Arquivo da tag: antes

Prefeito eleito morre em acidente antes de tomar posse

chico-borgesO prefeito eleito de Santana do Piauí, a 324 km ao Sul de Teresina, Francisco Raimundo de Moura, mais conhecido como Chico Borges (PTB), de 42 anos, morreu por volta das 5h deste domingo (1º) após se envolver em um acidente na PI-375 poucas horas antes de tomar posse.

De acordo com o sargento R. Alves, do Grupamento da Polícia Militar, a vítima estava sozinha em seu carro que colidiu frontalmente com um ônibus. “O prefeito participava das festividades de Réveillon em Santana do Piauí. Por volta das 5h ele saiu com destino a Picos, a 18 km de distância, onde morava e pouco tempo depois recebemos a informação do acidente. O carro em que andava o político colidiu de frente com um ônibus. Foi uma tragédia”, disse.

Ainda segundo o militar, Chico Borges seria empossado como prefeito às 15h deste domingo. “O ultimo contato que tivemos foi horas antes do acidente quando ele me entregou um ofício solicitando a presença da polícia em sua posse. Demonstrou bastante empolgação, estava todo entusiasmado”, contou.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros ainda chegaram a ser acionados, mas o político já foi encontrado sem vida. O corpo precisou ser retirado das ferragens e foi encaminhado ao Hospital Regional Justino Luz, em Picos.

O local do acidente foi isolado e uma perícia foi feita para identificar as principais causas do acidente. Segundo o sargento R. Alves, o velório está marcado para acontecer na Câmara Municipal da cidade às 15h, mesmo horário e local onde ocorreria a posse, que possivelmente será adiada.

G1

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Maracanã tem gritos de “fora, Temer” antes da abertura da Paraolimpíada

REUTERS/Sergio Moraes
REUTERS/Sergio Moraes

Mesmo antes de a cerimônia de abertura dos Jogos Paraolímpicos começar, nesta quarta-feira (7), o público no Maracanã protestou contra o presidente da República Michel Temer.

Os presentes gritaram, por cerca de 10 segundos, a frase “fora, Temer”, que foi seguida por vaias. Os gritos começaram próximos às cabines de televisão e logo tomaram todo o estádio.

A cerimônia teve início às 18h15. O protesto ocorreu por volta das 18h.

Vale lembrar que Temer, na abertura da Olimpíada, passou por situação semelhante e optou por não participar do encerramento da Rio-2016.

A abertura, além dos apupos a Temer, também já está marcada pelas longas filas na entrada do Maracanã. A situação mais crítica se apresenta no portão D, no qual a distância da fila chegou a 1,8 km e gerou insatisfação do público – especialmente de idosos.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Cientista de Brasília cria sensor que acha câncer antes de sintoma surgir

priscilaMembro do Instituto de Microelectrónica de Madrid há seis anos, a cientista brasiliense Priscila Kosaka, de 35 anos, desenvolveu uma técnica para detecção de câncer que dispensa biópsias e que consegue identificar a doença antes mesmo do aparecimento dos sintomas. O resultado vem do uso de um nanosensor com sensibilidade 10 milhões de vezes maior que a dos métodos dos exames tradicionais em amostras de sangue dos pacientes. A previsão é de que ele esteja no mercado em até dez anos e também seja utilizado no combate a hepatites e Alzheimer.

A pesquisadora explica que o sensor é como um “trampolim muito pequenininho” com anticorpos na superfície. Quando em contato com uma amostra de sangue de uma pessoa com câncer, ele “captura” a partícula diferente e acaba ficando mais pesado. Outras estruturas relacionadas à técnica também fazem com que haja uma mudança de cor das partículas, indicando que o paciente que teve o fluido coletado tem um tumor maligno. A taxa de erro, segundo Priscila, é de 2 a cada 10 mil casos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Atualmente não existe nenhuma técnica que permita a detecção de moléculas que estão em concentrações muito baixas e que coexistam com mais de 10 mil espécies de proteínas numa única bioamostra”, afirma. “Atualmente nenhuma técnica é capaz de encontrar a ‘agulha no palheiro’. Portanto, existe uma necessidade de tecnologias capazes de registrar moléculas individuais na presença de outras moléculas muito mais abundantes. E o nanosensor que desenvolvi é capaz de fazer isso.”

