Arquivo da tag: 5%

Suspeito de manter mulher e filha em cárcere privado por 5 anos é preso na PB

(Foto: Polícia Civil de São Bento/Divulgação)

Um homem de 58 anos foi preso em flagrante suspeito de manter a mulher e a filha em cárcere privado por 5 anos na cidade de São Bento, no Sertão da Paraíba. A informação foi repassada pela Polícia Civil e a prisão aconteceu na manhã desta terça-feira (20).

De acordo com as investigações policiais, o homem agredia as vítimas e as deixava sem comida. Mãe e filha só conseguiram se libertar do cárcere após uma vizinha ter percebido a situação e jogado um aparelho celular pelo muro para que a mulher chamasse a polícia e pedisse ajuda. Em depoimento à polícia, o suspeito negou todas as acusações.

O delegado Sheldon Andrius Fluck, responsável pelas investigações, disse que o casal morava junto há 5 anos e que desde então a mulher, uma pedagoga de 29 anos, teria sido submetida ao cárcere. Eles tiveram uma filha que atualmente está com 2 anos, que não teria sequer sido registrada e que também era vítima de todas as agressões. Ainda conforme o delegado, um laudo médico comprovou as agressões na mulher e na criança.

Conforme o delegado, ele “alegou que ela foi para colação de grau em João Pessoa ano passado. Eu questionei ela e ela disse que fez uma faculdade à distância e que realmente foi para a colação em João Pessoa, mas não procurou ajuda porque ele tava com a filha deles em casa e ela não tinha nem registro. Se ele fizesse algo com ela não teria nem como provar a existência da filha”.

“Ela [a mulher] disse que ele as agredia constantemente e as deixava passando fome. Quando ele saía de casa cortava a energia e ameaçava a mulher de morte caso ela contasse a alguém. Ela não mantinha contato com ninguém, nem com a família. Os vizinhos, que moravam na região há cerca de três anos, nunca tinham visto a mulher nem a criança. Elas só saíram de casa para ir ao médico e mesmo assim eram enroladas com um cobertor, como foi no dia do parto”, detalhou o delegado ao falar sobre o que a vítima relatou à polícia durante o depoimento.

Bebê nasceu durante cárcere privado da mãe e não era registrado, na Paraíba (Foto: Polícia Civil de São Bento/Divulgação)

Bebê nasceu durante cárcere privado da mãe e não era registrado, na Paraíba (Foto: Polícia Civil de São Bento/Divulgação)

Sheldon Andrius acrescentou que uma mulher que mora ao lado da casa onde as vítimas estavam sendo mantidas em cárcere privado ouvia barulhos e escutava o choro da criança, de modo que decidiu ajudar as vítimas arremessando o celular pelo muro para que a mulher pudesse pedir socorro para sair do cárcere.

A vítima procurou a polícia e, ao chegarem no local, os policiais constataram o fato. “O lugar estava todo revirado, bagunçado e sem comida”, pontuou o delegado.

O homem preso trabalha em uma empresa de materiais de construção. Ele vai ser autuado por cárcere privado e encaminhado para a penitenciária de Catolé do Rocha, também no Sertão.

A mulher foi ouvida e liberada. Segundo a polícia, ela iria voltar para a casa onde teria sido mantida em cárcere privado, pois a família dela é do estado de Pernambuco.

G1 procurou o Conselho Tutelar da cidade de São Bento para saber quais os procedimentos que vão ser adotados com a criança, mas o órgão informou que até as 14h56 ainda não havia sido notificado sobre o caso.

Lugar onde mulher e bebê viviam em cárcere privado estava revirado e não tinha comida, na PB (Foto: Polícia Civil de São Bento/Divulgação)

Lugar onde mulher e bebê viviam em cárcere privado estava revirado e não tinha comida, na PB (Foto: Polícia Civil de São Bento/Divulgação)

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Justiça condena ex-governadora à perda de direitos políticos por 5 anos

A Justiça do Rio condenou a ex-governadora do Rio de Janeiro Rosinha Garotinho e o ex-secretário de Comunicação Ricardo Bruno suspensão dos direitos políticos por cinco anos, or improbidade administrativa. A decisão da 15ª Câmara Cível, por unanimidade, acatou pedido do Ministério Público do Rio (MP-RJ). Os dois podem recorrer.

