Arquivo da tag: amor

Paiva Netto: O Amor é o Elo Achado

O Amor é a suprema definição da Divindade. É o elo perdido que a criatura busca na imensidão do estudo científico, que, para mais rapidamente progredir no âmbito social, tem de irmanar-se à Fé sem fanatismos, a fim de encontrar esse elo. Há tanto tempo considero que a Ciência (cérebro, mente), iluminada pelo Amor (Religião, coração fraterno), eleva o ser humano à conquista da Verdade!

E o que mais é o Amor?

O Amor é o grande campeão das mais difíceis batalhas. Supera todos os sofrimentos. É Deus. Logo, intensifica sua atitude confortadora quando o desassistido ou o ser amado precisa de socorro.

O Amor não pede para si mesmo.

O Amor oferece o auxílio que o desamparado suplica.

O Amor, com discrição, atende até ao apelo não abertamente expresso.

O Amor não deserta, pois ajuda sempre. Nunca traz destruição. Propicia a Paz.

O Amor não adoece. Ele se renova para recuperar o enfermo do corpo e/ou da Alma. Não promove a fome. Pelo contrário, fornece o alimento.

O Amor instrui e liberta, porquanto reeduca e espiritualiza.

O Amor não constrange, porque confia. Por esse motivo, poetizou Rabindranath Tagore (1861-1941), famoso bardo e filósofo hindu, amigo de Gandhi (1869-1948): “Ó Deus! O Teu Amor liberta, enquanto o amor humano aprisiona”.

O Amor é tudo: o enlevo da existência, pois afasta o temor.

O Amor, quando verdadeiramente é ele mesmo, sempre triunfa, visto que não coage nunca. Enfim, o Amor governa, porque é Deus, mas igualmente Justiça.

O Amor é o Elo Achado*.

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

 

 

Paiva Netto: Deus, Equação e Amor

O maior estorvo para o grande amplexo entre Religião e Ciência, que são irmãs, é a continuação, no palco do saber, do deus antropomórfico, que não prejudica somente o laboratório, como também o altar.

Guerra Junqueiro (1850-1923), combativo poeta português, que ainda hoje provoca silêncio temeroso ou polêmica, canta o Deus Divino em oposição ao deus humano, vingativo e sanguinário, nestes versos tocantes de “O Melro”, quando um velho abade, comovido com a morte do pássaro, com quem diariamente digladiava, e de seus filhotes, exclama:

“(…) Tudo o que existe é imaculado e é santo!/ Há em toda a miséria o mesmo pranto/ E em todo o coração há um grito igual./ Deus semeou d’almas o universo todo./ Tudo que o vive ri e canta e chora…/ Tudo foi feito com o mesmo lodo,/ Purificado com a mesma aurora./ Ó mistério sagrado da existência,/ Só hoje te adivinho,/ Ao ver que a alma tem a mesma essência,/ Pela dor, pelo amor, pela inocência,/ Quer guarde um berço, quer proteja um ninho!/ Só hoje sei que em toda a criatura,/ Desde a mais bela até à mais impura,/ Ou numa pomba ou numa fera brava,/ Deus habita, Deus sonha, Deus murmura!… (…)/ Ah, Deus é bem maior do que eu julgava…”

Certo estava o abade apresentado pelo autor de A Musa em Férias:

― “Ah, Deus é bem maior do que eu julgava…”

Ele não tem forma humana. Não se trata, pois, do que tão restritivamente alguns ainda cogitam a Seu respeito. O ser humano por enquanto não O vê, mas pode senti-Lo toda vez que, em verdade, ama e Dele se afasta quando odeia. Deus seria, poetizando, uma Sublime Equação cujo resultado é o Amor.

