Arquivo da tag: Agente

Diretor e agente de presídio em Solânea são indiciados suspeitos de liberar preso para ir a Motel

Suspeitos de terem liberado um preso para ir a um motel, um agente penitenciário e o diretor da cadeia pública de Solânea foram indiciados na quinta-feira (20) pela polícia civil. Em entrevista ao Portal ClickPB, o delegado seccional de Solânea, Diógenes Fernandes, informou que após o episódio o detendo não retornou ao presídio.

De acordo com ele, o caso aconteceu no dia 17 de maio e o preso teria sido pego por uma mulher, natural de Soledade, em um veículo modelo Onix, próximo à unidade prisional. Alan Júnior, 28 anos foi embora com uma mala de roupas e ainda roubou uma pistola  040 da unidade.

O homem que é natural do estado do Paraná, responde pelo crime de estelionato em diversos estados do país. Já foram registrados mais de 10 casos de crimes cometidos por ele.

Segundo o delegado, o diretor responderá pelo crime de prevaricação e o agente por facilitação dolosa. Toda a equipe envolvida no caso foi afastada enquanto o processo administrativo se desenrola.”Entregamos o inquérito à Justiça na quinta-feira. Sabemos que ele fugiu junto com a sua namorada. Eles já tinham um caso desde a prisão do suspeito. Ela fugiu junto com os dois filhos dela”, explicou.

 

clickpb

 

 

Agente da polícia federal faz sucesso nas redes com fotos de biquíni

Quando não está usando o uniforme e o armamento que a caracterizam como agente da polícia federal, a curitibana Mari Ag, 30, mostra um lado bem mais informal nas redes sociais. Nas fotos em praias paradisíacas, para onde vai quando está de férias, exibe curvas acentuadas que lhe rendem uma série de elogios na parte de comentários do Instagram –são 13 mil seguidores no total. Seu sucesso foi destaque no “Daily Mail”.

A agente da polícia Federal Mari Ag exibe suas curvas em fotos de biquíni nas redes sociais (Foto: Reprodução / Instagram)

A versão digital do jornal ressaltou como o corpo de Mari, que gosta de exercitar o corpo e a mente em viagens, fica bem em trajes de banho. “No Brasil, todos gostamos de biquínis”, contou à publicação.

Mas o “Daily Mail” também evidenciou os riscos do trabalho da agente “em um dos países mais perigosos do mundo, com 60 mil assassinatos por ano” –conforme o jonal descreveu o Brasil.

“O local em que trabalho tem a pior criminalidade da cidade [Rio], então lutamos contra gangues fortemente armadas que roubam, matam, estupram e aterrorizam a comunidade de os motoristas da rodovia federal”.

A agente da polícia Federal Mari Ag exibe suas curvas em fotos de biquíni nas redes sociais (Foto: Reprodução / Instagram)
A agente da polícia Federal Mari Ag publica fotos de viagens a locais paradisíacos no Instagram (Foto: Reprodução / Instagram)

“O local em que trabalho tem a pior criminalidade da cridade, então lutamos contra gangues fortemente armadas que roubam, matam, estupram e aterrorizam a comunidade de os motoristas da rodovia federal”.

A agente Mari Ag posa para foto com o uniforme e o armamento da Polícia Federal (Foto: Reprodução / Instagram)
revistamarieclaire

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Rodolpho Carlos é preso por atropelar e matar agente da Lei Seca em João Pessoa

O juiz Marcos William determinou a prisão de Rodolpho Carlos Gonçalves da Silva acusado de atropelar e matar o agente de trânsito Diogo Nascimento durante uma blitz da lei seca no bairro do Bessa. A determinação ocorreu na tarde desta segunda-feira (24).

O acusado foi preso no prédio onde mora, em Manaíra, área nobre de João Pessoa. Os advogados dele negaram a informação, mas ela foi confirmada ao Portal Correio não só pelo juiz, como também pelo delegado superintendente da Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela.

De acordo com o delegado, ele foi preso no mesmo local onde foi apreendido o Porsche, carro usado no crime. O delegado informou que Rodolpho Carlos foi levado para a carceragem da Central de Polícia Civil, no Geisel, onde vai aguardar a audiência de custódia que deverá ocorrer nesta terça-feira (25). Se a prisão for mantida, ele poderá seguir para algum presídio de João Pessoa.

