Arquivo da tag: atenção

Dia Internacional de Atenção à Pessoa com Lúpus: doença atinge cerca de 200 mil brasileiros, segundo MS

Médica reumatologista fala sobre a doença, sintomas, diagnóstico e tratamento

Nesta sexta-feira (10/05) é lembrado o Dia Internacional de Atenção à Pessoa com Lúpus. A data visa conscientizar a população sobre a importância de se manter ciente dos sinais da doença. O Ministério da Saúde estima que aproximadamente 200 mil brasileiros sofram com o lúpus. Sendo mais comum em mulheres, na idade fértil. Elas representam uma proporção de nove para um homem.

Eliana Teles de Gois, médica reumatologista da Aliança Instituto de Oncologia explica que esta é uma doença autoimune, crônica, potencialmente grave, que pode deixar sequelas e até levar a morte. Segundo a especialista, o lúpus pode se manifestar de diversas formas e atacar qualquer parte do corpo.

Ela acrescenta que a doença pode se apresentar de quatro formas diferentes, com causas distintas. O Lúpus discoide atinge a pele da pessoa e pode ser diagnosticado com o surgimento de feridas avermelhadas com tamanhos, formatos e cores específicas, especialmente no rosto, nuca e/ou couro cabeludo.

O Lúpus sistêmico é o mais frequente e pode ser leve ou grave. Nesse tipo da doença, a inflamação abrange todo o organismo da pessoa, acometendo vários órgãos ou sistemas. “A primeira forma pode evoluir para o lúpus sistêmico”, complementa Eliana.

Há ainda o Lúpus induzido por drogas e o neonatal. O induzido também é comum e acontece porque esse tipo de substância pode provocar a inflamação, com sinais semelhantes ao lúpus sistêmico. Porém, nesse caso, tende a sumir assim que o uso terminar.

E, por último o lúpus neonatal, que é bastante raro e afeta recém-nascidos de mulheres que tenham a enfermidade. A criança pode ter erupções na pele, problemas no fígado ou baixa contagem de células do sangue. “Esses indícios tendem a sumir naturalmente depois de meses”, aponta. De acordo com a médica, esses bebês podem ter um defeito cardíaco grave. “Hoje em dia, temos testes e exames que podem identificar o risco e tratá-lo antes ou depois do nascimento da criança”, pontua.

Sintomas e tratamento

Dra Eliana destaca que os sintomas mais comuns são dores nas juntas, sensibilidade ao sol e manchas na pele. Dentre as manifestações mais graves, estão: a perda da função dos rins, anormalidades no sangue, além de transtornos neuropsiquiátricos, entre eles a depressão, os distúrbios de ansiedade e, em casos raros, os surtos psicóticos.

A especialista comenta que ainda não existe cura para o lúpus, mas o tratamento evoluiu nos últimos anos. “Pode- se dizer, que os pacientes que fazem acompanhamento regular com o reumatologista e seguem corretamente o tratamento, tem uma vida praticamente normal”, finaliza.

 

grupobjetiva

 

 

Enfermeiros da PB organizam protesto contra decisão que restringe atuação na Atenção Básica

 O Conselho Regional de Enfermagem realiza nesta terça-feira (17), a partir das 14h uma manifestação contra a decisão judicial que restringiu a atuação da enfermagem na atenção básica.

As manifestações acontecem em todo o Brasil e em João Pessoa, a concentração está marcada para acontecer no Cassino da Lagoa.

O protesto é contra a decisão liminar da Justiça Federal que proibiu que enfermeiros possam requisitar exames durante os atendimentos. A ação foi interposta pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) que alegou que “a Portaria nº 2488/2011 do Ministério da Saúde permite, indevidamente, que enfermeiros realizem consultas e exames, usurpando, assim, as atribuições do profissional médico, único habilitado para realizar consultas, exames e prescrever medicamentos”.

