Arquivo da tag: aéreo

TCE conclui etapa inicial do programa Decide com entrega do mapeamento aéreo a Bananeiras

O Tribunal de Contas da Paraíba concluiu, nesta sexta-feira (4), em Bananeiras, as entregas de mapeamentos aerofotogramétricos dos perímetros urbanos de 12 municípios inscritos na Área do Brejo, onde integram, quase todos, o Circuito do Frio, uma das rotas mais importantes do turismo regional.

A providência representa o primeiro passo para implantação (ou atualização, caso exista) de cada Plano Diretor, uma exigência da Lei Federal 10.257/01 e uma das metas do Programa de Defesa do Estatuto da Cidade (Decide) em favor do ordenamento urbano e do bem estar social.

Calçadas livres, ruas desobstruídas e equipamentos urbanos como abatedouros e lixões em locais adequados são propósitos do Programa que ainda se volta para o combate à edificação clandestina e precária de casas populares, como esclareceu, na ocasião, o presidente do TCE, conselheiro Arnóbio Viana.

Ele fez ver que, neste último caso, o Decide recorre a outra Lei Federal, a de número 11.888/08 que garante assistência técnica pública e gratuita para moradia de interesse social. “A ideia é evitar casas apenas concebidas por pedreiros, não raramente mal ventiladas e mal iluminadas”, explicou. Outra preocupação diz respeito a edificações que invadem ruas e calçadas, desafiam as normas técnicas de segurança e enfeiam as cidades.

CIMDURB – O público então reunido na Câmara Municipal de Bananeiras, onde a equipe do TCE recebeu a saudação do presidente Kilson Dantas, também ouviu do conselheiro Arnóbio Viana palavras de reconhecimento ao esforço parlamentar que permitiu a aprovação, em bom tempo, do Consórcio Intermunicipal para o Desenvolvimento Urbano (Cimdurb), organismo constituído pelos 12 prefeitos da região

Presidido pelo prefeito de Areia, João Francisco de Albuquerque, o Cimdurb cuida da formação de um fundo financeiro em comum para a contratação de urbanista e arquiteto a serviço das ações decorrentes do Decide, uma delas a oferta de orientação técnica para famílias de baixa renda empenhadas na construção da própria casa, como prescreve a Lei 11.888/08.

“Temos que acabar com essa mania de supor que arquiteto é coisa somente para ricos, pois não é. Qualquer casa, mesmo a de quarto e sala, não tem que ser feia, insegura e insalubre”, comentou o conselheiro Arnóbio Viana.

3BB9726D-436F-4DF5-A69B-38403C1F6F0C.jpeg

O coordenador do Programa Decide, arquiteto Expedito de Arruda, explicou que a intervenção de um profissional da área não acarretará gastos superiores aos que os donos de pequenas casas teriam com o emprego apenas de um pedreiro e a compra do material de construção, o mesmo em qualquer dos casos. O público viu, em telão, exemplos de edificações precárias e inseguras comparadas com outras beneficiadas por traços arquitetônicos.

E5C1F38C-4AE6-4560-8733-E77838938030.jpeg

O conselheiro Arnóbio Viana lembrou que, além do auxílio do arquiteto fornecido pelo Cimdurb, o Programa disporá, ainda, de concluintes de Arquitetura, mediante futuros convênios com universidades. Na mesma Sessão Especial da Câmara, o Tribunal obteve Moção de Aplauso dos vereadores bananeirenses, em razão dos bons serviços à região.

ENTREGA – O mapeamento aerofotogramétrico do Programa Decide (elaborado a partir de imagens colhidas por drone operado por equipe do TCE com dados relacionados, entre outros, a curvas de níveis e invasão de ruas e calçadas por casas ou estabelecimentos comerciais) foi entregue pelo conselheiro Arnóbio Viana ao prefeito de Bananeiras Douglas Lucena.

72AA8251-EBE6-4B52-A950-21544A231C84.jpeg

“Um presente importantíssimo não apenas para Bananeiras, mas, ainda, para os demais municípios do Brejo paraibano”, é como o prefeito municipal considerou os levantamentos aerofotogramétricos oferecidos pelo TCE.

