Arquivo da tag: Algodão de Jandaíra

Tião Gomes e lideranças de Algodão de Jandaíra solicitam abastecimento de água durante reunião com secretário de Infraestrutura

As necessidades hídricas do município de Algodão de Jandaíra foram apresentadas mais uma vez ao secretário de infraestrutura e Recursos Hídricos do estado, Deusdete Queiroga, pelo deputado estadual, Tião Gomes (Avante), que estava acompanhado da vice-prefeita Simone, de dois ex-prefeitos, seis vereadores e diversas lideranças políticas da cidade, durante reunião nesta terça-feira (03), em João Pessoa.

O deputado Tião Gomes afirmou que Algodão é uma das poucas cidades na Paraíba que sofre com o desabastecimento de água, por isso, a oposição a atual gestão se uniu para lutar por uma solução urgente e melhorar a qualidade de vida da população que convive diariamente com o desabastecimento.

Outra solicitação do grupo foi a construção de uma quadra poliesportiva, tendo em vista que o município é o único no estado a não possuir este tipo de equipamento esportivo e os moradores cobram um espaço para a prática de esportes.

De acordo com o deputado, o desabastecimento de água em Algodão de Jandaíra impede o desenvolvimento da cidade, portanto, é necessário uma solução urgente para acabar com esse problema que há anos prejudica os moradores.

Na reunião, além da vice-prefeita estiveram presentes os ex-prefeitos Isaac Rodrigo e Humberto Santos, os vereadores Rodrigo Luna, Adão, Leandro, Alexandre, José Damião e Zezinho Coelho e também o ex-vice-prefeito Cícero Preto e as lideranças Fláviano da Emater, Franklin Paulino e Rivelino.

O secretário Deusdete Queiroga informou que existe um projeto que aponta como solução a saída de água de Remígio para Algodão de Jandaíra, através de uma adutora que será construída no próximo ano. “O projeto para acabar de vez com a falta d’água em Algodão já está pronto e será iniciado após a conclusão do sistema adutor Nova Camará que atenderá os municípios de Montadas, Areial e Arara. Acredito que no próximo ano conseguiremos por fim ao desabastecimento em Algodão de Jandaíra”, afirmou.

Sobre a quadra poliesportiva, Deusdete Queiroga ligou para o secretário de Educação, Aléssio Trindade, solicitando um levantamento no terreno indicado para viabilizar a construção do espaço.

 

portaldolitoralpb

 

 

Ex-prefeito de Algodão de Jandaíra é condenado pela Justiça por não comprovar gastos com carros-pipa

O ex-prefeito de Algodão de Jandaíra, Agreste paraibano, foi condenado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba por improbidade administrativa. De acordo com a decisão, Isaac Rodrigo Alves não comprovou os gastos com carros-pipa e não repassou os valores previdenciários descontados dos servidores públicos municipais.

G1 entrou em contato com a Prefeitura de Algodão de Jandaíra mas até às 17h desta terça-feira (25) não obteve resposta.

Segundo a sentença, proferida nesta terça-feira (25) pelo juiz Rúsio Lima de Melo no Mutirão da Improbidade, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), as irregularidades ocorreram na gestão de 2008.

O ex-prefeito além de não ter comprovado os gastos com carros-pipa, não relatou o destino da água e se apropriou indevidamente dos valores descontados dos servidores públicos municipais, a título de contribuição previdenciária.

Isaac Rodrigo Alves teve os direitos políticos suspensos pelo prazo de cinco anos e não poderá contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios também por cinco anos. O ex-prefeito também terá que devolver R$ 687.623,04 aos cofres públicos.

Foto: Reprodução/TV Paraíba/Arquivo

G1

 

Via-sacra encenada encanta moradores de Algodão de Jandaíra

paixão 4Emoção. É essa a palavra que define a via-sacra encenada apresentada no município de Algodão de Jandaíra na Semana Santa. Principalmente porque o espetáculo foi resultado do esforço conjunto dos moradores, autoridades e artistas locais.

A iniciativa partiu de André Freitas, o jovem Luiz Neto e Maria Daniela. Eles começaram a pensar a encenação, mas não sabiam como realizar, já que as dificuldades eram muitas. Mas, o esforço de todos resultou num trabalho de sucesso.

paixão“Começamos a procurar pessoas para formar o elenco. Neste tempo, lembrei que eu tinha um roteiro do Espetáculo Paixão de Cristo realizado em Natal pela comunidade Católica Shalom em 2008. Nos colocamos em oração e começamos a pedir doações de tecidos velhos, que as pessoas já não usassem e as pessoas começaram a doar. Assim, fomos montando o figurino. Foram dois meses de oração e ensaios. Duas semanas antes da apresentação, vimos a necessidade de construirmos um piso em frente à capela para que pudéssemos usar a calçada da mesma como palco. Algumas pessoas da cidade, junto com alguns comerciantes, autoridades e as pessoas do elenco foram doando os materiais de construção e quando conseguimos tudo, 27 homens se juntaram num “mutirão” e na manhã da sexta-feira santa o piso foi construído. Depois disso, começamos a conseguir objetos e cortinas para o cenário”, contou André.

