Arquivo da tag: assinaturas

Menor apoio à criação do partido de Bolsonaro foi da Paraíba e estado registrou apenas 53 assinaturas a favor do Aliança pelo Brasil

O partido do presidente Jair Bolsonaro conseguiu apenas 53 assinaturas na Paraíba para que conseguisse ser oficialmente reconhecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A coleta na Paraíba foi a menor de todos os estados que apoiaram a criação da legenda, o que aconteceu em apenas 13 das 27 unidades federativas do Brasil.

No total, o Aliança pelo Brasil coletou 8.034 assinaturas válidas de apoio em todo o país. São necessárias 492 mil assinaturas apresentadas junto ao TSE. A soma evidencia que houve apenas 1,6% de assinaturas da meta a ser alcançada.

Não houve assinaturas de apoio ao Aliança, por exemplo, no Acre, Amapá, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Pará, Roraima e Tocantins.

O Distrito Federal tem o maior número de assinaturas a favor da criação do Aliança: 1.444 pessoas assinaram.

Após essa baixa adesão, o Aliança desistiu de tentar disputar as Eleições 2020.

Veja os números nos estados, incluindo na Paraíba:

Rio Grande do Sul (1.337)

Santa Catarina (1.282), Paraná (1.196)

Mato Grosso do Sul (711)

Minas Gerais (697)

Amazonas (605)

Rondônia (209)

São Paulo (209)

Maranhão (139)

Rio de Janeiro (77)

Alagoas (75)

Paraíba (53)

 

clickpb

 

 

Sindicato dos Jornalistas lamenta decisão do deputado Wallber Virgolino de buscar assinaturas para CPI contra a imprensa

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba distribuiu nota pública em que “lamenta profundamente” a iniciativa do deputado estadual Wallber Virgulino (Patriotas), que anunciou a coleta de assinaturas para a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra a imprensa estadual, na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).

“A entidade entende que se o parlamentar tem queixas em relação à atuação de algum profissional ou veículo de comunicação deve citar os nomes e os fatos desabonadores cometidos por um ou outro para que sejam apurados no Conselho de Ética do Sindicato ou mesmo pela FENAJ [Federação Nacional de Jornalismo]”, pontua trecho da nota.

ENTENDA

Neste domingo (17), o deputado estadual se manifestou pelas redes sociais demonstrando descontentamento com alguns veículos de comunicação da Paraíba, que cometeram a chamada “barrigada” – jargão usado no meio jornalístico para configurar uma informação veiculada com erros graves – ao noticiar o seu envolvimento em confusão registrada em desfile de um bloco de Carnaval, na última sexta-feira (14), no Folia de Rua, em João Pessoa. O que, de fato, não aconteceu.

O parlamentar garantiu que buscará assinaturas entre os demais deputados para instalar a Comissão, denominada por ele como “CPI do Toco/Imprensa”. “Não é de hoje que os maus profissionais dessa área precisam de enquadramento”, escreveu.

Nesse item, o Sindicato dos Jornalistas endossa a fala do deputado e “repudia totalmente as práticas não condizentes com o Código de Ética e a responsabilidade social dos jornalistas e defende que estas sejam apuradas com amplo direito à defesa e, caso procedentes, punidas exemplarmente”.

Veja na íntegra a nota do deputado

 

Infelizmente, alguns sistemas de comunicação da Paraíba que se acostumaram com o dinheiro farto e fácil da CALVÁRIO, se transformaram num valhacouto de vagabundos inclinados a marginalizar quem não é marginal e a transformar corruptos em inocentes mediante paga.

Não sou de briga e se me virem agarrado com homem: são meus filhos. Sou adepto da teoria de que homem não se desmoraliza, não troco tapas, troco tiro!!!

Terça-feira irei começar a colheita das assinaturas para instaurar a CPI DO TOCO/IMPRENSA, não é de hoje que os maus profissionais dessa área precisam de enquadramento.

Terão que justificar contratos de pessoas jurídicas e físicas com entes públicos e o patrimônio incompatível com o que recebem.

