Se envelhecer, não beba: ressacas são piores após os 40 anos

Publicado em sábado, novembro 23, 2013 ·

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

O que muitos já haviam comprovado na prática agora ganhou aval da ciência. Com o passar dos anos fica mais difícil se recuperar das bebedeiras. Segundo estudo da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, é a partir dos 40 que os amantes de bebidas alcoólicas começam a sofrer mais.

A explicação é a de que a maior quantidade de tecido adiposo ajudaria a manter níveis mais altos de álcool no sangue (a gordura não absorve a substância) e a deixar o corpo desidratado. “Todos os efeitos são intensificados com a idade”, enfatizou o psiquiatra David Oslin, ao jornal Daily Mail.

 

Especialistas ressaltam que, com a idade, o organismo passa a sofrer naturalmente de desidratação, o que já seria um agravante para quadro de ressaca. O fígado também sofre mais para processar as toxinas originárias da bebida. Além desses efeitos, o sono de bebedores com mais de 40 anos também fica mais alterado após umas doses.

 

A pesquisa mostra que as mudanças começam por volta dos 30 anos e que, aos 50, o fígado naturalmente fica maior e não funciona de forma tão eficiente. Com a idade, o corpo também fica mais sensível aos sulfitos e taninos presentes no vinho, itens que costumam causar dores de cabeça e náuseas após a bebida.

 

Terra

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627