Arquivo da tag: Artes

Gastronomia e artes são atrações da 49ª Feira Paraíba Agronegócios

Programação da praça gastronômica do evento já está definida. Haverá apresentação de quadrilhas, trio de forró pé-de-serra, oficina de artes plásticas, entre outras atividades

gastronomiaGastronomia, música, artesanato e artes serão as atrações da praça de alimentação da 49ª Feira Paraíba Agronegócios, que acontecerá de 18 a 25 de setembro, no Parque de Exposições Henrique Vieira de Melo, em João Pessoa. A programação do espaço é gratuita e terá início às 16h e seguirá até às 22h.

De acordo com a gestora de Turismo do Sebrae Paraíba e coordenadora do espaço, Regina Amorim, estão programadas a participação de 12 foodstrucks, exposição de artesanato e de produtos de fabricação artesanal, apresentações culturais e oficina com o artista plástico Tito Lobo. “Ao longo de oito dias, teremos uma variada programação para toda a família. Um dos destaques é a pintura coletiva da tela ‘Boi Bumbá’ de Tito Lobo, que tem 4 m x 1,5”, explicou Regina Medeiros.

No espaço, estão programadas as apresentações do grupo Luar da Minha Terra (24 de setembro, às 16h), da cidade de Remígio, e do projeto Quadrilhando Itinerante (24 de setembro, a partir das 20h), de Campina Grande. Regina Amorim explicou que o Quadrilhando é uma atividade criativa com foco na produção associada ao turismo fruto da ideia coletiva de 12 quadrilhas juninas espetáculo, filiadas à Associação de Quadrilhas Juninas de Campina Grande (Asquaju), que unidas apresentam ao longo de todo o ano o espírito dos festejos juninos da Paraíba.

A gestora de Turismo do Sebrae Paraíba disse ainda que o evento será uma oportunidade para os visitantes conhecerem diversas atividades de produção associada ao turismo. “Os melhores serviços de foodtruck vão estar lá, para atender a todos os gostos e hábitos alimentares, inclusive vegetarianos. Teremos produtos artesanais (doces, pimentas, biscoitos), show de tango, Trio de Forró Pé de Serra, Jazz, Desfile de Moda, Banda de Circo e muitas outras atrações”, destacou.

A Feira – A 49ª Feira Paraíba Agronegócios deve reunir um público de 15 mil pessoas e gerar negócios em torno de R$ 4 milhões, entre os dias 18 e 25 de setembro. Durante a feira, cerca de 800 produtores rurais deverão participar das oficinas e palestras nas áreas de aquicultura, apicultura, ovinocaprinocultura, avicultura, empreendedorismo e cachaça, que serão oferecidas pelo Sebrae. O Senar e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB-PB) também oferecerão capacitações.

O evento vai apresentar cerca de 1,7 mil animais de várias raças e estados brasileiros, entre caprinos, ovinos, bovinos e cães. Haverá comercialização de produtos, serviços e animais. Durante a feira, também serão realizadas a IV Exposição Nacional de Cabras Leiteiras, o Campeonato Nordestino de Cavalo Mangalarga Marchador, a III Copa Paraíba – Competição de Cães Agility, além dos leilões de animais. O primeiro será de caprinos e ovinos, depois será a vez do Leilão de Gado Sindi – Pompeu Borba e, por fim, a Emepa realiza o leilão de gados Gir, Guzerá e Sindi.

UNIDADE DE COMUNICAÇÃO E MARKETING
SEBRAE PARAÍBA

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Bananeiras: Alunos da Escola Municipal de Artes levam instrumentos da Camerata para estudarem música em casa

CAMERATAIntegrantes da Escola Municipal de Artes (EMA), que fazem parte da Camerata de Cordas de Bananeiras, receberam no último sábado, 18 de abril, os instrumentos musicais da Camerata de Cordas, para praticarem música em casa.

