Arquivo da tag: aproximação

PM e UEPB fazem acordo de aproximação após polêmica entre policial e professora

Uma reunião entre o comandante-geral da Polícia Militar na Paraíba, coronel Euller Chaves, e o Reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Júnior, procurou colocar fim a uma polêmica que aconteceu na última terça-feira (31), envolvendo uma professora de processo civil e uma policial militar aluna do 7º período de direito, que foi impedida de fazer uma prova por estar fardada e armada, dentro do campus da UEPB de Guarabira, no Brejo, a 98 km de João Pessoa. O encontro para apaziguar a situação aconteceu no próprio campus, nesta sexta-feira (3), onde as duas instituições fizeram um acordo para desenvolver atividades para aproximar integrantes da universidade e da PM, a exemplo de especializações e um curso de direito penal militar que a UEPB vai oferecer.

Antes de chegar ao campus, coronel Euller se reuniu por mais de uma hora com a aluna policial militar envolvida no fato, a quem prestou solidariedade e apoio por causa da repercussão que o episódio teve. Em seguida, o comandante-geral participou de um encontro com todos os policiais militares do 4º Batalhão que estudam na Universidade Estadual da Paraíba, onde reafirmou a importância da qualificação profissional e acadêmica e conversou sobre a rotina deles na UEPB.

“Houve uma repercussão muito grande acerca do fato. Optamos por ir pessoalmente conversar com a nossa policial, escutamos atentamente as palavras dela e prestamos todo o apoio necessário. Conversamos também com os policiais que estudam no campus da UEPB e, em seguida, fomos a uma reunião com o reitor e professores. O caso está superado, colocamos nossas posições acerca do episódio na discussão e ficou decidida essa parceria para engrandecer as duas instituições, pois temos na educação e segurança a esperança de dias melhores e, quando esses dois campos estão em conflito, a sociedade é quem perde,” destacou Euller. 

O Reitor da UEPB, Rangel Júnior, falou que o fato vai aproximar ainda mais a universidade da Polícia Militar. “Foi um fato isolado, que já foi resolvido e o que ficou de importante foi a disposição das duas partes em promover parcerias para aproximar mais ainda as duas instituições”, disse.

A reunião contou também com o comandante do Policiamento Regional I, coronel Almeida Martins; comandante do 4º Batalhão, Tenente-Coronel Gilberto Felipe; do chefe adjunto do departamento de direito do campus da UEPB em Guarabira, Agassiz Almeida; representantes dos alunos da universidade e professores.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Zé Maranhão rechaça aproximação com o PSB na Paraíba

maranhãoO senador e presidente do PMDB da Paraíba, José Maranhão, foi destaque nesta segunda-feira (14) após ironizar uma possível aliança entre o partido e o PSB do governador Ricardo Coutinho. Ele usou a mitologia grega para ilustrar o seu pensamento.

“Não, não, não, porque o governador está no Olimpo, lugar onde moram os deuses na cultura grega, como eu não frequento o Olimpo e Ricardo não desce a planície dos mortais, então nada aconteceu”, comentou.

O Monte Olimpo, na mitologia, é o local onde vivem os deuses do panteão grego. O PMDB rompeu sua aliança com o PSB desde as eleições municipais – quando resolveu apoiar Cartaxo (PSD) ao invés de Cida, entretanto, algumas lideranças de dentro e fora do partido especulam uma aproximação entre as legendas.

wscom

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Wilson Santiago confirma aproximação com Cássio Cunha Lima e descarta conversas com demais partidos

wilson-santiagoO presidente do PTB na Paraíba, Wilson Santiago confirmou nesta segunda-feira (14) que está fechando uma aliança com o PSDB. Com o desejo de se candidatar ao Senado, o petebista deve ser o nome certo para a chapa do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que vai se candidatar ao Governo.

A conjuntura é cheia de ironia, já que no passado Cássio e Wilson disputaram a mesma vaga pelo senado. E os dois se tornaram praticamente “inimigos”, já que uma ação do então peemedebista tirou o direito do tucano de assumir o cargo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Santiago também descartou conversas com outros partidos. “Nos não podemos conversar com duas três lideranças políticas de partidos diferentes, temos que ter um norte, um rumo e a vontade de acertar”, completou.