“Esta é uma providência útil a qualquer intervenção urbanística”, disse ele ao estimar em R$ 20 mil o custo, apenas, de um estudo topográfico requerido para recente submissão ao Governo do Estado de projeto de intervenção urbana, no centro de Bananeiras.

Além de Areia e Bananeiras, compõem o Cimdurb, nesta fase inicial, os municípios de Alagoa Grande, Alagoa Nova, Arara, Borborema, Casserengue, Matinhas, Pilões, Remígio, Serraria e Solânea, todos com seus levantamentos já em mãos.

LITORAL NORTE – A etapa seguinte já envolve entendimentos com os prefeitos de João Pessoa e cidades do Litoral Norte da Paraíba. Isso inclui Baía da Traição, Bayeux, Cabedelo, Capim, Cuité de Mamanguape, Curral de Cima, Itapororoca, Lucena, Mamanguape, Marcação, Mataraca e Rio Tinto.

Para esta nova versão do Cimdurb o TCE reuniu, recentemente, em sua sede, tanto os prefeitos quanto os presidentes das Câmaras de Vereadores de cada um desses municípios, igualmente entusiasmados com o projeto.

 

49D69606-A883-4593-B26F-D0CE8D40CF4C.jpegF234EF90-FA96-499E-A4DF-25D7D224CF95.jpeg6B98A915-BE2F-4AB9-8BD0-9DE1AF231018.jpeg

Ascom/ TCE-PB

 

Fotos- Rafael Massoni.

 

 

‘Gabriel é para mim a maior representatividade de alegria’, diz pai do cantor morto em acidente aéreo

O pai do cantor Gabriel Diniz, morto na segunda-feira (27) em um acidente aéreo em Sergipe, afirmou nesta terça que o filho “é a maior representatividade da alegria”. Francisco Cizinato Lacerda Diniz falou com a imprensa durante o velório do filho, em João Pessoa.

“Este momento que a gente tá passando é difícil, é muito difícil realmente. Às vezes você pensa que está sonhando, mas não está. Neste momento, eu falo para os fãs que não se sintam tristes, porque o Gabriel é pra mim a maior representatividade da alegria. Eu não me incomodo se as pessoas se manifestarem com alegria neste momento, de maneira alguma. A gente tem que guardar as coisas boas que ele deixou pra gente”, disse o pai do cantor.

GD, como Gabriel Diniz era chamado, nasceu em Campo Grande (MS), mas foi criado em João Pessoa (PB), onde morava e construiu sua carreira, marcada pela irreverência nas letras, nas roupas e na presença de palco.

Gabriel Diniz — Foto: Reprodução/Instagram

Gabriel Diniz — Foto: Reprodução/Instagram

O estouro veio no segundo semestre do ano passado, com “Jenifer”, o grande hit do último verão. A música divertida sobre uma mulher encontrada no Tinder foi a primeira de Diniz a chegar ao topo das paradas de todo o Brasil.

Os maiores sucessos anteriores dele eram “Paraquedas”, com Jorge e Mateus (18 milhões de visualizações no YouTube) e “Acabou, acabou”, com Wesley Safadão (62 milhões). GD tinha empresários em comum com Safadão.

Gabriel Diniz canta em gravação do programa 'Só Toca Top', da TV Globo, no Rio de Janeiro, em julho de 2018 — Foto: Fábio Rocha/TV Globo

Gabriel Diniz canta em gravação do programa ‘Só Toca Top’, da TV Globo, no Rio de Janeiro, em julho de 2018 — Foto: Fábio Rocha/TV Globo

A queda da aeronave foi na tarde de segunda no povoado Porto do Mato, em Estância, sul de Sergipe. O corpo foi liberado às 21h do Instituto Médico Legal de Sergipe (IML), em Aracaju, e chegou por volta de 3h30 ao aeroporto Castro Pinto, na região da Grande João Pessoa.

O corpo de Gabriel Diniz chegou por volta de 5h desta terça-feira no ginásio onde acontece o velório, no bairro do Cristo Redentor.

Fãs chegaram de madrugada para velório

Durante toda a madrugada, fãs começaram a ocupar a entrada do ginásio Ronaldão para acompanhar o velório. A primeira parte da cerimônia, das 5h às 8h, ficou restrita à pedido da família. Após entrar no ginásio, fãs passavam por uma espécie de corredor para se aproximar do caixão de Gabriel.