A ideia é fazer com que a prática constante aprimore ainda mais a atividade musical dos envolvidos no projeto, como citou Jucinaldo Pereira, Coordenador do projeto Camerata de Cordas. “Com os instrumentos musicais em casa, eles vão poder se aperfeiçoar cada vez mais.” Informou.

Para Jucinaldo o resultado do trabalho com música, tem sido super positivo, e que o avanço dos estudantes é significativo e surpreendente.

A articuladora da conquista dos instrumentos, empresária e ex-secretária de cultura e turismo do município, Mirian Trindade, considera que a Camerata é um grande passo para construção da cidadania na vida das crianças e jovens. Disse estar acompanhando com muita alegria o avanço das crianças, jovens e adolescentes que fazem parte do projeto. “A satisfação é imensa”. Afirmou.

O projeto da Escola Municipal de Artes, envolve mais de 150 crianças e jovens, em sua maioria, da zona rural. A Camerata de Cordas conta com 15 alunos, e a estrutura de; 6 violinos, 6 violoncelos e 3 violas.

O Ministério Público do Trabalho da Paraíba é o principal parceiro do projeto de Camerata de Cordas.

Assessoria

Tião acusa Cássio de acabar Festival de Artes e fechar Bruxaxá

ricardoO deputado estadual Tião Gomes, presidente do PSL na Paraíba, disse que a cidade de Areia foi esquecida durante os sete anos de gestão do PSDB. Ele ainda acusou o ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) de ter sido o principal responsável pelo fechamento do Hotel Bruxaxá e de ter negado apoio financeiro ao Festival de Artes de Areia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“O Hotel Bruxaxá só fechou por causa de omissão de Cássio, que não governou a Paraíba, nem fez nada por Areia”, disparou Tião. “Cássio não ajudou o Festival de Artes quando podia. Muito pelo contrário, ele prejudicou quando decidiu não investir num evento cultural tão importante para Areia e para a Paraíba”, completou o deputado.
Tião aproveitou para destacar que foi a partir da gestão do governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição pela coligação “A Força do Trabalho”, que a realidade mudou e município de Areia passou a receber obras e grandes investimentos.
“Ricardo governa com um olhar também para os municípios pequenos, mais pobres. Ele acabou com aquela lógica de só se investir nas grandes cidades. Com Ricardo, as cidades menores passaram a ter oportunidade de crescer e se desenvolver, tanto economicamente como socialmente”, destacou Tião, que ao lado de Ricardo, participou de um comício em Areia.
 
Bananeiras Online com ParlamentoPB

Grafiteiro Ricardo Tatoo integra Festival de Artes de Areia

Ricardo-TatooO grafiteiro Ricardo Machado (Ricardo Tatoo) vai ministrar a oficina Graffiti Stencil, Arte Urbana e Criação, que acontece na programação do 15º Festival de Artes de Areia. O evento é promovido pelo Governo da Paraíba, entre os dias 14 e 20 de julho. A capacitação integra a categoria Laboratório de Experimentação em Artes. O edital de seleção de propostas inscreve interessados até 2 de junho. O documento e seus anexos estão disponíveis em:www.paraiba.pb.gov.br/cultura/festivaldeareia.

No total, a linguagem Artes Visuais seleciona vinte propostas, distribuídas em quatro categorias: Laboratório de Experimentação; Exposição de Fotografia; Exposição Multimídia/Digital; e Mural Coletivo de Graffiti.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Além dos artistas convidados, a programação desta edição contará com as 70 propostas selecionadas através doedital distribuídas entre oficinas, shows, cortejos, apresentações, performances, intervenções, espetáculos, exposições, palestras, mostras, encontros e outras atividades de formação artístico-cultural.

