Arquivo da tag: apoio

Municípios paraibanos podem receber R$ 125,6 milhões de apoio financeiro

As 223 prefeituras paraibanas podem receber do Governo Federal um total de R$ 125.651.850,21 por meio de um Apoio Financeiro dos Municípios (AFM). O pedido de socorro, num total de R$ 4 bilhões, para as mais de cinco mil prefeituras brasileiras, já foi protocolado junto a Presidência da República pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Por meio de ofício, a CNM solicitou ao Executivo que o repasse seja por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), nos moldes da medida emergencial feita anteriormente, sem vinculações e sem desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A entidade está orientando os prefeitos a procurarem deputados federais e senadores para que eles pressionem o presidente Michel Temer na liberação dos recursos. Para esse aporte financeiro, a Capital João Pessoa deve receber R$ 13.745.704,47 e Campina Grande, um total de R$ 3.804.874,90.

O município de Santa Rita terá a disposição R$ 2.061.253,05, seguido por Cabedelo e Cajazeiras,  ambas com o valor de R$ 1.374.168,70. Já Guarabira, terá a disposição um pouco menos, um total de R$ 1.259.654,64. Os valores serão repassados levando por base os coeficientes do FPM.

André Gomes  do Correio da Paraíba

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Vital Filho aparece como suspeito de receber dinheiro para garantir apoio ao PT

A denúncia apresentada pelo Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, sobre a existência de uma suposta organização criminosa, que seria comandada pelo presidente Michel Temer, traz o nome do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Vital do Rêgo Filho, como um dos beneficiários do esquema que pagou propina a senadores para garantir apoio do PMDB ao PT em 2014. Na época, Vitalzinho era senador pelo PMDB. A citação pode ser conferida na página 53, da peça acusatória do inquérito 4483.


De acordo com a denúncia, em 2014 havia um risco de o PMDB não apoiar o PT, o que fez o então ministro Guido Mantega a acionar o empresário Joesley Batista para tentar comprar o apoio do PMDB por meio de pagamentos feitos a senadores do partido.

Ainda segundo a denúncia feita por Janot, esses pagamentos foram retirados da conta-corrente da propina para o PT, que seria oriunda decorrente de negócios conseguidos com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) por intervenção de Mantega.

A denúncia também traz o nome do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior, que na época era deputado federal, como um dos beneficiários do esquema. A citação do peemedebista aparece na página 7, na íntegra da cota do inquérito de nº 4483. No documento, Janot elenca todas as razões que o motivaram a apresentar a denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Maranhão nega encontro com Michel Temer e reafirma apoio ao presidente

O senador paraibano José Maranhão (PMDB) negou que tenha se encontrado com o presidente Michel Temer, do mesmo partido, nesta sexta-feira (26), conforme noticiou a imprensa nacional. A reunião, no entanto, foi confirmada pela assessora da presidência da República, Ana Terra.

Apesar disso, Maranhão alegou que sequer saiu de casa, onde ficou despachando com seus assessores. “Eu não saí de casa hoje porque como não teve nada no Senado, eu vim para casa e fiquei com alguns funcionários no gabinete trabalhando aqui mesmo, porque talvez fosse mais produtivo trabalhar aqui. Não falei com nenhum político, nem com o presidente, nem com nenhum senador ou nenhum deputado. O meu trabalho hoje foi um trabalho estritamente funcional. Foi furada essa notícia, se porventura eu tivesse alguma coisa que eu pudesse divulgar eu diria e se não pusesse divulgar eu também diria”, afirmou taxativo José Maranhão.

Com relação ao apoio ao presidente, o senador reafirmou que continua do lado de Michel Temer. “Eu sou senador pela legenda do PMDB, representando o PMDB, e o presidente é também o presidente do PMDB. E qual é o nosso papel ? É apoiar o governo”, confirmou.

A imprensa nacional divulgou que houve esse encontro entre Maranhão e Michel Temer. Além disso, também teriam se reunido com Temer os presidente da Câmara Rodrigo maia (DEM-RJ) e o ministro da Secretaria do Governo, Antonio Imbassahy (PSDB-BA). A reunião seria parte de uma ofensiva de Temer para segurar a governabilidade e manter a base aliada unida.

Correio da Paraíba

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (

Após mensagens de apoio, papa Francisco ganha camisa da Chapecoense

papa_franciscoO papa Francisco ganhou de presente uma camisa da Chapecoense, como forma de agradecimento às mensagens de apoio aos familiares das vítimas e sobreviventes da tragédia. As informações são da Agência Ansa e da Rádio Vaticano.