O juiz da 20ª Vara da Justiça Federal de Brasília, Renato Borelli, deferiu a tutela antecipada para suspender parcialmente a portaria, “tão somente na parte que permite ao enfermeiro requisitar exames, evitando, assim, que realizem diagnósticos sem orientação médica”.

De acordo com o Coren/PB, essa liminar afeta diretamente o diagnóstico precoce de algumas doenças, como as infecções sexualmente transmissíveis, sífilis congênita e outras anomalias para o bebê e a mãe, e tuberculose, por exemplo, já que os enfermeiros não vão poder mais solicitar exames.

Veja a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE DECISÃO LIMINAR SOBRE A PROIBIÇÃO DA SOLICITAÇÃO DE EXAMES

O Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren-PB) vem a público reiterar a orientação do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) acerca da decisão liminar deferida, no dia 20/09/2017, pela 20ª Vara/DF em processo movido pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Esclarecemos que, nesta quarta-feira (04/10), o juiz que assinou a liminar autorizou ao Cofen o ingresso no processo. A partir de agora, será solicitada a reconsideração da decisão.

Diante dos questionamentos, o Cofen elucida que a Lei 7.498/1986, que regulamenta o exercício da Enfermagem, encontra-se em plena vigência, sendo privativa do enfermeiro a realização de consultas de Enfermagem e “a prescrição de medicamentos estabelecidos em programas de saúde pública e em rotina aprovada pela Instituição de Saúde”.

A solicitação de exames de rotina e complementares é realidade consolidada no Brasil desde 1997, quando foi editada a Resolução Cofen 195/97 (em vigor), contribuindo para a melhoria da qualidade da assistência à Saúde da população brasileira.


A restrição imposta pela decisão liminar proferida no processo movido pelo CFM prejudica a efetividade do atendimento na Atenção Básica e no pré-natal de baixo risco, atrasando ou inviabilizando exames essenciais como VDRL, em um momento crítico no qual o Brasil enfrenta uma epidemia declarada de sífilis, associada a complicações graves, inclusive cegueira e morte neonatal.

O atendimento realizado por enfermeiros (as), dentro dos protocolos de saúde pública, nas linhas de cuidados prioritárias na atenção primária em saúde (APS), vigentes hoje no Brasil, tais como: doenças crônicas não -transmissíveis (HAS e DM), tuberculose, hanseníase, saúde da mulher (rastreio para CA de colo de útero e mana – citologia e mamografia), abordagem sindrômica para as ISTs dentre elas sífilis. Estas ações sofrerão descontinuidade na assistência, além de ferir um princípio básico do SUS, a acessibilidade do usuário, apenas para garantir uma reserva de mercado para a categoria médica brasileira, causando prejuízos graves à população

Desse modo, zelando para que a Enfermagem se resguarde de possível responsabilização Ética e Administrativa, o Coren-PB orienta que, enquanto perdurar a tramitação do processo da decisão liminar, as demandas assistenciais relacionadas à solicitação de exames, incluindo testes rápidos para HIV, hepatites e sífilis não sejam realizadas pelos enfermeiros e encaminhadas à direção de cada Distrito Sanitário, para que seja assegurada a continuidade do tratamento de saúde da população.

Solicitamos ainda, que notifiquem ao Coren-PB através da nossa ouvidoria (corenpbouvidoria@uol.com.br), todas as situações e circunstâncias que acarretem a descontinuidade na atenção aos usuários em decorrência desta decisão, para que possamos junto ao Cofen subsidiar no contraditório da liminar.

 Paraíba.com

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Para chamar atenção de parlamentares para problemas dos municípios da PB, prefeitos farão protesto na BR-230

totaA Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup) realiza no próximo dia 5 de abril, na Praça do Meio do Mundo (entroncamento das BRs 230 e 412), um “grito de alerta” dos prefeitos paraibanos. A manifestação, de acordo com o presidente da entidade, Tota Guedes, é uma forma de chamar atenção para a situação de dificuldade pela qual passam os municípios, além de provocar os parlamentares a votarem de acordo com a orientação dos prefeitos em questões pontuais que tramitam no Congresso Nacional.