De acordo com a cientista, novos estudos podem fazer com que o nanosensor também seja usado para identificar a que tipo específico pertenceria uma amostra cancerígena (gastrointestinal ou de pâncreas, por exemplo). Dados da Organização Mundial da Saúde estimam 21,4 milhões de novos casos de câncer em todo o planeta em 2030, com 13,2 milhões de mortes. Há mais de cem tipos da doença, e os mais comuns são de próstata, mama, cólon, reto e pulmão.

Entre os benefícios da técnica desenvolvida por Priscila está o fato de que a identificação pode ocorrer dispensando a biópsia e por meio dos exames rotineiros de check-up. A cientista conta que ainda é necessário que o sensor passe por novas fases de teste. Além disso, ela precisará de financiamento para os estudos. Um dos objetivos da pesquisadora é que o equipamento tenha um custo acessível e assim possa ser adotado amplamente pela população.

“[Estou] Muito feliz, amo o que faço. Consegui um resultado que parecia apenas um sonho há quase seis anos. O que me motivou? Conseguir proporcionar uma melhor qualidade de vida para as pessoas. Quero que o diagnóstico precoce do câncer seja uma realidade em alguns anos”, diz a mulher. “Trabalho em busca de um resultado como esse desde o meu primeiro dia no Bionanomechanics Lab.”

Bacharel em química pela Universidade de Brasília e doutora na área pela Universidade de São Paulo, Priscila é a responsável pelas atividades relacionadas à funcionalização de superfícies do laboratório, além de trabalhar na otimização de estratégias de imobilização de biomoléculas em microcantilevers para biosensing. Ela atua ainda no desenvolvimento de sistemas de nanomecânicos e na combinação de nanotecnologias para o desenvolvimento de ferramentas de diagnóstico altamente sensíveis e específicos e é avaliadora e revisora de projetos europeus para a European Commission desde 2011.

A pesquisadora conta que a descoberta pode ser usada ainda no diagnóstico de hepatite e que pretende estender a técnica a mais doenças, como o Alzheimer. “Em lugar de fazer uma punção na medula espinhal para extrair líquido cefalorraquidiano para o diagnóstico de distúrbios neurológicos, temos sensibilidade suficiente para detectar uma proteína em uma concentração muito baixa no sangue. Assim, o paciente não precisa passar por um exame tão invasivo, pode fazer um simples exame de sangue.”

Benefícios
O oncologista Gustavo Fernandes afirmou apreciar a possibilidade de ver tecnologias do tipo à disposição no dia a dia. “Poder fazer diagnóstico precoce por meio de métodos menos invasivos é muito elegante. Os métodos que temos hoje são muito rudimentares, são muito arcaicos. É um exame físico melhorado em relação ao que se via antes, mas estamos atrás de nódulos, de caroços. O paciente continua fazendo uma porção de testes, de exames de imagem.”

O médico disse ainda esperar ver como o equipamento poderá ajudar pacientes, já que cada tipo de câncer evolui de uma forma diferente e que mesmo entre tipos iguais há variações  – como as causas, o comportamento no organismo e a agressividade. A única certeza é de que a intervenção precoce é uma aliada no combate à doença.

“A gente fala de brincadeira que todos os tumores que a gente tratava como comuns estão ficando raros. Câncer de mama é comum, mas as características genéticas são tão específicas que você não trata mais de câncer de mama, mas de câncer de mama de categoria tal. Ou seja, se você for apertando, você vai ter uma centena aí de doenças a partir de uma só. É que nem de pulmão, você acaba dividindo em muitos grupos. Tem muitas alterações sendo detectadas, que acaba que sob um mesmo nome tem várias doenças”, concluiu.

G1

Homem mata filha e 6 netos antes de cometer suicídio

homem-mataUm norte-americano matou a própria filha e seus seis netos, com idades entre três meses e 10 anos, em um caso policial que aterrorizou a Flórida, nos Estados Unidos. Ontem (18), Don Charles Spirit, de 51 anos, assassinou sua filha de 28 anos e seus netos. Depois, ele chamou a polícia até sua casa e cometeu suicídio, disparando contra si mesmo. O crime ocorreu na cidade de Bell.