O uniforme traz estampado o nome do sumo-pontífice e o número 71, que faz referência à quantidade de mortos no desastre aéreo com o avião da equipe catarinense na Colômbia, ocorrido no último dia 29 de novembro.

A camisa foi entregue no dia 25 de dezembro, após a bênção de Natal do papa, por meio da redação brasileira da Rádio Vaticano. Segundo a emissora, Francisco comentou que a tragédia foi um “evento muito triste” e agradeceu a todos os chapecoenses, aos quais enviou uma bênção especial.

Logo após o acidente, papa Francisco dirigiu uma mensagem à diocese colombiana de Sonsón Rionegro lamentando a tragédia. Já no dia 30 de novembro, ele dedicou uma mensagem ao Brasil durante sua audiência geral.

Ele também mandou um recado para ser lido durante o velório coletivo realizado na Arena Condá, em Chapecó, no dia 3 de dezembro.

Agência Brasil 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Cássio admite licença e garante apoio incondicional a Cartaxo: ‘Vou subir no palanque’

cassioelucianoO senador Cássio Cunha Lima (PSDB) admitiu nesta sexta-feira (19) a possibilidade de se licenciar do mandato após a votação do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e garantiu que irá subir no palanque do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD).

O tucano pôs fim às especulações de que não iria participar da campanha do prefeito Luciano Cartaxo ao destacar o trabalho do chefe do executivo municipal na cidade.

“O apoio é incondicional, é convicto. O prefeito Luciano Cartaxo está concluindo uma ação administrativa melhor para João Pessoa, que permite que ele continue com essa ação como os outros tiveram chance na perspectiva da população dar mais chance de prosseguir o trabalho. Vou participar da campanha, vou subir no palanque, vou trazer a minha solidariedade à candidatura ao prefeito Cartaxo e Manoel Júnior”,  assegurou.

Ele deixou claro, porém, que o gestor não precisa de “padrinho político”, pois tem “competência” e “serviço prestado” para apresentar à população.

“Não tenho necessidade de aparecer ou de me esconder porque eu não sou candidato. Os candidatos e os eleitores são os protagonistas. Luciano Cartaxo não precisa de apadrinhamento para disputar a eleição porque ele tem trabalho, o que mostrar a João Pessoa, dispensa de padrinho, os eleitores escolhem dentro de suas convicções. Isso é uma coisa ultrapassada, é coisa de coronel querer apadrinhar candidatura. A minha participação será como senador, mas reconhecendo que o protagonismo é dos candidatos, não dos que os apoiam”, disse.

Cássio confirmou que irá conversar com Deca do Atacadão e com a bancada do PSDB no Senado para estudar uma provável licença do mandato.

“Irei conversar com o primeiro suplente Deca para saber da disponibilidade dele para assumir, segundo, vou conversar com minha bancada, tenho um procedimento médico para fazer, a licença não seria propriamente para fazer campanha eleitoral, vou precisar realizar uma pequena cirurgia, se tudo estiver bem na saúde, visitarei os municípios”, falou.

Blog do Gordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

PT anuncia intervenção em municípios por apoio a ‘golpistas’ na PB

bandeira-ptO PT intervirá em diretórios que tenham contrariado a resolução da executiva nacional e firmado aliança com partidos considerados pela legenda como golpistas para a disputa das eleições deste ano na Paraíba. A informação foi confirmada pelo secretário de Organização da sigla, Jackson Macedo, durante contato com o Portal MaisPB, nesta sexta-feira (5).

De acordo com Jackson, a resolução da nacional é bem clara e veta qualquer tipo de aliança com as legendas que defenderam o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Ele lembrou que o PT já comunicou ao TRE sobre a existência dessa orientação política e intervirá em caso de descumprimento.

Jackson Macedo citou, por exemplo, o caso da cidade de Conceição, onde o PT fechou apoio à reeleição do prefeito Nilson Lacerda, do PSDB. “Já notificamos o TRE e encaminharemos a intervenção para vetar essas coligações onde já foram feitas as convenções”, comentou.

Alexandre Freire – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Em Solânea, fisiculturistas recebem apoio de Walter Júnior que reforça seu compromisso com o esporte na cidade    

walterO solanense Walter Júnior presidente do diretório do PMDB na cidade e pré-candidato a prefeito neste ano em Solânea sabedor do papel do esporte no estimulo ao lazer e ao cuidado com a saúde, apoia os fisiculturistas solanenses que devido à ineficácia e abandono da atual gestão pública se sentiam abandonados pela prefeitura que não consegue eleger prioridades e acaba por esquecer o esporte como uma ferramenta fundamental para qualquer gestor. Walter reforçou seu compromisso em investimentos que visem o estímulo ao bem-estar da população solanense e o esporte é uma ferramenta fundamental neste processo avalia o peemedebista.

