Arquivo da tag: Areia

Homem de 60 anos é preso por suspeita de estupro em Areia/PB

Um idoso identificado como José Oliveira, de 60 anos de idade, foi preso na tarde da sexta-feira (12) na rua Dr. Germano de Freitas, no bairro da Jussara, na cidade de Areia, no Brejo da Paraíba. De acordo com a Polícia Civil, o homem é suspeito de cometer o crime de estupro e pode ser condenado a 9 anos de prisão pela prática do delito.

José Oliveira é agricultor e não resistiu ao momento da prisão feita pela equipe da Seccional de Esperança. Ele foi encaminhado pelos policiais para delegacia da Polícia Civil de Areia, onde segue preso e vai passar por audiência de custódia na segunda-feira (15).

 

 

Com OP9

 

 

Ex-prefeito de Areia é condenado por contratações irregulares

A Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba julgou parcialmente procedente o pedido feito pelo Ministério Público para condenar o ex-prefeito do Município de Areia Elson da Cunha Lima Filho por atos de improbidade administrativa a: suspensão dos direitos políticos pelo período de três anos; pagamento de multa civil arbitrada em três vezes o valor correspondente à última remuneração recebida à frente do cargo; proibição de contratar com o Poder Público ou receber incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos. O ex-gestor foi acusado de realizar diversas contratações irregulares.

A Apelação Cível nº 0000320-52.2014.815.0071 teve relatoria do desembargador Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, que, ao prover parcialmente o pedido, anulou a sentença, que havia julgado extinto o processo sem resolução de mérito.

Na peça inicial, foram narradas irregularidades cometidas pelo Município, como contratações irregulares, sem prévia aprovação em concurso público, e ocupação de cargos de natureza técnica e operacional de necessidade permanente – recepcionista, digitadora, técnico administrativo, vigilante, odontólogo, médico, entre outros. Também foi apontada a admissão de servidores com contratos irregulares para o desenvolvimento de programas em parceria com o Governo Federal (PSF, PACS e PEVA), sem realização de processo seletivo.

O Município arguiu a preliminar de litispendência – quando a ação é idêntica (mesmas partes, causa de pedir e pedido) a outra, que já está em curso – defendendo que a suposta irregularidade nos contratos foi objeto de outro processo (ACP nº 000578-38.2009.815.0071), não podendo o ex-gestor ser duplamente penalizado. Na sentença, o Juízo acolheu o pedido, julgando extinto o processo sem resolução de mérito.

O MP apresentou o recurso, explicando que a ACP alegada como idêntica se refere a contratações e nomeações sem concursos para cargos inexistentes do Quadro de Cargos e Carreiras, como técnico atualizador, professor de dança, professor de arte e oficineiro, além de contratações fantasmas de pessoas que não prestaram sequer um dia de serviço ao Município, havendo utilização de recursos do Fundeb para pagamentos de contratações e gratificações a servidores em desacordo com a lei. Requereu a rejeição da litispendência e a anulação da sentença.

Ao analisar o teor do Acórdão, prolatado na ACP nº 000578-38.2009.815.0071, o relator afirmou que, embora a Ação também tenha como objeto casos de irregularidades em contratações de pessoal, traz situações diversas, possuindo os feitos demandas diferentes, o que impede o acolhimento da litispendência.

Oswaldo Trigueiro pontuou, também, que, nos termos da jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, a contratação irregular de servidor público é ato administrativo ilegal, que pode tipificar a prática de improbidade administrativa, ainda que não demonstrada a ocorrência de dano para a Administração Pública.

O relator verificou que houve, assim, diversas irregularidades nas contratações como: ausência de concurso público para preenchimento de cargos de caráter permanente (afronta ao artigo 37, II, V, IX e § 2º da Constituição Federal); contratos temporários sem delimitação temporal; admissão de profissionais que atuam em programas desenvolvidos em parceria como o Governo Federal, sem processo seletivo; contratações para cargos comissionados não criados por lei.

Em relação ao assunto, o Município sustentou não ter contratado a maioria dos servidores, mas tão somente prorrogado os respectivos contratos, com base na Lei Municipal nº 540/2000, que permitia a continuidade dos cargos. “Assim, percebe-se a manifesta má-fé do administrador de, amparado em lei sabidamente inconstitucional, efetuar inúmeras prorrogações de contratos temporários nulos, de forma claramente contrária à ordem constitucional”, disse o relator.

