Arquivo da tag: América

Peru vence Chile e chega à final da Copa América após 44 anos

Peru será o adversário da Seleção Brasileira na final da Copa América. Com gols de Flores e Yotún, a equipe comandada por Ricardo Gareca venceu o Chile, por 3 a 0, nesta quarta-feira, na segunda semifinal do torneio. Surpreendendo os torcedores que encararam o frio de Porto Alegre para ir até a Arena do Grêmio, os peruanos chegam à grande decisão continental, depois de 44 anos.

A briga pelo título será no próximo domingo, no Maracanã, às 17h (de Brasília). Chile e Argentina viajam até São Paulo para a disputa do terceiro lugar, no sábado. A partida será realizada às 16h, na Arena Corinthians.

Domínio peruano

Contrariando as expectativas, o Peru começou a partida em alta intensidade, marcando a saída de bola do Chile. Logo nos primeiros minutos, Cueva desperdiçou ótima chance em jogada iniciada por Guerrero. Surpreendidos, os chilenos não conseguiam criar e sair para o jogo, com exceção de uma triangulação que resultou em chute de Aránguiz para fora. E a pressão peruana deu resultado. Aos 20, Cueva cruzou da direita, Carrillo desviou e Flores, de trivela, abriu o placar na Arena do Grêmio.

Lambança de Arias

Mesmo depois do gol, a seleção peruana manteve o controle das ações. E a boa atuação foi premiada com um “presente” do goleiro rival. Arias abandonou o gol para buscar bola lançada na lateral-esquerda, mas acabou driblado por Carillo. Yotún, ex-Vasco, recebeu o passe e encheu o pé em direção ao gol aberto para ampliar a vantagem. O Chile teve a chance de diminuir no final da primeira etapa com Fuenzaliza, que pegou de primeira a sobra de escanteio, mas Gallese faz uma grande defesa e salvou os peruanos.

Atrás do prejuízo

Na volta do intervalo, Rueda lançou o atacante Saga no lugar de Fuenzalida e o Chile mudou de postura. Mais agressivo, o Chile foi em busca do gol e chegou perto com Sánchez, que mandou uma bola na trave. Aránguiz, Sánchez e Isla pararam nas boas defesas de Gallese, que se redimiu da má atuação contra o Brasil. O Peru esperava as chances de contra-ataque, puxados por Carillo e ficou perto do terceiro duas vezes com Cueva e Yotún.

Festa peruana

A noite não era chilena. O amplo domínio da posse de bola e mais que o dobro das finalizações que os rivais não surtiram efeito e a bola insistiu em não entrar. Os peruanos souberam administrar a vantagem nos minutos finais. Para coroar a festa da animada torcida alvirrubra, com direito a gritos de Olé, Guerrero fez o terceiro e decretou a classificação para uma decisão de Copa América, depois de quatro décadas para torna-se o maior artilheiro do torneio em atividade, com 13 gols. Antes do fim, Gallese ainda defendeu pênalti cobrado por Vargas, com paradinha, para delírio da Arena.

FICHA TÉCNICA

CHILE 0 x 3 PERU

Data/Hora: 03/07/2019, às 21h30 (de Brasília)

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Gramado: Razoável

Público/Renda: Total: 33.058, pagantes: 29.895/ R$ 8.305.120

Árbitro: Wilmar Roldan (COL) Nota L! – 6,5: Atuação segura, sem erros.

Auxiliares: Alexander Guzman (COL) e Wilmar Navarro (COL)

VAR: Andres Rojas (COL)

Assistentes de VAR: Nicolás Gallo (COL) e John León (COL)

Cartões amarelos: Pulgar, Sagal (CHI); Advíncula (PER)

Cartão vermelho: Não houve

Gols: Flores (20’/1ºT, 0-1), Yotún (37’/1ºT, 0-2), Guerrero (45’/2ºT, 0-3)

CHILE: Arias; Isla, Maripán (Castillo, 43’/2ºT), Medel e Beausejour; Pulgar, Vidal, Aránguiz e Fuenzalida (Saga, intervalo); Alexis Sánchez e Eduardo Vargas. Técnico: Reinaldo Rueda

PERU: Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia, Yotún, Carrillo (Polo, 25’/2ºT), Cueva (Ballón, 34’/2ºT) e Flores (Christofer Gonzáles, 3’/2ºT); Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca

 

Lance

 

 

Em busca da vitória, Belo enfrenta o Serrano para se reabilitar da derrota contra o América

paraibanoCinco jogos dão sequência nesta domingo (29)  a sexta rodada do Campeonato Paraibano de Futebol. O Botafogo vai a Campina Grande  enfrentar o Serrano, no estádio Amigão. O jogo é às 16 h.