“Participei ontem do evento de fisiculturismo realizado pela Queiroz Academia do meu amigo Diego Queiroz. Fico muito grato em poder ter apoiado, entendo que o apoio ao esporte é fundamental, pois é fonte de estímulo ao lazer e cuidado com a saúde. Reforço meu compromisso com todos desportistas solananses para que juntos comigo elaboremos um amplo plano de governo colaborativo que proporcione estruturas adequadas para que os atletas da cidade possam competir da melhor maneira possível”, disse Walter que vem a cada dia mostrando à sociedade a importância da pratica diária de um esporte, que é em se um estimulo ao lazer e o cuidado com a saúde.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O apoio de Walter a eventos desenvolvidos por fisiculturistas da cidade vem no sentido de agradecer o empenho e competência dos atletas solanenses em levar o nome da cidade para todo o estado. Walter vem ouvindo dos atletas suas reinvindicações e as inserindo no seu programa de governo colaborativo que desenvolve em parceria com a população. Júnior afirma que os esportistas da cidade precisam de uma gestão pública que seja parceira naquilo que for preciso, garantindo estruturas adequadas para que os atletas possam competir da melhor maneira possível.

Assessoria de comunicação

Walter Júnior

Sem apoio e com o Treze em crise financeira, Bebeto do Gesso renuncia a presidência do Galo

bebetoA crise financeira que sacudiu o Treze é bem maior do que a torcida pode imaginar. Eliminado precocemente da Série D do Campeonato Brasileiro, o Galo agora está sem presidente.

O empresário Carlos Alberto da Silva, conhecido em Campina Grande como Bebeto do Gesso, não suportou a crise que o clube atravessa, e o abandono de membros da diretoria, e renunciou ao cargo de presidente do alvinegro. A decisão foi oficializada na noite desta segunda-feira (21) durante reunião do Conselho Deliberativo alvinegro no estádio Presidente Vargas.

O encontro foi iniciado por volta das 20h e se estendeu até as 23h10.

Bebeto, que tinha definido esta segunda como prazo final para tomar uma posição sobre seu destino na agremiação, formalizou sua decisão em uma carta entregue ao presidente do CD do Galo, Robson Régis, conhecido como Boba.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A partir de agora Boba assume interinamente os destinos do Treze, e tem 60 dias para convocar uma Assembleia Geral. A partir de então uma nova eleição deverá ser realizada para definir o próximo presidente do clube.

Bebeto ainda anunciou uma entrevista coletiva para a tarde desta terça-feira (22) no PV. Ultimamente, o dirigente reclamou reiteradas vezes da falta de apoio dos ditos abnegados do Treze.

Os resultados ruins dentro de campo; associada a relação complicada com o presidente do Conselho Deliberativo; a crise financeira, tornaram e insustentável a permanência de Bebeto do Gesso, a frente do Galo. Desde a semana passada ele ameaçava renunciar ao cargo.

Em bombástica entrevista recente, Bebeto relatou a atual situação do alvinegro. Ele disse que nenhum dos atuais dirigentes e abnegados galistas permanece no clube. O presidente disse inclusive que chegou a entregar o cargo, mas que ninguém quis assumir em seu lugar.

– Eu até entendo a situação dos abnegados, eles cansaram. Tem hora que você não pode colocar dinheiro em um local e não ter perspectiva de ter retorno. E só não saí também para que o Treze não fechasse as portas – declarou em um tom amargo e visivelmente emocionado.

Na semana passada, com a possibilidade cada vez mais forte de renúncia do presidente Bebeto Silva, do Treze, o Conselho Deliberativo do clube já se preparava para os próximos passos no cenário administrativo interno. O presidente do Conselho, Robson Régis, disse  que caso Bebeto tomesse mesmo a decisão de deixar o cargo, o comando do clube ficaria a cargo de uma junta administrativa comandada pelo Conselho.

Ainda de acordo com Robson, em caso de vacância do cargo será nomeada uma junta administrativa composta por três nomes, a quem caberá convocar novas eleições em até 90 dias.

Com a eliminação da Série D o Galo ficou sem calendário certo para 2016. O alvinegro disputará apenas o Estadual,e precisará de uma boa colocação para conquistar uma das vagas destinadas à Paraíba para a competição nacional.