paixão3

E mais ajuda foi chegando para a  realização do espetáculo. “Aprefeitura municipal colaborou com o carro de som e enviou transportes à toda a zona rural para que as pessoas viessem assistir a apresentação. A apresentação aconteceu no domingo da Ressurreição logo após a santa missa que teve início às 17h e foi presidida pelo Padre José de Arimatéia”, contou.

O final do trabalho emocionou a todos. “No início eu não acreditava que ficaria tão bonito e tão semelhante ao espetáculo oficial, mas contemplei a cada instante a providência divina sendo manifestada através do coração generoso de cada cidadão. O espetáculo emocionou muitas pessoas e de certo, alegrou o coração de Deus. Obrigado a todos os que colaboraram e rezaram por esta obra. O ano de apresentações artísticas está apenas começando!”, se alegrou André Freitas.

paixão2

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

TCE reprova contas do ex-prefeito de Algodão de Jandaira

tceO Tribunal de Contas da Paraíba, reunido nesta quarta-feira (15), emitiu pareceres favoráveis à aprovação das contas de 2014 encaminhadas pela ex-prefeita de Pombal (Ysnaia Pollyanna Werton Dutra) e pela atual prefeita de São José do Bonfim (Rosalba Gomes da Nóbrega). Oito Câmaras de Vereadores tiveram, também, suas contas aprovadas, uma delas após recurso.

Despesas irregulares com combustível e veículos alheios à frota municipal motivaram, entretanto, a reprovação das contas de idêntico exercício do ex-prefeito de Algodão de Jandaíra, Humberto dos Santos, a quem foi imputado débito superior a R$ 50 mil, conforme voto do conselheiro Fábio Nogueira.  Este prefeito, que deixou de apresentar defesa ao Tribunal, poderá fazê-lo, agora, em grau de recurso.

O julgamento das contas de Matinhas (2013) foi adiado a pedido do relator Arthur Cunha Lima e o das contas de Queimadas (2014) sofreu suspensão decorrente de pedido de vista ao processo formulado pelo conselheiro Fernando Catão.

Houve aprovação às contas das Câmaras Municipais de Catolé do Rocha (exercício de 2014), Riachão, Riachão do Poço, Itatuba, Congo, Bom Jesus (com ressalvas) e Umbuzeiro (2015). As da Câmara de Cachoeira dos Índios foram aprovadas, com ressalvas, em fase recursal.

O TCE, porém, desaprovou as contas de 2014 da Câmara de Maturéia, com imputação do débito superior a R$ 23,8 mil ao ex-gestor Matusalém Ramos de Souza por despesas irregulares, segundo entendimento do conselheiro Marcos Costa. Cabe recurso. A Empresa Paraibana de Turismo S/A e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba obtiveram aprovação às contas dos exercícios de 2014 (no primeiro caso) e 2015 (no segundo).

Conduzida pelo presidente André Carlo Torres Pontes, a sessão do Tribunal de Contas teve as participações dos conselheiros Arnóbio Viana, Nominando Diniz, Fábio Nogueira, Fernando Catão, Arthur Cunha Lima e Marcos Costa. Ainda, dos conselheiros substitutos Antonio Gomes Vieira Filho, Antonio Cláudio Silva Santos e Renato Sérgio Santiago Melo. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora geral Sheyla Barreto Braga de Queiroz.

 

Ascom/TCE-PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Eleição em Algodão de Jandaíra é decidida por dois votos

algodao-de-jandairaA eleição na cidade de Algodão de Jandaíra, no Agreste paraibano, registrou uma das disputas mais acirradas da história. A diferença entre os dois postulantes foi de dois votos.

A nova prefeita só foi conhecida no finalzinho da apuração, com disputa voto a voto em cada urna.

