Arquivo da tag: achada

Dada como raptada, sobrinha da prefeita de Ibiara é achada

sobrinha-de-prefeitoMaria Jaiane Ramalho Dantas, de 19 anos, é sobrinha da vice-prefeita de Ibiara, Margarida Ramalho,  foi encontrada na tarde desta sexta-feira (6), conforme informou a Polícia Militar.

A jovem teria sido supostamente raptada por desconhecidos foi encontrada na mesma localidade onde desapareceu na zona rural da cidade.

A moça, que a princípio havia informado que teria sido colocada dentro do porta-malas de um carro apresentava algumas lesões.  Ela foi levada a delegacia de Ibiara onde o caso será investigado.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Empresária é achada morta na cozinha de casa; genro é o principal suspeito

sireneUma empresária, identificada como Socorro, de 43 anos, foi encontrada morta, no início da noite desse sábado (23), dentro da casa onde morava com a filha e o companheiro dela, no bairro dos Bancários, em João Pessoa.

De acordo com informações, ela estava desaparecida desde o início da semana. Familiares não estavam conseguindo entrar em contato com a empresária, que estava com o aparelho do telefone celular desligado.

A polícia foi acionada e após buscas na residência da empresária, percebeu um intenso odor vindo da despensa do imóvel. O corpo estava em um buraco feito no local e tapado com cimento.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O genro da vítima é o principal suspeito de ter praticado o crime. Ele foi preso ontem à noite na Praça da Paz, nos Bancários, e será ouvido pela polícia.

MaisPB

Pedra achada na PB pode ser registro inédito de material extraterrestre no estado

Reprodução/ Patosonline
Reprodução/ Patosonline

Uma pedra muito brilhosa com tons de azul e verde chamou a atenção do operário Jonas Tiburtino Nóbrega, de 32 anos, quando ele caminhava numa estrada estadual na Zona Rural do município de São Mamede, no Sertão da Paraíba, a 283 quilômetros de João Pessoa. O achado, que pode ser o primeiro material extraterrestre encontrado na Paraíba, foi localizado na sexta-feira (19), mas ele só informou nesta sexta (26).

Jonas, que trabalha na operação tapa-buracos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), contou ao Portal Correio que encontrou a ‘pedra’ numa área próxima a uma serra. Ele falou que a viu de longe e ficou curioso e encantado com o brilho. “Ela estava meio enterrada e somente uma parte estava à vista. Como era pouco depois do meio-dia, o sol estava, forte fazendo com que brilhasse muito. Isso me chamou a atenção”.

Curioso com a beleza do que chamou de ‘pedra’, Jonas levou para casa e a mostrou aos familiares. Eles resolveram pesquisar sobre aquilo na internet. Foi aí que descobriram que poderia se tratar de um fragmento de meteorito.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O trabalhador contou que essa foi a primeira vez que passou pela área onde encontrou o material e depois de descobrir a possibilidade dela ter caído do céu, resolveu procurar uma emissora de rádio de Patos, que fica na mesma região de São Mamede, para divulgar e passar o material para que fosse estudado por especialistas.

Fragmento de meteorito 

O membro da Associação Paraibana de Astronomia, Marcelo Zurita, disse que pode tratar-se de um fragmento de meteorito pelo aspecto e formato do material encontrado por Jonas, mas ele afirma que a certeza só viria após análise detalhada do material.

De acordo com o astrônomo, se for comprovado tratar-se de fragmento de meteorito, será o primeiro material extraterrestre localizado na Paraíba. O astrônomo informou que no Brasil existem registrados cerca de 70 achados que foram analisados e considerados como fragmentos de meteoritos.

No entanto, Marcelo acha que, se for meteorito, esse fragmento não deve ter caído após a passagem de um meteoro pelo céu do Sertão no mês de abril deste ano. “O meteoro do mês de abril passou ao sul do município de Patos e esse material, conforme relatado pelo trabalhador, foi encontrado ao norte”, analisou.

O astrônomo não descarta a possibilidade da ‘pedra’ ter caído em outro local e ter, de alguma maneira, se deslocado para lá, porque pelo tamanho e pelo peso dela, que ele acredita ter em torno de 3 kg, os estragos feitos seriam visíveis no terreno, já que a velocidade atingida por esses fragmentos fica em torno dos 200 quilômetros por hora.