Confira a nota do Sindicato dos Jornalistas:

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DO ESTADO DA PARAÍBA

NOTA

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba lamenta profundamente a iniciativa do deputado estadual Wallber Virgulino que anunciou a coleta de assinaturas para uma CPI da Imprensa da Paraíba. A entidade entende que se o parlamentar tem queixas em relação à atuação de algum profissional ou veículo de comunicação deve citar os nomes e os fatos desabonadores cometidos por um ou outro para que sejam apurados no Conselho de Ética do Sindicato ou mesmo pela FENAJ.

Por outro lado, o Sindicato repudia totalmente as práticas não condizentes com o Código de Ética e a responsabilidade social dos jornalistas e defende que estas sejam apuradas com amplo direito à defesa e, caso procedentes, punidas exemplarmente.

A DIRETORIA

 

Portal WSCOM

 

 

PB é o 2º do NE em assinaturas contra a corrupção em campanha apoiada pelo MPPB

ministerio publicoJá chegam a 800 mil assinaturas coletadas na ‘Campanha Dez Medidas Contra a Corrupção’, o equivalente a 53% da meta que é de 1,5 milhão. A Paraíba é o segundo estado da Região Nordeste e o oitavo do país com maior número de adesões, chegando a 25,9 mil assinaturas.

Em agosto deste ano, o Ministério Público da Paraíba (MPPB) aderiu à campanha e anunciou a arrecadação das assinaturas de apoio popular para os projetos de combate à corrupção.

Desde o mês de agosto, todas as Promotorias de Justiça do MPPB passaram a funcionar também como postos de arrecadação de assinaturas para a lista de apoio ao projeto de lei de iniciativa popular das ‘Dez Medidas Contra a Corrupção’.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O anúncio foi feito pelo procurador-geral de Justiça do MPPB, Bertrand de Araújo Asfora, ao receber em seu gabinete, em João Pessoa, a visita do procurador-chefe do Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba, Rodolfo Alves Silva.

“O Ministério Público é um só. Por isso a importância do apoio do Ministério Público da Paraíba a essa campanha desenvolvida pelo Ministério Público Federal”, ressaltava Bertrand Asfora, acrescentando:

“A participação da população paraibana é importante e dá respaldo ao nosso interesse de colaboração e de atuação para um país melhor e uma sociedade mais justa”.

O projeto das ‘Dez Medidas Contra a Corrupção’ dispõe sobre propostas legislativas para aprimorar a prevenção e o combate à corrupção e à impunidade. As medidas estão consolidadas em vinte anteprojetos de lei e buscam, entre outros resultados, evitar a ocorrência de corrupção.

A intenção é combater o enriquecimento ilícito; aumentar penas da corrupção e tornar hedionda aquela de altos valores; agilizar o processo penal e o processo civil de crimes e atos de improbidade; fechar brechas da lei por onde criminosos escapam, com a reforma dos sistemas de prescrição e nulidades; criminalizar caixa dois e lavagem eleitorais; permitir punição objetiva de partidos políticos por corrupção em condutas futuras; viabilizar a prisão para evitar que o dinheiro desviado desapareça; agilizar o rastreamento do dinheiro desviado; e fechar brechas da lei por onde o dinheiro desviado escapa, por meio de ação de extinção de domínio e confisco alargado.

A íntegra das medidas e suas justificativas e da campanha do MPF, que recebeu o apoio oficial do MPPB, também podem ser encontradas no site www.10medidas.mpf.mp.br. Essas propostas objetivam a transparência, a prevenção, a eficiência e a efetividade, além de evitar a ocorrência de corrupção.

As propostas do MPF são resultados da Portaria PGR/MPF 50, de 21 de janeiro de 2015, assinada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot. O documento permitiu a criação de comissões de trabalho compostas por integrantes da instituição, com o objetivo de encaminhar sugestões de mudança legislativa para implementação de medidas de combate à corrupção.

