Arquivo da tag: áreas

Vacina da Febre Amarela é ofertada em CG para quem viajar para áreas de risco

vacinaA Secretaria Municipal de Saúde está ofertando a vacina que protege contra a Febre Amarela para quem vai viajar para áreas de risco. A medida está sendo adotada pelo Ministério da Saúde, em todo o país, como forma de evitar a expansão no número de casos da doença, que tem ocorrido em vários estados brasileiros.

A vacina é oferecida no Setor de Imunização do Hospital Municipal Doutor Edgley Maciel, mas é necessário fazer o agendamento pelo telefone 3310-6335. “As pessoas ligam e informam a data a viagem e nós agendamos a vacinação para o dia mais adequado, já que é interessante que a vacina seja tomada pelo menos dez dias antes da viagem. As pessoas precisam levar algo que comprove que viajarão para as áreas de risco”, informou a coordenadora de Imunização do município, Miralva Cruz.

As áreas consideradas de risco pelo Ministério da Saúde são os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Bahia, Maranhão, Piauí, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

O número de casos da doença vem subindo nos últimos meses, principalmente nas zonas rurais do estado de Minas Gerais. Em todo o país já foram notificados 421 casos suspeitos de Febre Amarela, sendo 87 mortes.

A vacina é administrada em duas doses. Nas crianças, a vacina é aplicada aos nove meses de vida e aos quatro anos de idade. No caso dos adultos, que não se vacinaram quando eram crianças, a primeira dose é aplicada a qualquer tempo e a segunda deve ser dez anos depois. “Com duas doses a pessoa estará protegida para o resto da vida e a eficácia é de 95%”, explicou Miralva.

Para as pessoas do município de Campina Grande que não vão se deslocar para esses estados onde há ocorrência confirmada da doença, não há necessidade de se vacinar porque, segundo o Ministério da Saúde, não há risco de contaminação.

As contraindicações são para as crianças menores de seis meses de vida, gestantes, idosos, mulheres que amamentam, pacientes de câncer e que fazem uso de medicamento imunodepressor.

A Febre Amarela é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus transmitido por mosquitos, inclusive pelo Aedes aegypti. A doença causa febre, calafrios e amarelidão dos olhos, mas também pode provocar insuficiências hepática e renal, além de outros sintomas, e levar à morte. Há muitos anos sob controle no Brasil, o vírus voltou a se manifestar e, por isso, a imunização está sendo oferecida como forma de prevenção.

MaisPB com Codecom

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Meteorologia prevê chuvas em áreas isoladas de três regiões da Paraíba, nesta terça-feira

previsâo-do-tempoA Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) prevê, para esta terça-feira (15), céu parcialmente nublado com possibilidade de chuva fraca em áreas isoladas da faixa litorânea. A previsão é válida ainda para as regiões do Agreste e Brejo. Para as demais regiões, a exemplo do Alto Sertão e Sertão, a previsão é de céu variando entre parcialmente nublado a claro. Com relação à temperatura, no Litoral a máxima deve atingir os 29º C e a mínima, os 22º C.

Já para o Brejo, a Aesa prevê máxima de 27º C e mínima de 18º C. No Agreste, a terça-feira poderá ter máxima de 30º C e mínima de 19º C.

Na região do Cariri-Curimataú, a temperatura máxima deverá ficar em torno dos 32º C e a mínima, perto dos 17º C. Para o Alto Sertão, a previsão é de máxima de 35º C e mínima de 19º C. No Sertão, a máxima deve chegar aos 36º C e a mínima, aos 20º C.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

blogdogordinho

Meteorologia prevê chuvas fracas em áreas isoladas em três regiões do Estado

previsâo-do-tempoA Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba prevê para este fim de semana, nebulosidade variável com possibilidade de chuvas fracas em áreas isoladas para o Litoral, Agreste e Brejo. A temperatura máxima na faixa litorânea deverá atingir os 30º C e a mínima, os 20º C. Já para o Brejo, a Aesa prevê máxima de 27º C e a mínima de 17º C. No Agreste, a máxima deverá alcançar os 30º C e a mínima, os 18º C.