A violação aos Princípios da Legalidade, Moralidade, Igualdade e Impessoalidade que regem a Administração Pública também foi destacada pelo relator, afirmando que, ao prefeito, não é dado alegar desconhecimento de regra constitucional.

 

parlamentopb

 

 

 

Veja programação do Caminhos do Frio 2019 em Areia, Paraíba, neste fim de semana

A Rota Cultural Caminhos do Frio terá trilhas ecológicas, saraus, oficinas, exposições e shows neste fim de semana, de 6 a 7 de julho, em Areia, no Brejo da Paraíba. Evento acontece em pontos turísticos da cidade e possui atividades gratuitas.

No sábado (6), haverá oficina de desenho com Walfredo de Brito, das 9h às 11h, no Casarão José Rufino. Simultaneamente, no Coreto, haverá apresentação do Grupo de Capoeira Semente Crioula. Também no Casarão José Rufino, das 9h às 17h, haverá exposição das artes de Válbia Róbia, As Loiceiras de Chã da Pia, Zé Filipe, Zé Pituca e Walfredo de Brito.

A partir das 17h começam as atrações musicais, primeiro haverá um Forrozão na Praça Central. Às 20h, o Coral da Universidade Federal de Campina Grande se apresentará no Casarão José Rufino. No palco central, os shows começam às 21h. As atrações serão Tinho e Banda, Forró D2 e Washington Boy & Gabriel.

No domingo (7), haverá as exposições de Válbia Róbia, As Loiceiras de Chã da Pia, Zé Filipe, Zé Pituca e Walfredo de Brito no Casarão José Rufino das 09h às 17h. Já na Pousada Villa Real e Restaurante Bambu Brasil, das 11h às 15h, terá exposição de Valeria Antunes, intitulada “Joia Rara”.

Além destas exposições, haverá a Expo Art Triunfo no Hotel Fazenda Triunfo, das 11h30 às 17h, com oficina do artista plástico Carlos Nunes. Carlos Nunes também irá expor no Restaurante Azul Histórico, das 11h30 às 17h.

 Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

G1

 

Rota Cultural Caminhos do Frio começa nesta segunda-feira (1º), em Areia, na Paraíba

A Rota Cultural Caminhos do Frio começa nesta segunda-feira (1ª), em Areia, no Brejo da Paraíba. A 14ª edição do evento homenageará o centenário de Jackson do Pandeiro e contará com exposições, espetáculos e shows pela cidade. Confira a programação completa em Areia.

A abertura do evento irá acontecer no Colégio Santa Rita, com Orquestra Vó Maria, Seresteiras do Chá e Espetáculo “Areia em Feira” às 19h30. Às 21h começam os shows no palco central, com Rejane Ribeiro e banda. Em seguida, às 22h30, Niedson Lua se apresenta.

Cantor Niedson Lua é atração da abertura do Caminhos do Frio, em Areia — Foto: Prefeitura de Campina Grande/Divulgação

Cantor Niedson Lua é atração da abertura do Caminhos do Frio, em Areia — Foto: Prefeitura de Campina Grande/Divulgação

Ao longo da semana, a programação contará com shows no palco central, espetáculos no Teatro Minerva, exposições, palestras e sarau em pontos da cidade, como restaurantes e praças.

Entre as atrações confirmadas, estão o Grupo de Sax da UFPB que se apresentará na quarta-feira (3) no palco central e o escritor Lau Siqueira que irá ministrar palestra na quinta-feira (4) no Teatro Minerva.

Também na quinta-feira (4), no Teatro Minerva, vai ser encenado o espetáculo teatral “Ópera do Pandeiro”, do grupo de teatro Caçuá de Ruma. A apresentação começa às 20h.

Haverá exposição dos artistas Válbia Róbia, Valéria Antunes, Carlos Nunes, entre outros. Além de oficinas, como a de desenho com Walfredo de Brito e de Capoeira com o Grupo de Capoeira Semente Crioula. Trilhas ecológicas também estão na programação.

O Caminhos do Frio em Areia vai até o domingo (7) e, na segunda-feira (8), a rota irá para a cidade de Pilões. A programação ainda passa por Matinhas, Solânea, Serraria, Bananeiras, Remígio, Alagoa Nova e Alagoa Grande, até 1º de setembro.