Ricardo Tatoo – Formado em programação visual pela Universidade Mackenzie (SP) e pós graduado em Direção de Arte, no Centro Universitário de Belas Artes de São Paulo. Ricardo deu seus primeiros passos grafitando pelas ruas da capital paulista, na década de 1980, e foi um dos primeiros artistas a atuar com o Stencil Graffiti no Brasil. Seu trabalho já foi exibido em galerias de arte, intervenções públicas e privadas tanto no país quanto no exterior. Como diretor de arte, desenvolveu a linguagem visual para importantes marcas de moda, como a Cavalera, Vision Streetwear, Forum e Triton, campanhas, desfiles e eventos musicais. Pautado por essa colagem urbana, o artista se movimenta produzindo uma arte que transita entre a moda, a música e a cenografia.

A partir de 2008, os projetos do artista ligados à cidadania, revolução pela educação e conceitos de direção e arte são aplicados na linguagem da arte urbana. A proposta é se aprofundar nos estudos da arte para todos e na arte como movimento contemporâneo de reflexão e manifesto brasileiro. O manifesto antropofágico, a cultura de massa e suas ferramentas de propaganda, o deboche, o questionamento, a cultura, o convívio em grandes meios de circulação, seja urbano ou virtual, são as plataformas de trabalho de Ricardo Tatoo.

 Governo do Estado

Reunião define detalhes do Festival de Artes e da Rota Cultural Caminhos do Frio

adrianoO secretário de Cultura e Turismo de Areia, Adriano Nunes e o Adjunto de Turismo e Eventos, Cláudio Gomes participaram de reunião na sede da PBTur, em João Pessoa, para definir os detalhes de mais uma edição da Rota Cultural Caminhos do Frio, e também projetar as atrações do Festival de Artes desse ano.

Para este ano, o XV Festival de Artes de Areia permanece integrado a Rota Cultural Caminhos do Frio. Areia será a primeira cidade a receber o evento, com o Festival sendo realizado entre os dias 14 e 20 de julho. E, em seguida, acontece as cidades de Pilões, Solânea, Serraria, Bananeiras, Alagoa Nova e Alagoa Grande, seguindo até o dia 31 de agosto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Areia tem a missão de abrir a Rota Cultural deste ano e também trará uma nova roupagem para o festival de Artes desse ano, com algumas novidades e foi isso que tratamos. Para 2014 teremos uma festa bonita, organizada e que promete movimentar o turismo do brejo durante todos os dias de festa”, destacou Nunes.

Estiveram presentes o Secretário de Estado da Cultura, Chico César, a Secretária Executiva, Amazile Vieira, a presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, e os representantes dos municípios que hoje compõem o Fórum, Alagoa Grande, Alagoa Nova, Areia, Bananeiras, Pilóes, Serraria e Solânea, além da presidente do Fórum, Fernanda Melo.

As atrações ficaram para ser divulgadas no próximo encontro. Por enquanto foi definido apenas o tema, a data e a nova roupagem da Rota Cultural que terá um cenário padrão para todas as cidades.

A Rota Cultural Caminhos do Frio é um evento expressivo para o Brejo paraibano, divulgando a região e concentrando um forte fluxo turístico, gerando renda e ampliando o acesso à cultura. Com caráter histórico, o Festival de Artes de Areia chegará a sua décima quinta edição, tendo sido retomado em 2011, depois de anos de descontinuidade.

Os dois eventos descentralizam o alcance das ações promovidas pela Secult-PB em parceria com as gestões municipais, além de fortalecer a cultura na região a partir de uma programação multicultural, envolvendo diversas linguagens artísticas, oficinas e palestras, mostras, shows e espetáculos.
Confira as datas previstas para a Rota Cultura Caminhos do Frio e o XV Festival de Artes de Areia:

14 a 20 de julho – Areia

21 a 27 de julho – Pilões

28 de julho a 3 de agosto – Solânea

4 a 10 de agosto – Serraria

11 a 17 de agosto – Bananeiras

18 a 24 de agosto – Alagoa Nova

25 a 31 de agosto – Alagoa Grande

 

Assessoria PMA 

Lutador de artes marciais sai para treinar com técnico e morre afogado em açude da Paraíba

Reprodução/RenatoDiniz
Reprodução/RenatoDiniz

Um jovem, praticante da arte marcial denominada ‘muay thai’, morreu na manhã deste sábado (23), após entrar em um açude, na cidade de São Sebastião de Lagoa de Roça, região metropolitana de Campina Grande, a 107 quilômetros de João Pessoa.