Para a região do Cariri-Curimataú, a previsão é de nebulosidade variável. O Alto Sertão e o Sertão deverão ter fim de semana com céu aberto a parcialmente nublado. A temperatura máxima no Cariri-Curimataú poderá alcançar os 32º C e a mínima, os 17º C.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Para o Alto Sertão, a Aesa prevê máxima de 35º C e mínima de 19º C. Já para o Sertão, a máxima deverá ficar em torno dos 36º C e a mínima, perto dos 19º C.

 

blogdogordinho

MPF abre inscrições para seleção de estagiários em diversas áreas na Paraíba

estagioO Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba vai abrir de 9 a 15 março de 2015 as inscrições do processo seletivo para o programa de estágio da Procuradoria da República na Paraíba (PR/PB) e das Procuradorias da República nos Municípios (PRMs) de Campina Grande, Patos, Sousa e Monteiro. Na capital paraibana as vagas são para as áreas de Administração, Ciências Contábeis, Biblioteconomia, Informática – Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia Civil, Jornalismo e Publicidade. Já no interior do estado as vagas contemplam apenas a área de Administração. As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet, por meio da página do MPF na Paraíba.
Para participar, o estudante deve estar regularmente matriculado nos cursos das áreas contempladas das instituições de ensino conveniadas com o órgão, as quais estão discriminadas nos respectivos editais. No ato da inscrição, o interessado deve ter concluído, pelo menos, 40% da carga horária ou dos créditos do curso superior, independente do semestre em que esteja formalmente matriculado, devendo-se comprovar tal exigência por meio de declaração assinada e emitida pela instituição de ensino (não servirá como comprovação para habilitação à inscrição apenas o histórico escolar). O documento deverá constar o percentual da carga horária ou dos créditos já cumpridos pelo aluno.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Detalhes – O estágio tem carga horária de 20h semanais e bolsa de R$ 800,00, mais auxílio-transporte no valor de R$ 7,00 por dia trabalhado, seguro contra acidentes pessoais e recesso remunerado de 30 dias anuais, a ser gozado, preferencialmente, nas férias escolares, sempre que o período de duração do estágio for igual ou superior a um ano, ou de forma proporcional, caso o estágio ocorra por período inferior. Os editais reservam às pessoas com deficiência e aos participantes do Sistema de Cotas para Minorias Étnico-raciais, o percentual de 10% das vagas que vierem a surgir ou forem criadas no prazo de validade do concurso.
Será publicado edital na página do MPF na Paraíba com a divulgação de data, horário e local de provas, que terão duração total de três horas com questões objetivas e subjetivas.
Inscrições em duas etapas – A inscrição será realizada em duas etapas. Na primeira, o estudante deve preencher o formulário disponibilizado no site do MPF na Paraíba, com todos os dados pessoais necessários. Ao final, deve imprimir a ficha de pré-inscrição gerada pelo sistema, que é a garantia que o candidato fez a inscrição inicial.
Na segunda etapa, deve-se confirmar a inscrição, pessoalmente, no período de 16 a 20 de março de 2015, levando a ficha de inscrição, os documentos exigidos e, opcionalmente, um pacote de fralda geriátrica, que será doado a uma instituição filantrópica. As unidades que receberão as inscrições presenciais são as seguintes:
Anexo da Procuradoria da República na Paraíba (João Pessoa):
Avenida Júlia Freire, s/n, Expedicionários, Sala 509 do Metropolitan Shopping Empresarial, João Pessoa – PB
Período e horário: de 16/03/2015 a 20/03/2015, no horário das 14h às 17h, de segunda a quinta-feira, e das 9h às 12h, na sexta-feira.
Procuradoria da República no Município de Campina Grande:
Endereço: Av. Noujaim Habib (Av. Canal do Prado), s/n, Catolé, (próximo do Complexo Judiciário).
Período e horário: de 16/03/2015 a 20/03/2015, no horário das 14h às 17h, de segunda a quinta-feira, e das 09h às 12h, na sexta-feira.
Procuradoria da República no Município de Patos:
Endereço: Procuradoria da República no Município de Patos/PB – Avenida Doutor Pedro Firmino, nº 55, Centro, Patos – PB.
Período e horário: de 16/03/2015 a 20/03/2015, no horário das 13h às 20h.
Procuradoria da República no Município de Sousa:
Endereço: Rua Francisco Vieira da Costa, sn, Bairro Raquel Gadelha (ao lado da Justiça Federal), Sousa – PB.
Período e horário: de 16/03/2015 a 20/03/2015, no horário das 14h às 17h, de segunda a quinta-feira, e das 09h às 12h, na sexta-feira.
Procuradoria da República no Município de Monteiro:
Endereço: Rua José Araújo Japiassu, 286, Centro, Monteiro – PB.
Período e horário: de 16/03/2015 a 20/03/2015, no horário das 14h às 17h, de segunda a quinta-feira, e das 09h às 12h, na sexta-feira.
Outras informações podem ser obtidas pelo número (83) 3243-0808 ou pelo e-mail prpb-nugep@mpf.mp.br. O anexos constantes nos respectivos editais de abertura trazem os programas de disciplinas para as provas, termo de adesão ao sistema de cotas para minorias étnico-raciais e formulários de solicitação de recurso para as provas objetivas e subjetivas.