O Belo está disposto a mostrar que a derrota de 3 X 1 para o  América de Natal na estreia na Copa do Nordeste ficou para trás e vai tentar se manter na liderança,  mas se perder, o Serrano assume a ponta do paraibano .

Em João pessoa, Internacional e  Campinense se enfrentam no Almeidão. Também na capital o CSP x Atlético, no Tomazão, na Capital. Os dois jogos são às 16h.

A rodada deste domingo de futebol será encerrada com os embates  entre Sousa x Auto Esporte, no Marizão, em Sousa; e Paraíba x Treze, no Perpetão, em Cajazeiras. Os dois jogos começam às 17h.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Santos perde para o lanterna América e continua atrás do Flamengo

campeonato-brasileiroCom o goleiro Vanderlei expulso aos 31 minutos do segundo tempo e sem Ricardo Oliveira, cortado na última hora por causa de uma virose, o Santos decepcionou e perdeu por 1 a 0 para o lanterna América-MG, neste domingo (7), no estádio Independência, pela 19ª rodada, a última do primeiro turno do Brasileiro. O gol do América-MG foi marcado pelo volante Juninho, aos 44 minutos da segunda etapa.

A equipe paulista desperdiçou a chance de voltar à liderança da competição ao permanecer com 33 pontos, um a menos do que o Flamengo. O Santos pode ser superado por Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Atlético-MG, que ainda jogam nesta rodada. Já o América-MG agora está com 13 pontos, ainda na última colocação do Nacional.

Na próxima rodada, no domingo (14), o Santos recebe o Atlético-MG, adversário direto pelas primeiras posições do Brasileiro. Para este jogo na Vila, o clube não poderá contar com Vanderlei e o meia Lucas Lima, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Lima retornou hoje à equipe titular após se recuperar de uma lesão. Ele não jogava desde o dia 27 de julho, quando o time praiano enfrentou o Gama pela Copa do Brasil.

JUIZ EXPULSA VANDERLEI APÓS LANCE FORA DA ÁREA

Quem foi bem: João Ricardo, goleiro do América-MG

O Santos não exigiu tanto, mas quando o América precisou de seu goleiro, João Ricardo correspondeu. Na primeira etapa, Rodrigão e Vitor Bueno ficaram cara a cara com o atleta do time mineiro e, em ambas as chances, ele conseguiu evitar o gol santista.

Quem foi mal: Rodrigão, pouca mobilidade e gol perdido

Sem contar com Ricardo Oliveira, Dorival Júnior escalou Rodrigão como titular no ataque do Santos e o centroavante decepcionou. Sem mobilidade, ele pouco apareceu para o jogo e, quando apareceu, perdeu um gol cara a cara com João Ricardo. Foi substituído aos 23 minutos do segundo tempo por Joel.

Santos ligeiramente melhor no primeiro tempo

Mesmo com o retorno de Lucas Lima, que buscou o jogo durante a etapa inicial, o Santos teve dificuldades para superar a defesa do Atlético-MG. Os visitantes até tiveram certa liberdade pelo lado esquerdo do ataque, mas produziu pouco diante do lanterna do Campeonato Brasileiro.

A equipe paulista criou duas chances claras de gol no primeiro tempo. Aos 6 minutos, Rodrigão recebeu um belo passo de Copete, ficou cara a cara com João Ricardo, chutou cruzado e parou na defesa do goleiro.

João Ricardo apareceu novamente dois minutos depois. Vitor Bueno tentou encobri-lo, mas o goleiro do Atlético-MG saiu bem da meta e conseguiu abafar a finalização do santista.

Renato encanta com belo chapéu

Apesar dos 37 anos, o volante santista Renato continua exibindo classe e habilidade nos gramados.  Aos 19 minutos, o atleta aplicou um belo chapéu no atacante Michael e sal jogando com estilo.

