Arquivo da tag: Arruda

Em estreia de interino, Chávez marca dois e SP bate Santa Cruz no Arruda

campeonato-brasileiroCom dois gols do camisa 9 Andres Chávez e um pênalti defendido por Denis, o São Paulo bateu o Santa Cruz por 2 a 1 na tarde deste domingo (7), pela 19ª rodada do Brasileirão. O atacante argentino fez uma dupla afinada com Cueva, que participou dos dois gois. Ambos saíram de campo aplaudidos pela pequena torcida são-paulina no Arruda, em Recife. O Santa desperdiçou um pênalti com Grafite (Denis fez bela defesa), mas conseguiu descontar no finalzinho com Keno.

A partida marcou a estreia do interino André Jardine no clube paulista – primeira partida sem Bauza, que foi comandar a Argentina. Jardine mudou o esquema que vinha sendo utilizado pelo argentino e viu a equipe conquistar a primeira vitória sob seu comando.

O resultado encerra uma sequência de quatro jogos sem vencer para o São Paulo, que vai a 26 pontos, mas continua no meio da tabela. O Santa segue com 18 pontos, e permanece na zona do rebaixamento.

Estreia de interino e mudança de esquema no São Paulo

O São Paulo teve a estreia do interino André Jardine. O substituto mudou o esquema, trocando o 4-2-3-1 do argentino por um 4-1-2-2-1, abrindo Cueva pela esquerda e escalando João Schmidt como primeiro volante. Por um lado, a pegada mais ofensiva de Jardine apareceu, com o time criando várias oportunidades e controlando mais o jogo, principalmente no primeiro tempo; por outro, o sistema defensivo ficou sobrecarregado e os zagueiros foram forçados, em vários momentos, a encarar o ataque do Santa no mano a mano.

Quem foi bem: Cueva, Chávez e São Paulo

O peruano foi mais uma vez o pricipal foco de desequilíbrio no ataque são paulino, deu uma bela enfiada de bola no lance do primeiro gol e assistência para o segundo. Já o camisa 9 voltou a mostrar faro de gol, brigando muito no ataque, arriscando chutes e marcando dois gols– agora, são três gols nas três primeiras partidas com a camisa tricolor.

Quem foi mal: Jadson, do Santa Cruz

O meio campista errou muitos passes, quase entregou um gol para o São Paulo e fez um mau primeiro tempo. A torcida percebeu, e não perdoou, vaiando muito toda vez que ele pegava na bola. No intervalo, foi sacado pelo técnico Milton Mendes.

Primeira etapa toda do São Paulo

O time visitante teve domínio durante a maior parte do primeiro tempo, criando várias chances com Thiago Mendes, em cruzamento da esquerda, Hudson, após tabela com Chávez (Tiago Cardoso defendeu o chute) e o próprio Chávez, que quase aproveitou erro de passe de Jadson, mas bateu para fora.

O Santa teve algumas chances de dar o troco; Keno e Grafite ficaram no mano a mano com Maicon e Lyanco mais de uma vez, mas não conseguiram aproveitar. O primeiro gol são paulino foi anulado, por falta de João Schmidt no goleiro Tiago Cardoso. O segundo, este legal, veio pelo alto, aos 39 minutos: Cueva enfiou a bola, Mena cruzou da esquerda e Chávez testou.

Susto e bote letal

No segundo tempo, o Santa partiu para o ataque e colocou pressão, principalmente com cruzamentos na área. A investida colocou o São Paulo na defensiva, mas não chegou a gerar uma chance clara.

Os visitantes, entretando, responderam de forma letal. Enfiada de Kelvin, passe de Cueva, e mais um gol de Chávez. 2 a 0, situação complicada para o Santa Cruz, que ainda quase levou o terceiro em outro contragolpe com Cueva: Tiago Cardoso fez grande defesa.

