Arquivo da tag: 20%

Homem que matou esposa com mais de 20 facadas é achado morto em presídio

Ivanildo postou ameaça à companheira em rede social (Foto: Reprodução)

O detento Ivanildo Júnior foi encontrado morto, na manhã desta sexta-feira (9), na Penitenciária Padrão de Santa Rita, na Grande João Pessoa. Ele era o assassino confesso da esposa, Joseane França de Lima. A mulher foi morta com mais de 20 facadas, no dia 18 de fevereiro.

Segundo o diretor da penitenciária, Cícero Gonçalves, uma corda foi encontrada junto ao corpo de Ivanildo, o que aponta para a hipótese de suicídio. Ainda assim, uma perícia será realizada para confirmar a causa da morte. Ivanildo dividia cela com outros presos – todos enquadrados na Lei Maria da Penha – e estes devem prestar depoimento à polícia.

À TV Correio, o diretor da penitenciária informou ainda que Ivanildo não recebeu visitas de familiares durante o tempo em que esteve sob regime carcerário. Uma filha do suspeito havia concluído recentemente o cadastro para ter direito a encontros com ele.

Homem que matou esposa tinha feito ameaças pelo Facebook

Poucos dias antes do crime, Ivanildo havia postado ameaças a esposa no Facebook. Ao ser preso em flagrante, Ivanildo disse que decidiu assassinar Joseane após descobrir uma traição. Ele foi preso em flagrante, ainda dentro da casa onde aconteceu o crime, em Santa Rita, e com o corpo sujo do sangue da companheira.

O corpo de Ivanildo Júnior foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Campina Grande.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Conta de luz na Paraíba tem desconto de até 20% em abril, diz Aneel

conta luzO desconto nas contas de luz no mês de abril, para compensar os consumidores paraibanos pela cobrança indevida de um encargo, pode chegar a até 20%, conforme tabela divulgada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na terça-feira (28). Os clientes da EnergisaParaíba devem ter o desconto 8,84%, enquanto os clientes da Energisa Borborema, que fornece energia em Campina Grande, Queimadas, Fagundes, Boa Vista, Massaranduba e Lagoa Seca, o desconto vai ser de 19,47%.

De acordo com a Aneel, no total deverão ser devolvidos R$ 900 milhões cobrados nos últimos meses por meio do encargo, inserido nas contas de luz desde o ano passado de maneira indevida, já que Angra 3 ainda não entrou em operação.

A compensação pela cobrança irregular será feita de uma só vez e em forma de desconto no valor da conta de luz de abril. O desconto vai variar de R$ 0,347 a R$ 8,342 para cada 100 kWh, o que equivale a uma redução de 2% a 20% das contas. Conforme lista divulgado pela Aneel, a Energisa Borborema deve dar o maior desconto na cobrança de energia em abril no Brasil.

Como as distribuidoras de energia fecham as contas em períodos diferentes do mês, em alguns casos o consumidor poderá ter o abatimento também em maio, segundo a Aneel. As distribuidoras terão que informar, no boleto da conta de luz, o valor do desconto.

Os clientes de três distribuidoras não vão ser compensados, porque, no caso deles, não houve cobrança indevida. As distribuidoras são: Companhia Sul Sergipana de Eletricidade (Sulgipe), Companhia Energética de Roraima (Cerr) e Boa Vista Energia.

Entenda o caso
No início do mês, a Aneel admitiu que, por conta de uma falha, os consumidores acabaram pagando R$ 1,8 bilhão a mais nas contas de luz ao longo de 2016. Nesta terça, entretanto, a agência informou que o valor cobrado indevidamente deve girar em torno de 50 a 55% do valor estimado inicialmente.

Essa cobrança extra ocorreu pela inclusão indevida nas contas de luz de um encargo destinado a remunerar a usina nuclear de Angra 3. Esse encargo, porém, não deveria ter sido cobrado por que a usina ainda não entrou em operação. Segundo a agência, o erro foi baseado em informações da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que é quem informa qual energia de reserva pode ser usada.

