São Paulo recebe o Atlético-PR em ascensão para ser líder do Brasileirão

Publicado em sábado, agosto 13, 2011 ·

Adilson Batista e Renato Gaúcho foram companheiros no Cruzeiro e no Atlético-MG como jogadores e farão um duelo à parte na noite deste sábado, no Morumbi (Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)
Adilson Batista e Renato Gaúcho foram companheiros no Cruzeiro e no Atlético-MG como jogadores e farão um duelo à parte na noite deste sábado, no Morumbi (Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)

Após nove rodadas, o São Paulo tem na noite deste sábado a chance de voltar a ser líder do Campeonato Brasileiro. O time, que iniciou a competição de maneira fulminante, com cinco vitórias consecutivas, teve um período de turbulência, trocou o seu treinador e voltou a se reestabelecer, tanto que não perdeu sua vaga no G-4. A tarefa, no entanto, não será das mais fáceis. Isso porque, além de ter muitos desfalques, o Atlético-PR, apesar de seguir na zona de rebaixamento, deu claros sinais de recuperação no torneio, tanto que conquistou duas vitórias e um empate nas últimas três partidas disputadas.

Além dos protagonistas dentro das quatro linhas, chama a atenção no duelo que será realizado no estádio do Morumbi, a partir das 18h30m, o confronto entre os treinadores. O zagueiro Adilson Batista e o atacante Renato Gaúcho foram companheiros no Cruzeiro e no Atlético-MG. Ambos, no entanto, fizeram história no mesmo time, mas em épocas diferentes. No Grêmio, o beque foi campeão da Taça Libertadores da América de 1995, enquanto o atacante levou o time gaúcho ao caneco mais importante de sua história, o Mundial Interclubes de 1983.

A partida será apitada pelo mineiro Ricardo Marques Ribeiro, que será auxiliado pelo também mineiro Guilherme Dias Camilo e pelo sergipano Cleriston Clay Barreto Rios. O duelo será transmitido para todo o país pelo canal Premiére, através do sistema pay-per-view. O GLOBOESPORTE.COM acompanhará a partida em tempo real, com vídeos exclusivos.

header o que esta em jogo (Foto: arte esporte)

São Paulo: após ter perdido para o Ceará no meio de semana por 2 a 1, em Fortaleza, pela Copa Sul-Americana, o time do Morumbi volta o foco para o Campeonato Brasileiro. O time pretende fazer a lição de casa para virar o sábado na ponta e assim, jogar pressão em cima de Flamengo e Corinthians, que enfrentarão Figueirense e Ceará no domingo, respectivamente.

Atlético-PR: depois de duas vitórias e um empate, o Atlético-PR ficou mais perto da saída da zona de rebaixamento do Brasileirão. A diferença para o 16° colocado, que já foi de oito pontos, caiu para três. Para deixar o Z-4 pela primeira vez na competição, o Furacão precisa vencer o São Paulo e torcer para que Avaí e Atlético-GO não vençam e Atlético-MG e/ou Grêmio perca(m).

header as escalações 2

São Paulo: como já virou costume, Adilson Batista será obrigado a mexer na escalação de sua equipe. No total, são 11 desfalques. Para compensar um pouco, o treinador terá o retorno de Lucas, que estava na Seleção Brasileira que disputou um amistoso contra a Alemanha no meio de semana. Com excesso de jogos e viagens, o estado físico também preocupa o técnico, que mandará a seguinte escalação a campo: Rogério Ceni; Piris, João Filipe, Zé Vitor e Juan; Jean, Wellington, Cícero e Rivaldo; Lucas e Dagoberto.

Atlético-PR: com oito desfalques, Renato Gaúcho faz mistério sobre os substitutos de Cleber Santana e Kleberson. Sete jogadores disputam duas vagas: Fransérgio, Renan Foguinho, Robston e Wendel e os atacantes Adaílton, Edigar Junio e Guerrón. A escalação: Renan Rocha; Edilson, Manoel, Fabrício e Paulinho; Deivid, Wendel (Fransérgio), Robston (Renan ou Edigar Junio), Marcinho e Madson; Morro García.

quem esta fora

São Paulo: Xandão, Luiz Eduardo, Rodrigo Caio e Luis Fabiano (machucados, sendo que o último ainda não reestreou pela equipe do Morumbi), Carlinhos Paraíba e Denilson (suspensos), além de Bruno Uvini, Casemiro, Henrique e Willian José (todos na Seleção Brasileira sub-20). A lista de desfalques ainda pode aumentar, já que Rhodolfo, que sentiu dores na coxa, fará tratamento intensivo até a hora da partida.

