Arquivo da tag: arrecadaram

Loterias arrecadaram cerca de R$ 12,8 bilhões em 2016, queda de 13,8%

mega-senaAs loterias federais, administradas pela Caixa Econômica Federal, arrecadaram cerca R$ 12,8 bilhões em 2016, o valor é 13,8% menor do que arrecadado em 2015, informou a Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda.

Segundo o ministério, a arrecadação do ano passado foi impactada pela retração da atividade econômica.

Em nota, o ministério informa que repassou mais de R$ 5 bilhões desse valor para investimentos, sendo R$ 950 milhões ao Esporte, R$ 2,1 bilhões à Seguridade Social, R$ 1,2 bilhão ao Programa de Financiamento Estudantil do Ensino Superior (Fies), R$ 359 milhões ao Fundo Nacional de Cultura, R$ 385 milhões ao Fundo Penitenciário Nacional e R$ 8,9 milhões à Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e para a Cruz Vermelha.

Outros R$ 6,1 bilhões foram destinados aos cofres do Tesouro Nacional, R$ 1,07 bilhão foram arrecadados diretamente como Imposto de Renda sobre os prêmios pagos.

Apesar da queda em 2016, a arrecadação nominal com as loterias vinha crescendo. Em 2012 foram arrecadados R$ 10,5 bilhões, R$ 11,4 bilhões em 2013, R$ 13,5 bilhões em 2014 e R$ 14,9 bilhões em 2015.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Candidatos aos governos estaduais já arrecadaram R$ 80 milhões, diz TSE

eleiçoes-destaque_interno.O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou na quarta-feira (6) a primeira parcial dos dados de doações recebidos pelos candidatos às eleições de outubro. Os números mostram que o total arrecadado pelos postulantes ao cargo de governador no primeiro mês de campanha em todo o país já somam R$ 79.720.131,67.

O campeão de doações até agora é Delcídio do Amaral (PT), que concorre ao governo de Mato Grosso do Sul. Segundo dados do TSE, ele já arrecadou R$ 8,6 milhões. Em segundo está Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ), com quase R$ 5,8 milhões em doações arrecadadas, seguido por Geraldo Alckmin (PSDB-SP), com R$ 5,7 milhões.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Já entre os candidatos com menos receita está Camila Valadão (PSOL), que disputa o governo do Espírito Santo e arrecadou apenas R$ 550. Alguns políticos nas disputas estaduais disseram ao TSE não ter havido movimentação financeira e há casos em que não foi registrada a prestação de contas na Justiça eleitoral.

Na tabela abaixo, clique em “leia mais” para ver detalhes sobre doações e gastos dos políticos em cada estado.

O prazo para o envio da primeira prestação de contas de campanha terminou dia 2 de agosto. Segundo a  Lei nº 9.504/1997, os candidatos são obrigados a entregarem suas prestações de contas periodicamente ao TSE entre os dias 28 de julho e 4 de novembro. Há duas prestações de contas obrigatórias (agosto e setembro), mas não há sanção para quem não entregar . Somente após a eleição é que eventuais omissões serão julgadas.

Os dados divulgados pela base de dados do TSE poderão ser atualizadas a qualquer momento.

Confira abaixo o total de doações por estado:

UF Total de doações  (R$) Total de candidatos Média por candidato (R$)
AC 177.197,50 4 44.299,37  
AL 4.685.382,12 9 520.598  
AM 302.000 7 43.142  
AP 275.747,10 7 39.392,44  
BA 3.984.097,23 6 664.016,20  
CE 268.012,22 4 67.03,05  
DF 2.768.227,05 6 461.371,17  
ES 530.140 5 106.028  
GO 2.997.927,68 7 428.275,38  
MA 501.950 6 83.658,33  
MG 5.473.728,5 8 684.216  
MS 13.087.154 6 2.181.192,33  
MT 2.896.341,87 5 579.268,37  
PA 182.387,23 6 30.397,87  
PB 3.683.800 6 613.966  
PE 7.137.198,24 6 1.189.533  
PI 469.631,22 7 67.090,17  
PR 2.885.183,22 8 360.647,90  
RJ 6.652.033,21 7 950.290,45  
RN 4.068.984,99 5 813.796,99  
RO 467.100 5 93.420  
RR 2.629.414,58 4 657.353,64  
RS 897.100 8 112.137,50  
SC 389.000 8 48.625  
SE 257.420 5 51.484  
SP 10.477.299,87 9 1.164.144,43  
TO 1.752.871,34 5 350.574,27  

 

G1

Candidatos ao governo da PB já gastaram quase R$ 6 milhões a mais que arrecadaram

tseConforme dados do site do TSE (Tribunal Superior eleitoral), os candidatos ao governo da Paraíba já gastaram R$ 9.607.798,87 no primeiro mês de campanha.

Liderando os gastos está o senador, Cássio Cunha Lima (PSDB), com despesas de R$ 4.788.926,95, seguido pelo candidato a reeleição, Ricardo Coutinho (PSB), que declarou R$ 3.742.672,80.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em terceiro lugar nas despesas está o senador, Vital do Rêgo (PMDB), com R$ 1.070.332,32, seguido por Tárcio Teixeira (PSOL), R$ 5.608,40 e Antônio Radical (PSTU), com apenas R$ 258,40.

O candidato, Major Fábio (PROS), não teve sua primeira prestação de contas divulgada.

Doações

Quando o assunto são as receitas geradas por doações recebidas pelos candidatos, o líder nas pesquisas, Cássio Cunha Lima, também segue na dianteira, com R$ 2.832.000,00 de recursos, onda a maioria veio do próprio PSDB.

Em segundo lugar está Ricardo, com R$ 846.000,00, seguido por Vitalzinho, com  R$ 30.000,00.

O candidato do PSOL arrecadou R$ 6.300,00, enquanto que Radical recebeu um único depósito em cheque de R$ 1.500,00.

Ao todo, o saldo negativo é de R$ 5.891.998,87.

 

clickpb