Assessoria

 

Pesquisa lista as oito áreas de trabalho com mais funcionários infiéis

casalinfielO site de infidelidade AshleyMadison fez um estudo que listou as oito áreas de trabalho com mais infiéis. O CEO da rede, Noel Biderman, disse ao site “Boston.com” que não pode dizer que é a área que faz os infiéis ou se eles são atraídos para essas áreas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O primeiro lugar é ocupado pelos empresários. Segundo Biderman, como esses profissionais viajam muito, é um importante fato. “É uma oportunidade para se comportar de forma diferente. Se você tem que viajar para o trabalho, há uma probabilidade maior de que você considere ter um caso”, explica.

Confira a lista:

1) Empresário

Homens: 17%

Mulheres: 13%

2) Finanças

Homens: 16%

Mulheres: 18%

3) Educação

Homens: 7 %

das mulheres: 9 %

4) Medicina

Homens: 15 %

Mulheres: 16 %

5) Varejo / Hotelaria

Homens: 8 %

Mulheres: 3 %

6) Artes / Entretenimento

Homens: 7 %

Mulheres: 9 %

7) Direito

Homens: 7 %

Mulheres: 4 %

8) Imóveis / Seguros

Homens: 3 %

Mulheres: 4 %

Extra

Brasil pode enviar equipes para áreas afetadas pelo ebola

embolaO Brasil pode enviar equipes de saúde para regiões afetadas pela epidemia do ebola, caso o auxílio seja requisitado, afirmou o secretário de Vigilância do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. “Se o pedido for feito, enviaremos, como já fizemos em Moçambique, em 2003”, disse. Na semana passada, a OMS (Organização Mundial da Saúde) deflagrou uma operação para tentar impedir o avanço da doença que neste ano já registrou 887 mortes em países da África Ocidental.

No início do mês, o Brasil enviou kits para Guiné e, na próxima, semana deverá despachar outros dez conjuntos para Libéria e Serra Leoa, com itens usados em catástrofes. Cada kit é suficiente para atender à necessidade de 500 pessoas, por três meses. Em 2003, o Brasil enviou uma equipe especialista em infecção hospitalar e um especialista em comunicação para atuar em estratégias de prevenção da doença.

Barbosa acredita que a eficácia das ações de contenção reforçadas pelo plano lançado há poucos dias pela OMS poderá ser avaliada dentro de três semanas. “É esse o período necessário. As infecções registradas agora são fruto de transmissões ocorridas nos últimos dias.” Embora a previsão para a redução de casos seja para meados e fim do mês, Barbosa afirma ser muito baixo o risco de o País registrar casos da doença.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Até agora, dois casos suspeitos foram notificados, mas rapidamente descartados. Um deles era um passageiro que desembarcou em Goiânia, procedente de Moçambique. Era pneumonia. Outro caso suspeito era de uma pessoa que desembarcou em Guarulhos, vindo da África do Sul. Era infecção urinária.

O Brasil não dispõe de kits para confirmar a doença. Em caso suspeito, a amostra poderá ser enviada para o Centro de Controle de Doenças, nos Estados Unidos.