“A previsão de receita dos municípios é a pior, enquanto as despesas só aumentam. O país está parado, estagnado e cada dia as notícias são as mais desanimadoras”, disse Tota. Entre as questões que tramitam em Brasília, Tota destaca o reajuste dos programas sociais, algo que ele considera fundamental para a “saúde” dos municípios.

“Algumas questões não dependem só do governo federal, mas também dependem dos nossos senadores, deputados, como algumas PECs (Proposta de Emenda à Constituição) que são de interesse do povo nordestino, dos paraibanos. Então a gente vai dar esse grito de alerta para que os nosso parlamentares possam acordar e votar de acordo com a nossa orientação”, disse.

A manifestação, segundo Tota, tem o apoio de mais de 200 prefeitos. Além dos gestores paraibanos, Tota afirma que também são esperados prefeitos do vizinho Rio Grande do Norte.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Deputado chama atenção para colapso no Samu na Paraíba

renatoO deputado Renato Gadelha (PSC) demonstrou preocupação com o caos instalado em vários municípios da Paraíba diante do atraso de oito meses nos repasses estaduais do Samu. O Líder da Oposição teme que o serviço entre em colapso nos próximos dias por falta de recursos. “O risco é iminente, vários prefeitos me procuraram pedindo socorro”. Renato lembrou que os repasses federais estão em dia e as prefeituras estão fazendo a parte delas.

“O problema é que vários municípios estão sem receber o repasse estadual há mais de oito meses. O Governo do Estado simplesmente não paga a parte que lhe cabe, por lei, para o funcionamento do Samu”. Renato revelou que apenas em duas cidades, Campina Grande e Sousa, a dívida já ultrapassa os quatro milhões de reais. “Diante da crise que enfrentamos, as prefeituras não conseguem cobrir o rombo nas contas causado pelo Estado”.

Renato disse ainda que não são apenas os recursos do Samu que estão atrasados. “Há problema em outros repasses, como da farmácia básica, por exemplo. Da forma que está, o governador vai inviabilizar o já precário serviço de saúde público na Paraíba”. O deputado lembra que muitos prefeitos estão deixando os mandatos no final do ano e a ‘bomba’ pode estourar na mão dos novos mandatários.

“O pior de tudo isto é a falta de diálogo com o governo. O pagamento não é feito e não há qualquer comunicação com as prefeituras para tentar amenizar a crise. E a dívida só aumenta”, lamenta Renato Gadelha. O parlamentar sugeriu que o governo utilize os créditos provenientes da repatriação de recursos para quitar os pagamentos devidos aos municípios. “É o mínimo que este governo pode fazer. A população não, pode mais uma vez, ser penalizada. As prefeituras estão em dificuldades e o governador não pode, simplesmente, ignorar a obrigação legal de fazer os repasses”, finalizou Renato Gadelha.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Nódulo na tireoide: condição é comum, mas demanda atenção

tireoideA glândula tireoide é uma estrutura em forma de borboleta localizada na frente de seu pescoço, logo abaixo de suas cordas vocais. Ela produz dois hormônios, a triodotironina (T3) e tiroxina (T4), que ajudam a regular o seu metabolismo, que é o processo de como o seu corpo usa e armazena energia.
Tireoide produz hormônios e está muito próxima das pregas vocais
Pela sua posição no pescoço, essa cartilagem é parte da laringe, sendo que as pregas vocais se localizam dispostas internamente a ela.

Nódulo na tireoide

Nódulos são muito comuns e a chance de desenvolve-los aumenta à medida que você envelhece. Um nódulo de tireoide é uma massa de tecido tireoidiano que cresceu ou um cisto cheio de líquido que se forma na tireoide. Embora os sintomas não sejam comuns, um nódulo grande pode, às vezes, causar dor, rouquidão ou atrapalhar a engolir ou respirar.
Os médicos se preocupam com nódulos da tireoide porque eles podem, às vezes, ser cancerígenos. O câncer de tireoide é encontrado em cerca de 8% dos nódulos nos homens (8 em cada 100) e em 4% dos nódulos em mulheres. Assim, cerca de 90% dos nódulos de tireoide são benignos (não cancerosos).