G1

 

Areia, na PB, é a quarta cidade com mais estabelecimentos produtores de cachaça no Brasil

O município de Areia, no Brejo paraibano, é a quarta cidade brasileira em número de estabelecimentos produtores de cachaça registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O dado faz parte do Anuário da Cachaça, com dados pioneiros da bebida que é produzida no país. Segundo o estudo, Areia possui sete estabelecimentos registrados no Mapa, perdendo apenas para os mineiros Belo Horizonte (19) e Salinas (9) e São Roque do Canaã, em Sergipe, que tem 10 estabelecimentos.

O Anuário da Cachaça, divulgado na última terça-feira (28), revelou, ainda, que a Paraíba é o sexto estado em número de estabelecimentos, empatado com o vizinho Pernambuco, ficando entre os dez estados com mais estabelecimentos produtores de cachaça registrados no Brasil.

Conforme levantamento realizado até o final de dezembro de 2018, os produtores de cachaça totalizam 951 estabelecimentos registrados no Mapa. Deste montante, a liderança fica com o estado de Minas Gerais, bem acima dos demais, com 421 estabelecimentos, sendo que na sequência aparecem os estados de São Paulo (126), Espírito Santo (74) e Rio de Janeiro (50), evidenciando a concentração da produção de cachaça na região Sudeste com 671 estabelecimentos, representando mais de 70% da produção nacional.

Em seguida aparece a região Nordeste com 138, correspondendo a 14,5%, a região Sul com 99, portanto 10,4%, a região Centro-Oeste com 33, cerca de 3,5% e, por fim, a região Norte, com apenas 10 produtores, com a fatia de 1,05%.

Produtos

Ainda segundo o levantamento, a Paraíba tem 145 produtos cadastrados junto ao Ministério. Entre eles, 36 são produzidos em Areia e outros 33 em Campina Grande, que também entram na lista dos dez municípios com maior número de registros do produto.

O anuário classifica as bebidas também de acordo com padrões de produção e de envelhecimento, por categorias. Também faz a distinção entre a cachaça, que é feita a partir do mosto (líquido) fermentado do caldo da cana-de-açúcar, enquanto a aguardente pode ser também um destilado alcoólico simples. Outro diferencial, é que no primeiro caso, a composição alcoólica pode variar entre 38% e 48%, e no segundo, entre 38% e 54%. A classificação leva em conta aromas e sabores, como a adoçada, envelhecida, premium, extra premium.

G1

 

Deputado Tião Gomes apresenta Voto de Aplauso na ALPB pelos 173 do município de Areia

O deputado estadual Tião Gomes (Avante), apresentou Moção de Aplausos à cidade de Areia, no Brejo paraibano, pelo aniversário de 173 anos de emancipação política, que serão comemorados neste sábado, 18 de maio.

Principal município do Brejo Paraibano, Areia surgiu como povoado em 1625. É a cidade natal do pintor Pedro Américo, do escritor José Américo de Almeida e do Padre Azevedo, inventor da máquina de escrever. Fica a 120 quilômetros da Capital, João Pessoa. Com cerca de 30 mil habitantes é uma pacata cidade do interior e possui vários prédios tombados pelo patrimônio histórico.

Foi na cidade de Areia onde Tião Gomes começou a vida política. Mudou-se para lá aos 18 anos de idade e cursou Engenharia Agrônoma na Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Em 1982, foi eleito prefeito do município, e em 1990 elegeu-se deputado estadual pela primeira vez. Desde então, o deputado que já está em seu oitavo mandato vem sendo majoritário na cidade e luta para atender os pleitos da população areiense.

Em sua justificativa, Tião Gomes lembrou um pouco da história do município, ao destacar que em 1648, a expedição em busca de recursos minerais de Elias Herckmans, então governador holandês da Paraíba, percorreu a mando de João Maurício de Nassau a região onde hoje se assenta a cidade de Areia. Depois de certo tempo, em meados do século XVII, desbravadores portugueses percorreram a região, dentre eles Pedro Bruxaxá, que teria se fixado no local à margem do cruzamento de estradas que eram caminho obrigatório de boiadeiros e comboieiros dos sertões com destino à cidade de Mamanguape e à Capital. Dada a amizade que fez com os nativos, ali construiu um curral e uma hospedaria conhecida como “Pouso do Bruxaxá”. A região foi por muitos anos denominada “Sertão de Bruxaxá”.