Após o lançamento das medidas em 20 de março de 2015, os cidadãos foram convidados a conhecer e avaliar as propostas de alterações legislativas para enviar sugestões. Depois de mais estudos e reformulações pontuais, os anteprojetos de lei foram entregues pelo MPF ao Congresso Nacional em 1º de junho.

“Dia D”

Para que a meta de 1,5 milhão de assinaturas possa ser alcançada, o “Dia D” da campanha acontecerá nesta quarta-feira (9), no ‘Dia Internacional de Combate à Corrupção’, quando acontecerão ações simultâneas em todo o Brasil.

Em João Pessoa, acontece a ‘3ª Feira Contra a Corrupção’, das 9h às 17h, no Largo do Ponto de Cem Réis, no Centro da capital paraibana, promovido pelo Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB), com a participação de vários órgãos de controle, como o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Durante a ‘3ª Feira Contra a Corrupção’, a população poderá fazer denúncias e responder uma pesquisa sobre a corrupção e os meios que o paraibano usa para se informar sobre os governos. Também haverá no local coleta de assinaturas para a campanha ‘Dez Medidas Contra a Corrupção’; acesso ao Portal da Transparência da Controladoria Geral da União (CGU); serviço de informação ao cidadão da Secretaria da Transparência Pública (Setransp); e atendimento ao cliente pela Receita Federal.

A abertura da Feira está prevista para as 9h, com a apresentação da Banda da Polícia Militar. Logo depois, a Controladoria Geral da União entregará um prêmio à aluna paraibana Zenaide Huana da Silva, classificada em segundo lugar no Concurso de Desenho e Redação da CGU, na categoria EJA.

Ela é estudante da Escola Municipal Professora Elizabeth Ferreira da Silva, de Cabedelo. A Secretaria Municipal da Educação de Cabedelo também fará uma homenagem à estudante.

No final do dia, haverá o balanço das atividades desenvolvidas pelos órgãos que integram o Focco-PB. O evento se encerrará às 16h, com apresentação da Banda do Exército.

Ainda nesta mesma quarta-feira (9), das 13h às 17h, no Auditório do MPT, localizado na Avenida Almirante Barroso, no Centro da capital, o Ministério Público Federal (MPF) estará fazendo a apresentação do Ranking de Transparência dos Municípios.

Assessoria

 

PT do B é acusado de falsificar assinaturas para registro de candidaturas-fantasmas na PB

fraudeA produção do Sistema Arapuan recebeu uma denúncia de falsidade ideológica contra o partido PT do B da Paraíba. De acordo com Vamberto Lima, sua esposa, Analice Lima, teve sua assinatura falsificada para ter o nome colocado como deputada estadual do partido. A farsa só foi descoberta quando eles receberam uma notificação do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) solicitando a prestação de contas de campanha.

Vamberto explicou que sua esposa era filiada ao partido desde 2011, onde constava na documentação sua assinatura original, porém outras três assinaturas (falsas) foram utilizadas para preencher a candidatura a deputada estadual. Ele explicou que foi procurado pela assessoria de um deputado do partido, solicitando a regularização da filiação da esposa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O casal procurou o partido que afirmou que a candidatura foi um erro, mas a esposa corria o risco de ser processada por não prestar contas. No documento, consta que ela tinha R$ 1 milhão disponível para a campanha que não existiu. “Alguém pegou esse dinheiro”, afirmou.

“O PT do B disse que o dinheiro era para o partido, mas foi para algum lugar”, diz.

De acordo com Vamberto, o partido não deixa falar com o deputado envolvido e os assessores afirmam que o documento já está no TRE.

Outra questão levantada foi o fato de a candidatura ter sido indeferida pelo TRE-PB e o partido recorreu no Tribunal Superior Eleitoral para garantir a candidatura.

No TRE, o casal conseguiu a documentação completa de pedido de registro de candidatura e no mesmo momento a mulher, que sofre de pressão alta e diabetes, passou mal e por isso não teve condições de dar entrevista.