Atlético-PR: o volante Kleberson cumpre suspensão pelo terceiro amarelo. O também volante Cleber Santana (além de suspenso) e o lateral Wagner Diniz, que pertencem ao São Paulo, ficam fora por uma cláusula contratual. O volante Paulo Roberto e o atacante Nieto seguem no departamento médico, em recuperação de lesões no tornozelo. Por fim, os meias Branquinho e Paulo Baier e o atacante Rodriguinho também foram vetados pelo DM atleticano

header pendurados

São Paulo: Wellington, João Filipe, Lucas e Dagoberto

Atlético-PR: Manoel e Robston.

header fique de olho 2

São Paulo: depois de ter ficado fora da partida de quarta, contra o Ceará, por estar com dores na coxa esquerda, Dagoberto tem presença garantida no duelo do Morumbi. Ótimo reforço para Adilson Batista, já que o camisa 25 é o principal goleador do Tricolor na temporada (17 gols) e maior garçom (14 assistências).

Atlético-PR: Morro García quer quebrar o jejum de cinco jogos sem marcar. O uruguaio, que fez dois gols na vitória sobre o Botafogo, passou em branco diante de Ceará, Santos, Atlético-GO, Corinthians e Flamengo. Substituído nas oito partidas que jogou pelo Furacão, ele luta para conquistar a confiança do técnico Renato Gaúcho.

header o que eles disseram (Foto: arte esporte)

Adilson Batista, técnico do São Paulo: “Os desfalques são coisas do futebol, acontecem. Eu tenho é que solucionar. Como temos um curto espaço de tempo entre um jogo e outro e ainda tivemos uma viagem desgastante, tenho de resolver tudo na base da conversa. Os atletas estão sendo excepcionais, entendem quando eu preciso improvisar. Independentemente da formação, encontrarei um time competitivo para buscar a vitória ”

Marcinho, meia do Atlético-PR: “O São Paulo tem jogadores rápidos, como o Lucas, Dagoberto, Fernandinho… O meio de campo é bem leve. Jogar em um campo grande contra um time que está em cima é bom. É só recompor rápido, não dar muito espaço, assim como fizemos contra o Atlético-GO. Acho que isso será fundamental para uma vitória”.

header números e curiosidades

* Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia.

* Na história do Campeonato Brasileiro, o equilíbrio marca os duelos entre São Paulo e Atlético-PR. Em 35 partidas, são 12 vitórias dos paulistas, 12 empates e 11 triunfos dos paranaenses. Os são-paulinos marcaram 49 gols e os atleticanos, 42.

*  Os mandantes costumam levar a melhor neste duelo. Nos 35 jogos, em apenas três, os visitantes saíram vencedores. O Atlético-PR não ganha do São Paulo no estádio do Morumbi desde o dia 7 de maio de 1983, quando fez 1 a 0, gol marcado por Assis.

* Outro fato que chama a atenção é o alto número de gols marcados neste confronto. Foram 91 nas 35 partidas disputadas, o que dá a média de 2,6 tentos feitos por jogo.

* O Furacão venceu apenas uma partida como visitante no Brasileirão – fez 3 a 0 sobre o Atlético-GO, pela 14ª rodada. Nas outras sete partidas longe de casa, o Furacão perdeu todas. Fora, o Rubro-Negro tem o terceiro pior desempenho – só pontuou mais que América-MG e Santos.

header último confronto v2 (Foto: arte esporte)
As duas equipes se enfrentaram pela última vez no dia 28 de outubro do ano passado. Sob comando de Paulo César Carpegiani, que havia deixado o Atlético-PR para se transferir ao Tricolor, o São Paulo venceu por 2 a 1, na Arena Barueri, gols marcados por Ricardo Oliveira e Miranda, de cabeça. O equatoriano Guerrón descontou para o Furacão.
Globoesporte.com

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627