Aos 35, Luiz Araújo deu esperança ao Santa cometendo pênalti pela esquerda; Grafite bateu no canto direito de Denis, que caiu para fazer uma importante defesa, Cinco minutos depois, não teve jeito: Keno bateu colocado e conseguiu diminuir para os donos da casa.

Santa Cruz 1 x 2 São Paulo

Local: Arruda, em Recife (PE)
Data/Hora: 7 de agosto de 2016, às 16h15
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo – RJ
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do Rio de Janeiro)
Gols: Chávez, 39’/1ºT (0-1) e 20’/2ºT (0-2); Keno, 39’/2ºT (1-2)

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Léo Moura (Renatinho), Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Derley, Jadson (Arthur), Danilo Pires (Bruno Moraes), João Paulo; Keno e Grafite Técnico: Milton Mendes.

SÃO PAULO: Denis, Buffarini, Maicon, Lyanco e Mena; Hudson, Thiago Mendes (Wesley). João Schmidt; Kelvin, Cueva (Luiz Araújo) e Chávez (Gilberto). Técnico: André Jardine.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Plínio de Arruda morre aos 83 anos em SP e grandes nomes da política lamentam

plinio-de-arrudaParlamentares e políticos comentaram nesta terça-feira (8) a morte do ex-deputado federal Plínio de Arruda Sampaio (PSOL-SP), que morreu aos 83 anos, em São Paulo. Ele estava internado para tratar um câncer ósseo. Confira abaixo repercussão.

Chico Alencar (PSOL-RJ), deputado federal
“A vida de Plínio foi plena. Nosso Plínio de Arruda Sampaio partiu no exato momento em que havia um Brasil inteiro reunido em torno de uma mesma expectativa. Ele queria ainda mais: um povo que pudesse transitar de seus desejos individuais, pequenos, para um sonho coletivo, de justiça e igualdade, realmente duradouro. Temos o dever de continuá-lo. Plínio e a luta por um Brasil solidário e fraterno vivem!” (pelo Facebook)

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Cristovam Buarque (PDT-DF), senador
“Eu conheci Plínio no exlílio, em Honduras. Eu morava lá e ele passou fazendo um trabalho pelo Banco Interamericano. Criei uma admiração muito especial por ele. É um dos políticos com mais consciência dos problemas brasileiros e com propostas para fazer um país mais eficiente e mais justo. Eu senti muito.”

Eduardo Braga (PMDB-AM), líder do governo no Senado
“O Brasil perde um grande homem público, um patriota acima de tudo, com espírito de nacionalidade muito grande. Tenho uma grande admiração por ele, foi um homem com momentos marcantes na vida política brasileira.”

Eduardo Suplicy (PT-SP), senador
“Visitei ele anteontem, e estive com a esposa e filhos. Ele estava numa situação bastante grave. Ele é uma pessoa extraordinária, foi um excelente deputado federal, uma pessoa de extraordinário valor. Sinto muito por isso e expresso a minha solidariedade. Eu vou logo estar no velório e farei um discurso em homenagem a ele no Senado.”

Eunício Oliveira (CE), líder do PMDB no Senado

“Foi um grande brasileiro, homem íntegro, com uma historia belíssima. Vai fazer muita falta à questão política e da ética no Brasil.”

Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo
“Plínio de Arruda Sampaio dedicou sua vida a um Brasil justo, solidário e democrático. Foi um promotor de Justiça exemplar; um deputado constituinte vibrante; um homem público de convicções. Em nome dos paulistas, deixo meus sentimentos à sua família.” (por nota oficial)

Ivan Valente (SP), líder do PSOL na Câmara
“Para mim, que fui companheiro do Plínio, desde a fundação do PT, e depois na ida para o PSOL, nós travamos uma luta na saída do PT, e sem dúvida é uma perda muito grande. Um grande companheiro, que foi, assim, um camarada que prestou grandes serviços ao povo brasileiro. E mais do que isso, é uma referencia para a juventude brasileira, aos 83 anos, fez coisas memoráveis para o PSOL. Além de ser um amigo, camarada, irmão.”