Spirit já tinha passagens pela polícia. Em 2001, ele matou seu outro filho, Kyle, que na época tinha oito anos de idade. O homem atirou na cabeça da criança, mas o caso foi considerado um incidente durante uma atividade de caça. Em seguida, Spirit foi condenado a três anos de prisão por porte ilegal de arma de fogo.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Durante seu julgamento, Spirit chegou a confessar que sofria de problemas mentais, mas que as medicações não o curavam. “Meu único remédio é minha família”, disse o norte-americano na época, em entrevista à imprensa local. (ANSA)

ANSA

Plano de saúde submete idoso a consulta médica antes de aceitá-lo

plano-de-saudeAo menos 5 das 20 maiores operadoras que atuam na cidade de São Paulo submetem idosos a consulta médica prévia –uma delas exige também exames– antes de aceitá-lo como cliente, aponta pesquisa do Idec (Instituto de Defesa do Consumidor).

As empresas chamam isso de “entrevista qualificada” e dizem que ela não é obrigatória.

Para o Idec, a avaliação médica prévia acaba sendo um condicionante para a contratação do plano e é ilegal.

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) não faz a exigência. Segundo a agência, a entrevista é um direito do beneficiário, caso ela precise de orientação médica no preenchimento da Declaração de Saúde.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Editoria de arte/Folhapress

No momento da contratação de um plano de saúde, o consumidor deve informar à operadora se tem alguma doença ou lesão preexistente. Essa informação é passada por meio do preenchimento da Declaração de Saúde.

Dois corretores de planos de saúde, na condição de anonimato, disseram àFolha que, na prática, a consulta prévia é uma condição imposta pelos planos. Se o idoso se recusa a fazê-la, simplesmente não é aceito.

Segundo a ANS, ninguém pode ser impedido de ingressar em planos de saúde nem ter o acesso dificultado em razão da idade, condição de saúde ou deficiência.

“Caso a operadora esteja dificultando ou restringindo o atendimento de idosos, ela estará desobedecendo o Estatuto do Idoso, o Código de Defesa do Consumidor, a Lei dos Planos de Saúde”, diz a ANS, em nota. Nesses casos, a operadora poderá ser multada em R$ 50 mil por infração verificada.

“É uma prática ilegal. O artigo 5º da Constituição diz que a intimidade das pessoas é inviolável”, afirma Joana Cruz, advogada do Idec.

A consulta prévia é só mais um dos obstáculos que os idosos enfrentam hoje na corrida para adquirir um plano.

O primeiro é conseguir um plano individual. Das 20 maiores operadoras consultadas pelo Idec, apenas oito comercializam a modalidade.

O segundo obstáculo são os preços dos planos. A média hoje é de R$ 999,20.

Considerando que 72,4% dos idosos moram em domicílios cujo renda mensal é de dois salários mínimos (R$ 1.448), segundo o IBGE, o preço médio dos planos abocanharia 70% dos rendimentos.

O caso de Iraci Pasqueta Lodo, 80, é exemplar. Como pensionista, ela ganha R$ 1.800 e paga uma mensalidade do plano de R$ 1.783. “Ela só consegue ter porque eu e meu irmão nos cotizamos para pagar”, diz a filha Cidenei Lodo.

O valor era para ser o dobro, se a família não tivesse ingressado na Justiça e conseguido reduzi-lo.

Segundo a advogada Renata Vilhena, reajustes abusivos são uma das principais causas de judicialização. “Os idosos são os mais vulneráveis na saúde suplementar.”

