Arquivo da tag: acredita

Maranhão afirma que presidente acredita nele para disputa do Governo em 2018

O senador José Maranhão se reuniu com o presidente Michel Temer nessa terça-feira (6) no Palácio do Planalto, em Brasília, num encontro fora da agenda oficial da presidência. Foram tratadas questões administrativas relativas ao Estado e também sobre as eleições deste ano.

O senador afirmou que o presidente reforçou que o MDB deveria estar presente na disputa ao Governo do Estado neste ano e que acredita na força da sua candidatura junto ao eleitor paraibano.

Além disso, Maranhão afirmou que o presidente garantiu o repasse de recursos para a conclusão das obras do Eixo Norte da Transposição do Rio São Francisco, que vai beneficiar cidades do Sertão paraibano.

Clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Rodrigo Caetano acredita no tropeço do Palmeiras e banca Zé Ricardo em 2017

ze-ricardoO Flamengo disputa o título do Campeonato Brasileiro com o Palmeiras. O rubro-negro tem 57 pontos, três atrás do Verdão. O blog conversou com o diretor-executivo de futebol do Flamengo, Rodrigo Caetano, sobre a luta pela taça, gestão do clube carioca, Zé Ricardo e a difícil convivência entre dirigentes profissionais e amadores no futebol. Acompanhem a entrevista exclusiva.

Flamengo X Palmeiras 

”Tenho a expectativa do Flamengo chegar na frente do Palmeiras. A gente sabe que é difícil porque o Palmeiras não está somente três pontos à frente, na verdade está quase a quatro pontos por conta do saldo de gols. O que anima o Flamengo, como está muito equilibrado, é como se fosse o jogo dos erros. Não só você tem que ter a performance de fazer o seu resultado, mas na esperança do teu concorrente em algum momento ter um deslize, um tropeço. Da mesma forma que o Palmeiras espera isso do Flamengo para também distanciar, nós esperamos isso do Palmeiras para que nos aproximemos deles. Claro, a gente não pode esquecer nunca do Atlético-MG também, Santos, mas no caso do Palmeiras a esperança de que em algum momento haja o deslize e nós tenhamos daqui até o final da competição, foco 100%, aproveitamento 100%. Essa é a idéia”.

Flamengo chegou pela gestão ou montagem do elenco

”Eu acho que os dois. Passou por um período de muita dificuldade porque a gestão sempre teve como objetivo sanear as dívidas, recuperar o clube, recuperar a credibilidade. O que eu vejo desse ano, principalmente, é que houve um investimento que para muitos não aparece. Investimento na tecnologia e nos equipamentos no Centro de Treinamento. Então, isso fez com que, mesmo com todas essas viagens, o Flamengo tivesse uma performance de poder bater uma liderança. Eu acredito somada à montagem de elenco e a boa performance de jogadores, viabilizada pela melhoria da infraestrutura, acho que é um somatório que vem dando resultado”.

Zé Ricardo é realidade

”Na minha visão, ele é uma realidade, dentre os bons técnicos do futebol brasileiro. Se você perguntar, ele está totalmente formado, num processo de formação porque é óbvio vem enfrentando situações as quais ele não enfrentava quando treinava as divisões de base, mas a nível de conteúdo, de metodologia de trabalho, de conhecimento, ele está preparado e se preparou para esse momento. Então, todas as demais questões, eu acredito que ele conta também com uma equipe altamente qualificada que dá o suporte que auxilia ele nessa questão da formação das outras características que um técnico tem que ter e que adquire isso com a experiência. Mas eu vejo ele sim como um dos futuros técnicos de ponta do futebol brasileiro num curto espaço de tempo”.

Zé Ricardo vira o ano como técnico ou depende do título 

”Vira, sem dúvida. Quando você consegue identificar um profissional dessa qualidade, que conhece o Flamengo, que tem conteúdo e que também se coloca como parte integrante de uma equipe multi-disciplinar e interdisciplinar, não tem porquê você modificar, já que a filosofia do Flamengo é essa”.