José Agripino Maia (RN), líder do DEM no Senado
“Fui colega dele na Constituinte, quando [Plínio] era do PT. Era uma figura moderna naquela época do PT radical. É um político de qualidade e teve destaque especial na Constituinte. Na época que o PT votava contra tudo, ele votava pela racionalidade. É uma perda lamentável para o mundo político.”

José Serra (PSDB), ex-governador de São Paulo
“Plínio de Arruda Sampaio foi um grande amigo. Isso resume minha relação com ele. Nos longos anos de exílio convivemos intensamente, em Santiago do Chile, em Washington, e na Universidade de Cornell. Dele e de sua mulher, Marietta, sempre recebi afeto e, quando foi necessário, solidariedade. Depois que voltamos ao Brasil, tomamos rumos diferentes na política, mas a relação básica de amizade sempre permaneceu. A mesma relação que tenho com seus seis filhos, que conheci desde que eram crianças. Plínio foi um político estudioso e coerente na prática de suas ideias. Ou seja, um político incomum.” (por nota oficial)

Luciana Genro, candidata do PSOL à Presidência da República
“Eu estava lá com a família dele, e justamente ele havia falecido alguns minutos antes. É uma notícia muito triste para todos nós do PSOL. Ele foi uma pessoa que se dedicou imensamente às causas em defesa do nosso povo. Fez um esforço enorme para representar PSOL nas eleições de 2010 e tenho muito orgulho de contar com o nome dele no manifesto em apoio a minha candidatura. Ele estava lúcido quando foi consultado para dar esse apoio. A gente tem muito orgulho de ter tido ele no PSOL e ele vai fazer muita falta.”

Luiz Araújo, presidente nacional do PSOL
“O PSOL se solidariza com os familiares de Plínio e ressalta que sentirá a ausência de um dos maiores lutadores socialistas e colaboradores do partido. Certamente, continuaremos levando adiante os ideais por justiça social, defendidos incansavelmente por ele.” (por nota oficial)

Luiza Erundina (PSB-SP), deputada federal
“A partida do Plínio Sampaio nos causa a nós, seus amigos e companheiros, uma profunda tristeza e ao Brasil, uma enorme perda.” (pelo Twitter)

Marina Silva (PSB-AC), candidata a vice-presidente
“Morreu hoje o ex-deputado federal Plínio de Arruda Sampaio, aos 83 anos. Um homem de ideias, de caráter, a quem sempre respeitei por sua longa trajetória política em favor de um Brasil mais democrático, justo e fraterno. Que Deus console seus familiares, amigos e admiradores neste momento.” (pelo Facebook)

Pedro Simon (PMDB-RS), senador
“Éramos muito amigos. Era um grande homem, daqueles que eu tinha o maior respeito. O Plínio é do grupo de brasileiros que foi se afastando dos governos porque não cumpriam com o que se esperava. Uma pena. Eu ainda disse várias vezes que os ‘Plínios’ deveriam ter ficado no governo Lula e outros deveriam ter saído. O grupo do Plínio se afastou porque não se identificou.”

Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), senador
“Eu estava acompanhando o estado de saúde dele. Ele teve uma pequena recuperação, mas nós já sabíamos que o estágio dele era de irreversibilidade. O Brasil perde um dos seus principais guerreiros do século XX e do início do século XXI. Era alguém que, no PSOL, e desde o PT, inspirada a todos nós. No PSOL era, com seus mais de 80 anos, o mais jovem de nós. […] É uma notícia muito triste, uma perda muito grande.”

Roberto Requião (PMDB-PR), senador
“Ficará grande saudade amigo velho.” (pelo Twitter)

Rubens Bueno (PR), líder do PPS na Câmara
“É uma figura exemplar do mundo político brasileiro. Muito respeitado, com posições muito firmes. Ele ajudou o Brasil, os brasileiros a pensarem grande. Eu convivi com ele, tivemos debates, e o Plínio é um símbolo da ética na política.”

