Arquivo da tag: acordo

Sem acordo, Senado só deve votar reforma da Previdência em Plenário na próxima semana

O esforço do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para antecipar o calendário de votação da reforma da Previdência em Plenário não teve o apoio de todos os líderes da Casa. Com isso, as discussões que poderiam ser iniciadas nesta quarta-feira (11) só devem ocorrer na semana que vem, após o prazo regimental de cinco sessões de discussão. A previsão é que a votação seja concluída até 10 de outubro.

A inserção dos estados e municípios, que inicialmente ficariam de fora da reforma, é um tema que, na avaliação dos senadores, deve ser discutido sem pressa. Nesta terça-feira (10), o Senado debateu o assunto em uma sessão temática.

“De maneira coletiva, estamos dando a oportunidade para reconstrução desse país que todos nós defendemos diariamente. A gente sabe que uma reforma da Previdência, que mexe com a vida das pessoas, não é um debate fácil. Estamos votando essa matéria, que há muitos anos é debatida no Brasil, votando por conta da nossa responsabilidade”, afirmou Alcolumbre na sessão.

Em dez anos, a reforma deve gerar uma economia de R$ 1,2 trilhão aos cofres públicos, de acordo com dados do governo federal. O Regime Geral de Previdência Social (RGPS) seria responsável por economizar cerca de R$ 810 bilhões no período.

Para o senador Marcelo Castro (MDB-PI), o modelo de aposentadorias que dá privilégios a poucos brasileiros demonstra a urgência na aprovação da reforma. “Eu não tenho a menor dúvida de que é uma reforma imprescindível, indispensável, improrrogável. O Brasil precisa dela e nós, do Congresso Nacional, devemos isso à sociedade brasileira, sobretudo no aspecto de que penaliza os mais pobres. A população de uma maneira geral não sabe, mas é essa parcela que vive em maior dificuldade que paga as maiores aposentadorias do Brasil”, criticou o parlamentar.

De acordo com dados do Tesouro Nacional, o rombo da Previdência ultrapassou os R$ 100 bilhões no ano passado. O número é 8% maior que o contabilizado em 2017, quando o déficit atingiu R$ 93,4 bilhões.

“Os números mostram que o Brasil precisa reformar seu sistema previdenciário. Esse sistema não se sustenta matematicamente. Então, primeiro é uma etapa de construção, de um resgate fiscal do Brasil, mas esse é apenas o primeiro passo. A expectativa é de ter o trâmite o mais rápido possível, no limite do regimento. Então, acredito que no início de outubro já vamos ter tudo finalizado”, considera o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE).

PEC paralela

O Senado Federal tem avançado com a chamada PEC paralela para inserir estados e municípios na reforma, trecho que ficou de fora do texto aprovado na Câmara. A ideia dos senadores é que o texto alternativo substitua as alterações que seriam feitas na redação original da PEC 06/2019, o que evitaria atraso na tramitação e uma nova rodada de análise por parte dos deputados.

Além da inserção dos entes federados, a PEC paralela prevê também a garantia de que a pensão por morte não seja inferior a um salário mínimo e que o percentual acrescido à pensão, por dependentes menores de idade, seja ampliado para 20%. Para ser aprovada, a matéria precisa do apoio de, pelo menos, 27 dos 81 senadores.

PB Agora

 

 

Rodolfo Landim fecha acordo, e Jorge Jesus é o novo técnico do Flamengo

O Flamengo já tem um substituto para Abel Braga. Na manhã deste sábado, o clube acertou os detalhes finais e fechou a contratação de Jorge Jesus. O português chega ao Brasil em meados de junho e assume o time durante a parada da Copa América. O acordo é de um ano.

A negociação foi concluída em encontro com o presidente Rodolfo Landim, neste sábado, em Madri. Após a reunião, sorridente, o treinador confirmou o acerto.