Além disso no Tribunal também há um segundo processo de outra pessoa na mesma situação. O TRE se encarregou de encaminhar o caso de Analice para a Polícia Federal que deve pedir o exame da caligrafia para constar se houve ou não fraude.

Marília Domingues / Washington Luiz

 

Governo alerta municípios sobre prazo de entrega das assinaturas do Movimento Saúde +10

waldsonO Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), está alertando os municípios para o prazo de entrega das assinaturas coletadas pelo Movimento Saúde + 10. No dia 20, será a data final para o envio das assinaturas para o Conselho Nacional de Saúde. Nesta quarta-feira (10), será o Dia Nacional de Mobilização pela coleta de assinaturas. Para a aprovação do projeto são necessários 1,5 milhão de assinaturas em todo o país. A Paraíba terá que colher no mínimo 30 mil.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O Movimento Nacional foi aderido aqui na Paraíba pela Secretaria de Estado da Saúde, Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), Conselho Estadual de Saúde, Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) e Gerências Regionais de Saúde. Os secretários municipais de saúde e os gerentes regionais já receberam todo o material necessário para coleta de assinaturas que serão utilizadas em um projeto de lei de iniciativa popular.

O Saúde + 10 tem como finalidade lutar contra perdas financeiras que o setor da saúde vem enfrentando nos últimos anos. O objetivo é assegurar o repasse de 10% das receitas correntes brutas do Governo Federal, aprovadas na emenda 29 para a saúde pública brasileira, entendendo a necessidade da definitiva priorização da saúde pelo Governo Federal. A Emenda 29 foi aprovada há mais de dez anos e, no ano passado, foi regulamentada. Com isso, a União tem que repassar 10% da Receita Bruta, o Estado 12% e os municípios 15% para a saúde.

O secretário de Estado da Saúde, Waldson Souza, pede o envolvimento de todos os gestores da saúde, para que a meta de assinaturas na Paraíba seja alcançada “Esse é um movimento nacional de grande importância para a saúde pública. Com a aprovação da iniciativa, o Estado terá acréscimo de receita de no mínimo R$ 800 milhões e, consequentemente, poderá oferecer melhores condições para formação e qualificação de profissionais, melhores salários, além de ofertar equipamento e serviços com tecnologia e de qualidade”, comentou.

As assinaturas devem ser entregues no Conselho Estadual de Saúde da Paraíba com o presidente do Conselho, dr. Eduardo Cunha. O telefone do Conselho é o (083) 3218-7365 ou na 1ª Gerência Regional de Saúde. As listas serão encaminhadas para a Secretaria de Estado da Saúde, por meio das 12 Regionais. A Secretaria de Estado da Saúde encaminhará as listas ao Conass, em Brasília, para se somar às demais listas do país.

Orientações – Para que a lista de assinaturas tenha validade é obrigatório que o cidadão informe os dados do título de eleitor, porque a Lei federal nº 9.709, de 18 de Novembro de 1998, que dispõe sobre plebiscito, referendo e iniciativa popular, em seus Artigos 13 e 14, define o que é a iniciativa popular e os requisitos legais para sua efetivação, dentre eles a informação do número do título de eleitor, zona e seção.

Secom-PB

Marina vem à Paraíba nesta terça e quer coletar 20 mil assinaturas na PB

A ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente chega a João Pessoa nesta terça-feira (18), onde participará de uma plenária para divulgar e tirar dúvidas da população a respeito do Movimento Rede Sustentável, que pretende criar partido de mesmo nome. Para conseguir registro junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é necessário que o partido colete 500 mil assinaturas de apoio ao projeto. Na Paraíba, a meta é alcançar 20 mil assinaturas.

Marina Silva“Já conseguimos pouco mais de 9 mil assinaturas na Paraíba. Queremos passar das 20 mil assinaturas”, contou o organizador do movimento no Estado, o advogado Hilário Júnior, em entrevista, nesta segunda-feira (17), ao programa radiofônico Correio News (Jovem Pan).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo ele, mesmo tendo se encerrado a data (15 de junho) estabelecida pelo movimento para coletar as assinaturas, os eleitores que ainda não assinaram o projeto poderão aderir o movimento, pois o recolhimento das assinaturas continuará.