A cobrança indevida veio à tona porque o presidente do Instituto de Cidadania de Formosa (GO), Geraldo Lobo, ingressou com uma ação popular questionando o cálculo da conta de luz.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

TCE pune 20 prefeitos que descumpriram a lei da transparência

tceO Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) já começou a punir, com a aplicação de multas, os prefeitos que ainda não estão cumprindo integralmente a lei da transparência e a lei de acesso à informação. As multas variam e podem chegar a mais de R$ 6 mil, como foi o caso da prefeita de Ouro Velho, Natalia Carneiro Nunes Lira, que terá de pagar R$ 6.104,35. No total, o TCE já puniu 20 prefeitos com o pagamento de multas. Os casos foram analisados pela 2ª Câmara do tribunal.

Na lista estão os prefeitos: José Arnaldo (Amparo), Joventino Ernesto (Barra de Santana), Luzinecctt Texeira Lopes (Barra de São Miguel), Jacinto Bezerra da Silva (Camalaú), Pedro da Silva Neves (Caraúbas), Givaldo Limeira de Farias (Coxixola), Ronaldo Ramos de Queiroz (Gurjão), Joana Darc de Queiroga Mendonça (Massaranduba), Edna Henrique (Monteiro), Natalia Carneiro (Ouro Velho), José Josemar Ferreira de Sousa (Parari), Antônio Costa Nóbrega Junior (Prata), Silvana Fernandes Marinho (Santo André), Fernando Marcos de Queiroz (São José de Cordeiros), Francisco Alípio Neves (São Sebastião do Umbuzeiro), Eduardo José Torrerão (Serra Branca), Francisco Duarte (Sumé), Jurandi Gouveia Farias (Taperoá), Iris de Céu de Sousa (Zabelê) e Maria de Fátima Silva (Matinhas).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O TCE passou a incluir em seus relatórios de análise das prestações de contas municipais um espaço reservado para averiguações sobre a existência de sítio oficial na rede mundial de computadores destinado a divulgação de informações de interesse coletivo ou geral, conforme a Lei 12.527/2011; ao Portal da Transparência; e a disponibilizar informações sobre a execução orçamentária e financeira.

A última avaliação nos portais das prefeituras foi realizada no período de 17 a 21 de novembro de 2014. A partir das irregularidades encontradas o gestor é notificado para adotar as devidas providências, sob pena do pagamento de multa e até de rejeição da prestação de contas.

“Estando a lei em plena vigência, deve a administração pública disponibilizar sítios oficiais na internet que possibilitem a qualquer cidadão encaminhar pedidos de acesso à informação. A atuação do tribunal de Contas apenas reforça o cumprimento da lei a que todo e qualquer cidadão está obrigado, muito mais em se tratando de gestores do erário, uma vez ser a atenção aos preceitos constitucionais e legais requisito de atuação regular dos agentes públicos”, afirma o conselheiro André Carlo Torres Pontes, relator dos processos.

Os prefeitos punidos com as multas terão 30 dias para fazer o recolhimento voluntário ao tesouro do Estado, sob pena de cobrança executiva. O TCE determinou ainda o restabelecimento da legalidade, até a próxima avaliação, já agendada para o mês de março.