– O que me convenceu principalmente foi a grandeza do Flamengo. São quatro os clubes mais famosos do mundo: Flamengo, Boca Juniors, Barcelona e Real Madrid. Portanto foi um dos motivos para eu aceitar, além de ganhar títulos. O Flamengo me dará uma possibilidade de ganhar a Libertadores, de ganhar o Mundial. Fiquei muitos anos no Benfica e ganhei tudo. E esse é o objetivo maior que fez com que eu aceitasse o desafio do Flamengo – disse Jesus, após o encontro.

Rodolfo Landim e Jorge Jesus selaram o acordo em encontro neste sábado, em Madri — Foto: Raphael De Angeli

Rodolfo Landim e Jorge Jesus selaram o acordo em encontro neste sábado, em Madri — Foto: Raphael De Angeli

Jesus disse que ainda não há uma definição em relação à comissão técnica e mostrou fome de trabalho. Afirmou que já começa a trabalhar hoje.

– Tenho o sonho de treinar no Brasil, e o Flamengo é uma das equipes mais fortes do Brasil. Vou falar com a minha comissão. Ainda não está definido se eles irão comigo. Já tinha a possibilidade, mas não tinha nada definido com o Flamengo. Eu tinha várias propostas em cima da mesa, e vou começar a partir de hoje.

– Conheço todos jogadores do Flamengo, mas não trabalhei com nenhum. Em Portugal acompanho (o futebol brasileiro) pelo Premiere. Acompanho 24 horas o futebol brasileiro, vários programas de televisão.

Rodolfo Landim e Jorge Jesus em Madri — Foto: Raphael De Angeli

Rodolfo Landim e Jorge Jesus em Madri — Foto: Raphael De Angeli

Jorge Jesus deu a entender que pedirá reforços para o Flamengo.

– É verdade que o Flamengo não é campeão (brasileiro) há 10 anos. Mas é o Flamengo. É um clube que tem estrutura, qualidade, bons jogadores, e podemos formar na minha opinião uma boa equipe. Acredito que vai contratar um ou outro jogador que considere importantes. Difícil levar jogadores portugueses por questões financeiras. Jogadores têm carreiras curtas, e financeiramente não vale ir para o Brasil. Eles têm uma carreira muito mais curta que a minha, que sou treinador. Então é difícil. Mas hoje o jogador brasileiro recebe um salário que pode competir com muitos países. Não digo Inglaterra, mas em outros países da Europa.

A negociação já estava encaminhada e faltava o encontro entre Jesus e Landim. É uma prática comum no Flamengo. O mesmo ocorreu na negociação com Abel Braga, em dezembro. Na época, a negociação foi conduzida pelo vice de Relação Externas, Bap, com participação de Marcos Braz. O martelo só foi batido, no entanto, após encontro do então presidente eleito com o treinador. O que ocorreu em um jantar, dois dias após a vitória de Landim nas eleições.

Após a reunião, Jorge Jesus vai acompanhar a final da Champions League, no Santiago Bernabéu, no camarote de Kia Joorabchian, um de seus agentes. Landim também estará no estádio. Entre os compromissos do presidente do Flamengo na Europa está um encontro com o presidente da Adidas, fornecedora de materiais esportivos do clube.

O Flamengo projeta que Jorge Jesus chegue ao Brasil antes do dia 20 de junho, quando o time se reapresenta após uma semana de folga na Copa América, e terá três semanas de treinos antes do retorno do Brasileirão.

G1

 

PM e UEPB fazem acordo de aproximação após polêmica entre policial e professora

Uma reunião entre o comandante-geral da Polícia Militar na Paraíba, coronel Euller Chaves, e o Reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Rangel Júnior, procurou colocar fim a uma polêmica que aconteceu na última terça-feira (31), envolvendo uma professora de processo civil e uma policial militar aluna do 7º período de direito, que foi impedida de fazer uma prova por estar fardada e armada, dentro do campus da UEPB de Guarabira, no Brejo, a 98 km de João Pessoa. O encontro para apaziguar a situação aconteceu no próprio campus, nesta sexta-feira (3), onde as duas instituições fizeram um acordo para desenvolver atividades para aproximar integrantes da universidade e da PM, a exemplo de especializações e um curso de direito penal militar que a UEPB vai oferecer.

