Arquivo da tag: ataque

Ataque de hackers a celulares de deputados da Paraíba faz mais uma vítima

A onda de clonagem a celulares de deputados estaduais na Paraíba tem nova vítima. Dessa vez, o deputado estadual Ricardo Barbosa teve seu número clonado e os hackers estão usando para aplicar golpes. A denúncia foi feita pela assessoria do parlamentar nesta segunda-feira (2) por meio das redes sociais.

Semana passada outros seis deputados, Wallber Virgulino, Jane Panta, Trócolli Junior, Branco Mendes e Lindholfo Pires sofreram o mesmo golpe.

As vítimas prestaram um Boletim de Ocorrência e foram nas operadas dos respectivos números clonados para resgatar um novo número.

A clonagem de telefones é um dos crimes mais recorrentes nos últimos anos e tipificada no Código Penal como Adulteração do IMEI – número de Identificação Internacional do equipamento, que tem punição de reclusão, de um a três anos, e multa não só para quem adulterar o número do aparelho, mas também para quem comercializar aparelhos alterados.

 

clickpb

 

 

Após ataque de Eduardo Bolsonaro, Julian Lemos diz que já aguentou muita ‘molecagem’ e não será ‘humilhado’

O deputado federal Julian Lemos se pronunciou na tarde deste sábado (19) após ataque do deputado federal Eduardo Bolsonaro, ontem. Eduardo postou uma montagem de Julian em uma privada, e apagou a publicação horas depois.

Aparentemente, Julian não gostou. O paraibano disse que já aguentou ‘muita molecagem’ e ‘engoliu muito sapo’.

“Já aguentei muita molecagem, já “engoli muito sapo” Já ignorei usuários de Diazepan que se escondem atrás de redes sociais, não tenho nada haver com problemas familiares dos outros, mas quem fizer sofrer a minha pagará caro por isso, nem que isso custe minha vida”, postou.

Ele disse ainda que  ‘não serei usado ou humilhado por “reizinhos” que nada sabem sobre a vida, não me relaciono com moleques, também não me intimido com covardes’.

Veja a postagem na íntegra:

_

Por Redação / Portal WSCOM

 

 

Ameaça de ataque em escola assusta pais de alunos em JP

Uma conta anônima no Instagram fazendo ameaças à escola Papa Paulo VI, em Cruz das Armas, assustou pais de alunos em João Pessoa. O caso veio à tona na manhã desta quinta-feira (17), após a mãe de um aluno fazer a denúncia na TV Arapuan.

A mãe, que não quis se identificar, enviou várias capturas de tela que mostravam uma conta chamada “Massacre Papa Paulo 2k19” fazendo ameaças à escola. As imagens foram encaminhadas à produção do Sistema Arapuan.

Na apresentação do perfil diz que na escola “quem erra é o certo e o certo é o errado”. A descrição continua dizendo que há “drogas, bebida e reprovação. só vê os que acham fracos então tudo isso vai ter volta”

O perfil foi apagado, mas as capturas de tela mostram ainda outras ameaças e até a foto de um revólver.

Denúncia

A mãe disse que se preocupa pelo fato de acreditar tratar-se de um aluno que pode entrar armado na escola.”Daqui que a polícia entre já tem morrido muita gente”, disse. A mulher acrescentou ainda que uma rede wi-fi de dentro da escola teve o nome modificado para ‘massacre dia 17’.

A diretor da escola, Tereza Vidal, contou que já procurou a Polícia Militar e a Secretaria de Educação, além da Comissão das Escolas Cidadãs Integrais. Ela foi orientada a fazer um Boletim de Ocorrência e, em seguida, pediu ajuda à polícia para se fazer presente e dar mais segurança.

“Não podemos entrar em pânico diante de ameaças de internet, pode ser alguém de fora, ou da escola, mas não estamos aqui para julgar, mas sim mostrar os fatos como são. O pânico foi causado pelas famílias e comunidade, mas dentro da escola está tudo tranquilo. A PM está nos ajudando e contribuindo para ter aula normal”, disse.

A diretora destacou que na tarde desta quinta-feira (17) às 14h tem reunião com representantes da Segurança Pública, Educação e Conselho Tutelar para tranquilizar os pais.

