Arquivo da tag: adversário

Adversário do Campinense desiste de participar da Série D

Adversário do Campinense na primeira rodada do Grupo A-8 da Série D, conforme tabela divulgada pela CBF, o Serra Talhada não deve mais disputar a competição.

Nesta quinta-feira (04) a imprensa do interior pernambucano repercutiu declaração do presidente da equipe, José Raimundo, dando conta de que a agremiação não reúne condições financeiras para disputar a quarta divisão.

– Na última terça me reuni com membros da Federação Pernambucana e disse da minha posição de não participar. Não adianta ir para uma competição dessa sem o suporte financeiro. Procuramos honrar nossos compromissos. Achamos por bem não participar para preservar o nosso nome, mesmo sabendo de alguma punição que possa ter – alegou o dirigente.

O substituto

Caso se confirme a desistência do Serra Talhada, o Atlético Pernambucano, de Carpina, deve herdar a vaga.

Isso porque a equipe e ficou na segunda colocação do Grupo A e em quarto na classificação geral do Pernambucano 2016.

Conforme o técnico do Atlético-PE, Gabriel Lisboa, o time está aguardando apenas um posicionamento oficial da Federação Pernambucana de Futebol (FPF).

– Nós estamos prontos, mas dependemos de uma resposta imediata. Precisamos de um tempo de preparação para a competição e alguns atletas nossos foram emprestados. A Federação diz que está dependendo apenas uma posição da CBF – comentou o treinador.

Além do Campinense, o Grupo A-8 da Série D ainda conta com Itabaiana-SE e Fluminense de Feira-BA.

Esportes.pb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Flamengo confirma participação na Florida Cup 2017; Wolfsburg será adversário

ANDRÉ BORGES/ AGIF/GAZETA PRESS
ANDRÉ BORGES/ AGIF/GAZETA PRESS

A final da temporada 2016 ainda é incerta para o Flamengo, mas o início de 2017 já está definido. Nesta terça-feira, o clube carioca anunciou que disputará o torneio amistoso que tem se tornado tradicional para as equipes brasileiras.

“A Florida Cup é uma ótima oportunidade para iniciarmos a preparação para a temporada 2017 com o pé direito. Assim como em nosso Centro de Treinamento no Rio de Janeiro, nos Estados Unidos os jogadores terão a tranquilidade e a infraestrutura necessárias para treinamentos adequados e terão duas partidas desafiadoras pela frente”, comentou o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

“Além disso, disputar a competição é importante para nossa estratégia de marketing. Nos últimos anos, o Flamengo recuperou seu prestígio, se reestruturou, e hoje pode sonhar com a projeção internacional de sua marca”, seguiu o dirigente do clube.

Além da equipe carioca, o Wolfsburg também foi confirmado. O outro adversário dos flamenguistas ainda não foi definido, mas já se sabe que será uma equipe norte-americana.

Essa será a primeira vez do Flamengo no torneio que foi criado em 2015. Há dois anos, Corinthians e Fluminense foram os representantes brasileiros. Já em 2016, Internacional e Atlético-MG – que levou o título -, viajaram aos Estados Unidos para a disputa.

espn

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Botafogo conhece adversário na Copa do Brasil próxima terça

botafogoO Botafogo da Paraíba conhecerá na próxima terça feira, dia 2 de agosto, quem será seu adversário nas oitavas de final da Copa do Brasil. O sorteio será às 11h na sede da CBF e em seguida ocorrerá a definição da ordem de mando de campo. Entre os possíveis adversários do Belo estão : São Paulo, Corinthians, Grêmio, Santos, Atlético Mineiro, Cruzeiro, Internacional e Palmeiras.

O sorteio das oitavas de final da Copa do Brasil 2016 será realizado no dia 2 de agosto, terça-feira, na sede da CBF. O evento tem duas etapas: às 11h sai a definição dos confrontos e às 12h30 são apontados os mandos de campo.

A metodologia do sorteio é simples. Os 16 times são divididos em dois blocos.

No Bloco 1, ficam os cinco brasileiros que disputaram a Copa Libertadores 2016 (Atlético Mineiro, Corinthians, Grêmio, Palmeiras e São Paulo), o quinto colocado do Brasileirão 2015 (Internacional) e os dois clubes melhores colocados noRanking da CBF entre os classificados na 3ª fase da Copa do Brasil.

Já o Bloco 2 é ocupado pelos outros oito classificados na 3ª fase da atual edição da Copa do Brasil.

As equipes de um bloco podem enfrentar qualquer adversário do outro.

Na sequência da cerimônia de terça-feira, a Diretoria de Competições da CBF vai sortear a ordem dos mandos de campo.

É importante lembrar: depois que as oitavas forem disputadas, haverá novo sorteio para definir os duelos das quartas de final da Copa do Brasil 2016.