Antes de chegar ao campus, coronel Euller se reuniu por mais de uma hora com a aluna policial militar envolvida no fato, a quem prestou solidariedade e apoio por causa da repercussão que o episódio teve. Em seguida, o comandante-geral participou de um encontro com todos os policiais militares do 4º Batalhão que estudam na Universidade Estadual da Paraíba, onde reafirmou a importância da qualificação profissional e acadêmica e conversou sobre a rotina deles na UEPB.

“Houve uma repercussão muito grande acerca do fato. Optamos por ir pessoalmente conversar com a nossa policial, escutamos atentamente as palavras dela e prestamos todo o apoio necessário. Conversamos também com os policiais que estudam no campus da UEPB e, em seguida, fomos a uma reunião com o reitor e professores. O caso está superado, colocamos nossas posições acerca do episódio na discussão e ficou decidida essa parceria para engrandecer as duas instituições, pois temos na educação e segurança a esperança de dias melhores e, quando esses dois campos estão em conflito, a sociedade é quem perde,” destacou Euller. 

O Reitor da UEPB, Rangel Júnior, falou que o fato vai aproximar ainda mais a universidade da Polícia Militar. “Foi um fato isolado, que já foi resolvido e o que ficou de importante foi a disposição das duas partes em promover parcerias para aproximar mais ainda as duas instituições”, disse.

A reunião contou também com o comandante do Policiamento Regional I, coronel Almeida Martins; comandante do 4º Batalhão, Tenente-Coronel Gilberto Felipe; do chefe adjunto do departamento de direito do campus da UEPB em Guarabira, Agassiz Almeida; representantes dos alunos da universidade e professores.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Energisa assinou acordo do “Golpe do Fio Preto”, pagou R$ 800 mil e Ministério Público arquivou denúncia

energisafiopretoNa Paraíba, toda denúncia é sobreposta por outra maior, e quase sempre, ninguém sabe como termina qualquer apuração, o que nos deixa com centenas de pulgas atrás das orelhas. Vocês lembram que um funcionário da própria Energisa denunciou que a empresa estaria fraudando as contas dos consumidores paraibanos simulando o chamado ‘gato’ na intenção de lesar o cidadão. Isso mesmo, o suposto “golpe do fio preto”, prática da Energisa que estaria fraudando os medidores de luz das residências para cobrar multas dos consumidores sob a acusação de que eles estariam desviando energia (instalando ‘gatos’) em suas casas. Lembro perfeitamente que o pedido para que a fraude chegasse à alçada do Ministério Público do Estado da Paraíba, partiu do deputado estadual Trocolli Júnior (PROS) e da vereadora de João Pessoa, Raíssa Lacerda (PSD).

Voltando ao ano de 2010, um funcionário da própria Energisa descobriu supostas práticas desonestas através das abordagens dos inúmeros relatos dos próprios consumidores que foram vítimas das ocorrências de fraudes. Naquele mesmo ano, o mesmo funcionário apresentou internamente na sede da empresa, as denúncias da suposta prática fraudulenta.

Ninguém da empresa deu ouvidos e jamais imaginavam que a sociedade tomaria conhecimento.

O “Golpe do fio preto” foi apresentado em 2013, a toda sociedade paraibana.

Além do deputado Trocolli e da vereadora Raíssa, o MP da Paraíba entrou na briga e lá foram eles investigar. Investigaram tanto, mas tanto mesmo, que jamais apresentaram a conclusão do Inquérito Civil nº. 1359/2013. Jamais deram publicidade. Jamais convocaram a imprensa para uma coletiva, afinal, o “Golpe do Fio Preto” merecia ou não uma conclusão transparente por parte do MP da Paraíba?