Tarso Genro (PT), governador do Rio Grande do Sul
“O Brasil perde um grande brasileiro e a democracia um incansável lutador: faleceu Plínio Arruda Sampaio.” (pelo Twitter)

G1

Polícia prende mais um envolvido na morte de torcedor no Arruda

Após prender o primeiro suspeito de participar da morte do torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, atingido por um vaso sanitário ao deixar o Arruda na partida entre Santa Cruz e Paraná, a polícia deteve mais um acusado de ter participado do crime. O suspeito Luiz Cabral de Araújo Neto foi encontrado na cidade de Monte das Gamaleiras, no Rio Grande do Norte, e chegou esta manhã à sede do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

preso acusado morte arruda (Foto: Lucas Liausu)
Material de organizada é encontrado na casa do suspeito preso nesta quinta (Foto: Lucas Liausu)

A prisão de Cabral foi efetuada por volta das 7h da manhã desta quinta-feira, num hospital na cidade de Monte das Gamleiras. Ele estava no local pegando alguns remédios controlados que faz uso. Assim que efetuaram a prisão, os policiais foram com o suspeito até a sua casa, na cidade de Passa e Fica, também no interior do Rio Grande do Norte, e encontraram vários materiais da principal e de outras torcidas organizadas do Santa Cruz.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com policiais que participaram da prisão, ele confessou ser responsável por jogar um dos vasos que matou o torcedor. Ainda segundo Luiz Cabral de Araújo Neto, a outra privada foi arremessada pela pessoa que ainda está foragida. Everton Felipe Santiago de Santana, que foi preso na última segunda-feira, teria ajudado a retirar os vasos e ajudado a levar até a arquibancada.

A polícia chegou ao novo suspeito depois do depoimento de Everton Felipe, o primeiro a ser preso. Ele identificou o rapaz e informou onde a família dele morava. A mãe de Luiz Cabral foi encontrada na última terça-feira e informou o endereço onde o filho morava e trabalhava.

Os policiais ainda procuram pelo terceiro envolvido no crime, que já foi identificado. Eles devem responder por homicídio qualificado, que prevê uma pena de 12 a 30 anos. A delegada responsável pelo caso, Glêide Ângelo, ainda não se pronunciou oficialmente sobre as prisões.

Entenda o caso

Na última sexta-feira, Paulo Ricardo Gomes faleceu depois da partida entre Santa Cruz e Paraná, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Quando passava próximo ao portão 6 do Arruda, destinado à torcida visitante, ele foi atingido por um vaso sanitário jogado da parte superior da arquibancada. Além dele, outras três pessoas foram feridas, mas estão fora de perigo.

Integrante da maior torcida uniformizada do Sport, ele saiu de casa com uma missão: tirar fotos da uniformizada do Paraná – uma prática comum entre torcidas aliadas em diferentes estados. Na câmera encontrada pelos bombeiros dentro da bolsa da vítima, havia vários registros do jogo.

Por conta do ocorrido, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) interditou preventivamente o estádio do Arruda, obrigando o Santa Cruz a atuar nas duas próximas partidas nos Aflitos e com os portões fechados.

Tentando atenuar a pena, o Tricolor colaborou com as investigações e disponibilizou as imagens das 16 câmeras internas do estádio para a polícia. Ação que fez o coronel Flávio Bione, diretor de segurança do Santa Cruz, ser ameaçado de morte.