Com o tempo, entretanto, devido a um riacho que possuía bancos de areia muito brancas, o povoado passou a ser chamado de Brejo d’Areia, já que o lugarejo fica na Microrregião do Brejo Paraibano, região da Paraíba não muito longe do litoral, que recebe os úmidos ventos alísios vindos do Atlântico e possui uma cobertura vegetal de floresta atlântica, hoje em dia reduzida a manchas. Por isso, também chamada de Zona da Mata. O povoado foi elevado à categoria de vila em 30 de agosto de 1818 e, em 18 de maio de 1846, tornou-se cidade.

Com o desenvolvimento da lavoura canavieira na Região do Brejo, no século XIX, a cidade de Areia tornou-se o maior município da região, mas tal proeminência econômica começou desde o século anterior, XVIII, com a precedente lavoura do algodão. A campanha abolicionista no município teve a liderança de Manuel da Silva e Rodolfo Pires, e a cidade libertou o último escravo pouco antes da Abolição da Escravatura em todo o país, no dia 3 de maio de 1888.

Areia participou ativamente das Revoluções do século XIX, tais como a Revolução Pernambucana, em 1817, a Confederação do Equador, em 1824 e a revolta do Quebra-Quilos, em 1873. Areia foi a principal civilização do Alto Brejo paraibano durante o século XIX, final do século XVIII e início do século XX a tal ponto de ter tido o primeiro teatro e a primeira faculdade do Estado, isso atesta um padrão interessante na história de Areia. Hoje, Areia se destaca pelo turismo e pela produção de cachaça, registrando mais de 100 engenhos situados na cidade, umas das fontes da economia do município, sendo também muito rica na produção cultural.

“Por esses e outros motivos, e em nome do povo paraibano e especialmente da população da minha querida Areia, berço de José Américo, justifico meu voto de aplauso”, disse Tião Gomes.

 

 

portaldolitoralpb

 

 

Tião Gomes apresenta Voto de Aplauso a grupo de jovens que produzem filmes com celulares em Areia

O deputado estadual Tião Gomes (Avante) apresentou nesta sexta-feira (10) um requerimento de Voto de Aplausos na Assembleia Legislativa da Paraíba, ao projeto de produção de cinema feito por crianças e jovens, e tem possibilitado a integração de estudantes e moradores com a sétima arte, no distrito de Mata Limpa, em Areia, no Brejo da Paraíba. Com o objetivo de gerar conhecimento cultural e incentivar futuros comunicadores, o projeto surgiu em agosto de 2017 e hoje cerca de 80 estudantes participam da iniciativa que produz cinema com celular.

“É um projeto que vem mudando a rotina daquela comunidade de forma positiva, envolvendo alunos, professores e moradores em ações que visam incentivar a arte no município de Areia e merece realmente todo nosso reconhecimento. Parabéns aos idealizadores, moradores, estudantes participantes e demais envolvidos nesse grande projeto”, disse o parlamentar.

O projeto, que acontece na Escola Abel Barbosa da Silva tem a participação de Crianças de 4 anos até jovens de 18 anos, além dos moradores da região que participam da produção de curtas-metragens por meio de celulares.

Isadora Roseno, de 4 anos, ganhou como melhor atriz na II Mostra de Cinema de Mata Limpa, em Areia, na PB — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

Uma das produções dos alunos do projeto, o curta-metragem “Mais que a Chuva”, foi premiada com menção honrosa no Festival Comunicurtas UEPB, da Universidade Estadual da Paraíba, em Campina Grande. Além disso, esse filme já chegou a ser exibido em um festival de cinema em Paris, na França.

O idealizador do projeto, o professor Thiago Rodrigues, destacou que dos 80 alunos que participam da iniciativa, 50 deles trabalham produzindo e 30 trabalham indiretamente no dia da Mostra de Cinema de Mata Limpa, que acontece todo mês de dezembro para premiar os filmes produzidos.

Ainda segundo o idealizador do projeto, uma das produções dos alunos será exibida em um festival de cinema em Minas Gerais, neste mês de maio.

A Mostra de Cinema de Mata Limpa acontece em praça pública. Os alunos desenvolvem curtas-metragens de até 15 minutos, que são exibidos para toda a comunidade. O evento conta com atrações artísticas e feirinha gastronômica, além da distribuição de pipoca para as crianças e os moradores.

Na II Mostra de Cinema, realizada pelas crianças e jovens em dezembro de 2018, o prêmio de melhor atriz foi para Isadora Roseno, de 4 anos, que atuou na produção “Zé”, curta que ganhou como melhor filme e outras categorias da Mostra.

Já o pequeno Natan Silva, de 8 anos, ganhou como melhor ator no curta-metragem Jaca.