― O resultado de um eventual caso suspeito pode ser obtido em dois dias. Mas ele é muito mais para confirmação. A doença tem sinais claros e todo caso suspeito será tratado de forma adequada.

Transmitido por um vírus, o ebola é fatal em cerca de 90% dos casos. A infecção ocorre através do contato com sangue, fluidos corporais da pessoa infectada ou de animais com a doença — sobretudo macacos, porcos-espinhos, capivaras. Ao contrário de outras doenças, no entanto, a transmissão do ebola ocorre geralmente quando o paciente já apresenta sintomas da infecção.

“Eles não passam despercebidos. Bastam horas para os sinais evoluírem de dores no corpo para diarreia, vômitos e hemorragias”, explicou o secretário. O período de incubação pode variar entre 2 e 21 dias. Barbosa admite haver a possibilidade de o paciente desembarcar no País ainda nesta fase.

― Mas nesse estágio, a contaminação não ocorre. E quando sintomas surgirem, a gravidade é tamanha que dificilmente ele deixará de procurar assistência médica.

O secretário disse que a informação sobre a doença nos serviços médicos de referência já foi reforçada. Ele descartou, no entanto, a possibilidade de se distribuir panfletos informativos para viajantes que desembarcam no Brasil. Essa medida já foi adotada em outras ocasiões, como H1N1. “Mas ebola tem características muito distintas. Não há risco de a doença ser transmitida pelo ar. Nem mesmo de o paciente não suspeitar que foi infectado”, ponderou.

 

 

Estadão

 

ONU: dois terços da população mundial se concentrarão em áreas urbanas até 2050

WIKIMEDIA COMMONS/CC
WIKIMEDIA COMMONS/CC

Dois terços da população mundial estará concentrada em áreas urbanas no ano de 2050, indicou a ONU após a revisão anual do relatório Perspectivas de Urbanização Mundial, divulgado nessa quinta-feira (10). De acordo com o documento, a Cidade do México e de São Paulo, que ocupam agora o quarto e quinto lugar, respectivamente, serão rebaixadas as posições de 10ª e 11ª no ranking mundial em 2030. No entanto, essa previsão não está relacionada apenas à redução de habitantes nessas cidades, mas sim pelo crescimento de outras megacidades da África e Ásia.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

As projeções de população da ONU indicam que o maior crescimento de habitantes em áreas urbanas ocorrerá na Índia, China e Nigéria, que apresentarão 37% de crescimento, projetado entre este ano e 2050. “A gestão das áreas urbanas se transformou em um dos mais importantes desafios para o desenvolvimento no século XXI”, afirmou o diretor da Divisão de População do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, John Wilmoth.

De acordo com estes dados, a população urbana chega atualmente a 3,9 bilhões de habitantes e, em 2045, deverá ultrapassar os 6 bilhões, sendo que 90% desse aumento se concentrará entre a Ásia e a África. Em 1950, esse índice se situava em 746 milhões.

A ONU também lembra que esses dois continentes citados enfrentam vários desafios para satisfazer as necessidades básicas de suas populações urbanas, como infraestrutura e energia. “Nosso êxito ou fracasso em construir cidades sustentáveis será o maior fator no desafio da agenda para o desenvolvimento da ONU depois de 2015”, acrescentou Wilmoth.

O relatório cita a cidade Tóquio como a maior aglomeração urbana do mundo, com 38 milhões de habitantes, seguida de Nova Délhi (25 milhões), Xangai (23 milhões) e Cidade do México, São Paulo e Mumbai, todas com 21 milhões.

Para o ano de 2030, de acordo com estas projeções, Tóquio, Nova Délhi e Xangai manterão os três primeiros lugares, embora a capital japonesa tenha prevista uma perda de população. Por outro lado, Xangai deverá ter oito milhões de habitantes a mais. O ranking projetado para 2030 situa à capital mexicana com 23,9 milhões de habitantes, no décimo lugar, e São Paulo em décimo primeiro, com 23,4 milhões, considerando as áreas urbanas das respectivas cidades e seus subúrbios.