Durante o período, os dois não poderão votar e ser votados. De acordo com a sentença, eles também terão que ressarcir os cofres públicos em R$ 165.979,44, acrescidos de correção monetária e multa de 1% ao mês. Rosinha e Ricardo Bruno também foram condenados a pagar uma multa civil de igual valor e arcar com as despesas processuais.

A publicação de um informe publicitário deu origem à ação. Segundo o Ministério Público, em outubro de 2004, às vésperas do segundo turno das eleições municipais, o governo do Rio deflagrou diversos programas assistenciais em Campos, reduto eleitoral Rosinha. O governo promoveu o cadastramento e distribuição de benefícios do “Cheque Cidadão” (no valor de R$ 100) e do “Morar Feliz” (entrega de casas populares), além da distribuição extemporânea de material escolar.

No dia 22 daquele mês, o jornal “O Globo” publicou editorial intitulado “Além dos limites”, no qual criticava a utilização de programas do governo para fins eleitorais. No dia seguinte, o governo contratou, com recursos públicos, a publicação de um informe publicitário no mesmo jornal, como resposta ao editorial, a um custo de R$ 165.979,44. O responsável pela contratação foi o então secretário estadual de Comunicação Social.

O MP sustenta que o informe publicitário não apresentava caráter educativo ou informativo, prestando-se apenas a atacar a credibilidade do órgão de imprensa. No recurso, o MPRJ insistiu que os réus praticaram ato de improbidade administrativa e reafirmou fatos e fundamentos da inicial.

De acordo com o voto do desembargador relator Horácio dos Santos Ribeiro Neto, o informe publicitário não teve “o escopo de educar, de informar ou orientar socialmente”, limitando-se a responder as acusações do jornal. Para o desembargador, os dois réus agiram assim com dolo eventual, “pouco lhes importando que, para rebaterem o afirmado no editorial do jornal, o erário tivesse que pagar o que pagou, causando prejuízo aos cofres públicos.”

Até a publicação desta reportagem, o G1 não havia conseguido contato com a defesa dos condenados.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Dilma Rousseff confirma correção de 4,5% no Imposto de Renda

imposto_de_rendaA presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (20) que não há recursos para correção maior que 4,5% na tabela do Imposto de Renda para pessoa física. A presidente disse que se comprometeu com a correção de 4,5% e que esse será o índice defendido pelo governo. No início do ano, ela vetou texto vindo do Congresso Nacional que corrigia a tabela em 6,5%.

“Eu tenho um compromisso e eu vou cumprir meu compromisso, que é 4,5%. Nós não estamos vetando porque queremos. Estamos vetando porque não cabe no Orçamento. Nunca escondemos que era 4,5%”, disse a presidente a jornalistas, após participar de cerimônia de entrega de credenciais a embaixadores em Brasília.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O veto da presidente ao texto do Congresso pode ser derrubado pelos parlamentares. Questionado pelos jornalistas sobre essa possibilidade, a presidente afirmou que não está vetando porque quer, mas porque não há recursos. Segundo ela, a discussão terá que ser reaberta se o Congresso não aceitar o índice proposto pelo governo.

Vetei, não é porque não queira fazer. Não tem recurso para fazer. É essa questão. Se por algum motivo não quiserem os 4,5%,  vamos ter que abrir discussão novamente. O governo tem condições perfeitamente de agora olhar os 4,5%”, afirmou Dilma.

Reajuste de 6,5%

Se  tivesse sido aprovado o reajuste como queria o Congresso, pessoas que ganham até R$ 1.903,98 ficariam isentas de Imposto de Renda. Atualmente, o teto de isenção é de R$ 1.787,77. O reajuste de 6,5% seria aplicado também nas demais faixas da tabela.

Na justificativa para o veto, em janeiro, a presidente escreveu que a medida traria renúncia fiscal, ou seja, menos pessoas pagariam o imposto, sem indicação de meios para compensação.