Segundo tempo começa aberto e Vanderlei salva o Santos, mas é expulso

Na volta para a etapa final, os técnicos Enderson Moreira e Dorival Júnior não mexeram em suas equipes, mas a partida ficou mais aberta nos primeiros minutos.

Se no primeiro tempo, as melhores oportunidades foram santistas, no segundo foi o América-MG que tomou a iniciativa. Aos 4 minutos, Michael saiu na frente de Vanderlei, mas o goleiro da equipe paulista bloqueou a finalização e salvou o Santos.  No entanto, aos 31 minutos, o jogador foi expulso ao fazer uma falta em Victor Rangel.

O atacante recebeu um longo passe, tentou o drible sobre Vanderlei, que parou o lance com uma falta fora da área. Como era o último homem, foi advertido com o cartão vermelho direto pelo árbitro Pablo dos Santos Alves. Dorival colocou o goleiro Vladimir no lugar de Vitor Bueno.

Com um a menos, o Santos recuou e, aos 44 minutos, sofreu o gol do volante Juninho. O atleta recebeu um passe na altura da marca do pênalti, livre de marcação e chutou de esquerda para superar o goleiro Vladimir e dar a vitória aos mandantes.

FICHA TÉCNICA
América-MG 1 x 0 Santos
Data: domingo, 7 de agosto de 2016
Horário: 11h (de Brasília)
Local: Estádio Independência
Árbitro: Pablo dos Santos Alves
Assistentes: Luis Felipe Gonçalves e Oberto Santos da Silva (ambos do PB)
Gol: Juninho (América- MG), aos 44 minutos do segundo tempo.
Cartões amarelos: Gilson e Leandro Guerreiro (América-MG); Lucas Lima (Santos).
Cartão vermelho: Vanderlei (Santos).

América-MG: João Ricardo; Alison, Sueliton, Jonas e Gilson; Pablo, Leandro Guerreiro (Diego Lopes), Juninho e Matheusinho (Victor Rangel); Osman e Michael (Danilo).
Técnico: Enderson Moreira

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Caju; Léo Citadini, Renato, Vitor Bueno (Vladimir), Lucas Lima (Jean Mora); Copete e Rodrigão (Joel).
Técnico: Dorival Jr.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Desemprego aumenta na América Latina puxado pelo Brasil, diz OIT

desempregoPelo menos 1,7 milhão de pessoas ficaram desempregadas em 2015 na América Latina e no Caribe, região que registrou um índice de desocupação de 6,7%, o maior em cinco anos e com o Brasil como principal responsável, informou a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Em um contexto de desaceleração econômica global, “espera-se que em 2015 o dado final de desocupação seja de 6,7%. Devido a uma estimada queda do PIB, as taxas de emprego podem continuar fracas em 2016”, explicou a OIT. “Isso permite projetar que, em 2016, (o desemprego) voltará a crescer, até os 6,9%”.

O aumento do desemprego na região se explica por uma mudança de tendência nos indicadores de emprego, com uma piora na situação trabalhista de mulheres e jovens e indícios de que pode a informalidade pode estar crescendo, através da geração de subempregos. Mais da metade dos novos desempregados são mulheres.

Segundo José Manuel Salazar, diretor regional da OIT, “os efeitos acumulados da desaceleração econômica iniciada há três ou quatro anos e que se aprofundou em 2015 podem ser descritos como uma crise em câmara lenta”.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

De acordo com o FMI, a América Latina, principal produtora de matérias-primas, hoje com preços baixos, terá uma contração de 0,3% em 2015 e só se expandirá em 2016. Isso impacta diretamente na produção e, consequentemente, na geração de empregos.

Como resposta à situação de crise a região reagiu gerando mais empregos autônomos, que cresceram 0,17%, enquanto os empregos assalariados recuaram 0,35%.

Nesse contexto, 18 milhões de pessoas se dedicam ao trabalho doméstico na América Latina, o que representa 7% em toda a região. A taxa de informalidade foi de 77,5% em 2013.

Alô, Brasil?
O relatório detalha que o desemprego aumentou em seis dos 17 países que dispõem dessa informação. O aumento total se explica porque um desses países é o Brasil, que teve um aumento de 1,5% no número de desempregados.

Além da desaceleração econômica mundial, “a situação (de crise) política agrega dificuldades ao Brasil”, que representa no mercado de trabalha 40% do total da região”, lembrou Salazar.