O cantor Matheus, da dupla Matheus e Kauan, a youtuber e humorista Gkay e Renan da Resenha, também humorista, estavam entre os presentes.

Uma missa, também aberta ao público, será celebrada pelo Padre Luiz Carlos por volta de 15h. Uma hora depois, às 16h, o corpo do cantor seguirá em cortejo em carro aberto do Corpo de Bombeiros para o Cemitério Parque das Acácias, no bairro José Américo. O sepultamento será restrito a parentes de Gabriel.

Fãs de Gabriel Diniz fazem fila para ver caixão com o corpo do cantor em velório, em ginásio de João Pessoa  — Foto: Reprodução/TV Globo

Fãs de Gabriel Diniz fazem fila para ver caixão com o corpo do cantor em velório, em ginásio de João Pessoa — Foto: Reprodução/TV Globo

Mapa mostra local da queda de avião em que estava Gabriel Diniz — Foto: Arte G1/ Rodrigo Sanches

Mapa mostra local da queda de avião em que estava Gabriel Diniz — Foto: Arte G1/ Rodrigo Sanches

 

 

G1

 

 

OAB anuncia recurso contra cobrança de bagagem no transporte aéreo

bagagemA Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) anunciou nessa quinta-feira (22) que vai recorrer à Justiça Federal para suspender a resolução da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que aprovou novas regras para o transporte aéreo de passageiros, entre elas o fim da franquia de bagagens aos passageiros do transporte aéreo.

De acordo com a entidade, o fim da franquia vai permitir que as empresas aéreas possam impor qualquer tipo de cobrança “abusiva e onerosa” ao passageiro.

“A extinção da franquia de bagagens despachadas é medida desvantajosa para os usuários/consumidores e não há nenhuma garantia que haverá queda nos preços das tarifas. Isto é, a aplicação dos dispositivos impugnados deixa o usuário/consumidor a mercê das políticas de livre tarifação que as empresas queiram praticar”, diz a OAB.

As regras aprovadas pela Anac entrarão em vigor partir de 14 de março do ano que vem. Atualmente, a franquia de bagagens é de um volume de 23 quilos nos voos domésticos e de dois volumes de 32 quilos nos internacionais.

De acordo com a agência reguladora, as novas medidas colocam o Brasil em um patamar internacional, dão clareza ao consumidor sobre os serviços que estão sendo cobrados e tranquilidade ao mercado do setor aéreo.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Velório coletivo de vítimas do acidente aéreo será na Arena Condá, em Chapecó

 (Foto: Daniel Isaia/Agência Brasil)
(Foto: Daniel Isaia/Agência Brasil)

A Prefeitura Municipal de Chapecó confirmou hoje (30) que o velório das vítimas do acidente aéreo na Colômbia será realizado na Arena Condá, estádio da Chapecoense. O dia e o horário da cerimônia ainda não estão definidos, já que depende da liberação dos corpos e do transporte ao Brasil. A chegada dos corpos no município do oeste catarinense está prevista para sexta-feira (2).

Hoje à tarde, autoridades estiveram no estádio da Chapecoense para avaliar o espaço físico e planejar o velório coletivo. A cerimônia deverá reunir dezenas de milhares de pessoas que irão se despedir das vítimas, especialmente dos integrantes da delegação do clube alviverde.

À noite, no horário em que estava prevista a partida entre Chapecoense e Atlético Nacional de Medellín, pela final da Copa Sulamericana, haverá uma intensificação da vigília no estádio. O clube espera que os torcedores ocupem as arquibancadas da Arena Condá para homenagear jogadores, dirigentes e comissão técnica que morreram após o acidente aéreo.

Uma homenagem semelhante, organizada pela torcida do time colombiano, também está prevista para acontecer no estádio onde aconteceria o jogo, em Medellín.

Vigília e homenagens

Desde a manhã de ontem, quando as primeiras informações sobre a tragédia começaram a circular, a Arena Condá se transformou no ponto de reunião de torcedores, funcionários, jogadores e parentes das vítimas. Algumas pessoas armaram barracas e passaram a noite no estádio. O acesso principal para as arquibancadas ganhou uma espécie de memorial improvisado, onde foram colocados cartazes, fotos e flores para a equipe que morreu no acidente.