A causa da maioria dos nódulos benignos não é conhecida, mas eles são, muitas vezes, encontrados em membros de uma mesma família. Em âmbito mundial, a deficiência de iodo na dieta é uma causa muito comum de nódulos.

Devido à presença dos nódulos, a glândula pode adquirir grandes dimensões, causando sintomas compressivos cervicais (falta de ar ou dificuldade para engolir). O câncer de tireoide, principalmente nos estágios iniciais, dificilmente leva a rouquidão. Somente casos avançados costumam levar a alterações na função das cordas vocais.

As principais razões para se realizar a retirada da tireoide (tireoidectomia) é a suspeita de nódulos malignos no local e somente a cirurgia pode dar a certeza se o nódulo é maligno ou não.

A apresentação mais comum do câncer de tireoide é em mulheres de 30 a 50 anos com um nódulo palpável cervical, que pode ser nódulo tireoidiano ou um linfonodo cervical. A frequência em mulheres é duas vezes maior que nos homens.

Alterações da voz

1 em cada 10 pacientes que são operados da glândula tireoide, apresenta alguma alteração temporária na voz, enquanto que 1 em cada 250 paciente, pode evoluir com alterações definitivas. Estas mudanças na voz podem ser rouquidão, dificuldade em alcançar notas agudas ou cansaço ao falar.

Isto ocorre devido à proximidade da glândula com os nervos responsáveis pelos movimentos das cordas vocais. Normalmente estas alterações regridem em algumas semanas, mas podem perdurar por vários meses.

A reabilitação vocal, quando necessária, ocorre através da terapia fonoaudiológica e a melhora do paciente vai depender das condições anatômicas, ou seja, depende do estado das pregas vocais, se existe paralisia ou paresia (diminuição da mobilidade), se é em uma corda ou em ambas, dentre outras alterações.

minhavida

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Falta de atenção causa 31% dos acidentes nas BRs da Paraíba

br-230A falta de atenção dos condutores nas rodovias federais que passam pela Paraíba resultou em 243 acidentes sem vítimas este ano nas BRs. O número corresponde a 30,19% do total de 805 acidentes, registrados de janeiro até o último dia 27 de junho, onde ocorreram apenas danos materiais. A informação está em um levantamento feito pela Superintendência da Polícia Rodoviária Federal da Paraíba.

O inspetor e assessor de comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Anderson Poddis, explicou que as colisões frontais e traseiras são os tipos de acidentes mais recorrentes ocasionados pela desatenção do condutor. O total de acidentes causados principalmente por esse tipo de conduta do responsável pela direção do veículo neste ano corresponde a um pouco mais da metade do que foi registrado em todo o ano de 2014, quando ocorreram 550 acidentes por desatenção. Já em 2013, foram 731 ocorrências com essa característica ao longo do ano.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“A desatenção está associada a uma somatória de fatores e tem como facilitadores o grande fluxo de veículos nas vias e congestionamentos nos horários de pico, uso do celular ou distração com os demais ocupantes que estejam no veículo. É uma série de componentes que diminuem a segurança no trânsito”, detalhou.

Foi pela falta de atenção de um motorista ao fazer uma curva em um trecho da BR-­104, entre os municípios de Remígio e Esperança, no Brejo paraibano, que o motociclista Pedro da Costa sofreu uma colisão lateral e quase caiu da moto que pilotava. Segundo ele, o condutor do outro veículo fez a manobra enquanto falava ao telefone. “Foi muito rápido, eu vinha ao lado do carro com a distância certa, mas como ele estava distraído quando passou pela curva, quase bateu na moto”, lembrou Pedro da Costa.