De acordo com informações da família, Talles Damásio, de 17 anos, havia saído de casa, como de costume para correr com o treinador e, após o exercício, a dupla resolveu tomar banho em um açude do município.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Repentinamente, Talles pediu socorro ao treinador, pois estava se afogando, no entanto, não houve tempo do técnico se aproximar da vítima. O professor ainda pediu ajuda a um pescador que estava no local, mas o corpo do jovem já havia afundado.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e ao chegar na localidade, realizou buscas e conseguiu remover o corpo de Talles da água. A suspeita é de que a vítima tenha sentido câimbras e por isso, não conseguiu estabilidade para nadar no açude.

O corpo do lutador foi encaminhado ao Departamento de Medicina Legal (DML), em Campina Grande.
 Pollyana Sorrentino com informações de Ana Paula Araújo, TV Correio HD

Circo, música eletrônica e poesia animam Festival de Artes de Areia

circoCirco, música eletrônica, performance e poesia marcaram a terceira noite do 14º Festival de Artes de Areia, nessa quarta-feira (31). A programação ocorre paralelamente à Rota Cultural Caminhos do Frio, que promove atividades culturais e turísticas em seis cidades do Brejo, incluindo Areia, sede do Festival…

O público lotou o circo armado no polo ‘Armaria Mainha’ e se divertiu com os palhaços do grupo de teatro Bastet, do Estado de Goiás, com o show “Vamos a la Praia”. No polo ‘Vagaluminosas’ houve sarau poético com Suzy Lopes e o DJ Guirraiz, ambos de João Pessoa. A atriz interpretou Maria Bonita e recitou poemas em homenagem às mulheres, tema central do Festival “Paraíba Feminina de Cultura – Mulher é Arte”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

As violeiras Soledade e Minervina, de Alagoa Grande, empolgaram a plateia com o repente. A última atração da noite se apresentou no polo ‘Senhora Cena’ que funciona no Teatro Minerva. No local, o público prestigiou o espetáculo “Pode ser que seja só o leiteiro lá fora”, do grupo de teatro da Poli (SP).

A abertura oficial do 14º Festival de Artes de Areia acontece nesta quinta-feira (1º), às 22h, com a presença do governador Ricardo Coutinho. O evento termina no domingo (4), ao meio dia.

A programação completa do 14ª edição do Festival de Artes de Areia está disponível no site do evento (www.festivaldeareia.pb.gov.br). Além das notícias, informações sobre o deslocamento, localização, telefones úteis, hospedagem e atividades artísticas.

PB Acontece

Professores de artes marciais na PB alertam para o risco de treinar sozinho

artes-marciaisEsportes que exigem contato devem ser praticados sob supervisão e orientação profissional, conforme alertam professores de artes marciais da Paraíba após a morte de um adolescente de 17 anos em Sobrado, Zona da Mata paraibana. A Polícia Civil investiga se a morte aconteceu por conta de uma luta informal na tarde da terça-feira (23).

Segundo o professor de judô Ricardo Pessoa, o primeiro cuidado que quem quer lutar artes marciais deve ter é o de procurar uma academia registrada com professores qualificados e registrados na federação estadual do esporte. “O profissional vai saber como orientar. Ele tem consciência de que lesões o esporte pode causar e, assim, vai saber como prevenir acidentes”, explicou Ricardo, que é faixa preta de judô desde 1998.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A arte marcial é um esporte como qualquer outro e tem que ser tratado com seriedade. Se a pessoa treinar de forma clandestina, em casa, o risco de acidente é grande e existem golpes que podem ser muito nocivos se o esporte for praticado sem responsabilidade”, disse.

