Arquivo da tag: Alagoa Grande

Polícia Militar apreende pistola e espingardas em Alagoa Grande

Policiais da 2ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) apreenderam, nesta terça-feira (4), na zona rural do município de Alagoa Grande, uma pistola e duas espingardas de fabricação artesanal, além de prenderem dois homens suspeitos de disparo em via pública, porte e posse ilegais de arma de fogo. A guarnição de Rádio Patrulha foi acionada pelo Copom com a informação de que, no Sítio Pirauá, dois vizinhos teriam se desentendido e um deles teria atirado na direção do outro, mas sem atingi-lo.

Rapidamente, os policiais se dirigiram ao local e mantiveram contato com os dois envolvidos. Um deles relatou que teria efetuado um disparo contra o outro, pois ele estava dentro da sua propriedade e teria colocado a mão na cintura, simulando que estava armado. Durante a abordagem, os policiais apreenderam com um deles a pistola contendo seis munições intactas e uma deflagrada. Na residência do outro foram apreendidas as duas espingardas.

Os dois homens e as armas apreendidas foram conduzidos à delegacia.

P/5 – Seção de Comunicação Social e Marketing Institucional do 4º BPM

 

 

Luto em Alagoa Grande: vereador Deda Ribeiro morre vítima da Covid-19

A cidade de Alagoa Grande está de luto com a notícia da morte do vereador José Ribeiro Agra Filho, conhecido por Deda Ribeiro, de 56 anos, ocorrido na tarde desta quinta-feira (2), vítima da Covid-19.

Deda estava internado no Hospital Prontovida, em João Pessoa, desde o último sábado (27/06) e lutava contra o vírus, mas acabou sendo vencido pela doença que já matou mil paraibanos desde o início da pandemia. Deda foi atendido inicialmente no Hospital Municipal de Alagoa Grande e depois transferido para João Pessoa, sendo levado direto para a UTI com sintomas graves.

Deda era funcionário efetivo da Câmara (agente administrativo) e estava em seu terceiro mandato como vereador de Alagoa Grande. Chegou a disputar a majoritária na condição de candidato a vice-prefeito, em 2008, mas perdeu a disputa. Voltou a disputar mandato de vereador em 2012, venceu a eleição e se reelegeu em 2016. O primeiro mandato de vereador de Deda foi de 2005 a 2008.

Ele deixa a viúva, a senhora Irece Agra, os filhos Ítalo e Ítala e milhares de amigos que fez durante sua carreira política. Considerado um parlamentar atuante, a vida toda dedicou-se em contribuir para a cidade e a melhoria de vida das pessoas.

Por causa da infecção com o vírus, não haverá cerimônia de velório e o sepultamento poderá ser acompanhado apenas por alguns familiares, para evitar risco de contágio por outras pessoas.

 

portal25horas

 

 

Polícias Militar e Civil prendem em Alagoa Grande acusado de homicídio com droga e munição

Policiais militares e civis deram cumprimento a um mandado expedido pela Justiça e prenderam, na manhã desta quinta-feira (2), na cidade de Alagoa Grande, um homem acusado de homicídio e com ele foram encontrados substâncias entorpecentes, munições, uma balança de precisão e uma quantia em dinheiro. A ação integrada para cumprir o mandado expedido pela Vara Única da cidade envolveu policiais da Guarnição do Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) e do GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil.

O acusado foi localizado na sua residência, onde, após uma busca no imóvel, os policiais encontraram um tablete e uma ‘trouxinha’ de uma substância semelhante à maconha, 13 pedras de uma substância similar a crack, uma balança de precisão, cinco munições calibre 38 intactas, um caderno de anotações, a quantia de R$ 1.200 em espécie e uma moto. Depois de preso, ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Alagoa Grande.

OUTRA PRISÃO – Em Guarabira, a guarnição de Rádio Patrulha comandada pelo cabo Abrahão realizava rondas no Bairro das Nações quando se deparou com um homem com atitudes suspeitas. Na abordagem, nada de ilícito foi encontrado, mas na consulta ao nome dele foi constatado que havia um mandado de prisão expedido pela 1ª Vara da Comarca local, pelo crime de roubo. Ele foi levado para a delegacia.