A auxiliar de cozinha Eliana de Toni levou as duas filhas para acompanhar a vigília no estádio. Após prestar homenagens no memorial improvisado, ela ressaltou que toda a equipe da Chapecoense tinha uma relação muito próxima com a cidade. “Eles eram pessoas muito simples, muito humildes. A gente encontrava em padarias, mercados, barzinhos, restaurantes. Eles vinham e conversavam, tiravam fotos. Nunca deixaram esse sucesso subir à cabeça”, lembrou a torcedora.

O lateral Cláudio Winck não havia sido escalado para a partida na Colômbia e, por isso, não estava no avião. Hoje de manhã, ele caminhou no gramado do estádio e conversou com amigos e torcedores. “A gente está sempre viajando, uma vez por semana tem voo de avião. Havia a expectativa de que a equipe voltasse para casa com um bom resultado na final, e acontece uma fatalidade dessas. Agora não tem como pensar em futebol, o momento é de mobilização para ajudar os familiares das vítimas”, afirmou o atleta.

Alguns torcedores que foram até a Arena Condá procuraram um local mais isolado nas arquibancadas para realizar vigília. A auxiliar de enfermagem Gleica Cristine Klaus chegou ao estádio com uma camisa autografada por jogadores, um manto do clube catarinense e um terço para oferecer orações às vítimas. “A gente estava vivendo o melhor momento da história da Chapecoense. Agora tem esse período de luto que vai demorar pra passar; mas em consideração aos nossos eternos guerreiros, a gente não pode deixar esse sonho acabar. Precisamos nos unir e reerguer esse time”, ressaltou.

Agência Brasil

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Papa Francisco reza pelas 150 vítimas do desastre aéreo nos Alpes franceses

Foto: EFE
Foto: EFE

O papa Francisco rezou hoje (29) pelos mortos em decorrência da queda do Airbus A320, na última terça-feira (24), nos Alpes franceses. “Confio a intercessão de Maria pelas vítimas do desastre aéreo de terça-feira passada (24), entre as quais havia também um grupo de estudantes alemães”, disse Francisco.

O papa conclamou os fiéis presentes à Praça São Pedro, no Vaticano, a aprender com Nossa Senhora a seguir o Senhor, mesmo quando seu caminho leva à cruz. O papa lembrou as vítimas do voo da Germanwings antes da oração mariana do Angelus, neste Domingo de Ramos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O copiloto Andreas Lubtiz, de 28 anos, é apontado pela investigação como responsável pela queda da aeronave, que transportava 150 pessoas, entre passageiros e tripulação. Segundo os investigadores, Lubtiz impediu que o capitão do voo – que tinha saído da cabine por um momento0 – retornasse, travando a porta e colocando o avião da Germanwings em descida contra os Alpes franceses.

 

Agência Brasil

Atletas franceses morrem em acidente aéreo na Argentina

(Foto: Reprodução / Instagram)
(Foto: Reprodução / Instagram)

Um grupo de atletas da França, que participava de um programa de entretenimento, está entre os dez mortos no acidente aéreo ocorrido nesta segunda-feira na Argentina, informaram fontes oficiais.

Dois helicópteros se chocaram em pleno voo, nas montanhas da zona turística de La Rioja, no Noroeste da Argentina, durante as filmagens de um reality show.

A velejadora Florence Arthaud, 57 anos, a campeã olímpica de natação Camille Muffat, de 25, e o pugilista olímpico Alexis Vastine. de 28 anos, estão entre os mortos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Aparentemente, os dois helicópteros colidiram quando estavam filmando. Não há sobreviventes”, disse o porta-voz da administração local, Horacio Alarcon. Ele informou que as condições climáticas eram boas e, por isso, não foi identificado ainda o motivo do acidente.

Fonte policial disse que morreram dois pilotos argentinos e oito passageiros franceses.

Fonte: Agência Brasil

OEA vai discutir bloqueio aéreo de países europeus a avião de Evo Morales

José Miguel Insulza, secretário geral da Organização dos Estados Americanos, se disse profundamente incomodado e afirmou que “nada justifica uma ação de tanto desrespeito”

 

evomoralesNesta terça-feira ,9, integrantes do Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) vão se reunir para discutir o bloqueio aéreo feito por quatro países europeus à aeronave do presidente da Bolívia, Evo Morales.