Veja abaixo as penalidades:
José Arnaldo da Silva (Amparo) – R$ 2.513,55
Joventino Ernesto do Rêgo (Barra de Santana) – R$ 2.154,48
Luzinecct Teixeira Lopes (Barra de São Miguel) – R$ 3.590,79
Jacinto Bezerra da Silva (Camalaú) – R$ 3.231,71
Pedro da Silva Neves (Caraúbas) – R$ 3,231,71
Givaldo Limeira de Farias (Coxixola) – R$ 3.231,71
Ronaldo Ramos de Queiroz (Gurjão) – R$ 3.231,71
Joana Darc (Massaranduba) – R$ 3.734,42
Edna Henrique (Monteiro) – R$ 2.100,61
Natalia Carneiro (Ouro Velho) – R$ 6.104,35
José Josemar (Parari) – R$ 2.872,63
Antonio Costa (Prata) – R$ 2.513,55
Silvana Fernandes (Santo André) – R$ 3.949,87
Fernando Marcos (São José dos Cordeiros) – R$ 3.231,71
Francisco Alípio Neves (São sebastião do Umbuzeiro) – R$ 3.231,71
Eduardo José Torreão (Serra Branca) – R$ 4.901,43
Francisco Duarte (Sumé) – R$ 4.434,63
Jurandi Gouveia (Taperoá) – R$ 2.334,02
Íris de Céu (Zabelê) – R$ 3.949,87
Maria de Fátima Silva (Matinhas) – R$ 2.154,48

 

20 trabalhadores se salvam de incêndio no Jardim Luna. Dormitório ficou totalmente destruído

incendio-jardim-luna.Um incêndio aconteceu em uma antiga casa de recepção que era utilizada como dormitório para trabalhadores da construção civil, na rua Maria Fecunda O. Dias no bairro Jardim Luna, em João Pessoa.

No local estavam cerca de 20 trabalhadores da construção civil e o que incendiou foi exatamente o dormitório. A casa já tinha outros problemas, cerca de 45 dias caiu o teto de gesso quando eles estavam descansando após o almoço.

Na ocasião e neste incêndio não houve feridos, apenas danos materiais. O fogo não se alastrou para o resto da casa, mas o dormitório ficou totalmente destruído.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

Ainda não se sabe as causas do incêndio e só a perícia poderá revelar. O fogo já foi controlado pelo Corpo de Bombeiros e a situação está sob controle.

 

Marília Domingues / Jota Ferreira

 

Dilma sanciona lei que prevê cota de 20% para negros no serviço público

dilma,A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta segunda-feira (9), no Palácio do Planalto, lei prevê cota de 20% das vagas em concursos públicos da administração federal para candidatos que se declararem negros ou pardos.

O texto sancionado deverá ser publicado na edição desta terça (10) do “Diário Oficial da União” e limita a aplicação das cotas ao prazo de dez anos.

A reserva de vagas valerá em concursos realizados para a administração pública federal, autarquias, fundações públicas, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União, como Petrobras, Caixa Econômica Federal, Correios e Banco do Brasil.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O texto não estende as cotas para o Legislativo e para o Judiciário, nem para órgãos públicos estaduais ou municipais. O Senado, no entanto, decidiu instituir cota de 20% para negros e pardos nos concursos públicos e nos contratos de terceirização da Casa.

Para você construir a igualdade, você não pode tratar os desiguais da mesma forma. Simplesmente, é isso que está sendo feito”
Luiza Bairros,
ministra da Igualdade Racial

O texto da lei determina que, no ato de inscrição no concurso público, o candidato que queira concorrer pelo sistema de cotas deve se declarar de cor preta ou parda, de acordo com o quesito cor e raça utilizado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O candidato que se declarar negro concorrerá simultaneamente tanto às vagas destinadas à ampla concorrência quanto às reservadas às cotas. Se ele for aprovado dentro do número de vagas oferecido para ampla concorrência, sua vaga não será computada para preencher vagas reservadas nas cotas.

A nova regra prevê reserva somente em concursos públicos que disponibilizem três ou mais vagas e não se aplicará a certames cujos editais tenham sido publicados antes da vigência da lei.

O texto também determina que os editais dos certames terão de informar de forma “expressa” o total de vagas correspondentes à cota para cada cargo ou emprego público oferecido.

 

Declaração falsa
A lei prevê que caso seja constatado que a declaração de negro ou pardo é falsa, o candidato será eliminado do concurso e, se já tiver sido nomeado, poderá ter sua admissão anulada e responder a procedimento administrativo.