Marcelo disse ainda que acredita que o achado possa atrair o interesse do Museu Nacional de Rio de Janeiro, que é o órgão que faz a certificação dos fragmentos de meteoritos encontrados no Brasil.

Quanto ao meteoro de abril, Marcelo acredita que possa existir ainda fragmentos pela região de Patos, resultantes desse recente fenômeno astronômico.

 

portalcorreio

Professora agride e raspa cabelo da filha de 15 anos achada embriagada

jovemUma professora da rede pública do Distrito Federal foi detida por suspeita de espancar e raspar o cabelo da filha de 15 anos após encontrar a adolescente embriagada na casa de amigos em Formosa (GO). A mulher, que dá aulas em uma escola de Planaltina, vai responder por maus-tratos, informou a Polícia Civil. Ao delegado que registrou a ocorrência, a mulher admitiu ter agredido a menina e disse que “queria corrigir a própria filha”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ao G1, a mãe da adolescente, que não quis se identificar, disse que agiu sem pensar. “Encontrei ela bêbada com dois rapazes. Uma menina de 15 anos! Na hora, isso é um choque para uma mãe. Nada do que eu fiz foi pensado, não fiz de maldade. Estou em tratamento psicológico”, disse.

De acordo com a ocorrência registrada na delegacia, a menina saiu de casa na companhia de dois amigos na noite do dia 7 dizendo à mãe que iria comer pizza. Na manhã seguinte, a mãe foi à casa de um dos jovens buscar a adolescente, que deveria ter ido para a escola, e a encontrou bêbada.

A criança estava com um hematoma, então o procedimento é levar na delegacia para o delegado dar encaminhamento para ir para o IML, para fazer o exame de corpo de delito. Depois fomos até a residência da adolescente, pegamos as roupas dela e coloquei no carro junto com o pai, e foram embora para Brasília” Maria Sarafim, conselheira tutelar

Segundo um amigo da família que não quis se identificar, a menina não conseguia sequer se levantar. “Ela estava muito bêbada de vodca, não conseguia nem andar direito. A mãe pegou ela imediatamente e levou para um cabeleireiro de homem e raspou a cabeça dela. Ela tinha o cabelo loiro, comprido, nas costas”, diz. “Depois ela levou [a filha] para dentro de casa, deu chute, soco, a cara dela ficou muito machucada.”

Segundo o parente, a mãe tirou uma foto da filha já com o cabelo raspado e enviou para o grupo da família no WhastApp. Depois, obrigou a menina a ir para a escola com hematomas no rosto, com a cabeça raspada e ainda embriagada. “Ela chegou na escola dizendo que a filha estava daquele jeito porque havia bebido e não ia ser vagabunda. Ela ficava gritando ‘não vai ser vagabunda”, conta.

Diante da situação, professores e diretores da escola acionaram o Conselho Tutelar da região. Segundo a conselheira Maria Sarafim Rocha, que atendeu o caso, a primeira providência depois de ouvir os professores foi procurar a mãe. “Quando chegamos à escola, o fato em si já tinha acontecido, só estavam os professores em reunião. Como era eu que estava no conselho no dia, pedi tempo, porque o conselho tem que ver os fatos. Não pode ir assim, de boato”, disse.

“A criança estava com um hematoma, então o procedimento é levar na delegacia para o delegado dar encaminhamento para ir para o IML, para fazer o exame de corpo de delito. Depois fomos até a residência da adolescente, pegamos as roupas dela e coloquei no carro junto com o pai, e foram embora para Brasília”, disse.

Segundo a Polícia Civil, o exame de corpo de delito apontou que a menina não sofreu nenhum tipo de abuso na companhia dos dois amigos.

“O Conselho Tutelar protege a criança. Ela estava com um hematoma, ela estava machucada. Se estava machucada, o conselho tem que ir, porque o nosso papel é defender o direito da criança”, disse.

Segundo o familiar, a mãe sempre foi conhecida por seu temperamento difícil. “Ela sempre foi bem estourada, até os alunos dela sempre dizem isso”, diz. “Ela [adolescente] está em estado de choque pelo constrangimento que passou. Ela está bem brava, bem chateada. Ela sempre respeitou muito a mãe, e está muito abalada, só chora.”