Como o Universo perspectiva um colossal poema em louvor à ação e à beleza, nesta crônica cabe muito bem a apologia que faz da Eternidade o grande pensador francês Victor Hugo (1802-1885):

“Tudo se move e exalta e se esforça e gravita;/ Tudo se evola e eleva e vive e ressuscita;/ Nada pode ficar na surda obscuridade./ D’alma exilada a senda é toda a eternidade,/ que se aconchega ao céu, que a todos nós reclama./ Aos dóceis se atenua a dolorosa flama/ da dura provação. A sombra faz-se aurora,/ homem e besta em anjos se aprimora;/ e pela expiação, escada de equidade,/ de que uma parte é treva e a outra claridade,/ sem cessar, sob o azul do céu calmo e formoso,/ sobe ao universo dor, ao universo gozo”.

A vanguarda de uma Ciência que elevará o ser humano a raciocínios, hoje, inconcebíveis para a maioria volta o seu olhar para a Espiritualidade.

Alziro Zarur selecionou a palavra de diversos luminares do campo científico, na sua Proclamação da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, entre eles:

Einstein (1879-1955) — “O homem que considera sua existência e a de seus semelhantes destituídas de sentido não é apenas infeliz: está quase desqualificado para a vida”.

George Davis Snell (1903-1996) — “Se um Universo pudesse criar-se a si mesmo, encarnaria os poderes de um Criador, e seríamos forçados a concluir que o Universo é Deus”.

Edwin Conklin (1863-1952) — “A probabilidade de se haver a vida originado por acaso é comparável à probabilidade de um dicionário completo resultar de uma explosão na tipografia”.

O aplaudido Gilberto Gil, com sua marcante sensibilidade, verseja em parceria com o cantor e compositor Arnaldo Antunes:

“A Ciência não avança/ A Ciência alcança/ A Ciência em si”.

Quanta grandiosidade Deus-Ciência oferece ao nosso bom senso investigativo!

O elétrico diretor de cinema Jéan Cocteau (1889-1963), com muito espírito, convida-nos à audácia: 

“Por não saber que era impossível, ele foi lá e fez”.

O conhecimento não tem limites. Que seria de nós sem a Ciência?!

  

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

 

 

 

Momento Agevisa define o aleitamento materno como um gesto de amor e de promoção da saúde

Na edição desta quinta-feira (08) do Momento Agevisa, a Agência Estadual de Vigilância Sanitária ressaltou a importância do leite materno para a saúde e o desenvolvimento das pessoas; afirmou que o aleitamento materno, além de ser um gesto de amor e de ligação entre mães e filhos, é também um importante ato de promoção da saúde para ambas as partes; lembrou que o estímulo à produção do leite materno é a sucção feita pelo bebê, e enfatizou: “Quanto mais amamentar, mais leite, saciedade e saúde a mãe estará proporcionando ao bebê e a ela mesma”.

Veiculado dentro da programação do Jornal Estadual da Rádio Tabajara (AM-1110 e FM-105.5), o Momento Agevisa desta semana fez parte da Campanha de Incentivo à Amamentação promovida pelo Governo, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES/PB). A iniciativa envolve profissionais de saúde e das demais áreas da administração estadual, que foram estimulados e orientados a se valer de várias estratégias (com destaque para a informação) para conscientizar as pessoas sobre a importância de oferecer o leite materno ao bebê durante os primeiros anos de vida.

As ações de estímulo à amamentação ocorrem atualmente em mais de 170 países do mundo, onde o mês de agosto se inicia com a Semana Mundial de Aleitamento Materno. No Brasil, as ações vão do dia 1º ao dia 31, em face da Lei 13.435/2017, que criou o “Agosto Dourado” e o instituiu como o “Mês do Aleitamento Materno” em todo o território nacional.

Envolvimento da sociedade – Segundo a diretora do Banco de Leite Anita Cabral (da SES/PB), Thaíse Ribeiro, para que haja o fortalecimento da amamentação, é importante que toda a sociedade esteja envolvida, começando pela família e se estendendo por toda a comunidade. Conforme Thaíse, a amamentação, além de ser uma responsabilidade de todos, significa saúde para as crianças, a quem não se pode nem se deve negar o direito de acesso à primeira e melhor alimentação.

