SES afirma que coeficiente de Incidência de Dengue continua em declínio na PB;de 4,4 passou para 2,0

Publicado em domingo, maio 22, 2011 ·

dengue1O novo Boletim da Dengue divulgado neste sábado (21) pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) aponta que  o  coeficiente de Incidência da Dengue no estado continua em declínio.  De acordo com os dados o índice  era de de 4,4 na semana anterior e agora é de 2,0.  Esse risco  vem caindo desde  o período de 27 de março a 2 de abril, (Semana Epidemiológica 13)  que registrou o índice de 23,6  doentes em cada cem mil habitantes.

A gerente Executiva de Vigilância em Saúde da SES, Júlia Vaz explica que Coeficiente de Incidência, está sendo utilizado para avaliar os casos de dengue na Paraíba. “É um indicador epidemiológico que constitui medida de risco de doença ou agravo com o objetivo de conhecer de forma mais precisa qual foi o risco de adoecer pela ação do Aedes aegypti em cada semana”, esclareceu.

Esta ferramenta de avaliação é a razão entre o número de casos novos de uma doença que ocorre em uma coletividade, em um intervalo de tempo determinado, e, a população exposta ao risco de adquirir referida doença no mesmo período multiplicando-se por potência de 10, 100, 1000, 10.000 ou 100.000 que é a base referencial da população. “ Como nossa população é de 3.766.528 (IBGE, Censo 2010) a base referencial utilizada foi de 100.000 habitantes”, explicou Júlia Vaz.

Os dados informados até a semana 19 que tem o seu encerramento em 14 de maio são: 2.678 casos de Dengue clássica; 915 casos Descartados; 39 casos de Dengue com Complicações; 29 casos de Febre Hemorrágica da Dengue; 01 óbito confirmado, e, um óbito suspeito em processo de investigação 3.685 casos aguardam término da investigação para confirmação ou descarte.

Os casos graves nesta semana apresentaram um aumento importante com referencia a Dengue com Complicações que passou de 29 ( semana anterior) para 39 na semana 19. No entanto com este resultado, e como não temos alteração no número de óbitos por dengue a letalidade reduz de 1,7 % para 1,4 %. O estado da Paraíba mantém o compromisso realizado no Pacto pela Saúde\2011 que é de manter a letalidade das formas graves da dengue em até 2,60 %.

Os municípios com o maior número das formas graves da dengue são João Pessoa e Campina Grande, ambos com 12 casos. Em seguida está o município de Guarabira com 06 casos.

A Gerência Regional de Saúde que apresenta a maior incidência das formas graves da Dengue é a XI com 3,6 a cada cem mil habitantes, na segunda colocação está a IX GRS com 3,5 e na terceira a II GRS com 3,2.

Júlia Vaz afirma que desde a semana epidemiológica 14 que se observa uma redução progressiva dos casos notificados. “Por quatro semanas o Estado mantém a sua incidência abaixo do limite superior do diagrama de controle que é uma das opções que a SES utiliza de forma complementar para detecção precoce da tendência da doença por semana epidemiológica. “ Destacamos que na atual semana a curva que avalia a incidência de 2011 está abaixo da média esperada, e totalizou a notificação de 23 casos suspeitos”, explicou Júlia Vaz.

Júlia Vaz alerta, no entanto, que estes resultados podem se transformar em um fator de risco caso a população, influenciada pela queda da incidência, abandone a vigilância dos seus domicílios, principalmente, na atual condição do tempo, ou seja, período das chuvas.

Ela afirmou que a SES vem mantendo uma agenda muito dinâmica para manter a dengue controlada no Estado. Dentro do seu papel e na execução das suas atribuições a SES, entre outras atividades, está realizando um trabalho interinstitucional em que a Defesa Civil do Estado e o Corpo de Bombeiros se consolidaram como importantes parceiros no combate ao Aedes aegypti.

Paraíba.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627