Cerca de 40 milhões de pessoas deixaram a pobreza no Brasil desde 2003, em grande parte em razão das políticas de distribuição de renda aplicadas nos dois governos Lula e no governo Dilma. Paralelamente, o alto preço das matérias-primas, fortalecido pela demanda chinesa, puxava o crescimento brasileiro.

A boa fase, contudo, parece ter chegado ao fim. Além da queda dos preços das matérias-primas, o país está imerso em uma crise política em meio a denúncias de corrupção, o que tem deixado a presidente Dilma com a corda no pescoço. A economia brasileira, em recessão, deve sofrer uma contração de 3% em 2015.

O desemprego subiu durante oito meses seguidos e se estabilizou na maior taxa desde 2009, a 7,6%.

G1

América Latina enfrenta epidemia de obesidade após luta contra a fome

obsidadePaola Flores, que pede frango frito em um restaurante de comida rápida na capital da Colômbia, é um dos milhões de latino-americanos que lutam com a obesidade, uma epidemia que castiga a região mais duramente do que outras áreas em desenvolvimento no mundo.

Mais de 56% dos adultos latino-americanos estão acima do peso ou obesos, em comparação com uma média mundial de 34%, de acordo com um relatório do Instituto de Desenvolvimento do Exterior, divulgado no ano passado.

O problema crescente costuma afetar principalmente os mais pobres na sociedade, e traz o risco de sobrecarregar os sistemas de saúde pública da América Latina e reduzir os ganhos econômicos no longo prazo, dizem os especialistas.

“Comprar um combinado para a família de frango frito, batatas fritas e refrigerante pode alimentar a mim e meus três filhos a um preço que posso pagar”, disse Flores, uma secretária, que aguardava na fila.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Desde 1991, o número de pessoas que passam fome na América Latina caiu quase pela metade, de 68,5 milhões para 37 milhões em dezembro. Embora a região seja a única que está no caminho certo para atingir as metas da ONU sobre a redução da fome até 2015, muito menos atenção tem sido dada ao combate à obesidade.

Mais ricos, mais gordos
Na década passada, as economias de rápido crescimento impulsionadas pela expansão no consumo de matérias-primas, incluindo o México, Colômbia e Brasil, têm visto uma classe média em ascensão com um gosto por alimentos processados que são mais ricos em sal, açúcar e gordura.

Benefícios em forma de transferências monetárias, adotados por alguns dos governos de esquerda da região, particularmente o Brasil, fazem com que as pessoas tenham mais dinheiro para gastar com comida.

Os governos e os programas de nutrição agora precisam se concentrar em garantir que as pessoas comprem mais alimentos ricos em fibras e proteínas, tais como frutas e legumes, disseram autoridades da ONU.

“No passado, o principal problema que tínhamos na América Latina era a subnutrição. Nós tentamos enfatizar programas de alimentação escolar e suplementos para as famílias”, disse Yenory Hernandez-Garbanzo, encarregada de nutrição na Organização da ONU para a Alimentação e Agricultura (FAO).

“Agora, temos de olhar para a foto maior. Estávamos alimentando essas famílias com uma grande quantidade de energia, mas não as ensinamos a ser equilibradas em suas dietas”, disse Yenory à Reuters.

Problema grave
A obesidade é a doença crônica que mais cresce, matando 2,8 milhões de adultos a cada ano. Condições relacionadas com a obesidade, incluindo diabetes e doenças do coração, agora causam mais mortes do que a fome, de acordo com o Fórum Econômico Mundial.

“A rápida elevação dos índices de obesidade na América Latina e no mundo traz enormes desafios sociais e coloca um grande fardo sobre os indivíduos afetados, bem como a economia e os sistemas de saúde pública no mundo”, disse Florencia Vasta, especialista na Aliança Mundial para Melhor Nutrição.

Segundo o Instituto Nacional do México para a Saúde Pública, o país enfrenta a crise de obesidade mais aguda da região, com 70% dos adultos com sobrepeso ou obesos. A obesidade custou à economia mexicana cerca de US$ 5,5 bilhões em 2008, disse Florencia. Se o problema não for solucionado, a previsão é que a cifra chegue a US$ 12,5 bilhões em 2017.