Como órgão da estrutura de Saúde do Governo da Paraíba, a Agevisa está integrada à campanha. Nesse sentido, conforme a diretora-geral Jória Guerreiro, a Agência se irmana à defesa do envolvimento de todos os familiares próximos, e não apenas da mãe, para que se garanta às crianças o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida e (de forma complementar) até os dois anos de idade, nos termos defendido pela Aliança Mundial para a Ação em Aleitamento Materno (WABA) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A abordagem inclusiva definida pela rede internacional de defesa do aleitamento materno foi pensada, neste ano, para contemplar pais, parceiros, familiares, dirigentes e colegas nos locais de trabalho, e a comunidade como um todo, com destaque para os profissionais de saúde. A ideia foi criar um ambiente propício e permitir que as mães amamentem de forma satisfatória em todos os ambientes, tanto em suas casas quanto no trabalho, por exemplo.

A base desse pensamento está na constatação de que a amamentação melhora significativamente quando há a participação de todos, segundo afirmativa da presidente do Departamento Científico de Aleitamento Materno da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), doutora Elsa Giugliani. Segundo ela, os profissionais de saúde têm papel relevante, pois são eles que acompanham os pais e os filhos durante todo o processo.

“O pediatra, em especial, pode capacitar e empoderar os pais por meio do diálogo sobre vários aspectos do aleitamento materno, oferecendo informações atualizadas e embasadas em evidências; orientando com competência o manejo das eventuais dificuldades ao longo do processo da amamentação, e, sobretudo, escutando, elogiando (quando pertinente) e respeitando as escolhas, sem julgamentos”, enfatiza Elsa Giugliani.

Segurança alimentar e nutricional – No âmbito da Paraíba, a participação massiva no estímulo ao aleitamento materno foi defendida pelo secretário de Estado da Saúde, Geraldo Antônio de Medeiros, em Ofício Circular encaminhado aos órgãos da Administração Direta e Indireta. No documento, Geraldo Medeiros afirmou: “A amamentação está relacionada à garantia da segurança alimentar e nutricional no que se refere ao Direito Humano à Alimentação Adequada, sendo necessário para a fruição dos direitos humanos o acesso ao leite materno como primeiro e melhor alimento”.

As palavras do secretário paraibano referendam o argumento de que a amamentação é um dos melhores investimentos para salvar vidas, melhorar a saúde das pessoas e favorecer o desenvolvimento social e econômico de indivíduos e nações, como defendem os organismos internacionais e nacionais ligados à questão.

Segundo informações da Sociedade Brasileira de Pediatria, disponibilizadas em www.sbp.com.br/, a amamentação evita a desnutrição e a obesidade de bebês; protege os bebês de doenças; aumenta o vínculo entre mães e filhos, e ajuda as mães a se recuperarem mais rápido no pós-parto. Também conforme a SBP, o ato de amamentar funciona como um anticoncepcional natural (prevenindo a gravidez nos primeiros seis meses, com taxa de falha de apenas 2%); ajuda a diminuir o risco de alguns cânceres nas mães (o de mama, por exemplo), e pode reduzir nas mães o risco de doenças cardiovasculares.

Assessoria

 

 

Padre larga a batina para viver uma história de amor

O padre Valdir Valdick de Araújo Dantas, da paróquia de Lagoa Nova, renunciou a batina neste domingo, 10/12, para viver um caso de amor: “Tenho um filho e uma mulher que os amo, e quero recomeçar minha vida junto a eles sem deixar de ser cristão e amar esta igreja que a tenho como mãe e mestra”, escreveu em nota a comunidade católica.

Segue-a na íntegra

Querida comunidade Paroquial de São Francisco de Assis em Lagoa Nova paz e bem.

O zelo por tua casa me consumirá, foi com essa inspiração bíblica que disse sim ao chamado que o senhor fez por vocação sacerdotal. Sou Grato ao Senhor da missão que me ungiu para este serviço exercido com muita dedicação e zelo que fiz por quase 23 anos. Quantas graças recebidas e compartilhadas tudo isso porque Deus é bom e é confiando em sua misericórdia e depois de um longo período de discernimento feito em oração, cheio de angústia e sofrimento mas convicto do sentimento que invade minha alma, que deixo o ministério sacerdotal, para viver uma história de amor em família. Tenho um filho e uma mulher que os amo, e quero recomeçar minha vida junto a eles sem deixar de ser cristão e amar esta igreja que a tenho como mãe e mestra.

