Arquivo da tag: agredir

Homem é preso suspeito de agredir companheira na frente da filha de 5 anos, em João Pessoa

Um homem foi preso na manhã desta segunda-feira (21) suspeito de agredir a companheira na frente da filha de cinco anos, dentro de um carro, próximo ao Viaduto do Geisel, em João Pessoa. O casal teria discutido por ciúmes.

A polícia chegou até o local porque uma pessoa que passava na rua viu a cena e fez uma denúncia na delegacia. De acordo com a delegada Amim Oliveira, uma equipe foi até o local, confirmou as agressões e encaminhou a vítima e o suspeito até a delegacia.

Everaldo Epaminondas, de 38 anos, foi preso em flagrante. As primeiras informações da Polícia Civil são de que o casal estava brigando por ciúmes. A vítima, de 23 anos, teria flagrado o companheiro com outra mulher na madrugada desta segunda. A criança está sob a guarda da mãe, que também prestou depoimento na delegacia.

G1

 

Suspeito de agredir companheira, enteada e filha é liberado após audiência de custódia, na PB

O homem preso na noite desta quinta-feira (19), suspeito de agredir, ofender e ameaçar a companheira, a enteada e a filha, foi solto e será monitorado eletronicamente, conforme estabelecido em audiência de custódia realizada no Fórum Criminal de João Pessoa, nesta sexta-feira (20).

De acordo com a Diretoria do Fórum, a decisão de conceder o alvará de soltura ao homem de 40 anos, mediante o uso de tornozeleira eletrônica, foi da juíza Isa Mônia.

A denúncia contra o homem foi feita pela enteada dele, uma adolescente de 16 anos, que gravou um vídeo das agressões contra a mãe e publicou em um aplicativo particular de apoio às mulheres, segundo a Polícia Civil.

Quando a Delegacia da Mulher recebeu o vídeo, enviou uma equipe até a casa e prendeu o suspeito em flagrante. A delegada Cláudia Germano informou que a mãe era agredida fisicamente pelo suspeito há 11 anos e que a enteada era vítima desde os cinco anos de idade. Uma criança, filha do casal, também era vítima das agressões.

Foto: TV Cabo Branco/Reprodução

G1

 

Homem é preso suspeito de agredir irmã e sobrinhos na zona rural de Jericó

Um homem, de 42 anos de idade, foi preso na noite deste sábado (24) suspeito de agredir sua própria irmã e os sobrinhos no Sítio Alegre, zona rural de Jericó, no Sertão do Estado. A Polícia Militar foi informada sobre a ocorrência de agressão física por volta das 21h.

A mulher, de 34 anos de idade, relatou aos policiais que estava em casa quando seu irmão chegou e, sem motivo algum, começou a agredir os filhos dela, sobrinhos do acusado.

Observando a situação, a mulher buscou defender seus filhos, mas acabou também sendo agredida pelo irmão. Ele a puxou pelos cabelos e ainda efetuou socos em sua cabeça, deixando hematomas.

O suspeito, identificado como José Oliveira Filho, foi localizado e preso. Ele foi levado até a Delegacia de Polícia Civil de Catolé do Rocha para que fossem adotados os procedimentos necessários ao caso.

 

clickpb

 

 

Homem suspeito de agredir enteado de 2 anos é morto a tiros em Rio Tinto, Litoral Norte da PB

O homem suspeito de agredir o enteado de 2 anos, em Rio Tinto, no Litoral Norte da Paraíba, foi morto a tiros na manhã deste sábado (24). De acordo com a Polícia Militar, Jailson Joaquim, de 28 anos, foi assassinado na frente da casa da mãe dele. Ele foi atingido por três tiros e morreu ainda no local.

De acordo com a Polícia Militar, Jailson Joaquim era suspeito de agredir o enteado de 2 anos. A mãe do menino, uma adolescente de 17 anos, companheira de Jailson, também era suspeita das agressões cometidas contra a criança.

Na manhã deste sábado, quando estava na frente da casa da mãe dele, Jailson foi assassinado a tiros. Conforme a polícia, ainda não se sabe se o homem foi morto por um ou mais suspeitos e que a Polícia Civil investiga se a morte dele tem relação com às agressões cometidas contra a criança.