EM SETEMBRO DE 2016 HOUVE ARQUIVAMENTO

Simplesmente resolveram pelo arquivamento. Mas não foi um arquivamento onde o investigado, neste caso a Energisa, fora totalmente inocentada. A melhor opção ou solução encontrada foi pela assinatura de um TAC – Termos de Ajustamento de Conduta, documento este que comprova que a Energisa reconheceu sua culpa, resolvendo compensar danos e prejuízos já causados em troca de R$ 800.000,00 (oitocentos mil reais) pagos em suaves parcelas.

Segundo o documento, os R$ 800 mil fora assim distribuídos.

R$ 150 mil para Fundação Escola Superior do Ministério Público

R$ 50 mil para Instituto São José (Hospital Padre Zé)

R$ 600 mil para o Fundo Especial de Defesa do Consumidor do MPPB, divido em 3 parcelas.

O que chama a atenção sobre a TAC do Golpe do fio preto:

O texto técnico carrega um cuidado em evitar processos criminais aos responsáveis das ordenanças desses supostos crimes causados aos milhares de consumidores lesados na Paraíba;

Até hoje, nem a Energisa, nem o MPPB, jamais convocou a imprensa paraibana para apresentar as conclusões finais desse inquérito civil público 1359/2013;

Não existe nenhuma publicação sobre Termo de Ajustamento de Conduta no site do MPPB, Energisa ou em lugar algum do universo;

Se os consumidores paraibanos não têm direito de pagar suas faturas de energia parcelado, porque esse TAC foi parcelado, já que a Energisa é uma empresa milionária?

Se houve culpa ou parte da culpa, porque a Energisa jamais foi condenada ao ressarcimento e danos morais dos milhares de consumidores paraibanos, supostamente lesados pelas práticas criminosas

Você acredita que a Energisa assinaria um TAC com “multa” de quase 1 milhão se não restasse um milímetro de culpa no inquérito instaurado?

O Golpe do Fio Preto terminou assim, multa parcelada de R$ 800 mil, TODO destinado ao MPPB e ESMA.

E o povo?

Com a palavra Raíssa, Trócolli e o povo paraibano!

Vem aí o Golpe do fio preto II, espero não terminar em TAC, espero!

Por Clilson júnior

 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Detran firma acordo com Febraban e PB deve voltar a financiar veículos

Car sale
Car sale

O Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) fizeram a um acordo para que as instituições financeiras retomem os financiamentos de veículos no estado, segundo o procurador-geral do estado, Gilberto Carneiro. De acordo com ele, os financiamentos podem voltar a ser feitos a partir desta quinta-feira (24) ou na sexta-feira (25).

As operações estavam suspensas desde o dia 7 deste mês, quando o órgão oficializou a troca da Cetip – empresa responsável pelo sistema de financiamentos adotado no resto do país – pela Bunkertech, desligando a Paraíba do Sistema Nacional de Gravames (SNG).

Apesar do entendimento após reunião entre Detran, Febraban e representantes da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrav), o acordo ainda dependerá da assinatura de uma ata, o que deverá ocorrer nesta quinta-feira (24). “A partir daí, daremos o comando para que retorne o antigo sistema (o da Cetip) e os financiamentos possam ser retomados”, ressaltou.

Pelo acordo firmado nesta quarta-feira (23), durante reunião em Brasília, o Detran se comprometeu a suspender a Instrução Normativa n° 001/16 pelo prazo de 60 dias. Com isso, volta à ativa a prestação do serviço pela Cetip, com o uso do SNG.

Neste período, de acordo com Gilberto Carneiro e o vice-presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), José Carneiro de Carvalho, o sistema implantado pela Bunkertech, o Sisgrav, passaria a ser analisado, inclusive por técnicos indicados pela Febraban, para que se emita, ao final do prazo, um atestado de capacidade técnica do novo sistema.