Ricardo ainda enfatizou que quem quer treinar MMA (uma luta que inclui técnicas de várias modalidades) deve ter ainda mais cuidado, uma vez que é uma arte marcial com menos regras de segurança. “O professor que ensina tem que entender de fisiologia humana. A pessoa não pode ver na TV e querer praticar sem responsabilidade”, orientou o professor.

Rafael Fonseca, que é professor de MMA, concorda com Ricardo. “Não é só chegar e colocar um par de luvas. Praticar um esporte de luta demanda a orientação de um professor de educação física, faixa preta em alguma arte marcial. Com certeza eles estavam lutando errado”, alertou.

Além disso, o atleta tem que ter uma preparação física antes de começar a treinar, conforme explicou Rafael. Isso deve acontecer porque, quando alguém começa a praticar uma luta, ele não é condicionado àquilo.

“Com o meu pessoal, na minha academia, os professores fazem curso de primeiros-socorros antes de começar a dar aula. A gente nunca sabe quando pode acontecer um acidente”, declarou Rafael, que, além de faixa preta em jiu-jitsu e educador físico, é socorrista.

Entenda o caso
Segundo o delegado Fred Magalhães, responsável pelas investigações, o rapaz acompanhado de mais dois, de 14 anos, lutavam MMA quando desmaiou e foi levado para o Hospital Regional de Sapé, também na Zona da Mata do estado. De acordo com o delegado, a equipe médica ainda tentou reanimar a vítima, mas não obteve sucesso. Uma ‘gravata’ teria causado a morte.

O delegado explicou que caso o laudo do Instituto de Polícia Científica (IPC), previsto para sair em até 15 dias, aponte o golpe como a causa da morte, os adolescentes serão autuados por “infração semelhante a homicídio culposo”, quando não há intenção de matar. As investigações dão conta de que o grupo se reunia todo fim de tarde, há cerca de seis meses, para lutar.

“Contra os adolescentes que estavam brincando com a vítima, não há nenhum tipo de infração que já tenham cometido. Creio que eles não tiveram a intenção da matar o rapaz. Todos se conheciam desde a infância e eram muito amigos”, disse Magalhães, que informou ainda que a morte do adolescente foi descoberta pela polícia “por acaso”.

Parentes contaram à polícia que a vítima não tinha histórico de doenças cardíacas o similares. “Esses relatos aumentam ainda mais a possibilidade de a luta ter provocado a morte do adolescente. No entanto, é bom pontuar, só o laudo é que vai afirmar o que causou a morte dele”, ressaltou.

 

G1 PB

Caminhos do Frio sedia Festival de Artes de Areia com 138 atrações

 

Com programação multicultural  traz artistas de todo o Brasil.
Credito Augusto Pessoa
Credito Augusto Pessoa

A segunda parada da Rota Cultural Caminhos do Frio, na microrregião do Brejo paraibano, é na cidade de Areia, de 29 de julho a 4 de agosto, com a realização do  14º Festival de Artes de Areia.  A programação foi anunciada nesta sexta(19), em coletiva de imprensa com o Secretário de Cultura da Paraíba e o Prefeito de Areia, Paulo Gomes.