Flamengo vai dominar o futebol brasileiro num futuro próximo

”Olha, se tiver uma capacidade de investimento maior, é claro que a nível de mercado, vai ter uma vantagem, mas isso vai depender muito das escolhas, vai depender muito de manter essa política, não digo da austeridade, mas da responsabilidade. O Flamengo hoje tem 35% do seu orçamento destinado ao futebol. A esperança é que, com o passar dos anos, com a situação financeira mais equilibrada, reinvestimento no patrimônio, que o Flamengo consiga atingir 50%. Isso que o Profut limita em 70% ou 80%. O Flamengo trabalha com metade disso. Então, por conta justamente da oportunidade e momento de sanear o clube. Se bem gerenciado, não dá para dizer que o Flamengo vai nadar de braçada, mas se tiver uma gestão competente daqui para a frente, a possibilidade de ter equipes mais competitivas, ela óbvio que aumenta”.

Diego sobra no futebol brasileiro

”Diego não é só apenas um grande jogador tecnicamente. Ele é um grande profissional, uma surpresa altamente positiva, um dos grandes exemplos daqueles atletas que vão para a Europa e retornam. Você ter atletas como Diego, Ederson, Paolo Guerrero, eu como gestor não me limito a avaliá-lo somente pelo que ele me dá dentro de campo, mas fora dele. Exemplos positivos como comprometimento, foco, o cuidado que ele tem na parte física, clínica, o entendimento do jogo, querendo sempre estar atualizado. Isso passa um exemplo altamente positivo para os demais do elenco e facilita demais a questão da gestão do técnico e minha também”.

Reforços para 2017 e vendas de atletas

”Temos alguns jogadores no radar. A gente pretende ter uma mudança muito menor de elenco porque a gente vem se preparando para isso, mas é óbvio que o momento não é de falar sobre isso. Nós temos aí uma disputa em aberto, mas a gente vem planejando as conversas internas em relação as nossas necessidades, é o que nós projetamos para 2017 e os possíveis nomes, isso a gente já vem fazendo, mas o momento de atuar mais firmemente no mercado não é agora porque senão eu acredito que o prejuízo seria muito maior. Temos coisa grande em disputa”.

Flamengo e seu histórico de arrancadas finais para o título 

”Não tem nada disso. É claro que tem esse estigma, é o que o torcedor acredita, mas eu acredito em trabalho e os nossos concorrentes vêm realizando um grande trabalho também. A esperança, como eu disse no início, possa haver um desequilíbrio, um deslize dos nossos concorrentes para que o Flamengo possa subir. Da nossa parte, nós faremos de tudo para que não ocorra conosco, a nível de concentração, de comprometimento, de foco, não vai haver. Vão haver sim jogos dificílimos daqui para a frente, as dificuldades elas vão ser tanto para nós como Palmeiras, Atlético, Santos, principalmente, mas o Flamengo vai tentar fazer a sua parte. No que eu acredito é que se o Flamengo fizer a sua parte, em algum momento é muito difícil você manter esse índice de aproveitamento e a gente espera que o Flamengo mantenha e os nossos concorrentes não”.

Executivos X Dirigentes amadores

”Eu penso que tem papéis distintos. O grande dilema é um profissional entender a sua função, sua atribuição e da mesma forma o dirigente estatutário, amador. Quando nós vimos muitas vezes esse suposto conflito é por justamente a falta de entendimento. O dirigente profissional ou executivo, ele não vislumbra ter mais ou menos poder. Nós não queremos poder. Nós queremos as informações, digamos, o que nós temos de ferramentas para a melhor tomada de decisão seja realmente levada em consideração. Da mesma forma que no nosso entendimento, o dirigente estatutário, ele existe para estabelecer as diretrizes, cobrar as metas estabelecidas dos profissionais que vão executar. Quando esses papéis muitas das vezes se invertem ou na verdade eles se confundem, aí é que o problema na gestão do futebol brasileiro. Para isso aí realmente não há mais espaço, o sistema está falido. Enquanto determinados clubes não entenderem que o dirigente amador estabelece as diretrizes, cobra e exige que as metas sejam atingidas e quiser entrar para dentro da operação do negócio sem o devido conhecimento e a devida preparação, aí nós vamos retomar e encontrar os motivos pelos quais muitos clubes enfrentaram problemas e construíram essa dívida astronômica que a maioria deles, infelizmente enfrenta”.