“Vamos promover, durante 60 dias, o retorno do sistema anterior. Durante esse prazo, uma comissão de alto nível avaliará a certificação e ajuste do novo sistema. Ao final do período, o Detran emitirá um laudo, e as partes envolvidas, Detran e bancos, decidirão qual sistema usar a partir da certificação que o Detran emitir. Durante este período, com certeza, nós vamos encontrar um bom termo porque é necessário, é do interesse de todos, e, sem dúvida a Paraíba não mais voltará a sofrer esse tipo de perda, esse tipo de paralisação”, explicou José Carneiro de Carvalho.

Bancos aprovam
A Febraban emitiu uma nota à imprensa, nesta quarta-feira (23), informando que considera positiva a suspensão da aplicação da Instrução Normativa 001/16. “É uma demonstração de sensibilidade das autoridades locais em relação aos efeitos da norma sobre o sistema integrado que permite a consulta, em todo o País, de informações essenciais para a avaliação de risco e celebração de contratos de financiamento de veículos”, diz a nota. A federação ainda informou que vai participar do grupo de trabalho criado pelo governo e que vai dar apoio para corrigir o problema.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Fla fecha acordo por 3 anos e Arena da Ilha passa a ser ‘casa rubro-negra’

arena-da-ilhaO Flamengo fechou nesta segunda-feira (21) o contrato de exclusividade por três anos para mandar os jogos na Arena da Ilha, estádio da Portuguesa. Atualmente, o local é utilizado pelo Botafogo nas partidas do Campeonato Brasileiro. A mudança é mais um capítulo da rivalidade entre os clubes, inflamada principalmente após a contratação do volante Willian Arão pelo Rubro-negro.

A diretoria do clube da Gávea decidiu se antecipar aos fatos e evitar novas viagens pelo Brasil por conta da indefinição referente ao Maracanã e sua administração. O clube já negocia a reforma do gramado e mudanças nas arquibancadas da Arena da Ilha. O objetivo é aumentar a capacidade – de 15 mil para pelo menos 20 mil torcedores – e criar uma espécie de “caldeirão rubro-negro”, que será fundamental para a disputa da Copa Libertadores.

“Este foi um movimento muito importante porque garante ao Flamengo um estádio para realizar suas partidas, independente do que vier a acontecer com o Maracanã ou do nosso projeto para ter um estádio próprio de grande porte. Agradeço muito a Portuguesa pela confiança e pela parceria. Tenho a certeza de que juntos vamos transformar o estádio em uma importante praça esportiva do Rio de Janeiro. E fico muito feliz pela parceira porque foi lá, na Ilha, em que assisti ao primeiro gol de Doval com a camisa rubro-negra, em 1969”, lembrou o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

João Rego, mandatário da Portuguesa, também explicou a opção por fechar o contrato com o Flamengo para a próxima temporada.

“A parceria é muito importante para a Portuguesa. Estamos defendendo nossos interesses e também os do futebol carioca, para que os principais jogos do Estado continuem sendo realizados aqui. A parceria vai permitir a valorização de nosso patrimônio e mais benefícios e conforto aos nossos associados. Além disso, consolida a Ilha do Governador como um dos principais endereços do futebol carioca”, disse.

O contrato para a utilização do estádio da Portuguesa, a ser ratificado pelo Conselho Deliberativo do Flamengo, foi assinado na Gávea e a cerimônia teve a presença do presidente Eduardo Bandeira de Mello, do presidente João Rego, do vice-presidente Jurídico da Portuguesa, Alexandre Ayres, do vice-presidente de Futebol da Portuguesa, Marcelo Barros, do vice-presidente de Finanças do Flamengo, Claudio Pracownik, do vice-presidente de Patrimônio rubro-negro, Alexandre Wrobel, do vice-presidente de Administração do clube, Rafael Strauch, e do diretor-geral do Flamengo, Fred Luz.