Não guardar a distância de segurança entre um veículo e outro, procedimento contrário ao relato do motociclista, é o segundo maior causador de acidentes sem vítimas nas BRs que passam pelo Estado. Ao todo, foram 187 acidentes (23,23% do total) registrados no primeiro semestre deste ano. Na sequência aparece o fator velocidade incompatível, que foi responsável por 88 casos (10,93%), também ocorridos no mesmo período.

“Para guardar a distância entre um veículo e outro é preciso levar em consideração a velocidade, as condições de tráfego e da via. A distância ideal é aquela que me permite frear o veículo com facilidade, respeitando o limite de velocidade estabelecido”, complementou o inspetor e assessor de comunicação da Polícia Rodoviária Federal Anderson Poddis.

Cuidados no período chuvoso
Este mês de julho, segundo as previsões da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa) será de chuvas na Paraíba. Com as estradas e rodovias úmidas, os condutores devem redobrar a atenção no volante e manter o veículo em boas condições para o tráfego. Reduzir a velocidade e estar atento à distância de segurança entre um veículo e outro estão entre os principais cuidados ao transitar pelas vias, conforme alerta o inspetor da PRF Anderson Poddis.

O perito de trânsito habilitado e especialista em segurança e educação para o trânsito Francisco Warlem lembrou que os cuidados com a atenção ao dirigir também devem ser reforçados no período noturno, onde o condutor pode ser ofuscado com a iluminação intensa de faróis dos outros veículos que passam nas vias.

Do Jornal da Paraíba

Presença solitária de Couto chama a atenção na Câmara

Deputado paraibano foi fotografado sozinho na Câmara (foto: reprodução G1)
Deputado paraibano foi fotografado sozinho na Câmara (foto: reprodução G1)

Na véspera de feriado de Corpus Cristi, uma cena chamou a atenção dos fotógrafos que cobrem a Câmara Federal.

Dos 513 parlamentares, em determinado momento, apenas o paraibano Luiz Couto, estava sentado no plenário.

A presença insólita do parlamentar petista no ambiente totalmente vazio ganhou destaque no painel ‘Imagem do Dia’, do portal de  notícias da Globo, o G1, com a seguinte chamada para a fotografia

“Enquanto isso, em Brasília: Na véspera do feriado, deputado é visto sozinho em sessão na Câmara”.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

MaisPB

93,7% das cidades da PB estão em situação crítica, de alerta ou atenção

estudoO Blog do Gordinho fez um ‘raio x’ na educação paraibana e descobriu dados preocupantes. De acordo com os Indicadores de Desempenho dos Gastos Públicos com Educação na Paraíba (IDGPB), 93,7% dos municípios do Estado estão em situação crítica, de alerta ou de atenção por conta de problemas que vão desde o alto custo com pessoal até taxas crescentes de analfabetismo.

O estudo mostra que dos 223 municípios paraibanos, 209 fazem parte dessa realidade onde a educação pede socorro. Conforme o levantamento, 179 fazem parte do grupo que cidades que está em estado de atenção. Os que compõem o time que está em alerta são 146 e 66 vivem uma situação crítica.

Algumas localidades estão nos três grupos ao mesmo tempo como é o caso de Alcantil, na microrregião do Cariri. A cidade apresenta problemas com  a taxa de participação da despesa corrente com pessoal e encargos sociais, com a taxa de atendimento escolar e com o índice de eficiência da educação básica. Entretanto, Alcantil também aparece entre os índices satisfatórios já que tirou nota 4,5 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) referente ao 9º ano do ensino fundamenta.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

E esse índice de eficiência tem sido um verdadeiro calo no sapato de 164 municípios que estão com sinal vermelho porque não cumprem as metas desejadas nessa área. Trata-se de um índice de desempenho do gasto público em educação básica que varia de 0% e 100%. Eles traduzem a relação resultados/custos. Quer dizer que as gestões de 73,54% das cidades da Paraíba estão gastando muito e tendo poucos resultados ou simplesmente estão gastando pouco e apresentado uma ineficiência que tem comprometido a educação fundamental.

