Arquivo da tag: aplicar

Idosa de 63 anos é presa tentando aplicar novo golpe em comércio de Guarabira

Uma mulher de 63 anos terminou sendo presa na tarde da quarta-feira (04), ao tentar comprar produtos eletrônicos com documentos falsos em uma loja no centro comercial de Guarabira, no Agreste da Paraíba.

De acordo com as informações repassadas ao Blog, a idosa foi detida em flagrante no interior do comércio, durante ação conjunta dos policiais militares e civis.

A estelionatária se preparava para comprar uma televisão.

A investigação também apontou que a golpista, em julho deste ano, aplicou o mesmo golpe em dois estabelecimentos comerciais e que em seguida teria vendido as Tvs por preços bem abaixo do mercado.

A presa residente em Campina Grande (PB) confessou ao delegado do caso que vinha ao brejo paraibano aplicar os golpes. Ela se encontra presa e será encaminhada para audiência de custódia, ficando a disposição da justiça.

A prisão da mulher foi realizada por policiais civis do GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª DSPC e militares do NI (Núcleo de Inteligência) da Guarnição do Comando do 4º BPM.

 

ROTA DA NOTÍCIA, COM PEDRO JÚNIOR.

 

 

Superintendente do Detran admite a possibilidade de aplicar resolução que parcela multa no cartão de crédito

Agamenon Vieira é superintendente do Detran-PB (Foto: Walla Santos)

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) já estuda a viabilidade para implantar a resolução do  Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada nesta quarta-feira (18) que permite o pagamento de multas de trânsito com cartões de débito ou crédito.

“Vamos analisar os pró e os contras desta resolução”, declarou Agamenon Vieira, superintendente do órgão na Paraíba, sem, no entanto, prevê a entrada em vigor da medida anunciada pelo Contran.

Agamenon Vieira admite que “Se é bom para o povo vai adotar o sistema”, mas que o Detran-PB deve levar algum tempo para se adequar a resolução. “O importante é envidar esforços para se adequar a todas as exigências da resolução”.

De acordo com a resolução, que já está em vigor,  o valor da multa poderá até ser parcelado em cartão de crédito, mas com a devida cobrança de juros pela entidade financeira do cartão.

Com a nova regra, cada órgão de trânsito (Detrans, prefeituras, Polícia Rodoviária, Der e Dnit) poderá habilitar empresas financeiras para oferecer a alternativa de pagamento por cartão e quitar dívidas dos proprietários de veículos.

ClickPB

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

PM prende integrantes de quadrilha interestadual acusados de aplicar golpe contra o INSS e bancos

algemasUm trabalho de investigação que já vinha sendo realizado há vários dias pela Polícia Militar da Paraíba terminou com a prisão de uma dupla acusada de aplicar golpes contra o Instituto Nacional de Previdência Social (INSS) e instituições financeiras.

De acordo com o capitão Bruno Rodrigues, comandante do BOPE da Polícia Militar a quadrilha já vinha sendo investigada também pela Polícia Federal.

Depois de um trabalho minucioso e sigiloso de investigações feito pelo Serviço de Inteligência da PM e pelo BOPE foi presa no centro de João uma mulher no momento em que ela estava fazendo empréstimo no valor de R$ 5 mil em nome de uma pessoa falecida.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Com a prisão da mulher, a PM deu continuidade as investigações e chegou até um homem que se encontrava numa residência na cidade de Sapé. Dentro do imóvel a polícia apreendeu vários documentos falsos, entre carteiras de identidade, registros e outras certidões além de um computador usado para praticar as fraudes.

De acordo com o capitão Bruno Rodrigues, a quadrilha tem sede no Rio de Janeiro mais tem ramificações em vários Estados e, no caso da Paraíba, eles estavam usando a cidade de Sapé como ‘ponto de apoio’. Para praticar os crimes, o bando usava nomes de pessoas falecidas para falsificar os documentos e a partir daí fazer empréstimos e receber benefícios do INSS.

Segundo o comandante ainda não previsão do rombo causado pela quadrilha e nem o tempo que eles estavam agindo na Paraíba, ‘ mas até agora somente no nome de uma vítima, eles conseguiram retirar cerca de R$ 30 mil em empréstimos e pensões”, completou Bruno Rodrigues.

Paulo Cosme

Um terço dos pais erra ao aplicar protetor solar nos filhos

criancaCerca de um terço dos pais de crianças não aplica protetor solar de forma correta em seus filhos: essa parcela acredita que o uso produto é necessário apenas na praia ou em dias de verão. É o que mostra um estudo realizado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia de São Paulo com mais de 800 pais e 150 educadores de todo o país.

