Substituto oficial de Rosas pode sair ainda hoje

Publicado em sexta-feira, julho 15, 2011 ·

edvaldo rosasO substituto de Edvaldo Rosas na Secretaria da Transparência Pública da Prefeitura Municipal de João Pessoa poderá ser anunciado oficialmente hoje. É que a definição do futuro ocupante da Pasta está entre os temas da pauta da reunião que acontece hoje, às 12h, entre o prefeito da Capital Luciano Agra (PSB) e o presidente estadual do PSB e Edvaldo, que já entregou o cargo.

A reunião foi confirmada ontem pelo próprio Edvaldo Rosas, que revelou que durante o encontro com Agra pretende entregar oficialmente o comando da Transparência Pública Municipal, que está à frente à quase seis meses, apresentar o relatório das atividades e discutir uma agenda política para ser implementada neste segundo semestre.

Edvaldo Rosas ressaltou, que até onde saiba o seu substituto para o cargo de secretário da Transparência ainda não foi definido, mas que já tem um perfil defendido por ele. “O novo secretário tem que estar dentro do projeto político e administrativo da atual gestão e que amplie a base política do prefeito Luciano Agra”, declarou, preferindo não opinar se o vereador Raoni Mendes se enquadra dentro deste perfil.

A expectativa do atual secretário da Transparência Pública é que o escolhido pelo prefeito Luciano Agra, para lhe substituir na Pasta, se enquadre neste perfil. Edvaldo reafirmou que o levou a decidir deixar o cargo foi sua atuação com dirigente do PSB e a necessidade de se dedicar cada vez mais ao partido para os preparativos para as eleições do próximo ano em todo o Estado.

Raoni: “Não recebi convite”

Apesar de ser o nome mais cotado para assumir a secretaria de Transparência Pública de João Pessoa, o vereador Raoni Mendes (PDT) afirmou que ainda não recebeu nenhum convite para assumir o posto nem conversou sobre o assunto com o prefeito socialista, Luciano Agra, porém, admitiu que “onde há fumaça, há fogo”.

No entanto, o parlamentar ressaltou que no momento sua maior preocupação seria com seu mandato na Câmara Municipal de João Pessoa, e que pretende priorizar e intensificar seus trabalhos como “representante público” visando, principalmente, a reeleição no próximo ano.

As ações quem vêm ocupando o tempo do vereador são projetos como o “Banco do Povo”, que trata da criação de um banco popular que facilitaria as microempresas a receberem microcrédito, e que segundo ele, funcionaria como uma espécie de ‘Paraiban’. Além da proposta que pretende implantar o “IPTU proporcional”, que prevê que o pagamento do IPTU seja proporcional a infraestrutura que o cidadão recebe no bairro onde reside.

Entretanto, caso seja o vereador o escolhido para assumir a pasta, quem assumiria sua vaga na Câmara, seria Vera Lucena (PSDB). Raoni destacou que, sendo a tucana ligada ao senador tucano Cícero Lucena, o nome já se tornaria motivo de preocupação.

Vera Lucena prefere aguarda

A segunda suplente da Coligação PSDB-PDT, Vera Lucena (PSDB), não quis se pronunciar sobre o assunto por considerar prematura a discussão, porém, anunciou que caso assuma assento na Casa legislativa, a decisão sobre o posicionamento que ela deverá adotar, será tomada juntamente com o grupo político a qual ela faz parte.

“Não existe nenhuma conversa sobre isso, portanto, seria prematura eu me pronunciar sobre isso, pois nada aconteceu ainda. Então, eu não posso adiantar sobre meu posicionamento, além disso, essa não seria uma decisão isolada, mas sim algo que eu discutiria em grupo, com o grupo a qual eu pertenço”, frisou a suplente.

Jornal Correio

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627