A CBF vai transmitir ao vivo pelo site e pelas redes sociais (Facebook e Twitter) da entidade.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Adversário do Campinense, Operário-PR é gerido por grupo de 42 empresários

operarioFundado em 1º de maio de 1912, o Operário Ferroviário Esporte Clube, Alvinegro da cidade de Ponta Grossa-PR, será o adversário do Campinense nas oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro. A agremiação é gerida atualmente por um grupo de 42 empresários, dentre os quais dois deputados, um estadual e outro federal.

O time paranaense ficou na segunda colocação do Grupo A-7, com 16 pontos distribuídos em cinco vitórias, um empate e duas derrotas, um aproveitamento de 66%. Seu último jogo foi ontem, em casa: vitória por 3 a 1 sobre o Resende-RJ.

Mesmo com uma campanha melhor do que a Raposa, o Fantasma, como vice-líder de chave, vai ter que fazer a primeira partida em casa e decidir a sorte jogando Amigão, em Campina Grande.

O duelo entre alvinegros e rubro-negros vai marcar o único choque de campeões estaduais em 2015 das oitavas. Se por um lado o Campinense conquistou o Paraibano no ano do seu centenário, do outro o Operário surpreendeu e atropelou o Coritiba no Paranaense, sagrando-se pela primeira vez campeão da elite daquele Estado.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Sediado numa cidade com 350 mil habitantes, o Fantasma tem uma torcida presente e manda seus jogos no estádio Germano Krüger, que hoje tem capacidade para 8.620 expectadores. A praça esportiva tem gramado de boa qualidade, medindo 109m x 72m. Lá o Operário ganhou os quatro jogos que mandou nessa Série D: 2 a 1 no RB Brasil, 1 a 0 no Ypiranga-RS, 1 a 0 no Inter de Lages-SC e 3 a 1 no Resende.

O técnico da equipe é o catarinense Itamar Shülle, de 48 anos, que iniciou seu trabalho no OFEC em outubro de 2014. Em maio, o treinador chegou até a ser especulado no Grêmio, que acabara de demitir Felipão. O profissional trabalhou no futebol paraibano em 2010, quando comandou o Botafogo-PB.

Do time campeão paranaense nesse ano, além de Itamar, mais de 10 jogadores permaneceram no alvinegro, dentre eles o goleiro Guilherme, o lateral Peixoto, os zagueiros Juan Sosa, Micael e Douglas Mendes, ex-Treze, os volantes Chicão, Lucas e Jhonathan Silva, os atacantes Peixinho e Paulinho, além do meia Eliomar.

No nacional, Shülle tem escalado a equipe no esquema 4-4-2, utilizando a seguinte base: Paulo Sérgio, Fagner, Juan Sosa, Douglas e Edson; Chicão, Lucas, Julinho e Rennan; Gilvan e Rossi.

O meia Renatinho, campeão paraibano pelo Campinense, chegou a iniciar a competição como camisa 10 do Operário-PR, mas hoje é uma das alternativas do técnico no banco.

Atual gestão

O Fantasma de Vila Oficina (nome do bairro onde o clube foi fundado) é gerido por 42 empresários da cidade de Ponta Grossa através de uma associação chamada Amigos do Operário, que é presidida por José Álvaro Goes Filho, tendo Antonio Luis Mikulis como vice-presidente.

Entre esses colaboradores estão os parlamentaresPlauto Miró Guimarães Filho (primeiro secretário da Assembleia Legislativa do Paraná) e radialista e advogado Sandro Alex, deputado federal.

O grupo comanda os destinos do Operário-PR desde o início do ano passado.

No modelo de gestão adotado, a associação propõe que cada um dos 42 membros adquiram uma espécie de plano especial de sócio-torcedor, o qual custa R$ 2 mil por mês. Além disso, cada integrante precisa ainda angariar mais cinco sócios para pagar mensalmente R$ 500,00.

Fora isso, o Operário-PR conta com os planos para os sócios-torcedores comuns.

Histórico no Campeonato Brasileiro

Esta é a terceira participação do OFEC na quarta divisão nacional. Em 2010 a equipe ficou na sexta colocação, saindo para o Madureira-RJ nas quartas de final. No ano seguinte, o Operário-PR ficou na 24ª posição.

Atual 136º colocado no Ranking Nacional de Clubes da CBF, o time de Ponta Grossa-PR acumula ainda três participações na Série A do Brasileiro (1979, 1980 e 1989), duas na Série B (1990 e 1991) e duas na Série C (1992 e 1993).

 

paraibaonline

Ataque a adversário não rende voto, diz Datapopular

pesquisa 2Pesquisa do Datapopular mostra que 73% dos entrevistados acreditam que “um político que fala mal de um adversário” age assim porque “não tem proposta”.