Acredito que a família é o santuário da ida, eis o motivo da minha decisão, pois havia uma inquietação no meu coração, e o que vos peço humildemente agora é que rezem por esse servo do Senhor que seguirá seu novo estado de vida e que no ano nacional do laicato, sejamos o sal da terra e Luz do Mundo, Cristãos leigos e leigas, sujeitos na igreja em saída a serviço do rei, abraço fraterno em Cristo e Maria.

Lagoa Nova, em 10 de dezembro de 2017

Pe Valdir Valdick de Araújo Dantas

portalmidia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

“A Lei do Amor” bate recorde negativo de audiência na véspera do Natal

novela“A Lei do Amor” bateu recorde negativo de audiência  no último sábado (24), véspera de Natal. De acordo com dados do Ibope, divulgados nesta segunda-feira (26), a novela marcou 15,3 pontos em São Paulo, metade da audiência em sua estreia, que foi de 30,6.

Na véspera do Natal de 2015, quando caiu numa quinta-feira, “A Regra do Jogo” marcou 19 pontos, que também havia sido recorde negativo.

Em 2014, “Império” marcou 23,5 pontos na mesma data, que caiu numa quarta-feira. Já “Amor à Vida” registrou 24 pontos em 2013.

O capítulo de sábado de “A Lei do Amor” teve cenas de Letícia (Isabella Santoni) cuidando de Tiago (Humberto Carrão) em Ilhabela e de Vitória (Camila Morgado) descobrindo mais pistas sobre os segredos do vilão Ciro (Thiago Lacerda). Helô (Claudia Abreu) foi a um especialista para descobrir suas chances de engravidar.

Novelas das nove em crise

Depois do sucesso de “Império”, de Aguinaldo Silva, exibida entre 2014 e 2015, as novelas das 21h da Globo enfrentam rejeição do público e baixos índices de audiência – antes de “A Lei do Amor”, “A Regra do Jogo” e “Velho Chico” passaram por problemas semelhantes.

Na espectativa de elevar o Ibope, a Globo tentou algumas mudanças na trama de Maria Adelaide Amaral e Vicent Villari, mas os esforços não têm refletido em audiência, como observou o crítico de TV Mauricio Stycer.

Segundo informações levantadas pelo blog, com exceção de uma única semana (a do acidente com o avião da Chapecoense) em que a novela deu um salto, “A Lei do Amor” segue com números bem abaixo de “Velho Chico”.

Ao final das primeiras 11 semanas, ou do capítulo 66, exibido no dia 17, a principal novela da Globo acumulava uma média de 25,79 pontos em São Paulo, quase 10% a menos do que a trama de Benedito Ruy Barbosa registrava no mesmo momento.
“A Lei do Amor” ainda se mantém, na média, à frente de “A Regra do Jogo” e “Babilônia”.
Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Torcedor-mirim do Flamengo tieta Val e declara amor ao Bota-PB na Série C

(Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)
(Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)

O árbitro Francisco de Paula dos Santos apitou o fim da partida entre Botafogo-PB e Remo, pela Série C do Brasileiro, e, como geralmente acontece, a torcida alvinegra que fica na arquibancada sombra esperou a saída dos jogadores do time para aplaudir um a um. Mas desta vez, além dos aplausos, se ouvia também o nome do volante Val se destacando entre os demais gritos. O jogador, então, se aproximou do fosso que separa o campo dos torcedores e lá estava Pedro Antônio, de 10 anos, pedindo uma foto.

Pedro é filho do jogador de vôlei de praia paraibano Jorge, mas é carioca e torce pelo Flamengo, time que o volante Val defendeu em 2013. Por isso, o jogador foi tietado pelo garoto após a partida. O pequeno ainda teve a chance de ver o que nunca viu o jogador fazer na época do Rubro-Negro, que foi marcar um gol. Val abriu o placar para o Belo contra o Remo e fez a alegria de Pedro.

