Ricardo Coutinho nomeia Rangel Júnior como reitor da UEPB

Publicado em quinta-feira, dezembro 13, 2012 ·

O governador Ricardo Coutinho confirmou na manhã desta quinta-feira (13) no Palácio da Redenção, em entrevista coletiva, o nome do professor Rangel Júnior como reitor da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). O governador presidiu a solenidade ao lado do novo reitor e dos atuais vices-reitores Aldo Bezerra e Etan Barbosa. A atual reitora Marlene Alves não compareceu.

Também se fez presente o procurador-geral da UEPB, Ebenzeber Pernambucano. Na mesa da solenidade também estavam as secretária Márcia Lucena da Educação e Estela Bezerra da Comunicação Institucional.

O governador admitiu que não foi uma tarefa fácil a escolha do novo reitor. Disse que tentou, de uma forma inédita, uma articulação para uma gestão entre os três mais votados. Sem citar nomes, ele criticou a atual gestão da UEPB afirmando que houve uma tentativa de gerir a instituição como se ela fosse independente da administração estadual. Ele também direcionou suas críticas ao envolvimento político da reitora Marlene Alves com legendas partidárias. Disse que a reitora deveria saber que as disputas iriam se dar apenas no momento da escolha do seu sucessor e que ela deveria ter focado mais na gestão.

A reunião conjunta extraordinária do Conselho Superior Universitário (CONSUNI) e Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE) da Universidade Estadual da Paraíba, ocorreu no último dia 28 de agosto, quando foi aprovada a lista tríplice para os cargos de reitor e vice-reitor da instituição.

A lista foi composta pelas três chapas mais votadas na consulta prévia realizada no dia 16 de maio. Pela ordem de votação, foram indicados os professores Rangel Júnior e José Etham (chapa 5), José Cristóvão de Andrade e Medeiros (chapa 2) e Eliana Maia e Juracy Regis (chapa 3).

O reitor e o vice-reitor irão administrar a Universidade durante o quadriênio 2012-2016 e terão mandato iniciado no dia 13 de dezembro deste ano.

Foram totalizados 9.110 votos (36,4%) num universo de 25.000 votantes.

 Rangel Junior e José Etham, que obtiveram 50,57% dos votos; Cristóvão Andrade e Fábio Agra Medeiros, que registraram 21,17% dos votos; e Eliana Maia e Juracy Régis 13,47% do total de sufrágios.

O documento com o resultado oficial da consulta foi protocolado no Palácio da Redenção no dia 23 de agosto último.

O governador tentou um acordo com os três mais votados, para um pacto de gestão na UEPB. Rangel Junior aceitou, mas a proposta foi recusada pelos outros dois professores.

O professor José Cristovão de Andrade candidato a reitor da Universidade Estadual da Paraíba, confirmou que esteve em reunião com o governador Ricardo Coutinho e assumiu, que, se escolhido na lista tríplice irá administrar respeitando os eixos do documento, principalmente com todas as chapas de oposição que concorreram a consulta deste ano.

Ele também confirmou que, na reunião, o governador Ricardo Coutinho propôs um pacto. Andrade, contudo, afirmou que não aceitou a aproximação com o aliado da atual reitora Marlene Alves: “Nós só aceitaremos pacto com as oposições ao atual modelo. Aceitar isso com a Chapa de Rangel é colocar o lixo debaixo do tapete dos graves problemas que a UEPB enfrenta hoje. Claro que existe e lamentamos a tentativa de golpe de setores que entendem consulta como processo final e a lista tríplice não tem validade de nada. Se o mais votado deve ser o escolhido, teremos que mudar de consulta para eleições diretas. E ter maioria com o uso da máquina é relativo”, protestou.

Hermes de Luna

Comentários

Tags : , , , , , ,

REDES SOCIAIS




















Focando a Notícia -
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627