Arquivo da tag: anunciam

Cantor e sanfoneiro anunciam saída do grupo Os 3 do Nordeste

dedeNesta segunda-feira (9), o vocalista Deda e o sanfoneiro Hedran  pegaram todos de surpresa ao anunciar que não fazem mais parte do grupo Os 3 do Nordeste. A saída dos dois ocorre poucos dias após o anúncio de que o filho de Parafuso, Luka Batera, seria  o substituto do pai no grupo musical.

A informação foi confirmada  pela cantora Edra Veras, filha do zabumbeiro Parafuso, depois de uma postagem do sanfoneiro Hedran Barreto, na sua conta no Instagran.

O motivo da saída dos dois músicos, que até o sábado (7) anunciavam em vídeos o prosseguimento da carreira do grupo, ainda não é conhecido.

A reportagem do Portal MaisPB tentou contato com a produtora do grupo, Lisete Produções, mas até o fechamento da matéria não conseguiu retorno.

Bruno Lira – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Bonner e Fátima Bernardes anunciam fim do casamento de 26 anos

Bonner-e-Fátima-BernardesWilliam Bonner e Fátima Bernardes anunciaram nesta segunda-feira, 29, que estão se separando. Os jornalistas, que ficaram juntos por 26 anos, publicaram a mesma mensagem no Twitter na noite desta segunda como forma de comunicado sobre o fim do Casamento.

“Em respeito aos amigos e fãs que conquistamos nos últimos 26 anos, decidimos comunicar que estamos nos separando. Continuamos amigos, admiradores do trabalho um do outro e pais orgulhosos de três jovens incríveis. É tudo o que temos a declarar sobre o assunto.  Agradecemos a compreensão, o carinho e o respeito de sempre. Fátima e William”, escreveu o casal.

O casamento de William Bonner e Fátima Bernardes, que se conheceram nos bastidores do “Jornal da Globo”, aconteceu em 1990. Em 21 de outubro de 1997, Fátima deu à luz trigêmeos. Fátima assumiu a bancada do “Jornal Nacional” em 1998, ao lado William. Eles trabalharam juntos até 2011. Em 2012, ela passou a comandar o próprio programa, “Encontro com Fátima Bernardes”.

William Bonner e Fátima Bernardes  (Foto: Instagram/ Reprodução)William Bonner e Fátima Bernardes (Foto: Instagram/ Reprodução)
William Bonner (Foto: Twitter / Reprodução)William Bonner (Foto: Twitter / Reprodução)
Fatima Bernardes (Foto: Twitter / Reprodução)Fatima Bernardes (Foto: Twitter / Reprodução)
EGO

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Partidos anunciam apoio à pré-candidatura de Giseliane Azevedo

adesõesOs partidos PSDB, PRTB, PSC, PSL, PHS anunciaram na tarde deste domingo (31) apoio à pré-candidatura de Giseliane Azevedo (PSD) para prefeita de Solânea e de Walter Júnior a vice-prefeito (PMDB).

Os cinco partidos irão caminhar juntos nas eleições deste ano, formando ao lado do PMDB e PSD, a coligação da oposição que disputará as eleições de Solânea.

De acordo com Giseliane Azevedo, “É com muito entusiasmo que recebemos o apoio desses partidos, que reúne pessoas qualificadas e com experiências que ajudarão através da câmara municipal a implantarmos um novo projeto de desenvolvimento para o nosso município”.

A pré-candidata também afirmou que mais anúncios de apoios irão acontecer durante a semana até o dia da Convenção Municipal. “Mais anúncios de apoios e adesões estão para acontecer durante a semana. Estamos confiantes, principalmente após a unificação e fortalecimento da oposição” afirmou a pré-candidata.

Assessoria para o Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Ramom Moreira e Kilson Dantas anunciam apoio a Guga Aragão para vice-prefeito

ramomNesta terça feira, 19/07, os vereadores Ramom Moreira e Kilson Dantas anunciaram apoio ao presidente Guga Aragão, que concorre para a vaga de vice-prefeito na chapa encabeçada pelo prefeito Douglas Lucena nas eleições de 2016.

Segundo o Vereador Ramom, “Guga representa nossa bancada da Câmara Municipal na chapa majoritária, bem como a ex-prefeita Marta e o ex-deputado Ramalho. É um jovem promissor e que reúne qualidades para contribuir com o nosso município”, afirmou.

Para Kilson, “seguir Guga Aragão é acompanhar nosso grupo político, liderado pelo prefeito Douglas, que concorre mais uma eleição, com vistas a continuar trabalhando por Bananeiras”, destacou o vereador.

A convenção partidária para a homologação da chapa Douglas e Guga deverá ocorrer no dia 05 de agosto, prazo final definido na lei eleitoral para definições dos candidatos aos cargos majoritários e proporcionais para as eleições de 2016.