Gastos com pessoal

Exemplo de que a relação resultados/custos não têm dado certo é o gasto das administrações com despesa de pessoal e encargos sociais na área da educação. Nesse contexto, 71 municípios estão apresentando problema. Alguns chegam a direcionar mais de 80% da despesa corrente com esse item. Dentro desse universo, 68 cidades comprometem mais de 50% da receita educacional com despesa de pessoal e encargos sociais.

Ideb

Outro resultado que preocupa é que 66 municípios não apresentaram um bom desempenho no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Entre os que estão com as piores notas, segundo o IDGPB, estão Ingá e Mari que tiveram nota 1,8 e Bonito de Santa Fé, com nota 1,6.

Taxa de analfabetismo

A taxa de analfabetismo também ainda é um grave problema na educação paraibana. De acordo com o IDGPB, 31 cidades apresentam alto índice de pessoas analfabetas. E São José de Lagoa Tapada entrou em estado de alerta por ter 45,46% de analfabetos, com 18 anos ou mais de idade.

Taxa de atendimento escolar

Os índices revelam que em 31 cidades ainda há muita gente fora da escola. Em alguns municípios, quase 40% das pessoas em idades escolar estão sem frequentar aulas.

Da reprovação à formação dos professores

Ainda entre os indicadores existem dados que vão desde o índice de reprovação dos alunos até a formação dos professores. E os números mostram que em 36 cidades há, pelo menos, 40% dos docentes sem ter ensino superior. Entre eles, 26 possuem menos da metade dos professores formados. Em Lagoa, por exemplo, apenas 27,27% dos mestres têm formação superior.

Com relação aos alunos, em 27 municípios estão com altos índices de reprovação, chegando a 30%. Em outras 35 cidades o nível de abandono dos alunos também é alto e chega a 15%.

Da estrutura

A estrutura das escolas também não ajuda a elevar os índices. Conforme o IDGPB, 37 cidades apresentam um número crescente de professores temporários. Em outras 30 localidades a precariedade na infraestrutura atrapalha o desenvolvimento educacional e, em 36, o número de professores por aluno também complica a situação. Há escolas que possuem até 22 alunos por professor, em média.

 

Por: Nice Almeida

blogdogordinho

ONG e Hemocentro usam personagem de acidente para chamar atenção sobre a doação de sangue

hemocentroO Hemocentro de João Pessoa e a ONG  Doe Sangue PB  encontraram uma nova forma de chamar a atenção da população sobre a importância de doar sangue. Durante a coleta externa realizada neste sábado (13) no  Parque Sólon de Lucena, foi utilizado um personagem que simulava ter sido vítima de um acidente de trânsito.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Quando vi esse rapaz ferido no rosto, tive um susto e pensei que fosse verdade”, disse a professora Anaíde dos Santos Silva, 42 anos, que mora no Bairro Costa e Silva e decidiu fazer a sua doação. O mesmo gesto teve o comerciário José Félix do Nascimento, 29 anos, morador do bairro do Geisel, que aproveitou a folga do trabalho para exercer a sua cidadania e fazer um gesto de solidariedade. “Eu sofri um acidente de moto e sei o valor que tem uma bolsa de sangue em momentos como esse”, comentou.

A coleta externa realizada neste sábado foi uma das dez programadas para acontecer durante todo esse mês e que já faz parte do calendário mensal do Hemocentro de João Pessoa. Ainda este mês vão acontecer coletas externas no Dia 17 no município  de Mamanguape;  dia 18 no Sistema Correio de Comunicação, no centro de João Pessoa,  dia 19 no laboratório de análises Clínicas Roseane Dore, no Bairro de Manaíra e fechando a  programação do mês a última coleta externa de sangue  será realizada no dia 20 na Igreja Batista do Jardim Cidade Universitária, no bairro de Manaíra.