Hilário Júnior esclareceu que a plenária será uma “oportunidade das pessoas, que se identificam com a as ideias e a trajetória de Maria, de estar com ela. Este é momento de dialogar com Marina, fazendo perguntas para compreender melhor a Rede Sustentabilidade”.

A plenária acontece nesta terça, às 16h30, no Hotel Xênius, em João Pessoa. Antes, Marina concede entrevista coletiva à imprensa, no mesmo local.

A Rede Sustentabilidade é uma nova agremiação política proposta pelas ex-candidatas à presidência da República Marina Silva e Heloísa Helena. Na Paraíba, políticos como o governador Ricardo Coutinho (PSB) e senador Cássio Cunha Lima já assinaram o projeto em apoio a criação do partido.

Hilário Júnior afirmou que o objetivo do movimento é conseguir 800 mil assinaturas e até o momento foram coletadas pouco mais de 700 mil. “Além da coleta de assinatura, existe uma parte burocrática que temos que vencer. Levaremos a Justiça a Eleitoral e sempre há uma perda de 20 %, que verifica se foi o eleitor que assinou, por isso queremos passar das 800 mil assinaturas”, explicou.

Marina Silva participará também, na quarta-feira (19), às 10h, de evento no auditório do CCS (Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional). Este evento dá continuidade ao ciclo de atividades promovidas pelo Instituto UFPB de Desenvolvimento da Paraíba, com o intuito de debater ações que visem à promoção do desenvolvimento no nosso estado. Na ocasião, será debatida a interação necessária entre Desenvolvimento e Sustentabilidade, como forma de fomentar a redução do impacto ambiental.

 

Naira Di Lorenzo (Foto: Reprodução/Internet)

Por: Diário de Araruna

Filho de Herzog vai entregar petição com 50 mil assinaturas contra presidente da CBF

Nos próximos dias, a direção da Confederação Brasileira de Futebol vai receber uma petição que cobra a saída de José Maria Marin da presidência da entidade, informou O Estado de S. Paulo, nesta quinta-feira (22/3). O abaixo-assinado online já reuniu mais 50 mil apoiadores.
Crédito:Divulgação
Presidente da CBF é acusado de ter denunciado o jornalista Vladimir Herzog para a ditadura
O organizador do protesto, Ivo Herzog, alega que em razão do envolvimento de Marin com a ditadura militar, o presidente da CBF não tem condições de permanecer no cargo. “Ter Marin à frente da CBF agora é como se a Alemanha tivesse permitido um membro do antigo partido nazista ter organizando a Copa de 2006”, diz.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ivo é filho do jornalista Vladimir Herzog, assassinado em 1975, nas dependências do DOI-CODI. Na época do crime, Marin era deputado estadual, filiado à antiga Arena, partido que dava sustentação política à ditadura.
Marin pediu providências às autoridades em relação à atuação de supostos militantes de esquerda na TV Cultura, no dia 9 de outubro daquele ano. No mesmo mês, Herzog, funcionário da emissora, foi preso e morto.
A petição, que começou a circular no dia 19 de fevereiro, ganhou mais assinaturas nos últimos dez dias. De acordo com Ivo, a onda aumentou com a reação de Marin, que se defendeu recentemente das acusações contra ele.
Portal IMPRENSA

Igreja Universal recolhe cerca de 34 mil assinaturas para o SOS Seca

igreja-universalA Campanha ‘SOS Seca Paraíba’ conseguiu coletar, em parceria com a igreja Universal do Reino de Deus, cerca de 34 mil assinaturas para o abaixo assinado que será entregue à Presidência da República com a solicitação de ações emergenciais e duradoras nas áreas atingidas pela seca. A ação foi lançada  pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) e vem conseguindo a adesão de diversas representações da sociedade civil organizada e da comunidade acadêmica e estudantil.