O início

As ameaças começaram na sexta-feira (11) e na segunda-feira (14) a diretora procurou a polícia. De acordo com professores pode se tratar de um aluno revoltado, já que ele faz menção ao que está certo ou errado, mas estão todos assustados porque temem que aconteça o que já aconteceu em outros estados e fora do país.

Apesar do temor, os professores esperam que tudo não passe de uma brincadeira, mesmo assim, a polícia continua realizando rondas na escola para tentar coibir qualquer ação má intencionada.

A escola Papa Paulo é tradicional no bairro e atende cerca de 500 alunos da comunidade.

Mais um caso

Esta não é a primeira vez que uma ocorrência do tipo acontece. Na semana passada o Ministério Público abriu um Procedimento Administrativo para promover a coleta de informações a respeito de uma possível ocorrência de atentado em uma Escola no bairro Tambiá, em João Pessoa.

Na ocasião, o procedimento visava coletar informações, depoimentos, certidões e demais diligências necessárias para averiguar um texto deixado no banheiro masculino da Escola Estadual Professor Luiz Gonzaga de A. Burity, no dia 06 de maio.

A responsável por este caso é a promotora de Justiça de João Pessoa Gardênia Cirne de Almeida.

paraiba.com.br

 

 

Explosivos que seriam usados em ataque a banco são apreendidos em Mamanguape, PB, diz polícia

Uma sacola com explosivos que seriam usados em um ataque a um banco foram apreendidos no final da tarde desta quinta-feira (10), no distrito de Camaratuba, em Mamanguape. Entre o material encontrado estão duas bananas de dinamite.

Os explosivos foram achados em cima do guarda-roupa da casa de uma mulher, de 35 anos, que foi presa em flagrante pela Polícia Militar, suspeita de ser dona do material. Em outro imóvel, que também pertence a ela, foi encontrada uma motocicleta roubada.

“Segundo a Coordenadoria de Inteligência, o material estava guardado para ser usado em um ataque contra banco que provavelmente ocorreria ainda nesta madrugada”, explicou o major Alberto Filho.

Segundo a PM, a mulher tem familiares envolvidos com crimes semelhantes. Ela foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Mamanguape, onde permanece à disposição da Justiça.

G1

 

Bolsonaro rebate Bachelet com ataque a pai torturado

O presidente Jair Bolsonaro respondeu a críticas da ex-presidente do Chile Michelle Bachelet atacando seu pai, Alberto Bachelet, torturado e morto pela ditadura de Augusto Pinochet no país. Alta Comissária para Direitos Humanos da ONU, ela disse em entrevista que o “espaço democrático” no Brasil estava encolhendo.

Em redes sociais, Bolsonaro, que estará na Assembleia Geral da ONU neste ano, publicou uma foto em que a ex-presidente chilena aparece ao lado de Dilma Rousseff e Cristina Kirchner, ex-presidentes de Brasil e Argentina.

“Seguindo a linha do (Emmanuel) Macron (presidente da França) em se intrometer nos assuntos internos e na soberania brasileira, (Michelle Bachelet)investe contra o Brasil na agenda de direitos humanos (de bandidos), atacando nossos valorosos policiais civis e militares”, escreveu Bolsonaro. “Diz ainda que o Brasil perde espaço democrático, mas se esquece que seu país só não é uma Cuba graças aos que tiveram a coragem de dar um basta à esquerda em 1973, entre esses comunistas o seu pai brigadeiro à epoca”, concluiu, no Facebook.

Aos jornalistas em Brasília, na manhã desta quarta, ele reiterou as críticas. “Parece que quando tem gente que não tem o que fazer, como a senhora Michelle Bachelet, vai lá para cadeira de direitos humanos da ONU. Passar bem, dona Michelle”. Bolsonaro ainda desejou “pêsames” para Bachelet. “A única coisa que tenho em comum com ela é a esposa que tem o mesmo nome. Fora isso, fora isso, meus pêsames a Michelle Bachelet”, disse o presidente.

 

Foto: Reuters
Terra

 

 

Novo ataque a tiros deixa nove mortos nos Estados Unidos

Um novo ataque a tiros deixou ao menos nove mortos, incluindo o atirador, e 16 pessoas feridas na cidade de Dayton, em Ohio, nos Estados Unidos. O tiroteio ocorreu apenas algumas horas depois de um incidente semelhante em El Paso, no Texas, que resultou em 20 mortes.