Menino deu entrada no hospital pela 2ª vez

No dia 20 de agosto deste ano, o menino de 2 anos deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, pela segunda vez, com hematomas que teriam sido causados pelas agressões.

O avô materno da criança contou à assessoria de imprensa da unidade de saúde que foi chamado pela filha para levar a criança para um hospital. A adolescente disse ao pai dela que o filho havia sido picado por abelhas.

No entanto, no Hospital Municipal do Valentina, em João Pessoa, a equipe identificou que não se tratavam de picadas, mas de agressões, e encaminhou a criança para o Hospital de Trauma.

Mãe do menino foi detida

O Conselho Tutelar de Rio Tinto e a Polícia Militar foram acionados. A PM informou que, após ser detida, a mãe da criança afirmou que apenas ela havia batido no menino, porque ele a desobedeceu e a respondeu. O padrasto da criança havia fugiu do local.

O Conselho Tutelar de Rio Tinto declarou que acompanha a situação desde o dia 15 de agosto, quando foi comunicado sobre a primeira entrada da criança no Hospital de Trauma de João Pessoa. Pontuou ainda que, como não existem casas de acolhimento no município, foi estabelecido que, depois da alta médica, o menino ficaria com os avós.

Um relatório foi feito, um procedimento foi aberto e a Polícia Civil e o Ministério Público da Paraíba foram acionados. O Conselho salientou que acreditava que a criança estava com os avós e que segue acompanhando o caso.

G1

 

Adolescente suspeito de agredir funcionário de escola com faca é apreendido em Guarabira

Um adolescente suspeito de ato infracional semelhante à lesão corporal que teria agredido com uma faca um inspetor da escola onde estuda, na cidade de Pilõezinhos, foi apreendido por policiais militares e civis na tarde desta quarta-feira (21), no Alto da Boa Vista, em Guarabira. A guarnição do comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), juntamente com o GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª Delegacia Seccional de Policia Civil, recebeu uma informação de que o adolescente que teria agredido o funcionário da escola, localizada no Sítio Amarelinha, estaria em Guarabira. Os policiais foram até o endereço informado e conseguiram localizar o adolescente, que foi apreendido e conduzido à delegacia.

Em uma operação conjunta também envolvendo os policiais militares e civis, um homem com mandado de prisão em aberto por associação ao tráfico foi preso na sua residência, localizada no centro da cidade de Belém. Após levantamentos feitos, os policiais chegaram até o acusado, que foi localizado e preso, em seguida, conduzido à delegacia.

DURANTE A MADRUGADA – Os policiais foram acionados para atender a uma ocorrência na qual a solicitante informou haver um indivíduo muito agressivo na UPA de Guarabira. De imediato, a guarnição foi até o local e, ao chegar, se deparou com o suspeito, que estava gritando e causando tumulto. Mesmo a esposa estando sendo atendida, ele continuava bastante alterado, querendo agredir o segurança. Diante disso, as partes envolvidas foram conduzidas à delegacia.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Polícia de Pilões age rápido e prende acusados de agredir homem com pauladas

As policias Civil e Militar através da Delegada a Dr. Maria Soledade de Sousa e da guarnição de Pilões comandada pelo Sargento Vieirinha e com o apoio do Sargento Zezito conseguiu apreender dois menores e um maior conhecido por Léo todos residentes no município de Pilões.

De acordo com a Delegada os três confessaram a participação na tentativa de homicídio contra o rapaz conhecido por Dedinha ocorrido na madrugada do sábado para domingo no pátio da feira de Pilões.

Em depoimento eles falaram que foi por motivo fútil, onde queria pegar um dinheiro de Dedinha.

Léo foi ouvido e encaminhado para a cadeia pública de Pilões e os menores foram encaminhados para a central de Polícia em Guarabira.

A Delegada Dra. Maria Soledade disse que a polícia está sempre atenta para prender e resolver esses casos ela disse ainda que ficou até surpreendida aqui em Pilões pelo fato de em oito dias acontecer três tentativas de homicídio.

Além do caso de Dedinha os dois menores também são acusados de terem cometido uma outra tentativa de homicídio na noite de ontem no mesmo pátio da feira em Pilões, onde efetuou golpes de faca contra um senhor de nome Eliezer de 63 anos de idade.