Mas foi através do Disque-Denúncia que a polícia chegou ao primeiro envolvido. Everton Felipe foi preso na última segunda-feira na frente de uma escola onde trabalhava, no bairro de Ouro Preto, Olinda. Integrante da maior organizada do Santa Cruz, ele responde a processo na Justiça por porte de arma e já havia se envolvido em uma briga generalizada, no dia 6 de fevereiro, quando a equipe coral enfrentou o CRB, no estádio Rei Pelé, em Maceió, em 2013, pela Copa do Nordeste. A confusão fez o clube ser punido por três jogos de suspensão.

globoesporte

 

Preso, suspeito confessa participação na morte de torcedor no Arruda

Polícia prende primeiro suspeito por morte de torcedor no Arruda (Foto: Lucas Liausu)
Polícia prende primeiro suspeito por morte de torcedor no Arruda (Foto: Lucas Liausu)

Menos de 72 horas. Foi esse o tempo que as Polícias Militar e Civil de Pernambuco precisaram para prender o primeiro suspeito por ter matado o torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, na última sexta-feira, no estádio do Arruda. Foram três dias de investigações, que ganharam corpo no início desta segunda-feira com uma denúncia de que o suspeito estaria escondido em uma casa no bairro de Água Fria. Everton Felipe Santiago de Santana, de 23 anos, confessou a e revelou ainda que outras duas pessoas também participaram da ação.

A cúpula da Secretaria de Defesa Social convocou uma entrevista coletiva para esta tarde para detalhar a prisão, mas de acordo com informações de bastidores, o suspeito foi preso em uma escola no bairro de Ouro Preto, em Olinda, e não reagiu à prisão.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com policiais que participaram da prisão, num primeiro momento ele tentou negar, mas assim que os agentes pegaram o seu celular, viram mensagens falando sobre o caso com outros amigos e afirmando que não queria ir para o “inferno”, se referindo a cadeia.

Logo após a chegada do suspeito, um homem dizendo ser seu advogado chegou à sede do DHPP, mas não quis falar com a imprensa.

prisão torcedor vaso arruda (Foto: Lucas Liausu)Emerson Felipe Santiago de Santana foi preso em Olinda e confessou a participação (Foto: Lucas Liausu)

Entenda o caso

Paulo Ricardo Gomes faleceu na última sexta-feira depois da partida entre Santa Cruz e Paraná, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Quando passava próximo ao portão seis do Arruda, destinado à torcida visitante, foi atingido por um vaso sanitário arremessado da parte superior da arquibancada. Além da vítima fatal, outras três ficaram feridas, mas estão fora de perigo.

Torcedor do Sport e morador do bairro do Pina, zona sul do Recife, Paulo Ricardo, 26 anos, trabalhava como soldador na indústria naval do Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife. Integrante de uma torcida uniformizada do Sport, saiu de casa com uma missão: tirar fotos da uniformizada do Paraná – uma prática comum entre torcidas aliadas em diferentes estados. Na câmera encontrada pelos bombeiros dentro da bolsa da vítima, havia vários registros do jogo.

Por 

Santa Cruz (PE) atropela o Treze com uma sonora goleada no Arruda: 6 a 0

Reprodução/Twitter/Santa Cruz
Reprodução/Twitter/Santa Cruz

A verdade é que o Santa Cruz (PE), jogando no Arruda diante de sua torcida, não tomou conhecimento do Treze e aplicou  uma sonora goleada de 6 a 0. Ganhou como quis e ainda jogou com 10 homens em campo boa parte do segundo tempo. O time de Campina Grande até que desperdiçou algumas oportunidades, com os atacantes errando o alvo por várias vezes.

O ataque o Santa estava numa tarde inspirada. Até então com apenas um gol da Série C, o atacante Dênis Marques desencantou e foi o nome do jogo da goleada de 6 x 0 do Santa Cruz em cima do Treze. Ele marcou três dos seis gols da vitória tricolor, que recebeu o adversário no Arruda, em jogo válido pela nona rodada da Série C. Foi de Dênis Marques o primeiro gol da partida, marcado aos 27 minutos do primeiro tempo. Ele também balançou as redes aos 22 e 35 minutos do segundo tempo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Completaram a goleada Raul, em cobrança de falta, aos 32 minutos e Flávio Caça-Rato, aos 39 minutos da etapa inicial e Sandro Manuel fez o último gol do jogo, já aos 42 minutos do segundo tempo.