De acordo com o estudo, 38% dos entrevistados acham que o a proteção solar é desnecessária em dias nublados ou em outras estações do ano que não o verão. No entanto, dermatologistas afirmam que a criança deve se proteger do sol, usando bloqueadores solares, chapéus e ficando na sombra, por exemplo, durante o ano todo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Uso correto — “O ideal é que, após os seis meses de vida, a criança utilize protetor solar com fator de proteção de raios UVB de no mínimo 30 e com bloqueadores dos raios UVA, que estão presentes mesmo em dias nublados”, diz Paulo Criado, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia de São Paulo e dermatologista do Hospital das Clínicas da USP.  Segundo ele, antes disso, o bebê não deve ser exposto ao sol porque sua pele ainda é muito sensível, havendo risco de queimaduras.

O médico explica que, ao adulto aplicar protetor solar em uma criança, ele deve usar uma quantidade que cubra a palma de sua mão para conseguir proteger todo o corpo da criança. Além disso, a aplicação do produto deve ser feita pelo menos meia hora antes da exposição solar e repetida no primeiro momento de contato com o sol, a cada duas horas e também caso a criança transpire ou entre na água.

Segundo a pesquisa, uma das principais afetadas pela desproteção solar são as crianças com menos de três anos, já que 32% dos pais afirmaram que só passam a aplicar protetor solar em seus filhos a partir dessa idade. Além disso, 15% consideram que crianças de até dois anos não precisam usar o produto. “O dado é preocupante porque quanto mais a criança se expõe, maior o risco de câncer de pele no futuro”, diz Paulo Criado.

Câncer de pele — De acordo com o dermatologista, não proteger crianças contra a exposição ao sol pode ser um fator desencadeador de câncer de pele na vida adulta. O Instituto Nacional de Câncer (INCA) calcula que a doença representa 25% de todos os tumores malignos diagnosticados entre brasileiros. “O câncer de pele, principalmente o melanoma, é semeado na infância. O dano que a radiação solar faz às células é acumulativo ao longo do tempo. Por exemplo, uma queimadura solar com bolha em uma criança dobra o risco de ela ter melanoma na vida adulta”, diz Criado.

Desprotegidos — O estudo dos dermatologistas ainda mostrou que mais da metade dos pais (58%) de crianças sabe que a falta de proteção solar na infância aumenta o risco de câncer de pele. Mesmo assim, 11% não passam protetor solar nos filhos – principalmente porque se esquecem (42%), acham o produto caro (32%) ou então não consideram que isso seja importante (15%). Além disso, a maioria dos pais que passam o produto nas crianças não o reaplica quando necessário.

O estudo também mostrou que os erros dos pais na hora de proteger crianças contra o sol se repetem entre os educadores. Embora a maioria (57%) dos professores entrevistados saiba que a desproteção solar na infância eleva o risco de câncer, metade deles deixa os seus alunos expostas ao sol no horário em que a radiação é mais intensa, entre as 10 e 15 horas.

Campanha — Segundo o dermatologista, é importante que pais e educadores ensinem a importância da proteção para as crianças. “É na infância que você consegue fixar mais esses ensinamentos. Por isso, a aprendizagem no colégio é fundamental. Mudando o hábito da criança, é provável que se mude, também, os hábitos de família”, diz.

A pesquisa da Sociedade Brasileira de Dermatologia de São Paulo foi publicada junto com a divulgação da nova campanha da entidade, “Sol, amigo da infância – pele protegida para toda a vida”. Em uma das ações, dermatologistas farão campanhas em escolas de todo país sobre o tema.

 

Veja

Dupla do RN é presa suspeita de aplicar golpes em compras na internet, na Paraíba

clovis lucioUm homem de 48 anos foi preso nesse domingo (22), em João Pessoa, suspeito de aplicar golpes em compras na internet. Cloves Lúcio de Andrade Filho, que é do Rio Grande do Norte, recebeu voz de prisão quando pedia informações aos policiais do Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran). Ela ainda tentou subornar um dos militares. Um comparsa também foi preso.

Segundo a delegada Tereza Nogueira, adjunta da 12ª Delegacia Distrital, o homem – que disse trabalhar como corretor de imóvel – estava na Capital para aplicar golpes. A delegada ainda informou que ele fazia compras de celulares na internet com cheques sem fundo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– Quando o homem, que estava na companhia de outra pessoa, pediu informações aos policiais de trânsito para chegar ao bairro de Mandacaru, um dos PM´s reconheceu ele como sendo o rapaz que teria comprado o celular por R$ 900, com cheque em branco – comentou Nogueira.