Segundo o juiz Marcos William, titular do 1º Tribunal do Júri da Capital, o processo foi analisado por ele, que decidiu pela prisão e encaminhou o processo ao cartório. “Já designei audiência e está caminhando o processo. Determinamos pela prisão de Rodolpho Carlos”, afirmou o juiz.

O caso

Diogo Nascimento foi atropelado na madrugada do dia 21 de janeiro quando trabalhava em uma operação da Lei Seca no Bessa, em João Pessoa. O acusado de atropelá-lo, Rodolpho Carlos, desobedeceu a ordem de parada e avançou um Porsche sobre o agente. A vítima chegou a ser socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, mas morreu no dia seguinte.

A Justiça pediu que Rodolpho fosse preso, mas o desembargador Joás de Brito concedeu habeas corpus na madrugada do domingo (22), antes mesmo do suspeito ser detido. O carro dele foi apreendido. Durante a semana que se sucedeu ao atropelamento, a Polícia Civil e o Ministério Público da Paraíba formularam novo pedido de prisão de Rodolpho e o caso ficou pendente até esta segunda-feira (24), quando foi tomada a decisão do juiz Marcos William.

Alisson Correia e Halan Azevedo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Agente penitenciário morre após reagir a assalto e matar suspeito em Alagoa Grande

Um agente penitenciário de 33 morreu no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande após ser esfaqueado depois de reagir a uma tentativa de assalto na quarta-feira (12), em Alagoa Grande, no Agreste paraibano. De acordo com a Polícia Militar, mesmo ferido o agente ainda conseguiu balear o suspeito, que morreu no local.

Segundo a PM, a vítima estava na rua com outra pessoa quando dois homens armados com facas chegaram e anunciaram o assalto. Após pegar os objetos do agente e de outra vítima, os homens correram e o agente começou uma perseguição, chegando a alcançar um dos suspeitos.

Vítima foi levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos (Foto: Reprodução/TV Paraíba/Arquivo)

Vítima foi levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, mas não resistiu aos ferimentos (Foto: Reprodução/TV Paraíba/Arquivo)

Os dois entraram em luta corporal e durante a briga o suspeito atingiu um golpe de faca no pescoço do agente, que ainda ferido conseguiu sacar a arma e atirar contra o assaltante, que morreu no local. O agente foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado para o hospital, mas não resistiu.

Ainda segundo a PM, a arma do agente e uma motocicleta utilizada pelos suspeitos foram apreendidas e entregues à Polícia Civil. Até as 8h30 desta quinta-feira (13), o outro assaltante não foi localizado.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

MPPB entrega pedido de prisão de suspeito de matar agente; família faz novo protesto

diogoA promotora Artemise Leal, do 1º Tribunal do Júri da Capital, deu entrada, nesta segunda-feira (30), com denúncia por homicídio doloso (quando a intenção de matar) contra Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, suspeito de atropelar e matar o agente Diogo Nascimento, de 34 anos, durante uma blitz da Lei Seca, na madrugada do dia 21 deste mês, no bairro do Bessa em João Pessoa.

O pedido foi entregue ao 1º Tribunal do Júri e pode ser analisado ainda nesta segunda-feira pelo juiz Antônio Maroja, que presidente o 1º Tribunal do Júri em substituição ao juíza Marcos Wiliam, que está de férias.

Nesta segunda, familiares de Diogo realizaram manifestação no Fórum Cível da Capital pedindo justiça.

À Record TV, a defesa de Rodolpho Carlos informou que ele tem colabodarado com a polícia e considera que não é necessária a prisão do suspeito para o bom andamento das investigações policiais. Ainda segundo os advogados, Rodolpho entregou a Carteira de Habilitação e o passaporte às autoridades e não há um quadro de impunidade porque a lei processual penal é cumprida com respeito ao contraditório e à ampla defesa.

Entenda o caso

Servidor do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), Diogo Nascimento comandava uma blitz da Operação Lei Seca quando foi atropelado.