“O atirador morreu. Há também outros nove mortos. Pelo menos outras 16 pessoas foram levadas para hospitais da área com lesões”, anunciou o Departamento de Polícia de Dayton. “Tínhamos agentes nas imediações quando começou este tiroteio, pudemos agir e dar fim a ele rapidamente”, acrescentou.

Dez pessoas, incluindo um suspeito, foram mortas no domingo (04 de agosto) em um tiroteio em Dayton, Ohio, e pelo menos outras 16 foram levadas para hospitais com ferimentos, segundo a polícia.
Dez pessoas, incluindo um suspeito, foram mortas no domingo (04 de agosto) em um tiroteio em Dayton, Ohio, e pelo menos outras 16 foram levadas para hospitais com ferimentos, segundo a polícia. – Reuters/Direitos Reservados

A polícia afirmou que o ataque começou por volta de 1h (horário local) e que o FBI (departamento federal de investigação dos Estados Unidos) está ajudando na investigação. O tiroteio ocorreu no bar Ned Peppers, a oeste do centro de Dayton. “Todo nosso pessoal está a salvo e nossos corações estão com todos os envolvidos enquanto verificamos as informações”, publicou o bar na sua conta do Instagram.

A polícia acredita que a ação foi conduzida por apenas um atirador e ainda não identificou o suspeito e os motivos do ataque. O tiroteio ocorreu num bairro histórico da cidade de 140 mil habitantes, onde estão localizados diversos bares, restaurantes e teatros. A região é considerada segura pelas autoridades.

“É um incidente muito trágico e estamos fazendo de tudo que podemos para investigar e tentar descobrir a motivação por trás disso”, afirmou o tenente-coronel da polícia, Matt Carper.

O porta-voz do hospital local de Miami Valley, Terrea Little, confirmou que a unidade estava atendendo 16 vítimas. Alguns vídeos e fotos foram divulgados nas últimas horas nas redes sociais, nos quais supostamente se vê o atirador e se escutam os disparos de um fuzil.

Ataque em El Paso

O ataque em Ohio ocorreu algumas horas depois de um jovem de 21 anos abrir fogo num supermercado em El Paso, no Texas, deixando pelo menos 20 mortos e outros 26 feridos. Autoridades investigam a hipótese de o ataque ter sido um crime de ódio. Em um manifesto, o suspeito teria afirmado que a ação era uma resposta à suposta invasão latina no Texas.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condenou o tiroteio em El Paso e disse que “não só foi trágico”, como também “um ato de covardia”. Em uma semana, já são três tiroteios nos Estados Unidos. No domingo passado, quatro pessoas morreram, incluindo o atirador, e 15 ficaram feridas, em Gilroy, Califórnia.

*Com informações das agências Deutsche Welle e RTP.

 

 

agenciabrasil

 

 

Dupla é detida suspeita de tentar aliciar adolescente para praticar ataque em escola da Paraíba

Um jovem e um adolescente foram detidos na noite da quinta-feira (23) suspeitos de tentar recrutar um adolescente para praticar um ataque em uma escola de Campina Grande. De acordo com a Polícia Militar, após se recusar a participar da ação criminosa, a vítima foi ameaçada de morte pela dupla.

Conforme a polícia, após ser ameaçado, o adolescente de 16 anos acionou a PM. Ele contou à polícia que a dupla, um jovem de 19 anos e um adolescente de 15, estudam em uma mesma escola da cidade e planejavam cometer o ataque na instituição.

“A dupla chamou a vítima para participar de uma ação criminosa em uma escola, provavelmente com emprego de arma de fogo, mas o jovem se recusou e foi ameaçado. O adolescente denunciou à PM, e nas diligências localizamos o menor e o adulto autor da ameaça”, relatou o sargento David Venceslau, da Companhia de Choque do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Os dois suspeitos foram detidos no bairro Bodocongó III. Eles foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Campina Grande, no bairro do Catolé. A Polícia Civil investiga a participação deles em outros crimes na cidade.