– Eu adorei, foi muito bom. Eu não moro aqui, mas acompanho o time e, quando eu vier, vou torcer muito também. Já sou Botafogo e queria poder entrar com o time em campo – disse o novo torcedor do Belo.

Bruno, Bernardo e Pedro Antônio, Botafogo-PB (Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)Ao lado do irmão Bruno e do primo Bernardo, Pedro Antônio faz a festa na arquibancada do Estádio Almeidão
(Foto: Hévilla Wanderley / GloboEsporte.com/pb)

De férias em João Pessoa, Pedro e seu irmão Bruno foram levados ao Estádio Almeidão pela primeira vez pelo pai nesse sábado. Junto com eles, o primo Bernardo, que já é torcedor do Alvinegro e já frequenta o Almeidão há mais tempo.

– Eu estou voltando para morar em João Pessoa, mas só vou poder trazer o restante da família no final do ano por causa da escola. Ele está de férias aqui, mas volta para o Rio na próxima sexta-feira. Como ele gosta muito de futebol e entende tudo, eu o trouxe para ver o jogo do Botafogo, e ele adorou, até porque vamos morar aqui e por isso vamos frequentar o Almeidão mais vezes – contou Jorge.

globoesporte

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Amor do pai exerce forte influência na personalidade da criança

bebeUm estudo conduzido pela Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos, mostra que as demonstrações de afeto e de rejeição do pai têm uma forte influência na personalidade da criança.

A pesquisa estudou 36 trabalhos envolvendo mais de 10 mil pessoas, entre crianças e adultos, e a rejeição paterna tem essa influência tão grande pois é mais comum do que a materna. A figura do homem é associada a prestígio e poder, e quando a criança é rejeitada por ele a sensação é como se ela tivesse sido esquecida ou preterida por alguém que eles consideram ser mais importante.

O estudo também mostrou que as partes do cérebro que são ativadas quando a criança se sente rejeitada é a mesma que se tornam ativas quando ela se machuca, mas com uma diferença: a dor psicológica pode ser revivida por anos e leva à insegurança, hostilidade e uma tendência à agressividade.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Já o pai que é presente e carinhoso tem o efeito contrário na formação da personalidade de seu filho: a criança cresçe feliz, segura e capaz de estabelecer ligações afetivas muito mais facilmente na vida adulta.

 

 

redetv

Como atrair amor com a força do pensamento adotando 9 atitudes

amor“As pessoas que você atrai são o espelho daquilo que você é”. A afirmação é da manter coach Bibiana Teodori, da Positive Transformation Coaching. Segundo ela, uma pessoa alegre e positiva irá atrair pessoas que também têm essas características. Com base nisso, ela ensina algumas dicas para atrair amor e outras coisas boas para a sua vida.

– Pense positivo. Imagine as qualidades e valores que você quer ver na outra pessoa, no quanto você se sentiria bem ao lado dele e como seria amada de forma especial.

– Imagine também momentos específicos a dois, como carícias, beijos e até o sexo. “Quando você o visualiza, é real. Não existem limites. Fazendo isto, o amor se manifestará”, afirma.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

– Procure o autoconhecimento. Pergunte a você mesma quem você é, o que quer da vida, qual sua missão. Assim fica mais fácil saber o que seria ou não aceitável em um relacionamento.

– Acredite que você merece amor. Se você acredita ter o poder de atrair o companheiro ideal, isto acontecerá. Se acredita que não exista uma pessoa legal para você, então você atrairá a pessoa errada”, diz.

– Doe amor sem esperar nada em troca. E ele virá de volta. “Talvez não na maneira que você espera, mas você conseguirá sentir. Aquilo que você dá, recebe”, explica.

– Seja grata. Coloque no papel tudo aquilo que te faz sentir gratidão, seja pelo dom da vida ou algum acontecimento. “Quando você é grato, é mais feliz. Quando você é feliz, atrai pessoas felizes”, garante.

– Viva o presente. Nada de pensar em quem te magoou ou deixou o seu coração em pedaços no passado. Concentre tudo no aqui e agora, esse é o momento perfeito.