A diretora geral do Hemocentro Sandra Sobreira explica que o objetivo das coletas externas é reforçar o estoque e atender à demanda dos hospitais.  A direção do Hemocentro  faz um apelo para que as pessoas compareçam aos locais e façam a sua doação, pois o Hemocentro precisa manter o estoque de sangue regular. Em datas comemorativas o Hemocentro realiza  campanhas para sensibilizar as pessoas sobre a importância do ato de doar sangue, um gesto humano, solidário e que ajuda a salvar vidas.

“ Conclamamos todas as pessoas que por ventura estejam passando por esses locais  que façam a sua doação para  que possamos manter regular o nosso estoque e assim garantir o atendimento a todos aqueles que precisam do sangue”, destacou a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemocentro, Divane Cabral.

Sobre a ONG -, o Doe Sangue PB conta com cerca de 50 voluntários, sendo 30 mais ativos que seguem e divulgam os conteúdos do movimento nas redes sociais Twitter, Facebook e Instagram. Somando todos os seguidores do movimento, cerca de 10.000 são atingidas, mas segundo Thiago, apesar do grande número de pessoas algumas vezes eles encontram dificuldades.

Thiago Gonçalo Gomes idealizou o movimento que sse trabalho voluntário surgiu na observação da necessidade de doação para uma amiga. “ Neste momento eu percebi a dificuldade em conseguir doadores, então surgiu a ideia da criação de uma conta no Twitter para divulgar informações para a população” revelou.

Condições para ser doador de sangue

– Ter idade entre 16 e 69 anos (se for menor de 18 anos é necessária a autorização do responsável legal);

– Pesar acima de 50 quilos;

– Ter dormido normalmente nas últimas 24 horas;

– Estar alimentado, com intervalo de duas horas após o almoço;

– Evitar alimentos gordurosos na véspera e no dia da doação;

– Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade;

– Não estar gripado, resfriado, com febre ou diarreia;

– Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas;

– Não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis;

– Não estar grávida ou em período de amamentação. A menstruação e o uso de pílulas anticoncepcionais não impedem a doação;

– Respeitar o intervalo entre as doações que devem ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

As pessoas interessadas em doar sangue e precisarem tirar qualquer dúvida ou marcar uma coleta externa, podem ligar para o telefone (083) 3218-7698.

Assessoria

Falta de atenção mata 19% dos motoristas em acidentes nas rodovias federais na Paraíba

Reprodução/Instagram/Emerson Machado
Reprodução/Instagram/Emerson Machado

De janeiro a outubro deste ano, 29 pessoas morreram em acidentes provocados pela falta de atenção do motorista, o que corresponde a 19,33% das 150 vítimas mortas em todas as 3.097 ocorrências registradas nesse período pela Polícia Rodoviária Federal nas BRs que cortam a Paraíba.

Nesses dez meses, 894 acidentes foram provocados pela falta de atenção do motorista, o que representa 28,86% do total de ocorrências registradas pela PRF no ano. Esse motivo deixou 426 vítimas feridas em situação leve e outras 156 em estado grave.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A PRF lembrou o caso registrado na noite dessa segunda-feira (1º), quando um ônibus e um caminhão se chocaram e o acidente provocou a morte de uma pessoa, deixando outras 30 feridas. Conforme a polícia, o caso pode ter ocorrido por falta de atenção ao volante.

A orientação da PRF para evitar acidentes é que o motorista mantenha concentração enquanto dirige, evitando celular enquanto dirige; não trocar músicas ou estação de rádio; não procurar endereço em movimento sem a ajuda de outra pessoa; não olhar para a pessoa que está do lado enquanto conversa. A polícia pede também que o motorista só viaje descansado e mantendo distância do veículo que segue à frente.

Em 2013, foram 4.242 acidentes nas estradas federais na Paraíba, com 2.680 feridos e 180 mortos. A falta de atenção provocou 1.245 dessas ocorrências, deixando 474 levemente feridos, 217 em situação grave e 34 mortos.

 

portalcorreio