Veja o filme Zé

portaldolitoralpb

 

Crianças e jovens ‘fazem cinema’ com celulares em distrito de Areia, no Brejo da Paraíba

Um projeto de produção de cinema feito por crianças e jovens tem possibilitado a integração de estudantes e moradores com a sétima arte, no distrito de Mata Limpa, em Areia, no Brejo da Paraíba. Com o objetivo de gerar conhecimento cultural e incentivar futuros comunicadores, o projeto surgiu em agosto de 2017 e hoje cerca de 80 estudantes participam da iniciativa.

Segundo o idealizador do projeto, o professor Thiago Rodrigues, dos 80 alunos que participam da iniciativa, 50 deles trabalham produzindo e 30 trabalham indiretamente no dia da Mostra de Cinema de Mata Limpa, que acontece todo mês de dezembro para premiar os filmes produzidos.

O projeto, que acontece na Escola Abel Barbosa da Silva, visa a comunicação entre estudantes e comunidade. Crianças de 4 anos até jovens de 18 anos, além dos moradores da região, participam da produção de curtas-metragens por meio de celulares.

“Além das produções de curtas-metragens, no projeto os alunos fazem roteiros, edição de fotos e vídeos, participam diretamente em produções maiores e adquirem conhecimento local e humano, e ainda organizam a Mostra de Cinema”, conta o professor Thiago Rodrigues.

Na II Mostra de Cinema, realizada pelas crianças e jovens em dezembro de 2018, o prêmio de melhor atriz foi para Isadora Roseno, de 4 anos, que atuou na produção “Zé”, curta que ganhou como melhor filme e outras categorias da Mostra.

“Pra mim essa foi uma das produções mais interessantes, porque envolveu muita gente da comunidade, como o vigia da escola e várias mulheres da comunidade”, diz o professor Thiago.

Isadora Roseno, de 4 anos, ganhou como melhor atriz na II Mostra de Cinema de Mata Limpa, em Areia, na PB — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

Isadora Roseno, de 4 anos, ganhou como melhor atriz na II Mostra de Cinema de Mata Limpa, em Areia, na PB — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

Outro estudante que participa do projeto, Natan Silva, de 8 anos, ganhou como melhor ator pelo personagem protagonista que fez no curta-metragem “Jaca”, que também levou o prêmio como melhor filme e melhor direção pelo júri popular, curta dirigido por outra criança, Artur Neves, de 11 anos.

“Gostei muito de fazer cinema com meus amigos e me diverti muito nas gravações”, diz o estudante Natan Silva, de 8 anos.

A Mostra de Cinema de Mata Limpa acontece em praça pública. Os alunos desenvolvem curtas-metragens de até 15 minutos, que são exibidos para toda a comunidade. O evento conta com atrações artísticas e feirinha gastronômica, além da distribuição de pipoca para as crianças e os moradores.

Todos os vídeos exibidos na Mostra são produzidos por celulares. “Muitos celulares são emprestados pela própria comunidade e alunos que possuem aparelhos ajudam os outros no processo de gravação”, explica Thiago Rodrigues.

Natan Silva, de 8 anos, ganhou como melhor ator no curta-metragem Jaca, exibido na II Mostra de Cinema de Mata Limpa — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

Natan Silva, de 8 anos, ganhou como melhor ator no curta-metragem Jaca, exibido na II Mostra de Cinema de Mata Limpa — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

“A Mostra de Cinema é importante para mostrar o potencial dos alunos e do povo de Mata Limpa”, afirma Natan.

De acordo com o professor Thiago, as produções geralmente são feitas na própria comunidade, casas de vizinhos, rua e outros locais abertos. As crianças envolvidas são alunos da Escola Abel Barbosa da Silva, mas estudantes de outras escolas também participam do projeto, além de familiares desses alunos que moram no distrito.

“Além da participação dos alunos diretamente nas produções, a comunidade atua como parte mais importante também, não só colaborando com as crianças, mas com tudo, na limpeza e organização da praça no dia do evento e durante todo o ano ajudando como pode”, salienta o professor.

Filmes feito pelas crianças e jovens são exibidos durante Mostra de Cinema de Mata Lima, na praça pública do distro em Areia, na PB — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

Filmes feito pelas crianças e jovens são exibidos durante Mostra de Cinema de Mata Lima, na praça pública do distro em Areia, na PB — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

Curtas exibidos e premiados em festivais

O professor conta que uma das produções dos alunos do projeto, o curta-metragem “Mais que a Chuva”, foi premiada com menção honrosa no Festival Comunicurtas UEPB, da Universidade Estadual da Paraíba, em Campina Grande. “Além disso, esse filme já chegou a ser exibido em um festival de cinema na França”, destaca.