 

Após a cerimônia de sanção, a ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros, afirmou que não haverá comissão específica para apurar se a declaração do candidato foi falsa. Segundo ela, o governo trabalha com a hipótese de que denúncias serão feitas por cidadãos e apurados pelo Ministério Público, como ocorre atualmente quando alguém denuncia suposta declaração falsa no caso das universidades.

Segundo a ministra, o governo estuda a elaboração de parecer jurídico que irá servir de base para que as denúncias sejam apuradas da mesma maneira. Luiza Bairros afirmou que a lei para concursos públicos está embasada na aplicação da lei de cotas para universidades.

“Os negros não estão tomando lugar dos brancos. O que nós estamos fazendo é seguindo o entendimento que muitos especialistas, magistrados, inclusive nas cortes superiores, têm no Brasil, de que para você construir a igualdade, você não pode tratar os desiguais da mesma forma. Simplesmente, é isso que está sendo feito”, disse a ministra.

 

‘Contra a discriminação’
Durante a cerimônia de sanção no Planalto, da qual participaram líderes de movimentos negros, parlamentares, ministros e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a presidente Dilma afirmou que a lei representa vitória sobre a “luta travada contra a discriminação racial” no país.

 

 

A presidente voltou a afirmar que a Copa do Mundo, que começa na próxima quinta-feira (12), representará a luta pela paz e de combate ao racismo. Ela também comparou a lei que institui as cotas no serviço público a lei semelhante para reserva de vagas nas universidades públicas.
“Estou certa de que podemos, em curto espaço de tempo, fazer a mesma avaliação positiva da lei de cotas no serviço público. As duas [leis de cotas no serviço público e nas universidades] expressam escolhas políticas inequívocas de um governo determinado a defender a igualdade racial como um valor maior na nossa sociedade”.

 

G1

Morre Washington, ídolo do ‘Casal 20’do Flu nos anos 80

casal-20-fluO ex-atacante Washington Cesar Santos, ídolo de clubes como Atlético-PR e Fluminense, morreu na manhã deste domingo em Curitiba.

Washington tinha 54 anos e sofria de esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma doença degenerativa que não tem cura. O ex-jogador estava internado em casa, onde foi encontrado morto neste domingo por um enfermeiro por volta das 6h.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A notícia foi lamentada pelos atuais integrantes do elenco do Fluminense. No retorno da partida em Barueri (SP) contra o Bahia, na qual o time carioca venceu por 1 a 0, o técnico Cristóvão Borges externou a tristeza pela notícia.

“Quando ele veio para o Fluminense, eu fui para o Atlético-PR na transação. Sabia da história dele no Fluminense – um grande artilheiro, decisivo em momentos importantes”, disse Cristóvão, pesaroso. “Estamos todos bastante tristes. Desejamos conforto à família dele, que todos se restabeleçam. Todos os tricolores estão muito tristes com o que está acontecendo”, completou.

Nascido na cidade de Valença (BA), Washington passou por clubes como Galícia (BA), Corinthians e Internacional antes de chegar ao Atlético-PR. No clube rubro-negro, consagrou a dupla de ataque formada com Assis, conquistando o campeonato paranaense de 1982.

A dupla se transferiu para o Fluminense em 1983, ganhando a alcunha de “Casal 20” – o apelido é uma referência a uma famosa série de TV do início dos anos 80. No Rio, Washington foi tricampeão carioca (1983, 1984 e 1985), além de faturar o Campeonato Brasileiro de 1984.

O atacante deixou o Fluminense em 1989, passando por clubes como Botafogo, União São João, Atlético-PR, Desportiva (ES), Santa Cruz, Galícia e Fortaleza, antes de encerrar a carreira em 1996 pelo Foz do Iguaçu (PR).

Terra

Ricardo reage a análise de contas e diz que AL recebe R$ 20 milhões para nada

ricardo-coutinhoO governador Ricardo Coutinho (PSB) fez duras críticas, na manhã desta quinta-feira (22), a Assembléia Legislativa da Paraíba (ALPB), durante entrevista ao Correio da Manhã, da 98 FM de Campina Grande. Segundo ele, a audiência pública, que seria realizada ontem para discutir as contas do seu governo, referentes ao ano de 2011, era um circo armado, “para justificar o injustificável. “Tentaram durante todo o meu mandado da um golpe e não conseguiram”, afirmou.