O relatório assinala que, se em 1990 havia dez megacidades com pelo menos 10 milhões de habitantes, agora são 28, das quais 16 estão situadas na Ásia, quatro na América Latina, três na África e Europa e duas na América do Norte.

Em 2030, segundo os dados da ONU, 41 cidades deverão ter uma população acima dos 10 milhões de habitantes. Por outro lado, em relação à população rural, a ONU indica que a população alcançará seu nível máximo no ano de 2020. Os habitantes de áreas rurais são agora 3,4 bilhões, mas, em 2050, serão reduzidos a 3,1 bilhões.

 

 

Agência EFE

De uma canetada só: Prefeito Luciano Cartaxo demite três auxiliares das áreas de Esporte e Saúde

O prefeito Luciano cartaxo demitiu  de uma só vez três auxiliares na noite desta quinta-feira. Foram demitidos  a  secretaria adjunta da saúde, a Diretora do Trauminha  e o secretário de Esportes.

No caso do secretário de Esportes, a demissão foi devido  ao mais  vexatório espetáculo no futebol paraibano com o cancelamento do jogo entre Treze e Santa Cruz, válido pelo Campeonato Paraibano de Futebol, por falta de delimitações precisas no gramado. Depois de esperar por mais de 1 hora, o juiz da partida cancelou o jogo, já que o gramado lembrava um campo de golf, sem marcação alguma.

O arbitro João Bosco Sátiro ainda deu um prazo de 30 minutos para que as linhas fossem pintadas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Padrão Fifa

Cartaxo demitiu Secretário de Esporte, leia nota;

Em face do lamentável episódio ocorrido na noite desta quinta-feira (5) no estádio da Graça, provocando o cancelamento da partida entre Santa Cruz x Treze pelo Campeonato Paraibano, o prefeito Luciano Cartaxo decidiu que estão exonerados dos seus cargos o titular da Secretaria de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), Sérgio de Morais Meira, como também o diretor do estádio Leonardo Vinagre da Silveira.

Em face das demissões na área de saúde, os motivos ainda não foram divulgados.

Paraiba.com com ClickPB

Governo da Paraíba abre crédito de R$ 45,1 milhões para beneficiar diversas áreas no Estado

DinheiroO Governo da Paraíba abriu uma série de créditos suplementares que totalizam o valor de R$ 45,1 milhões que irão beneficiar várias áreas de atuação no Estado, tais como: Infraestrutura, Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Educação, Saúde, Planejamento e Gestão, Segurança Pública, Recursos Hídricos, Turismo e Desenvolvimento Social. Os recursos, que servirão como reforço de dotações orçamentárias para os segmentos citados, foram publicados na edição desta quinta-feira (06), do Diário Oficial do Estado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Do montante geral a ser liberado, foi aberto o crédito suplementar no valor de R$ 10 milhões para a Secretaria de Estado da Infraestrutura e para a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil da Paraíba, a serem aplicados na prevenção, socorro e reparação de calamidade pública. Para a Secretaria Executiva de Obras do PAC serão viabilizados R$ 2,01 milhões para o apoio a sistemas de abastecimento de água.

O Executivo Estadual também abriu crédito no valor de R$ 284 mil para Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca para implementação das Políticas Públicas Agropecuárias para o Desenvolvimento do Agronegócio. Para essa mesma pasta também será viabilizado R$ 180 mil para Infraestrutura de Apoio à Pesquisa e outros R$ 300 mil para administração e manutenção de veículos.

Também foi aberto pelo Estado um suplemento no valor de R$ 1,02 milhão para reforço de dotação orçamentária para a Secretaria de Estado da Educação e para a Universidade Estadual da Paraíba a serem utilizados na administração e manutenção da frota de veículos, na Consolidação e Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão, além nas áreas de Artes, Cultura e Esportes.

Para a Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão será viabilizado um crédito de R$ 83,9 mil para a conservação, reforma e adaptação de imóveis. E para a Secretaria de Estado da Saúde R$ 3 milhões para aplicação na Atenção à Saúde Preventiva e Curativa. O administrativo estadual ainda liberou crédito no valor de R$ 300 mil para a Secretaria de Estado da Saúde voltados para a manutenção do Complexo de Saúde e na Atenção à Saúde Preventiva e Curativa.