 

G1

Ossada que pode ser de Eliza Samudio é achada perto de aeroporto de Belo Horizonte

elizaUma ossada humana foi encontrada em um terreno vazio próximo ao Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, Belo Horizonte, na terça-feira (29). A polícia fez buscas na região em um lote de Vespasiano pelos restos mortais de Eliza Samudio depois de indicação de Jorge Luiz Rosa, primo do ex-goleiro Bruno.

Os ossos foram localizados por um funcionário de uma empresa de coleta de lixo na região e encaminhados para o Instituto Médico Legal de Belo Horizonte. Ainda não é possível saber se os restos são do corpo de uma mulher, segundo o jornal O Tempo. De acordo com a Record, a estimativa é de que a ossada tenha 4 anos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O servente Reinaldo da Sagrada Família, 37 anos, encontrou a ossada “por acaso”. Os ossos estavam espalhados por aproximadamente 3 metros, perto de uma pequena árvore que fica em um terreno da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O corpo estava a pouco mais de 1 km do terminal de embarque de passageiros.

O servente contou que foi verificar o nível da água em uma nascente quando avistou o crânio e vários ossos espalhados. “Fiquei tremendo de medo com o susto que levei e subi o barranco correndo”. A polícia foi chamada e recolheu a ossada, que passará por exames para determinar a quem pertence.

Antes o local, que é um sítio da Infraero, tinha uma floresta, que passou por queimada. Isso pode ter atrapalhado a localização da ossada. O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, chegou a morar perto da região.

Correio Forense

 

Brasileira é achada morta com filho no colo na Austrália

mulherA família de Denise Moretti Batista, de Jundiaí (SP), quer saber os motivos da morte da maquiadora de 33 anos e que morava na Austrália desde 2011. Denise morreu no último sábado (3); ela foi encontrada morta em sua casa, com o filho nos braços, na cidade de Melbourne.

De acordo com o irmão de Denise, Luis Fernando Batista, a família soube da morte pelo marido dela. “Ele contou que tinham ido à praia. Depois que voltaram para casa, ela jantou e subiu com o filho para o quarto. Nesta noite eles dormiram separado, mas no dia seguinte ele foi até o quarto e viu o bebê acordado, mas a Denise estava morta e segurava o filho nos braços”, conta Luis Fernando.

O irmão e a mãe de Denise já autorizaram os médicos a fazerem exames para identificar a causa da morte e vão embarcar nesta quarta-feira (7) para acompanharem tudo de perto.O corpo da maquiadora deve ser cremado até o fim dessa semana, na cidade de Melbourne, onde ela morava. Essa decisão foi tomada porque, segundo a família, trazer o corpo a Jundiaí custaria cerca de R$ 90 mil e nesses casos não há ajuda do governo brasileiro.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Maquiadora profissional
Denise nasceu em Jundiaí e se mudou para Londres em 2004, onde se formou como maquiadora profissional em uma das faculdades mais renomadas da Inglaterra. Ela chegou a trabalhar em eventos de moda, como por exemplo, o London Fashion Week e já maquiou a top Kate Moss. Em 2011, ela conheceu o marido e se mudou para a Austrália, onde teve um filho.

Em nota, a assessoria de imprensa do Palácio do Itamaraty em Brasília informou que o governo brasileiro está dando todo o apoio necessário na área jurídica e burocrática, como validação de um atestado de óbito estrangeiro no país e no contato direto com as embaixadas na Austrália.

G1

Após tiroteio ouvido em casa na Flórida, família de 5 é achada morta

Um tiroteio ocorrido no interior de uma casa situada em Port St. John, na costa leste da Flórida, deixou cinco pessoas mortas nesta terça-feira (15), informou o escritório do xerife do condado de Brevard.

Após serem alertados, soldados de uma equipe do corpo de elite Swat entraram na casa por volta das 7h locais (8h de Brasília). Policiais do condado de Brevard disseram que uma mulher chamada Tanya Thomas, de 33 anos, disparou contra seus quatro filhos, de idades entre 12 e 17 anos, logo antes de tirar a própria vida.

“A investigação está em andamento”, informou em comunicado o xerife John Mellick. O oficial acrescentou que não foram detectadas outras ameaças para a comunidade.

Carros policiais são vistos em frente à casa onde ocorreu o tiroteio em Port St. John nesta terça (15) (Foto: AP/Tim Shortt/Florida Today)Carros policiais são vistos em frente à casa onde ocorreu o tiroteio em Port St. John nesta terça (15) (Foto: AP/Tim Shortt/Florida Today)
G1