P/5 – Seção de Comunicação Social e Marketing Institucional do 4º BPM

 

 

Polícia Militar realiza Operação Nômade em Guarabira, Alagoa Grande e Belém

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) realizaram, na noite desse domingo (28) e início da madrugada desta segunda-feira (29), sob o comando do major Maxsuel, a Operação Nômade em Guarabira, Alagoa Grande e Belém, cidades-sede da 1ª, 2ª e 3ª Companhias do Batalhão, respectivamente.

Também participaram da Operação Nômade as guarnições do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), tenente Diniz, Força Tática, Motopatrulhamento, Bope, CPTran e dos Destacamentos locais das três cidades.

A operação tem como principal característica os bloqueios policiais em pontos estratégicos que migram constantemente para outros locais, visando combater ao tráfico de drogas e o uso de armas de fogo, bem como a redução dos crimes contra a vida e o patrimônio.

P/5 – Seção de Comunicação Social e Marketing Institucional do 4º BPM

 

 

Jovem de Alagoa Grande morre após colisão entre duas motos em Alagoinha

Uma jovem morreu após colidir em outra moto na rodovia – PB 063, na entrada do Sítio Mumbuca em Alagoinha. O acidente aconteceu na tarde desta segunda-feira (22).

Edijaylma Andrade, 20 anos de idade, que residia no distrito de Canafístula de Alagoa Grande, teve morte instantânea. A jovem é filha do empresário Edilson do Mercadinho.

De acordo com informações, o condutor da outra motocicleta, Silas Rodrigues, teve vários ferimentos, o mesmo foi socorrido pela família em um automóvel particular.

Os pais de Edijaylam estiveram no local e tiveram que ser atendidos pelo SAMU após se deparar com o trágico acidente.

 

ROTA DA NOTÍCIA

 

 

Polícia Militar realiza Operação Nômade em Alagoa Grande, Belém e Guarabira

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) realizaram, na noite desse domingo (21) e início da madrugada desta segunda-feira (22), sob o comando do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), aspirante Marllyson, a Operação Nômade em Guarabira, Alagoa Grande e Belém, cidades-sede da 1ª, 2ª e 3ª Companhias, respectivamente. A Operação Nômade é uma ação preventiva que consiste em montar bloqueios policiais em pontos estratégicos, migrando constantemente para outros locais, com o objetivo de combater o tráfico de drogas e o uso de armas de fogo, bem como a redução dos crimes contra a vida e o patrimônio.

PRISÃO EM ALAGOINHA – A guarnição do GTAM (Grupo Tático Ambiental), em patrulhamento pela zona rural de Alagoinha, se deparou com um homem de posse de uma ave silvestre e que, ao ser indagado se possuía a autorização, informou que não. Na residência para onde ele foi levado para pegar os documentos pessoais, foram encontradas outras cinco aves. O homem também revelou que no interior do imóvel possuía duas espingardas de soca-soca e material para municiá-las (pólvora, chumbo e espoletas) e os entregou para os policiais. Ele foi conduzido à delegacia para ser autuado pela posse ilegal de arma de fogo e de aves silvestres.

P/5 – Seção de Comunicação Social e Marketing Institucional do 4º BPM

 

 

Prefeito de Alagoa Grande diz que esposa recebeu auxílio emergencial ‘por engano’

Após a repercussão negativa de que a primeira dama de Alagoa Grande, Adriana Karla de Melo Lima teria recebido auxílio emergencial disponibilizado pelo Governo Federal para pessoas de baixa renda e embolsado R$ 1,2 mil, o prefeito da cidade, Antônio da Silva Sobrinho (PSD) confirmou a informação, mas assegurou que tudo se tratou de um engano. Ele afirma ainda que ela não ficou com o dinheiro

O prefeito disse que a esposa é voluntária  na Secretaria de Ação Social e se inscreveu no benefício para aprender como funciona e ensinar as pessoas necessitadas que procuram a secretaria.

Ele assegurou que a esposa fez questão de não finalizar a inscrição, mas houve um engano, e o cadastro acabou sendo finalizado e ela recebeu uma mensagem depois avisando que havia sido contemplada com o auxílio.

“Ela não fez para receber dinheiro, fez para a ensinar ao pessoal como receber o dinheiro”, disse o prefeito. Ele também informou que orientou a esposa a procurar um advogado, que já entrou em contato com a Caixa Econômica Federal, para saber como devolver o dinheiro.