 

CLÁUDIA COLLUCCI

Antes de ser descoberta pela Polícia Federal, Musa do Crime fazia ensaios sensuais

musaA reportagem do R7 teve acesso a um ensaio sensual feito pela modelo Luciane Hoepers, que ficou conhecida como Musa do Crime depois de ser presa pela Polícia Federal na Operação Miquéias. De acordo com a PF, quatro modelos eram usadas pela quadrilha para atrair agentes políticos para o esquema. Luciane já foi liberada pela PF. Veja as novas fotos, em preto e branco, a seguir

Foto: Alexandre Peregrino/Arquivo Pessoal

Luciane e as outras modelos eram chamadas de “pastinhas”. Elas eram responsáveis por se aproximar dos prefeitos e convencê-los a desviar o dinheiro dos fundos de previdência municipais para ações de investimento indicadas pelo grupo criminoso.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na semana passada, após sua confissão de crimes de fraude que ultrapassam a cifra dos R$ 50 milhões, Luciane viu sua vida de luxo chegar ao fim junto com o esquema de farsa com fundos de pensão de funcionários públicos.

Os alvos da quadrilha eram fundos alimentados por contribuições mensais de funcionários públicos e empresas estatais.

A função da modelo era convencer os responsáveis pelos fundos a deixar seus companheiros gerirem os investimentos. Com o dinheiro nas mãos, a quadrilha aplicava em títulos podres do mercado financeiro — o que, ao invés de gerar capital, gerava prejuízo.

Assim, os contribuintes do fundo ficavam sem dinheiro, enquanto prefeitos, Luciane e seus comparsas obtinham vantagens.Com isso, a modelo tinha uma vida cheia de carros importados, viagens internacionais e dinheiro fácil. Leia mais

Com isso, a modelo tinha uma vida cheia de carros importados, viagens internacionais e dinheiro fácil.

Luciane era uma das quatro modelos usadas como “iscas” pela quadrilha.

De acordo com a investigação da PF, Luciane (foto) e as outras modelos eram chamadas de “pastinhas”.

Os recursos eram aplicados em papéis pouco atrativos, geridos pela própria quadrilha, e com alta probabilidade de insucesso. Em troca, os políticos ganhavam 10% do valor investido.De acordo com o fotógrafo que fez o ensaio, a ficha técnica da modelo é a seguinte:Nome: Luciane HoppersNasceu para o mundo no dia: 21/02/1982Onde: Joinville/SCSigno: PeixesTime do coração: CorinthiansBebida gostosa: Vinho Branco Seco Uva ChadorneySobremesa: Sorvete com banana flambada

De acordo com o fotógrafo que fez o ensaio, a ficha técnica da modelo é a seguinte:

Nome: Luciane Hoppers
Nasceu para o mundo no dia: 21/02/1982
Onde: Joinville/SC
Signo: Peixes
Time do coração: Corinthians
Bebida gostosa: Vinho Branco Seco Uva Chadorney

Sobremesa: Sorvete com banana flambada

Na entrevista que deu ao fotógrafo, a Musa do Crime disse que os exemplos de beleza que tem são Luciano Zaffir (homem bonito) e Ana Hickman (mulher bonita). A parte do corpo que Luciane mais gosta em si própria são os olhos. No caso dos homens, a parte do corpo que mais chama a atenção dela são as mãos. Luciane Hoepers disse ao fotógrafo que tinha 17 anos quando perdeu a virgindade e escolheu assim um “lugar ideal para um encontro a dois”: Lugar romântico, luz de velas, vinho e violino ao fundo. Luciane disse também que ela costuma se afastar de homens egocêntricos

Durante a deflagração da Operação Miqueias, 23 pessoas foram presas. No entanto, somente nove continuam detidas, as outras já prestaram depoimento e foram liberadas. Outras quatro pessoas estão foragidas

Durante a deflagração da Operação Miqueias, 23 pessoas foram presas. No entanto, somente nove continuam detidas, as outras já prestaram depoimento e foram liberadas. Outras quatro pessoas estão foragidas.

Luciane foi liberada na última terça-feira (24), junto com outras duas mulheres que também participavam do esquema. Das 'pastinhas' detidas durante a Operação Miqueias, somente uma continua presa, na Superintendência da PF em Goiânia (GO)

Luciane foi liberada na última terça-feira (24), junto com outras duas mulheres que também participavam do esquema. Das “pastinhas” detidas durante a Operação Miqueias, somente uma continua presa, na Superintendência da PF em Goiânia (GO) A modelo Luciane Hoepers já trabalhou como assistente de palco em programas de auditório e atuou em um programa adulto, veiculado por um canal fechado das TVs por assinatura

A modelo Luciane Hoepers já trabalhou como assistente de palco em programas de auditório e atuou em um programa adulto, veiculado por um canal fechado das TVs por assinatura

Uma das “pastinhas” disse ter “perdido as contas” de quantos gabinetes de prefeitos visitou, para convencer os gestores a desviar os recursos.