Outro suplemento a ser liberado pelo Governo do Estado no valor de R$ 6,9 milhões será para reforço de dotações orçamentárias da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, a serem usados em Planejamento, Coordenação e Planejamento, Coordenação e Supervisão da Política de Segurança. Também foi viabilizado para a Polícia Militar do Estado e para o Comando Geral da Polícia Militar na ordem R$ 99,5 mil para construção e reforma de instalações físicas para a Polícia Militar e mais R$ 220,9 mil para modernização da Polícia Civil.

Já uma cifra de R$ 11 milhões o Governo da Paraíba vai liberar para a Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social para a Polícia Militar do Estado da Paraíba e no Comando Geral da Polícia Militar para aquisição de viaturas.

Mais um o crédito suplementar no valor de R$ 8 milhões será liberado para Secretaria de Estado da Infraestrutura, que serão aplicados na restauração de rodovias. Também para essa pasta o governo está disponibilizando R$ 200 mil para a manutenção de serviços administrativos do Departamento de Estradas e Rodagens.

Outros R$ 481 mil também serão viabilizados pelo Estado para a Secretaria de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Econômico, a serem aplicados na Companhia de Desenvolvimento de Recursos Minerais, mais especificamente para sanear os encargos com água, energia e telefone, em aluguel de imóveis, na manutenção de serviços administrativos, no vale e auxílio transporte e nos serviços de informatização, além de perfuração e instalação de poços.

Ainda foi aberto um crédito suplementar R$ 110 mil para a Secretaria de Estado dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia, com ênfase na Superintendência de Administração do Meio Ambiente para locação de veículos, manutenção de serviços de serviços administrativos. Para vale refeição/alimentação e auxílio alimentação ainda foi liberado um crédito de R$ 249 mil.

Por fim, o Estado abriu crédito na ordem de R$ 172 mil para o Ministério Público Estadual para ampliação de imóveis, manutenção de serviços administrativos e na construção de sedes ministeriais.

 

 

Fonte: Adaucélia Palitot – PolíticaPB

71% do semiárido da PB está em alto grau de desertificação; áreas mais afetadas são Cariri e Seridó

secaCaracterizado pela perda da biodiversidade e degradação dos solos, o processo de desertificação atinge em cheio o interior do estado da Paraíba que atualmente já consta mais de 71% de seu território de semiárido afetado com o processo em estágio avançado.

De acordo com o Insa, Instituto Nacional do Semiárido, localizado em Campina Grande, a situação está grave, ou gravíssima em áreas do Seridó paraibano, na divisa com o Rio Grande do Norte, e na região do Cariri, divisa com o estado de Pernambuco.  Nessas localidades, a desertificação é fruto da ação conjunta de alguns processos, tais como a redução da caatinga, a redução de fertilidade, as condições climáticas e a erosão.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Entretanto, para o professor Jonas Duarte, pesquisador do Núcleo de Desenvolvimento de Tecnologias Sociais, o fator que mais influencia o desenvolvimento do fenômeno são as condições antrópicas, ou seja, as condições geradas pelo próprio homem.

“A ação que mais influência o processo de desertificação é a ação humana. O desmatamento degrada o solo que não resiste aos índices pluviométricos. Aqui chove pouco, mais as primeiras chuvas são sempre muito intensas e acabam levando o solo gerando um regime pluviométrico desastroso”, explicou o professor.

Ações de recuperação – Atualmente o Insa desenvolve algumas ações de recuperação do solo com a plantação de uma vegetação adequada, tais como Agavi, Macambira e Palma Forrageira em curva de nível.

Todas as ações contam com uma campanha de conscientização da população, prevendo as alternativas para enfrentamento dos processos de desertificação e mudanças climáticas. Mais de 500 famílias tem sido beneficiadas com os projetos que agregam, em sua maioria, os assentamentos do semiárido.

“O combate envolve diretamente a população local. Precisamos prezar por medidas educativas que ensine a população a lidar com o solo do semiárido e a conviver com o clima”, concluiu o professor.

Cybele Soares