entrou na margem da estrada e bateu na enfermeira.

O caso ocorreu na noite deste domingo (12), por volta das 20h (horário local). De acordo com a Polícia Civil, o Samu foi acionado para atender duas vítimas de um acidente entre um carro e uma moto. Na delegacia, a médica do Samu que estava no local disse que o condutor parou a ambulância no acostamento e sinalizou a rodovia com cones.

Ainda de acordo com o relato da médica a Polícia Civil, o corpo da enfermeira foi arremessado com o impacto. Ela ficou com ferimentos em uma das pernas. Com o auxílio de outra equipe do Samu, a enfermeira e as outras duas vítimas que estavam sendo atendidas foram levadas para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

Enfermeira do Samu é atropelada enquanto prestava socorro em Esperança

Enfermeira do Samu é atropelada enquanto prestava socorro em Esperança

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem acaba preso após destruir carro de prefeitura por ter atendimento negado para filho

Um homem acabou preso, na noite desse sábado (21), após quebrar o vidro da janela de um veículo pertencente à Prefeitura de Gurinhém, no Agreste paraibano, a 75 quilômetros de João Pessoa, com uma pedra. O incidente aconteceu quando o suspeito tentava levar o filho para ser atendido no hospital da cidade e foi informado que na unidade não havia médicos.

Revoltado com a falta de médicos no hospital, ele atirou uma pedra contra um veículo da prefeitura. De acordo com informações do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), o caso foi registrado por volta das 19h45.

Após o tumulto, a polícia foi acionada e compareceu ao local. O suspeito foi detido e levado para a delegacia de Itabaiana, onde prestou depoimento.

A polícia não informou se o suspeito continua preso.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Após sofrer acidente, homem é assaltado enquanto esperava atendimento

Foto: Reprodução/TVCB

Um homem foi assaltado enquanto esperava atendimento médico após capotar o veículo que conduzia nas proximidades do viaduto do Cristo, em João Pessoa.

A vítima seguia para o trabalho quando capotou o carro. Além dos ferimentos, o motorista ainda teve o relógio roubado por um homem que passava bicicleta.

O suspeito foi perseguido por populares e teve que devolver o pertence da vítima. O motorista foi socorrido para o Hospital.

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

População de Curral de Cima terá atendimento médico todos os sábados

A população de Curral de Cima terá atendimento médico todos os sábados, a partir do dia 7 deste mês. É que a Prefeitura por meio da Secretaria de Saúde atendeu um apelo dos curralenses para dispor de um médico também aos sábados pra atender àqueles que não podem procurar atendimento nos dias de semana.

“A população pediu e a Prefeitura atendeu. É prioridade do prefeito Totó Ribeiro cuidar bem do povo de Curral de Cima e é isto que estamos fazendo na área da saúde com atendimentos humanizados e ágeis. Agora, com atendimento médico no PSF aos sábados, garantiremos uma maior garantia à saúde”, destacou a secretária de Saúde, Renata Ribeiro.

De acordo com a secretária, o atendimento será feito no PSF Ângelo Batista das 7h às 19h. “A Secretaria de Saúde está atenta aos anseios da população e buscando sempre melhorar o atendimento, na garantia de sempre proporcionar um bom atendimento aos nossos conterrâneos”, disse.


Assessoria 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Faltam mais de 40 juízes para cobrir atendimento em cidades paraibanas

Existe um ditado popular bastante conhecido que diz que a Justiça tarda, mas não falha”. Mas quando faltam juízes em varas e juizados de tribunais para exercerem suas funções, a Justiça não só tarda como, inevitavelmente, falha. Na Paraíba, 257 juízes estão a serviço da população e do Tribunal de Justiça. No entanto, a estrutura judiciária local é formada por 299 varas e juizados. Em cada um, deveria haver um juiz titular ou substituto (primeiro cargo da magistratura). Mas não é o que acontece. São 42 varas ou juizados vagos em todo o estado, o que atrasa bastante o andamento dos diversos processos jurídicos.