* Com informações de Vinicius Castro

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Após acordo com MPPB: Cagepa deve concluir obras de abastecimento de Areia até janeiro

areiaA Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) tem até o dia 30 de janeiro de 2017 para concluir a ampliação do sistema de distribuição de água no município de Areia. Segundo o promotor de Justiça Newton Chagas, essa data consta no acordo firmado pela Cagepa com o Ministério Público e homologado pela Justiça, em maio deste ano.

A primeira etapa das obras de abastecimento, cujo prazo final era dia 20 de setembro, já foi cumprida pela companhia. Nesta etapa, foram construídas a captação flutuante, adutora de água bruta, estação de tratamento de água, reservatório apoiado, estação elevatória, adutora de água tratada e equipamentos de proteção do açude Saulo Maia.

O promotor enfatiza que as obras estão sendo realizadas graças ao acordo firmado entre o Ministério Público e a Cagepa. Ele destacou ainda que a Promotoria já vem há bastante tempo atuando para resolver os problemas de abastecimento de Areia. Foram realizadas várias tentativas de solução administrativa até que foi ajuizada uma ação civil pública pela Promotoria. A Cagepa solicitou a suspensão do processo e, posteriormente, assinou um acordo judicial se comprometendo a concluir as obras de ampliação do sistema até o início de maio deste ano, o que não foi cumprido. Na audiência realizada em maio, o Ministério Público e a Cagepa chegaram a um acordo com novos prazos a serem cumpridos, tendo a companhia se comprometido a pagar multa no valor de R$ 100 mil.

Newton Chagas informou que essa multa de R$ 100 mil foi paga ainda maio, conforme estabelecido no acordo, e o valor será destinado, sob supervisão do Ministério Público, a entidades e associações do próprio município de Areia. Outro ponto que estava no acordo e que foi cumprido pela Cagepa foi a construção da subadutora alternativa para reforçar o sistema de Magazão.

Caso haja descumprimento da última etapa de obras, cujo prazo se encerra em 30 de janeiro, será aplicada uma multa diária à Cagepa no valor de R$ 70 mil até o limite de 15 milhões. O acordo foi homologado, à época, pelo juiz da Comarca de Areia Gilberto de Medeiros Rodrigues.

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

De acordo com a OMS, é ‘altamente provável’ que a zika se alastre pela Ásia

Créditos: Reuters / Athit Perawongmetha / File Photo
Créditos: Reuters / Athit Perawongmetha / File Photo

O vírus da zika provavelmente se propagará na Ásia, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira (10), após centenas de casos de infecção pelo vírus terem sido notificados em Cingapura e dois bebês tailandeses terem nascido com microcefalia.

O vírus, transmitido principalmente por mosquitos, foi detectado em 70 países ao redor do mundo, incluindo pelo menos 19 países da região Ásia-Pacífico, disse o diretor da OMS para a segurança sanitária e emergências, Li Ailan.

Um relatório da OMS divulgado na reunião anual regional da organização, em Manila, disse que é “altamente provável” que o vírus “se espalhe ainda mais na região”, que inclui a China, o Japão, a Austrália, a maioria das nações do sudeste asiático e as ilhas do Pacífico.

“É altamente provável que a região continue a reportar novos casos e, possivelmente, novos surtos de zika”, acrescentou o relatório.

A diretora da OMS, Margaret Chan, disse que os líderes da região expressaram preocupações sobre o surto, acrescentando que os especialistas ainda estavam batalhando para encontrar formas de combater o flagelo.

“Infelizmente, os cientistas ainda não têm respostas para muitas questões críticas”, disse Chan.

Mais de 400 casos de infecção pelo zika foram detectados em Singapura, enquanto o Vietnã, as Filipinas e a Malásia registraram menos de 20 cada, acrescentou.
Na maioria dos casos, o zika causa apenas sintomas brandos, como febre, dor nos olhos e erupção cutânea.