G1

Para o senado Maranhão tem 31,3%, Santiago 16,5% e Lucélio 7% diz pesquisa Correio

eleiçoes-destaque_interno.A primeira rodada de pesquisa para o Senado da República, após o registro das candidaturas no Tribunal Regional da Eleitoral (TRE- PB), realizada pelo Instituto Souza Lopes, traz o candidato da coligação ‘Renovação de Verdade’, o ex-governador José Maranhão (PMDB) à frente da disputa com 31,3%, na consulta estimulada. Em seguida, aparece o ex-senador Wilson Santiago (PTB), que integra a coligação ‘A Vontade do Povo’, com 16,5%. O petista Lucélio Cartaxo, que integra a coligação ‘A Força do Trabalho’, está em terceiro com 7% das intenções de voto.

A pesquisa, realizada em parceria com o Sistema Correio de Comunicação, mostra ainda que o ex-deputado Walter Brito Filho, que concorre pelo PTC, aparece em quarto lugar com 2,7%. Leila Fonseca, do Pros, tem 0,5%; Nelson Júnior, concorrendo pelo Psol, está com 0,3%. Já o candidato do PCO, Gilson Ferreira, último a registrar candidatura, e Rama Dantas, do PSTU, aparecem com 0,1%. Votos brancos e nulos para o Senado, segundo o Instituto Souza Lopes, seriam 16,7%. Outros 24,7% não souberam ou não quiseram responder à consulta estimulada para o Senado.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Espontânea José Maranhão, que já ocupou uma cadeira no Senado, também lidera na consulta espontânea com 12,4% das intenções de voto, seguido de Wilson Santiago (6,8%), Lucélio Cartaxo (3,8%), Walter Brito Filho (0,3%), Vitalzinho (0,1%), Nelson Júnior (0,1%). Com também 0,1% aparecem ainda os nomes de Adriano, Arthur Cunha Lima Filho, Cássio Cunha Lima, Cícero Lucena, José Paulo, Luiz Couto, Pedro Cunha Lima e Rômulo Gouveia. Os votos brancos e nulos somaram 11,9% e 64% não sabem em quem votar ou não quiseram responder.

 

Clickpb

Ray Whelan paga R$ 5 mil para ser solto, e advogado critica “prisão ilegal”

rayO delegado Fábio Barucke, responsável pelas investigações de desvio e venda ilegal de ingressos da Copa do Mundo, informou na manhã desta terça-feira que não haverá depoimento hoje do inglês Raymond Whelan, que voltou para o Hotel Copacabana Palace após ser solto de madrugada através de um habeas corpus, com fiança de R$ 5 mil. Já Fernando Fernandes, advogado de Ray, disse que “não faria sentido” seu cliente depor nesta terça,  depois do desgaste de uma “prisão ilegal”.

Raymond era apontado pelas investigações como facilitador de uma quadrilha chefiada pelo empresário argelino Mohamadou Lamine Fofana, detido na semana passada – no celular de Fofana, seu número estava salvo como Ray Brasil. Segundo Barucke, responsável pelo caso, Whelan foi flagrado em escutas telefônicas – autorizadas pela justiça – negociando ingressos com o argelino. Consultor executivo da Match Services, um dos braços da empresa que opera a comercialização de bilhetes da Copa, Raymond foi preso na tarde de segunda-feira, mas sua passagem pela 18ª Delegacia de Polícia Civil, na Zona Norte do Rio de Janeiro, não durou mais de dez horas. Foi solto através de habeas corpus concedido pela desembargadora Marília de Castro Vieira, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Fernando Fernandes, advogado de Ray, disse que seu cliente não depôs pela ausência de um tradutor na delegacia.

– Ele iria depor ontem, mas é garantia de todo cidadão estrangeiro que tivesse um tradutor disponível, e não havia. Assim que se recuperar do absurdo que ocorreu, está disposto a ser intimado e prestar todos os esclarecimentos. Não faria sentido depor hoje depois do desgaste de uma prisão ilegal – criticou.