PBAgora

Prefeita de Pilões lamenta falta de apoio do Governo do Estado para o Caminhos do Frio e cobra recapeamento asfáltico de rodovia

Adriana_AndradeA Rota Cultural Caminhos do Frio terá início no dia 13 de julho  e se estenderá até 31 de agosto com a participação de sete cidades da região e neste ano o Governo do Estado não patrocinará a atração nacional conforme aconteceu nos anos anteriores o que gerou críticas dos prefeitos onde suas cidades receberão o evento.

A Prefeita de Pilões, no brejo da PB, Adriana Andrade , lamentou no último sábado (04) no Programa Institucional da Prefeitura na Rádio Cultura de Guarabira a falta de apoio do governo estadual. “Lamentavelmente o Governo do Estado ainda não sinalizou com apoio para o evento , mas isso não impedirá que realizemos um grande evento”, disse a Prefeita .

Na segunda-feira (06) se confirmou as previsões de Adriana e a organização do Caminhos do Frio anunciou toda a programação sem as atrações nacional.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

A Prefeita Adriana Andrade ainda cobrou do governo estadual o recapeamento asfáltico da rodovia 077 que liga a cidade de Cuitegi a Pilões, compromisso assumido pelo governador Ricardo antes das eleições e que até o presente momento ainda não foi executada.

“Está chegando o Caminhos do Frio, a festa das Flores que é o aniversário da cidade, mas a rodovia continua esburacada”, criticou a Prefeita.

Da Redação
Do ExpressoPB 

Para garantir apoio a ajuste fiscal, governo apressa nomeações

Foto: Agência Brasil Temer vai acumular Vice-Presidência e articulação política do governo
Foto: Agência Brasil
Temer vai acumular Vice-Presidência e articulação política do governo

O vice-presidente Michel Temer, articulador político do governo Dilma Rousseff, cobrou pressa nas nomeações de cargos do segundo escalão e empenho dos partidos aliados, principalmente do PT, para evitar uma derrota do Palácio do Planalto na votação das medidas do ajuste fiscal.

O vice-presidente defendeu em reuniões do governo acelerar a publicação das nomeações, alegando que alguns parlamentares estão “ansiosos” na semana em que começam a ser votadas no plenário da Câmara as medidas provisórias do ajuste fiscal.

Temer disse também que pediu ao PT que “se dedique por inteiro a essa aprovação” e que telefonou para “todos os ministros do PMDB” para que orientassem os deputados do partido com esse objetivo.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Na mesma linha, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), fez cobranças ao partido da presidente. “Se o PT não tiver acordo [sobre o tema], vai ser difícil convencer os partidos da base a acompanhá-lo”, disse Cunha.

Um assessor presidencial disse à Folha que cerca de 50 cargos foram encaminhados para nomeação, dentro dos acordos fechados por Temer, mas estão demorando para serem publicados no “Diário Oficial” da União por causa de dificuldades burocráticas.

Segundo ele, a demora é “compreensível” porque havia um “represamento” nas nomeações e que, agora, o fluxo de indicações aumentou muito para a Casa Civil, gerando uma “fila normal”.

DÚVIDAS

A ordem é tentar acelerar a burocracia para acabar com “dúvidas” em parlamentares da base aliada, que temem votar a favor do governo e não terem seus pleitos atendidos.

Além dos 50 cargos encaminhados à Casa Civil, a área política espera concluir nesta semana negociações para preencher mais 70 a 100 postos de segundo escalão.

As tratativas de Temer para acelerar as nomeações resultaram, nesta segunda (4), na publicação no “Diário Oficial” da nomeação do economista Marcos Costa Holanda como presidente do Banco do Nordeste. Holanda é ligado ao líder do PMDB no Senado, Eunício de Oliveira (CE), e substituirá Nelson de Souza, funcionário de carreira da Caixa e considerado da cota do PT.

Temer também alertou os partidos aliada que, “se não houver o ajuste, o contingenciamento [bloqueio de gastos] será muito radical. Se houver o ajuste, o contingenciamento será muito menor”.

O líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), após reunião com a articulação política do Planalto, disse que tudo já havia sido negociado nas MPs do ajuste fiscal e não havia mais espaço para novas negociações.

Sobre as cobranças dirigidas ao PT, o líder afirmou: “É claro que, para a base, a posição do PT é estratégica. […] O PT engata a primeira marcha, o PMDB, a segunda, e a partir da terceira colocamos o carro para andar para a votação”.

A medida provisória que restringe o acesso ao seguro-desemprego deve ser votada no plenário da Câmara nesta terça-feira (5). Na quarta (6), o governo espera levar ao plenário a medida que muda as regras da pensão por morte.

 

VALDO CRUZ
MARINA DIAS
FLÁVIA FOREQUE