Sob o tema “Paraíba Feminina de Cultura”, o evento abordará o universo feminino a partir de diversos olhares, colocando em destaque o protagonismo das mulheres na política, nas artes e na sociedade em geral. A escolha do tema tem o objetivo de pôr em destaque o papel das mulheres, artistas ou não, para o desenvolvimento do pensamento e das expressões contemporâneas, o aprofundamento da política e a conquista de espaços.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De caráter multicultural, o Caminhos do Frio juntamente com o festival de artes ofertarão 138 atividades, distribuídas em oito linguagens artísticas, contemplando artes visuais, audiovisual, circo, cultura popular, dança, literatura, música e teatro. Irão compor a programação, shows, espetáculos, mostras, cortejos, vernissages, mesas redondas e oficinas. Além da programação artística, o evento ainda contará com atividades voltadas a debater outras áreas da cultura, como Arte Contemporânea, Economia Criativa e Cidadania Feminina.
Música
Este ano, o Caminhos do Frio vai oferecer ao público, duas grandes artistas de reconhecimento nacional e internacional, Zélia Duncan e Zizi Possi. Além destas, outros grupos e artistas regionais se apresentarão, como Sandra Belê (Zabelê), Lucy Alves (João Pessoa), Eleonora Falcone (João Pessoa), Sex On The Beach (Campina Grande), A Troça Harmônica (João Pessoa), Camerata Philipéia (João Pessoa) e Dusouto (RN).
Dança
A programação de dança será um verdadeiro encontro dos vários pensares da linguagem do corpo, inclusive no tocante às políticas culturais. Um espaço de destaque é a mesa-redonda “Políticas culturais para dança: o papel dos fóruns, redes associativas e associações de classe”, com personalidades influentes do cenário regional e nacional, como Liana Gesteira (PE). Ainda serão ministradas duas oficinas, uma com Valéria Vicente, pesquisadora de dança popular e contemporânea, e outra com Isabel Marques , sobre as interfaces da dança e a educação. A mostra de espetáculos traz ainda a performance Playlist, do coletivo Movasse (MG), entre outros grupos nacionais e regionais.
 
Audiovisual
A programação de cinema conta com a exibição dos longas-metragens: Elena (2012), dirigido por Petra Costa, (SP) e Eles Voltam (2013), de Marcelo Lordello (PE). Também será realizada a Mostra de Cinema Paraibano, com 8 curtas selecionados através de edital público, e uma Mostra de Cinema Infantil, com a exibição de 11 curtas-metragens nacionais. A área terá uma Oficina de Capacitação Audiovisual para Jovens, com módulos sobre: Produção de Audiovisual, Fotografia para Cinema, Atuação, Roteiro e Direção e Realização de Curtas-Metragens.
Cultura Popular
A Mostra de Cultura Popular será o palco da troca de experiências dos grupos que praticam as tradições de alguma etnia. Na Paraíba, são mais divulgados os cocos de roda, pífanos e reisados, daí a preocupação de oportunizar ao grande público um evento que possa divulgar também as demais manifestações populares da dança, música, teatro e literatura de cordel, mostrando seus valores, sentimentos e expressões. A programação conta com um cortejo, na abertura do Festival, e os grupos Samba de Lata de Tijuaçu (BA), Coco de Roda – Grupo de Tradições Folclóricas Moenda (Areia – PB), Capoeira Angola Palmares (Areia – PB), Sanfona Fest (Areia – PB), Grupo do CRAS (Borborema – PB), Grupo de Xaxado FUNAD (João Pessoa – PB), além de oficinas de artesanato, culinária e cordel.
Teatro
A programação de Teatro contará com nomes de impacto nacional e internacional, como a atriz Denise Stoklos, que apresentará o monólogo intitulado “Preferiria Não?”, a Cia XIX de Teatro, que apresentará o espetáculo “Hysteria”, e o Grupo de Teatro da Poli (SP), com o espetáculo “Pode Ser que Seja Só o Leiteiro Lá Fora”, entre outras atrações regionais. Serão realizadas três oficinas: Teatro Experimental, Teatro Escambo e a oficina Hysteria, com o Grupo XIX de teatro, voltadas a artistas iniciantes e profissionais.
Circo
A programação circense contará com a presença da atriz e palhaça Andrea Macera (SP), intergarnte do Grupo Barracão Teatro (SP) com a apresentação “A Julieta e o Romeu”, Cia Animè (PE) com “As Levianas”, além do Grupo Bufões de Olavo (João Pessoa – PB), Caravana Tapioca (PE), Cia. Circo Rebote (DF) e o Grupo de Teatro Bastet (GO). A proposta conta ainda com as oficinas: Escola de Palhaças, com Andréa Macera, e a oficina de Palhaços para Iniciantes da Cia Animè.
Artes Visuais
A programação tem como exposição principal a arte da ceramista Maria dos Mares, maranhense radicada na Paraíba. Além de debate com os professores José Rufino e Madalena Zaccara sobre a obra de Pedro Américo. A proposta conta ainda com três oficinas: uma ministrada pelo coletivo paulista Aluga-se, cujo resultado irá compor a exposição do festival; uma Oficina de Grafite, com a grafiteira carioca Panmela Castro; e o projeto Pavilhão Lambe-lambe, do fotógrafo Ricardo Peixoto, que levará uma oficina de fabricação de câmeras fotográficas para crianças e palestras sobre a história da fotografia. Ainda haverão três exposições fotográficas, três instalações multimídia/arte digital e um mural coletivo com o tema: Paraíba Feminina.
 