Ao falar em “absurdo”, o advogado se refere à investigação com o um todo. Segundo ele, o delegado Barucke e sua equipe informaram dados exagerados. O advogado tentará uma ação judicial para ter acesso a todos os dados levantados pela polícia.

– Quero ter acesso a tudo o que conseguiram. A empresa (Match) está abismada, não pode ter acusação de venda ilegal para a empresa responsável pela venda legal. E o Juizado Especial Criminal não é competente para julgar algo tão complexo – disse Fernando.

Mais cedo, em entrevista para a Rádio CBN, o advogado criticou a postura dos investigadores na divulgação de ligações entre Ray e Fofana.

– Dizer que foram 900 ligações sem exibir nada a ninguém me parece uma atitude midiática. Talvez nenhum telefone tenha 900 ligações registradas. (Ray) Era uma pessoa que tinha contatos sociais no evento. O que está acontecendo é um absurdo jurídico, uma calamidade – declarou.

O advogado lembrou ainda que não há qualquer possibilidade de Ray deixar o Brasil neste momento. O suspeito deixou seu passaporte com as autoridades policiais.

– O passaporte foi entregue como um pedido da defesa, como ato simbólico também de submissão à soberania nacional – encerrou Fernando.

Blatter no Copacabana Palace

Joseph blatter deixa o HOtel Copacabana Palace (Foto: Edgard Maciel de Sá)Joseph Blatter deixa o Copacabana Palace, hotel que serve de base para a Fifa na Copa (Foto: Edgard Maciel de Sá)

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, foi visto saindo do Copacabana Palace na manhã desta terça-feira. O hotel na Zona Sul do Rio de Janeiro serve de base para os funcionários da Fifa durante a Copa do Mundo.

 

Por 

Mais Médicos leva 3,5 mil profissionais a todo o país e supera meta

Programa-Mais-MedicosO Programa Mais Médicos está levando mais 3.500 profissionais para ampliar o atendimento em atenção básica em todo o Brasil. O reforço deste grupo garante o cumprimento da meta estabelecida pelo governo federal de enviar 13.235 médicos aos municípios, especialmente aqueles localizados em regiões mais vulneráveis. A atuação desses profissionais impacta na assistência de 45,6 milhões de pessoas. A partir desta segunda-feira (14), serão realizadas oficinas em todos os estados para recepcionar os médicos que começam a atuar nos municípios.

Desse total, 1.922 médicos estão alocados na região Sudeste, 842 na região Sul, 289 na região Centro-Oeste, 253 na região Nordeste e 238 estão alocados na região Norte. Eles fazem parte do quarto ciclo do Programa e foram aprovados no módulo de avaliação, etapa obrigatória para que recebam o registro profissional provisório e iniciem o atendimento à população.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Confira mais informações por estado:

Paraná | Rondônia | São Paulo | Bahia | Goiás | Rio de Janeiro | Santa Catarina | Amazonas | Rio Grande do Sul |Alagoas | Ceará | Espírito Santo | Maranhão |  Paraíba | Pernambuco | Piauí | Rio Grande do Norte | Sergipe | Acre |Amapá | Distrito Federal | Mato Grosso do Sul | Mato Grosso | Roraima | Pará | Tocantins | Minas Gerais |

Mais de 70% dos 13.235 médicos estão alocados em regiões como o semiárido nordestino, periferia de grandes centros, municípios com IDHM baixo ou muito baixo e regiões com população quilombola, entre outros critérios de vulnerabilidade. Em relação à distribuição por região, o Sudeste e o Nordeste concentram o maior número de profissionais, com 4.170 e 4.147 médicos respectivamente. O Sul conta com 2.261, seguido do Norte (1.764) e do Centro-Oeste (893). Outros 305 médicos estão atuando em distritos indígenas.

Nesta segunda-feira, em Curitiba (PR), durante oficina de recepção de novos médicos que vão atuar no estado, o ministro da Saúde Arthur Chioro falou sobre como a iniciativa está conseguindo atingir a população que mais precisa de atendimento.