Rodrigo Caetano tem contrato com o Flamengo até dezembro de 2018. Foi ex-jogador e se tornou executivo no RS Futebol Clube. Depois, trabalhou no Grêmio, Vasco e Fluminense, até chegar ao Flamengo à convite do atual presidente Eduardo Bandeira de Melo.

blogdopraetzel

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Associação de Vaqueiros acredita que STF possa rever proibição de vaquejada

vaquejadaO presidente da Associação dos Vaqueiros do Brasil, Cícero Andrade, comentou, nesta sexta-feira (7), a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em proibir as vaquejadas.

Em entrevista ao programa 60 minutos, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Anderson Soares, na Rádio Arapuan FM, Cícero Andrade disse que ainda acredita que a decisão não sirva para todo o país e tem esperança que o Supremo ainda possa rever a decisão.

De acordo com Cícero Andrade a vaquejada faz parte da cultura do Nordeste e gera muitos empregos para a região.

Ele também falou das críticas ao esporte por maltratar os animais. Cícero alegou que medidas tem sido tomadas e considerou que se for levada em consideração todos os possíveis danos sofridos pelos animais outros esportes como rodeios, touradas e corridas também podem  sofrer as  mesmas sanções.

Roberto Targino – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

7 mitos que toda mulher acredita na gravidez

 

gravidezQuando uma mulher fica grávida, várias coisas mudam na vida da futura mamãe. Além dos cuidados que se deve tomar, existem outras coisas que aparecem a deixando mais preocupada. Dentre essas coisas, algumas são consideras mitos pelos médicos.

Pesando nisso, separamos alguns desses mitos para você:

1. Desejos de grávidas

É um dos mais famosos mitos que sempre são ouvidos pelas futuras mamães e papais. A ideia de que o bebê nascerá com uma mancha na pele se a gestante não ingerir determinado alimento é completamente absurda e sem qualquer fundamento.

2. Bebê cabeludo

Quando a futura mamãe sente azia, significa que o bebê será cabeludo. O mito antigo não possui base científica e não deve ser levado a sério. A irritação e possíveis desconfortos no estômago normalmente estão relacionados a alterações hormonais.

3. Sexo na gravidez

Ao contrário do que muitos pensam, fazer sexo durante a gravidez não prejudica o bebê e o pênis não incomodará o feto. Seguindo pequenas regras e posições específicas, especialmente nos últimos meses de gestação, o casal pode transar tranquilamente.

4. Sexo do bebê pelo formato da barriga

O mito de que barriga pontuda indica gravidez de menino e redonda significa gravidez de menina não possui relevância científica.

5. Comer por dois

O período normalmente pode deixar a mulher com mais fome, mas não significa a necessidade de exagerar nos pratos ou forçar o apetite. Manter um cardápio equilibrado e o peso sob controle, aliás, é mais saudável para a mãe e para o bebê.

6. Gatos na gravidez

Além de ser cruel abandonar o animal de estimação, ele não é responsável por transmitir doenças se vive dentro de casa e está com a vacinação em dia.

7. Exercícios físicos

Com orientação médica e acompanhamento, a gestante só terá benefícios em manter o corpo ativo.

Fonte: Bolsa de Mulher

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Raniery comenta passagem de Olenka pela ALPB e acredita que meta de adversários é acabar com PMDB na PB

Raniery-PaulinoNão é de hoje que os partidos políticos se unem e brigam por alianças, não apenas na Paraíba, mas no país inteiro. Aqui o deputado estadual Raniery Paulino (PMDB) analisou a saída da suplente de deputada Olenka Maranhão (PMDB) da Assembleia Legislativa, bem como a aliança entre o PMDB e PSDB na Capital paraibana.