G1

 

PMs são encurralados e fogem durante ataque a banco e Correios

Portas dos Correios foram arrombadas em Salgado de São Félix (Foto: Reprodução)

Uma equipe de policiais militares foi encurralada por bandidos e teve que fugir para a Zona Rural durante ataque de bandidos às agências do Banco do Brasil e Correios e Telégrafos de Salgado de São Félix, no Agreste paraibano, a 81 km de João Pessoa. O caso aconteceu na madrugada desta quarta-feira (20). As informações são da PM em Itabaiana.

 

O o soldado Janilson contou que a ação criminosa começou por volta da 1h10. “Uma viatura fazia rondas e se deparou com dois dos quatro carros usados pelos criminosos. Os bandidos atiraram várias vezes contra os policiais, que não tiveram como reagir e fugiram para a zona rural, pois esse era o único jeito de preservar suas vidas”, informou.

Ainda conforme o policial, no Banco do Brasil foram explodidos caixas eletrônicos e o cofre principal foi violado. Na agência dos Correios, portas foram arrombadas, mas a PM não tinha informações sobre explosões em equipamentos que armazenam dinheiro.

“Segundo relato de moradores da cidade, cerca de 20 criminosos teriam participado dessa ação. Algumas pessoas também falaram que viram drones sobrevoando a cidade durante os ataques. Provavelmente uma forma que a quadrilha encontrou de monitorar a localização de policiais. Isso é algo novo”, completou o soldado Janilson.

Os bandidos teriam fugido em quatro veículos. Durante o percurso, eles jogaram grampos na pista. Viaturas de outras cidades que dariam apoio aos policiais de Salgado de São Félix tiveram pneus furados. Nenhum suspeito havia sido preso até a publicação desta matéria.

Portal Correio

Bando faz reféns e atira contra sede da PM durante ataque a banco

(Imagem compartilhada no WhatsApp)

Moradores e policiais da cidade de Pilar, a 55 km de João Pessoa, foram aterrorizados por uma quadrilha de assaltantes na madrugada desta quarta-feira (27). Na ação, que aconteceu por volta das 3h20, uma agência de banco particular foi explodida, pessoas foram feitas reféns e a sede da Polícia Militar foi alvo de vários tiros. Cápsulas de armas de grosso calibre foram encontradas nas ruas da cidade.

À TV Correio, uma vítima contou que parte do bando criminoso atuou na explosão do banco, enquanto dois homens encapuzados e fortemente armados faziam os reféns. Pelo menos três pessoas teriam ficado sob o alvo dos bandidos. “Eles deram um tapa nas minhas costas e falaram que não iam matar ninguém, que só queriam o dinheiro do banco. Dispararam vários tiros perto de nós. Essa situação durou cerca de meia hora”, relatou.

Ainda conforme a mulher, os reféns foram levados para perto da sede de Polícia Militar. Todas as vítimas foram obrigadas a gritar e pedir que os policiais não reagissem. “Não abre a porta que tem refém, não abre a porta que tem refém”, ficamos repetindo isso. Muitos tiros foram efetuados contra o prédio da PM e contra duas viaturas. Uma caminhoneta de um morador também foi alvos dos tiros.

Apesar do terror provocado pelos bandidos, não há registro de pessoas feridas. Os assaltantes fugiram em caminhonete e três motos. Grampos foram espalhados pelas ruas da cidade. Em Pilar, agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal já tinham sido destruídas em ataques com explosivos. Agora, a população fica também sem a agência particular.

Mais violência

Também durante a madrugada, uma agência bancária em Lagoa Seca, Agreste paraibano, a 129 da Capital, foi explodida por um grupo de bandidos. Os criminosos chegaram à cidade por volta das 3h30. Segundo apuração da TV Correio, enquanto alguns assaltantes explodiam o banco, outros vigiavam as vias de acesso e saída ao município.