“Com esse programa, estamos conseguindo prestar atendimento a uma quantidade muito maior de pessoas, com maior qualidade, tratar o povo com dignidade e com mais respeito. A grande maioria dos brasileiros que estamos atendendo nunca teve contato com uma equipe de saúde da família completa”, ressaltou.

Desde o início do programa, a presença dos profissionais que estão em atuação em todo o país já traz resultados positivos na assistência à população. Um levantamento do Ministério da Saúde feito em municípios que receberam profissionais do Mais Médicos mostrou que, em novembro de 2013, houve um crescimento de 27,3% no atendimento a pessoas com hipertensão em comparação com o mês de junho do mesmo ano, antes da chegada dos profissionais.

Houve aumento ainda, neste mesmo período, de 14,4% na assistência a pessoas com diabetes, de 13,2% no número de pacientes em acompanhamento e de 10,3% no agendamento de consultas. Nas cidades que contavam com médicos do programa foram realizadas 2,28 milhões de consultas em novembro, 7% mais que o total registrado em junho. O levantamento foi feito em 688 municípios onde atuavam 1.592 médicos.

Nova oportunidade – Com o quinto ciclo, anunciado pelo Ministério da Saúde no dia 1º de abril, o Programa Mais Médicos deverá ultrapassar a marca de 14 mil médicos para a atenção básica de todo o país, superando a meta estabelecida pelo governo federal. Com a atuação desses profissionais, a iniciativa, que já impacta na assistência de 45,6 milhões de pessoas, passa a beneficiar 49 milhões de brasileiros.

A ampliação do número de médicos foi possível a partir da adesão nesta nova etapa, direcionada aos municípios mais vulneráveis do País e que ainda apresentavam equipes de saúde da família sem médicos. Com isso, mais vagas serão preenchidas com médicos do Programa, além dos mais de 13 mil profissionais que já estão participando.

“O governo federal está indo além: superamos 100% da meta com os mais de 13 mil médicos e compreendemos que alguns municípios, muitos deles em situação de vulnerabilidade, ainda poderiam receber médicos. Por isso, abrimos excepcionalmente o quinto e ultimo ciclo, o que possibilitou que mais municípios pudessem participar do programa e receber mais médicos”, afirmou o ministro Chioro.

Ainda está em andamento a seleção de médicos para participação no quinto ciclo, mas a previsão é que em junho eles já estejam em atividade nos municípios. Como nas demais etapas do Programa, têm prioridade nas vagas os médicos formados no Brasil, seguidos dos brasileiros com diplomas do exterior e dos estrangeiros. As vagas ociosas serão completadas por médicos da cooperação com a Organização Pan-Americana de Saúde.

Entre os critérios de vulnerabilidade utilizados para pré-selecionar os municípios do quinto ciclo estão ter 20% ou mais da população em situação de extrema pobreza; ter IDHM baixo e muito baixo; com comunidades quilombolas ou assentamentos rurais; e as regiões dos Vales do Jequitinhonha, Mucuri e Ribeira; do Semiárido; e as periferias de grandes cidades.

“Com esse reforço, concentrado naquelas cidades de IDH baixo ou muito baixo, vamos chegar a mais de 14 mil médicos. Mais do que profissionais, teremos 14 mil equipes de atenção básica completas, atendendo mais de 48 milhões de brasileiros que não tinham acesso a esse atendimento tão fundamental”, explicou o ministro.

O programa – Lançado em julho de 2013 pela presidenta Dilma Rousseff, o Programa Mais Médicos faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do SUS, com o objetivo de aperfeiçoar a formação de médicos na Atenção Básica, ampliar o número de médicos nas regiões carentes do país e acelerar os investimentos em infraestrutura nos hospitais e unidades de saúde.

Os profissionais do programa cursam especialização em atenção básica, com acompanhamento de tutores e supervisores. Para participar da iniciativa, eles recebem bolsa formação de R$ 10,4 mil por mês e ajuda de custo pagos pelo Ministério da Saúde. Em contrapartida, os municípios ficam responsáveis por garantir alimentação e moradia aos participantes.