Literatura
A programação da área de Literatura com saraus, recitais, mesas-redondas e lançamentos de livros. Ainda contará com oficinas literárias de contação de histórias, fanzine e poesia, com destaque para a oficina Poesia Encenada, com a atriz Elisa Lucinda (ES). Os lançamentos de publicações terão o apoio da EduEPB (Editora Universitária da UEPB) e do Jornal A União, que lançará o livro Uma Viagem no Tempo, comemorativo dos 120 anos do periódico. Além desses, outros escritores locais lançarão suas publicações.
Pólos do festival
O Festival contará com 15 pólos, que abrigarão toda a programação, interagindo com os prédios e espaços históricos da cidade de Areia, ocupando e ressignificando os lugares que, por vezes, o cotidiano torna comum. Ao visitante, um universo a descobrir. Ao morador de Areia e da região, um universo reinventado. Cada pólo ganhou um nome que interage com o espaço, programação ou o tema do evento.
O Pólo Marinesas será o palco principal, reunindo artistas de renome nacional. O Pólo “Armaria Mainha” será no Circo especialmente montado para o Festival, abrigando as atrações de circo, dança, literatura, teatro e música. No Pólo Fé Menina, na Igreja do Rosário, se apresentarão grupos de música instrumental acústica.
O Pólo Açucena, nas dependências do Colégio Santa Rita, será espaço de discussão sobre a arte contemporânea e também para apresentações teatrais. O Colégio José Américo se tornará o Pólo Vagaluminosas, onde ocorrerão diversas oficinas, mostras audiovisuais, lançamentos de livros, exposições de artes plásticas e a construção de um mural coletivo de grafite. No Pólo Artérias das Artes, no Casarão José Rufino, exposições visuais e ações de divulgação do I Censo Cultural da Paraíba. No histórico Coreto, localizado na Praça Pedro Américo, o Pólo Brincantes Enluaradas abrigará mais exposições visuais e espetáculos de dança e música.
No palco mais antigo do estado, o Theatro Minerva, primeiro da Paraíba, serão realizadas atividades de audiovisual, dança, literatura e teatro, compondo o Pólo Senhora Cena. A Câmara Municipal de Areia será o Pólo Escrivaninha Secreta, a ser ocupada com literatura, discussões sobre Cultura Popular e programações destinadas à Economia Criativa e Cidadania da Mulher. Na Praça 3 de Maio, marco histórico da cidade, no Pólo Chão de Mestras se apresentarão diversos grupos de cultura popular, reverenciando as tradições e as brincadeiras do povo. Na EMATER, o Pólo Fuxicarte abrigará o Salão de Artesanato da Paraíba, reunindo artesanatos de diversas técnicas e origens. O Pólo Sala de Griação será no Mercado Central, ambiente gastronômico por essência, e que abrigará a oficina de gastronomia regional.
Outros três pólos serão destinados a atividades de formação, como oficinas. O Pólo Chã da Pia (Comunidade Chã da Pia), o Pólo Chã de Jardim (Comunidade Chã de Jardim), e o Pólo Gravideias, localizado Escola Prof. João Coutinho, serão destinados a realização de diversas oficinas, ligadas as linguagens artísticas ou a outras áreas da Culura. O Pólo Sonoras Erês, no Centro Social Urbano (CSU), receberá a atividade musicalização infantil, programação voltada ao público jovem. Por fim, no Pólo A Véia Debaixo da Cama estará sediada a Secretaria do Festival, utilizando o prédio da Maçonaria, e o Pólo A Casa da Mãe Joana, que servirá como hospedagem alternativa a 60 visitantes do festival.
Economia Criativa: Os dois eventos juntos contam com vasta programação de oficinas, workshops e mesas-redondas, com atividades ligadas a todas as linguagens. Ao todo, serão oferecidas 26 oficinas, com oficineiros de todo o Brasil. As oficinas são gratuitas, e terão suas inscrições iniciadas na próxima segunda-feira (22), no site oficial do evento.
Em parceria com a UFPB, através do projeto “Paraíba Criativa – Ações para o desenvolvimento e inovação das artes, fazeres e saberes da Paraíba no universo da Economia da Cultura”, o Festival abrigará o Encontro Regional de Economia Criativa de Areia, com debates voltados à cultura como elemento de desenvolvimento regional, refletindo sobre a produção e difusão da cultura local na potencialização dos territórios. O Encontro contará com mesas, grupos de trabalho e uma plenária.
Edileide Vilaça para o Focando a Notícia