Olenka como suplente se tornou titular após articulação e gesto do governador Ricardo Coutinho (PSB) em convidar o deputado estadual Trócolli Júnior para assumir uma secretaria de Estado. Assim, ele beneficiou o PMDB que foi decisivo para sua reeleição em 2014.

O rompimento foi declarado no mês de julho de 2016, após o PMDB sacramentar aliança com o PSD e PSDB, no âmbito de João Pessoa e assim ficar contra o projeto da candidata do governador à prefeitura da Capital, Cida Ramos.

Com esse troca troca de lados, Raniery comentou a saída da colega da Assembleia e a importância de Trócolli.

“Infelizmente todos esses projetos que estavam em andamento na secretaria de Trócolli paralisaram da noite para o dia. E isso me entranhou, apesar da responsabilidade de nomear ou tirar cargos comissionados no Governo é do Governador! Mas se o alvo era a deputada Olenka, ele utilizou o deputado Trócoli para isso. Eu me solidarizo com a deputada Olenka”, afirmou Raniery destacando ainda que a peemedebista cumpriu com proeza seu mandato e mandou um recado para o governador e os tucanos. “São forças fortes, mas eles não vão conseguir acabar o PMDB não.”

De acordo com Paulino, tanto filiados do PSDB e como do PSB estão associados na tentativa de desestabilizar o PMDB no Estado, mas que os verdadeiros peemedebistas não permitirão tais inciativas. “Tem partidos ai que querem dar aula de coerência, mas Ave Maria, estavam unidos a quatro anos atrás, portanto eu tenho dificuldades de assimilar certas aulas de coerência”, disse.

Por fim o deputado peemedebista afirmou eu a solução para parte dessa crise ideológica dos partidos e a Reforma Política que permitirá o fim desse arco íris de coligações nas eleições proporcionais. “Isso seria uma forma de diminuir essas negociações que as vezes reúne partidos de extrema esquerda com partidos de extrema direita.”

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Hervázio volta a negar ‘golpe’ para impedir CPI do Empreender e acredita que CPI do Telemarketing será instalada próxima semana

hervazioDesde o anúncio de sua criação que a CPI do Telemarketing causa polêmica. Acusada pela oposição na Assembleia Legislativa de ser um ‘golpe’ para impedir a instalação da CPI do Empreender, ainda não estão definidos os nomes de quem vai participar das investigações.

Em entrevista ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM, nesta terça-feira (14), o líder do governo, Hervázio Bezerra (PSB), afirmou que não depende dele ou de qualquer parlamentar a implantação, pois esta é a decisão do presidente, apesar de caber recursos ao plenário.

“Quero crer e conversei hoje com Galdino e acho que na semana vindoura vai ser instalada essa CPI”, afirmou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Para justificar a necessidade da instalação da CPI, o deputado lembrou que na semana passada foi “infortunado” pelos telemarketings, onde vai atender achando que é uma coisa séria e na verdade é alguém oferecendo plano de saúde, entre outros. Ele também falou da dificuldade de cancelar linhas telefônicas ou TV por assinatura, apesar de já existirem leis que restringem o tempo do atendimento.

Marília Domingues

Amadeu Rodrigues acredita que pleitos da FPF serão atendidos pela CBF

amadeuO presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues, analisou de forma positiva as reuniões que manteve com o atual presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, e o presidente eleito, Marco Polo Del Nero, no Rio de Janeiro, nesta terça-feira (06), para discutir investimentos da CBF no futebol paraibano.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Em contato com a reportagem do Portal MaisPB, Amadeu revelou que entregou vários ofícios aos representantes da CBF com pleitos da FPF e todos os diretores da Confederação se mostraram sensíveis aos pleitos da Federação paraibana. Entre as reivindicações, Amadeu citou a solicitação de um instrutor da FIFA para realizar cursos de reciclagens com os árbitros paraibanos e a construção de um CT (Centro de Treinamento) no estado.