Costa Rica, Uruguai e Colômbia introduziram medidas para promover a alimentação saudável nas escolas, enquanto o Equador adotou controles na rotulagem de alimentos.

Especialistas dizem que uma das razões por que a obesidade é um problema tão grande na América Latina advém do poder das empresas multinacionais de alimentos e bebidas, em especial as dos Estados Unidos.

“Um dos maiores problemas aqui é a influência da indústria de alimentos”, afirmou a especialista em nutrição Melissa Vargas, da FAO. “Elas têm … um monte de influência política e dinheiro para a publicidade.”

G1

Sorteio da Copa América define reedição de duelo Neymar x Zuñiga

Copa América terá um novo reencontro entre Neymar e Zuñiga (Foto: Reuters)
Copa América terá um novo reencontro entre Neymar e Zuñiga (Foto: Reuters)

Menos de um ano após duelaram nas quartas de final da Copa do Mundo, Brasil e Colômbia voltarão a se enfrentar em um torneio oficial. Na noite desta segunda-feira, em cerimônia em Viña del Mar, a Conmebol sorteou os grupos da Copa América 2015, que será realizada entre junho e julho de 2015, no Chile. A partida marcará um novo encontro (os dois países voltaram a se enfrentar após a Copa em amistoso em setembro) entre Neymar e Zuñiga. O volante colombiano foi o responsável por tirar o brasileiro do Mundial, com uma joelhada nas costas. Peru e Venezuela completam o Grupo C.

O time de Dunga vai estrear no dia 14 de junho, contra o Peru, em Temuco, a cidade mais ao sul do torneio – 671 km distante de Santiago. As outras duas partidas da equipe canarinho na primeira fase serão em Santiago: em em 17 de junho, a Seleção pega a Colômbia, e quatro dias depois encerra a participação na primeira fase contra a Venezuela. Em viagem pela Europa para acompanhar jogos de clubes europeus, o técnico Dunga não esteve no evento. A CBF foi representada pelo presidente José Maria Marin.

Apresentadora copa América 2015 chile (Foto: Agência AFP )Fernanda Lima chilena? A modelo Tonka Tomicic apresentou o evento e arrancou suspiros (Foto: Agência AFP )

Argentina e Uruguai no mesmo grupo

Das mãos dos ex-jogadores chileno Elias Figueroa e Iván Zamorano, do paraguaio Carlos Gamarra, e do argentino Léo Rodríguez, saiu a definição das chaves. Grupo A será formado por Chile, México, Equador e Bolívia. A Argentina, por sua vez, está no Grupo B, ao lado do Uruguai, Paraguai e Jamaica.

Os 12 participantes foram divididos em três grupos. Os dois primeiros de cada chave, além dos dois melhores terceiros colocados, avançam às quartas de final.

Mascote e bola

Durante o evento de gala, foi apresentado o mascote do torneio. Por ser um animal típico do Chile, a raposa foi escolhida como símbolo da competição. O mascote, no entanto, ainda não tem nome. Até o dia 28 de novembro, os chilenos têm três opções para batizá-lo: “Zincha”, combinação de zorro (raposa em espanhol) e hincha (torcida em espanhol), destacando a importância dos milhões de torcedores que o futebol sul-americano; “Andi”, fazendo referência à Cordilheira dos Andes; e “Kul”, se referindo a “culpeo”, família a qual pertence a raposa chilena, e ao kultrun, tambor cerimonial da cultura Mapuche.

Além do mascote, a bola da Copa América também foi apresentada. Ela se chama “Cachaña”, expressão chilena que equivale a algo semelhante a “drible de corpo”, e tem tecnologia utilizada nos Campeonatos Inglês, Espanhol, Italiano e Taça Libertadores.

O evento foi apresentado pela modelo e apresentadora chilena Tonka Tomicic. Assim como a brasileira Fernanda Lima, no sorteio da Copa do Mundo de 2014, ela arrancou suspiros da plateia e roubou a cena na cerimônia. Ela teve a companhia do também apresentador Martín Cárcamo. A atração musical ficou por conta da cantora de rap, Anita Tijoux.

 

O presidente da Conmebol, Juan Ángel Naput, subiu ao palco e elogiou o presidente da CBF, José Maria Marin, e o presidente eleito, Marco Polo Del Nero, por permitirem que o Chile sediasse a edição 2015 da Copa América. Pelo revezamento adotado pela entidade, seria a vez de o Brasil receber a competição.