– Sonhe grande e acredite que poderá realizá-los. Sonhar traz esperança, coragem e inspiração. “Se você sonha encontrar sua alma gêmea, visualize-se com aquela pessoa, sinta o amor que você consegue receber e pense que merece esta pessoa especial que te ama profundamente”, ensina.

– Pratique o amor, primeiro com você mesma, depois comos outros. Ame-se e seja gentil. Faça algo por alguém e veja sempre o melhor em si.

 

itodas

‘Matemática do amor’ calcula momento certo de se casar

coraçãoTalvez você suspeite, em segredo, que tenha “sossegado” muito cedo ou que poderia ter encontrado alguém melhor se tivesse esperado um pouco mais. Ou talvez você se preocupe que, se deixar seu parceiro(a), pode nunca mais encontrar alguém à altura.

Como saber qual a hora de parar de procurar? Será que a matemática pode nos ajudar a encontrar o melhor parceiro possível?

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O programa de rádio More or Less, da BBC, fez essas perguntas ao matemático Matt Parker, que sugere uma abordagem científica para resolver a questão.

“Quando você está entrevistando parceiros – ou seja, namorando e saindo em encontros -, à medida que você avalia os candidatos e rejeita um deles, depois, é muito difícil voltar e dizer, ‘Mudei de ideia – parece que você é o melhor que eu sou capaz de conseguir'”, diz ele.

Mas, por outro lado, você precisa ter contato com um número suficiente de parceiros para ter uma ideia geral das suas possibilidades.

Estratégia matemática 

Matematicamente, ele diz, sabemos que, se você quer obter a melhor pessoa possível dentro da média, precisa estimar o número total de pessoas com quem vai sair durante a sua vida.

Digamos que sejam cem pessoas. Então, você calcula a raiz quadrada desse número – no caso, dez. Use seus dez primeiros encontros para analisar qualidade, “compilando” a informação para sua própria pesquisa de mercado.

“Você pode até colocá-los em uma planilha, determinando quem foi o melhor”, diz Parker. “Feito isso, você continua nos encontros até encontrar alguém tão bom quanto ou melhor do que a amostra original. Daí, matematicamente você terá o melhor resultado, em média.”

A fórmula não é perfeita, claro. Quanto tempo você precisa de encontros e namoros até determinar a qualidade do parceiro? Como avaliar as pessoas de forma objetiva, e será que essa “qualidade” do parceiro – ou mesmo o que você considera ideal – não mudará ao longo do tempo?

Matemático usa raiz quadrada para determinar a equação do amor
Thinkstock Photos

Matemático usa raiz quadrada para determinar a equação do amor

Também estamos partindo do princípio de que você é capaz de estimar, com certa precisão, o número de pessoas com quem terá envolvimento romântico ao longo de sua vida.

“Como sempre, um modelo matemático só é bom se partir de boas premissas iniciais, e (depende de) quantos fatores você leva em conta e do quão preciso você é ao avaliá-los”, pondera Parker.

“Pesquisas parecem indicar que a maioria das pessoas se acomoda cedo demais, e não apenas na busca por parceiros para a vida toda, mas também em questões como comprar uma casa, um carro usado – então (a análise matemática) pode lhe dar uma ideia de quantas amostras avaliar.”

Em contrapartida, diz ele, “no namoro online, as pessoas entram num ciclo de nunca parar de analisar suas amostras, sempre pensando que há alguém melhor por aí. Você não deve seguir religiosamente esse algoritmo, mas é um guia razoável para mostrar, de forma aproximada, o que você deveria fazer.”

 

BBC Brasil

Padres que pregavam ‘amor livre’ para praticar pedofilia chocam Espanha

padres“Boa tarde filho, sou o padre Jorge”. “Não conheço nenhum padre Jorge”, respondeu o interlocutor. “Filho, acalme-se, aqui é o papa Francisco”.

Essas são as palavras que um atônito jovem escutou ao telefone. Ele havia escrito uma carta ao argentino meses antes, para denunciar anos de supostos abusos por parte de um grupo de religiosos da diocese de Granada, no sul da Espanha.