“Foram vários pleitos, amanhã quando chegar a Paraíba vou conceder entrevista a coletiva a imprensa e revelar todos. Mas, posso antecipar que estou muito confiante que nossas solicitações serão atendidas, pois os diretores da CBF se mostraram muito receptivos as nossas propostas”, afirmou.

Outro ponto discutido foi o início do Campeonato Paraibano em janeiro, o que pode provocar punição para Botafogo, Campinense e Treze, que também irão disputar competições nacionais. O Regulamento da CBF não permite que clubes que participem de campeonatos organizados pela entidade máxima do futebol brasileiro disputem jogos oficiais no período de férias e pré-temporada do calendário nacional.

O Campeonato está marcado para começar no próximo dia 17. A FPF defende o adiamento da abertura, por temer as punições a times paraibanos. O Treze vai disputar a Série D do Brasileiro, enquanto o Campinense está na Copa do Brasil e Copa do Nordeste. Já o Botafogo joga a Série C e as mesmas competições que a Raposa. Amadeu Rodrigues acredita que uma solução seria incluir Botafogo, Campinense e Treze na tabela somente a partir de 1º de fevereiro.

Além de Amadeu, integraram a comitiva da FPF: o vice-presidente Nosman Barreiro, a ex-presidente Rosilene Gomes e seu filho Sandro Gomes, além dos irmãos advogados Marcos e Hilton Souto Maior.

Cristiano Teixeira – MaisPB

Deputado não acredita em traições, mas cobra “compromisso” dos que assinaram lista em apoio a Galdino

lindolfo-piresAo contrário do seu colega Tião Gomes (PSL), o deputado Lindolfo Pires (DEM) não quer nem ouvir falar na palavra traição. Lindolfo acha que os apoiadores do candidato governista a presidente da Assembleia Legislativa manterão a palavra, embora tenha cobrado publicamente o “compromisso” assumido pelos que assinaram a lista em favor de Adriano Galdino (PSB).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
“Quem assina lista, tem intenção de votar. Os que colocam o nome (na lista) devem cumprir com o compromisso”, alertou Pires.

Segundo relatos do Blog do Wanderlan Farias, os deputados José Aldemir Meireles (PEN) e Manoel Ludgério (PSD) foram os primeiros a tocar no assunto, insinuando que o governador Ricardo Coutinho (PSB) não teria confiança em sua bancada e, por isso, teria obrigado os parlamentares a assinarem a lista de apoio a Galdino. Depois foi a vez de Tião Gomes (PSL), aliado do governador, afirmar publicamente que “trairagem” na eleição da Mesa da Assembleia seria um fato natural. Galdino conta com uma relação de apoio com 21 assinaturas de deputados. Se fosse pelo número de assinaturas, a eleição estaria decidida.

Mas, essa tal lista parece que acirrou ainda mais a disputa, embora o presidente Ricardo Marcelo (PEN), provável adversário do socialista, tenha adotado o silêncio como estratégia.

PB Agora

Folha acredita ter minado discurso de Aécio

aecioO jornal Folha de S. Paulo, da família Frias, acredita ter minado o discurso de ética e eficiência administrativa do candidato tucano Aécio Neves, com a denúncia feita sobre o aeroporto de Cláudio (MG). É o que o jornal sustenta em editorial publicado neste domingo. Leia abaixo:

O pouso do tucano

Ainda que tenha sido feito de maneira legal na gestão de Aécio Neves, aeródromo contradiz discurso de ética e eficiência administrativa

O senador mineiro Aécio Neves, candidato do PSDB à Presidência da República, dedicou boa parte dos últimos dias à tentativa de justificar a construção de um aeródromo em Cláudio (MG), num terreno desapropriado pelo governo do Estado durante a gestão do tucano.