Em seguida, a presidente do Chile, Michelle Bachelet, fez um longo discurso e disse que será uma honra para o país receber estrelas internacionais como Messi e Neymar.

Novidades

O Comitê Executivo da Conmebol decidiu acabar com a prorrogação nos duelos das quartas de finais e das semifinais – as duas primeiras fases de mata-mata, portanto, serão decididas por pênaltis caso haja empate após os 90 minutos. Na final, a prorrogação está mantida.

Taça Copa América Chile 2015 (Foto: Agência AFP )Tradicional taça da Copa América foi exibida durante o evento (Foto: Agência AFP )

A entidade também pediu para a Fifa a autorização para que sejam feitas quatro substituições na partida final (em vez das três que a regra prevê), mas ainda não houve resposta de Zurique.

Os técnicos devem mandar para a Conmebol suas listas definitivas, de 23 jogadores, até o dia 1 de junho de 2015. Uma lista prévia, com 30 nomes, tem que ser mandada para a organização um mês antes do início do torneio – ou seja, 11 de maio.

Como acontece desde 1993, a Copa América terá 12 participantes, os dez integrantes da Conmebol e mais dois convidados. Neste ano, serão México e Jamaica – este papel já foi ocupado por Costa Rica, Honduras e até Japão.

A Copa América terá mais sete seleções além dos países convidados (México e Jamaica) e dos cabeças de chave (Chile, Argentina e Brasil). São elas: Uruguai, Colômbia, Peru, Paraguai, Equador, Bolívia, Venezuela.

O Uruguai conquistou a última edição da Copa América. Em 2011, a Celeste bateu o Paraguai por 3 a 0 na decisão. A competição foi realizada na Argentina.

Por 

Alemanha quebra escrita e é 1ª seleção europeia a ganhar Copa na América

alemanha-e-argentinaA “Copa das copas” teve mais uma quebra de escrita. Ao bater a Argentina na prorrogação, a Alemanha foi a primeira seleção da Europa que conseguiu ganhar um Mundial em continente americano.

 

Antes disso, só a Espanha tinha conseguido ganhar fora da Europa, em 2010, na África do Sul, ao derrotar a Holanda na decisão.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nas vezes em que a Copa foi disputada no continente americano, só sul-americanos tinham sido campeões.

Foi assim em 1930 e 1950, com Uruguai campeão dentro de casa e no Brasil, em 1962 e 1970, com Brasil campeão no Chile e no México, em 1978 e 1986, com Argentina ganhando em casa e no México, e com o tetracampeonato brasileiro nos Estados Unidos em 1994.

Uol

América-RN vence o Botafogo-PB por 1 a 0 na reinauguração do Estádio Almeidão

almeidaoEm amistoso que marcou a reinauguração do estádio Almeidão, em João Pessoa, os visitantes se deram melhor, com a vitória pouco expressiva de 1 a 0, com gol de Jéferson, no segundo tempo.

A partida não proporcionou grandes emoções à torcida que compareceu ao Almeidão. Foram poucas as oportunidades de gol, com as equipes levando o jogo em ritmo de treinamento.

O América-RN começou o jogo com a marcação adiantada, sendo ofensivo pelas laterais. O alvirrubro não conseguiu levar real perigo ao gol de Genivaldo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O Botafogo-PB melhorou a marcação e bloqueou os avanços do América-RN, tomando mais iniciativas de ataque. O meia Doda criou as principais jogadas ofensivas do alvinegro, que também não deu muito trabalho ao goleiro Fernando Henrique.

Não houve limite para substituições. Os técnicos Marcelo Vilar, pelo Botafogo-PB, e Oliveira Canindé, pelo América-RN, aproveitaram para fazer várias modificações nos times já durante o intervalo.

Com as mudanças, o jogo ficou com jogadas mais velozes no ataque, mas sem muito resultado.

O time do Rio Grande do Norte acabou aproveitando uma oportunidade aos 38 minutos. Em um vacilo da defesa botafoguense, Jéferson, que entrou no segundo tempo no lugar de Alfredo, tocou no canto esquerdo de Genivaldo e balançou as redes. O resultado se manteve e nada mais relevante foi registrado.