Além da ampliação imediata da assistência em atenção básica, o Mais Médicos prevê ações estruturantes voltadas à expansão e descentralização da formação médica no Brasil. Até 2018, serão criadas 11,4 mil novas vagas de graduação em Medicina e mais de 12 mil novas vagas de residência médica.

Blog da Saúde

Conab abre 219 vagas, com remuneração de até R$ 5 mil e oportunidades na Paraíba

conabeA Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), mudou o quadro de vagas concurso para a seleção de candidatos com formação de nível superior. Há oportunidades em todo o Brasil, inclusive na Paraíba.

A lista de convocação será formada por 219 profissionais para o quadro de Analista, com reservas para pessoas com necessidades especiais (PNE), distribuías da seguinte forma: Administração (76); Contabilidade: (38); Direito (16); Economia (22); Engenharia Agrícola (10); Engenharia Agronômica ou Agronomia (52); Engenharia Civil (1); Engenharia Elétrica (1); Engenharia Mecânica (1); Gestão do Agronegócio (2); Auditoria (CR); e Comunicação Social (CR). Haverá formação de cadastro reserva para todas as funções.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Devido á alteração, o período de inscrição teve que ser reaberto nesta segunda-feira (9) até o 22 de junho de 2014. Essa informação, bem como outros detalhes e a inscrição podem ser conferidas pelo site da organizadora do certame. As taxas vão de R$ 42 a R$ 46.

Nível médio

Para o nível médio, há outro edital que traz vagas no cargo de Assistente, nas áreas de Nível Médio (62), Técnico Agrícola (86), Contabilidade (15), e Tecnologia da Informação (14).

O prazo de inscrição desse certame começou em 15 de abril de 2014 e vai até 25 de maio de 2014, devido à prorrogação divulgada, que posteriormente ainda foi retificada quanto à redação do caput.

As vagas abertas são para as unidades do Conab nos estados de Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

A remuneração será de R$ 2.172,63 ou de R$ 5.112,07, variando conforme a função, com jornada de até 44 horas semanais. Serão somados ainda benefícios como serviço de assistência à saúde, assistência social, seguro de vida, programa de transporte do trabalhador, auxílio-funeral, assistência educação infantil, auxílio-escola, auxílio-alimentação, Programa de Alimentação do Trabalhador – PAT e Plano de Previdência Cibrius.

 

Portal correio

Servidores públicos são 35,5% da população ocupada da PB, diz IBGE

ServidoresA administração pública continua sendo o maior empregador da Paraíba, de acordo com dados do Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) do IBGE divulgados na manhã desta quarta-feira (28). O levantamento, referente aos anos entre 2006 e 2012, dá conta de que 35,5% das pessoas ocupadas na Paraíba no último ano da série eram servidores públicos, uma população de 243,3 mil paraibanos. Segundo o IBGE, o número total de pessoas ocupadas na Paraíba em 2012 era de 683,8 mil.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O segundo setor que mais emprega na Paraíba é o comércio, que inclui serviços de reparação de veículos automotores e motocicletas, onde 18,4% dos trabalhadores paraibanos atua, somando 128 mil pessoas. As indútrias de transformação ocupam o terceiro lugar, empregando 83 mil paraibanos, o que equivale a 12% da força de trabalho no estado.

Em relação aos salários, o setor que melhor paga na Paraíba é o de atividades financeiras, seguros e serviços relacionados, onde o salário médio em 2012 era de 5,6 salários mínimos. Apesar desse destaque, o salário médio dessas empresas vem caindo desde 2006, quando equivalia a 6,8 salários. Na outra ponta, pagando apenas 1,2 salários mínimos a seus trabalhadores, está o setor de alojamento e alimentação. Serviços domésticos e organismos internacionais não foram avaliados. O maior volume de recursos destinados ao pagamentos de salários, no entanto, ainda é administração pública nos seis anos analisados: em 2012 foram R$ 5,1 bilhão pagos aos trabalhadores deste setor.