Diogo foi atingido por um Porsche que trafegava em alta velocidade. O motorista fugiu sem prestar socorro, mas, devido ao impacto da batida, a placa do veículo caiu na pista e foi apreendida pelas autoridades.

O motorista suspeito foi identificado, teve a prisão decretada, mas conseguiu um habeas corpus, antes mesmo de ser preso, e está solto. A polícia diz que ele cometeu homicídio doloso qualificado.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

‘Ele tem que pagar na cadeia’, diz parente de agente durante novo protesto em JP

protestoFoi registrado nesta terça-feira (24), em João Pessoa, mais um protesto por justiça referente ao caso do agente da Lei Seca Diogo Nascimento, de 34 anos, que morreu após ser atropelado por um Porsche no sábado (21), no bairro do Bessa, na Zona Leste da Capital. A manifestação, que pediu a prisão do suspeito Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, teve a participação de profissionais da Polícia Rodoviária Federal, Semob-JP, Detran-PB, Polícias Militar e Civil, familiares e amigos da vítima. Servidores de diversas áreas já haviam promovido atos nessa segunda (23). “Ele tem que pagar na cadeia”, disse o cunhado de Diogo, Alex Cândido, no programa Balanço Geral, da Rede Correio Sat, nesta terça.

A manifestação desta terça, que reuniu cerca de 300 pessoas, ocorreu entre o fim da tarde e início da noite. Os participantes seguiram do Centro de João Pessoa até o local do atropelamento, na Avenida Governador Argemiro de Figueiredo, no Bessa, que ficou bloqueada durante o ato. Os manifestantes chegaram a se deitar na via. O movimento provocou congestionamentos na BR-230 e em diversas vias adjacentes. Antes das 20h, o tráfego de veículos já havia sido normalizado.

“Nossa mobilização agora será no Ministério Público para que a Procuradoria peça para as instâncias superiores (STJ e STF) julgarem o caso. Vamos usar todas as armas que pudermos”, afirmou Alex Cândido, que revelou que a partir desta quarta-feira (25) entrará em contato com advogados e com o Detran-PB para discutir novas ações.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Motorista que atropelou agente do Detran-PB deve ser interrogado na manhã desta terça-feira

lei-secaNesta segunda-feira (29), o superintendente regional da Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela, revelou que o motorista que atropelou e matou um agente do Detran-PB na madrugada do último sábado (21) deve prestar depoimento na manhã da próxima terça-feira.

“A decisão desembargador Joás de Brito determina que o suspeito deve ser ouvido em um prazo máximo de 72 horas, ou seja, no início da quarta-feira. Mas nós vamos ouvi-lo amanhã na parte da manhã na Delegacia de Homicídio”, disse.

Em entrevista ao programa 60 Minutos, da Arapuan FM, Marcos contou que o acusado pode optar por ficar em silêncio durante a inquirição: “ele tem o direito constitucional de silenciar. O interrogatório é uma peça de defesa, mas, às vezes, pode revelar algumas situação para a investigação”.

Relembre – O agente do Departamento de Trânsito da Paraíba, Diogo Nascimento de Souza, teve morte confirmada na noite deste domingo (22). Ele foi internado no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena na madrugada do sábado (21) após ser atropelado no bairro de Manaíra.

O delegado Marcos Paulo Vilela confirmou, ainda no sábado, a identidade do dono do veículo como o empresário Ricardo de Oliveira Carlos da Silva e o condutor do veículo no momento do atropelamento como o filho dele, Rodolpho.

Yves Feitosa/Wallison Bezerra

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Morre no Trauma agente de trânsito da Operação Lei Seca atropelado por empresário na PB

agenteO Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, confirmou, na noite deste domingo (22), por meio de nota, a morte do agente de trânsito do Detran/PB, Diogo Nascimento, de 34 anos.

Ele foi atropelado pelo empresário Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, que dirigia um automóvel Porshe, e ignorou a ordem de parada, acelerou, passou por cima do agente, e fugiu do local sem prestar socorro. O acidente aconteceu, por volta das 2h da manhã de sábado (21/1), em João Pessoa.

