SIP cobra investigações do assassinato de jornalista paraguaio na fronteira com o Brasil

Publicado em sábado, fevereiro 9, 2013 ·

Na última quinta-feira (7/2), a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, pela sigla em espanhol), cobrou investigações do assassinato do jornalista paraguaio Marcelino Vázquez, dono e diretor da rádio Sem Fronteiras 98.5 FM, morto em Pedro Juan Caballero, fronteira com o Brasil, informou o portal Infobae.

Crédito:Divulgação
Entidade cobra investigação sobre assassinato de jornalista
“Instamos as autoridades a investigar o caso com diligência para esclarecer e trazer os responsáveis à justiça, pois esta é a maneira mais eficaz de acabar com a violência e impunidade”, expressou Claudio Paolillo, presidente de la Comissão de Liberdade de Imprensa da SIP.

A cidade de Pedro Juan Caballero é conhecida pelo grande cultivo de maconha e por ser um dos principais pontos de receptação das chamadas “drogas pesadas”. Jornalistas que trabalham na cidade enfrentam ameaça constante.
O crime
Na última quarta (6/2), por volta das 19h, o radialista deixou os estúdios da 98,5 FM e foi para uma boate, da qual também era dono. No caminho, dois homens em uma motocicleta atiraram diversas vezes contra ele. O empresário chegou a ser levado a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com a RSF, o assassinato provavelmente é obra do crime organizado do país.
Redação Portal IMPRENSA

Comentários

Tags : , , , , ,

REDES SOCIAIS














INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627