A goleada deixou o Santa Cruz mais próximo do grupo que se classifica para as oitavas de final da competição, o G4. O resultado garantiu a vaga provisória ao tricolor, mas uma combinação de resultados pode devolvê-la ao Fortaleza, que ainda joga nesta rodada contra o Sampaio Corrêa. O Santa Cruz aparece com 17 pontos, enquanto o Fortaleza soma 16. O Treze, por outro lado, tenta escapar da zona de rebaixamento: o time paraibano é o primeiro fora da faixa de descenso do torneio, com apenas oito pontos em nove jogos.

O Treze tentará a reabilitação na próxima rodada jogando em casa, no Presidente Vargas, contra o Cuiabá. O jogo é no domingo (18), às 16h. No mesmo dia, só que às 17h, o Santa Cruz encara a Luverdense fora de casa, no estádio Passo das Emas.

Confira outros resultados deste sábado pela 9ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro:

Grupo B:
Madureira-RJ 6 x 0 Grêmio-SP
Caxias-RS 0 x 0 Duque de Caxias-RJ
Mogi Mirim-SP 2 x 0 Betim-MG

Ficha técnica

Santa Cruz: Tiago Cardoso, Luciano Sorriso, Léo Bahia, Renan Fonseca e Tiago Costa; Ramirez, Dedé, Natan (Sandro Manoel), Raul e Flávio Caça-rato (André Dias); Dênis Marques. Técnico: Sandro Barbosa

Treze: Cléber, Hudson, Glauber, João Paulo, Jhonathan; Jé, Sapé, Richardson (Téssio) e Cristian (Rafael Chorão); Soares (Tiago Souza) e Túlio Renan. Técnico: Luciano Silva

Local: Estádio do Arruda, em Recife

Árbitro: Rogério Lima da Rocha (SE)

Assistentes: Ailton Farias da Silva e Daniel Vidal Pimentel (ambos de SE)

Gols: Dênis Marques (3x), Raul, Flávio Caça-rato e Sandro Manoel

Cartões amarelos: Santa Cruz – Tiago Costa, Léo Bahia, Flávio Caça-rato; Treze- Jé

Cartões vermelhos: Santa Cruz – Léo Bahia

Público: 15.165

Renda: R$ 164.250

Confira a tabela do Grupo A da Série C: 

Tabela da série C

 

 

Portalcorreio, com Portal EBC

Senador Inácio Arruda fala da importância da Abraço para as Radcom

O senador Inácio Arruda (PC do B – CE) ressaltou seu apoio à Abraço (Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária) em entrevista exclusiva, após ministrar uma grande palestra no auditório de uma universidade em Brasília. O político, que é autor da lei que revalida o diploma para a profissão de jornalismo, conversou com estudantes da área sobre “O Marketing político na Visão do Cliente”. De acordo ele, é preciso que a Abraço não se intimide, e se mantenha em um processo de luta grande, para que se amplie o espaço das rádios comunitárias no interior e nas capitais do Brasil.

Inácio Arruda disse que desenvolveu em Fortaleza, uma rádio comunitária muito popular, onde levava informação de qualidade e divulgação da cultura regional. Por essa razão, segundo ele, a emissora conseguia mais audiência que as chamadas “rádios comerciais”. Para ele, a regulamentação é limitada, pois estas emissoras comerciais formam grande monopólio em todas as regiões. “Em Fortaleza, por exemplo, a população com cerca de 5 milhões de habitantes, fica a mercê da programação de 5 emissoras”, constatou.

O político fez questão de reiterar a importante participação da Abraço no processo de qualificação das rádios comunitárias brasileiras. “Deixo aqui, meu apoio à Abraço, que se tornou fundamental para a ampliação das rádios comunitárias do Brasil e com quem temos atuado neste árduo processo de democratização da informação. Que redobremos o nosso empenho para permitir que estas emissoras se espalhem mais ainda pelo interior e nas grandes capitais brasileiras”, disse Inácio Arruda.