Ricardo disse também que a ALPB recebe mais de R$ 20 milhões por mês, não produz absolutamente nada de relevante para a Paraíba e apenas promove disputa política. “Eles podem fazer isto permanentemente, com dinheiro do povo. Recebem 20 milhões de reais por mês para uma casa de 36 deputados. Para um único prédio. Recebem mais que a UEPB para não produzir nada. Para fazer disputa contra o Governo do Estado”, criticou.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Fico impressionado com a desfaçatez, com a cara de pau de alguns deputados, que acham que o povo é burro. Ou seja, eles podem articular, como sempre fizeram, para desviar o foco das discussões, para fazer da Assembléia, enquanto poder, instrumento permanente de combate ao Poder Executivo”, acrescentou.

Cristiano Teixeira – MaisPB

Concursos públicos federais terão reserva de 20% das vagas para negros

senadoO Senado aprovou nesta terça-feira (20) a reserva de vagas para negros ou pardos em concursos públicos federais. Em votação simbólica, os senadores aprovaram o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 29/2014, que garante aos candidatos negros 20% das vagas de concursos a serem realizados por órgãos da administração pública federal, autarquias, fundações, empresas públicas e sociedades de economia mista controladas pela União.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Durante a votação, o Plenário e as galerias contavam com a presença de deputados e representantes de entidades de defesa da igualdade racial. Para entrar em vigor, a reserva só precisa ser sancionada pela presidente da República, Dilma Rousseff.

Pelo texto, de iniciativa do próprio Poder Executivo, os candidatos deverão se declarar negros ou pardos no ato da inscrição do concurso, conforme o quesito de cor ou raça usado pelo IBGE. Esses candidatos concorrerão em duas listas: a de ampla concorrência e a reservada. Uma vez classificado no número de vagas oferecido no edital do concurso, o candidato negro será convocado pela lista de ampla concorrência. A vaga reservada será ocupada pelo próximo candidato negro na lista de classificação.

“Temos de esclarecer que a cota é aplicada no processo de classificação. Todas as pessoas vão disputar as vagas no concurso público em pé de igualdade. Não haverá nenhuma possibilidade de se fazer injustiça. Todas as pessoas farão o processo seletivo e, apenas na hora de preencher as vagas, é que será observada a cota de 20%”, explicou a senadora Ana Rita (PT-ES), que relatou o projeto na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Dez anos

O projeto determina ainda que a reserva de 20% será aplicada sempre que o número de vagas oferecidas no concurso seja igual ou superior a três. Ou seja, se forem três vagas, uma já fica reservada aos candidatos negros. A cota racial terá validade de dez anos e não se aplicará a concursos cujos editais tenham sido publicados antes da vigência da lei.

A proposta prevê punições caso seja constatada falsidade na declaração do candidato. As sanções vão da eliminação do concurso à anulação do processo de admissão ao serviço ou emprego público do candidato que fraudar os dados.

Relator do projeto na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), o senador Humberto Costa (PT-PE), considerou “histórica” sua aprovação pelo Senado.

“Creio que hoje é um dia histórico porque no nosso país, ao longo dos últimos anos, temos procurado enfrentar um problema secular que existe no Brasil da discriminação e do preconceito racial”, comemorou o senador.

Humberto Costa citou dados do Censo 2010, segundo os quais 50,7% da população brasileira são negros e mestiços, número que, entre os funcionários públicos federais, fica em apenas 30%. Quando os cargos são mais importantes, o índice cai ainda mais: entre os diplomatas apenas 5,9% são negros; nos auditores da receita são 12,3%; e na carreira de procurador da fazenda nacional, 14,2%.