Durante uma revista no carro do acusado, os policiais encontraram documentos pessoais falsificados, uma dezena de cheques sem fundo e em branco e celulares. “Ele tinha carteira de identificação de várias profissões entre elas engenheiro. Os policiais do BPTran encontraram material para prática de estelionato. A especialidade dele era comprar celulares que estavam à venda na internet. Ele vinha, olhava o aparelho e comprava com cheque sem fundo. Quando o homem foi trocar o documento no banco recebeu a informação de que ele foi mais uma vítima do estelionatário”, disse a delegada.

Tereza Nogueira revelou que Cloves Lúcio e um amigo – que não teve identidade revelada – foram levados para a Central de Polícia. “O amigo seria solto, mas os policiais disseram que ele estava dentro da viatura orientando Cloves a não falar nada e ficar calado, isso prova a conivência dele com o crime”. Os dois foram autuados e vão responder pelo crime de estelionato. A dupla deverá ser levada para o presídio do Roger.

Documetos encontrados com a dupla Foto: Documentos encontrados com a dupla
Créditos: Divulgação/ Secom PB

portal correio

Aprenda a aplicar o xampu antirresíduos nos cabelos

Uso pode ser frequente em fios oleosos, mas é restrito em cabelos tingidos

Quando os cabelos estão opacos e com uma aparência “pesada”, está na hora de aplicar um xampu antirresíduos. O produto possui altas concentrações de substâncias detergentes, capazes de fazer uma limpeza profunda e retirar os resíduos de poluição e finalizadores que você costuma usar, como leave-in, pomada e gel.

Segundo a dermatologista Cristiane Braga, de São Paulo, as orientações para utilizar os antirresíduos são as mesmas da maioria dos xampus – aplicar uma pequena quantidade nos cabelos úmidos, deixar cerca de dois minutos e depois enxaguar bastante. “No entanto, esse tipo de xampu não pode ser usado com muita frequência, pois pode retirar a oleosidade natural dos fios, deixando-os com um aspecto ressecado e arrepiado”, diz. Conheça as recomendações de uso para cada tipo de cabelo e mantenha os seus fios sempre lindos e bem cuidados:

Fios secos ou ressecados

Para quem tem cabelos secos ou ressecados, o uso do xampu antirresíduos não pode ser constante – uma vez por mês, no máximo. “Por realizar uma lavagem profunda, o produto pode ressecar ainda mais os fios”, afirma o dermatologista Mario Chaves, da clínica Derma Gávea, no Rio de Janeiro. Após usar o antirresíduos, o especialista conta que é muito importante fazer uma hidratação, para não ressecar ainda mais os fios.

mulher prendendo os cabelos - Foto: Getty Images

Cabelos normais

Para cabelos normais, o melhor é aplicar o xampu uma vez por mês ou a cada 15 dias. “Pessoas que usam muitos finalizadores acumulam um teor maior de gordura nos fios, podendo aplicar o antirresíduos com frequência de 15 em 15 dias sem correr o risco de ressecamento”, indica a dermatologista Cristiane.

mulher penteando os cabelos oleosos - Foto: Getty Images

Controla a oleosidade

Pessoas com cabelos oleosos são as que mais se beneficiam do xampu antirresíduos, pois o produto contribui com a diminuição da oleosidade dos cabelos e do couro cabeludo, deixando os fios mais soltos e brilhantes. “Para cabelos com esse perfil, o uso do xampu é indicado uma vez por semana”, diz Mario Chaves. No entanto, ele alerta que mesmo quem tem os cabelos oleosos deve ficar de olho nos excessos, já o que o xampu pode ressecar demais os fios.

mulher tingindo os cabelos - Foto: Getty Images

Tintura

Os xampus antirresíduos não são indicados para pessoas que aplicam tintura nos cabelos, pois eles podem desbotar a tintura. “Até mesmo xampus comuns, que não são especiais para tintura, podem desbotar os cabelos tingidos”, afirma o dermatologista Mario. Ele explica que o antirresíduos pode até ser aplicado em cabelos tingidos, mas em casos mais extremos, quando os fios já estão muito pesados e opacos. “O melhor a fazer é usar diariamente xampus adequados para a cor da tintura e verificar com um profissional a necessidade da aplicação de um antirresíduos esporadicamente.”