Durante os trabalhos, também ficou comprovado que alguns policiais civis do Distrito Federal ficavam responsáveis por dar cobertura e proteção às quadrilhas, em troca de dinheiro

Alguns prefeitos e gestores de Regimes Próprios de Previdência Social também eram aliciados pela quadrilha e aplicavam recursos das respectivas entidades previdenciárias em fundos de investimentos com papéis geridos pela quadrilha, o que configurava o desvio dos recursos

Segundo nota divulgada pela PF, esses fundos eram formados por papéis podres. “Severos prejuízos foram verificados no patrimônio desses Regimes Próprios de Previdência Social”   Foram verificadas irregularidades especificamente nos regimes próprios de previdência social das prefeituras de: Manaus (AM), Ponta Porã (MS), Murtinho (MS), Queimados (RJ), Formosa (GO), Caldas Novas (GO), Cristalina (GO), Águas Lindas (GO), Itaberaí (GO), Pires do Rio (GO), Montividiu (GO), Jaru (RO), Barreirinhas (MA), Bom Jesus da Selva (MA) e Santa Luzia (MA). A Operação Miquéias contou com apoio do Ministério da Previdência Social e da Comissão de Valores Mobiliários

Foram verificadas irregularidades especificamente nos regimes próprios de previdência social das prefeituras de: Manaus (AM), Ponta Porã (MS), Murtinho (MS), Queimados (RJ), Formosa (GO), Caldas Novas (GO), Cristalina (GO), Águas Lindas (GO), Itaberaí (GO), Pires do Rio (GO), Montividiu (GO), Jaru (RO), Barreirinhas (MA), Bom Jesus da Selva (MA) e Santa Luzia (MA). A Operação Miquéias contou com apoio do Ministério da Previdência Social e da Comissão de Valores Mobiliários.

Lamborghini, Ferrari, Mercedes, BMW e outros carrões de luxo eram comercializados em uma loja especializada na venda de veículos importados. O estabelecimento é apontado como um dos principais alvos da Polícia Federal e resultou na apreensão de Lamborghinis, Ferraris, Mercedes e BMWs

Lamborghini, Ferrari, Mercedes, BMW e outros carrões de luxo eram comercializados em uma loja especializada na venda de veículos importados. O estabelecimento é apontado como um dos principais alvos da Polícia Federal e resultou na apreensão de Lamborghinis, Ferraris, Mercedes e BMWs.

A Operação Miquéias, que prendeu a bela Luciane, envolveu cerca de 300 agentes em todo o Brasil.

Durante os trabalhos, a polícia descobriu que existe um verdadeiro “serviço terceirizado para lavagem de dinheiro no Brasil”, conforme relatou a assessoria de imprensa da corporação.

Além dos carrões, um iate de R$ 5 milhões também foi apreendido pela PF

Luciane Hoepers já foi liberada pela Polícia Federal.

 

R7

Nunca antes um partido indicou tantos ministros para o Supremo

ministros-size-598Nos últimos anos, à medida em que o julgamento do mensalão avançava, sinalizando que políticos petistas não escapariam de pagar por seus crimes na cadeia, o PT e a esquerda passaram a repetir a ladainha de que a composição do Supremo Tribunal Federal (STF) pesou nas condenações. O principal alvo sempre foi o presidente do STF e relator do mensalão, Joaquim Barbosa, mas os petistas também miravam outros integrantes da corte. O discurso capenga sempre esbarrou num dado concreto: no Brasil pós-redemocratização, nunca um partido político indicou tantos ministros para o Supremo quanto o PT, legenda que completa neste ano seu terceiro mandato na Presidência da República. Agora, com a saída precoce de Joaquim Barbosa, a presidente Dilma Rousseff fará sua quinta indicação para compor a suprema corte. Seu antecessor no cargo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, fez oito. Juntos, os dois fecharão a conta de treze indicações – média superior a uma para cada ano de mandato. O saldo só é comparável às indicações feitas por Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto no início da República – cada um indicou quinze ministros.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na história do STF, durante a ditadura militar, João Baptista Figueiredo e Humberto Castelo Branco também indicaram diversos ministros para o tribunal – nove e oito, respectivamente. Getúlio Vargas, recordista, contabiliza 21 indicações.