 

“Não é conversando com todos os lados que se adquire a credibilidade da população e muito menos a solidariedade, no que se refere a qualquer decisão política”, afirmou Santiago.

Wagner Mariano / Fernando Braz

Após sinalizar aproximação ao PSB de Ricardo, sobrinho de Zé Maranhão agora mira artilharia em Veneziano

benjaminDepois de admitir que o Solidariedade poderá marchar junto com o PSB nas eleições de outubro deste ano, o deputado federal Benjamim Maranhão, que comanda a legenda na Paraíba, agora mirou a artilharia para o pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, Veneziano Vital do Rêgo.

Em entrevista ao radialista Rudney Araújo durante o jornal 850 na Rádio Rural, neste final de semana, Benjamim Maranhão acusou o cabeludo de ter ‘rifado’ a candidatura do PMDB após convencer o ex-governador José Maranhão a sair da disputa e pleitear uma vaga de deputado federal.

Segundo o dirigente do SDD, o motivo de ter deixado o PMDB aconteceu devido a uma estratégia errada por parte de Veneziano, que convencera Zé Maranhão a se candidatar à Câmara Federal, desistindo de disputar o Senado, e assim sacrificaria sua candidatura.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Benjamim lembrou que ‘na tal’ estratégia não tinha, por exemplo, sacrifício quanto a candidatura de Nilda Gondim, mãe de Veneziano. Ainda conforme o deputado, o planejamento de campanha do PMDB excluía totalmente sua candidatura à reeleição rumo a Câmara dos Deputados e esse foi o verdadeiro motivo dele ter decidido pegar outro caminho e se abrigar no SDD.

Indagado sobre sua situação com o tio, Zé Maranhão, Benjamim foi enfático ao declarar que não tem problemas nem com o PMDB nem com Maranhão e usou tom desafiador ao declarar que a candidatura do tio não atrapalha seu projeto de reeleição. “Pelo contrário, a minha candidatura atrapalha a dele” – disparou.

Márcia Dias

PB Agora

Vené nega aproximação de Cássio para eleições: ‘Não tive contato porque PSDB está no governo’

veneziano-arapuanO ano eleitoral começou, mas mesmo com as especulações a respeito da possibilidade de aliança entre o PMDB e o PSDB, o ex-prefeito de Campina Grande e pré-candidato ao governo do Estado, Veneziano Vital do Rego (PMDB) criticou a posição ‘em cima do muro’ dos tucanos e completou: ‘Não tive contato com o PSDB porque o partido está no Palácio da Redenção’.

Em entrevista ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM, nesta terça (4), Veneziano destacou que não trabalha com hipóteses e alfinetou o PSDB afirmando que ‘estavam todos juntos no aniversário de Ricardo Coutinho (PSB) no ano passado, depois ‘hibernou’ e então voltou’.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Ficamos perdendo tempo para saber se fulano pode ou não ser candidato. O PSDB é governo, caso se dispusesse a dizer que é oposição, fazer mea culpa, a gente conversa, mas com o entendimento de que o PMDB tem uma pré-candidatura posta”, destaca.

Marília Domingues

 

Senado cria cargo de ombudsman buscando aproximação com o público

O Senado criou o cargo de ombudsman, no qual o profissional que for indicado para exercer esta função ficará responsável por fazer uma avaliação diária sobre a cobertura dos veículos de comunicação e por receber e responder críticas, dúvidas, sugestões e elogios da sociedade, informou o Diário do Congresso.
Crédito:Divulgação
Casa pretende se aproximar do público através do ombudsman
No jornalismo, a palavra sueca “ombudsman” designa o responsável por agir como um “ouvinte”, que recebe e avalia as reclamações e sugestões da sociedade, além de fazer críticas sobre os veículos e noticiários da casa.
Segundo Fernando Mesquita, diretor da Secretaria de Comunicação Social do Senado, o cargo foi criado com a intenção de “melhorar a qualidade da informação oferecida aos leitores, ouvintes e telespectadores dos veículos de comunicação da Casa” e “aperfeiçoar os seus respectivos trabalhos”. “É uma forma de o cidadão fazer valer os seus direitos, protestar, reclamar, dar sugestões”, afirma.
Portal IMPRENSA

De Brasília, RC anuncia inauguração da barragem de Jandaia; governador vive aproximação com Dilma

O governado Ricardo Coutinho disse que hoje a Paraíba é um canteiro de obras e atribuiu o fato austeridade implantada por ele no Governo, destacando que no Próximo sábado (dia 14), vai inaugurar a Barragem de Jandaia, no Município de Bananeiras, uma obra completamente realizada no Governo dele, um investimento da ordem de 13 milhões de reais.