mulher com caspa nos ombros - Foto: Getty Images

Caspa

Segundo a dermatologista Cristiane, o xampu antirresíduos pode amenizar a dermatite seborreica porque ajuda a reduzir a oleosidade e a desobstruir os poros. “Mas cuidado: aplicar o xampu em grande quantidade ou frequência pode piorar ainda mais a descamação”, diz. Os especialistas também lembram que apenas o antirresíduos não irá acabar com a caspa – é preciso usar outros produtos específicos para esse fim.

mulher passando chapinha no cabelo - Foto: Getty Images

Progressiva ou permanente

O xampu antirresíduos lava muito mais do que um xampu normal, devido à sua ação detergente mais potente. “Por conta disso, a aplicação do produto pode retirar os componentes químicos da escova progressiva ou da permanente, diminuindo a sua duração”, diz Cristiane Braga. Dessa forma, o uso do antirresíduos é recomendado apenas antes de fazer esses tipos de tratamentos, nunca depois.

mulher com creme no cabelo - Foto: Getty Images

Aproveite para hidratar

Se você aplicou um antirresíduos nos cabelos, que tal aproveitar para hidratá-lo? De acordo com Mario Chaves, o xampu abre as escamas dos fios, melhorando a absorção do condicionador ou da máscara capilar. “Fazer uma hidratação após o uso do produto também ajudará a prevenir o ressecamento do cabelo”, diz.

Minha Vida

Acusado de aplicar golpes usando o nome do Ministério do Meio Ambiente é preso em João Pessoa

Policiais civis da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa prenderam, na tarde desta quarta-feira (12), um homem que estaria aplicando golpes em escolas da Capital usando o nome do Ministério do Meio Ambiente. Geraldo Gonçalves Filho, 36, natural do Estado de São Paulo, foi preso no bairro do Costa e Silva…

Investigações da Delegacia de Defraudações, comandadas pelo delegado Gustavo Carletto, revelaram que pelo menos seis escolas de João Pessoa foram vítimas do golpe. “O acusado, usando o nome do Ministério do Meio Ambiente, estaria oferecendo um curso sobre reciclagem nas escolas e também citava o projeto ‘Saco é um Saco’, que estimula o uso de sacolas renováveis”, detalhou Carletto.

Para realizar as aulas, de acordo com o depoimento dos proprietários dos estabelecimentos de ensino, o acusado estaria cobrando uma taxa de R$ 170. A Polícia ainda investiga se outras pessoas foram vítimas do mesmo golpe, mas já sabe que o acusado estava residindo na Paraíba há um mês.

Contra Geraldo Gonçalves existem dois mandados de prisão em aberto oriundos da Justiça de São Paulo por apropriação indébita e estelionato, além de outros 13 processos por crimes da mesma natureza.

Na região Sul do país, um golpe semelhante estava sendo aplicado por estelionatários que ofereciam sacolas retornáveis que seriam fornecidas pelo Ministério do Meio Ambiente dentro do projeto ‘Saco é um Saco’ e cobravam uma taxa das vítimas que seriam patrocinadoras do projeto e teriam uma logomarca impressa nas sacolas.

Secom-PB

Com Pró-Investe, Estado vai aplicar R$ 254 milhões em rodovias

Pavimentação-Foto-Antonio-David

Do montante dos recursos que o Governo do Paraíba captará dentro do programa Pro-Invest, que destinou linha de crédito de R$ 20 bilhões para obras de infraestutura nos Estados, R$ 254 milhões serão aplicados na pavimentação de acessos, pavimentação de rodovias turísticas e de integração.

O dinheiro também servirá para financiar obras de restauração e adequação da capacidade de rodovias que atualmente já não suportam a demando do tráfego.

Com a pavimentação de acessos rodoviários, o governo estadual vai tirar do isolamento mais 13 cidades paraibanas. O investimento é de R$ 93,6 milhões, beneficiando 192 km (relação de municípios em anexo).

Na pavimentação de rodovias turísticas o investimento chegará a R$ 56,2 milhões, contemplando 97 km. As rodovias de integração receberão investimento de R$ 36 milhões em 67 km. Com a adequação de capacidade – restauração e alargamento – o investimento será de R$ 8,4 milhões em 14 km.

Também serão restaurados 188 km de rodovias com investimento de R$ 31,5 milhões. Em obras de rejuvenescimento (aplicação de novo asfalto) serão aplicados R$ 11,8 milhões em 111 km. Finalmente, com o melhoramento do sistema viário de João Pessoa terá investimento de R$ 16,5 milhões, contemplando 2,5 km.