Indicações para o Supremo

LULA – 8 
Cezar Peluso, Carlos Alberto Menezes Direito, Carlos Ayres Britto, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Eros Grau, Joaquim Barbosa e José Antonio Dias Toffoli

DILMA ROUSSEFF – 4 
Luiz Fux, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Teori Zavascki

FERNANDO HENRIQUE CARDOSO – 3 
Ellen Gracie, Gilmar Mendes e Nelson Jobim

ITAMAR FRANCO – 1 
Maurício Corrêa

FERNANDO COLLOR – 4 
Carlos Velloso, Ilmar Galvão, Francisco Rezek e Marco Aurélio Mello

JOSÉ SARNEY – 5 
Carlos Madeira, Célio Borja, Celso de Mello, Sepúlveda Pertence e Paulo Brossard

Nos próximos anos, independentemente da saída de Joaquim Barbosa, outras vagas serão abertas no Supremo. As primeiras ocorrerão com as aposentadorias compulsórias de Celso de Mello (2015) e Marco Aurélio Mello (2016), aos 70 anos. Indicados por José Sarney e Fernando Collor de Mello, respectivamente, os dois são, ao lado do ministro Gilmar Mendes – indicado no governo Fernando Henrique Cardoso –, os únicos que não chegaram à corte em mandatos do PT. Em 2018, completarão 70 anos Rosa Weber, Teori Zavascki e Ricardo Lewandowski.

A indicação por um presidente do PT não faz do ministro – e assim espera-se dele – um representante do partido no plenário do tribunal. Barbosa assumiu a cadeira na corte levado pelas mãos de Lula. Luiz Fux também foi apontado por Dilma. Os dois marcaram duros votos contra mensaleiros petistas. No entanto, há o exemplo contrário: Ricardo Lewandowski, indicado por Lula, é idolatrado por militantes petistas por assumir o papel de antagonista de Barbosa no julgamento do mensalão. Recentemente, os novatos Luís Roberto Barroso e Teori Zavascki, indicados por Dilma, foram decisivos para reverter condenações pelo crime de formação de quadrilha, atenuando penas.

Nos corredores do tribunal, a lista de possíveis sucessores de Barbosa é grande: os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Benedito Gonçalves, Luis Felipe Salomão, Herman Benjamin e Nancy Andringhi; e os advogados Heleno Torres e Luiz Eduardo Fachin. E ainda algumas apostas temerárias para a plena independência dos Poderes, como Luís Inácio Adams, advogado-geral da União (AGU), candidato a repetir o mau exemplo de José Dias Toffoli, que antes da toga deu expediente como advogado do PT.

 

Laryssa Borges e Talita Fernandes, de Brasília

Itália anuncia amistoso contra o Fluminense uma semana antes da Copa

flu-torcedorA seleção italiana anunciou hoje (09) que disputará um amistoso contra o Fluminense no dia 8 de junho, sete dias antes de estrear na Copa do Mundo. O jogo será no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro.

Antes da partida no Brasil, a Azzurra enfrentará a Irlanda em Londres, no dia 29 de maio, e no dia 4 de junho enfrenta Luxemburgo, no estádio Renato Curi em Perugia, na Itália. A seleção italiana estreia no Mundial no dia 14 de junho contra a Inglaterra, na Arena da Amazônia, em Manaus.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

JB Online

Condenado agoniza antes de morrer após falha em injeção letal nos EUA

Clayton Lockett (esquerda) e Charles Warner, os dois condenados à morte em Oklahoma (Foto: Reuters/Oklahoma Department of Corrections/Handout)
Clayton Lockett (esquerda) e Charles Warner, os dois condenados à morte em Oklahoma (Foto: Reuters/Oklahoma Department of Corrections/Handout)

Um condenado à morte por injeção letal agonizou por mais de 30 minutos devido a complicações durante a execução da pena em Oklahoma, nos Estados Unidos, na noite de terça-feira (29). Segundo as autoridades penitenciárias, o corpo do homem teve rejeição à substância aplicada e ele morreu em decorrência de um ataque cardíaco. A falha fez as autoridades adiarem a execução de um segundo detento, prevista para ocorrer na sequência.