 

Assessoria

 

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Rigor contra ‘caixa 2’: ministros anunciam fiscalização dura nas eleições

TRE-PBO Congresso Paraibano de Direito Eleitoral 2016 foi aberto, ontem à noite no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB,) com a participação dos ministros Ademar Gonzaga Neto e Tarcísio Vieira de Carvalho Neto, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que abordaram os principais impactos da reforma eleitoral de 2015 nas eleições deste ano e anunciaram que vão atuar com muito rigor para impedir o Caixa 2 e o abuso de poder econômico.

A abertura oficial do evento foi feita pelo presidente do TRE-PB, desembargador José Aurélio da Cruz, que ressaltou a importância da realização do congresso para o aprimoramento dos operadores do direito, em um amplo debate com especialistas sobre as mudanças na legislação eleitoral que passam a vigorar em 2016, por força da Lei 13.165/2015, que trouxe inovações em vários aspectos, entre eles da campanha eleitoral, que teve o prazo reduzido.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O ministro Ademar Gonzaga disse que além de abordar as alterações da minirreforma eleitoral, a partir da legislação aprovada no ano passado, da incidência do novo Código de Processo Civil, as alterações em relação a registro de candidaturas, propaganda eleitoral, é importante enfocar a contenção que houve nos gastos de campanha, demonstrando à sociedade que a Justiça Eleitoral vai atuar com muito rigor para combater a desigualdade de oportunidade entre os candidatos.

Previsão de muitas ações

O ministro Tarcísio Vieira falou da preocupação dos integrantes do TSE com as principais alterações trazidas ao processo eleitoral deste ano com lei 13.165, que proibiu doações por pessoas jurídicas e os reflexos que essa proibição trará para as eleições deste ano, em virtude da própria crise econômica acentuada.

“Fica um pouco difícil de acreditar que as pessoas deixem de comprar comida, de pagar escolas para fazerem doações como pessoas físicas”, questionou, afirmando que a Justiça Eleitoral vai chover representações para arrecadação e gastos irregulares, com base 30-A da Lei das Eleições (9.504/97).

Adriana Rodrigues do Correio da Paraiba

Professores pedem reajuste de 16% e anunciam paralisação de dois dias em JP

salaOs professores da rede municipal de ensino de João Pessoa vão paralisar suas atividades na terça (10) e quarta-feira (11). A paralisação acontece em protesto “a indefinição da prefeitura da Capital em responder à pauta de reivindicações da categoria”. Os professores pedem o reajuste de 16%, retroativo a janeiro, para ativos e aposentados e atualização do pagamento do piso salarial nacional para os professores prestadores de serviço (PS) e reajuste no mesmo percentual na data base para os funcionários da educação.

Com isso, 95 escolas e 34 Centros de Referência em Educação Infantil (Creis), não funcionarão nesses dois dias, deixando 60 mil alunos sem aulas. A decisão foi tomada durante assembleia realizada no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Município (Sintem) de João Pessoa. Segundo o presidente da entidade, Daniel de Assis, o adiamento pela edilidade de mais uma reunião prevista para a última terça-feira e os recentes reajustes concedidos por diversas prefeituras, dentre elas Cabedelo, Campina Grande, Recife, Natal e Teresina agravaram a insatisfação.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Os professores também reivindicam modificações do Plano de Cargo, Carreira e Remuneração (PCCR), dentre elas a garantia do afastamento para cursar pós graduação sem perdas, com ampliação do tempo das licenças e a progressão funcional para quem está em estágio probatório.

Na próxima quarta-feira (11), uma outra assembleia será realizada, ocasião em que a classe poderá deflagrar greve por tempo indeterminado, caso até lá não tenha surgido nenhuma contraproposta.   

 

portalcorreio

Servidores da PB anunciam greve geral por insatisfação com reajustes do governo

Servidores do Sindifisco indicam paralisação
Servidores do Sindifisco indicam paralisação

Uma greve geral de todo o serviço público estadual pode estar por vir na Paraíba. Essa foi a informação confirmada ao Portal Correio pelo presidente do Sindicato dos Integrantes do Grupo Ocupacional Servidores Fiscais Tributários do Estado da Paraíba (Sindifisco-PB), Vitor Hugo. A greve, que ainda não tem data estabelecida, deve ocorrer por conta da insatisfação do reajuste concedido pelo governo que, para alguns servidores, chegou a apenas 1%.

Segundo o presidente do Sindifisco, a data da greve geral depende da realização ou não de uma mesa de negociações com o governo do estado para discutir o reajuste ao funcionalismo público, que a entidade classifica como um “deboche com o servidor publico”.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Anteriormente, já havíamos enviado solicitações de negociação com o governo, mas não tivemos nenhuma resposta. Estamos reiterando a solicitação e caso seja negada ou não recebamos resposta iremos articular com as outras categorias, que também estão insatisfeitas com estes reajustes, para discutir uma data e deflagrar greve geral por tempo indeterminado do serviço público na Paraíba”, afirmou Vitor Hugo.