Discriminação positiva

O senador José Sarney (PMDB-AP) lembrou ter sido o responsável por iniciar a discussão sobre cotas raciais no país, ao apresentar projeto reservando cotas para negros nas vagas no ensino superior e em concursos públicos, há 15 anos. Seu projeto, entretanto foi considerado inconstitucional à época pela Câmara dos Deputados, sob o argumento de criava discriminação entre as pessoas, o que era inconstitucional.

– Invoquei o fato de que as discriminações positivas estavam presentes na Constituição, como no caso dos deficientes físicos, que tinham direito à discriminação positiva. Quero me congratular com a presidente Dilma, que, com sua sensibilidade, consagra, de uma vez por toda, este princípio que, sem dúvida alguma, é um grande avanço e uma grande conquista para a raça negra no Brasil – elogiou Sarney.

A senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO) lembrou que, neste mês, completam-se 126 anos da Lei Áurea e 319 anos da morte de Zumbi dos Palmares.

– Se ainda temos que discutir a instituição de cotas para acesso ao serviço público da parte da população negra é porque a Lei Áurea, embora se constitua um marco no processo de emancipação do negro, não trouxe consigo os instrumentos que amparassem o negro no período pós-libertação.

Emenda rejeitada

O Plenário rejeitou a emenda apresentada pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) para estabelecer a reserva de 40% das vagas de concursos públicos federais a residentes do estado onde os cargos serão preenchidos. Ela já havia sido rejeitada tanto na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) quanto na CCJ. De acordo com o relator na CCJ, o conteúdo da emenda tratava de tema diverso ao contido no projeto em análise.

 

Por Agência Senado

Jogador morre no Peru e família tenta juntar R$ 20 mil para custear traslado

jogado basqueteUm jogador de basquete morreu há oito dias no Peru, mas o corpo ainda não foi enterrado porque a família afirma que não tem condições financeiras para fazer o traslado do corpo para o Brasil.

Luis Bobina nasceu na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, mas morava em São Paulo. Ele foi a Lima para acertar questões contratuais com um time de basquete e, dias depois, a família recebeu a notícia da morte dele, em decorrência de um infarto.

O pai do atleta disse que a família recebeu a notícia da morte por telefone. “Minha esposa recebeu o telefonema de São Paulo. A esposa dele reside lá. Ela falava naquele momento, para minha esposa, que o nosso filho tinha falecido e foi desespero total”, conta Luiz da Silva, pai do jogador.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A família foi informada pela Embaixada do Brasil no Peru que o transporte do corpo deve custar R$ 20 mil. A embaixada informou que não dispõe de recursos o traslado. Com isso, amigos e conhecidos do jogador estão reunidos para arrecadar o dinheiro.

“Difícil para a família porque nós já tínhamos feito anteriormente uma despesa, ajudamos esse dinheiro para pagar o seguro lá. A minha esposa, ultimamente, teve também que solicitar um empréstimo a fim de que ele pagasse o passaporte. Então, tudo isso onera”, disse o pai. Já mãe de Luis, que já não o via há três anos, se emocionou ao falar que sentia muita saudade do filho. “É muita dor, muita saudade do meu filho”, afirma.

A vítima tinha 40 anos e chegou a integrar a equipe de basquete do Esporte Clube Bahia, clube onde conquistou diversas vitórias.

 

 

Do G1 BA, com informaçõe da TV Bahia

Tribunal Regional Federal lança edital de concurso até o próximo dia 20

concurso-publicoO edital para o concurso do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) deve ser publicado até no dia 20 de maio. A organizadora do concurso será a Fundação Carlos Chagas (FCC).

O concurso será para a formação de cadastro de reserva e serão oferecidos cargos como analista judiciário (área judiciária), analista judiciário (área judiciária/oficial de justiça avaliador federal), analista judiciário (área apoio especializado/informática), técnico judiciário (área administrativa), técnico judiciário (área administrativa/segurança e transporte), técnico judiciário (área apoio especializado/contabilidade), técnico judiciário (apoio especializado/tecnologia da informação)

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Por Jornal Correio da Paraíba