Pe. Djací – Respeito à dignidade da pessoa humana

Publicado em sexta-feira, Março 4, 2011 ·

Respeito à dignidade da pessoa humana


Inicio este artigo com uma tétrica manchete, que com sua força de expressão, causou um impacto emocional, levando muitas pessoas à revolta, à indignação: “homem é arrastado do shopping, e morre na calçada”. Essa foi a notícia arrasadora, bombástica, confirmando  que,nesta sociedade hodierna, a cultura de morte está na crista da onda feito um rolo compressor passando por cima de tudo(valores cristãos,humanos,ético-morais) e todos(pessoas humanas).Com exceção ,claro!
Não resta dúvida, esta sociedade dita pós-moderna atolada até o pescoço na lama do relativismo ético-moral, do secularismo, do hedonismo, do materialismo, o ser humano, imagem e semelhança de Deus é tratado como coisa, como bicho bruto, como objeto descartável. Se for pobre, pior ainda. É a idolatria do ter sufocando, matando, o que mais precioso o homem tem: sua dignidade.
Está faltando a nítida consciência de que todo ser humano tem uma dignidade a ser respeitada, tratada com maior seriedade, seja ela quem for, um bêbado,um doente mental, um bandido, um negro, um branco, um amarelo, um analfabeto ou doutor, um lascado da vida.Por conta disso, infelizmente, reina a maldosa lógica: quem tem, vale alguma coisa;  quem nada tem ,não vale nada.Aí dos pobres, dos excluídos, dos marginalizados, dos fracos, dos sem vez e sem voz.Pois são estes as maiores vítimas da idolatria do ter,do poder,do consumismo e do materialismo pragmático.Eles nada têm, a não ser a própria vida. Então, são mal-vistos, ignorados.
Um exemplo concreto, real, do descaso pela vida humana, ou seja, pela sua dignidade: ”Um  homem foi arrastado de dentro de shopping para morrer na calçada”.Esse filho de Deus morreu em plena calçada do deus dinheiro,do deus lucro, do deus ter, do deus poder econômico.Foi uma violência tremenda à essa pessoa, e uma ofensa grave ao Deus da vida, que dissera: “façamos o homem a nossa imagem e semelhança”.Não foi por acaso, que São Paulo afirmou, categoricamente, que o corpo (o homem na Bíblia) é Templo do Espírito Santo(I Coríntios 6:19).Daí, conclui-se que maltratar qualquer ser humano é um pecado contra o Espírito Santo de Deus.
Durante toda sua história, sobretudo nos momentos cruciais (contexto de violação dos direitos humanos, fome, sede, guerra, exclusão social etc.), a Igreja católica, na sua missão profética de anunciar e denunciar, tem defendido veemente a dignidade da pessoa humana. Para ela, defender o ser o humano é princípio básico, é seu dever evangélico, ético e moral. Não foi por acaso, que o Papa Paulo Vl, em discurso na ONU, em 1965,assim pronunciou: “a Igreja é perita em humanidade”.
Vejamos o que disseram os bispos católicos da America latina, reunidos em Puebla (1979), em Santo Domingo (1992) e em Aparecida (2007), sobre a dignidade da pessoa humana:

“Professamos que todo homem e toda mulher, por mais insignificante que pareçam, têm em si a nobreza inviolável que próprios devem respeitar e fazer respeitar, incondicionalmente” (Doc. Puebla).

“Toda vida humana merece por si mesma, em qualquer circunstância, sua dignificação”(317-Doc. Puebla).

“Para João Paulo ll,a dignidade humana é um valor evangélico”(1254 –Doc.Puebla).

“A dignidade humana está em ser mais e não ter mais”(339-Doc. Puebla).

“Toda violação da dignidade humana é injúria ao próprio Deus, cuja imagem é o homem” (306-Doc.Puebla).

“Países como o nossos, onde com freqüência não se respeitam os direitos humanos fundamentais-vida, saúde, educação, moradia, trabalho… acham-se em situação de permanente violação da dignidade humana” (41-Doc.Puebla).

“Condenamos todo menosprezo, diminuição ou injúria às pessoas e seus direitos inalienáveis; todo atentado contra a vida humana…” (318 – Doc. Puebla).

“Deus nos mostrou de modo insuperável como ama cada homem, e com isso lhe confere uma dignidade humana” (388 – Doc. Santo Domingo).

“Na América Latina, assiste-se à crescente deterioração da dignidade da pessoa humana” (235-Doc. Santo Domingo ).

“Somos missionários para proclamar o Evangelho de Jesus Cristo e,nEle,a boa nova da dignidade humana,da vida”(103- Doc.Aparecida).

“Bendizemos a Deus pela dignidade da pessoa humana, criada à sua imagem e semelhança” (104-Doc. Aparecida).

“Diante da exclusão, Jesus defende os direitos dos fracos e a vida digna de todo ser humano” (112- Doc. Aparecida).

“Do seu Mestre, o discípulo tem aprendido a lutar contra toda forma de desprezo da vida e de exploração da pessoa humana”(112 Doc.aparecida).