Pega mal adotar a chamada “campanha negativa”, aquela que ressalta apenas os eventuais erros e defeitos do oponente. Para 71%, o político que age assim “só está interessado em ganhar a eleição”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Apenas um segmento menor endossa esse comportamento. Para 21%, o político estaria “interessado em alertar a população”. Na visão de 18%, “em melhorar a vida das pessoas”.

Segundo o Datapopular, 86% dos entrevistados afirmaram que já insultaram ou falaram mal dos políticos. No entanto, apenas 22% admitem simpatizar com o candidato que ataca o oponente.

Em resumo, quem disputa eleição deve ter cuidado ao atacar, constatou o Datapopular. A pesquisa ouviu 2.016 pessoas em 53 cidades na última semana de junho.

 

 

blogdokennedy

Justiça mineira manda prender jornalista adversário de Aécio

JONAS PEREIRA/AGÊNCIA SENADO
JONAS PEREIRA/AGÊNCIA SENADO

O jornalista mineiro Marco Aurélio Flores Carone, diretor de redação do site novojornal.com, foi preso na manhã dessa segunda-feira (20) em Belo Horizonte por autorização da juíza Maria Isabel Fleck, da 1ª Vara Criminal da capital mineira. Carone foi denunciado pelo Ministério Público estadual em novembro por formação de quadrilha, falsificação de documentos públicos e particulares, falsidade ideológica, uso de documento falso, denunciação caluniosa majorada e fraude processual majorada – todas acusações relativas ao contato entre o jornalista e o lobista Nilton Monteiro, que tornou pública a Lista de Furnas após ter colaborado com suposto esquema de desvio de dinheiro da estatal.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A juíza entende que ambos fazem parte de uma quadrilha cujo objetivo é “difamar, caluniar e intimidar” adversários políticos, e autorizou a prisão preventiva do jornalista para impedir novas publicações. Além disso, aponta o fato de que o NovoJornal seria financiado com dinheiro de origem ilegal, uma vez que o site não contaria com anunciantes suficientes para manter a página.

Carone, amparado pelo bloco parlamentar Minas Sem Censura, que reúne deputados estaduais de PT, PMDB e PRB, negam as acusações e denunciam perseguição política e investida dos aliados do senador Aécio Neves (PSDB) para calar o NovoJornal. “Ora, se você estabelece a prisão preventiva para evitar a publicação de material jornalístico, está oficializada a censura prévia”, lamenta o deputado Rogério Correia (PT), vice-líder do bloco Minas sem Censura.

“Assim que voltarmos do recesso, vamos convocá-lo para prestar depoimento na Comissão de Direitos Humanos da Assembleia. Nesse caso, ele pode vir mesmo estando preso, para denunciar a perseguição promovida pelo PSDB de Minas contra seus adversários políticos”, defende o parlamentar, que afirma já ter sido alvo de prática similar. “Quando do surgimento da Lista de Furnas, encaminhei o relatório à Polícia Federal e, por isso, o vice-presidente nacional do PSDB tentou a cassação do meu mandato. É a mesma situação. A censura tem agentes no Ministério Público e no Judiciário, mas, quando é com a imprensa, quem organiza a perseguição é a própria irmã do senador, Andréa Neves.”

NovoJornal, em texto publicado no ano passado, acusa a irmã de Aécio, que é jornalista e integrará a direção da campanha a presidente do tucano, de ter procurado anunciantes do portal à época e intimidá-los para que parassem de investir no “jornaleco da oposição”. O senador Aécio Neves foi procurado pela RBA por meio do diretório nacional do PSDB para comentar o caso, mas não deu resposta à reportagem até o momento da publicação.

A Lista de Furnas é um documento que revela as quantias pagas a políticos de PSDB, PFL (hoje DEM) e PTB em esquema de desvio de verbas intermediado pelo publicitário Marcos Valério em 2000, com o objetivo de abastecer o caixa dois de campanha desses partidos nas eleições de 2002, caso que ficou conhecido como “mensalão tucano” por envolver os mesmos personagens e operações envolvendo denúncias contra o PT em 2005. O PSDB nega a existência do esquema, que pode ter movimentado mais de R$ 40 milhões, e a autenticidade da Lista de Furnas, embora a Polícia Federal tenha comprovado, em perícia, que a lista conta com a caligrafia de Dimas Toledo, então presidente da estatal de energia. O caso aguarda julgamento no Supremo Tribunal Federal; o julgamento contra o PT foi realizado entre 2012 e 2013, e condenou 36 pessoas.