Ainda segundo o idealizador do projeto, uma das produções dos alunos será exibida em um festival de cinema em Minas Gerais, em maio deste ano.

Professor idealizador do projeto

O projeto de cinema feito por crianças, jovens e comunidade de Mata Limpa foi uma iniciativa do professor Thiago Rodrigues. Natural de São Paulo, o arte educador está no município de Areia há quase dois anos. Ele explica que chegou à cidade após um convite da Prefeitura para desenvolver projetos culturais voltados para a comunidade.

“Foi exatamente no distrito de Mata Limpa, aqui em Areia, no Brejo paraibano, que me encontrei. Vi nas crianças e jovens daqui uma grande vontade de aprender e crescer como pessoas dentro do seu ambiente. Além disso, tive a parceria incrível dos amigos e diretores de fotografia Thiago Trajano e Júnior Alves, que me permitiu atingir um número maior de alunos, afinal ninguém faz nada sozinho”, conclui o professor Thiago.

Professor Thiago Rodrigues durante produção de curta com moradores de Mata Limpa, em Areia, na PB — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

Professor Thiago Rodrigues durante produção de curta com moradores de Mata Limpa, em Areia, na PB — Foto: Thiago Rodrigues/Arquivo Pessoal

*Sob supervisão de Krys Carneiro

G1

 

Prefeito de Areia não cumpre sua parte e perde verba federal de R$ 6 milhões que já estava aprovada, diz vereadora

O descaso da administração pública com o bem público não é nenhuma novidade para os moradores de Areia, Brejo paraibano. E, infelizmente, a situação piorou com a perda de milhões em recursos federais, mostrando que o atual prefeito João Francisco (PSDB) não aprendeu ainda a administrar o município.

Enquanto os prefeitos paraibanos correm atrás de recursos federais, o prefeito de Areia deixou escorrer pelas mãos a bagatela de R$ 6 milhões que seriam destinados à construção do matadouro municipal e a revitalização da localidade do Quebra. A informação foi divulgada e lamentada pela vereadora Ana Paula Gomes, em suas redes sociais, neste final de semana.

Na postagem, a parlamentar explica que a atual gestão não se manifestou nem se interessou em cumprir as duas obras e acabou perdendo os recursos, que retornaram para os cofres do Governo Federal.

“Areia perdeu 6 milhões em recursos. Não teremos mais a construção do matadouro e a revitalização do Quebra, o qual seria transformado num grande parque ecológico e turístico em nossa cidade. A emenda foi conseguida pelo deputado Damião Feliciano e pelo deputado estadual Tião Gomes, infelizmente, perdemos os recursos e os grandes benefícios que iriam trazer pra nossa cidade. A atual gestão não se esforçou e nem se interessou em cumprir essas duas obras. Perdemos”, postou a vereadora.

Ainda de acordo com Ana Paula, a realização de uma sindicância interna para investigar o episódio não está descartada.

Não bastasse a gravidade do episódio, que terá repercussão na Câmara, ele acontece justamente quando os municípios lutam por aumento do FPM devido à crise financeira sem precedentes.

 

portaldolitoralpb

 

 

Jovem desaparecido há mais de 20 dias é encontrado morto em Areia na PB

Um jovem de Campina Grande que havia saído para entregar drogas em boca de fumo em Areia, e estava desaparecido há mais de vinte dias, foi encontrado morto neste domingo (15). O corpo da vítima estava enterrado em uma cova rasa na periferia da cidade do Brejo Paraibano.

Desde a semana passada, equipes das polícias Civil e Militar da cidade de Areia, no Brejo do estado, estavam trabalhando a procura de localizar um jovem natural de Campina Grande, que segundo as informações fornecidas pela própria família do rapaz, na última terça-feira (26), Mikael Henrique da Silva, 20 anos, saiu de sua casa no bairro das Malvinas em Campina Grande, com destino a comunidade da Jussara, área da periferia da cidade de Areia.

“Ele saiu de casa para entregar um pacote com drogas lá em Areia. Não tem porque esconder. Desde então, ele desapareceu” comentou uma das irmãs do rapaz. Os investigadores acreditam que ele foi assassinado por traficantes.

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br