Bruno Caetano
abraconacional

Pesquisa Ibope: Moroni Torgan tem 32%, Inácio Arruda, 15%, em Fortaleza

Pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira (30) sobre as intenções de voto para a Prefeitura de Fortaleza mostra o candidato do DEM, o ex-deputado federal Moroni Torgan, liderando com 32%.

  • Moroni Torgan

    DEM

    32%

  • Inácio Arruda

    PC do B

    15%

  • Heitor Férrer

    PDT

    11%

  • Renato Roseno

    PSOL

    10%

  • Outros

    20%

  • Brancos e nulos

    6%

  • Indecisos

    6%

Ibope / TV Verdes Mares

Pesquisa do dia 30/07/2012: realizada entre os dias 25 e 30/07/2012; Registro nº: CE-00006/2012; Entrevistados: 602 – Margem de erro: 4 pontos percentuais

Em segundo lugar aparece o senador Inácio Arruda (PC do B), com 15%, em empate técnico, dentro da margem de erro de quatro pontos percentuais, com outros três candidatos: Heitor Férrer (PDT), 11%, Renato Roseno (PSOL), 10%, e Roberto Cláudio (PSB), 8%.

Marcos Cals (PSDB) foi citado por 6% dos eleitores, seguido por Elmano de Freitas (PT), com 4%. Francisco Gonzaga (PSTU) e Professor Valdeci (PRTB) aparecem com 1%. André Ramos (PPL) não pontuou.

Esses números se referem à pesquisa estimulada, na qual é apresentado uma ficha com o nome dos candidatos e é perguntado aos eleitores: “Se a eleição para prefeito fosse hoje, e os candidatos fossem esses, em quem você votaria?”.

Brancos e nulos somaram 6%, e os eleitores indecisos também representam 6%.

A pesquisa ouviu 602 eleitores em Fortaleza, entre os dias 25 e 30, e foi registrada na Justiça Eleitoral com o número CE-00006/2012.

Os resultados foram divulgados nesta segunda-feira pela “TV Verdes Mares”, afiliada da “Rede Globo” em Fortaleza.

Uol

Treze perde para o Santa por 2 x 1 no Arruda

Enfim, a primeira vitória. O Santa Cruz mostrou um futebol aplicado durante os noventa minutos, tomou alguns sustos, mas conseguiu superar o Treze-PB, por 2×1, em duelo válido pela terceira rodada da Série C do Brasileiro. Os gols do Tricolor foram marcados por Willian Alves e Dênis Marques, ambos no primeiro tempo. Na segunda etapa, o Santa Cruz continuou melhor, mas falhou nas finalizações e viu o atacante Brasão diminuir o placar. A torcida ficou apreensiva, mas comemorou o triunfo ao final do jogo.

O Santa Cruz mostrou um futebol aplicado no primeiro tempo da partida contra o Treze-PB e, por isso, construiu a vantagem por 2×0 Willian Alves e Dênis Marques foram os autores dos gols que deram tranquilidade para o Tricolor. Na segunda etapareduziu o ímpeto, mas jogou o suficiente para segurar o adversário e garantir os três pontos. A equipe do técnico Zé Teodoro apresentou bons e maus momentos, no entanto, foi mais perigosa e eficiente.

A equipe coral entrou em campo com novidade no gol. Fred ganhou a posição para Diego Lima. No entanto, não teve trabalho, já que a equipe paraibana quase não foi ao ataque. No início da partida, aos 2 minutos, Gilsinho cobrou falta de longe e o camisa 1 do Santa Cruz desviou. Foi apenas este lance de perigo do Treze.