Segundo o jornal local “The Oklahoman”, antes de morrer, o preso Clayton Lockett, de 38 anos, condenado à morte pelo assassinato de uma jovem de 19 anos em 1999, se contorceu e teve convulsões quando recebeu a injeção, que continha uma combinação de substâncias que nunca havia sido utilizada em Oklahoma.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O diretor de prisões do estado, Robert Patton, ordenou a suspensão da execução de Lockett cerca de 3 minutos após a aplicação da injeção. Era a primeira vez que o medicamento “midazolam” era usado como parte de uma injeção em Oklahoma. A execução do condenado cumpria um inédito protocolo de injeção letal que continha três componentes: um sedativo, um anestésico e uma dose letal de cloreto de potássio.

Em março, os advogados de Lockett haviam conseguido o adiamento de sua execução por falta de anestésico para a aplicação da injeção intravenosa, mas o estado obteve a substância e decidiu mudar o procedimento de execução.

Diante do ocorrido, o diretor decidiu adiar por 14 dias a execução do condenado Charles Warner, prevista para ocorrer na mesma noite, segundo informou Jerry Massie, porta-voz das prisões de Oklahoma, à agência de notícias France Presse. Warner recebeu a pena capital em 1997 pelo estupro e assassinato da filha de 11 meses de sua companheira.

Essa seria a primeira execução dupla dos Estados Unidos no século XXI, já que a última vez em que a pena capital foi aplicada em dois condenados no mesmo dia foi em 9 de agosto de 2000, no Texas. Além disso, essa seria a primeira execução dupla em Oklahoma desde 1937.

Nos últimos meses, houve vários episódios de complicações na aplicação da pena de morte no país. A maioria dos 32 estados onde a pena capital está em vigor está tendo problemas para conseguir as substâncias com as quais são feitas as injeções letais convencionais. Com isso, alguns estados estão testando fórmulas alternativas, enquanto outros determinaram o uso obrigatório da cadeira elétrica se não houver medicamentos disponíveis.

Oklahoma mudou a lei que regulamenta a aplicação da pena de morte no final de março, e permitiu o uso de cinco diferentes combinações de substâncias para a injeção letal, após os problemas que ocorreram nas primeiras execuções do ano.

No início de abril, o estado informou aos advogados dos condenados que usaria uma injeção letal com o anestésico midazolam, o paralisante brometo de pancurônio e cloreto de potássio, que interrompe o ritmo cardíaco.

Lockett e Warner processaram o estado por não terem recebido informações sobre onde o estado havia adquirido os medicamentos, nem evidências de que esses remédios fossem seguros. A Suprema Corte de Oklahoma suspendeu na época as execuções de ambos os réus, mas acabou cancelando depois a decisão.

G1

Brasil enfrentará o Panamá em amistoso nove dias antes da Copa do Mundo

comemoracao_brasil-mowaA Federação de Futebol do Panamá confirmou neste domingo amistoso contra o Brasil, no dia 3 de junho. Será o penúltimo jogo da seleção brasileira antes da Copa do Mundo, que começa no dia 12 de junho.

A partida acontecerá em Goiânia, no estádio Serra Dourada. Segundo a agência de notícias AFP, o jogo foi confirmado oficialmente pela Federação do Panamá após vários dias de negociação.

Antes de enfrentar o Panamá, a seleção entra em campo no dia 5 de março contra a Àfrica do Sul, em Joanesburgo. O último amistoso do Brasil antes da Copa do Mundo acontecerá no dia 6 de junho, contra a Sérvia, no Morumbi.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O amistoso do Brasil contra a seleção da África do Sul será o último antes do técnico Luiz Felipe Scolari divulgar a lista final de convocados para a Copa do Mundo. Os nomes dos 23 jogadores serão divulgados no dia 7 de maio.

UOL