A equipe potiguar volta a campo no próximo dia 15, quando recebe o Bragantino pela 11ª rodada da Série B. O Alvirrubro é o 11ª colocado na tabela de classificação. Os paraibanos só jogam no dia 20, fora de casa, contra o ASA, pela sétima rodada da Série C. O Belo é o vice Líder do Grupo A da competição.

 

PortalCorreio

Encontro debate papel da mídia pública na integração da América Latina

O 10º Encontro de Meios Públicos da América Latina aconteceu na Argentina, na quinta (15) e sexta-feira (16).
O 10º Encontro de Meios Públicos da América Latina aconteceu na Argentina, na quinta (15) e sexta-feira (16).

O evento desenvolveu-se no marco do Mercado de Indústrias Culturais do Sul, MICSUR 2014, que foi inaugurado na quinta-feira (15) pela nova ministra da Cultura da Argentina, a compositora Teresa Parodi.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Os participantes comprometeram-se a trabalhar em um plano para integrar 32 meios públicos dos 12 países que intervieram no fórum realizado na quinta-feira e sexta-feira (16), assinalou Katiuska, que viaja neste domingo (18) para Havana.


“Assinamos uma Declaração Final, que tem a proposta de impulsionar e fortalecer todas as iniciativas que atualmente se encontram em desenvolvimento no processo de integração regional”, apontou Katiuska.

No encontro estiveram presentes os responsáveis pelas rádios e televisoras públicas da Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Cuba, Equador, México, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. O documento do encontro contempla, entre outros compromissos, promover a comunicação conjunta dos meios públicos da região na luta contra a manipulação da informação.

Também insta a impulsionar a construção de um modelo próprio de comunicação pública para a América Latina que atue pela paz e em defesa da humanidade e dos projetos populares e nacionais. Na inauguração do evento, a ministra Parodi disse que “o papel dos meios é hoje definidor na construção de um país e cada vez mais essencial sua contribuição à integração regional”.

“Os meios fazem possível a visibilidade de toda a diversidade que existe e que tem sido relegada pelo modelo imperante e pela globalização”, opinou a recente titular e destacou que “aprendemos a construir nossos próprios espaços alternativos nos quais debatemos e pensamos nosso países”.

Fonte: Prensa Latina

Encontro Sindical Nossa América acontece na próxima terça-feira (25), no Rio

conviteNa próxima terça-feira (25), acontecerá no Rio de Janeiro a convocatória oficial para o 6º Encontro Sindical Nossa América (ESNA) que ocorrerá em Havana (Cuba), nos dias 3 e 4 de maio.

O evento, que será na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, contará com a presença do secretário de Relações Internacionais da CTB, Divanilton Pereira e do vice-presidente da Federação Sindical Mundial e coordenador técnico do ESNA, João Batista Lemos, além de lideranças sindicais e dos movimentos sociais.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em sua sexta edição, o ESNA foi criado em 2008, no Equador, como um espaço de unidade, debate, reflexão e coordenação para contribuir com a unidade de ação, solidariedade e luta da classe trabalhadora da América Latina e Caribe. De acordo com a declaração de princípios, estão convocados para integrar o ESNA “todos os lutadores e as organizações sindicais e sociais com base de trabalhadores que defendam os interesses de classe”.

O secretário de Relações Internacionais da CTB, que irá fazer uma exposição sobre o Encontro Sindical Nossa América, afirmou que, durante o encontro, será anunciado o lançamento do capítulo brasileiro do ESNA, em 2015.

Ele destacou ainda que,  a atividade também irá demostrar o apoio da CTB  ao presidente venezuelano Nicolás Maduro que, desde o dia 12 de fevereiro, está sofrendo tentativas de golpe perpetradas pela direita.

Veja abaixo a programação do encontro:

18 horas – Instalação da mesa de abertura
19 horas – Apresentação sobre o 6º ESNA – secretário de Relações Internacionais da CTB, Divanilton Pereira
19h30 – Exposição temática: A importância da integração latino-americana e Caribenha – João Batista Lemos – vice-presidente da FSM e coordenador técnico do ESNA
20 horas – Debate e considerações finais
21 horas  – Encerramento

O evento será no sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, que fica na Rua Ana Neri, 152 – São Cristóvão.

 

 

Do Portal CTB