 

pbagora

 

 

Motociclista morre após colidir em poste na PB-079, em Alagoa Grande

Um motociclista identificado com José Rodolfo, de 23 anos, morreu na manhã deste domingo (31) após colidir a moto que pilotava em um poste, às margens da PB 079. O acidente aconteceu no distrito de canafístula, em Alagoa Grande.

Conforme o cunhado da vítima, que esteve no local, o homem morava no município de Alagoinha e estava se dirigindo até a cidade de Alagoa Grande para buscar a esposa.

A suspeita é de que o motociclista tenha perdido o controle da moto, enquanto chovia.

 

PB Agora

 

 

Banco do Brasil é condenado a pagar R$ 500 mil de indenização por deixar de disponibilizar saques em agência de Alagoa Grande

O juiz José Jackson Guimarães, da Vara Única da Comarca de Alagoa Grande, determinou o restabelecimento total do funcionamento da agência do Banco do Brasil no Município de Alagoa Grande. O magistrado ainda condenou o Banco em danos morais coletivos no valor de R$ 500 mil, a serem destinados ao combate do novo coronavírus nos municípios de Alagoa Grande e Juarez Távora.

Em sentença proferida nos autos da Ação Civil Pública foi proposta pelo Ministério Público estadual.

Na ação, o MP alega que a instituição financeira deixou de disponibilizar saques de valores em espécie à população local, devido a uma explosão criminosa ocorrida em 23.02.2016. Pleiteou, portanto, a condenação do promovido na obrigação de pagar, consistente em indenização por danos morais coletivos/difusos no valor de R$ 500 mil. Já a parte contrária apresentou contestação, pugnando pela improcedência de todos os pedidos e, alternativamente, em caso de procedência da ação, a fixação de prazo razoável para o restabelecimento total da agência bancária.

Juiz José Jackson Guimarães

Na sentença, o juiz José Jackson Guimarães ressaltou que os argumentos apresentados pela parte promovente são pertinentes e revelam haver uma linha tênue entre os postulados constitucionais da livre iniciativa, do dever inerente ao setor privado de garantir a função social em seus empreendimentos e do direito da população de Alagoa Grande em acessar os serviços bancários de natureza essencial. De acordo com o magistrado, a instituição financeira priva os seus clientes de usufruir serviços bancários essenciais.

“Com a explosão e a posterior disponibilização parcial de serviços da agência local, os consumidores e empresários de Alagoa Grande passaram a ter basicamente alternativas de deslocar-se ao município vizinho de Areia ou Guarabira, acessar o serviço de internet banking e utilizar os correspondentes bancários (serviço terceirizado)”, ressaltou.

Sobre os danos extrapatrimoniais coletivos, o juiz José Jackson disse que o fechamento momentâneo de agências bancárias é causa suficiente de enormes transtornos que ultrapassam a esfera meramente negocial, além de promover ofensa à função social da propriedade. Ele condenou o Banco do Brasil a pagar a importância de R$ 500 mil, a ser revertida ao combate do coronavírus, sendo que 20% do valor será destinado ao Município de Alagoa Grande e 5% ao Município de Juarez Távora, e serão administrados pelo Ministério Público e Judiciário local e, caso tenha acabado a pandemia, no momento da execução da sentença, para o Fundo Estadual de Defesa dos Direitos do Consumidor (FEDDC), instituído pela Lei Estadual 6.649/1998.

Da decisão cabe recurso.

 

clickpb

 

 

Adolescente é assassinado a tiros na cidade de Alagoa Grande

Por volta das 19h:50min desta quarta-feira (8), na Maria do Socorro Muniz, no Alto do Cruzeiro, por trás da Escola Estadual Manuel Barbosa de Lucena, em Alagoa Grande, populares informaram a Polícia Militar ter ouvido disparos de arma de fogo. A guarnição da Polícia Militar ao chegar no local indicado constataram que o menor de 16 anos, Rafael da Silva Targino, havia sido alvejado por disparos de arma de fogo na cabeça.
Segundo familiares da vítima, a mesma estava no quintal da casa, quando foi surpreendido por um indivíduo desconhecido, que já chegou efetuando os disparos contra a vítima, em seguida se evadiu do local, tomando sentido um matagal existente por trás da casa do jovem.
Alguns policiais militares preservaram o local de crime até a chegada da perícia, enquanto outras guarnições da PM efetuam diligências para prender o acusado, porém até o momento não fora localizado.
Fonte: Blog do Rildo