Em entrevista com a Delegada ela agradeceu o empenho do sargento Zezito e da guarnição da polícia de Pilões e disse que toda a equipe está de parabéns.

 

ROTA DA NOTÍCIA

 

 

Suspeito de agredir e queimar mulher com cigarro é liberado após audiência de custódia, na PB

O homem preso nesta terça-feira (13) suspeito de agredir a ex-companheiro e provocar uma queimadura no pescoço dela com cigarro, foi solto após a audiência de custódia, em João Pessoa. O suspeito vai responder pelos crimes em liberdade.

A prisão, na terça-feira, aconteceu depois que a mulher pediu socorro e os vizinhos chamaram a polícia. O caso aconteceu no bairro da Torre.

A vítima e o suspeito tinha um relacionamento de oito anos, mas haviam se separado recentemente. No entanto, nesta terça, o homem foi até a casa da mulher, a agrediu, ameaçou e queimou parte do seu pescoço com cigarro.

Segundo a delegada da mulher, Josenice de Andrade, a mulher nunca havia solicitado medida protetiva. No entanto, após a prisão, a medida foi solicitada pela delegada e agora, após a audiência de custódia e liberação do suspeito, ele vai precisar cumprir a medidas protetiva imposta pela Justiça.

De acordo com a delegada, os vizinhos relataram que as agressões são constantes. Em outros episódios, o homem teria sufocado a mulher e, quando ela já estava perto de desmaiar, ele parava e mandava ela respirar de novo.

Nesta terça-feira, além da queimadura, o homem puxou os cabelos da mulher, apertou o pescoço dela e ameaçou tocar fogo no colchão da cama dela. A mulher pediu socorro e os vizinhos chamaram a polícia.

G1

 

Mãe é presa após agredir a filha de nove anos, na Grande JP

A mãe de uma menina de 9 anos foi presa nesta quinta-feira (25) suspeita de agredir com tapas a filha, uma menina de nove anos. As agressões aconteceram no domingo (21), na casa onde elas moram, no município de Cruz do Espírito Santo, na Grande João Pessoa.

Segundo o major Sidney, comandante da 3ª Companhia de Polícia Militar em Sapé,  a avó da menina, que é a responsável legal por ela, foi quem denunciou o crime após filmar a suspeita batendo na criança.

Ainda segundo o major, a suspeita estava sendo procurada desde segunda-feira (22) e só foi localizada nessa quarta. Ela foi encaminhada à Delegacia, onde prestou depoimento. Ainda não se sabe se a mulher foi presa ou responderá ao inquérito em liberdade, mas as ligações não foram atendidas até a publicação desta matéria.

 

clickpb

 

 

Suspeito de agredir e estuprar ex-companheira é preso no Litoral Norte da PB, diz polícia

Um homem suspeito de agredir e estuprar uma ex-companheira foi preso no município de Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba, nesta quinta-feira (18), segundo a Polícia Civil. Outra ex-companheira dele também o denunciou, por agressão e ameaça de morte, e havia uma ordem de prisão preventiva expedida contra ele, pela 2ª Vara Mista da cidade.

Titular da Delegacia da Mulher de Mamanguape, Cristiane Medeiros informou que as duas mulheres procuraram a polícia para prestar queixas de agressão.

“Uma das vítimas nos procurou há cerca de 15 dias para relatar ameaças que vinha sofrendo dele. Porém, durante a conversa, ela nos relatou ter sido obrigada a manter relações sexuais com ele à força”, disse.

Segundo a delegada, a vítima contou que, em março deste ano, estava em uma praça, quando o suspeito chegou ao local e começou a discutir e dar tapas no rosto dela. Em seguida, ele teria a obrigado a subir na moto e a levou para um local isolado, onde a estuprou, conforme a polícia.

Cristiane Medeiros explicou que, à época, a mulher teve medo e não procurou a delegacia, por isso não foi possível fazer os exames sexológicos, no entanto, afirmou que isso não impede a investigação do caso.

A delegada informou ainda que, além do depoimento da vítima, foram ouvidas testemunhas que viram o momento em que a mulher foi levada pelo suspeito. “Diante do histórico violento do acusado, representamos pela [prisão] preventiva dele, que foi deferida pela Justiça”, declarou.

G1