O escândalo foi noticiado pelos sites de internet espanhóis, atraindo cada vez mais atenção estrangeira. O próprio papa se referiu à polêmica na terça-feira (25).

Até o momento, três sacerdotes católicos e um professor de religião foram detidos.

“Eu li sua carta e escrevi ao bispo dizendo que ele comece uma investigação”, explicou o papa na terça-feira.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Recebi essa notícia com grande dor, com uma dor muito grande, mas a verdade é a verdade e não podemos escondê-la”, disse.

Mas qual é a trama em cuja investigação o papa se envolveu pessoalmente?

O clã dos Romanones
Acusações de escândalos sexuais , abusos de autoridades eclesiásticas, detenções, heranças duvidosas, segredos e um grupo com sobrenome aristocrático: “os Romanones”.

Os ingredientes são de um romance de intriga, crime e suspense. Mas não é ficção.

Daniel (nome fictício) tem 24 anos e há alguns meses denunciou ─ em uma carta dirigida ao papa ─ que entre os 13 e os 18 anos foi submetido a constantes abusos por parte de um grupo de sacerdotes católicos, os “Romanones”.

O jovem, membro da organização católica Opus Dei e professor universitário, entrou em contato com os sacerdotes investigados quando era coroinha na paróquia de San Juan María Vianney, localizada em um bairro de Granada.

Segundo seu depoimento, a rede seria comandada por um dos detidos, o padre Román M.V.C (de quem deriva o nome do clã) e realizaria atos sexuais em diversas de suas propriedades na província de Granada.

Ele afirmou que os religiosos justificavam suas práticas sexuais com a frase: “o amor é livre, eleva o espírito”.

Vítimas
As acusações recaem sobre dez sacerdotes e dois laicos.

Não se sabe exatamente quantos meninos e meninas podem ter sido vítimas do grupo, que supostamente atraía os jovens conquistando sua confiança ou afastando-os de suas famílias.

Daniel disse que decidiu fazer a denúncia principalmente por não saber a extensão da rede e quantas pessoas foram vítimas dela. Ele acrescentou não querer que as pessoas que arruinaram sua infância façam o mesmo com outros meninos e meninas.

Encorajado pelo respaldo do papa, Daniel apresentou uma denúncia formal perante a Fiscalização Central de Andaluzia, em outubro.

Detenções
O processo foi acelerado a partir do momento em que a denúncia foi feita.

O órgão judicial encarregado da causa ordenou na segunda-feira (24) a detenção de três sacerdotes e um leigo. Mas a Justiça ainda vai decidir se eles responderão ao processo em liberdade.

Os detidos são Román M.V.C, a quem o denunciante identifica como “o diretor”, Francisco C.M, e Manuel M.M. Todos eles tiveram algum vínculo com a paróquia de Vianney.

Eles foram encaminhados à Chefatura Superior de Polícia de Andaluzia Oriental e negaram qualquer relação com os crimes ao ser interrogados.

Além disso, há alguns dias, foi denunciado o desaparecimento de vários computadores de um chalé em Pinus Puente (Granada), que é de propriedade dos acusados.

Também há uma segunda denúncia, formulada por uma outra suposta testemunha, que forneceu aos investigadores mais dados e nomes.

O subdelegado do governo, Santiago Pérez, afirmou que não há mais prisões previstas por enquanto.

Reação da hierarquia
Enquanto isso, a Igreja Católica na Espanha demonstrou estar chocada e consternada com os eventos.

A Conferência Episcopal, por meio de seu porta-voz, José María Gil Mamayo, expressou repulsa e pediu perdão às “possíveis vítimas”.

O arcebispo de Granada, Francisco Javier Martínez, protagonizou no domingo uma cena pouco usual na catedral da província: deitou no solo junto com outros membros da diocese por vários minutos – um gesto que só é realizado Sexta-feira Santa.

“Os males da Igreja são os males de cada um de nós”, disse o arcebispo durante a homilia. Ele disse que tudo isso é “uma ferida dolorosíssima para (Jesus) Cristo”.

G1