Apesar do grande número de empregados no setor público, o comércio é o tipo de negócio com maior número de ‘unidades locais’, com 30,3 mil empreendimentos em 2012 no estado, o que representa 48,8% do total. Em 2008, a relação chegou a ser de 51,9%. A pesquisa do IBGE destaca também o número de empresas com até 4 trabalhadores, somamndo 45,7 mil contra 140 que empregam mais 500 pessoas. Os melhores salários, no entanto, são oferecidos pelas unidades maiores, onde a média chega a 2,9 salários mínimos contra 1,3 nas menores.

A cidade com maior número de unidades empregadoras é João Pessoa, onde há 18,7 mil delas, seguida de Campina Grande, com 8,8 mil. Areia de Baraúnas tem apenas 7 unidades, de acordo com o IBGE, o município com menor número de espaços de trabalho identificados pela pesquisa. O número de pessoas ocupadas na capital também é o maior do estado, com 313,8 mil, enquanto em Campina são 102 mil. Apenas 103 pessoas foram registradas como ocupadas pelo IBGE emBelém do Brejo do Cruz.

 
Do G1 PB

Menino de 5 anos leva maconha de presente para professora

maconha-Um menino de 5 anos entregou uma porção de maconha de presente para a professora em uma escola municipal na Vila Alves Pereira, em Campo Grande. Segundo a titular da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Regina Márcia Rodrigues, o Conselho Tutelar foi acionado pela direção do colégio, e o caso, que ocorreu na segunda-feira (19), está sendo investigado pela Polícia Civil.

O conselheiro tutelar Benedito Carlos disse ao G1 que a criança chegou à escola com a droga e quis presentear a professora, alegando que uma tia usava todos os dias e gostava.

A direção da instituição acionou a Guarda Municipal, que confirmou que a porção se tratava de maconha. Após o Conselho Tutelar ter sido acionado, o menino foi levado a um abrigo, onde foi ouvido por psicólogos e assistentes sociais. Segundo Regina Márcia, o menino confirmou que pegou o entorpecente em casa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Equipes de conselheiros tutelares e policiais civis foram até a residência do garoto e, de acordo com Carlos, a situação no local era de abandono e sujeira. Na casa, estavam um menino de 2 anos e uma adolescente de 14, irmãos do menino, e outra adolescente de 17 anos com o filho, um bebê. Todos estavam sem documentos e também foram encaminhados ao abrigo.

A mãe das crianças não foi localizada, e o pai está preso por tráfico de drogas. A maconha que estava com o garoto foi apreendida e encaminhada à Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar).

As crianças e adolescentes vão passar por acompanhamento psicossocial e devem permanecer no abrigo como medida de proteção. A suspeita é que uma das adolescentes seja usuária de drogas.

Segundo a delegada, a polícia investiga se as crianças também faziam uso da substância. O caso está sendo investigado a partir da denúncia da escola, mas nenhum boletim de ocorrência foi registrado. De acordo com Regina, testemunhas ainda serão ouvidas.

O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura de Campo Grande, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

 

G1

Idoso de 82 anos é preso em casa com 5 armas e 341 cartuchos de munição, no Sertão da Paraíba

Um idoso aposentado de 82 anos foi preso nesse sexta-feira (2), em Catolé do Rocha, a 434 km de João Pessoa, no Sertão da Paraíba. Ele foi detido em casa.

Segundo a polícia, durante a operação de busca e apreensão na casa do acusado, foram encontrados uma espingarda de cartucho, calibre 36, uma pistola de fabricação artesanal, calibre 12, três espingardas de fabricação artesanal, do tipo ‘bate-bucha’, alguns cartuchos carregados, 185 cartuchos de calibres diferenciados vazios, sete cartuchos calibre 22 intactos, dois cartuchos calibre 38 intactos, 147 cartuchos calibre 38 vazio, e um carregador de cartucho.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O material apreendido e o aposentado foram levados para a 18ª Seccional Delegacia de Polícia Civil de Catolé do Rocha.

Material apreendidoFoto: Material apreendido
Créditos: Reprodução/Catolé News

A operação ocorreu através de um trabalho conjunto entre a Polícia Militar e a Polícia Civil e o mandado de busca e apreensão foi expedido pela juíza da Comarca de Catolé do Rocha.

 

portal correio (com informações do Catolé News)