O ataque à agência durou cerca de 20 minutos. Ainda conforme a TV Correio, caixas eletrônicos do banco tinham sido abastecidos nessa terça-feira (26). O valor roubado pela quadrilha, no entanto, não foi divulgado. Antes do ataque ao banco, foram registrados em Lagoa Seca roubos de veículos e arrastão em uma festa.  Além disso, no caminho até Campina Grande, a reportagem da TV Correio encontrou vários carros com pneus furados. Existe suspeita de que todos os crimes estejam relacionados. Nenhum suspeito foi localizado.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Dupla de ataque marca, e São Paulo bate Palmeiras por 2 a 0

A superioridade do Palmeiras sobre o São Paulo, vista principalmente nos últimos dois anos, não chega no Morumbi. Em sua casa, é o Tricolor quem manda no confronto e mais uma prova foi dada neste sábado, em Choque-Rei válido pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com um gol do argentino Lucas Pratto e outro de Luiz Araújo, o time de Rogério Ceni bateu o de Cuca por 2 a 0 e manteve o tabu de 15 anos sem derrotas para o rival no Morumbi. Agora, são 24 jogos, com 15 vitórias tricolor e nove empates.

São Paulo bate o Palmeiras por 2 a 0 no Morumbi (Foto: Marcelo Machado de Melo/ Agência Lancepress!)
São Paulo bate o Palmeiras por 2 a 0 no Morumbi (Foto: Marcelo Machado de Melo/ Agência Lancepress!)

Foto: LANCE!

Ganhou quem foi mais efetivo e aproveitou melhor as poucas chances criadas pelos dois lados. Com uma forcinha do goleiro Fernando Prass, é verdade. Tanto no gol de Pratto quanto no de Araújo, ambos no segundo tempo, o goleiro palmeirense falhou.

Sorte da dupla de ataque são-paulina, que funcionou nos momentos chaves. No primeiro gol, Luiz Araújo iniciou a jogada roubando a bola de Dudu no campo de defesa e passou a Marcinho, a grata surpresa da noite. Jogando na ala, o atacante fez ótima partida e deu assistência para Pratto. Já no segundo, o argentino inverteu os papéis e serviu Araújo. Nas duas, a bola passou por debaixo de Prass.

Mas o Palmeiras poderia ter alterado o roteiro se fosse competente no seu momento chave. Pouco depois do primeiro gol, o volante Jean teve a chance de igualar, após o árbitro Anderson Daronco marcar pênalti de Jucilei nele próprio. O palmeirense, criado na base do São Paulo, no entanto, jogou muito para fora. Foi-se a esperança alviverde de quebrar o incômodo tabu.

Antes do momento em que o confronto foi decidido, porém, o que se viu foi uma espécie de jogo de xadrez, recheado de estratégias, mas com pouca emoção. Os dois treinadores surpreenderam nas escalações e jogaram a maior parte do tempo espelhados, em esquemas com três zagueiros. Sobrou intensidade, jogo apoiado, transição de linhas, e todos aqueles termos consagrados pelo futebol contemporâneo, mas chute que era bom, nada…

Até que o São Paulo voltou mais agressivo no segundo tempo, contou com o brilho de seus atacantes e premiou uma noite na qual as decisões de Ceni, mesmo a de voltar com o contestado Lucão, foram bem. No Palmeiras, que até dominou as ações em boa parte do confronto, faltaram o brilho de Dudu, o oportunismo de Willian, a surpresa de Tchê Tchê e a força para acabar com a sina do Morumbi.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 0 PALMEIRAS
Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 27/5/2017 – 19h
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
Público/renda: 33.288 pagantes/R$ 850.581,00
Cartões amarelos: Thomaz, Sidão e Rodrigo Caio (SAO), Mina (PAL)
Cartões vermelhos:
Gols: Pratto (17’/2ºT) (1-0), Luiz Araújo (38’/2ºT) (2-0)

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Lucão, Maicon e Rodrigo Caio; Marcinho, Jucilei, Cícero e Junior Tavares; Cueva (Thomaz, aos 23’/2ºT), Pratto (Militão, aos 39’/2ºT) e Luiz Araújo (Chavez, aos 42’/2ºT). Técnico: Rogério Ceni.

PALMEIRAS: Fernando Prass, Mayke, Mina, Juninho e Michel Bastos; Felipe Melo (Borja, aos 30’/2ºT), Jean, Tchê Tchê e Guerra (Keno, aos 18’/2ºT); Dudu e Willian (Róger Guedes, aos 34’/2ºT). Técnico: Cuca.

Lance

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br