De acordo com Vitor Hugo, a insatisfação com o reajuste atinge os professores, policiais militares, policiais civis, técnicos administrativos e servidores da Fundação de Desenvolvimento da Criança e Adolescente (Fundac).

Independente da posição das outras entidades de servidores, o presidente do Sindifisco falou que a categoria aprovou na noite da terça-feira (3), e vai realizar uma paralisação de advertência em frente ao Palácio da Redenção, antes da greve, mas garante que 30% dos servidores do fisco estadual vão permanecer em atividade para cumprir o percentual mínimo exigido pela Justiça.

Posicionamento do governo

Portal Correio entrou em contato com a secretária de Administração da Paraíba, Livânia Farias, que informou não ter recebido nenhuma solicitação para realizar mesa de negociações por parte do Sindifisco.

“Não recebemos nenhuma documentação que solicite uma negociação para rediscutir o reajuste, até porque, a data base dos servidores já passou. Não vai haver reajuste dentro do reajuste e só vamos fazer novas discussões perto da próxima data base, que é em janeiro de 2016”, afirmou a secretária.

 

Por Halan Azevedo

Auditores Fiscais da Paraíba anunciam paralisação em março

greveOs servidores do Fisco Estadual deliberaram e aprovaram em Assembléia Geral da categoria indicativo de paralisação e devem “cruzas os braços” por até três dias em toda a Paraíba. A Assembléia ocorreu na noite desta quinta-feira (13) na sede do Sindifisco-PB, em João Pessoa.

Uma segunda Assembléia será convocada pelo Sindifisco-PB para definir a data da paralisação, provavelmente entre os dias 17 e 19 de março, como também a estratégia de manifestação da categoria, que protesta contra o desmantelo do Estado pelo atual governo, marcado pela mentira, ingerência e descaso não só com os servidores, mas também com todo o povo paraibano.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

clickpb

Servidores da Educação na PB anunciam greve e reivindicam gratificações e diminuição da jornada de trabalho

educacao-greveCom indicativo de greve anunciado para março, Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Paraíba (Sintep) reivindica gratificações e redução da jornada de trabalho. De acordo com o coordenador do sindicato, Carlos Belarmino, os professores pedem o retorno da Gratificação de Estímulo a Docência (GED) e a gratificação dos diretores, além disso, os funcionários reivindicam a volta de 30 horas semanais de trabalho.

“Entregamos um oficio ao governador Ricardo Coutinho nesta segunda-feira (03) com as reivindicações da categoria,” afirmou Belarmino. Os servidores devem aguardar resposta do governador até o último dia de greve nacional de três dias (17 a 19 de março) e caso não tenham retorno o sindicato fará um assembleia para decidir qual posição será tomada.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A mobilização nacional em março vai paralisar também a rede municipal de ensino. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) sinalizou a mobilização por meio de nota publicada em site. Os servidores exigem o cumprimento da lei do piso, carreira e jornada, investimento dos royalties de petróleo na valorização da categoria, votação imediata do Plano Nacional de Educação, destinação de 10% do PIB para a educação pública e contra a proposta dos governadores e o reajuste do piso somente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Com informações da Rádio CBN João Pessoa.

Wagner Mariano

Prefeitos eleitos da PB temem impactos do FPM e anunciam cortes e contenções de despesas

Nem assumiram ainda seus postos de administradores municipais, mas os prefeitos eleitos no último pleito eleitoral já se preocupam bastante com o legado, pois terão que se desdobrar através de medidas de contenção de despesas para então enfrentarem os impactos previstos com a queda no Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e também com o reajuste anual do piso do salário dos professores que se aproxima. E como os pequenos municípios são sempre os mais penalizados, a nossa reportagem procurou ouvir alguns dos prefeitos eleitos para ver de que forma eles buscaram driblar esses impactos que sofrerão as máquinas administrativas já no inicio de suas gestões.

O prefeito eleito de Sousa, André Gadelha (PMDB), revelou em entrevista que teme essa problemática a ser enfrentada, mas que buscará enxugar a máquina para que a mesma possa funcionar sem problemas. “inicialmente faremos um recadastramento para saber realmente quantos funcionários temos na prefeitura e quanto vamos precisar para que a máquina funcione tranquilamente. E diante desses números nós vamos tomar as primeiras decisões em torno de folha de pagamento e depois da questão de obras que estão sendo feitas ou planejadas com recursos próprios. Então, vamos analisar mesmo o que temos que fazer para Sousa, e planejar em Sousa com parcerias com os governos do Estado e Governo Federal. E com a queda do FPM nos vamos ter que buscar enxugar a folha para que não tenha nenhum problema com pagamento dos nossos funcionários”, adiantou ele.