Revelado por esta Folha no último domingo, o episódio desde logo chamou a atenção. Primeiro, porque as terras pertenciam a Múcio Tolentino, tio-avô de Aécio e ex-prefeito de Cláudio. Depois, porque o uso da pista de pouso, pronta em 2010, dependia da autorização dos familiares do senador.

Com 1 km de comprimento e condições de receber aeronaves turbo-hélice de pequeno e médio porte (até 50 passageiros), o aeródromo custou R$ 13,9 milhões aos cofres públicos, sem contar a indenização pela desapropriação. O valor oferecido pelo Estado, R$ 1 milhão, é até hoje discutido na Justiça.

De acordo com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a pista ainda não teve sua operação liberada ao público. Mesmo assim, Fernando Tolentino, um dos filhos de Múcio, afirmou que ao menos um avião a utiliza por semana.

Entre os usuários estaria o próprio Aécio Neves. Seu refúgio favorito, a Fazenda da Mata, situa-se a 6 km dali. Nas inúmeras explicações que deu ao longo da semana, o tucano não confirma nem nega que tenha aterrissado em Cláudio. O candidato também se eximiu de dizer por que as chaves do local ficavam nas mãos de seus parentes.

Há mais, contudo. Nova reportagem desta Folha mostrou que, em 2001, o tio-avô de Aécio sofreu o bloqueio judicial da área onde está o aeródromo. O Ministério Público pede o ressarcimento dos gastos na construção de uma pista de pouso de terra em 1983, quando Tancredo Neves era o governador mineiro, e Múcio, prefeito de Cláudio.

Para quem não podia dispor de parte das terras, a desapropriação não chega a ser mau negócio. E a indenização, paga com recursos de Minas, poderá ser usada por Múcio para, caso seja condenado, quitar sua dívida com o governo mineiro.

Diante desses fatos, soam no mínimo inverossímeis as declarações de Aécio segundo as quais seus familiares não teriam se beneficiado pela obra. Também caem em descrédito as justificativas técnicas apresentadas pelo tucano.

Pela narrativa oficial, o aeródromo tem importância para as indústrias locais, e a pavimentação da pista de terra representava a opção mais econômica para o Estado.

Mais econômico, na verdade, teria sido não fazer obra nenhuma. A demanda por voos em Cláudio é pequena, e o aeroporto de Divinópolis fica a 50 km de distância.

Ainda que todo o processo tenha sido feito de maneira legal, como sustenta Aécio Neves, restará uma pista de pouso conveniente para o tucano e seus parentes, mas de questionável eficiência administrativa. Não é pouca contradição para um candidato que diz apostar na união da ética com a qualidade na gestão pública.

 

brasil247

Juiz que ajudou a criar lei da Ficha Limpa acredita em tese que apontaria inelegibilidade de Cássio

marlon reisO juiz Marlon Jacinto Reis, um dos criadores do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral e incentivador da Lei da ficha Limpa e do Projeto de Lei que visa promover a Reforma Política e eleitoral no País, comentou nessa terça-feira (15) como vê a aplicação da lei.

 

No entender Reis, o prazo de contagem para casos de inelegibilidade se dá a partir da última data da eleição. “Eu entendo que é o ultimo momento, o segundo turno. No caso de eleição para o Executivo. A lei fala da data da eleição e não podemos dizer que o segundo não é uma eleição”, argumenta.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em se aplicando esse entendimento, seria beneficiada a tese da inelegibilidade do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB) que tem contado o tempo de inelegibilidade até antes do final da eleição, isto é, no segundo turno.

 

 

Ainda segundo o juiz, a lei da ficha limpa é aplicada a fatos ocorridos no passado. Reis lembrou que antes a lei condenava aqueles que cometiam abuso de poder político ou econômico a 3 anos de inelegibilidade, a pena passou a ser de 8 anos. “Essa decisão tem força vinculante. Se um Tribunal não cumprir essa decisão. O prazo é de 8 anos independente de ser pretérito a lei”, frisa.

A entrevista foi dada ao programa Correio Debate.

Paulo Dantas