Sindicato dos Jornalista responsabiliza Band por morte de cinegrafista

Publicado em segunda-feira, novembro 7, 2011 ·

cinegrafista-foi-mortoO cinegrafista Gelson Domingos da Silva, de 46 anos, morreu na manhã do domingo (6) após ser baleado durante um tiroteio entre policiais militares e traficantes na Favela de Antares, em Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. Ele fazia a cobertura jornalística da operação para a Band, quando foi atingido no peito. As informações são do iG.

A vítima foi levada para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Santa Cruz, mas não resistiu ao ferimento e chegou morta ao local. Em nota, a Band informou que Silva estava com colete à prova de balas, um modelo permitido pelas Forças Armadas, usado pelos profissionais da emissora em situações de risco. O cinegrafista, no entanto, foi atingido por um tiro de fuzil que atravessou o colete.

O Sindicato dos Jornalista do Rio de Janeiro (http://www.jornalistas.org.br/noticias.php?idn=1884) responsabilizou a emissora pela morte do cinegrafista. “Isso [o colete] é uma maquiagem. Os coletes não oferecem segurança para o profissional porque não protegem contra os tiros de fuzil, a arma mais usada pelos bandidos e também pela polícia no Rio. E as emissoras só dão o colete porque a convenção coletiva de trabalho estabeleceu que o equipamento é obrigatório em coberturas de risco. Também já pedimos que as empresas de comunicação façam um seguro diferenciado para as coberturas de risco, mas elas responderam que já protegem seus funcionários e classificaram a proposta do sindicato como uma interferência em seu trabalho”, disse a presidente da instituição, Suzana Blass.

Portal Imprensa
Focando a Notícia

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS













ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco







Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627