Com o resultado oficial proclamado, a candidata do PSD, Maricleide Izidro, obteve 1.234 votos, com 50,04% dos votos válidos. José Cícero, do PSB, alcançou 1.232 votos, com 49,96%.

maricleide-psd-c

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

População de Algodão de Jandaíra/PB bloqueiam BR-104 em protesto pela onda de violência

algodão de jandaíraApós a crescente onda de assaltos e homicídios, que vem acontecendo no município de Algodão de Jandaíra, com roubos, moradores da comunidade resolveram interditar a BR 104, no Km 71, na manhã desta terça-feira, 12, em protesto contra a violência na região.
Segundo moradores, o movimento é independente e resolveram chamar a atenção das autoridades, fechando trecho da rodovia de acesso ao município, para cobrar segurança pública de qualidade para o município de Algodão de Jandaíra, que faz divisa com Remígio, Esperança, Pocinhos, Barra de Santa Rosa, Arara, Casserengue.
De acordo com lideranças do movimento, existe policiamento ostensivo no município, mas o posto policial fica constantemente fechado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

setimaregional

Algodão de Jandaíra: prefeitura divulga programação dos seus 19 anos

 

ALGODÃOA Secretaria de Educação e Cultura do município de Algodão de Jandaíra, a 153 km de João Pessoa, divulgou a programação alusiva aos 19 anos de emancipação política daquela cidade. De 26 a 28 de abril eventos festivos, religiosos, culturais e shows em praça pública farão parte das comemorações.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Confira:

Sexta-Feira (26/04)

08H00-Exposição fotográfica na Câmara Municipal, sob o tema: Algodão aos nossos olhos.·.

Sábado (27/04)

09H00-I Moto Lama de Algodão de Jandaíra (Categorias: iniciante e profissional)
19H00-Missa em Ação de Graças na Igreja Matriz

Domingo (28/04)

05H00-Alvorada
08H00-Hasteamento dos Pavilhões Nacional, Estadual e Municipal, no paço da Câmara Municipal
08H30min-Visita às obras de construção da nova sede do PETI e do canteiro principal da Rua Francisco Braga.
09H00-Encontro de Bandas e Fanfarras
14H00-Finais da Copa Algodoense de Futebol, no Estádio “O Coelhão”.
16H00-Demonstração e prática de escalada na Rua Francisco Braga
20H00-Shows em praça pública com as bandas: Feras, Garota Bronzeada e Bonde do Brasil·.

De acordo com o prefeito Humberto dos Santos, mesmo com as dificuldades enfrentadas pelo município, com austeridade e organização financeira, o pagamento dos servidores, fornecedores e encargos estão garantidos. O gestor afirmou ainda que a cidade aguarda os visitantes de braços abertos.

 

História

A cidade de Algodão de Jandaíra foi emancipada em 29 de Abril de 1994, desmembrando-se do município de Remígio, ganhou este nome, pois nas terras onde hoje está situada a sua sede era uma antiga plantação de algodão da fazenda Jandaíra que na época ainda pertencia ao município de Areia.

Primitivamente, as terras onde hoje se localiza o município pertenceram ao Templo da Aldeia, por onde passavam os índios das aldeias de Queimadas.

Os primeiros colonizadores, da família de Barbosa Freire, assentaram-se às margens de uma lagoa, conhecida como Lagoa dos Remédios por volta de 1778. A fazenda Jandaíra localizava-se entre Areia e Vila de Pocinhos. Próximo à fazenda estava um local de passagem de gado e encontro de vaqueiros, chamado Algodão.

O major Joaquim dos Santos Leal, dono da fazenda Jandaíra, foi deputado pelo Partido Liberal em 1858 e 1870. Ele participou de um movimento contrário ao Império. Os rebeldes da Revolução Praieira, malogrados em Recife, refugiaram-se em Areia. Ali receberam o apoio do juiz municipal Maximiano Lopes Machado e do major Joaquim dos Santos Leal. O último combate ocorreu em fevereiro de 1849. Após seis horas de luta, os combatentes fugiram e o major refugiou-se na fazenda Jandaíra.

O distrito foi criado com a denominação de Algodão, pela lei estadual nº 2778, de 18 de janeiro de 1962, subordinado ao município de Remígio. A lei estadual nº 5928, de 29 de abril de 1994, criou o município de Algodão de Jandaíra, desmembrado de Remígio, constituído do distrito sede. Foi instalado em um de janeiro de 1997.

Localizado na microrregião do Curimataú Ocidental, Algodão de Jandaíra possui uma população estimada em 2.366 (IBGE-2010), e uma área territorial de 220 km².

O município está incluído na área geográfica de abrangência do semiárido brasileiro, definida pelo Ministério da Integração Nacional em 2005. Esta delimitação tem como critérios o índice pluviométrico, o índice de aridez e o risco de seca.

O município insere-se na unidade geoambiental dos Serrotes, Inselbergues e Maciços Residuais. A vegetação nativa é a Caatinga Hipoxerófila.

Algodão de Jandaíra está inserido nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Curimataú e tem como principais tributários o Rio Curimataú e os riachos da Arara, Jandaíra, da Serra, do Cágado e dos Negros, a maioria de regime intermitente. O principal reservatório é o Açude do Algodão.

Os principais produtos agrícolas do município são o caju, o algodão, fava, feijão e milho, bem como a exploração do sisal.

 

 

Assessoria de Imprensa para o Focando a Notícia