A declaração aconteceu durante a participação dele no Programa Rádio Verdade, apresentado pelo radialista Batista Silva e os jornalistas Petrônio Tôrres e João Costa. A participação dele foi por telefone, depois dele ter participado da solenidade de lançamento de uma nova etapa do Programa Minha Casa Minha Vida, que vai construir 102 mil casas em todo o Brasil.

Ricardo afirmou que a Paraíba hoje é uma referência na captação de recursos públicos e privados, revelando que 60 por cento das casas que vão ser construídas pelo projeto “Minha Casa Minha Vida” vão ser no Nordeste e desse total 12 por cento na Paraíba.

Ele contou que o programa vai atender municípios com até 50 mil habitantes e no estado vão ser construídas 7 mil e 225 casas e desse total o estado vai construir através da Cehap, duas mil e 425 unidades.

Na solenidade ele falou em nome dos Governadores e conclamou aos prefeitos a dotarem os futuros conjuntos habitacionais com escolas, creches, postos de saúde e praças, para melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Sobre as obras que o Governo do Estado, ele citou a licitação para a construção da adutora Aroeiras até Gado Bravo, o canal de integração entre a Barragem de Acauã e Araçagi, uma adutora para abastecer as cidades de Mamanguape e Rio Tinto, além de 900 quilômetros de estradas construídas ou recuperadas, um investimento de cerca de 400 milhões de reais.

Abaixo leia artigo do blogueiro Luis Torres sobre aproximação do governador com a presidente Dilma Rosseff.

Dilma e Ricardo: quando os iguais se atraem e os reflexos positivos para PB

Qualquer observador distante do cenário político administrativo da Paraíba vai perceber que há algo bem engrenado entre o governador Ricardo Coutinho e a presidente Dilma. Depois de várias audiências em Brasília, convites pessoais para viagens internacionais como a presidente e outros sinais, Ricardo foi surpreendido hoje com sugestão da petista para representar os governadores em solenidade sobre os avanços do programa Minha Casa, Minha Vida, carro chefe dos projetos governamentais.

 

É visível, então, certa afinidade entre a presidente do Brasil e o governador da Paraíba, algo que sugere, ao menos teoricamente, uma esperança. A Paraíba, que viveu sempre à margem do desenvolvimento do Nordeste em função de relativo desequilíbrio nos investimentos da União em relação a outros estados nordestinos, pode entrar no gosto da pauta presidencial.

 

Seria ainda romântico pensar que, assim como aconteceu com Pernambuco no governo Lula, a Paraíba pudesse ser uma nova prioridade do governo federal. E que Ricardo passasse a ser o “Eduardo Campos” de Dilma. Mas pela relação que Ricardo tem mantido com a presidente, que parece gostar da gestão rigorosa que o governador paraibano adota quando o assunto é contas públicas, supõe-se que está se criando um cenário melhor do que os anteriores. E que isso se traduza, além de fotos, em investimentos, obras e ações estruturantes para nosso Estado.

 

Soma-se a isso o fato da Paraíba dispor hoje de um paraibano no Ministério das Cidades.

As relações neste sentido vão se encaixando levando a pequenina Paraíba para o centro do poder federal. Com posturas um pouco parecidas, especialmente no que diz respeito ao trato com a classe política, Ricardo e Dilma tem demonstrado que, assim como os opostos, os iguais também se atraem.

 

E a Paraíba, ou parte dela que não em ciúmes políticos mesquinhos, torce e espera pelos frutos dessa aparente atração.

 

Luís Tôrres

Jonas Batista