A fim de atenuar essa realidade que dificulta a celeridade na tramitação de processos abertos em toda Paraíba, o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) nomeou, em setembro do ano passado, 29 juízes que haviam passado no 53º Concurso Público para Juiz Substituto do TJPB. Ao todo, 72 magistrados foram aprovados no certame. “Antes do último concurso, estudos davam conta de que o Poder Judiciário precisava de 60 novos juízes. Foram nomeados 29 do último concurso”, explicou o TJPB, que ainda revelou que não se tem previsão de novas nomeações de candidatos aprovados do último concurso.

Mesmo com a entrada de vários magistrados recentemente, algumas varas e juizados seguem sem juízes titulares e que respondam fixamente por eles. Com isso, muitos magistrados precisam acumular trabalho de varas diferentes e até de comarcas distintas. Desta forma, os juízes acabam tendo em posse mais processos do que o ideal para um exercício eficiente e célere. Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) são 46,5 mil processos paralisados em primeira instância, aguardando movimentação há mais de 100 dias, no estado. De acordo com a presidente da Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB), a juíza Maria Aparecida Sarmento Gadelha, esse acúmulo de processos acarreta em prejuízos tanto para a sociedade quanto para os próprios juízes.

“O maior problema é que com a ausência de um juiz titular numa comarca ou vara, essa unidade não terá um magistrado trabalhando diuturnamente. Com isso os processos vão se estender mais. E acontece que outros juízes, de outras comarcas, precisam acumular esses processos. Em alguns casso chegam a dobrar o numero de processos sob sua responsabilidade. Isso gera um prejuízo à prestação jurisdicional. Alguns precisam estar em um dia em uma cidade, outro dia em outra. E, é claro, a falta de celeridade é um elemento que preocupa a magistratura e causa muitas reclamações da população”, analisou a juíza.

O Tribunal não confirmou quais as cidades que enfrentam ausência de magistrados. Mas explicou que alguns remanejamentos estão sendo feitos justamente para tentar diminuir os prejuízos em relação ao andamento dos processos e que está em produção um relatório de identificação das comarcas que mais sofrem com a falta de juízes.

De acordo com o sistema do CNJ, neste ano, 10 municípios que possuem só uma vara e também representam a jurisdição de várias cidades circunvizinhas não tiveram a atuação de nenhum juiz titular ou substituto designado especificamente para esses locais. São os casos de Água Branca, Alagoinha, Soledade, Arara, Cabaceiras, Cacimba de Dentro, Mari, Prata, São Mamede e Serraria. Juízes de outras comarcas acabam viajando para estas cidades para assumirem processos também destas unidades.

Outros problemas nas comarcas

A presidente da AMPB, além de observar a flagrante falta de juízes em comarcas do estado, também revelou que não é só esse o motivo que atrapalha os trabalhos nas diversas varas e juizados por toda a Paraíba. Segundo a magistrada, em algumas unidades também faltam funcionários que auxiliam na tramitação dos processos.

“Considerando que na Paraíba temos 42 locais vagos, sem juízes, esse é um número bem alto e relevante. Impede que essas comarcas vagas tenham uma atuação efetiva de um magistrado que possibilite conferir celeridade aos processos. Mas esse não é o único fator que compromete o trabalho jurídico. A gente conta com uma estrutura de trabalho que precisa ser reforçada, Em algumas comarcas não há o número de funcionários adequado. Então a tramitação atrasa. São fatores que igualmente prejudicam a celeridade dos processos”, finalizou a presidente.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Vítima de violência sexual e doméstica terão atendimento especial

violencia_domesticaA lei que garante atendimento especializado para mulheres vítimas de violência doméstica e sexual no Sistema Único da Saúde (SUS) foi publicada no Diário Oficial da União dessa sexta-feira (31). O projeto que originou a lei, sancionada pelo presidente Michel Temer, está entre as quatro matérias aprovadas no início de março em homenagem à Semana da Mulher.

A partir de agora, os hospitais do SUS deverão oferecer também acompanhamento psicológico e cirurgias plásticas reparadoras, caso sejam necessárias.