Em entrevista realizada em agosto do ano passado e divulgada pelo Youtube, o ex-advogado de Nilton Monteiro Dino Miraglia afirmou que o caso de Furnas envolveria até o assassinato da modelo Cristiana Aparecida Ferreira, em agosto de 2000 – segundo ele, além de trabalhar como garota de programa para os envolvidos no esquema, ela era ainda responsável por transportar o dinheiro desviado da estatal em malas. O assassinato, registrado como suicídio até a revelação de sinais de asfixiamento da modelo, seria queima de arquivo, uma vez que a modelo queria abandonar a quadrilha.

Miraglia abandonou a defesa do lobista Monteiro após ter a casa invadida por dez policiais militares que tinham mandato para procurar um documento falso, mas que teriam aproveitado a oportunidade para ameaçar sua vida. O motivo teria sido o pedido do advogado para enviar a Lista de Furnas ao STF.

 

por Diego Sartorato, da RBA

Presidente do Cruzeiro vai ver jogo do Atlético Mineiro com uma missão: “Secar um pouco nosso adversário”

atletico-semifinal-newells-size-598Para Tavares, o bordão “Atlético é Brasil na Libertadores” não se aplica em Minas Gerais. Provocador, o presidente cruzeirense disse ao programa Primeiro Tempo, do canal Bandsports: “Evidentemente que não é Brasil. A nação azul, que é a maior em Minas Gerais não vai torcer pelo nosso maior adversário. Apenas uma parte pequena de Minas está torcendo pelo Atlético. A grande maioria torcerá pelo Olímpia”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O dirigente ainda comentou o fato do Atlético Mineiro ter que enfrentar o Olímpia no Mineirão, estádio que não é considerado a casa do Galo. Depois da reforma e construção da arena, os atleticanos preferiram jogar no estádio Independência, onde têm obtidos seguidos resultados positivos. No próximo domingo, pelo Campeonato Brasileiro, Cruzeiro e Atlético vão se enfrentar no Mineirão, estádio escolhido pelos cruzeirenses para mandar seus jogos.

“Cada um dos clubes escolehu como sua casa, um estádio cujo tamanho corresponde ao tamanho de sua torcida. O Atlético acham que estão melhor acomodados no Independência que tem capacidade para 18 mil pessoas. Nós do Cruzeiro optamos pelo Mineirão, que pode receber 62 mil espectadores. É de acordo com o tamanho da torcida de cada um”, provocou Gilvan que lembrou ainda: “Neste ano, jogamos tr~es vezes e vencemos duas”.

 

terramagazine

Sobrinho de chefe de Gabinete de Prefeito invade passeata de adversário e atropela 15

À medida que se aproxima o dia 7 de outubro, as eleições municipais na Paraíba estão ficando perigosas.

Além dos atentados contra políticos em várias cidades durante o perídio eleitoral, foi registrado na noite deste domingo (30), na cidade de Caaporã, mais um ato de violência por causa do acirramento político.

O sobrinho do chefe de gabinete da Prefeitura, conhecido por Diego Chaves, invadiu uma passeada do candidato da oposição, Kiko (PSDB), atropelando quatro 15 pessoas que participavam do evento.

O carro do acusado estava adesivado com a propaganda do atual prefeito, Dr. João, do PMDB, que é candidato à reeleição.

Com o impacto, pelo menos 15 pessoas ficaram feridas, entre elas jovens, adultos, idosos e até mesmo uma criança de cinco anos, que teve fratura exposta em uma das pernas. As vitimas foram todas socorridas para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital, umas em estado bastante grave.

Populares tentaram linchar o autor do atropelamento. Ele foi preso em flagrante e está detido na delegacia de Pedras de Fogo.

MaisPB

com PB Agora

A duas semanas das eleições, prefeita desiste de disputar reeleição e se alia ao principal adversário

Faltando apenas duas semanas para a realização do pleito eleitoral de 2012, a prefeita do município de Conceição, Vani Braga (PSD), desistiu de concorrer à reeleição. A decisão da irmã do deputado estadual Wilson Braga, ocorreu após a juíza da 41ª Zona Eleitoral, Andréa Arcoverde, cancelou a candidatura de Vani por suposto abuso de poder político. O mais inusitado da desistência dela é a aliança agora formada com o seu principal adversário e sobrinho, Alexandre Braga (PDT).

Vani, apesar do parentesco, havia rachado politicamente com Alexandre e, em algumas ocasiões teria chegado a falar, em público, que preferia que Nilson Lacerda (PSDB), seu outro concorrente, vencesse as eleições ao invés do seu sobrinho.

Com a decisão de Vani Braga, a disputa em Conceição será travada entre Nilson Lacerda (PSD) e Alexandre Braga (PDT.

Além de ter seu registro cancelado em primeira instância por abuso de poder político, Vani também havia tido a candidatura barrada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), por cinco votos contra um, por enquadrar-se na Lei da ‘Ficha Limpa’.

As duas ações contra a candidatura de Vani, inclusive, foram impetradas na Justiça por Alexandre Braga.

Fonte: Politicapb