O empresário teve prisão preventiva decretada quase que imediatamente pela juíza Andréa Arcoverde, do 1º Juizado Especial Misto. No entanto, menos de doze horas após a decisão, o desembargador Joás de Brito, futuro presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, mandou soltar o empresário, antes mesmo do mandado de prisão ser cumprido.

Rodolpho Carlos está ligado a um poderoso grupo econômico no Nordeste. Ele é filho do magnata paraibano dono do Grupo São Braz, que é um dos maiores produtores de café torrado do país. E é neto de José Carlos da Silva, ex-vice governador da Paraíba. Além do conglomerado de indústrias alimentícias, a família também é dona de empresas de comunicação locais – incluindo TV afiliada da rede Globo.

NOTA

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, informa que o paciente Diogo Nascimento de Souza, vítima de atropelamento, veio a óbito às 18 horas deste domingo (22). } No início da noite, foram realizados novos exames, que mostraram não mais haver fluxo cerebral, confirmando-se, portanto, o óbito do paciente.

O hospital informa também que comunicou aos familiares no início da noite e vem prestando assistência aos mesmos. Sabrina Bernardes

Diretora Geral Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena

MP pede reconsideração da decisão de desembargador

O Ministério Público da Paraíba, através do procurador de Justiça José Roseno Neto, entrou neste domingo com um pedido de reconsideração da decisão do desembargador Joás Filho de revogar a prisão temporária de Rodolpho Carlos, acusado de atropelar Diogo Nascimento.

Na madrugada de hoje (22), Joás revogou ordem de prisão decretada em primeira instância contra Rodolpho Carlos, que atropelou o agente de trânsito durante blitz da Lei Seca realizada na madrugada do sábado (21) na Avenida Argemiro de Figueiredo, no Bessa.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Trauma abre protocolo de morte cerebral de agente de trânsito atropelado em blitz

agenteO Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena abriu na manhã deste domingo (22), o protocolo de morte encefálica do agente de trânsito Diogo Nascimento de Souza, 34 anos, atropelado durante blitz da Operação Lei Seca, na madrugada do último sábado (21), no bairro do Bessa, em João Pessoa.

Em entrevista ao Portal MaisPB, a assessoria de comunicação da unidade hospitalar explicou que o paciente foi avaliado por um médico neurocirurgião plantonista, mas passará por mais exames para finalização do laudo e confirmação da morte.Serão feito três exames para diagnosticar a morte cerebral do agente. Ele permanece sedado e respirando com a ajuda de aparelhos na UTI do hospital.

O desembargador Joás de Brito Pereira Filho concedeu habeas corpus e suspendeu o mandado de prisão temporária de Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, suspeito de atropelar o agente de trânsitoO documento foi emitido na madrugada deste domingo (22), por volta das 3h da madrugada.

Nayanne Nóbrega – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Editais abertos na PB ofertam vagas para professor e agente de trânsito

Um processo seletivo simplificado e um concurso público, conforme edital publciado pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) são as oportunidades oferecidas na Paraíba neste início de 2017.

Confira mais informações sobre os concursos na Paraíba:

Concurso Inscrições
UFPB (Professor) Variam segundo o departamento
Prefeitura de Uiraúna até 10 de fevereiro

Prefeitura de Uiraúna
A Prefeitura de Uiraúna, no Sertão da Paraíba, abriu nesta terça-feira (10) um edital para seleção simplificada para preenchimento imediato do cargo de agente de trânsito. As incrições vão até o dia 10 de fevereiro e custam R$ 45. O salário previsto para função conforme o edital é de R$ 880. As inscrições podem ser feitas na sede da prefeitura ou pela internet. O processo seletivo vai ser constituído de uma prova escrita a ser realizado no dia 5 de março de 2017 e avaliação teórica e prática de conhecimentos específicos.

Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) lançou um edital de concurso para professor de ensino superior com vagas para áreas variadas, precisando o candidato ter especialização, mestrado ou doutorado, dependendo do área de interesse. O edital foi publicado no dia 31 de agosto, no Diário Oficial da União (DOU). Das 47 vagas iniciais previstas no edital, cinco ainda estão com inscrições abertas. A remuneração pode variar de R$ 2.983,59 a R$ 8.639,50, dependendo da denominação, titulação e regime de trabalho do professor.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br