As obras e cidades beneficiadas:

PROGRAMA DE INVESTIMENTO RODOVIÁRIO

1 – Pavimentação de acessos – 192 km – R$ 93,6 milhões

PB-127: BR-104/Algodão de Jandaíra

PB-132: PB-102/Gado Bravo

PB-148/200: São José dos Cordeiros/Serra Branca

PB-195: BR-230/Tenório

PB-196: Riacho de Santo Antonio/Barra de São Miguel

PB-200: Serra Branca/Coxixola

PB-202: Parari/Santo André

PB-202: São João do Cariri/Parari

PB-246: Desterro/Cacimbas

PB-248: Entrocamento PB-250/Amparo

PB-313: Brejo do Cruz/São José do Brejo do Cruz

PB-356/354: Pedra Branca/Nova Olinda

PB-411: Bernardino Batista/BR-434

2 – Pavimentação de rodovias turísticas – 97 km – R$ 56,2 milhões

PB-065/061: Mataraca/Barra de Camaratuba

PB-s/n: BR-101/Forte Velho

PB-097: Alagoa Nova/Areia

PB-103: Dona Inês/Bananeira

PB-160: Boa Vista/Cabaceiras

3 – Pavimentação de rodovias de integração – 67 km – R$ 36 milhões

PB-356: Tavares/Nova Olinda

PB-030: BR-230/Pedras de Fogo

4 – Adequação de capacidade (restauração e alargamento) – 14 km – R$ 8,4 milhões

PB-044: BR-101/Caaporã/entrocamento PB-008

5 – Restauração de rodovias – 188 km – R$ 31,5 milhões

PB-148: Queimadas/Boqueirão/Cabaceiras

PB-066: Itabaiana/Juripiranga

PB-079: BR-230/Juarez Távora/Alagoa Grande

PB-121: Esperança/Areia/Pocinhos/BR-230 e acesso a Montadas

PB-077: Cuitegi/Pilões

PB-325: BR-230/Catolé do Rocha

6 – Rejuvenescimento de rodovias – 11 km – R$ 11,8 milhões

PB-221: Santa Luzia/São José do Sabugi/Divisa PB-RN

PB-004: Bayeux/Santa Rita/Sapé

PB-089: Belém/Caiçara/Logradouro

PB-391: Sousa/Uiraúna

 

7 – Melhoramento do sistema viário de João Pessoa

Trevo de Mangabeira: interseção das avenidas Josefa Taveira/Hilton Souto Maior

Alça Sudeste: BR-101/Valentina/PB-008 (pista dupla,canteiro central,iluminação, calçadas lateriais)

 

 

Secom/PB

Estelionatários usam web para aplicar golpes no interior da Paraíba

Eles são conhecidos pela eloquência, charme, boa aparência e capacidade de conquistar sua confiança em poucos minutos de conversa. Somente este ano, vários tipos de golpes praticados por estelionatários vêm sendo investigados pelas polícias Civil e Federal no interior da Paraíba. Pelo menos cinco modalidades são as mais praticadas pelos golpistas.

A facilidade com que conseguem ludibriar suas vítimas torna este tipo de crime de difícil investigação. A oficial de justiça Higina Camilla Lourenço de Oliveira, 27 anos, comprou há dois anos uma câmera digital profissional pela internet. Até hoje, nunca viu o produto, não teve restituição do dinheiro nem houve resolução do crime. “A diferença seria de quase R$ 500 em relação ao comércio. Eles chegaram até a ligar depois que imprimimos o boleto, querendo saber se efetuamos o pagamento. Depois que não recebemos, o site saiu do ar e percebemos o golpe”, disse.

Quase um ano à frente da Delegacia de Defraudações da Polícia Civil de Campina Grande, a delegada Renata Dias afirmou que as compras na internet são o tipo de golpe mais comum registrado.

“As vítimas fazem compras na internet e não recebem os produtos, depois os sites não existem mais e se percebe que foi um golpe”, relatou.

Segundo a delegada, atestados médicos falsos também são alvo de investigação, além de uso de cartões de crédito em nome de terceiros, empréstimos consignados em nome de pessoas que não solicitaram e falsificação de documentos como certidão de nascimento e Registro Geral.

De acordo com o especialista em segurança e pesquisador criminal Jorge Lordello, “a arma do estelionatário é a desatenção das vítimas. Jamais fechar negócios por telefone, procurar saber a idoneidade da empresa com a qual se tenta fechar qualquer tipo de contrato e desconfiar de ‘ofertas’ ou ‘vantagens’ excepcionais, é sempre importante”, afirma o estudioso.

Taiguara Rangel 

Afonte é Notícia