Festival de Artes de Areia mantém seleção nacional de propostas artísticas

AreiaEstão abertas, até o dia 5 de junho, as inscrições para a seleção de propostas artísticas para composição da programação do 14º Festival de Artes de Areia. Os artistas interessados podem encontrar o edital e seus respectivos anexos no site do Governo do Estado da Paraíba, no endereço eletrônico: www.paraiba.pb.gov.br/cultura/festivaldeareia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A convocatória tem abrangência nacional, podendo participar pessoas físicas ou jurídicas, que possuam propostas artísticas nas áreas de artes visuais, audiovisual, circo, cultura popular, dança, literatura, música e teatro, de acordo com as necessidades ofertadas no edital por cada linguagem. O resultado da seleção deve ser divulgado no dia 15 de junho no Diário Oficial e na página eletrônica da Secult-PB.

A 14ª edição do festival terá como tema “Paraíba Feminina de Cultura”, dando ênfase ao protagonismo feminino na sociedade e nas artes. Segundo o secretário de Estado da Cultura, Chico César, “nós fomos provocados pela ministra Eleonora Menecucci a discutir, no contexto cultural, o papel da presença feminina na sociedade. E isso possibilitou uma importante parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República”.

Para o secretário, “vivemos em um Estado onde as mulheres têm uma produção imensa e muito forte em várias áreas, são muitas as que se destacam. Por isso há trabalhos que precisam ser homenageados, como o trabalho de Lourdes Ramalho, veterena, uma mestra, e convidamos algumas mestras para que seus trabalhos tenham destaque e até sirva de referência para esses novos que inscrevem seus trabalhos no edital”.

Chico César também reforça a importância de que os grupos e artistas se inscrevam e participem do processo de seleção em aberto. “Como este ano nós estamos trabalhando o protagonismo feminino, queremos que os grupos ou os produtores se inscrevam sob esta linha. Ou que haja uma ênfase no contexto do trabalho, seja por quem dirige, quem ilumina, ou quem atua”, explica.

O Festival – O 14º Festival de Artes de Areia é uma promoção do Governo do Estado da Paraíba e acontece entre os dias 29 de julho e 4 de agosto na cidade de Areia, localizada no Brejo paraibano. O Festival de importância histórica começou em 1976. Desde o início, a ideia era de promover um espaço de discussões sobre arte e política. A proposta recebeu apoio de diversos políticos e intelectuais brasileiros.

 

 

Secom-PB