Ainda com relação à Sousa, André Gadelha disse que em seguida verá a questão das secretarias. “No caso de Sousa não haverá exclusão de secretárias para reduzir gastos, porque lá pelo contrário, precisa-se até de mais de algumas pastas como a de Esportes, da pesca, que já temos essas potencialidades dessas atividades, mas que infelizmente não vamos poder criar já, diante dessa situação. Então, o que precisamos é expandir as responsabilidades e atacar em todas as áreas os problemas que surgirem, acrescentou ele.

Já o prefeito eleito de Bananeiras, Douglas Lucena (PPS), disse que está temeroso com todos esses impactos e tomará várias medidas assim que estiver no cargo a partir de 1º de janeiros do próximo ano.

“O que nos espera é um cenário tenebroso e teremos que realizar um ajuste severo para fazer frente a esses impactos que sofrem principalmente os municípios de pequeno porte desde 2008. Vamos extinguir secretarias, como a de articulação política e fundir secretárias como a juventude e esportes que iremos transformar em coordenadorias. Devemos manter como estão, sem penalidades pastas como saúde, educação e turismo. Iremos atacar as despesas mês, diminuir cargos comissionados e estabelecer o controle de contas públicas, como gastos com combustíveis, eletricidade e ainda buscar parcerias para chegar mais próximo as melhorias do meio ambiente”, detalhou o gestor eleito.

Contudo, Douglas Lucena disse que no caso da educação será mais fácil de superar os impactos. “Temos cerca de mil efetivos e a nossa sorte é que a maioria dos servidores efetivos é da educação e já está previsto dentro do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) o reajuste de salário dos nossos educadores”, frisou ele.

Outro prefeito eleito que se mostrou preocupado com a situação a ser enfrentada pelos gestores municipais, foi o de Cabedelo, Luceninha (PMDB). Ele inclusive conclama a união dos prefeitos para superar essas problemáticas. “A queda do FPM que iremos enfrentar é para nos futuros gestores uma grande preocupação de um modo geral. Mas, eu creio que caberá a nós buscarmos a união para buscar recursos, pleitear benefícios junto às esferas publicas superiores, principalmente nós que integramos a região metropolitana de João Pessoa. Porque fica mais fácil de nos reunirmos para buscarmos um meio de reparar as perdas que teremos com essa queda do FPM”, conclamou ele.

Luceninha disse também que Cabedelo terá cortes de contratados e que aguarda o relatório da sua comissão de transição para ver quais serão as medidas urgentes a serem tomadas para o fluir da máquina pública. “Com relação a cortes, até dezembro em Cabedelo, o atual gestor já estará cortando automaticamente 900 contratados, pois como e temos o concurso que foi homologado em agosto passado, teremos que chamar algumas pessoas do concurso pelo menos das áreas essenciais de fundamental importância para o funcionamento da máquina e que requer contratação imediata. Nas demais áreas eu vou me colocar a par do relatório da nossa equipe de transição, que já está sendo instalada, e que o prefeito atual nos colocou à disposição, e assim que tiver em mãos veremos as demandas apontadas pela atual gestão, daí vamos tomar as devidas providências necessárias e cabíveis”, frisou ele.

Mais uma nova gestora, a prefeita eleita de Patos, Chica Mota (PMDB), medidas drásticas a serem tomadas para minimizar os impactos anunciados. Contudo, ela revelou que está mais tranquila porque desde já tem contado com o apoio do atual prefeito local, Nabor Wanderley (PMDB) para organizar a máquina pública para sua chega em primeiro de janeiro.

“Serei uma prefeita diferente daqueles prefeitos que não têm acesso, pois como tenho o apoio do atual prefeito Nabor. Inclusive, o prefeito Nabor já se adiantou e está tomando algumas providências nesse sentido como cortes, e isso é uma decisão que já se antecipou me deixando em uma situação mais confortável como administradora, já que normalmente no inicio de ano acontece esse problema porque o FPM cai muito”, contou ela.

As demais contenções de gastos para equilíbrio da prefeitura de Patos, Chica Mota disse que tomará providências assim que tomar conhecimento, através dos relatórios a serem apresentados pela sua comissão de transição. “Mesmo tendo um governo de continuidade, para iniciar acho que deve ter um corte razoável nos gastos. Portanto, assim que assumir e me colocar a par das necessidades, darei continuidade a enxugar o que for necessário para resolver os problemas para equilibrar as finanças, já que a redução dos recursos vem a nível federal e teremos que absorve-los também a nível municipal”, concluiu Chica.

Fonte: Adaucélia Palitot – Políticapb