O vírus é, porém, particularmente perigoso para as mulheres grávidas, que quando infectadas correm o risco de dar à luz bebês com microcefalia, uma malformação congênita que prejudica o desenvolvimento cerebral.

Li disse que o zika está na região desde 1947, mas que era difícil identificar se nos casos recentes os indivíduos tinham sido infectados no exterior, em países com clima tropical e grandes populações de mosquitos, fatores potenciais para a transmissão do vírus.

Por G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Farc e governo da Colômbia assinam acordo de paz após 52 anos de conflito

Agência Lusa/EPA, Ricardo Maldonado/Direitos Reservados
Agência Lusa/EPA, Ricardo Maldonado/Direitos Reservados

O acordo de paz entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) acaba de ser assinado em Cartagena das Índias. O evento reuniu autoridades e chefes de Estado de todo mundo em uma cerimônia de mais de duas horas. Todos os presentes estavam vestidos de roupas brancas, a cor símbolo da paz.

A paz na Colômbia chega após mais de três anos de negociações entre representantes do governo e rebeldes em Havana, capital de Cuba. O acordo põe fim ao último conflito armado da América Lantina e um dos mais longos da história latina. De acordo com a Agência de NotíciasAnsa, o papa Francisco é considerado uma das peças-chave da negociação do acordo de paz.

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, afirmou que o acordo de paz é a “melhor notícia em meio de um mundo convulsionado pela guerra e violência”. Santos destacou ainda que o as Farc seguirão como movimento político, sem uso de armas. “Trocar as armas por ideias: foi a decisão mais valente, mais inteligente”.

“O que assinamos hoje é uma declaração do povo colombiano para o mundo de que não aceitamos a guerra para defender nossas ideias. Não mais guerras. Não mais a violência, que gerou pobreza e desigualdade em campos e cidades e que tem sido um freio ao desenvolvimento da Colômbia”.

O líder das Farc, Rodrigo Londoño, conhecido como Timochenko, ressaltou que o acordo foi assinado de forma unânime entre os 207 guerrilheiros que debateram o documento durante a 10ª Conferência da guerrilha, realizado na cidade de El Diamante, sudeste colombiano.

“Esse é o dia que renascemos para entrar numa nova era de construção de paz. Que ninguém duvide que vamos hastear a política sem armas.Preparemos todos para desarmar as mentes e os corações. A chave está na implementação desse acordo e o povo colombiano será o principal responsável por garantir que nós vamos cumprir e esperamos que esse governo cumpra”, acrescentou Londoño.

“Que Deus bendiga a Colômbia. Acabou a guerra, estamos começando a fazer a paz”, completou o líder das Farc.

Após a assinatura, o povo colombiano irá às urnas no próximo domingo, 2 de outubro, para referendar o documento assinado entre governo e Farc. Pesquisas de opinião apontam que a maioria dos colombianos é favorável ao pacto de paz.

*Com informações da Ansa Brasil 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Bancários pode ser multado em R$ 10 mil por dia caso descumpra acordo

greve_bancariosO Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) vai questionar o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários do Estado da Paraíba para saber se eles estão cumprindo um acordo judicial que libera totalmente o acesso de clientes aos caixas eletrônicos e a manutenção dos 30% das atividades essenciais nos bancos. Caso não esteja cumprindo o acordo, o sindicato pode ser multado em R$ 10 mil por dia.

O questionamento vai ser feito durante uma audiência administrativa nesta sexta-feira (23), às 11h, na sede do MPT-PB.

A audiência vai ser entre o procurador Eduardo Varandas e o presidente do Sindicato dos Bancários, Marcelo de Lima Alves.

O Portal Correio tentou contato com Marcelo Alves para saber um posicionamento sobre a possibilidade de multa pelo MPT-PB, mas até o fechamento desta matéria as ligações não foram atendidas.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br