Atualmente, as unidades já oferecem diagnóstico e tratamento das lesões físicas decorrentes da violência sexual, como deformações no aparelho genital e nas demais áreas afetadas; facilitação do registro da ocorrência e encaminhamento ao órgão de medicina legal e às delegacias especializadas com informações que possam ser úteis à identificação do agressor e à comprovação da violência sexual; profilaxia da gravidez; e profilaxia das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs).

Portal Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Hospital em Lagoa de Dentro suspende atendimento a população de outros municípios

comunicadoUm comunicado colocado pela equipe gestora no mural do Hospital Estadual Frei Damião em Lagoa Dentro está revoltando a população de cidades vizinhas que eram atendidas na unidade hospitalar.

Segundo o comunicado a população dos municípios de Serra da Raiz, Duas Estradas, Sertãozinho, Pedro Régis, Caiçara, Jacaraú e comunidades vizinhas não podem ser atendidas na unidade desde o dia 01 de Janeiro. Ainda no comunicado, a população só será atendida se os gestores desses municípios autorizarem.

No mínimo uma falta de respeito com os cidadãos, ou o sistema de saúde mudou e para que alguém doente seja atendido dependa de uma autorização de terceiros?

blogdofelipesilva

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Detran-PB anuncia suspensão de atendimento em janeiro para adequação de sistema

detran-pbNo período de 2 a 6 de janeiro, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) suspenderá o atendimento personalizado ao público, no tocante aos registros de veículos. A suspensão se dará para aperfeiçoar e adequar o sistema ao serviço de emissão de boletos para pagamentos do licenciamento e do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) através dos sites do Detran e da Secretaria de Estado da Receita (SER). Durante a paralisação, o expediente interno será normal, inclusive no que se refere à Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O fato é que a partir de 1º de janeiro de 2017 os boletos para pagamentos do licenciamento de veículos e do IPVA não serão mais enviados para os domicílios dos proprietários. A emissão será efetuada através de acesso disponibilizado nos portais www.detran.pb.gov.br e www.receita.pb.gov.br, ou poderá ser impresso na sede e postos do Detran-PB, bem como em uma repartição fiscal da SER. Os pagamentos devem ser efetuados nas agências do Banco do Brasil ou seus associados.

Durante esse período, serão realizados treinamentos com os servidores que trabalham no atendimento da sede, dos postos do Detran e das Ciretrans, a fim de adequação ao novo sistema. O atendimento personalizado ao público e os demais serviços voltarão a funcionar normalmente a partir do dia 9 de janeiro do próximo ano.

A decisão de não mais enviar os boletos para os domicílios foi tomada em conjunto com a Receita Estadual, com a finalidade de evitar possíveis tentativas de fraudes, bem como a falta de pontualidade na entrega desses documentos, gerando transtornos à população. A direção do Detran enfatiza que a documentação do veículo só será liberada após a quitação do IPVA.

Para obter mais informações sobre a situação dos veículos, os usuários devem consultar o site do Detran-PB, através da informação do número do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) e da sua placa.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

“PEC 241 é sentença de morte. Vai sucatear o SUS e comprometer atendimento”, dispara deputado da PB

Deputado-Jeová-Campos“Se, irresponsavelmente, os nossos deputados federais e senadores aprovarem a PEC 241, serão responsabilizados, junto com esse (des)governo Temer, pelo fechamento de leitos hospitalares, pelo encerramento de serviços de saúde, pelas demissões de profissionais da área, pela redução do acesso ao SUS, pelo aumento da demora no atendimento, enfim, pelo desmantelamento de um sistema que atende, atualmente, todos os brasileiros que não tem plano de saúde privado, nem empresarial, que representam 80% da população deste país e que morrerão à míngua sem atendimento. Se essa PEC for aprovada, ela significará a sentença de morte para milhares de brasileiros que terão seu atendimento prejudicado, ainda mais, por mais uma medida irresponsável desse governo golpista”, afirma o deputado estadual Jeová Campos.