A parceria firmada entre a igreja Universal e a ALPB para realizar um trabalho de mobilização entre os fiéis e a população em geral tem sido bastante positiva em todo o Estado. Até o momento, já foi conquistada mais da metade da meta proposta pelos representantes da instituição.

Segundo o deputado Jutay Meneses (PRB), que também é pastor, o objetivo dos integrantes da igreja é coletar aproximadamente 40 mil assinaturas. O parlamentar disse ainda, que o trabalho realizado deve ser concluído até o fim desta semana.

“Nós já recolhemos mais de 34 mil assinaturas, a maioria em João Pessoa e Campina Grande. Pretendemos concluir este trabalho até o final desta semana e é importante que toda a sociedade esteja envolvida, pois esta não é uma ação política direcionada e sim uma ação humanitária”, destacou Jutay Meneses.

A Campanha SOS Seca Paraíba tem promovido uma grande mobilização popular desde que foi lançada, no dia 15 de janeiro deste ano, com o objetivo de cobrar medidas estruturantes de convivência com a seca.

Além do documento colhido em formulário de papel, os interessados em participar podem confirmar o seu apoio à campanha através do abaixo assinado na internet pelo endereço: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=Sosseca.

Assessoria

Solânea colhe assinaturas para o S.O.S Seca com arte e cultura na feira livre

 

sosA campanha S.O.S Seca chegou à cidade de Solânea e já esta nas ruas colhendo assinaturas das pessoas para o abaixo-assinado na perspectiva de mobilizar as pessoas alegando a urgência da falta d’água na região.

Nessa manhã de sábado dia 09 de fevereiro, as pessoas foram surpreendidas com muita arte e cultura na feira livre, um momento de descontração e muita cultura enfatizando a seca e despertando a população acerca do problema da falta d’água que nos assola.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A Prefeitura municipal de Solânea abraçou essa causa e esta trabalhando junto à Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, para colher o máximo de assinaturas possíveis e entregar a presidente Dilma Rousseff na sua vinda à Paraíba, prevista para o mês de março, para as devidas providencias no ato da reinvindicação.

A coordenadoria Municipal de Cultura com o lema “Pela cultura nos alcançaremos” em parceria com a Cia. Artística FascínART, fizeram toda programação cultural do evento, teve teatro de rua, cordel, musica e dança entre outras atrações que encantaram os feirantes e sensibilizaram os mesmos acerca do problema.

Esteve presente no evento, representando a assembleia Legislativa, Bolinha; o radialista da radio Correio da Serra FM, Lindomarques Silva; o coordenador de eventos do Município, Neo; a companhia artística FascinART e o Coordenador Municipal de cultura, Tiago Salvador.

E a campanha continua pelas ruas, participe você também.

Vamos juntos, rumos à mobilização reivindicando o direito pela vida!

sos1

sos2

sos3

 

 

Tiago Salvador

Coodenador Municipal de Cultura

Solânea- PB

Focando a Notícia

 

 

Mais de 1 milhão de assinaturas: Famosos apoiam campanha online para impeachment de Calheiros

RenanO brasileiro tem fama de ser um povo pouco politizado. Porém, nos últimos dois dias, a política anda movimentando a comunidade online. Os internautas estão utilizando o site Avaaz – uma plataforma de mobilização social – para conseguir o impeachment do atual presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Artistas e humoristas também entraram na campanha, divulgando a petição, que já conta com mais de um milhão de assinaturas.

Marco Luque e Felipe Andreoli, do CQC, são alguns dos que estão incentivando a campanha no Twitter. O ator Bernardo Falcone, que interpretou Téo, em “Rebelde”, também apoiou a causa em sua conta na rede social.

Foto: Internet / Reprodução
Foto: Internet / Reprodução

Para ser enviado ao Senado e à Presidência da República, o abaixo-assinado precisa de pelo menos 1,3 milhão de assinaturas – esse número é referente a 1% do eleitorado brasileiro, a quantidade de pessoas exigida para passar projetos oriundos de iniciativa popular.

Extra Online