No início da semana, autoridades da França, da Itália, da Espanha e de Portugal não autorizaram que a aeronave, que vinha de Moscou, cruzasse o espaço aéreo alegando suspeitas de que o ex-funcionário da CIA (agência de inteligência dos Estados Unidos), Edward Snowden, estaria a bordo. O avião foi forçado a fazer um pouso de emergência na Áustria onde, segundo fontes de La Paz, foi revistado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Snowden, que denunciou o monitoramento feito por autoridades norte-americanas de e-mails e ligações telefônicas de cidadãos dentro e fora dos Estados Unidos, está, há quase um mês, em uma área de trânsito do Aeroporto de Moscou, considerada como “território neutro”.

Hoje (6) o presidente da Bolívia ofereceu “asilo humanitário” ao americano. No discurso feito em uma cidade no Sudeste do país, Morales deixou claro que a decisão é um protesto contra os países que impediram que a aeronave decolasse.

A reunião da OEA, marcada para a próxima terça-feira, ocorrerá na sede da organização internacional em Washington e será transmitida ao vivo no site da OEA. Há três dias, o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, cobrou explicações dos governos europeus. Em comunicado, Insulza se disse “profundamente incomodado” e ressaltou que “nada justifica uma ação de tanto desrespeito”.

 


Por Carolina Gonçalves, da Agência Brasil

* Com informações da Agência Boliviana de Informação

Única sobrevivente de acidente aéreo nos EUA fala pela 1ª vez em 25 anos

Rede de TV dos EUA mostra cenas do documentário em que Cecelia Cichan fala pela primeira vez (Foto: Reprodução)

Rede de TV dos EUA mostra cenas do documentário em que Cecelia Cichan fala pela primeira vez (Foto: Reprodução)

Única sobrevivente do acidente aéreo que matou todas as outras 154 pessoas dentro da aeronave e mais duas que estavam no local da queda do avião, em Detroit (EUA), em 1987, Cecelia Cichan concedeu a primeira entrevista em 25 anos.

Atualmente com 29 anos e casada, ela era uma menina, com 4 anos de idade, e perdeu seus pais e um irmão quando o avião caiu logo após decolar. “Penso no acidente todos os dias. É dificil não pensar quando olho no espelho. Tenho cicatrizes visíveis”, disse (assista a trechos da entrevista).

Ela foi encontrada sob escombros, e muitos acreditam que sua mãe a tenha protegido na hora do acidente. Cecelia foi criada por uma tia, e nunca apareceu publicamente ou deu entrevistas sobre o acidente.

Ela faz parte do documentário “Sole Survivor”, que vai ser lançado nos Estados Unidos e que se concentra na história de pessoas como Cecelia, que foram as únicas que se salvaram em grandes acidentes aéreos. Ela diz que aceitou falar pela primeira vez por não ser um trabalho com foco apenas em sua vida, mas na de pessoas que sobreviveram.

G1

Profissionais do SAMU ministram curso no aeroporto e encerramento terá simulação de acidente aéreo

 

Médicos e enfermeiros do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), Regional de Campina Grande, estão ministrando nesta semana o Curso de Formação e Reciclagem do Corpo de Voluntários de Emergência, que é promovido anualmente pela Infraero no aeroporto João Suassuna. O curso teve início na segunda-feira e será encerrado na próxima sexta-feira, 20, com a simulação de um acidente aéreo para treinar os profissionais dos órgãos que trabalham com urgência e emergência na cidade.

Na manhã desta terça-feira, 17, o tema “Hemorragia e Estado e choque” foi apresentado pelo coordenador do SAMU, o médico Antônio Henriques, que falou sobre a classificação clínica, as técnicas utilizadas no controle de hemorragias, tratamento pré-hospitalar e causas do estado de choque. Em seguida, o tema “Atendimento ao politraumatizado” foi apresentado pela também médica do SAMU, Áurea Virgínia Costa.

Estão participando do Curso de Formação e Reciclagem do Corpo de Voluntários de Emergência representantes de órgãos que trabalham com urgência e emergência, como o próprio SAMU, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Infraero, hospitais, entre outros.  Nesta quarta-feira, 18, o coordenador médico do SAMU, Milton Oliveira, irá abordar o tema “Asfixia e reanimação cardiopulmonar”.

Codecom