O parlamentar lembra que enquanto as doenças infectocontagiosas estão perdendo espaço, as doenças crônicas, que representam um custo mais alto, não apenas no diagnóstico, mas em virtude do tratamento prolongado, que se estende por toda a vida, aumentam cada vez mais e com o sucateamento gradativo do SUS, caso a PEC 241 passe no Congresso, essa situação virará um caos. “A PEC, que vigorará por 20 anos, levará a um profundo desfinanciamento da saúde, que a partir do terceiro ou quarto ano terá uma perda real de recursos, enquanto a demanda só aumentará. É um raciocínio simples. Se há mais demanda, deve haver mais investimento e a PEC, na área de Saúde, propõe exatamente o contrário”, destaca Jeová.

“Essa PEC 241 é um crime contra a saúde pública e os deputados e senadores que estão protegidos por seus planos e seguros-saúde, inclusive subsidiados pelos contribuintes, precisam se lembrar que a imensa maioria dos brasileiros, ou seja, 80% da população deste país, não tem condições de pagar um plano privado, nem têm essa oportunidade via seus empregadores. Ai eu pergunto, o que farão esses brasileiros que já sofrem para serem atendidos hoje, com todo o investimento do governo no sistema público de Saúde, imagina quando esse investimento for diminuindo e a demanda aumentando. Como ficará o SUS?”, questiona Jeová. O deputado lembra ainda que a PEC 241 ameaça uma cláusula da Constituição de 1988, que é o direito à saúde. “O que acontecer daqui em diante será uma responsabilidade intransferível deste mau governo e dos congressistas que aprovarem este absurdo”, finaliza Jeová. Perdas se a PEC for aprovada

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada fez uma projeção, antes dessa última mexida no texto da PEC 241, que demonstra um impacto brutal, de centenas de bilhões de reais (em um cenário de crescimento do PIB de 2% ao ano, a perda acumulada em 20 anos seria de 654 bilhões de reais, segundo uma nota técnica divulgada pelo IPEA no fim de setembro. De acordo com uma projeção feita por uma Consultoria da Câmara, somente no ano de 2025, a perda seria de 63 bilhões de reais – no acumulado de dez anos, chega a 331 bilhões).

Apenas 48% das despesas totais com saúde no Brasil são públicas, o restante, 52%, são gastos privados, das famílias e das empresas. Os mais pobres também investem recursos próprios, toda vez que precisam comprar um medicamento ou ter acesso a algum serviço que não encontram na rede pública. No Brasil, o governo gasta pouco e o ônus do financiamento recai sobre as famílias.


pbagora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Sindicato diz que não pode cobrar que bancários mantenham 30% de atendimento

greveO presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcelo Alves, afirmou que não pode cobrar que os bancários mantenham o efetivo mínimo de 30%, como determina a Lei de Greve. Segundo o presidente, “essa lei é arcaica para a categoria, pois trata dos serviços essenciais de compensação, que hoje são feitos de forma eletrônica”. A greve continua e não há nenhuma rodada de negociação agendada para esta semana.

Marcelo Alves destacou, durante entrevista nesta segunda-feira (19) ao ClickPB, que para atender aos clientes existem os canais alternativos, como casas lotéricas e correspondentes bancários, nos casos dos bancos públicos, além dos caixas eletrônicos que fazem mais de 80% das transações e operações bancárias de todas as agências.

Presencial – Com relação ao atendimento obrigatoriamente presencial para serviços, como problemas no cartão magnético ou senhas, o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba informou que o serviço foi mantido apenas nos primeiros dias do mês, na época de pagamento, mas que a orientação é endurecer a greve.

“A orientação do comando de greve é para cada dia fortalecer mais a greve, para tentar quebrar e arrancar essa intransigência dos banqueiros, que tem cada vez mais empobrecido a população”, afirmou o Marcelo Alves, acrescentando que lamenta a postura mesquinha e intransigente dos banqueiros não só para com os bancários, mas para com a sociedade que tem sido população através das suas cobranças de juros cada vez maiores.

Contudo, o presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba ratificou ainda que a categoria continua disposta a negociar com os banqueiros, desde que seja a partir de “uma proposta séria e justa”. Para ele, a proposta apresentada na última rodada de negociação e rejeitada pelo comando de greve não repõem nem a inflação do período. “Vamos resistir e vê até aonde vai dar”, garantiu.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br