Depois disso, o Santa Cruz conseguiu impor seu jogo. Zé Teodoro optou pelo esquema 4-4-2, com Luciano Henrique indo à frente diversas vezes. O Trciolor teve volume de jogo, mas não conseguia a penetração. Até que, aos 14 minutos, veio o gol coral, através de Willians Alves, de cabeça.

O gol deu tranquilidade. Dois minutos depois, Chicão roubou a bola, invadiu a área e chutou. O goleiro do Treze fez a defesa em dois tempos. O Santa Cruz tomou conta do jogo. Aos 23 minutos, Fabrício Ceará perdeu uma boa chance. O atacante ainda reclamou de um possível pênalti que teria sofrido, que o árbitro não assinalou. Aos 28, Dênis Marques obrigou o goleiro a fazer boa defesa. No rebote, Renatinho mandou parafora.

O time paraibano, até então, errava demais na defesa e, principalmente, na troca de passe. Mas após os 30 minutos, o Treze passou a chegar na área coral. Mas sem eficiência. O Santa Cruz, por sua vez, conseguiu criar uma grande chance aos 40 minutos, mas que foi desperdiçada pelo lateral Diogo. O Santa Cruz mostrou no lance que não estava desligado no jogo. Aos num contra-ataque, Dênis Marques chutou rasteiro e ampliou o placar.

No segundo tempo, o Santa Cruz começou lento, esperando o Treze sair para o jogo. A tática parecia que ia dar certo. O time paraibano foi para o ataque e o Tricolor aproveitou os espaços da defesa para contra-atacar. E começou a criar várias oportunidades. No entanto, errou muito nas finalizações.

Aos  nove minutos, Dênis Marques obrigou o goleiro Carlos Luna a fazer boa defesa. No minuto seguinte, Renatinho mandou a bola na trave. No rebote, Fabrício Ceará mandou para fora. Aos 13, Renatinho chutou cruzado e encontrou Luciano Henrique, que mandou para fora.

O Treze ficou acuado. O time paraibano não sabia o que fazer com a bola. Até que, aos 25 minutos, Memo errou uma saída de jogo e a bola chega para Brasão na entrada da grande área. O atacante não perdoou e mandou para as redes. Como já vestiu a camisa do Santa Cruz, Brasão resolveu não comemorar.

A equipe coral sentiu o gol sofrido. Por outro lado, o Treze cresceu. Mesmo com dificuldades, errando bastante na troca dos passes, o time paraibano foi à frente. Aos 35 minutos, Brasão fez boa jogada e cruzou. Manu cabeceou e o goleiro Fred fez grande defesa.

O Santa Cruz já não era o mesmo do início do segundo tempo. A equipe não encontrou mais espaços para atacar e, por isso, não teve mais chances para ampliar o placar para ter mais tranquilidade. Porém, o Santa Cruz fechou os espaços na defesa e garantiu os três pontos na Série C.

Ficha técnica

Santa Cruz: Fred; Diogo, William Alves, Édson Borges e Renatinho; Chicão, Memo, Weslley (Vítor Hugo) e Luciano Henrique (Sandro Miguel); Fabrício Ceará (Flávio Recife) de Dênis Marques. Técnico: Zé Teodoro.

Treze: Carlos Luna; Jamesson (Rodrigo Pardal), Jefférson Lobo, Thiago Messias e Leomir; Júlio César, Vágner Rosa,  Everton (Aderlan) e Gilsinho (Manu); Vavá e Brasão. Técnico: Marcelo Vilar.

Local: Estádio do Arruda, em Recife. Árbitro: Rogério Lima da Rocha (SE). Assistentes: Rubens dos Santos Filho e João Carlos de Jesus Santos (SE). Gols: Willian Alves, aos 12, e Dênis Marques, aos 45 minutos do primeiro tempo; e Brasão, aos 25 minutos do segundo tempo.  Cartões amarelos: Luciano Henrique, Brasão, Leomir, Gilsinho, Vágner Rosa, Rodrigo Pardal.  Público: 20.342. Renda: R$ 299.830.

Ne10 Uol