“A cultura atual tende a propor estilos de ser e viver contrários à natureza e dignidade do ser humano” (387 – Doc. Aparecida).

“O criador, ao colocar a serviço do Ser humano tudo o que foi criado, manifesta a dignidade da pessoa humana e convida a respeitá-la (cf. Gn 1,26-30) (387- Doc. Aparecida).
Exposto o pensamento da Igreja sobre homem (Doutrina Social da Igreja), é inconcebível, ficarmos calados, na condição de cristãos, diante de uma cultura de morte, que agride de forma ferrenha o que mais precioso a pessoa humana possui: a sua dignidade. Por isso, o cristão que proclama sua fé, mas não move uma palha na defesa da pessoa humana, está contrariando o que mais Jesus fez: defender a vida. Não foi por acaso que ele falara: “eu vim par que todos tenham a vida”.
Quando eu soube do acontecimento sinistro, ”homem arrastado de dentro do shopping para morrer na calçada”, não suportei, usei o twitter, instrumento moderno e eficaz de comunicação para a evangelização atual (“novo areópago”), para manifestar minha indignação, minha revolta. O twitter foi meu megafone para gritar para o mundo todo, e gritei:
Quando um rico, um político, uma pessoa famosa é vítima de qualquer coisa, é chamado pelo nome; quando é pobre, é chamado por um homem ou uma mulher.
Esse cidadão que fora vítima, não tem nome? Simplesmente morreu um homem? Por que na hora não disseram que fulano de tal morrera na calçada?
Que violência, um cidadão comum ser arrastado para morrer numa calçada de shopping. Onde está o respeito pela dignidade da pessoa humana?
Ontem,confesso, senti-me muito mal com a morte desumana e cruel da qual fora vítima um filho de Deus, em plena calçada do dinheiro, do lucro.
Agredir a dignidade humana, é um atentado grave ao Deus da vida.
Percebi uma grande violência contra o cidadão levado para calçada do shopping, para lá morrer como bicho bruto.
“Homem arrastado de dentro de shop p morrer na calçada”. Esse filho de Deus morreu em plena calçada do deus dinheiro, do deus lucro, do deus ter
Como cristão, como cidadão, não posso ficar calado diante de tantas agressões aos seres humanos. Ficar calado é ser conivente com a cultura de morte reinante na sociedade moderna.
“Homem morre na calçada de um shopping”. Agora, pergunto: o que falaram os defensores dos direitos humanos? fizeram algum pronunciamento?
Onde está o respeito pela pessoa humana, pela sua dignidade? Nesta sociedade consumista, o homem não vale pelo que é,mas ,pelo o que tem.
O dinheiro está falando mais alto que a pessoa humana. Deus vai ser severo com os adoradores do ter, do poder, do lucro…
Arrastar um ser humano para morrer numa calçada comercial, é o cúmulo do absurdo. Trata-se de uma brutal violência ao ser humano. Grande pecado!
Nesta sociedade secularista, hedonista, materialista, consumista, a pessoa humana é tratada como coisa, objeto; tratada como lixo. A pessoa é coisificada.
“Homem morre na calçada do shopping”. Pergunto: onde está o respeito pela dignidade da pessoa humana? Será que o ser humano não vale mais nada?
O lucro não deve está acima da dignidade humana. Quando isso acontece, perde-se a noção de justiça, de dignidade.
Isso é revoltante, constrangedor. A pessoa humana ser tratada como coisa, como objeto. O ser humano não vale mais nada?
Nesta sociedade materialista, consumista, individualista, onde está o valor da pessoa humana? A pessoa humana não vale mais nada? Só o dinheiro? Só vale quem tem dinheiro, poder, status?
Não se pode abandonar a pessoa humana, seja ela quem for. O ser humano tem que ser tratado com muito respeito.
A pessoa humana está acima de quaisquer coisas: dinheiro, bens, poder, ter etc.
Estas foram minhas palavras de indignação, de revolta. Usei o twitter, repito, para gritar para o mundo que a obra da criação de Deus, o homem, deve estar acima de tudo neste mundo, e que não pode ser violentado por quem quer que seja.
Concluo com as contundentes citações sobre a dignidade da pessoa humana, extraídas do livro fé cristã e compromisso social dos autores Pierre Bigo e Padre Fernando B.de Ávila (1986. pg. 94):
“toda pessoa humana se reveste da mesma dignidade, por mais pobre que seja sob qualquer aspecto: material, biológico, psicológico, mental ou mesmo espiritual”.
TWITTER: @padredjacy

Padre Djacy Brasileiro

O texto é de inteira responsabilidade do assinante

Comentários

Tags :

REDES SOCIAIS











ARTICULISTAS
Ramalho Leite
Karlos Thotta
Padre Bosco





INSTAGRAM @focandoanoticia


Focando a Notícia - CNPJ: 11.289.729/0001-46
Proibida reprodução total ou parcial deste site sem aviso prévio
jornalismo@focandoanoticia.com.br
(83) 99301.2627